Ator comenta despedida da série no episódio “The Door”

O texto a seguir possui spoilers do episódio 6.05 “The Door”. Leia por sua conta.

Kristian Nairn oficializou seu adeus a série em entrevista à EW

Kristian Nairn oficializou seu adeus a série em entrevista à EW

A revista Entertainment Weekly conversou com o ator e DJ irlandês Kristian Nairn sobre os eventos do episódio “The Door” há alguns dias.

O protetor e companheiro da família Stark se foi, para salvar a vida de Bran e Meera. Hodor segurou a porta, impedindo que uma horda de wights os alcançassem. A sequência foi tanto impactante quando emocionante, já que no processo nos foi revelado que a condição de Hodor foi provocada por Bran, justamente para que sua vida fosse salva. Na sequência, o Corvo de Três Olhos leva Bran para o passado em Winterfell, para que ele veja a despedida de Ned, que estava partindo para o Vale. No mesmo momento, a caverna está sendo invadida por White Walkers e muitos wights. Sem conseguir voltar para o presente, Bran entra na pele de Hodor através do passado. Enquanto ele faz isso, Wylis – que está ligado a si mesmo no futuro por meio dos poderes de Bran – começa a repetir o comando de Meera: Hold the Door! Hold the Door! Os wights lutam contra Hodor que, sozinho, segura a porta com toda sua força, e recusa a deixá-los passar, sacrificando-se para salvar seus amigos. No passado, Bran observa enquanto o jovem Wylis repete “Hold the Door” até que as palavras se transformem em “Hodor”, a única coisa que ele conseguirá falar pelo resto de sua vida:

Hodor-Nan-768x432

Entertainment Weekly: Vamos voltar para a quinta temporada. Qual foi sua reação ao saber que ficaria fora durante um ano inteiro?
Kristian Nairn: Não foi realmente uma surpresa. Eu meio que esperava que isso acontecesse. Nossa história estava à frente de todas as outras. Mas também foi decepcionante, porque somos uma grande família e me senti muito estranho em não ser parte dela durante um ano inteiro. Moro em Belfast, então eu sempre via as pessoas indo e vindo, e nos encontrávamos para jantar. O elenco é todo muito próximo.

Como você descobriu que essa seria sua última temporada?
Recebi o telefonema. [David Benioff e Dan Weiss] me ligaram. E então você já sabe o que vai acontecer. Alguns dos meus amigos receberam os roteiros antes de mim, então eu meio que já sabia o que ia acontecer. Em Game of Thrones nada é certo, e ter chegado até aqui foi ótimo. Ned Stark só chegou até o episódio nove!

O que foi especial sobre filmar essa temporada?
Ver as crianças crescendo foi algo interessante. Isaac não é mais um menino. Ele está enorme, um adolescente agora – um adolescente doce, mas não como quando tinha 9 anos de idade e costumava me seguir. Bem, ele ainda me segue um pouco. Vê-lo desenvolver-se como ator, um ator excelente. Foi um esquema bem limitado este ano, apenas na árvore-coração. Ali tivemos mais tranquilidade para mostrar os meandros dos personagens e detalhes mais emocionais.

Você deve ser o único personagem regular na história da TV que fez 5 temporadas e só disse uma palavra. Isso deve ser algum tipo de recorde.
Sim, deve ser! Eu não consigo pensar em mais ninguém. Gostaria de saber se alguém contou quantos “Hodors” eu já disse ao longo de cinco temporadas.

Aposto que há uma contagem oficial Hodors.
Eu deveria saber disso, mas não sei.

Como os fãs reagem a você? Mesmo como jornalista cobrindo essa série, quando vejo você falando, tudo o que eu queria como resposta é “Hodor!” Mais e mais.
Depende. Varia de país para país. Game of Thrones é grande em todos os lugares agora, então você encontra muita gente gritando “Hodor” pra mim. Costumo fazer minhas compras de supermercado no meio da noite agora, porque é estranho. Mas é divertido, também. As pessoas adoram a série e se identificam tanto a gente como com os personagens. As pessoas sempre me perguntam: “Qual foi sua pior interação com os fãs?” Eu não tenho nenhuma. Todo mundo é super tranquilo, mesmo os ligeiramente irritantes. Fãs de “Thrones” tendem a ser respeitosos.

O que você achou de como Hodor deixou a série?
Amei isso. Curiosamente, eu só vi [a cena] hoje, pela primeira vez. Eu não poderia estar mais feliz com o resultado. O interessante é que é meio que deixado em aberto. Você realmente não o vê [morrer]. Está implícito. Então, quem sabe? Ele pode voltar como um White Walker, talvez tenha fugido. Mas foi realmente uma boa maneira de mostrar isso. Eu não poderia ter pedido um adeus melhor pra um personagem que amo. Minha parte favorita é a que amarra a questão de porque Hodor é “Hodor.” Por que ele diz a palavra “Hodor”? Apenas George R. R. Martin ou David e Dan poderiam ter criado isso. É incrivelmente triste. No minuto em que você, finalmente, aprende algo sobre Hodor, ele morre!

A história de fundo foi muito triste, isso fez dele uma figura muito trágica.
Fiquei com lágrimas nos olhos. Eu não me vejo na tela, vejo Hodor. Eu sempre falo sobre ele na terceira pessoa. Acho que as pessoas irão a) surtar, b) ficar muito tristes.

Os fãs não vão esperar uma explicação, e eles não vão esperar perdê-lo – será um choque duplo.
Na quarta temporada teve a cena na Fortaleza de Craster, e as pessoas pensaram que eu iria ser morto ali. Eles disseram, “Se Hodor morrer, protestaremos.” Será interessante ver isso. Mal posso esperar pra ver o episódio ir ao ar. É estranho falar com você sobre isso, já que não pude falar sobre isso por tanto tempo.

E agora ele nunca vai se sentar no Trono de Ferro.
Mais uma vez, não sabemos! Mas eu nunca esperaria isso de qualquer maneira, para ser justo. Eu não acho que ele faria um bom rei, ele é um pouco limitado em sua fala. Considero isso algo em aberto – porque você nunca sabe o que pode acontecer no mundo louco de Game of Thrones.

Qual é a sua melhor lembrança de trabalhar na série?
Quando Joffrey e os Lannisters chegam a Winterfell. Foi um dos meus primeiros dias no set. Esse foi provavelmente um dos maiores encontro do elenco. Todo mundo ainda estava vivo entre os Starks, Robert Baratheon, os Lannisters. Tirando Daenerys, todo o elenco estava lá. Esse foi o dia que eu percebi a grande produção que iria ser, e que eu era uma parte dela. Foi um dia fantástico. Todos juntos pela primeira e última vez. Essa é uma das minhas melhores recordações.

De todas as suas falas, qual foi seu “Hodor” favorito?
Na verdade, há um que eu realmente gosto, na atual temporada, quando Meera e eu estamos falando sobre linguiças. Esse cara ama suas linguiças e seu bacon. Seu rosto se ilumina quando começa a falar sobre comida. E também uma cena da terceira temporada com Osha. Ela está reclamando de ter que montar acampamento e ele diz “Hodor” como quem diz “O que eu tenho a ver com isso?”. Isso foi divertido. Eu não posso acreditar que realmente consegui destacar dois “Hodors” de todos aqueles momentos!

Tem algum que você gostou menos? Isso é mais difícil.
Não. Cada “Hodor” é como um dos meus filhos. Eu amo todos eles.

Como foi o seu último dia no set?
Quando finalmente terminamos a sexta temporada, eles permitiram que Isaac fosse o único a me abraçar. Foi um momento emocionante. Tem sido uma jornada incrível que transformou completamente a minha vida e me deu muita esperança para o futuro. Eu mal posso esperar para ver o que vem a seguir. Eu tenho muito mais palavras a dizer além de “Hodor”.

CjG8jj2VEAAjL6x
Se você tem curiosidade para saber como a cena ficou dublada, veja aqui.


Clique aqui para assistir ao trailer do episódio 6.06 Blood of my Blood.

 

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados