Comentários desativados em Por que desisti de assistir Game Of Thrones

Por que desisti de assistir Game Of Thrones

AVISO: esse post contém imagens e discussão sobre estupro e violência contra mulheres.

Próximo mês completam-se cinco anos que criei o Game Of Thrones BR. Desde 2010, muita coisa aconteceu, a série estava em produção quando comecei a escrever e o 5º livro (A Dança dos Dragões) ainda não havia sido lançado. Acompanhei a seleção dos atores e atrizes, divulgação dos trailers e ajudei nas ações para divulgar a série por aqui.  Enquanto escrevia aqui no site, me formei, casei, passei em concursos, me mudei de cidade, também fui responsável pela administração do site e pela criação da wiki em português. Fiz amigos, conheci ótimas pessoas, incluindo as pessoas maravilhosas que fazem e fizeram parte da equipe do site.

George R. R. Martin: eu sempre considerei mulheres como pessoas.

George R. R. Martin: eu sempre considerei mulheres como pessoas.

Foi emocionante acompanhar todo o trabalho de produção e desenvolvimento de uma série desse porte para ver o resultado final. Sem dúvida um trabalho de efeitos visuais, maquiagem, figurino e cenários impecável. Com uma história do porte das Crônicas de Gelo e Fogo, Game Of Thrones tinha tudo para ser a melhor série da década e uma das melhores séries de todos os tempos.

Recurso criado em Game Of Thrones: sexploitation, diálogo em meio a cenas de sexo.

Recurso criado em Game Of Thrones: sexploitation, diálogo em meio a cenas de sexo.

Mas depois de todas as adaptações e escolhas, os roteiristas e produtores preferiram jogar a série na vala comum de tantas outras séries da HBO que apenas exploram e usam nudez e violência contra mulheres como objetos para satisfazer o fetiche e o desejo do público da série. Aqui chego no ponto em que me fez deixar de ver a série. Desde a primeira temporada, sabemos que adaptações foram feitas personagens foram cortados, alterados para melhor ou pior. Porém uma única coisa que não mudou foi a misoginia dos roteiristas e diretores da série. Várias personagens mulheres foram alteradas, para pior. Várias foram excluídas da série, pois não atendiam aos objetivos dos donos de Game Of Thrones ou da HBO. George R. R. Martin escreveu um mundo em guerra, um mundo violento, onde mulheres assim como os homens enfrentam o que há de pior em termos da crueldade humana.

Talysa Maegir: criada para chocar no casamento vermelho.

Talysa Maegir: criada para chocar no casamento vermelho.

Porém, George não trata as mulheres de sua história como meros peões servindo de joguete para as brincadeiras e fetiche dos homens. A violência retratada em Game Of Thrones tem apenas um objetivo, chocar espectadores e aumentar ainda mais o hype em torno da série.

Durante o monólogo de Karl na Fortaleza de Craster várias mulheres são espancadas e estupradas ao fundo.

Durante o monólogo de Karl na Fortaleza de Craster várias mulheres são espancadas e estupradas ao fundo.

George R. R. Martin acredita que mulheres são gente, por isso há tantos pontos de vista femininos e complexos em seus livros, enquanto em Game Of Thrones, as mulheres aparecem com objetivo de atrair a atenção do público masculino, que fetichiza esse tipo de violência misógina e para servir de pano de fundo do jogo de tronos, que é conduzido pelos homens.

Ros e outra prostituta usadas em cena para desenvolver o sadismo de Joffrey.

Ros e outra prostituta usadas em cena para desenvolver o sadismo de Joffrey.

Todo mundo sabe que vivemos em um mundo violento, em que mulheres estão sujeitas a todo tipo de crime torpe e cruel. Porém, ao banalizar esse tipo de violência David Benioff, DB Weiss, Bryan Cogman e tantos outros roteiristas e diretores de Game Of Thrones, estão apenas explorando a já conhecida cultura do estupro. Usar cenas de estupro para impulsionar motivações de personagens é um dos clichês mais problemáticas e mais criticados na ficção.

Meera Reed também já foi alvo da violência dos roteiristas.

Meera Reed também já foi alvo da violência dos roteiristas.

Sansa estava na mira dos roteiristas há tempos.

Sansa estava na mira dos roteiristas há tempos.

Daenerys também foi vítima de roteiro mal escrito. Porém diferentemente do que ocorreu no último episódio, a violência sofrida por Daenerys faz parte da história da personagem, não foi um recurso para aumentar audiência.

Daenerys também foi vítima de roteiro mal escrito. Porém diferentemente do que ocorreu no último episódio, a violência sofrida por Daenerys faz parte da história da personagem, não foi um recurso para aumentar audiência.

As mulheres de Game Of Thrones não são protagonistas de suas próprias histórias.

Quantas vezes Ros foi violentada em Game Of Thrones?

Quantas vezes Ros foi violentada em Game Of Thrones?

Várias séries conseguem explorar a violência contra mulheres sem essa sensualização, sem torná-las meros objetos nas mãos dos personagens masculinos. Game Of Thrones não é uma delas.

Fetichização de sexo lésbico? Bingo.

Fetichização de sexo lésbico? Não, é sexploitation.

talisa-dead2Ao ser usado de forma banal, sem propósito e sem críticas, com um roteiro raso e cheio de falhas, o clichê do estupro como instrumento no roteiro se torna ainda mais problemático em Game Of Thrones. Não há uma única temporada em que a violência contra mulheres não tenha sido usada apenas para desenvolver personagens masculinos. Sexo não é um problema, violência não é um problema, pessoas nuas não é um problema.

Pelo menos Ros tinha falas.

Pelo menos Ros tinha falas.

O público alvo de Game Of Thrones é adulto, sexo e nudez são coisas naturais. O problema está em um roteiro que se apoia em mutilar, estuprar, agredir e violar mulheres sumariamente apenas para desenvolver seus personagens masculinos.

Apenas uma prostituta fazendo acrobacias enquanto Tyrion discursa.

Apenas uma prostituta fazendo acrobacias enquanto Tyrion discursa.

Poderia fazer aqui uma lista enorme de violações realizadas pelos roteiristas ao longo desses 5 anos, mas as imagens falam por si só (ainda poderia colocar muitas outras). Também já escrevi sobre isso em outras ocasiões, indo contra o senso comum da maior parte do público e da mídia que é capaz apenas de aplaudir e aceitar sem críticas essas adaptações. Vejam e adorem, isso é o que se espera de algo produzido pela HBO. No entanto, ao escrever sobre e ao assistir a série não faço isso despida de senso crítico e de valores. E o que vejo é uma adaptação medíocre da obra de George R. R. Martin, escrita por homens que tem uma visão fetichista e objetificadora de mulheres para um público alvo que pensa da mesma forma. Não é por menos que os dados envolvendo esse tipo de violência assustam qualquer pessoa, principalmente mulheres.

É possível conduzir um diálogo entre homens sem usar prostitutas?

É possível conduzir um diálogo entre homens sem usar prostitutas?

Mas é isso que os fãs querem, é isso que estavam pedindo. Os fãs querem ver mais desse tipo de roteiro aí. E é isso que os roteiristas estão servindo e a HBO está vendendo.

Como é escrito o roteiro de Game Of Thrones?

Como é escrito o roteiro de Game Of Thrones?

Por isso, não adianta continuar criticando e expondo os diversos problemas de roteiro da série se não há interesse no público alvo da série em entender o quanto Game Of Thrones se deteriorou ao longo das temporadas. O que interessa é assistir e aplaudir.

f8kugr

Milhares de pessoas acessam o Game Of Thrones BR diariamente com o único objetivo de agredir a equipe, com insultos misóginos, racistas e preconceituosos em geral, uma equipe pequena, mas que aqui é alvo de toda sorte de xingamentos apenas por estarmos em um site criado, administrado e mantido por nós mesmos.

8a4c0947bfb80108f84174b85d0fb4ee

Sei que uma minoria dos fãs consegue pensar diferente e enxergar os vários problemas que tentamos apontar. Mas infelizmente esse número tem se tornado cada vez menor em meio ao mar de insultos. Não posso deixar de agradecer à essas pessoas, incluindo às que me conhecem ou que conheci pessoalmente e que sempre nos apoiaram até aqui.

É preciso agradar o público.

É preciso agradar o público.

Assim dado que, este site não paga minhas contas, tenho uma lista enorme de outras coisas a fazer diariamente, incluindo coisas que me deixam feliz, não vejo sentido em continuar escrevendo sobre uma série que não gosto de assistir, para pessoas que não querem ler. Me lembra aquela parábola do semeador, da semente e dos solos, estou aqui jogando sementes nas pedras, mas atualmente não tenho mais interesse nenhum em continuar lidando com esse tipo de opinião.

Ros, morreu para provar que Joffrey é um psicopata.

Ros, morreu para provar que Joffrey é um psicopata.

tumblr_nidc81dzDW1u6pqd1o9_250Deixei de ver os episódios de Game Of Thrones desde o estupro de Cersei e da incapacidade dos roteiristas  em admitirem que estão escrevendo uma história cheia de problemas,  mas não contentes, persistem e erram ainda mais nessa temporada. Para finalizar, o site continuará online e sendo mantido pela mesma equipecontinuarei escrevendo sobre os livros e publicando conteúdo para auxiliar a equipe, mas não verei e nem tenho interesse em comentar ou divulgar a série. Cinco anos se passaram e no momento, tenho outros planos e outros projetos. Aos misóginos de plantão: a política de comentários continuará a mesma. Cinco anos e vocês ainda não aprenderam que não somos obrigadas a ler chorume?

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados