Vanity Fair divulga 10 imagens exclusivas da edição ilustrada de A Guerra dos Tronos

No próximo mês, a editora Random House lança a edição ilustrada de A Guerra dos Tronos, que comemora os 20 anos de publicação do livro. Hoje, a Vanity Fair divulgou com exclusividade novas imagens da obra, além de uma entrevista com a editora americana de George R. R. Martin, Anne Groell.

Ned e Jory Cassel por Levi Pinfold

Ned e Jory Cassel por Levi Pinfold

Anne conta que Martin sempre foi bastante específico e exigente em relação a como as invenções dos livros poderiam ganhar forma graficamente. No caso do Trono de Ferro, por exemplo, ela se lembra que Martin sempre rejeitava as ilustrações que artistas diversos apresentavam através dos anos, dizendo: “Ah não. Isso não está certo. É apenas mais uma representação da versão da HBO. O meu é muito maior e mais emaranhado.” E então Anne analisou cirurgicamente cada descrição que ele fez do trono nos livros, e no final das contas, não via tanta diferença em relação a versão da TV.

Quando questionou Martin sobre isso, ele respondeu que o trono dele tinha “de 3 a 5 metros de altura, com escadas tortuosas”. Então a editora pediu para que Martin mostrasse no livro onde raios ele tinha escrito aquilo, e é claro que ele não soube mostrar. Ela chama esse fenômeno de “invisible-head syndrome”, que acontece quando um autor acha que todos ao seu redor conseguem ver tudo o que está na cabeça dele.

E é por isso que a edição ilustrada de A Game of Thrones é algo tão importante, assim como o trabalho dos artistas que fazem os calendários e a enciclopédia. Essas artes ajudam o leitor a se aproximar das coisas que só existem na cabeça de Martin, dando muito mais detalhes as coisas que ele esqueceu de apresentar no livro.

Anne Groell trabalhou ao lado da assistente de Martin, Rhea Goldman, escolhendo como cada um dos capítulos ganharia uma arte que o representasse. É realmente incrível a diferença em relação a série da HBO. Na seleção que mostramos abaixo, a mais impactante é a arte de Sansa e Sandor, de Arantza Sestayo. Sansa no primeiro livro tem apenas 11 anos, e na série de TV a personagem envelheceu, assim como muitos outros. E existe um motivo bem específico pelo qual a arte causa cerca estranheza, mesmo pra quem já leu os livros. Anne fala sobre isso:

“Se você está criando um personagem que tem uma aparência muito distinta, cicatrizes, e coisas do tipo, não existem muitas maneiras de inovar em cima disso. Mas nós queríamos ter certeza de que estas são interpretações do livro e, não um trabalho influenciado pela série de TV”.

A edição comemorativa de A Guerra dos Tronos contará com introdução escrita por John Hodgman, setenta e três ilustrações em preto e branco, uma para cada capítulo do livro, e mais oito ilustrações coloridas em color plate (como a do Ned e Jory e a da execução de Ned). Parte das artes foram reaproveitadas de O Mundo de Gelo e Fogo, dos calendários, cardgamesboardgames e do RPG. Mas quarenta a oito delas serão ilustrações originais.

George R. R. Martin recentemente se manifestou com bastante entusiasmo em relação ao lançamento desta edição. Clique aqui para ler.


O sexto livro, The Winds of Winter, ainda não possui data de lançamento. Saiba mais sobre isso, aqui.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados