Podcasteros #27: Episódio 5.07 “The Gift”

podcasteros_507_800px
No episódio dessa semana, Ana, Rafael, Angélica e Marcos comentam: Agora que Cersei está fora quem assume é o Aécio? Tyrion luta melhor do que as Serpentes de Areia? Como assim Jon Snow não levará Fantasma para suas aventuras? O play é logo ali:

Comentamos nesse cast:
História e Tradição: Nações do Norte
Podcasteros sobre Dunk e Egg
Novos personagens que veremos na 6ª temporada
Shae falando sobre mulheres abusadas para Tyrion
Aemon na chuva (cena de O Festim dos Corvos)
The Funeral of Shelley por Louis Édouard Fournier
Tyrion e Daenerys na Arena de Daznak
O brutamontes não é o Foggy do Demolidor
Cena de Roma com Titus Pullo e Lucius Vorenus
Baelor, o Abençoado

Notícias do Reino:
Ministério do Trabalho autua Zara que descumpriu acordo por trabalho escravo

✖ Enquanto o Inverno Não Chega:
Assista: Roma
Assista: Elena
Robert Rodriguez vai dirigir versão de Jonny Quest
Reboot de A Liga Extraordinária para os cinemas
Assista: Wolf Hall

✖ Ué, cadê o bloco de spoilers?
A gente precisou cortar porque ficou tudo muito grande. Prometemos que voltaremos com o bloco no episódio que vem. #Durolar 


✖ Comentários com spoilers são permitidos apenas com a tag [SPOILER LIVRO X] antes do comentário.
✖ Assine o podcast no iTunes: https://itun.es/i6Fc37J ou instale o BeyondPod, busque por Podcasteros e assine lá.
✖ Se preferir, use esse feed aqui pra assinar no programa que você gosta de usar pra ouvir podcasts.
✖ Para escutar em streaming no seu iPhone/iPod/iPad, baixe o app do Soundcloud.
✖ Para escutar em streaming no seu Android, baixe o app do Souncloud aqui.

Emails com dúvidas e sugestões para [email protected] com [podcast] no assunto.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Kleber Almeida

    Amo esse Podcast. O trabalho de vocês inegavelmente é de qualidade. Agora assisto a série não somente como um espectador mas atiçou também o meu olhar crítico a fim de ver fotografia de cena, apreciar a atuação de alguns atores entre outras coisas técnicas. Ótimo trabalho e que continue ainda durante muito tempo. Agradecido pelo bom tempo que me servem ouvindo-os.

  • jorge_lito

    Vou escutar agora. Oh saudade que tava de um Podcasteros de 2 horas!

  • criscat

    olá galera do Podcasteros

    O cast é sempre muito bom. Parabéns a todos!
    Só tenho uma reclamação. Eu ouço sempre pelo Soundcloud e não consigo comentar por lá pois os comentários estão desabilitados. Tem motivo?
    Sobre a leitura de emails e comentários, eu não curto mto ouvir, mas sei q quem escreveu quer receber um retorno. Que tal deixar indicado em que minuto essa leitura termina?

    abraços

  • Lippo Potter

    Nossa! pode durar mais que duas horas que vou ouvir com louvo! Parabéns pelo excelente trabalho que vocês fazem, PODCASTEROS é sempre o que mais espero ansiosamente. Toda analise que fazer é realmente incrível e adoro ouvir a opinião de vocês! odo episodio anterior, eu ouvi mais de duas vezes 🙂 Pra absorver melhor as coisas. E uma pergunta, porque demora tanto pra lançar? Obrigado se responder e parabéns novamente pelo ótimo trabalho!

  • Leticia Falaschi

    A grande diferença entre Sam e Gilly e Tyrion e Tysha em relação ao quase estupro é que Sam e Gilly já tinham um relacionamento antes de tudo, acho que isso explica.
    Ps : A venda do Jorah e do Tyrion ficou parecendo R2D2/C3P0 sendo comprados pelo Luke.

  • jeferson

    gente tem spoilers dos livros?

  • Douglas Dias Aguiar

    Melhor episódio da temporada até agora! Gostei muito da morte do Aemon, embora também achasse que teria sido mais emocionante a cena da chuva no barco, porém estava com medo do ator morrer antes né (92 anos a chance é grande).

  • Débora Albuquerque

    Olá pessoal! Tudo bem? Já li as crônicas e assisto a série com meu marido. Acompanho semanalmente os podcasteros e resenhas do site (o melhor site de got que conheço). Como meu marido não leu aos livros, estamos assistindo história e tradição e gostaria de uma dica. Existe algum local em que consigo assistir a todos os vídeos de história e tradição legendados?

  • Felipe Augusto

    Aeee muito bom. Mas uma critica que faço é que depois do ultimo episódio que teve a cena da Sansa controversa agora tem um comentário que é ” mas isso foi gratuito e não desenvolveu em nada o episódio”, essa cena do bronn na prisão e a serpente de areia la sensualizando ele pode ter reviravolta la na frente, desenvolveu em nada no episodio mas na série pode ter impacto futuro. Agora que está tão diferente do livro, temos que esperar para ver o que vai acontecer. Tirar essas conclusões agora são complicado.

  • Hugo Oliveira

    Meu e-mail não foi respondidooooooooooo….

  • Eu curto demais o PodCasteros, normalmente não comento nada, concordo e discordo de algumas coisas, mas um fato é que curto demais o PodCasteros e me ajuda muito a me livrar do tédio que bate aqui as vezes.

    Sobre os comentários dos episódios é sempre bom para ver partes que não vi ou não notei, enfim obrigado por esse trabalho maravilhoso.

  • Rodrigo Vieira

    Sobre a questão dos bastardos em Westeros que vocês comentaram, acho que esse estigma sobre eles não tem origem religiosa como no nosso mundo. Se me lembro bem, eles simplesmente acreditam que, por os bastardos terem nascido a partir de mentiras e luxúria, eles herdam essa inclinação maior a serem pessoas traiçoeiras e depravadas

  • Luiz Augusto Dias

    Mais um marvilhoso podcasteros. Vocês são muito dedicados sempre nos trazendo sempre informações extras sobre a série e os livros continuem assim;

  • Bruno Lacerda Balbi

    Melhor frase do podcast: o Martin não se aprofunda muito nas coisas. Nós é que fazemos isso, porque somos loucos. 😀 😀 😀 Excelente, Carol! Sou um desses loucos.

  • leandrosr

    Oi Débora!
    Você pode pesquisar aqui no site, mas infelizmente a HBO vive solicitando a derrubada dos nossos canais de vídeo, por isso algumas partes pode não estar mais disponíveis.

  • [Contém alguns spoilers da Dança dos Dagões] Eu me divirto muito ouvindo o Podcast de vcs. São duas horas bem investidas ao meu ver 😀

    Adorei a teoria conspiratória de que o Jon queimou Ygritte à maneira Targaryen. Eu acho que neste caso não foi intencional dos produtores fazer da mesma forma todas as piras, apenas a do Drogo e Aemon.

    Gostei das referências históricas todas.

    Quando eu ouvi o Stannis falando de seguir em frente eu me lembrei da frase que martela na cabeça da Danny “if I look back I’m lost”.

    Essa questão da Harpia está complicada, para mim, na série, pois não é mostrado como tendo alguém por trás das ações dos Filhos da Harpia e a pergunta “quem é a harpia?” não surge para Danny. Isto tinha que ser mais trabalhado na série. Nos livros Daario é mantido refém. Claro que isto pode ser armado e ele estar também envolvido com a confusão que está acontecendo. Aliás, para mim, toda essa parte nos livros é uma confusão tão grande que é muito difícil adaptar para a série.

    Sobre o Gift do Mindinho, eu ainda acredito que seja o Lancel e que ele não tenha testemunhado tudo para o High Sparrow inicialmente. Talvez o Mindinho o denunciou para o High Sparrow e ele foi questionar o Lancel e assim, ele confessou sobre Cersei. Se eu não me engano no episódio S05E01 quando Cersei encontra Lancel ela de certa forma dá uma enquadrada nele contando que ele, apesar de saber muitas coisas, não contaria nada.

    Eu tb acho que haverá um lance amoroso ali na parte de Dorne com o Bronn. Vamos ver daqui algumas horas.

    “9 relações amorosas com consentimento” – morri de rir

    Parabéns, pessoal, mais uma vez (pq dar parabéns não é chover no molhado)

  • Parabéns pelo podcast! Desta vez sem ofensas gratuitas só por que o cara escolheu em não continuar a ler os livros em detrimento a série 🙂

    Acompanho vocês a bastante tempo e o último podcast quase me fez parar de acompanhar vocês, mas fico feliz de ter dado uma nova chance, todos tem o direito de errar 🙂

  • Renato Correa Filho

    Muito bom o programa. Só faltou falar da legenda, que ficou parada por mais ou menos 5 minutos.

  • Leo Guedes

    Ana que tal mudar o bloco de enquanto o inverno não chega para enquanto o verão não volta.

  • Saw

    SPOILER: SOR BARRISTAN ESTÁ POR TRÁS DE TUDO

  • Henrique

    Muito bom a Ana falando sobre o estupro da Sansa: “a cena serviu pra…”. Enfim, agora tenho que concordar com vocês sobre o fato que a cena adicionou em nada e eles certamente regrediram a Sansa, o que é meio contraditório quando os produtores falam que levaram ela para Winterfell para explorar o potencial da atriz…

    Sobre o encontro na arena, também acho que a Daenerys reconheceu o Jorah, o olhar dela foi mais do que simples interesse e a roupa dele é muito característica, se ela não já sabia que era ele, desconfiou com certeza (apesar de se mostrar muito surpresa depois). Essa cena talvez tenha sido o encontro mais fácil da história de GoT (nem sabia que existia “fácil” na série)!

    Vocês falando da Fé dos 7 e em seguida do governo da Daenerys me fez pensar nesse governo que tenta se erguer baseado na moral e sem religião (pelo menos vinda do governo). É interessante porque historicamente não é algo que se vê todo dia, não sei se isso gera um pensamento que a própria rainha ali seja a deusa deles.

    Excelente trabalho!

  • Débora Albuquerque

    Obrigada Carol!!!!

  • André Jakob

    Ótimo Podcasteros! Mal posso esperar pelo próximo, sobre o episódio mais foda da temporada.
    Obrigado pelo feedback, é muito legal ser lembrado por vocês. Achei uma pena que o ator do Lucius Vorenus se recusa assim tão veementemente em participar de GoT, ele e o Titos Pullo eram muito bons em Roma. Mas eu acho que temos uma substituta a altura, já que a Brienne é igual ao McKidd. Abração!

  • Bruno Lacerda Balbi

    hahahaha boa!

  • Leonardo Sette Pinheiro

    @anacarolalves:disqus Já que você citou no Podcasteros, vou aproveitar para adicionar mais um pedido para os cast pós série:

    1) Azor Ahai : teorias e palpites.
    2) As entrelinhas que existem nas profecias que o Georginho nos mostra.
    3) O que esperar de Ventos dos Inverno: previsões e palpites.

    Não digo que precisa ser um pra cada, são somente tópicos legais e que principalmente fogem do que está escrito e nos passa o que vocês especulam sobre as pontas soltas (quem vai controlar cada dragão, dragão de gelo na muralha?, os outros vs muralha, etc…putz tem tanto assunto que não da pra ficar citando todos.

    Seria legal, já que ainda vai demorar pro livro 6

  • Bruno Lacerda Balbi

    Não tive esse problema.

  • Zama

    após 3 temporadas, o bebê da Gilly tem uns 6 meses ainda…

  • Joaquim Fênix Negra

    Eu fiquei esperando a Cena do Aemon sabendo dos Dragões da Dany, foi a parte que tive mais pena dele no livro, e com aquele ator ia ficar muito tocante.

  • Thais Grigorio

    Eu adoro o Podcasteros, nunca comento, mas hoje resolvi comentar. Adorei o podcast, ficou muito bem feito como sempre.

    E, é como vocês disseram, a cena da prisão da Cercei foi o momento em que todo mundo se sentiu vingado.

  • GiuSal

    Sniff… sniff… não tem bloco de spoilers, mas vou ouvir assim mesmo, vocês já me viciaram, rs…
    Gosto muito de ouvir todos vocês.

  • Robson Brando

    Deus é pai, filho e espirito santo. Ele é três e uno ao mesmo tempo. O Deus dos sete são sete faces de um deus. A fé militante é baseada nas ordens religiosas monásticas do final do século IX, que originou posteriormente as ordens militares religiosas como os templários, hospitalários e Teutônicos. Os similares nos livros é os Espadas e os estrelas. Obviamente, guardado as proporções e da liberdade criativa do tio Martin. Bem, espero ter ajudado

    P.S. Sou historiador da UFRGS

    P.S.S. Não sou o dono da verdade.

  • Roberto Castelo Branco

    Não li os livros, por isso acho que meu comentário está mais para especulação do que spoiler…

    Esta temporada está com jeito de reposicionar o jogo dos tronos sem se aprofundar nos livros 4 e 5, acredito que eles só farão 7 temporadas e assim querem deixar as últimas duas para resolver a vida de Daenerys em Essos e trazê-la para Westeros, bem como aprofundar a crise do inverno com os White Walkes… creio que também seja por isso que os núcleos dos Greyjoy e Martell estejam tão rasos.
    Gosto muito da série, e como não li os livros, busco melhorar minha experiência da história buscando material na internet e escutando podcasts como o de vocês.
    Acompanho o Podcasteros desde o começo, e dá gosto de ver como vocês evoluíram e a qualidade do programa está cada vez melhor, só posso lhes deixar o meu agradecimento e meus parabéns. Sei que este é um produto acima de tudo feito por fans, e que por isso tem o seu tom passional, e espero que vocês nunca percam isso, pois esse é o seu charme.
    Gostaria de por fim dizer que o trabalho de vocês toca muita gente silenciosa mas fiel, que os comentários maldosos feito por pessoas vazias existem mas são minoria (walk of shame on them!!! kkk), e que estaremos sempre aqui quando vocês acenderem suas velas na torre quebrada (The North remembers)

  • Alessandra Josyanne Jarreta

    Acho que o que mais incomoda nessa sexualidade das serpentes de areia é o fato da série não explorar os outros lados delas, como o de excelentes guerreiras, por exemplo. Achei a cena bem gratuita, pareceu que ela só envenenou o Bronn pra poder ficar nua e entregar o antidoto depois. Cota do peitinho.

  • André Jakob

    Olá Robson, vejo as similaridades que você apontou. Entretanto, politicamente, também encontro semelhanças do cristianismo com a religião de Rhollor. Porque? Porque o Deus vermelho parece incorporar melhor o cunho universalista e monopolístico das religiões de tradição hebraica. Eu acho que isso é super central, porque nas crenças politeístas novos deuses não são desacreditados, e é crível que pagãos “reconhecessem” o poder do deus cristão sem pôr de lado os deuses helênicos, celtas, nórdicos, etc. Já o cristianismo não tolera isso, para eles só há um único deus, e todos os outros são falsos – assim como Rhollor.

  • Douglas Dias Aguiar

    Vocês repararam que o bebê da Goiva/Gilly não envelhece? Desde a segunda temporada ele é do mesmo tamanho. ta ficando zuado já

  • Alex B. Silva

    KKK pior que é mesmo. Até mesmo nos livros ocorre essa parada. kkk

  • Alex B. Silva

    Cota do peitinho kkk, rachei…kkkk

  • Alex B. Silva

    Também acho que Rhollor é o que mais representa o início do cristianismo. Naquela época inclusive era comum expressões como luz e trevas, filhos da luz e filhos das trevas, fogo para purificação, (inclusive queimando vivas bruxas e hereges), sacrifícios de sangue, etc…
    Sem contar que Rhollor é o único Deus na série que mais dá sinais de sua presença e manifestação, algo muito semelhante á que Deus fazia em descrições na Biblia para provar que só ele era O Deus Vivo.

  • Alex B. Silva

    Caraca! Não sabia desses vídeos. Também agradeço muito, lady Ana Carol!

  • Ramiro Paim Trindade Junior

    Fica até chato ficar repetindo, mas que podcast incrível. Parabéns pelo ótimo trabalho pessoal =)

    Meus comentários sobre o mesmo:

    -Ri muito alto com as piadas sobre “Jon Snow sabe nada é o slogan da oposição”, “causa mortis: morreu de travesseiro” e ” o Tommen tá bravo porque roubaram o Todynho dele”. Quase caí da cadeira USHASUASHUAHAUSAH

    -Marcos, o cara com as melhores referências e observações.

    -Sobre o preconceito contra os bastardos eu tenho uma teoria:

    Geralmente os filhos bastardos aparecem depois que os legítimos já nasceram, então há o medo de que aqueles roubem o trono desses. A Catelyn, por exemplo, não gostava do João das Neves em parte porque tinha medo que ele roubasse a posição que o Robb teria após a morte do Ned. Da mesma forma, a Cersei matou os bastardos do Robert pelo mesmo receio.

    Além disso, é bom lembrar a guerra que houve quando Aegon IV legitimou seus filhos bastardos. Isso apenas corroborou a opinião popular de que os bastardos são perigosos e causam problemas.

    -Quando a Ana começa a falar do bebê da Gilly eu jurei que ela ia comentar sobre o fato de que ele é o Peter Pan, isto é, nunca cresce.

    Bom era isso. Ansioso pelo podcast sobre “Hardhome”.

  • André Jakob

    Brother, acho que você viajou nessa pala de deus que se manifesta. Porque todo deus se manifesta, de acordo com todas as religiões. É através de cura, aves que voam de determinada forma, chuva, sol, estrelas, fertilidade… isso analisando só de forma bem cotidiana. Na maioria das religiões, para não falar de todas, há uma correlação à mitos de orgiem, a um passado mítico onde os antepassados encontravam-se em uma proximidade maior com os deuses – como é a própria era dos heróis em Westeros, a bíblia para cristãos e judeus, e inúmeras outros registros de história oral, como a Ilíada e a Odisseia por exemplo. Na realidade, principalmente depois das reformas protestantes, o cristianismo foi se consolidando cada vez mais como uma das religiões que menos se manifestam. Max Weber mesmo, no séc XIX, já distinguia as religiões entre mágicas e éticas. As mágicas são aquelas em que o mundo espiritual nos circunda, e todos estamos sujeitos às intervenções dos deuses e outras entidades. Nas éticas há um abismo entre a realidade espiritual e mundana. Aqui, nossa vida é autônoma, temos livre arbítrio, e o mundo só está sujeito às intervenções humanas. E só se você for ético, de acordo com o código moral ditado pela igreja, você ganha acesso ao mundo espiritual transcendente (paraíso ou algo que o valha). Ou seja, idealmente, para o cristianismo reformado, deus deixa o pau comer na terra, observando a conduta de todos para depois distribuir os bilhetes de entrada no céu. É lógico que na prática o cristianismo e seus fiéis nunca desacreditaram plenamente nas interferências mágicas, principalmente de entidades tidas como pagãs, e portanto demonizadas ou santificadas. Entretanto, acredito que manifestações divinas no cristianismo são muito mais produto dos diversos sincretismos religiosos locais.

  • Lucas Neumann

    Gente, acho que presente do Mindinho deve ser o Gendry (não vejo sentido no diálogo se ele estiver se referindo ao mesmo presente que deu à Cersei, o Olyvar), sendo que devem fundi-lo com o SPOILER SPOILER SPOILER Jovem Grifo, na trama de postulante ao trono, tendo no Mindinho um substituto do Jon Connington, na função de mentor do possível novo Rei (apesar do Gendry não ser muito chegado nisso… Ou pelo menos não era, vai que o Mindinho o escondeu e botou alguém pra instruí-lo nessas duas últimas temporadas), mas isso tudo dependeria da Margaery ser perdoada, do Tommen ser descoroado e morto, e ela seria a pretendente do possível novo Rei. Mas vai saber oq se passa na cabeça desses produtores..

  • Rodrigo De Sousa

    Sabe o contexto da gili MAS ignoram =)

    como diria Ned, ignore TUDO que venha antes de um MAS

  • Alex B. Silva

    Felizmente eu só conheço o Deus da bíblia. E lá muitas vezes é mensionado que Ele fazia questão de mostrar aos servos de outros Deuses e, até mesmo aos seus servos, quem era o deus que realmente existia. Mostrar que somente Ele era real e vivo.

    Na série e nos livros ocorre o mesmo. Vc alguma vez vc viu o Deus afogado se manifestar? Ou os Sete se manifestar? Ou os Deuses dos Starks se manifestarem? Somente Rhollor e o outro é que se manifestam. Assim como aconteceu no cristianismo entre Deus e o Diabo. Era isso que eu queria dizer. Se a manifestação que é pregada na Biblia é mágica ou não, isso não vem ao caso, mas que a há semelhança entre o ínicio do cristianismo e o que é contado sobre Rhollor, pode ter certesa que há sim semelhança.
    Semelhanças Inclusive nos sacrifícios de sangue que o Deus da biblia exigia para purificação dos pecados (Holocaustos de animais) e as caças e queimas das bruxas e hereges que ocorreu naquele período. Coisas que lembram muito o que acontece na série e nos livros com relação ao deus Rhollor.

  • André Jakob

    Olá Alex, eu não tenho a intensão de ofendê-lo em sua fé, então peço licença para discutir religião em Westeros e ocidente em um nível histórico, não teológico. A partir da bíblia, é claro que o deus jeová vai provar a própria existência renegando os demais deuses. Em outras teologias, os deuses comprovam sua superioridade perante os demais também. Note que eu usei o termo “superioridade”, e não “existência”. Essa é o caráter que eu quis aproximar a religião de Rholor com a de Cristo. Porque apenas nas religiões universalistas, como o cristianismo, a existência desse deus específico anula a possibilidade da existência de outros deuses. Em religiões politeístas, franca maioria no mundo, os deuses coexistem, e a preocupação é que um deus seja melhor que outro (as vezes até em assuntos bem específicos). Nesse caso, a existência de um deus não anula a existência de outro, mas eles acabam competindo e coexistindo de alguma forma.
    Quando olhamos para Westeros, concordo com você que a religião de Rhollor se manifesta bastante, principalmente através de Melisandre. E isso de certa forma é preocupante, porque o que nos garante que aquelas sombras geladas e mortíferas que ela solta para matar Remly e o defensor de pedra do dragão são servos realmente do senhor da luz? De qualquer forma, manifestações dos sete e do deus afogado não estão descartadas. Há teorias, umas mais consistentes que outras, mas a seu favor não podem ser computadas por enquanto. Diria que você ainda deixou de fora religiões do leste, como o deus de muitas faces, que parece se manifestar mas vamos deixar de lado por enquanto também. Já os antigos deuses dos stark, me sinto seguro em te questionar. Eles se manifestam muito! Eles estampam as árvores, geram visões verdes, impulsionam wargs, deixam lobos aos nossos queridos Starks e dão vida à crianças da floresta.
    Enfim, eu só quis dizer que a “manifestação” dos deuses não pode ser parâmetro para comparações, porque deuses só podem existir se se manifestarem. Independentemente de haver ou não deuses e espíritos, sua existência, e a natureza dessa existência, está sujeita ao reconhecimento e interpretação dos vivos. E por outro lado, talvez inclusive seja isso que dê o gostinho da literatura fantástica, na fantasia as manifestações divinas são fato. Ou seja, a mágica de fato acontece.

  • Bruno Serrão

    O Podcasteros é como vinho, com o passar do tempo vai ficando melhor. Parabéns à equipe pelo bom trabalho.

    Excelente podcast sobre o episídio.

  • lunaorsini

    Mesmo não me sentindo sozinha conversando com vocês foi incrível receber uma resposta personalizada. Vocês são lindos <3 obrigada!