[SDCC] Game of Thrones na Comic-Con 2017: O painel e outras entrevistas

Na última sexta-feira, o Hall H do Centro de Convenções da San Diego Comic-Con recebeu o elenco de Game of Thrones para realizar o tradicional painel sobre a série. A mesa foi moderada por Kristian Nairn (Hodor), que apresentou os amigos falando sobre Game of Thrones ter sido a melhor série já criada.

Elenco para a EW durante a SDCC2017 (por MATTHIAS CLAMER)

O painel contou com a presença de Isaac Hempstead Wright (Bran), John Bradley (Sam), Nathalie Emmanuel (Missandei), Liam Cunningham (Davos), Sophie Turner (Sansa), Jacob Anderson (Grey Worm) em sua primeira participação, Conleth Hill (Varys), Alfie Allen (Theon) e Gwendoline Christie (Brienne).

Entre os principais pontos discutidos, destacamos:

  • Sophie Turner, ao ser questionada sobre Sansa ainda estar sendo manipulada por Petyr Baelish, disse que sua personagem passou muito tempo como cativa de diferentes tipos de monstros, aprendendo e se adaptando. E que, em sua opinião, Sansa é tão boa no jogo quanto Mindinho.
  • Quando lembrado sobre a ameaça de morte que Davos ofereceu para Melisandre, Liam Cunningham, disse que Davos não é do tipo vingativo, como Arya com uma lista. Mas que a confrontaria novamente, e que se a oportunidade surgisse “a jogaria numa cova rasa”.
  • Sobre a Cidadela, John Bradley comenta que é interessante perceber como Sam não era aceito em casa, não foi bem aceito na Muralha, e sempre achou que a ordem dos meistres seria seu lugar. Mas, nos fim das contas, viu que também não é ouvido ali. Sobre a relação com Gilly, ele destaca que, como em qualquer relação, sua esfera de interesses sobre o mundo externo é reduzida, e ele percebe que é muito mais interessante ser amado por ela e o pequeno Sam, do que ter a aprovação de todos os outros.
  • Kristian questiona Isaac sobre “o que raios é o Corvo de Três Olhos”. O ator explica que o personagem é um dos últimos fragmentos do mágico mundo antigo de Westeros, e que seu verdadeiro propósito ainda não foi endereçado na série, mas que o Rei da Noite parece ser um de seus “inimigos jurados”, o que coloca Bran – agora como Corvo – em um um papel importante a se desempenhar nesta temporada.
  • O moderador questionou a todos sobre a primeira lei que estabeleceriam caso se tornassem reis de Westeros. As respostas mais interessantes foram as de Gwendoline, dizendo que permitiria que mulheres fossem cavaleiros, e Nathalie, dizendo que disponibilizaria escolas para todos.
  • Gwendoline falou sobre sua motivação de jamais desistir de proteger os Stark. Ela disse que encontrou inspiração em Catelyn, quando viu que a personagem tinha uma força feminina e intuitiva muito forte, e que Brienne percebeu que não teria que entrar em um molde masculino para ser levada a sério e fazer o bem. E que sua admiração por Catelyn foi direcionada para suas filhas.
  • Kristian questionou Conleth sobre Varys sentir medo de algo. O ator disse que vimos Varys sentir medo em Meereen, quando recebeu a visita da sacerdotisa Kinvara, na temporada passada, e ela falou sobre seu passado e o ritual ao se tornar um eunuco.
  • Quando questionada se Sansa confiaria em novos casamentos no futuro, Sophie disse que sua personagem não é mais a garota da primeira temporada, e que também não está buscando relacionamentos no momento. Além disso, ela diz que não é uma questão de enxergar os homens de maneira de diferente, mas de enxergar o mundo inteiro de maneira diferente.
  • Sobre qual personagem o elenco escolheria trazer de volta, Gwendoline e Conleth escolhem Hodor e Catelyn. Alfie escolhe Khal Drogo. Jacob escolhe Ned e Barristan. Sophie escolhe Joffrey. Liam escolhe Shireen. Nathalie escolhe Hodor, e Isaac também. John diz que a resposta correta é Robb Stark, mas que também escolheria Jon Snow, apenas para evitar ter que comentar sobre seu retorno.
  • No segmento de perguntas da plateia, Sophie disse que Sansa e Jon ainda terão que aprender a ceder e unir suas respectivas inteligências, militar e política, para alcançarem êxito em seu governo.
  • Ainda no segmento de perguntas da plateia, Gwendoline disse que, para conquistar Brienne, Tormund teria que estar em uma posição onde haveria respeito mútuo entre os dois.
  • No fim, um cosplayer de Rei da Noite se apresenta perguntando com uma voz sinistra: “… dragões lobos gigantes e corvos de três olhos não poderão salvar vocês, vocês anseiam ascender novamente, como crianças do inverno?”. À isso, e o elenco respondeu que não há muito a ser feito.

 

Para a entrevista no lounge da Entertainment Weekly, o atores falaram mais sobre a sétima temporada. Gwendoline disse que veremos Brienne tomando decisões mais independentes. John Bradley falou sobre sua frustração e urgência de coletar o conhecimento que Jon precisa. Sophie falou novamente algo abordado no painel, sobre o machismo análogo aquela época, onde homens acreditavam ser mais preparados para liderar e governar, e que essa é a base para os conflitos entre Jon e Sansa.

A seguir, parte do editorial da revista EW com Game of Thrones. Para ver as imagens com o elenco de outras franquias da TV e cinema, clique aqui.

MATTHIAS CLAMER – EW

MATTHIAS CLAMER – EW

MATTHIAS CLAMER – EW


Clique aqui para assistir o novo trailer da temporada, divulgado durante o evento.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados