Alexander Siddig diz que originalmente estaria em quatro episódios da sexta temporada

O ator Alexander Siddig (Doran Martell) falou ao StarTrek.com sobre sua saída precoce de Game of Thrones.

doran_house

Dorne no episódio House of Black and White

Sabemos que a série já está se encaminhando para o fim, mas o caso de Alexander é peculiar. O ator foi anunciado como membro do elenco durante San Diego Comi Con 2014, e na época a adição foi imensamente celebrada. No entanto, quando o personagem foi apresentado na quinta temporada, muitos perceberam que o texto escrito para ele estava longe de estar a altura do que todos esperavam. Não só em relação a ele como a todo o núclero de Dorne. Uma temporada mais tarde, Doran morreria na cena final da premiere.

O ator admitiu na entrevista que “não sabe o que aconteceu ali”, e que ele havia sido contratado para fazer quatro episódios na sexta temporada, mas algo mudou, e ele recebeu um telefonema dos produtores:

“Nós iríamos matá-lo no final da temporada passada, mas decidimos que iremos fazer isso no início da próxima temporada.” Eu fiquei tipo, “Ok, a vida continua.” Mas havia algo de errado nisso, porque eu fui contratado para fazer quatro episódios da temporada seguinte, então, se eles pretendiam me matar no final da temporada anterior, por que me contratariam para esses quatro episódios? Eu ser contratado ou não teria um custo financeiro, por isso não me parece um grande negócio fazer isso apenas por garantia.

Algo aconteceu, não tenho a menor idéia do que. Houve uma resposta enorme dos fãs quando fui chamado para estar na série e todo mundo disse “Oh meu Deus, sim, Doran Martell. Ele vai ser muito bom como Doran Martell”. Isso pode ter sido um prego no meu caixão. Talvez eles não quisessem que o público desse muita atenção para esse personagem. Talvez eles pensaram: “Bem, vamos mostrar que estamos nos desviando dos livros. Nós iremos fazer outra coisa, e ele será o nosso primeiro exemplo disso”. Então talvez esse poderia ter sido o caso. Ou talvez eu tenha feito algo errado. Talvez eu tenha dito a coisa errada para a pessoa errada.

Além disso, ele opina de maneira muito curiosa sobre a relação da série com a internet, dizendo que o hype criado com o público consumindo produções na época das redes sociais é bom: Quanto mais secreta a produção se mostra, mais especial o produto é aos olhos dos espectadores:

Eles costumam dar dicas falsas para o público e guiam as pessoas a direções erradas. Por exemplo, na última temporada, os primeiros episódios foram pirateados on-line, e todo mundo assistiu antes da exibição oficial, e todo mundo ficou furioso com a HBO por deixar isso acontecer. Não sei se você se lembra. Estou quase certo de que esses quatro episódios foram divulgados pela própria HBO. Não posso dizer que isso é certeza; esta é apenas a minha opinião, mas é um jogo; e todo mundo está jogando esse jogo.

tumblr_nn3qka7tux1s5m21go3_500

Então Game of Thrones é uma espécie de rei da manipulação de mistério e intriga. Porque existe um certo apetite para fofocas. Todo mundo me perguntava: “Jon Snow está morto?” Eu respondia, “Eu não sei”. Essa foi uma tarefa impossível e difícil pra mim, eu sabia que Jon Snow iria morrer muito antes, porque eu tinha os scripts. Mas eu não podia nem mesmo contar para a minha esposa. Eu não gosto de andar por aí com segredos. Eu não suporto. Você faz um acordo com o diabo.

A entrevista completa você encontra no site do Star Trek, onde ele fala mais sobre sua carreira e seu trabalho como Dr. Bashir em Star Trek: Deep Space Nine.

Fonte: Watchers on the Wall.


A sétima temporada de Game of Thrones contará com as novas líderes de Dorne, e a produção inclusive voltará a filmar nas locações dos Jardins de Água.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados