Game of Thrones é indicada aos Hugo Awards 2017

Nesta semana, foi divulgada a lista de indicados aos Prêmios Hugo 2017, uma das mais tradicionais honrarias da indústria de fantasia e ficção científica nos Estados Unidos. Entre obras escritas e dramatizadas, Game of Thrones da HBO é finalista este ano, concorrendo na categoria “Melhor Apresentação Dramática (Formato Curto)” por dois episódios da sexta temporada, exibida em 2016:

“Battle of the Bastards”, um dos concorrentes aos Hugo 2017

Best Dramatic Presentation – Short Form:

  • Black Mirror: “San Junipero”, escrito por Charlie Brooker, dirigido por Owen Harris (House of Tomorrow)
  • Doctor Who: “The Return of Doctor Mysterio”, escrito por Steven Moffat, dirigido por Ed Bazalgette (BBC Cymru Wales)
  • The Expanse: “Leviathan Wakes”, escrito por Mark Fergus e Hawk Ostby, dirigido por Terry McDonough (SyFy)
  • Game of Thrones: “Battle of the Bastards”, escrito por David Benioff e D. B. Weiss, dirigido por Miguel Sapochnik (HBO)
  • Game of Thrones: “The Door”, escrito por David Benioff e D. B. Weiss, dirigido por Jack Bender (HBO)
  • Splendor & Misery [álbum], por Clipping (Daveed Diggs, William Hutson, Jonathan Snipes)


Em seu blog, George R.R. Martin conta que na verdade foram TRÊS os episódios de Game of Thrones que ganharam votos o suficiente para estar entre os melhores do ano. No entanto, o prêmio a partir deste ano passou a considerar a “the DR. WHO rule”, regra que proíbe que uma série apareça mais do que duas vezes em uma mesma categoria.

A série da HBO já é mais do que veterana nos Hugos. Em 2012 levou para a casa o prêmio de Melhor Apresentação Dramática (Formato Longo), pelo trabalho completo da 1ª temporada de Game of Thrones. Em 2013, Neil Marshall e George R. R. Martin levaram o prêmio de Melhor Apresentação Dramática (Formato Curto) por “Blackwater”. Em 2014, David Benioff, D. B. Weiss, e David Nutter foram premiados pelo episódio “The Rains of Castamere”, na categoria Melhor Apresentação Dramática (Formato Curto).

Em 2015 o episódio “The Mountain and The Viper” chegou a ser finalista, perdendo para Orphan Black da BBC America.

Ainda em 2015, o prêmio passou a ganhar as manchetes de todo mundo por conta dos conflitos criados por alguns autores e leitores conservadores: os sad puppies e rabid puppies. Eles se uniram para buscar combater o avanço de obras que promovessem temas como identidade de gênero e raça, feminismo e justiça social entre os ganhadores do prêmio. Segundo eles, esses livros estariam sendo votados mais pela sua agenda do que pela qualidade literária. Mas, é claro, nenhum argumento apresentado se provou certo, já que as mesmas obras celebradas nos Hugos continuam se destacando em outros eventos do gênero, com sistemas de votação totalmente diferente entre si, desde voto popular à escolha da crítica especializada.

Buscando combater as obras, estes grupos considerados “de direita” buscam fazer rankings e eleger entre si aqueles que consideram os “verdadeiros ganhadores”, votando nestes nomes em massa, para manipular os resultados.

Como contamos para vocês, muitos escritores, autores e entusiastas ao redor do mundo (incluindo o próprio George R. R. Martin) verbalizaram imensa insatisfação com o movimento conservador, e com razão. Por isso, a comissão do Hugo Awards adotou a partir deste ano um sistema de votação diferente, impedindo que qualquer grupo organizado tentasse controlar as obras e autores que poderiam ser indicados.

Em seu blog, Martin lamentou a falta de indicações para “Wild Cards“, coletânea em que eventualmente é editor. Apesar disso, ele comentou que “esta é a melhor votação do Hugo em anos“. Tão boa que ele conta que não tem certeza se precisará realizar os Alfie Awards deste vez. Martin criou os Alfies (em homenagem ao vencedor do prêmio Hugo, Alfred Bester) para reconhecer justamente as obras que possam ter sido prejudicadas através das campanhas dos sad puppies e rabid puppies.

Em 2016, ele apresentou a cerimônia alternativa durante a Hugo Loser Party:

Martin distribuindo os ‘Alfies’, em 2016.

Este ano, ao todo temos 108 obras finalistas nos Hugo Awards. Para ver a lista completa de indicados, clique aqui ou assista ao vídeo com o anúncio oficial:


A votação será encerrada em 15 de julho, e os vencedores serão anunciados na 75ª World Science Fiction Convention em Helsinki, Finlândia, no dia 11 de agosto.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados