Analisando as visões de Bran no episódio “Blood of My Blood”

A pedidos, iremos fazer uma breve análise das visões de Bran, apresentadas no episódio deste domingo. David e Dan, showrunners da série, contaram que o Corvo de Três Olhos fez um último upload para a mente de Bran antes de deixar este mundo, e que agora Bran é o Corvo.

visoes_bran_blood

David Rintoul como O Rei Louco

No início do episódio, o garoto está em estado de choque com o trauma sofrido por entrar na pele de Wylis e quebrá-lo no processo. Ele tem visões descontroladamente, sem saber muito bem como organizá-las e compreendê-las. Para piorar, Bran vê coisas ainda mais traumatizantes do que a morte de Wylis, como seu pai, mãe e irmão morrendo de maneira extremamente violenta. Vamos a elas:

OS PIROMANTES E O FOGOVIVO
Visoes_Bran2

Neste conjunto de imagens é possível ver alguns piromantes e sua guilda de alquimistas separando e manipulando fogovivo. Já havíamos conhecido alguns piromantes, como Hallyne (Roy Dotrice), que agora já está bem velhinho. Nos livros, durante o reinado de Aerys II Targaryen, Hallyne era um acólito da Guilda dos Alquimistas. Na série, não sabemos muito bem como Hallyne teve influência na época da rebelião.

Visoes_Bran4

 

A história mais recente sobre piromantes que conhecemos é a seguinte: Após a vitória dos rebeldes de Robert Baratheon na Batalha dos Sinos, Aerys percebeu que Robert não era um mero senhor fora da lei. Por isso, ele reuniu seus piromantes e orquestrou um plano para destruir Porto Real caso os rebeldes se saíssem vitoriosos. Milhares de frascos de fogovivo foram colocados nas passagens subterrâneas de Porto Real. No fim, havia centenas de frascos embaixo do Fosso do Dragão, do Grande Septo de Baelor, em cada um dos sete portões e até mesmo embaixo da Fortaleza Vermelha.

Lorde Qarlton Chelsted era Mão do Rei na época. Ao saber da conspiração, ele tentou dissuadir o rei dessa loucura. Quando Aerys se recusou a acatar o pedido, Chelsted jogou a corrente de Mão do Rei no chão, o que fez com que Aerys o queimasse vivo pela afronta. Em seu lugar, ele nomeou Rossart, o chefe da Guilda dos Alquimistas e seu piromante favorito.

Após a Batalha do Tridente, onde Rhaegar morreu, Aerys encarregou Rossart com a tarefa de preencher secretamente o subsolo de Porto Real com frascos de fogovivo para destruir a cidade e todos os que nela estavam e impedir o sucesso de Robert Baratheon. No entanto, Rossart foi morto por Jaime Lannister durante o saque de Porto Real, assim, impedindo Rossart de executar a ordem do Rei Louco de destruir toda a cidade.

Visoes_Bran22
Visoes_Bran23
O problema é que, nas cenas que Bran vê, os subsolos da cidade estão de fato explodindo por conta do fogovivo. Como sabemos, isso não aconteceu, porque os Lannisters impediram isso. Portanto, o que Bran está vendo, exatamente? O futuro? Uma versão não realizada do passado? Ou algo muito mais complexo do que isso?

No episódio 2.05 “The Ghost of Harrenhal”, Hallyne conta para Tyrion que ele possui 7.800 jarras de fogovivo disponíveis e Tyrion pede para que ele produza ainda mais. Nos livros, essa é considerada uma “arte perdida”. Logo, fica implícito que, na versão da série, os piromantes podem criar mais jarras com a substância. Mas, novamente, é difícil saber se essa se trata de uma cena do futuro, do passado distante ou de algum tipo de realidade alternativa de coisas que “poderiam ter sido” ou que “podem ser”.

Anteriormente, Bran “sonhou” com coisas que não necessariamente aconteceram, como em 3.04 “And Now His Watch Is Ended” quando ele sonha com a mãe, Jon e Robb. Mas estes flashs com fogovivo não são um sonho. São visões, pois Bran agora é o Corvo.

Em última análise, é preciso se questionar por qual motivo Bran estaria vendo Aerys e os piromantes em suas visões. Por qual motivo saber dessas coisas é algo importante para ele? Tão importante quanto o exército de Walkers, dragões, a morte de seus familiares e a Era da Aurora. Qual seria a ligação de Bran com Aerys? Antes de responder isso, tenha em mente que, depois do trauma sofrido com Hodor, Bran dificilmente tentaria entrar na pele de alguém novamente. E que as cenas alternam entre o Rei Louco dizendo para “queimar todos” e o exército de Walkers fazendo seu estrago por onde passa. Estariam essas situações e ideias, de alguma maneira, ligadas? Estaria o Rei Louco dando uma dica para Bran, seja isso de maneira consciente ou inconsciente?

Visoes_Bran25 Visoes_Bran35

Visoes_Bran37

O FIM DA REBELIÃO DE ROBERT BARATHEON

Visoes_Bran3
Vemos Aerys, o Rei Louco, gritando a plenos pulmões que alguém “queime a todos”. BURN THEM ALL. Para todos os efeitos, neste momento ele estava pedindo que Rossart, seu arquimeistre/Mão,  queimasse vivos todos os cidadãos e a cidade inteira. A cena mostra Jaime encerrando a loucura de seu rei, matando-o quando ficaram sozinhos na sala do trono.

Visoes_Bran12

Como muitos de vocês apontaram, Jaime Lannister não foi “rejuvenescido” no flashback, ele ainda é interpretado por Nikolaj e está usando o mesmo corte de cabelo que conhecemos hoje. A Sala do Trono também não “voltou no tempo”, já que Aerys a decorava com crânios de dragões. A decoração da sala nestes frames é a mesma configuração de hoje, da maneira que o rei Joffrey a reformou.

Visoes_Bran24

 

Visoes_Bran26

Visoes_Bran29

Visoes_Bran31

Visoes_Bran34

 

Visoes_Bran36

E então, Jaime encerra a vida de Aerys pelas costas para depois sentar-se no trono por alguns minutos. Mais tarde ele seria encontrado por Ned Stark, que desaprovaria o gesto de Jaime por toda sua vida. Mal sabia Jaime que Ned também cometera um ato de desonra devido a exaustão do fim da guerra. Nos frames a seguir, vemos Ned perguntando por sua irmã aos cavaleiros da Guarda Real (Gerold Hightower e Arthur Dayne). A cena é sobreposta com uma imagem de Lyanna Stark em sua “cama de sangue”.

Visoes_Bran27
Visoes_Bran28
VISÕES DE UM PASSADO RECENTE: O EXÉRCITO DE WALKERS, A TRAGÉDIA STARK E O NASCIMENTO DOS DRAGÕES

Estas são cenas chave de episódios como 1.01 “Winter is Coming”, 1.09 “Baelor”, 1.10 “Fire & Blood”, 2.10 “Valar Morghulis”, 3.08 “Second Sons”, 3.09 “Rains of Castamere”, 4.02 “The Lion and the Rose”, 4.04 “Oathkeeper”, 5.08 “Hardhome” e 6.05 “The Door”. 

Visoes_Bran1
São cenas bastante icônicas: Bran é jogado da torre por Jaime Lannister. Depois, uma paisagem muito parecida com o represeiro do Corvo de Três Olhos, coberto pelo manto branco do inverno e banhado pela luz do sol. Essa paisagem faz referência à passagem do tempo. Vemos Drogon sobrevoando as ruínas de Valíria. Vemos parte das raízes da caverna do Corvo de Três Olhos e a centena de corvos voando e crocitando que Sam e Gilly encontraram quando mataram um Walker. Vemos o exército de wights liderados pelos White Walkers que Sam encontra no Punho dos Primeiros Homens, Jon Snow lutando, mulheres e homens mortos se transformando. Vemos Folha criando o Rei da Noite. Também vemos os Walkers transformando meninos ainda bebês em parte do povo deles nas Terras de Sempre Inverno, e o encontro de Bran com o Rei da Noite. E vemos Daenerys, dando vida a seus dragões.

Visoes_Bran9
wVisoes_Bran2 Visoes_Bran5

Visoes_Bran6

Visoes_Bran7

Visoes_Bran8

Visoes_Bran10

Visoes_Bran13
Visoes_Bran21 Visoes_Bran30 Visoes_Bran32 Visoes_Bran33

Visoes_Bran14

Visoes_Bran15

Visoes_Bran16

Visoes_Bran17

Visoes_Bran18

6LLv5IN

Visoes_Bran19

Visoes_Bran20

Aerys Targaryen e Lyanna geraram uma certa excitação na audiência, mas é preciso compreender que algumas partes das visões são ainda mais cruéis do que a revelação sobre Hodor que Bran teve anteriormente. Pense sobre as mortes de Ned, Catelyn e Robb. Pense sobre Hardhome. Vivemos esses traumas ao longo das temporadas, ano a ano, com considerável intervalo de tempo. Bran os vive de uma vez.

VISÕES DO PRESENTE: BRAN É ENCONTRADO

Visoes_Bran38

Esta é uma parte importante das visões, onde Bran foi capaz de ver que os wights ainda estavam o perseguindo. Bran viu o presente, e pôde antecipá-lo, mesmo que naquele momento ele não pudesse fazer nada para salvar a si mesmo. De certa forma, mesmo com tantas visões e revelações, ele foi capaz de avisar Meera e ser relativamente assertivo ao dar a informação que importava. Um bom indício de que Bran soube como começar a usar seu poderes.

VISÕES DO FUTURO?

Visoes_Bran11

Essa é uma visão repetida do episódio 4.02 “The Lion and the Rose” (escrito por George R. R. Martin). Nela vemos dragões sobrevoando possivelmente Porto Real. Desde aquela época se discute se essa é uma visão sobre a chegada dos dragões de Daenerys em Westeros, ou se é uma visão sobre o desembarque de Aegon I, quando ele decidiu conquistar o continente há cerca de 300 anos.

Como muitos de vocês apontaram, a visão se trata realmente de Porto Real. Primeiro porque, no episódio em que ela é exibida pela primeira vez, é possível ver a Fortaleza Vermelha e outras partes da cidade. E na época que Aegon I chegou por ali a cidade que conhecemos hoje ainda não existia, tanto que King’s Landing (Desembarco do Rei em tradução livre) levou este nome por causa dele.

 

Curiosidade: O piloto original de Game of Thrones tinha uma cena de flashback com o Rei Louco queimando Rickard e Brandon Stark. Originalmente, Aerys foi vivido por Liam Burke. Dessa vez, Aerys  foi interpretado por David Rintoul.

 

Nossa equipe já está produzindo a análise completa do episódio e o podcast, que irá se aprofundar mais nesses e outros momentos vividos na última hora de Game of Thrones. Enquanto isso, divida conosco nos comentários suas impressões sobre as visões.


Game of Thrones é exibida todo domingo as 22h na HBO, mundialmente.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados