Leia ‘Arianne II’, novo capítulo de Os Ventos de Inverno, traduzido

Arianne Martell, por Tiziano Baracchi. Copyright, 2015, Fantasy Flight Games.

Arianne Martell, por Tiziano Baracchi.

Conforme noticiado anteriormente, George R. R. Martin divulgou em 11 de maio, em seu website oficial, mais um excerto de The Winds of Winter, o segundo capítulo de Arianne Martell no livro. O POV havia sido lido por Martin em algumas convenções anteriormente, e já havia resumos dessas leituras na Internet, inclusive na compilação de capítulos já lançados do livro do Game of Thrones BR.

Versão traduzida do capítulo pode ser lida abaixo (ou clicando aqui) e alguns comentários a respeito dele vêm a seguir.

Este capítulo, como os outros já oficialmente divulgados e lidos por GRRM, parece fazer parte do bloco de Winds que já está escrito há um bom tempo e que poderia inclusive fazer parte de Dança. Além disso, coincidentemente com o capítulo Alayne, divulgado em 2015 quando Game of Thrones alterou substancialmente a trama original de Sansa, Arianne II é lançado em meio a considerável polêmica acerca do roteiro de Dorne na série de TV. Neste POV, o que é perceptível é a crescente aproximação de Dorne, representado por Arianne, do Príncipe Aegon, algo já iniciado em Arianne I e que se acentuou, por motivos diversos.

A nível pessoal, Arianne, apesar de aparentemente, na superfície, ter se conformado e aceitado o modus operandi de seu pai, o Príncipe Doran, em alguns momentos do capítulo se revela como ainda valorizadora (não sem razão) da ousadia como curso de ação, o que pode ainda repercutir em capítulos posteriores.

A execução de planos de Doran se mostra também um tanto questionável: a expedição de Quentyn portando um pacto de casamento com alguns poucos companheiros em direção a Meereen, a meio mundo de distância, já era bastante arriscada, e não à toa foi malfadada. Doran praticamente repete a mesma situação com Arianne, enviando a herdeira do principado para tratar pessoalmente com lordes rebeldes e mercenários, um risco sobre o qual a própria Arianne também reflete no fim do capítulo. Apesar de sob um ponto de vista do andamento do plot as ações fazerem sentido, elas são bastante incoerentes com a personalidade que o próprio GRRM se esforça em estabelecer para Doran: um homem cauteloso até em excesso.

Questionamentos internos de Arianne em relação à possibilidade de seu irmão ser rei (e sua baixa opinião a respeito disso) e sobre a “rainha dragão” Daenerys prenunciam ainda mais que o destino de Quentyn – que muitos consideravam um personagem filler por não compreenderem sua relevância para a trama – terá influência considerável sobre o posicionamento de Dorne na iminente dança dos dragões que assolará Westeros, muito provavelmente pró-Aegon e possivelmente com um casamento entre Arianne e o rapaz.

Os comentários estão abertos para mais opiniões a respeito de Arianne II. Clique aqui para ler todos os capítulos de Os Ventos de Inverno que já foram divulgados, incluindo Arianne I.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados