Precisamos falar sobre a cena final do episódio 6.02 “Home”

O texto a seguir possui spoilers do episódio 6.02 “Home”, bem como dos livros de As Crônicas de Gelo e Fogo. Leia por sua conta.

jon-snow-lives

Aconteceu. Mas ele estava morto. Como alguém morto voltar a viver? Haverá consequências?

Da maneira que muitos esperavam, Melisandre trouxe Jon Snow de volta para a vida. Ou pelo menos é isso o que a cena nos fez acreditar. Depois de limpar o corpo de Jon, cortar e lavar seus cabelos, além de proferir palavras de devoção, tentar, tentar e tentar e desistir… Ele ganhou a dádiva da vida mais uma vez. Mas, pelo menos tanto quanto sabemos, há um preço a se pagar por isso. O próprio escrito George R. R. Martin disse isso em entrevista para a Bullseye em 2011:

Eu acho que se você está trazendo um personagem de volta, um personagem que passou pela morte, esta é uma experiência transformadora (…) Por mais que eu admire Tolkien, sempre senti que Gandalf deveria ter permanecido morto. Foi uma sequência tão incrível em A Sociedade do Anel, quando ele enfrenta o Balrog na Khazad-dûm e cai no abismo, e suas últimas palavras são, “Fly, your fools.”

O poder que aquilo tinha, como me pegou. E então ele volta como Gandalf, o Branco e, mais do que qualquer coisa, ele agora é alguém aprimorado agora. Eu nunca gostei de Gandalf, o Branco, tanto quanto Gandalf, o Cinzento, e eu nunca gostei de vê-lo voltar. Eu acho que teria sido uma história ainda mais forte se Tolkien o tivesse deixado morto.

Meus personagens que voltam da morte ficam piores. De certa forma, eles não são sequer mais os mesmos personagens. O corpo pode estar se movendo, mas algum aspecto do espírito é alterado ou transformado, e eles perderam alguma coisa. Um dos personagens que voltou várias vezes da morte é Beric Dondarrion. Cada vez que ele reviveu, perdeu um pouco mais de si mesmo. Ele foi enviado à uma missão antes de sua morte e é apenas a isso que ele se apega, é apenas isso o que ele sabe. Pedaços de sua humanidade são perdidos a cada vez que ele retorna da morte; Mas ele se lembra de sua missão. Sua carne se separa cada vez mais do espírito, mas apenas aquilo, esse propósito que ele tinha, é parte do que faz com que ele volte.

Como Martin aponta bem neste comentário, Beric Dondarrion, uma vez revivido, não é mais a pessoa que foi um dia.

Para quem não se lembra, Beric Dondarrion (que na série sofreu recast da terceira temporada), era um cavaleiro das Terras da Tempestade enviado por Ned Stark em A Guerra dos Tronos para prender Gregor Clegane, que estava tocando o terror através do Tridente. Encontramos Dondarrion novamente apenas em A Tormenta de Espadas, onde ficamos sabendo que Clegane o matou. Duas vezes. Ele também foi morto várias vezes em batalha, e morre mas uma vez nas mãos do Cão em um julgamento pro combate, diante de nossos olhos. A cada vez, ele é ressuscitado por Thoros de Myr, que invoca o Senhor da Luz para levantar seu amigo caído.

Como podemos ler no capítulo de Arya VII em A Tormenta de Espadas (pág 404), Beric conversa com Arya e pergunta a Thoros “Quantas vezes você já me trouxe de volta?”. Thoros diz que foi R’hllor quem o trouxe de volta seis vezes, e que a sétima vez poderia ser a última (como sabemos bem ser verdade). Beric diz que tem dificuldades em se lembrar de seu passado:

– Será que eu posso pensar naquilo que quase não recordo? Antigamente tive um castelo na Marca, e houve uma mulher com quem estava prometido que me casasse, mas hoje não conseguiria encontrar esse castelo nem dizer a cor dos cabelos dessa mulher. Quem me armou cavaleiro, velho amigo? Quais eram os meus pratos preferidos? Tudo se desvanece. As vezes penso que nasci na relva ensanguentada daquele bosque de freixos, com o sabor de fogo na boca e um buraco no peito. Você é a minha mãe, Thoros?

thoros-beric-630x291

Thoros de Myr com Beric no episódio 3.05 “Kissed by Fire

Na série de TV, Beric é retratado da mesma maneira. Em 3.05 “Kissed by Fire” ele conta que já foi trazido de volta depois de ter sido “empalado em uma lança, acertado por uma flecha, enforcado por traição, e apunhalado no olho”. Arya então pede para Thoros trazer seu pai, Ned, de volta. Beric explica a ela que não desejaria a ninguém esse dom, porque para ser trazido de volta dos mortos é preciso carregar um pesado tributo, pois pedaços de sua memória e de quem você era antes se apagam.

A carta da ressurreição dentro da ficção pode ser algo muito difícil de se trabalhar. George R. R. Martin particularmente gosta de usar essa carta, muito. Muitos de seus personagens voltam a vida através de diversos recursos narrativos (Mance Rayder, Catelyn Stark, Jovem Griff) e isso acaba conferindo à obra a expectativa de que qualquer coisa pode acontecer, mesmo falando de uma história em que a morte é quase um personagem em si. Essa acaba sendo uma brincadeira macabra, que faz deste um autor sádico por natureza. E talvez seja por isso que essa história faça tanto sucesso.

Na entrevista citada, Martin também se refere a Catelyn Stark, a quem Beric dá sua vida para que ela viva mais uma vez. Sabemos que Martin não brinca quando fala que quem volta a vida está com o espírito transformado, vivendo apenas para cumprir seu último propósito. Lady Stoneheart é uma versão ainda pior do que Beric fora. Você, como leitor, sabe que aquilo é errado, triste.

Dito isso, pelo menos de acordo com o que sabemos, Jon Snow poderá não ser mais o Jon Snow que conhecemos. Verdade seja dita, esse é o motivo pelo qual a morte do personagem ecoou tanto através da base de fãs. No fundo, sabemos bem que é possível que as melhores partes de Jon tenham partido naquele season finale e em seu último capítulo de A Dança dos Dragões.

Portanto, é possível que Jon não tenha mais memória de Ygritte, de Ned, de Arya, Sansa, Bran, Rickon, Robb ou até mesmo de Sam.

tumblr_o6j6qm3XCz1v91qjio1_500

Naquelas milhares de vezes em que elenco, produtores e Kit Harington disseram que Jon Snow morreu, talvez eles estivessem certos. E o Jon que conhecemos realmente morreu, para ser vivido como outro que irá para a guerra com o intuito de batalhar pelo propósito que tinha. O de impedir que os White Walkers acabem com Westeros.

Em última análise, é bacana lembrar que nos livros as circunstâncias da morte de Jon são outras, a relação que Jon tem com seu lobo é outra, e Melisandre é uma personagem com algumas diferenças também. Por isso, talvez o ritual de retorno do personagem para Martin seja bastante diferente daquele que vimos na série. Adiciono ainda palavras do proprio Martin para a revista EW, quando comentava os spoilers de A Dança dos Dragões, publicado em 2011. O jornalista o questionou sobre os motivos dele ter encerrado a vida de Jon Snow. E Martin responde, jocosamente:

“Ah, então você acha que ele está morto, não é?”

Kit Harington gravou um vídeo para a EW pedindo desculpas aos fãs por ter mentido durante quase um ano. Ele contou que os produtores pediram para que ele “atuasse” fora das câmeras, para que o segredo fosse guardado até o retorno da série. Assista:


Para ver o trailer do próximo episódio, “Oathbreaker”, clique aqui.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados