Podcasteros #26: Episódio 5.06 “Unbowed, Unbent, Unbroken”

podcasteros_506_800px
No podcasteros dessa semana, Ana e Rafa (que leram os livros), Angélica e Marcos (quem não leram) falam sobre um dos episódios de Game of Thrones mais belos do ponto de vista de design de produção, mas o mais horroroso do ponto de vista do roteiro. O que foi aquilo? Por que fizeram aquilo? Por que todo mundo está tão nervoso?

 Comentamos neste cast:
Fotos promocionais mais claras da Casa do Preto e Branco (1, 2, 3)
Personagem Merreca
História e Tradição – Casa Baelish (legendado)
Vovó Olenna odeia as Serpentes de Areia
Vovó Olenna odeia David e Dan
Tommen levantando a Mão para a Guarda Real, impedindo que eles avancem
O Homem que não Vendeu sua Alma
Os Sofrimentos do Jovem Werther
O Apanhador no Campo de Centeio
Por que precisamos de Feminismo na Cultura Pop

✖ Notícias do Reino
A garota Qyburn do século XXI

 Enquanto o Inverno não Chega
Assista A Lenda de Korra (tem na Netflix)
Assista Tudo Sobre Minha Mãe (tem na Netflix)

 Corvos: Esse episódio, por ter ficado longo, não tem leitura de emails. Voltamos com os feedbacks na semana que vem!


✖ Comentários com spoilers são permitidos apenas com a tag [SPOILER LIVRO X] antes do comentário.
✖ Assine o podcast no iTunes: https://itun.es/i6Fc37J ou instale o BeyondPod, busque por Podcasteros e assine lá.
✖ Se preferir, use esse feed aqui pra assinar no programa que você gosta de usar pra ouvir podcasts.
✖ Para escutar em streaming no seu iPhone/iPod/iPad, baixe o app do Soundcloud.
✖ Para escutar em streaming no seu Android, baixe o app do Souncloud aqui.

Emails com dúvidas e sugestões para [email protected]com [podcast] no assunto.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Joana D’arc

    Ansiosa por esse Podcasteros…

  • Sílvia Granger

    Pessoal, é possível baixar em mp3? Obrigada.

  • VenomBHz

    Faltou alguém que discorda de vocês no podcast pra comentar a cena da Sansa hein…

  • lucas ramos ramos

    Podcast incrivel como sempre pessoal. Esse episodio para mim foi uma decadencia total ,horrivel em muitos aspectos…O nucleo de Dorne apareceu totalmente nessa temporada e vai morrer nessa mesma,talvez tenha os greyjoy na sexta temporada kkkk,para a serie detonar com eles tambem….Acredito que os proximos episodios vao ser uma bomba atras da outra….

  • Acho que a maior decepção dessa temporada foi Dorne mesmo. Eu tenho o maior amor por Dorne, As serpentes da Areia, Doran, fodões, inteligentes…tals. Aí, chega o cast de Dorne na série e….. Destruiu tudo!!!!! Essas serpentes tão zuadas demais. Elas poderiam ter pelo menos derrotado o James e o Bronn. Isso teria salvo a cena.

  • jean

    Discordo da posição da maioria das pessoas sobre a cena, mas só se ela tiver algum valor posterior para a trama. Se for só porque faltou impacto para terminar o episódio, ai sim eu direi que foi desnecessário… E não me venham com “ain estupro não pode ser usado para desenvolvimento de personagem…”, porque isso é FICÇÃO, se o autor pode usar assassinato, decapitação, tortura, estripar, cortar, picar, triturar qualquer personagem, porque é errado usar mais esse recurso? Mas repito, estou aguardando saber onde isso vai dar para DEPOIS dizer se foi inútil ou não para a trama.

  • HOMEM AMERICA AKA. S. INFERNAL

    Engraçado, tava lembrando, no ano passado tinha gente reclamando das mudanças da 4ª Temporada..

  • Guilherme Cardoso

    Como sempre trabalho de vcs e incrível concordo em muitas coisas com vcs, eu só espero que esta bagunça toda seja para alguma coisa tomara que Dorne não volte na 6°.

  • leila.llfm

    Tem um link logo abaixo.

  • Acho que o problema da edição da cena de ação de Dorne foi ruim porque houve muitos cortes e movimentos lentos. Talvez a cena tenha sido difícil de se executar por ter tanta janta junta e foi filmada demais, sendo complicado que todo mundo na cena esteja no mesmo timing e usando armas diferentes. Tinhamos em cena, espadas, adagas, lança e chicote. Para mim o chicote ficou o pior. Foi tenebroso.

    A Obora é péssima. Não tem como não falar isso. Foi tão ruim, o sotaque, a expressão… soou tão forçado! O que foi aquilo?!

    Hahahha a opinião de vcs é igual ao que escrevi sobre o Areo Hotah nos salvar desse desastre.

    Myranda de Braavos ahuhauhauuauh eu chamo a garota da casa do preto e branco de Garota-sem-nome pq não sei se ela é a Criança Abandonada. Realmente a parte da Arya é totalmente a parte de tudo que está ocorrendo nos Sete Reinos e em Essos. Não sei como um dia a história da Arya voltará para se juntar a história principal. Acho que a Arya não virará ninguém pelos indícios do capítulo Mercy.

    Gosto de ver que vcs reparam em coisas que eu reparo tb, como a questão da iluminação, da amplitude do Salão das Faces, e etc… gosto disso

    Foi uma pena realmente não ter tido na temporada anterior o Jeor fazendo o pedido para o Sam dizer ao Jorah que o perdoou caso se encontrem. 

    Curto muito a Merreca, mas dos cortes ela é o menos pior. Ainda sofro pela Arianne e Aegon.

    Hahahhah Fui citado por vcs na parte do Sedex 10, comentário que fiz no tópico do episódio! Obrigado! Hahahhaha Putz nem reparei na contradição com a barba do Loras. Realmente, não tem sentido algum!

    Talvez a Cersei da série não tenha as informações que a AnaCarol comentou pq o Qyburn é péssimo mestre dos sussurros.

    “Discutir com gente burra” auhaHuaHuaHuaHuaHuaHuaHuHuaHuaHuaHuaHuaHuaHuha Genial a analogia com a discussão sobre a questão do estupro da Sansa. Gargalhei aqui.

    “partir o meu coração vendo uma árvore coração”. Soltei outra gargalhada.

    Parabéns por toda argumentação na parte da Sansa! Falando, ao invés de escrever, as vezes fica ainda mais claro. Infelizmente tem muita gente que não entendeu ainda a questão. Eu espero que estas pessoas ouçam o depoimento de vcs e que, se mudar estas pessoas, cause pelo menos uma pequena fagulhazinha de luz. O problema de muitas pessoas, ao ouvir algo que discordam, ficam na defensiva e rebatendo de maneira grosseira. Realmente deve ser muito difícil para vcs!

    Esse negócio da Sophie nua é empírico! Como falei no meu comentário no capitulo, cheguei a fazer uma enquete perguntando o que as pessoas acharam do estupro. E a opção que estava ganhando era “gostei da cena mas uma pena que não teve nude da Sansa”. Realmente é lastimável essa visão masculina rasa do universo feminino. E foi fetiche sim, ponto final.

    Agora que está feita a questão da Sansa, que não tem conserto, quero ver a saída que os produtores vão dar para a personagem, que lamentavelmente, foi destruída.

  • ABurns

    Parabéns pelo podcast, geralmente evito comentar mas acompanho o trabalho de vocês desde a primeira temporada, e queria agradecer pelo conteúdo de qualidade e imparcialidade que oferecem ao publico brasileiro fã dos livros e da série, deixei de acompanhar a série esta temporada pq nao queria ter spoilers dos livros indiretamente mas venho acompanhando os acontecimentos principais e gostie muito de como trataram o assunto deste episódio, que vem sendo considerado por muitos o pior da série toda. Nem precisam aprovar este comentario, só quero que saibam que apesar das pessoas estupidas nos comentarios, e infelizmente estas nao conseguem se conter e tem que comentar em tudo (muitas vezes antes de sequer ler o artigo), ainda tem muita gente que nao comenta mas que valoriza muito o trabalho de vocês, a imparcialidade e embasamento histórico e filosófico para construir argumentos por exemplo sempre foi o que mais prezei neste site, continuem assim, força para todos conseguirem ignorar essa galera sem noçao, e keep “growing strong”. 😉

  • Robson Brando

    É mto egocentrismo afirmar que é fetichismo, Ana. Como pode afirmar que as pessoas gostam da violência ou do estupro. Que é fetichismo.Ou que não impacta negativamente. Impacta sim, é nojento e triste, sim. A cena passa isso, tanto é que ficamos com nó no estomago. Bem, creio que a análise de voces é extremamente apaixonada, e no sentido negativo. Tanto que, ao ter suas expectativas frustradas gera um ódio irracional, criando uma espécie de sensor a liberdade criativa. Falta levar em conta um milésimo de possibilidade de vcs estarem errados. Acusar de Misogenia quem não concorda com vcs ou os produtores que nos entregaram Arya, Dany, Cat, Cersei, entre outras…bem. Gente, o trabalho de vcs é incrível, adoro. Apenas discordo, apesar de achar muito relevante seus argumentos.

  • Wilson Mlaker

    A cena da Sansa foi extremamente desnecessária e somente para fetiche da parte masculina da audiência, realmente é um vexame uma série desse porte explorando esse tipo de tática por mais audiência. Acho que ta na hora dos roteiristas sentarem e repensarem os caminhos que a série está tomando.

  • Helen Laura

    Pessoal, ótimo podcast!!
    Eu li os livros e esperava até uma cena pior do que a que foi apresentada pela série, mas é exatamente como vcs comentaram o grande problema e diferenciação é que na série há a valorização do momento com o uso da sexualidade, tratando como um simples fetiche do bastardo Bolton o que ele fez com a esposa, pior foi não demonstrar a dor da Sansa, mas passar para o sofrimento do Theon, que sim nós já perdoamos, mas não é de perto o maior prejudicado do abuso, ou da dor, a cena demonstrou um abuso sexual direto a Sansa, independente que se tratasse da sua noite de nupcias. (Pior é ver uma mulher falando que não foi nada de demais, LINDA SÉRIO, deixa um cara parecido brincar com vc então, tá cheio de doente por ai)
    Quanto a comparação de uma série de ficção com a vida real, o grande trunfo da cultura pop é exatamente que ela nos influencia, é isso que faz ela vender e é por isso que cobrança aos produtores deve existir. Tudo que passa na tv, informa e descreve as pessoas uma conduta, e ok ser demonstrada pq todo mundo sabe que existe, mas sua forma deve ser delicadamente pensada antes de ser exposta e o mais importante é que conhecendo a série a gente sabe que as consequências serão minimas ao envolvido, senão inexistente.

  • Rodrigo

    não escutei ainda, mas no próximo episódio vai aparecer o Theon enfiando uma adaga nas costas do Bastardo…Aí todo mundo vai pro céu…

  • [SPOILER Dança dos Dragões] Hum acabei de me tocar no caminho para casa que me equivoquei no meu comentário que indiquei [spoiler]

    A Margaery pede julgamento pela Fé e não por combate. O que eu cogitava era o campeão da Fé para enfrentar o Montanha no julgamento da Cersei ser o Sandor Clegane. Talvez mudem na série e a casa Tyrell peça julgamento por combate usando o Loras. Seria algo interessante. Não posso dizer se seria bom ou ruim porque não temos ainda o Winds, mas seria interessante

  • Shoran

    Ótimo trabalho com o podcast, continuem assim e não se deixem abater. Imagino como deve ser desagradável se deparar com xingamentos e certos comentários, mas tanto eles quanto as pessoas que os escreveram não merecem um pingo de consideração, simplesmente os joguem na latrina, que é o lugar deles.

  • Joandson Martins

    Só uma coisa: Por quê a Angélica não tá no grupo do Viber? Seria de mais!

  • Alice

    Acho que pensando assim, nós devemos começar a ver mais estupros masculinos também… Já que é ficção e vale tudo pra desenvolvimento de personagem. Aí sim, vai estar de igual pra igual. Homens e mulheres sendo humilhados e subjugados sexualmente.

  • Ramiro Paim Trindade Junior

    Uma palavra para descrever esse podcast: EX-CE-LEN-TE !

    Comecei a ouvir os programas recentemente e estou cada vez curtindo mais. Alguns pontos que eu destaco:

    1º Vocês falam com propriedade do assunto. Além de saber MUITO sobre o universo das crônicas ainda sabem MUITO sobre cinema em si quando, por exemplo, vocês falam sobre a construção de um personagem, a fotografia do episódio, a condução de uma cena. Com isso dá pra ver que vocês não são como aquele indivíduo que simplesmente olha um episódio e diz: É, esse episódio foi legal.Parabéns pelo ótimo grupo. Dá gosto ouvir vocês falando sobre a série !

    2º Tentem não se abalar muito com os imbecis que aparecem aqui no site. A internet é uma forma incrível de reunir pessoas, mas infelizmente ela junta tanto as inteligente quanto as sem cérebro. Eu vi muitos comentários imbecis, porém também vi muitos comentários iguais aos de vocês criticando o absurdo que foi a cena final do episódio. É que geralmente os comentários negativos tendem a se destacar mais justamente pelo teor dos mesmos. Pensem nisso ! 😉

    3º Sobre a cena da Sansa: Dispensa comentários, vocês falaram tudo o que eu pensei assistindo aquele horror.

    4º Eu achava que tinha sido o único a achar aquela cena de luta das serpente uma bosta. Fiquei até fazendo auto-crítica achando que eu estava sendo muito exigente com a série. Fora toda a palhaçada da “invasão” de “Dorne”.

    5º Avatar, a Lenda de Korra foi o melhor conteúdo na forma de desenho/anime que eu já vi na vida ! Terminei de assistir mês passado. Vale muito a pena conferir 😉

    6º Oremos aos antigos deuses para que game of thrones melhore. Por quê desse jeito tá parecendo Heroes. Começou ótima, mas lá no meio os roteiristas meteram os pés pelas mãos de um jeito absurdo.

  • Sílvia Granger

    Atendendo ao pedido da Angélica que disse no podcast para que as pessoas que têm um ponto de vista semelhante também se manifestem. Sou fã de todos, vocês não fazem ideia de quantas vezes olhei este site durante a semana para ver se já tinha postado o podcast. Entendo que o “haterismo” é gigante e torço para que não desistam deste trabalho. As pessoas não são obrigadas a concordar sempre, mas existem meios educados e humanos de discordar.

    Parabéns pelo podcast, nem imagino o quanto deve ter sido difícil gravar com tanta polêmica. Ainda sobre aquela última cena, o que mais partiu meu coração foi constatar o uso do estupro para chocar e agradar o público fetichista. Concordo 120% com a Carol quando ela disse que comemoraram o aniversário de 18 anos da Sophie Turner, eu também leio fóruns e comentários no Twitter de telespectadores do mundo inteiro. O que os produtores fizeram vai além do plano do entretenimento, atinge as vidas das pessoas; o que fizeram foi estimular sim a misoginia, a cultura do estupro e foram no mínimo irresponsáveis.

    Não vou desistir, mas confesso que fiquei desanimada com a série.

  • É sim, Silvia! No botão do SoundClound que tem aqui neste post do site há uma setinha para baixo. Quando vc passa o mouse nela aparece “baixar”. E aí ele vem em mp3 para vc!

  • Felipe Santana Rossetto

    Particularmente, por mim, a serie deveria dar um tempo e esperar até que o Martin termine a trama, assim os produtores poderiam fazer um trabalho digno e a altura da verdadeira obra de arte…
    Mas como isso jamais irá acontecer, aqui vai minha opinião sobre o real cenário.

    Essa quinta temporada está sendo disparada a pior de todas! Aonde vemos mudanças drásticas, a ausência de personagens e núcleos essenciais.
    Já que a série vai realmente ultrapassar os livros, então que se crie fillers ou alternativas melhores…
    Porque não fazer uma reprodução da rebelião de Robert? Cara, iria ser incrível! Isso daria tempo do Martin avançar bem na história! Enfim…tem tanta coisa que eles poderiam usar para encher linguiça e a serie continuar sendo boa!
    Mas o que vejo, são os produtores derrapando nas mudanças que eles mesmo fizeram! Como no caso da Sansa!
    Gente! Quando acabou a 4 temp, eu pensei! “Nossa! A Sansa vai ficar muito forte na próxima temp” mas o que vejo é totalmente o contrário! Ela continua sendo humilhada! Cara! Será que realmente os produtores pensaram nisdo tudo de ante mão? Isso mais me parece aquelas mudanças de ultima hora sabe ?
    A mesma situação para o Jaime….Criaram uma imagem incrível dele na ultima temporada, e agora? Zzzzzz “sem comentários”
    O que veremos daqui para frente, são improvisios e o dedo de pessoas que não tem 10% da criatividade e imaginação do Martin, para continuar a história…
    Estou decepcionado em vários aspectos! Essa série foi criada para ser baseada nos livros! É graças a ganância o dinheiro e a pressa, ela perdeu o rumo e agora não pode mais parar!
    Como a trama envolve o mundo incrível que o Martin criou, continuarei assistindo e rezando para que venham dias melhores 🙂

  • Andressa Gabrielle

    Primeiramente, eu não canso de elogiar essa equipe linda do Podcasteros e do GOTBR, que sempre me dão um feedback no twitter. Vocês são demais! Enquanto o Rafael narrava a cena, eu a vi sendo repassada na minha mente e todo o sentimento ruim voltou. Agora tenho a certeza de que esse é um dos episódios que eu nunca mais conseguirei assistir. Me pergunto até se continuarei assistindo a série. A Angélica mencionou sobre a expectativa para o próximo episódio, posso dizer com certeza que minha expectativa é zero. E ela questionou sobre a cultura nerd ser mesmo tão machista. Te respondo que sim, querida Angélica, é muito. Um exemplo, não me julgo grande conhecedora de podcasts, mas dentre os brasileiros mais famosos sobre cultura pop, uma opinião feminina é praticamente inexistente. Além do próprio Podcasteros, conheço poucos que nos agraciam com presença feminina. Será que a justificativa deles é a velha falácia de que mulheres não se interessam pelo assunto? Enfim, fiquei muito feliz por ver toda a equipe problematizar o estupro da Sansa. Ana, Angélica, Noriega (uma grata surpresa, bom ver que ainda existem homens com uma opinião sensata) e Rafinha (senti falta do seu sotaque durante a discussão, mas li a excelente análise que você e o Leandro fizeram) vocês estão de parabéns e obrigada pelo sempre excelente conteúdo. Um beijo e até próximo podcast!

  • Vinicius Martini

    Discordo da opinião do podcasteros de querer culpar os produtores NO
    QUESITO DE desde a 2ª Temporada já estar pensando no estupro da Sansa.
    Sim ela precisava ter 18 anos para fazer a cena, mas se eles colocassem
    na 6ª temporada isso mudaria a opinião de vcs? Acredito que não. Falam
    muito do núcleo do ninho nos livros, não li ainda então não posso dizer,
    mas pra quem leu ele realmente se encaixaria tendo em vista o tempo das
    temporadas? ou ficaria q nem Dorne. Se encaixariam na questão
    StanisXBolton? Yara Greyjoy não vai voltar para a série? como
    assim?Evitem Spoilers!!!!!!!!!!!!!!!
    OBS: Korra é uma excelente animação, ASSISTAM!!!!!!

  • Graziela

    Maravilhoso como sempre, adoro escutar os comentários sobre os livros, lembrar os detalhes já esquecidos. Parabéns pelo trabalho e obrigada. É um prazer escutar o Podcasteros.

  • Vinicius Martini

    Neste episódio, o Mindinho tem um estratégia perfeita, se os Bolton ganharem do Stanis, os Lannisters executam os Bolton por traição (não tem como os Bolton ganharem dos Lannister sem o apoio do vale),e ele ganha o Norte, se o Stanis ganhar dos Bolton, Sansa sobe ao poder ( o que não é nada ruim para ele), se o Stanis ganhar dos bolton mas perder para os lannister ele ganha o norte também

  • Léa

    Pelo baixo nível do episódio (o primeiro da 5ª temporada que não fiz questão de ver a reprise) estava totalmente desanimada para baixar e ouvir o podcast. Tive uma grata surpresa, pois achei muito corajosa a discussão sobre a cena final e acho que vocês tem toda a razão, devemos expor nossos pontos de vista sobre essas questões tão complexas, sim! A obra pode ser baseada numa ficção, mas de certo modo toda ficção é um espelho da nossa realidade, e se ela suscita esse tipo de discussão, não tem como fugir disso. Bom, é isso. Parabéns a toda equipe do site pelo excelente trabalho, e o meu agradecimento especial à Angélica, à Ana Carol, ao Rafael e ao Marcos por colocarem o podcasteros num nível tão alto de análise e com isso produzirem conhecimento. Muito obrigada pela seriedade e dedicação.

  • Breno Lemos

    Exato, e mesmo que não tenha de fato algum valor posteriormente, todo mundo sabe da psiquê do Ramsay, se ele não fizesse aquilo, seria uma descaracterização do personagem. Pra mim o que eles criticaram foram as Cenas de estupro em geral e essa serviu como um estopim para a revolta, por exemplo a cena do Jaime com a Cersei, que esse sim deveria ter causado a revolta porque ela não atribuiu nada a trama e aconteceu totalmente fora de contexto em relação ao livros, assim como o estupro da Daenerys que também não é um estupro nos livros, fora o fato dessa cena ter ocorrido com uma personagem que vinha evoluindo e que, diga-se de passagem, já sofreu bastante nas mãos do Joffrey e da Cersei. Eu acho que se essa fosse a primeira cena de estupro da série não causaria tanta revolta.

  • Renan0792

    eu não comento, mas resolvi por que angelica você é demais kkkkk
    Eu vou dizer a minha opinião sobre a cena da sansa, eu gosto da personagem e essa cena foi desnecessária, ai vcs vão dizer que e porque foi com ela se fosse outra ai podia…bla bla bla… nada disso, mas é poque quando acaba a cena o meu pensamento foi “pra que isso não faz sentido usarem isso, e se a desculpa que foi pra ela crescer por favor ” eu sei todos sabem não precisava dessa cena pra ela ficar mais forte(se como pra uma mulher ficar mais forte precise ser estuprada) mas essa cena precisava para o theon se voltar contra aquele psicopata, eu fique triste porque foi a 1° vez que eu não fiquei com vontade de esperar pra assistir a serie no outro domingo, eu fiquei triste e se disserem pra mim isso é GOT e não uma novela, o que eu posso dizer é ” eu estou dizendo isso toda a semana para ver se a minha mente consegue digerir o que eu assisti e não estragar algo que eu gosto muito” então eu digo ao pessoal do podcast, todos virão e tem as suas próprias opiniões, mas a de vocês é muito importante e o que vcs passam alem de ser informativo e expressivo e me mostra que eu não preciso falar nada porque vejo que as pessoas que representam a minha voz como fã “são Fodas pra caralho” …Fica um abraço e ana sua voz é linda…amo esse PODCAST

  • Eduardo Fernandes

    Olha parabéns, eu sempre escuto o podcasteros, algumas coisas eu concordo, outras não, mas nesse em especifico vcs detonaram. Teve até um piiiiiiiiiii no meio da transmissão!!!!!! fantástico!!!!!! Dado o caminhão de comentários depreciativos que apareceram aqui no site, meus parabéns mesmo!!!!!
    Dorne foi uma várzea parecia cena de luta dos Changeman, mas em relação a cena da Sansa eu já comentei bastante e minha opinião compartilha com a de vcs, achei uma cena completamente desnecessária, estragou o arco da personagem, e pensar que fizeram isso somente para chocar o público.
    Já relatei minha opinião, adoro a série e a obra do Martin, mas tem sim coisas que eu não acho certo e tenho de opinar de forma contrária. Pra mim isso que foi feito foi obra de escritor de blog de boate, já falei bem do Bryan Cogman em outros episódios, mas ele Kgol geral nesse aí!!!!!! Produtores Misóginos e agora fiquei mais p…. da vida ao saber por vcs que os safados estavam planejando fazer isso com a Sansa desde a 2º temporada, esperar ela fazer 18 anos pra fazer essa cachorrada com a atriz e com a personagem, isso é coisa de escritor “doente e bronheiro” e o pior que tem pessoas que defendem esse tipo de comportamento.
    Chega de maltratar garotinhas na série, acho que já passou dos limites, minha noiva falou pra mim que pra ela foi a gota d’água e que desistiu da série e tenho alguns amigos que disseram a mesma coisa, no entanto, eu não deixo de assistir e comprarei Os Ventos de Inverno quando for lançado, mas sempre há um limite e esse limite eu acho que o D&D estão pecando como Showrunners, dar o que o público quer e largar de lado a história é um erro gigante e coisa de série pequena, e isso GoT não é!!!!!!
    Espero que não acabe como Dexter!!!!! DownHill total após a season 4.

  • Leo Guedes

    Esta num clima pesado o pod dessa semana …

  • Leo Guedes

    Todo mundo de amarelo e confuso da primeira vez que vi não distinguia Bronn e Jaime vs irmãs serpentes/sqn

  • Marcia Terra

    Ótimo podcasteros, como sempre vcs dão show!

    Quanto à Dorne, concordo com tudo dito no post, tá tudo muito chinfrim mesmo…as serpentes ou são má atrizes, ou estão muito mal treinadas…tá tosco…até edição falhou. Acho que o foco na Ellaria e nas serpentes em detrimento da Arianne foi um erro, o personagem da Arianne é o mais importante de Dorne nos livros, até então.
    Cenas da Arya, muito bem desenvolvidas, o povo acha que dá sono esse tipo de plot porque só quer pancadaria, gente vamos evoluir, bons diálogos são primordiais, Tyrion e Jorah, que atores!
    Já em relação à cena final : que a cena da Sansa é estupro é inquestionável, e qualquer discussão acerca deste aspecto só revela que o ser humano tem muito a evoluir . Porém, dizer que é gratuita é, ao meu ver, prematuro. Não sabemos o rumo da Sansa depois do ocorrido. Pode estar prevista uma virada da personagem, falar sem saber, me parece injusto. Aliás toda a polêmica me parece bem hipócrita, o abuso acontece nos livros também, é é bem pior e não vi ninguém crucificando o Martin, tá parecendo que algumas pessoas estão mais revoltadas não pela cena em si mas porque aconteceu com uma personagem principal, Ou seja, com a Jeyne, pode ?
    No livro a cena também não seria gratuita? Por quê? O abuso constante da Jeyne primeiro através do Theon e depois pelo Ramsay, também não seria desnecessário nos livros, uma vez que o sadismo do Ramsay já estava mais do que estabelecido por outras maldades? Entretanto, a cruzada é só contra a adaptação…, Seria que a tese de satisfazer a um fetiche não ficaria mais evidente se mostrasse os atores sem roupa e a violência fosse mais gráfica, sendo efetivamente mostrada ?
    Eu estou curiosa pra saber o que vai acontecer com a Sansa, porque vamos combinar que nos livros é muito chato, ela ficar de babá do Robin, aguentando os ataques dele, quando li achei bem monótono.

  • Jjengcosta Costa

    quem discorda um bom artigo como contra ponto as argumentos apresentados.

    http://thefederalist.com/2015/05/22/game-of-thrones-fans-shouldnt-leave-because-of-sansa-starks-rape/

    Porque se todas as histórias são histórias felizes, então a sociedade
    perde uma das suas melhores ferramentas para nos preparar para o choque
    do mal e da necessidade de resistir.

    como podem dizer que a cena de sansa não trais nada para a personagem ou a historia se ninguém sabe como a historia termina. já penso se tio martim escreve uma cena parecida com o futuro marido dela será que a reação seria a mesma?

  • Leo Guedes

    Não acho que a qualidade dos cavaleiro do vale não foi dita em qualquer momento nos livros, mas a questão que é abordada mostra o vale como uma área intocada pelas guerras dos últimos anos, ou seja é la que sobrou gente viva pra lutar.

  • Gabriel Miranda

    Assim, eu ouço vcs desde o primeiro podcast, e não entendi o pantim de vocês no final desse último episódio. A cena de estupro da Sansa foi revoltante? Sim! Mas vocês esperavam algo diferente disso? De boa, ser feminista não tem nada a ver com o que ocorreu na série, GoT não é contos de fadas e a Lei de Murphy se aplica muito melhor do que a Lei da Disney, em que todos sempre vivem felizes para sempre. Por mais que não tenha isso no livro, está longe de ser desnecessário, pois mesmo as cenas mais aparentemente desnecessárias tem o seu motivo de ser, como esse episódio mesmo revelou quanto à cena de Sor Loras com o namorado alguns episódios atrás. Ademais, não gostei da cena, simplesmente por que gosto de Sansa e não gosto dos Bolton, mas ficar revoltadinho com a série, dizer que vai parar de assistir por isso, é pior que as pessoas que deixaram de ler os livros depois da morte de Ned Stark, ou depois do casamento vermelho. A história de George R. R. Martin é assim, revoltante. Ademais, a cena análoga do livro é muito pior, e se Ramsay Bolton fizesse menos do que estuprar Sansa, não ele mesmo. É triste, mas é a realidade. Gabriel Miranda

  • eacborges

    O Tommen é a versão masculina da Sansa do início da série.

  • Afroda

    Não escuto podcast mas gosto de ler sobre o que estão falando e meu olho brilhou quando vi “tudo sobre minha mãe” *-*
    Devia escrever “assista a filmografia Almodovar”, porque todos os filmes são maravilhosos! *-*

    E algo me chamou atenção, indicar um filme do Almodovar, um cineasta que tem seus filmes envolvidos em assuntos feministas e que trabalha em cima das mulheres em quase todos os filmes… Foi uma mensagem subliminar, produção?! SHAUSHUASA
    E pra quem for se arriscar em “tudo sobre minha mãe” indico Carne Tremula, promovendo um dos meus atores favoritos, Javier Bardem.

  • Leo Guedes

    Meu deus tem até palavrão censurado nesse podcast, Ana me respondeu sobre oque pensar sobre todos os estupros do livro e em que contexto eles estavam não entendia bem a diferença entre a Sansa e a menina abusada em qualquer outro momento nos livros.

  • Eu estava tendendo a achar uma exagero a reação do pessoal, mas vocês explicaram muito bem o quão absurda e desnecessária é a forma como a série escolheu representar as mulheres.

  • Adriano

    Bom eu acho que Doran sabia de tudo o que aconteceu…tanto que ele pergunta a Areo se ele esta pronto pra usar o seu machado (se bem que aquilo não é um machado).
    Tentando apenas chegar a uma explicação do porque as serpentes, Jaime e Bronn conseguiram entrar tão facilmente… Seria uma armadilha montada por Doran.
    De resto concordo… ESTA HORRÌVEL Dorne.
    E acho que Dorne é o reino que dará apoio incondicional a Daenerys assim que ela pisar em Westeros.
    FOGO & SANGUE.

  • Júlio César Barros

    Ótimo podcast, assunto muito polêmico, concordo que foi estupro, e ainda, com ressalvas, aceito a cena da Sansa como necessária para definir a personagem. Entendam e discordem se assim acharem, e percebam que o Norte lembra, mas os herdeiros do norte estão dispersos no mundo, a linhagem de Ned Stark no norte, e para o norte, se resume a Sansa, e para assumir o posto no norte como a Ultima descendente de “Brandon o Construtor” ela precisa deixar de ser a Sansa, e se tornar a Mãe. Sobre a Vingança… bem Arya se torna uma assassina (não do tipo que a Casa do Preto e Branco precisa), Brandon quem lê os livros já sabe o que ira se tornar (o quão imparcial ele poderá ser?), Rickon, bem dificil não dar Spoilers.

  • Natalia Silvestre

    Ótimo podcast e mostra todas razões de que leu e de quem tem um pouco de cabeça aberta ,sabe como ta errado esse episódio e alguns pontos toda série !

  • Douglas Dias Aguiar

    Concordo com vocês quando falam que a série fetichizou o estupro. Mas, sério que vocês se surpreenderam com a cena? Quando vi que Sansa iria pra Winterfell “ocupar” o lugar da Jeyne Poole ficou meio óbvio pra mim que essa cena iria acontecer, a única maneira de fugir disso seria ela matar o Ramsay, ou a Brienne chegar ali antes das núpcias e resgata-la. Fora isso, se a série tivesse feito exatamente o que acontece nos livros com a Jeyne, a cena teria sido muito pior.
    Quanto a Lenda de Korra, vocês não falaram sobre o casal quebrador de tabus né hahaha

  • Vinicius da Silva

    Na série e nos livros, todos sofrem, sem distinção de idade, posição social e sexo..

  • Eu não ouvi a parte da Sansa, sendo que você senhorita Ana me chamou de uma pessoa sem cérebro, afinal eu não li o livro nesta parte, agora o motivo de eu não ter lido o livro?

    Li o livro 1, 2 e 3 em uma gigante velocidade e depois vi a série, porém a leitura do livro apesar de magnífica estava estragando a minha experiencia com a série, é impossível a série ser melhor que o livro, sendo assim escolhi em ver a série e depois continuar no livro para não virar um rabugento e chamar os outros de estúpidos e idiotas sem cérebro como uma certa pessoa fez…

    Vi a série sempre ao lado de um primo que não leu os livros, a experiencia dele em assistir foi ABSURDAMENTE superior a minha, no casamento vermelho, na morte do Jofrey, em tudo mais sempre ele teve uma experiencia ótima e eu ficava “mas não não foi assim no livro, mas não tem isso no livro.”

    FODA-SE O LIVRO, são mídias diferentes. Não gosta da série? Não veja! Eu escolhi dar uma parada no livro para ver a série e depois seguir de preferencia quando todos os livros estiverem ai.

    Raramente comento aqui, mas pelo visto não sou bem vindo neste local dado a minha falta de cérebro.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Cara, acho que nos diversos posts da semana que comentaram a série eles deram espaço pra qualquer opinião discordante (EDUCADA).

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Kkkkk caraca, não tinha pensando nisso… nessa temporada eles podem estragar o núcleo Martell, aí na próxima estraga os Greyjoy, e na sétima, de brinde, estragam o Grifo.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Precisava de um especialista ali pra melhorar a dinâmica do uso de diferentes tipos de arma.

    A Obara ficou fraca, mesmo. Pra mim podiam ter tirado aquele discurso dela do episódio passado ou retrasado (mina começa a discursar do nada!) e botar agora, pra ela poder abalar psicologicamente os soldados que tavam ali.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    E aí vai dando aquela preocupação com spoilers do Winds kkkk.

  • Eu falo pouco assim mesmo, hahaha. Agradeço o comentário Andressa! 🙂

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Ótimo cast, pessoal. Continuem com o trabalho, pois por mais que tenha gente cabeça fechada (homens de pedra, com mente petrificada), vocês ajudam o pessoal, apresentando reflexões extremamente importantes.

    E achei muito bacana a Ana falando que não queria falar sobre o tema, mas quando falou também, veio com a força e fúria de dragões sendo libertos de uma masmorra kkkkk.

    Ah, pra discordar um pouquinho: Korra realmente tem personagens excelentes. Asami, por exemplo, é pra mim uma das melhores personagens que já vi, não sendo mera coadjuvante. E o universo de Avatar é incrível também (basta citar os fenomenais episódios com o primeiro avatar). Mas tal qual GoT, achei que a animação foi mal desenvolvida em alguns momentos. Korra por exemplo às vezes parecia que tinha crescido como personagem, mas depois vinha com uns ataques bobos de raiva. Além disso, alguns personagens fortes (Tenzin) pareciam ser diminuídos só pra que o vilão durasse mais e pra que fosse derrotado só pela a Korra. No geral, foi bom, mas poderia ter sido muito melhor.

  • Opa! Peraí. Não chamei quem não leu o livro de sem cérebro. A Angélica e o Marcos, que participam do cast, também não leram. Não me expressei corretamente. O propósito foi dar uma indireta a quem tem preguiça de ler qualquer coisa de maneira geral, e expressar opinião sem pesquisar antes.

  • Igor Cavalcante

    Eu li as cronicas e senti horror na cena. Galera, como o roteirista vai controlar quem sente fetiche ou não? A cena não foi erótica, como afirmar que a intenção dos roteiristas foi essa? Drogo e Daeneris FOI MUITO PIOR. Alem disso, a série é violenta e humilhante com TODOS , não so com as mulheres. Não entendo essa ofensa com a cena, é uma PERSONAGEM. Se ela esta mais fraca ou menos interessante, é direito de quem a escreve. Estupro na ficção é horrivel sim, é um recurso sim, mas como é ficção eu não me importei muito. Fiquei mais incomodado com a cena de luta mal feita das sand snakes.

  • Raysa Barbosa

    Eu escolhi não comentar sobre esse episódio e a tal “cena polêmica” porque chorei muito e levei mesmo pro lado pessoal me senti ofendida como mulher e como leitora e fã das cronicas de gelo e fogo. Eu estou falando de sentimentos não de uma opinião racional pq é disso que se trata pra mim.. Eu li aquelas 400 mil páginas duas vezes e pra mim essa história e esses personagens são importantes!
    Também escolhi parar de assistir a série, não por ser fresca e hipócrita (já que eu amo os livros com toda a sua violência) mas por não ser obrigada a me contentar com esse conteúdo raso e mal feito, que não é nem de longe o que me foi prometido na primeira temporada. Admiro muito o trabalho do pessoal do site e concordo com tudo que foi dito no podcast, na análise do episódio e nos artigos (incrível como vcs parecem advinhar o que tô pensando e escrevem tudo aqui)

  • Leonardo Machado

    Eu concordo com tudo o que vocês falaram sobre a cena da Sansa Stark, achei um exagero completo, de mau gosto. (Ponto) Acredito que a intenção dos roteiristas era dar mais interesse à personagem, porque eu particularmente acho a Sansa um porre e com certeza tem mais gente que compartilha essa opinião, porém não concordo como isso feito. Outra, não precisava ficar toda hora xingando e chamando de burro quem tem uma opinião contrária. Eu mesmo até ouvir o podcast de vocês e avaliar os pontos discutidos, tinha um opinião contrária. Além disso, não sou limitado intelectualmente por não ler o livro como a moça do podcast (desculpa, é a primeira vez q to escutando, não sei o nome) deixou transparecer, simplesmente não tenho tempo para isso. Enfim, só dei minha opinião aqui, espero que não me xinguem, por fim, continuem com o trabalho de vocês, é interessante ouvir outras opiniões e manter sempre a mente aberta. Abraço

  • Clara

    Gente não deixem o podcasteros morrer, não deixem o podcasteros acabar! Por mais que essa temporada esteja complicada o trabalho de vocês só melhora, parabéns e continuem pfvr! Lembro que vocês comentaram em algum lugar há um tempo que tinham gravado os pods do Festim e do Dança, eles vão ser publicados só depois do fim da temporada?

  • Leonardo

    Para o pessoal eu indico aquela obra de Shakespeare:
    Muito barulho por nada.

  • Agradecemos a força, Clara. Os episódios dos livros devem começar a sair depois da temporada, sim. Aguarde! 🙂

  • Clara

    Ae! =)

  • André Jakob

    Muito bom o podcasteros, eu escuto sempre mas nunca comento, não deixem morrer
    Essa história da Sansa, e demais outros momentos misóginos da série realmente são lamentáveis, e não tenho nada a contribuir nesse assunto. Mas eu gostaria de me ater a um detalhezinho, mudando de assunto: Acho que foi a Ana Carol que disse que o Mormont foi para a muralha em decorrência dos crimes do filho (Jorah), e eu discordo. Se quiserem eu posso procurar onde no livro fala sobre isso, mas eu lembro claramente que ele já tinha ido para a muralha muito antes de todo o rolo com o Jorah. Lembro do Jorah falando que quando o pai dele foi para a muralha, que ele se tornou senhor das ilhas dos ursos, virou um partido muito cobiçado – e isso foi antes de ele sequer se casar com a guria gastadeira. Inclusive, no momento que o senhor comandante dá a Garralonga ao Jon Snow, ele diz que a espada pertencia a seu filho, mas que ele pelo menos teve a honra de enviar para a muralha antes de se exilar. Ou seja, o Mormont pai já estava na muralha antes do tráfico de escravos. Se achar que é um ponto válido posso pesquisar melhor os trechos.
    Abração!

  • Vinicius da Silva

    Mindinho ganha em qualquer resultado, por isso que ele espalha o caos..

  • Tem razão. Ficaria melhro no contexto nesta cena. COntudo a atuação dela é tão ruim que ficaria porco igualmente

  • Robert Forte

    A parte com spoilers é tão pequena…

  • Henrique Munhoz Moya Gimenes

    Pessoal, primeiramente parabéns pelo podcast, eu vou tentar ser breve e sem ofender ninguém mas entendam uma coisa: parem de perder tempo com o público boçal, vocês perdem tempo demais com isso e é exatamente isso que eles querem.

    Meu caráter e princípios foram embasados na igualdade do ser humano seja qual for seu gênero, não sou idiota de falar que não existe desigualdade. E claro que foi estupro, toda pessoa em sã consciência fica horrorizado, assim como fiquei na morte de Ned Stark, Robb, com a emasculação do Theon e a morte de Joffrey (que muitos amaram assistir ambos), o estupro de Daenerys e tantos outros momentos de horror durante as cinco temporadas. Eu sinto que faltou o senso crítico habitual de vocês, o personagem mais honrado da série é uma mulher (Brienne), as mulheres tem muito poder nessa série sim, porém acho que os roteristas tenham se equívocado em algumas escolhas desde a 4ª temporada. O choque é grande por Sansa ser um personagem bom e querer vingança? E não há choque por Theon e Joffrey serem maus aos olhos dos fãs?

    Que fique bem claro, eu adoro o trabalho de vocês, e realmente quero que continuem, eu não acho um fetiche nessa cena final, eu vejo a tentativa deles de salientar o horror em que qualquer personagem se encontra, e que os roteristas não pensaram no que vem a seguir dessa cena, não sei se uma simples vingança de Sansa ou Theon curariam as feridas causadas. Vejo também a necessidade de marcar todo personagem, que todos tem que passar por uma provação para assim ser factível sua redenção e não vejo isso como um bom direcionamento de roteiro. Enfim estou motivado para assistir apesar de não concordar com algumas escolhas. Grande abraço e continuem firme e forte!

  • Bruno D’Oro

    Eu ouço o Podcasteros desde o início e nunca comentei, mas como a Angélica insistiu para as pessoas comentarem, aqui estou, rs.
    Eu comecei a ler os livros depois de já ter assistido a primeira temporada, e foi uma paixão a primeira vista, eu gostei tanto da primeira temporada que me fez devorar o cinco livros numa velocidade impressionante, hoje já li todos os livros do universo do Martin já publicados no Brasil.
    A quarta temporada já estava mostrando indícios de mudanças para com os livros, e eu não achei ruim, afinal, eu entendo que uma adaptação televisiva jamais se equipará aos livros, e na verdade eu nem quero porque gosto de ter outros ‘pontos de vista’, a quarta temporada para mim foi ótima, tirando uma ou outra cena deplorável, mas no geral foi muito boa. Mas a partir do primeiro episódio da quinta temporada eu tive a sensação de cenas forçando a barra das coisas por causa da audiência. Após assistir a cena da Sansa me veio um sentimento tão ruim que não consegui nem descrever o que era, vinha apenas a palavra ‘Por quê?’ na mente. Os livros são livros, a violência é muito maior, mas ela não passa de palavras que se constroem na nossa imaginação, e a violência tem sempre um motivo de estar lá, a série de televisão é visual, é gráfica, nós que lemos coisas horríveis não temos vontade de vê-las concretizadas em cores e pessoas, se ela tivesse um motivo de causar indignação e provocar uma discussão necessária é super aceitável, mas sendo gratuita como foi, chocar apenas pelo choque, não tem como aguentar. Tristeza foi o que eu senti, principalmente porque foi por causa desta série que me deu vontade de ler os livros. Também fiquei desanimado em continuar…
    O triste é perceber que a indústria muda ou destrói obras belíssimas, que tem seus propósitos artísticos e transgressores em prol da audiência e do dinheiro apenas.
    Parabéns pela equipe, as discussões são sempre relevantes e construtivas, continuem com o belo trabalho!

  • Não teve quase nada do livro pra comentar no episódio. 🙁

  • Henrique

    Primeiramente, parabéns pelo excelente podcast, porém ainda acho que vocês poderiam dar nota, pois como vocês mesmos observaram, houve pontos muito bons nesse episódio e ignora-los seria enfraquecer esses pontos de certa forma (incluindo a cerimônia do casamento em si que foi muito bonita). Acho muito legal vocês misturarem comentários analíticos e críticos com os seus pessoais, mas simplesmente não dar nota pareceu uma revolta infantil (por favor não me entenda de forma errada, valorizo muito o trabalho de vocês em muitos aspectos), pois uma vez dispostos a analisarem, vocês se condenam a fazer um certo trabalho sujo de certa forma (assim como os produtores da série se condenam a fazer cenas violentas por serem um reflexo do livro – não querendo entrar no mérito de desvalorização feminina aqui). Enfim, obrigado pelos esclarecimentos impessoais, que achei essenciais, como entender como as personagens femininas são desvalorizadas (apesar de ainda descordar em parte, uma vez que para mim, as melhores personagens são Arya e Tyrion). De certa forma vocês se revoltaram mais com as pessoas não verem a cena como absurdo do que a cena em si, e acabo vendo isso como energia gasta da parte de vocês, mas enfim, contribuiu com a discussão.

    Foi óbvio que a cena foi forte, eu não deixei de ficar horrorizado e fique aliviado com o corte que “suavizou” tudo. Vim conversando com amigAs durante a semana e foi um consenso do grupo que houve uma reação exagerada ao episódio, porém, mesmo ainda não estando convencido por alguns aspectos, vocês explicaram de forma muito boa as questões do fetiche e glorificação do abuso que até então eu não concebia como seria possível por achar um absurdo de qualquer forma. Entendo e concordo com os comentários de vocês, mas não entendo como que a história poderia prosseguir de outra forma (e muito menos se faria sentido prosseguir de outra forma comparando com os livros). Temos que lembrar que é uma adaptação e como foi falado na semana passada, personagens assumem identidades de outras personagens não representadas na TV.

  • Silvano Ferrari

    Olá pessoal.. Escuto sempre e volta e meia dou uns pitacos por aqui… Antes da fatídica cena gostaria de tocar em um ponto q acho q foi entendido errado pela angelica no podcast: sobra a reabertura das arenas de luta… A dani fala claramente que a arena é para homens livres, q escravos nunca seriam aceitos… E não o contrario q homens livres não lutariam… Mas como a ana citou quem esta fora de mereen pode achar q vai ter escravos sim…
    Acho q nem vale a pena falar da cena da Sansa pq já falei durante a semana nos comentários e me mostrei totalmente contra essa cena… Soh tenho a falar sobre o termo “feminazi” citado q ele realmente faz sentido em alguns casos… Calma vou me explicar… Concordo com o feminismo quando ele busca a igualdade dos gêneros ate acho o nome inadequado pq se busca igualdade não deve pesar para um dos lados… Sobre o “feminazi” acho valido pq sabemos que existe mulheres malucas que castram namorados por causa de traição, q depredam bens dos mesmos por causa de fofocas que acabam com a visa de homens por coisas banais e ganham total apoio das “feminazis” simplesmente por se mostrarem “superiores” aos homens, da mesma maneira como há “feminazis” q acham q todo homem é um penis ambulante q só existe pra procurar um buraco pra entrar dentro isso tb eh deprimente… claro q a violencia contra a mulher é muito superior em numero de ocorrências mas concordar com a violencia contra homens é sim “feminazismo”…

  • HSCB

    Pensando em tudo o que foi falado ….

    1. Cena desnecessária #fato
    2. Um pouco de exagero do pessoal desse blog … #fato … porém cada um tem sua opinião!
    3. Comentários ridículos pós-episódio de pessoas que realmente concordam com o que foi filmado … #fato
    3. Realmente a mídia ( produção dela ) quer sempre agradar gostos bem baixos (como de exploração e violência contra mulheres) … #fato
    4. Misoginia é repulsivo … #fato

    Mas nada disso vai tirar os méritos do livro e de alguma forma da adaptação da HBO.

    Respeito é bom, todos merecem, principalmente o pessoal desse blog e do pod que nos entretêm semanalmente de forma voluntária! Vcs merecem nosso carinho!

    Espero que essa semana tenha sido apenas uma briga de casal, que vamos superar #fato! rsrsrs

  • Roberto

    Meninas e Meninos! Nunca tive muita paciência para ouvir os podcasteros até o fim – me perdoem -, mas esse fiz questão ficar de fone de ouvido até terminar. Estou com vcs: tem que descer o cacete quando a série pisa feio no tomate e bater palmas quando acerta. Cara, é impressionante a quantidade de gente sem noção que assiste GOT para ver tetas e bundas. Poxa: tem tanto canal pornô disponível por aí. Deixem a série fora disso pois isso é absolutamente desnecessário. Abraços a todos e não nos abandonem pois o Inverno está chegando!!!

  • Nanis

    mais uma vez obrigada pelo podcast, por dizer quase tudo o que era necessário dizer a respeito desse episódio e ecoar um ponto de vista progressista, sempre. sobre a Sansa, só tenho a dizer nesse momento que o fascismo, a misoginia e afins são ótimos publicitários e sabem penetrar de tal forma os pensamentos e sentimentos das pessoas, que chego a pensar que só fazendo novos filmes, novas séries, livros, etc. é que podemos, aos poucos, combatê-los e transformá-los de alguma forma. por isso também ficamos tão desapontados com GoT, que perdeu uma grande chance de, se não fazer alguma coisa, ficar quieta. é o clássico, se não pode ajudar, não fode.

    no mais, gostaria de complementar o comentário da Angélica a respeito da verdadeira LUTINHA das serpentes de areia, porque sou editora de video e sei que nem tudo é solucionável na ilha. aquela foi uma falha também da direção, que não levou material suficientemente editável pra pós produção.

    talvez realmente as atrizes estivessem mal treinadas, não tinha pensado no detalhe que a Carol comentou, a respeito de a lança da Obara ser muito pesada, revendo a cena é exatamente o que parece. mas um bom diretor contorna todas essas adversidades, esse é o seu trabalho. enquanto NÃO, NÃO é obrigação da atriz virar ninja da noite pro dia, como bem comentou também a Angélica.

    o grande e MAIOR truque do cinema não começa na edição, mas na decupagem. se a decupagem, a preparação do diretor, não se antecipou ou não fez um bom trabalho no set, sobra pra todo mundo. nesse caso pros atores envolvidos e também pro editor. digo isso porque percebo outros problemas de direção no episódio, que incomodaram bastante, e lanço um grande meeeeh pro Jeremy Podeswa. não sei o que aconteceu com o diretor de Kill The Boy nesse episódio.

  • Henrique Vieira

    Sobre a cena de Sansa eu acho que o pessoal tem que parar de ve-la como um evento isolado. Vejo muita gente alegando que tivemos momento piores anteriormente e que não reclamaram tanto. O ponto não é esse. A cena incomoda principalmente quando colocada junto com várias outras pecinhas, compondo um quadro nada agradável de machismo e escrotidão. O Marcos apontou isso muito bem no Podcast. Os produtores realmente parecem cada vez mais preocupados em agradar o senso comum do que em contar uma boa história. Nem parece que essa série que força a amizade pra manter o Bronn é a mesma que matou o Ned Stark na primeira temporada.

    Enfim… parabens pelo podcast gente! Vcs sempre fazem reflexões muito inteligentes e acertadas! e endosso aqui o coro: se a ficção não servir pra gente pensar na vida ela nem merece ser vista.

    Só mais uma coisinha. Queria colocar um texto que me ajudou muito a ver com mais clareza a gravidade da cena de estupro do ultimo episodio, pois como uma boa parte da galera aqui inicialmente eu também não tinha achado tão ruim assim… o buraco é bem mais embaixo.

    http://nerdivinas.com/2015/05/23/o-estupro-de-theon-greyjoy/

  • Raysa Barbosa

    Eu também tenho essa impressão sobre a ida do mormont pra muralha.. Mas não tenho certeza e não sei onde isso está descrito nos livros.

  • Gisele Silva

    Primeiro, meus parabéns, vocês dão de dez a zero em muitos em muitos jornalistas por aí.
    Sobre a questão da Sansa, concordo com tudo que vocês falaram. O que eu vejo hoje em dia, é a falta de responsabilidade que a mídia tem com questões sociais. A partir do momento em que você produz um conteúdo audiovisual para um público global de cerca de seis milhões de pessoas, não existe essa de você escrever ou gravar o que você quer por que o dinheiro é seu e a história é sua.

  • Joandson Martins

    Olá Pessoal do Podcasteros. Eu já havia pensando em não voltar a comentar sobre a cena do estupro da sansa. Mas como a Angélica nos convidou ao debate resolvi mostrar uma conclusão desse caso para mim mesmo.

    Primeiramente acho muito saudável debatermos esse assunto, mesmo sendo uma obra de ficção. A sociedade ainda é muito machista e se não conversarmos a respeito disso talvez não poderemos mudar tal situação. É fácil falar que nada aconteceu quando você é um homem. Mas dificilmente nos colocamos no lugar das mulheres para entender tais abusos realmente acontecem.

    Outra coisa fico muito triste com a série ter tido essa decisão. Isso manchou muito a qualidade dá trama, uma coisa que quando assisti pensei ” Será que o Martin faria uma coisa dessas ? “. Os produtores apostaram tanto em “contar” a história do jeito deles que acredito que o tiro saiu pela culatra. Realmente a cena foi desnecessária. Já que a série muda tanto o arco dos tramas. A Sansa Stark deveria ser preservada.

  • Samara Imad

    Como sempre um podcast delicioso de ouvir ! Já me acostumei a ouvi-los toda manhã de domingo enquanto faço outras atividades, como será depois que a série acabar hein ?? Rsrs
    Parabéns pelas colocações em relação a esse episódio e principalmente sobre o arco da Sansa.. Vimos e ouvimos muitos absurdos no decorrer da semana e escutar opiniões como a de vocês fecha a semana mais justa e com esperança de um futuro melhor.
    Arrasaram 😉

  • Assistir a série sempre foi complicado pra mim. Sou muito fã dos livros, e meio que fui “forçada” a assistir a série agora por causa das adaptações e “atalhos” que os produtores estão usando para atingir o fim de uma obra ainda não acabada.
    Com o arco de crescimento da Sansa, e ela tendo o Mindinho como mentor, imaginei que a série ira abordar o empoderamento da personagem com a saga dela aprendendo a usar seus dotes femininos para se tornar uma grande jogadora, mesmo não sendo no vale. E sério, ver a série chegar a esse ponto e descartar mais essa personagem, doeu e doeu muito.
    Vou recomendar esse podcast a todos, foi uma excelente análise dos problemas da nossa sociedade e em como as pessoas se tornaram cegas a todas as formas de machismo.
    Um abraço pessoal, por favor não parem com o site e nem com o cast!

  • Rafael Soares

    Eles só falaram algo que deveria estar no senso comum de qualquer humano pensante

  • Samara Oliveira Teles

    Não é defendendo os eles, longe disso. Mas sinto que terceiro livro foi o auge e nada que veio depois dele , mas especificamente o casamento vermelho foi superado nos livros seguintes. Então esse povo ta desesperado mesmo, quer por quer criar coisas grotescas pra tentar superar oque não foi superado, nem no livro.

  • Diego

    Alguns comentários sobre a cena de estupro da Sansa, eu especialmente achei a cena bastante forte e odiosa, mas não acho que tenha algo errado dela existir na série, pra mim ela conta como mais um motivo de ódio ao já estabelecido como vilão Ramsay (diferentemente da cena de estupro envolvendo o Jaime, que estava se tornando um herói).

    E quanto ao comentário da Angélica sobre uso de “feminazi”, no meu entendimento feminismo é uma ideologia que tenta pregar igualdade de gêneros, mas existem pessoas que praticam misandria chamando de feminismo e estas pessoas é que se aplica o titulo de “feminazi”. Não em qual sentido as pessoas usaram nos comentários, mas não acho que o uso da palavra seja condenável.

    A cena de estupro da Sansa foi chocante? Sim, me deixou sinceramente enojado e com ódio ao personagem do Ramsay. A cena foi inserida por fetish dos fãs da série? Talvez, mas acho que ainda é cedo pra definir isso, talvez a cena acabe gerando uma mudança nas posturas tanto do Theon quanto da própria Sansa, dando a eles um maior crescimento durante a série. (pelo menos é por isso que eu espero)

  • Renata Guimarães

    A serie ta tendo problemas em alguns aspectos, parece que ela ta reforçando preconceitos em vez de tentar quebrar. Ta indo pra um caminho muito machista. Muito “isso aqui é pra macho” e esquecem que tem muita mulher que assiste a serie. No meu circulo de amizades eu tenho nove amigas que assistem a serie e só conheço um garoto da minha sala que assiste. E eu como mulher me sinto mal com tanta cena de estupro e tentativa de estupro, eu sei que era mais comum na vida medieval, mas a serie explora muito isso, chega a ser exagero parece que eles colocaram uma meta “de dois em dois episódios tem que tem algo relacionado a estupro”. Quem comanda a serie acerta em um ponto e caga em outro. A Daenerys na minha humilde opinião está em uma crescente, antes ela era uma garota frágil e agora ela é uma mulher aprendendo a liderar. Só que a Sansa, ela vinha crescendo e eles quebraram o ritmo da personagem colocando ela novamente como a abusada, que todos pisam e que não faz nada. O que ela era no ninho pro que ela virou em Winterfell é totalmente diferente.
    Sobre o estupro, eu vejo muita gente falando “quando a Daenerys foi estuprada pelo Drogo ninguém falou nada” acho que as pessoas não entendem que a serie não era tão grande naquela época como é agora, então não é que todo mundo achou normal e de boa, é que a serie não tinha a repercussão que tem atualmente. Também tem aquele argumento de quem acha que não foi estupro “mas ela casou com ele e sabia onde tava se metendo e que depois do casamento eles iam consumar” consumar casamento é muito diferente de ser forçada a fazer sexo. Se o Ramsay fosse um cara normal naquela situação de casamento arranjado e consumação do casamento e não aquele louco que ele é, ele teria conversado com ela feito algo pra criar intimidade, pra Sansa entrar no clima sem forçar ela, fazendo com que ela se sentisse mais a vontade com ele, algo saudável. Ou fazer como Tyrion que foi respeitoso e não fez nada contra a vontade dela. Agora o cara rasga a roupa dela, coloca um desafeto dela pra olhar e ainda fode ela sem nem ligar pro que ela quer como se ela fosse uma boneca inflável, é claro que é estupro.

  • Rodrigo

    Vcs vão desistir agora, tem muita coisa pior para acontecer. Não precisa de ter lido os livros para saber isto, além do mais agora que estão todos no mesmo barco. Foi estupro sim, mas o que se esperava desta estória sem rumo. Assisto a série para saber como vai terminar o ridículo. E não defendam o GRRM ele que é a mãe de toda esta trama que elimina ou macula todos os personagens com um mínimo de honradez. O último agora é o John Snow, preparem o coração pois personagem com honra na série não serve.

  • Marcel Amorim

    Ótimo podcast, acompanho a apenas há alguns episódios, gosto da forma como vocês fazem o link entre os livros e a série, pois também sou leitor dos livros e já dando me opinião, devemos tratar a série como baseada no livro apenas e não uma fiel retratação do mesmo.

    Sobre a cena de estupro de Sansa Stark, acredito que tanto o livro (com diversas cenas de abuso de mulheres e crianças) quanto a série atingem seu objetivo em abrir a discussão sobre o assunto, levantando o questionamentos em relação se é isso que desejamos para a nossa sociedade.

    Não acho que os livros e séries devem se tornar politicamente corretos para evitar que outras pessoas cometam delitos, e nem que os mesmos influenciem a mente perturbada de psicopatas, estrupadores e demais. A mesma discussão se estende a jogos violetos que já foi provado que não influenciam em nada. Acho válido que a retratação exista, não é porque não vemos algo que ele deixa simplemente de existir, ainda hoje muitas mulheres são estupradas e subjulgadas.

    O livro continua sendo meu predileto, anseio muito pela continuação, já a série ainda está me conquistando, tenho que aprender a dissociá-la mais do livro, pois sempre quero ver algo do livro que ainda não tem na série e talvez nunca terá (cadê o encontro de Tyrion com Aegon Targaryen!?)

    Mais uma vez os parabenizo pelo podcast e espero que ele continue.

  • Bruno Lacerda Balbi

    Sou um dos que ouve o Podcasteros sempre a caminho de algum lugar. Acredito que muitos passam pelo mesmo que eu: enquanto ouço penso em várias coisas que gostaria de comentar/perguntar.. só que o momento passa e esqueço. Aí penso “no próximo eu comento sem falta” e mais uma semana se passa…
    Mas se vocês estão se sentindo desmotivados, quero me unir as vozes dos muitos que, assim como eu, adoram o trabalho de vocês. Vocês evoluíram muito desde o primeiro episódio e posso dizer, sem dúvida, que se tornaram o meu podcast favorito sobre Game of Thrones. Muito obrigado, Ana, Rafael, Angelica (a eterna Guardiã das Masmorras de Winterfell) e Marcos.
    E juro que comentarei mais! 🙂

  • Silvio Ferreira

    O podcast sempre vai além da simples revisão das cenas e isso sempre me deixa mais ansioso para assistir ao próximo episódio.

    Análises que vão para a política, história, costumes, etc, sempre enriquecem, e a opinião de vocês é muito bem defendida e amplia a minha perspectiva nos assuntos tratados, mas discordo totalmente do termo fetiche empregado pela Ana para explicar a cena da Sansa.

    Não consigo conceber que uma equipe – de homens e mulheres – tão dedicada a fazer o melhor na TV pela obra do Martin usasse um recurso como esse para agradar a fãs que só querem ver cenas de nudez, sexo e estupro, como foi o caso dessa cena específica.

    Os produtores já provaram seu valor, seu cuidado pela integridade do espírito dos livros e acho que o emprego desse termo é muito grave. Essa acusação faz duvidar do caráter dos produtores e creio que eles estão longe de ser um João Kleber e que seja tudo pela audiência.

    Acredito no poder da mídia e acho que a Ana está correta em defender suas posições feministas, mas acho que pesou o ânimo exaltado na hora de falar em fetiche.

    Abraços!

  • Felipe

    Foi estupro, incontestável isso. Mas falar que isso é passado como fetish pros espectadores chega a me ofender. Pq eu assisti a cena como estupro claro e nem um pouco sexual, se alguém tem tesão na cena então é pq a sociedade tem muitos doentes.
    Então o erro principal dos produtores foi falar que a cena não se classifica como estupro, eles deviam falar: foi estupro sim e se tu sentiu tesão então tens algum problema.

    Entendo que vocês estão muito ofendidas com a cena, mas falando como leitor: não gostava do personagem da Sansa e não me importo com o rumo dela.
    Os poucos personagens que me “ofenderiam” se mudarem o rumo serão Snow e Aria.

    A série está mudando o rumo de vários personagens: Bran, o principe Sapo, Brienne, Catelyn, enfim..

    Não concordo com muito do que vocês falaram, mas escutei até o fim pra ter opiniões diferente da minha. Só acho que poderia ter algum participante do podcast com uma opinião diferente, não um que pense que a cena não foi estupro, mas sim que pense que o rumo da Sansa não foi pra dar um “presente” pra quem queria ver ela pelada e além disso um recurso de roteiro, já não tem como eles introduzirem todos personagens secundários do livro já que não dão conta nem dos principais

  • єυяi_P

    Que não acabem com o podcast. por favor!

  • Paulo Ricardo Pinheiro

    Eu tenho sentimento controversos com esse episódio, Enquanto fiquei super empolgado com as partes do tyrion e da arya, fiquei muito decepcionado com o Dorne.
    Quanto a polemica, Eu acho que todo o problema não está na questão do estupro em si, e sim quem foi a vitima, e a motivação por traz disso…
    A Sansa já sofreu as provações, já evoluiu como personagem… ela nao precisa sofrer mais, isso é apenas sadismo, e obvio, exploração da sophie turner, que eh uma figura mega sexualizado, pelo fato dela ser LINDA. Fazer essa explorar como um estupro, foi apenas para gerar polemica, atitude no MINIMO, preguiçosa dos produtores…
    Apartir do momento que a sansa pisou no forte do pavor, eu sabia o que tava por vim, não tinha como fugir de uma noite de nupcias, e não podia ser diferentre… É a unica forma que o ramsay faria sexo com a sansa, de forma hiper violenta…a gente que leu os livros já tinha uma ideia, e foi bem amenizado…
    A Questão é: Pra que isso? Onde isso vai levar? Mesmo que a sansa fique mais forte depois disso vou achar ridiculo… NENHUMA MULHER fica mais forte depois de ser estuprada, isso é uma coisa horrivel que acaba com uma pessoa!
    A serie está seguindo um caminho perigoso, com essas atitudes preguiçosas… Cortar Sor Barristam e colocar o Tyrion apostando no talento dele, Colocar a sansa nessa Situação para desenvolver o Theon, Apostando na atuação dele…. Retirando personagens que eram interessantes e aproveitando os que ja tem… Não sei não gente…
    Acho que todo mundo que ta escorraçando os produtores estão sendo MUITO injustos… eles fizeram um maravilhoso trabalho até agora, só que o material ta ficando escasso e eles precisam comecar a criar a historia deles onde não há mais… É complicado fazer algo a altura do martin… então, Brace Yourselfs…

  • Raysa Barbosa

    Eu também tenho dúvidas sobre esse fetiche dos fãs da série.. Na verdade me recusava a acreditar que uma quantia considerável do público possa ver o estupro dessa maneira. Mas ontem vi que a sophie Turner postou uma foto no instagram e logo abaixo da foto vi esse comentário “Ramsay sortudo” não olhei os outros comentários.. Pode ser uma opinião isolada.. Mas talvez a ana tenha razão em dizer que que foi fetiche.

  • Alessandra Josyanne Jarreta

    “Enquanto for problemática a representatividade feminina (e de qualquer minoria) – entre produtores e personagens – as chances de que o discurso de ódio se perpetue e solidifique através das obras produzidas aumenta. E precisamos desesperadamente encerrar esse ciclo.”

    Um texto bem legal (escrito por um homem) para refletirmos sobre o assunto: http://tapiocamecanica.com.br/editorial-precisamos-falar-sobre-estupro-na-ficcao/

  • Felipe

    E saindo da polêmica, acho que quando Jaqen H’ghar diz que a Arya está pronta pra ser outra pessoa ele está se referindo a gata dos canais..

  • Caras, meu medo é que Game of Thrones foque tanto nas tentativas de chocar o público que se torne uma caricatura de si mesmo. Existe precedente na HBO.

    True Blood era uma série da HBO, também baseada em uma série de livros, que tinha muito sexo e violência, mas o subtexto falava muito de muitos preconceitos, preconceitos contra minorias, contra negros, contra homosexuais.

    Mas com o passar das temporadas, eles foram forçando a série com situações cada vez mais absurdas, com mais violência e mais nudez e mais cena de sexo, que tudo que sobrou foi uma série sexploitation que se auto-parodiava.

    Eu acho que nesse episódio a série se aproximou perigosamente da linha a separa da tosqueira.

  • André Jakob

    Achei ó. Daenerys 1 – Fúria dos reis. Diálogo do Jorah com Daenerys:

    “- (…) Casei-me novo, com uma noiva escolhida por meu pai, uma Glover de Bosque Profundo. Ficamos casados durante dez anos, ou tão perto disso que não faz diferença. Ela era uma mulher de rosto comum, mas não desagradável. Creio que acabei amando-a depois de um tempo, embora nossas relações fossem mais respeitosas do que apaixonadas. Abortou três vezes ao tentar me dar um herdeiro. Da última vez não chegou a se recuperar. Morreu não muito tempo depois.

    Dany pousou sua mão na dele e a apertou.

    – Lamento por você, de verdade.

    Sor Jorah fez um aceno com a cabeça.

    – A essa altura, meu pai tinha vestido o negro, então eu era o legítimo Senhor da Ilha dos Ursos. Não me faltaram ofertas de casamento, mas, antes de chegar a me decidir, Lorde Balon Greyjoy rebelou-se contra o Usurpador, e Ned Stark convocou seus vassalos para ajudar o amigo Robert. A batalha final ocorreu em Pyke. Quando as catapultas de Robert abriram uma brecha na muralha do Rei Balon, um sacerdote de Myr foi o primeiro homem a entrar, mas eu não estava muito atrás. E por isso fui armado cavaleiro. Para celebrar sua vitória, Robert ordenou que se realizasse um torneio fora das muralhas de Lanisporto. Foi aí que vi Lynesse, uma donzela com metade da minha idade.”

    Dá para ver que o Grande Urso vai para a muralha muito antes do Jorah “envergonhar” a casa Mormont. Inclusive o próprio Jorah é nomeado cavaleiro, ou seja, honrado, enquanto o pai já estava na muralha.

  • Alysson Fonseca

    Otimo Podcast, sempre escuto vcs, sou adm de um site tbm de jogos online (logico bem pequeno, nada comparado ao GOTBR) e sei o quanto e desanimador ouvir ou ler certas opiniões e comentários de alguns “babacas”… mas continuo pq e uma coisa que gosto e nada vai me desanimar! força galera do GOTBR tenho certeza que a maioria da galera que acessa o site gosta muito d tudo aqui, não e meia duzia de sem cérebro quem vai acabar com tudo isso!
    Ana, Rafa, Angelica e Marcos, sou muito fan de vcs, parabéns pelos podcast excelente trabalho!

  • Leandro Laia

    Falou tudo.

  • Leandro Laia

    Com certeza foi estupro. Mas o que esperar quando o noivo é o Ramsay? Confesso que quando a Miranda veio oferecer ajuda para o banho antes do casamento, pensei que a Sansa chamaria a tia lá pra colocar a vela na torre, e no meio da cerimônia, Stannis junto com os nortenhos apareceriam e vermelhariam o casamento dos Bolton.

    Confesso também que quase ri quando formularam toda a base para a cena do estupro. Beirou a paranoia: Alegria de fãs com a maioridade da Sophia Turner, e com isso, a espera da produção por essa maioridade pra apelar na cena (que foi “suave” em comparação ao que aconteceu com a outra menina no livro).

    Os caras colocaram mais um Stark se ferrando pra instigar o público. Só isso.

  • Golem

    O theon que o diga

  • Felipe Romão

    o/ Tem mais um aqui que nunca comenta.. eu escuto o podcast no serviço e sempre penso em comentar mas nunca consigo.. mas de qualquer forma, mesmo não tendo muito o que adicionar, eu queria deixar aqui o meu pedido de que continuem com o podcast – pois é excelente – e dizer que estou com vocês e com todas(os) feministas! Foi um estrupo sim, foi horrivel, foi machismo mas eu, diferente de vocês não vejo mal algum na sansa estar em winterfell, até acho muito mais valido do que deixa-la sem nada pra fazer no ninho da aguia. O que não quer dizer que essa cena tenha sido necessaria, mas eu não desanimei de ver a serie ainda.
    E eu estou lendo os livros, estou no meio da tormenta das espadas, pois quero conhecer mais a fundo a historia.
    Abraço, o podcast é ótimo!

  • Golem

    Eu escuto tbm desde o comeco e ainda mais desde o cinemasmorra (angelica vc é top demais) e gosto muito do trabalho de vocês, as vezes concordando e as vezes nao mas é assim na vida nem tudo é como a gente quer/pensa/gosta. Mas vai aqui uma critica construtiva para a Ana, para de falar coisas como “gente burra nos comentarios”, “sem cerebro” e etc…INDEPENDENTE DO CONTEXTO. Vocês nao gostariam de ter um comentario falando: “nao concordo com este bando de burros, tudo sem cerebros” vc ia gostar? Não, eu como “fan” de vcs nao gosto tbm e olha que se vc puxar o historico eu quase nunca posto entao nao estou falando isso para polemizar. Se nao gosta de criticas desabilita os comentarios e acho que vai ser melhor, assim ninguem fica triste por ler comentarios “babacas” e muito menos xingamento gratuito no podcast. TODOS geradores de conteudo recebem critica, o “lance” é saber lidar com elas.

    Pense nisso, se quiser conversar em off me manda mensagem e falamos no skype pois eu sou realmente fan do trabalho de vcs, mas isso nao quer dizer que nao posso discordar de algo.

    Sobre a cena da Sansa se foi ou nao estupro eu acho que sim, mas isso faz parte da serie e EU SEI que isso vai acontecer e nao estou dizendo que gosto. Como tbm acho que a cena do estupro da Cersei mais fore, pois ela luta, o filho morto e etc…IGUALMENTE errada, como tbm a castracão do theon que ninguem falou nada achei uma cena igualmente forte E nao vi ninguem dizedno que ia parar de ver a serie por isso.

    Bom meu pensamento, respeito a opiniões de todos e como falei e repito foi uma critica construtiva.

    Obrigado e que venha mais podcast.

  • se você visse os comentários que a admin deleta aqui. as coisas que as pessoas me chamam. os nomes. a mim e a toda a equipe do site…. diariamente, aqui nos comentários, no twitter, facebook e email, como citamos no podcast. o seu exemplo de “não concordo com esse bando de burros desse site” é um elogio perto das coisas que leio. eu, de todos os membros do site, sou a pessoa mais tolerante a esse tipo de coisa. esse foi o ano que até eu passei dos meus limites.

  • Golem

    Olá Ana tudo bem?
    Que bom que respondeu, se vc quiser dialogar mas sobre isso pode me chamar no skype etc viu e nao ficar “lanvado roupa” para todo mundo.

    Antes de mais nada, foi uma critica construtiva viu, pense nisso (e olha que nem falei do feminismo rsrs)

    Brincadeiras a parte eu nao concordo, so por que alguns criticam nos comentarios entao vc vai agir do mesmo jeito? Exageram ao maximo, se alguem atropela um parente e ele morre vc vai fazer o mesmo com a pessoa? Vc entendeu, ignora Ana! Existe uma frase na internet e é valida, NÃO ALIMENTE OS TROLLS, e é uma pura verdade (vc é mais do que isso, ignorando vc faz a pessoa gritar para a parede). Sei que vc se exaltou, sei que nignuem é de ferro e etc…mas como um conteudo editado acho que poderia tirar isso pois quem nao xinga e sempre acompanha o podcast se sentiu generalizado (que foi o meu caso) e se ta tao ruim assim bloqueia os comentarios (serio nao estou sendo ironico).

    Bom em resumo, so acho que nao justifica! Mas cada um pensa de um jeito e ainda bem ja que NINGUEM quer viver em um mundo de opressão correto?

    abraços.

  • Flávio Almeida Ponce

    Gente vocês passaram bem do ponto. Entendo que estão chateados. Mas ficar fazendo rant no podcast deixam vocês iguais aos que só xingam. Se não estão felizes com o público ou com a serie é melhor parar. Ouvi desde o inicio o podcast de vocês e gostava bastante. Esse episódio foi lamentável.
    Eu acho muito estranho vocês falarem do mindinho como se ele não soubesse de nada ou estivesse preocupado com a Sansa. Como o Varys disse o Mindinho pode governar as cinzas se necessário fosse. Ou ainda se vocês querem coisa boa ou redenção Game of Thrones não parece ser o lugar.
    Foi boa a jornada mas melhor ficar por aqui.

  • Misac

    Adoro o podcast, concordo com vários pontos que vcs comentaram, mas, descordo em outros pontos.

    A cena da Sansa foi estupro com certeza, pra mim, não foi gratuito como vcs afirmam.
    Acredito que foi um artificio pra causar impacto, principalmente por ser a Sansa. Existiram outras cenas de estupro inclusive de homens, na minha opinião não foi fetiche, tanto que não mostrou nudez como em outras cenas. O que ocorreu foi previsto e faz sentido dentro da historia, o que podíamos esperar do Bolton. Todo o horror daquela época é relatado na serie isso não seria diferente.

    Também não gostei do episodio, mas, nesse ponto achei a opinião de vcs exagerada.

    Respeito demais o que vcs comentam, apenas descordo, por enquanto!

    Abraço e continuem o excelente trabalho.

  • hugo

    Faltou uma crítica à atriz que disse ter amado filmar a cena: http://www.ew.com/article/2015/05/17/game-thrones-sansa-wedding/article_2194603

  • INGRIDEEEEEEEEEE O/ O/ O/

  • ricardo almeida

    Falando da polêmica:
    É claro que foi estupro, é claro que foi uma cena desnecessária, só pra choca mesmo, isso tudo fruto da incompetência dos roteristas da seria, que querem repetir o grande choque que foi o casamento vermelho, mas não conseguem. Mas disso tudo saiu algo bom, as pessoas estão discutindo a questão do estupro, independente do que é mostrado em uma serie de tv, vivemos em uma sociedade que aceita a cultura do estupro, mulheres são violentadas todos os dias, e as pessoas simplesmente fingem que isso não é da conta delas. Essa polêmica foi boa para fazer as pessoas debaterem sobre o assunto, porque as mudanças começam assim, debatendo, e espero que não fique só no debate e na revolta na internet. Sugiram que leiam este texto, http://www.geledes.org.br/cultura-estupro-gritando-e-ninguem-ouve/

    Agora sobre o resto da série, o que foi aquilo que fizeram com dorne e as serpentes? que decepção.
    E o sor Barastian, eu sei que o ator saiu da serie por motivos pessoais, mas bem que eles podiam inventar uma historia de que na verdade o sor Barastian era um ex sequidor do deus de muitas faces, e que a partir de algum acontecimento na serie ele mudaria de rosto, porque nos livros ele tem um papel muito decisivo. Foi uma pena, mas vamos ver o que a série tem planejado pro nucleo de meerem

  • Junior

    Pior edição do podcast disparado.

  • hahahaha to firme e forte acompanhando o site, e dando um xáblau aqui nos coments
    É nois miga o/o

  • Pedro Henrique

    Com todo respeito, mas todo mundo q tem um site como o de vcs e que mexe com coisas “passionais”, é sujeito a xingamentos gratuitos! Se não suportam e se estressam, parem com esse trabalho. Leve isso como uma dica para vcs n se estressarem à toa! O que mostra o profissionalismo e o bom senso das pessoas é justamente como vc trata tais atitudes gratuitas! Pelo seu comentário, vcs levam isso da pior forma possível, o q demonstra total imaturidade, a meu ver! Seja esperta e inteligente, faça o que GOLEM falou! NÃO ALIMENTE OS TROLLS, ignore!

  • Maíra Miwa Furukawa

    Sou mais uma das que ouve o podcasteros faz tempo e nunca comento… maaas como a maravilhosa da Angélica pediu, não dá pra ficar quieto, né? fiz um TEXTÃO!

    Queria começar falando que ADORO vocês todos, vocês são demais!!
    Sou viciada em podcasts, mas vejo que tem poucos casts que são realmente críticos, que tem a coragem de abordar temas FUNDAMENTAIS hoje em dia, como homofobia, feminismo, racismo. Muitos, na verdade, perpetuam piadinhas homofóbicas e machistas sem dó, parece que é mais
    fácil agradar o público babão (que o Marco citou) do que realmente trazer reflexão e mudança pra sociedade. E muitos desses podcasters são gurus pro seu público, são pessoas inteligentes, que realmente podiam trazer mudanças e nem ao menos tentam, isso frustra bastante…
    Bom, assim vocês percebem que quando descobri o podcasteros, com uma host feminista e sem papas na língua, foi só amor <3

    Essa questão da Sansa foi uma decepção mesmo, terminei o episódio arrasada e entendo toda a revolta da Ana, que "vive" GoT de forma bem mais intensa pra produzir material pro site…se alguém acha que não foi estupro só pode ser louco né??

    Acredito sim, que existem esses fetichistas nojentos e que em parte a cena foi feita pra agradar esse público, outra parte pelo choque da audiência e mais outra porque é mais fácil contar a velha história da menina indefesa que precisa ser salva… É triste ver a personagem da Sansa, que estava finalmente se empoderando e trilhando seu próprio caminho, ter a história mudada pra virar um motivo pra redenção do Theon.

    Tem até um termo criado por uma quadrinista chamado "Women in Refrigerator" que fala sobre a quantidade enorme de personagens femininas que são mortas/estupradas/abusadas/etc para dar motivação e desenvolver a história do personagem masculino… essa fórmula é bem preguiçosa, e faz sucesso né? É só ver a quantidade de filmes em que a menina é sequestrada e o mocinho destrói a cidade pra resgatá-la…
    Mas que triste para meninas, que querem representatividade e personagens pra admirar/copiar/se inspirar, que sejam sempre mostradas como vítimas e escada pra história alheia. A cultura pop é importante sim, é só ver como muitas vezes definimos nossa personalidade por personagens que admiramos, repetimos bordões, existem milhares de testes de "quem é você no seriado tal". Vocês tem toda a razão de ficar indignados com esse discurso, é fácil falar "não leve tão a sério" pra fugir de qualquer debate e não ter que assumir uma posição!

    "Nossa, mas vocês só estão assim porque é a Sansa, se fosse a Jeyne Poole tudo bem, né?"

    1. nos livros essa parte é contada pela visão do Theon/Reek, é o arco DELE, então não tem nenhuma flopada do arco inteiro de outro personagem, e mesmo assim ficamos horrorizados
    2. o salvamento da Jeyne não tem um sentimento de redenção do Theon em relação aos Starks, e nem uma ligação tão profunda dos dois… pelo menos pra mim é como se ele chegasse num ponto em que salvaria qualquer pessoa torturada, é uma recuperação de sua própria história.
    Ao passo que ao salvar a Sansa é como estar se redimindo com toda família Stark… tem muito mais choque, eleva o arco do Theon na série pra outro patamar, muito mais "heróico"

    Pelo site e pelas notícias que estavam saindo já dava mesmo pra prever que iam fazer isso, mas eu não queria acreditar, pensava que depois de do estupro da Cersei, das incontáveis cenas de estupro das mulheres do Craster, de floparem a Yara Greyjoy, a Coração de Pedra, a Arianne Martell, enfim, de enfraquecerem tantos personagens (sendo que o Martin já foi elogiado por fazer personagens femininos fortes/verdadeiros/com história própria, o que é raro no universo de fantasia, né) não iam fazer isso com a Sansa…
    Got miga, não tem mais como te defender 🙁

    Game of thrones é violento sim, já apareceram vários personagens torturados, esfolados, decapitados, etc… mas é impossível que as pessoas não percebam que estão SIM normatizando o estupro! Quase todo o episódio ou alguém é estuprado ou tentam estuprar… não tem porque
    cortar tanto personagem interessante, plots políticos, diálogos maravilhosos, profecias, pra colocar de novo a Gilly quase sendo estuprada (e ela não precisava ser salva pra fazer aquele sexo esquisito com o Sam, já era óbvio que ela amava ele e estava querendo aquele corpo nú faz tempo)

    Concordo com a Angel, nada a ver esse termo feminazi!! Feminismo é um movimento maravilhoso, que traz benefícios inclusive pros homens.
    O que vejo é que muitas vezes as pessoas não pesquisam, não sabem direito o que é, e vão taxando as minas de feminazis…
    Depois dizem que as feminazis prejudicam o movimento, mas o que realmente prejudica é o povo não pesquisar e sair falando besteira.
    Sigo várias páginas feministas e nunca vi ninguém mandando cortar a pica de ninguém, nem ódio gratuito aos homens… O que se critica é a cultura machista como um todo, suas atitudes e seus efeitos, mas algumas pessoas talvez vistam a carapuça e se sintam pessoalmente atacadas. 🙁
    Não se sintam assim, pesquisem o feminismo e vejam como ele pode melhorar a vida de todo mundo!! <3

    Bom gente, escrevi tanto que já gastei toda minha cota de comentários né?
    Adoro vocês, não parem com esse cast nunca!

  • Lucas Neumann

    Eu achei o episódio excelente, principalmente Dorne, foi uma linda homenagem. Me digam, qual outra série faria um crossover entre a Dupla Dinâmica, Batman e Robin (dos tempos do Adam West), e as Três Patetas competindo para tentar separar o Edward e a Bella do Crepúsculo?

  • Felipe

    Argumento?

  • André Jakob

    Oxi. Achei uma das melhores de todos os tempos.

  • Laís Stratford

    Quando soube que a Emilia Clarke não queria aparecer pelada mais pra resguardar sua imagem, achei tosco, admito. Tipo, “isso é game of thrones!” e “já apareceu pelada mesmo!”. E agora, depois de tudo isso que tem acontecido, de toda a discussão e da gota d’água, eu concordo com o que vcs falaram. Ela está certa mesmo.

    Quer adaptar, beleza. Mas quando essa adaptação é tão imparcial assim, tem alguma coisa errada. Só não vê quem não quer. Eles cortaram todas as personagens com maior apelo feminista, e mesmo as mulheres que ficaram, deram um jeito de TODAS sofrerem um abuso. Será que a Arya e a Myrcella vão escapar?

    O pior é que, como vimos no episódio seguinte, [SPOILER DO EPISÓDIO 506] o tema continua sendo altamente explorado e o que esperávamos que fosse o resultado que justificasse a tal cena da Sansa (por mais absurdo que seja continuar usando estupro pra isso) que seria ela “se fortalecer” e o Theon se rebelar, não ocorre.

    Está difícil ver Game of Thrones. Infelizmente.

  • Anderson Alves

    Olá amigos.
    Não costumo comentar nos posts, apesar de ser um ávido consumidor de cultura pop. Acho o trabalho de vocês admirável pela paixão e dedicação a essa obra.
    Acredito que o conteúdo gerado por vocês é o melhor, mais completo e detalhado sobre o universo criado por Martin, da internet brasileira. Dito isso, é fácil compreender o fervor na defesa de seus pontos de vista. Dizem que todo ato é um ato político, e tenho orgulho e admiração pela postura que vocês assumiram. O trabalho de vocês está no mínimo causando o debate e a confrontação de valores há muito estabelecidos em nossa sociedade. Sei que a tarefa deve ser muito árdua, mas se o preço a pagar é o comentário ofensivo de uma meia dúzia de pessoas que não admitem que a sociedade muda, usem isso como alimento. Vocês também são combustível para essa mudança.
    Obrigado pelo trabalho incrível e continuem Não Dobrados, Não Quebrados e Insubmissos.

  • Julio Moreira

    Também é a primeira vez que comento uma edição do Podcasteros, por isso quero primeiramente parabenizar a equipe pelo excelente trabalho que fazem e dizer que todos os fins de semana espero ansiosamente por ouvir suas opiniões.
    Vejo que nas últimas edições vocês tem reclamado bastante sobre os comentários inadequados e grosseiros de alguns ouvintes, mas digo a vocês para para terem coragem e para continuarem. Afinal, ainda existem muitas pessoas que conseguem entender e serem respeitosos, mesmo quando algum comentário é contrário aos seus próprios sentimentos e posições.
    Com relação ao que ocorreu com a Sansa, também acho que foi estupro e me senti completamente desconfortável com esta cena. Também me surpreendi bastante esta semana com o fato de que pelo menos por enquanto nada daquilo que ocorreu serviu para desenvolver nenhum personagem. O Theon continuou sendo o Fedor e a Sansa regrediu não à segunda temporada, mas à primeira como quando o Joffrey mostra a cabeça do pai dela na estaca, o que foi muito semelhante ao que aconteceu no episódio desta semana.
    Dorne é tão triste que nem vale a pena comentar nada….
    Muito obrigado pelo trabalho de vocês e grande abraço a todos.

  • Tati Troian

    Olá,
    Só estou passando aqui pra dizer que adoro o podcast!
    Depois de ter lido tanta coisa horrível em relação ao episódio da semana passada, foi um alívio ouvir vocês comentando a cena da Sansa e dizendo tudo o que eu penso também, e tudo que precisava ser dito. Com certeza vocês vão ter que enfrentar muita coisa por terem colocado suas opiniões assim (experiência própria), mas tenho um pedido de fã, de alguém que escuta vocês toda semana e que não vê a hora de os episódios saírem: não parem de postar. Se as pessoas que entendem realmente os problemas na série se calarem e desistirem de tentar mudar o pensamento de quem acha que estupros gratuitos toda temporada é normal, que esperança resta?
    Estou falando sério que escutar a opinião de vocês essa semana tirou um peso muito grande das minhas costas. Às vezes a gente acha que está sozinho, e ouvir as mesmas coisas que pensamos de pessoas que admiramos muito é um grande alívio.
    No mais, quero realmente parabenizar vocês pelo trabalho. Escuto outros podcasts gringos sobre GOT e ASOIAF, mas o de vocês é de longe o meu preferido <3

  • Arthur Pantoja

    Está certa sim esse pessoal que ofende gratuitamente tem que ser tratado assim mesmo.
    Tua Liberdade acaba quando começa a do seu próximo independente da opinião
    Sobre estupro ou não na boa não tem espaço para achar nada na FOI ESTUPRO SIM não é opinião é fato
    Essa pessoas machista se escondem atrás de discussões como essa !
    Não dá mais para aturar isso
    NÃO HÁ RESPEITO À QUEM NÃO RESPEITA

  • Juan

    Voto com a relatora.
    Parabéns pelo ótimo trabalho! E não se deixem abalar pelas opiniões de mentes pequenas, para o bem ou para o mal, o mundo é vasto amigos.

  • Lucas D’Angelo

    Vocês falam que cada um deve ter sua opinião mas dizem que quem gostou do episódio é burro e trouxa, desculpem se, apesar de ter lido o livro, eu achei um bom episódio, que realmente me deixou mal após a cena do estupro. Se vocês me acham burro só por gostar do episódio, então não tenho certeza se quero continuar a acompanhar esse projeto que acompanho desde o início, o que é uma pena, pois sempre valorizei as opiniões de vocês, mas me senti ofendido por ter sido menosprezado por ter uma opinião diferente da de vocês.

  • Juan

    Muito legal a garota Qyburn. Bem interessante o trabalho que ela vem fazendo.

  • Juan

    Amigão, não foi falado que quem gostou do episódio é burro. Quando estavam dialogando sobre a cena estupro e sobre as cenas de desvalorização da mulher na série, foi falado perto de 1:13:50 que existe um público da série que não liga se as cenas nudez, sexo, estupro ou violência têm um propósito válido na história ou não. E eu e você sabemos que tal público existe mesmo e que não dá para chamar quem só quer ver cenas ocas de grande pensador intelectual.

  • ana claudia

    Depois da cena da Sansa eu chorei…. E fique pensando se o Martin vai estuprar a Sansa gratuitamente no próximo livro. Ele teve tantas chances de fazer isso (Joffrey, Cão, Mindinho), mas não fez. Fico me perguntando se fará porque uma das maiores armas dela era isso… Se ele fizer acho que não será gratuito como na série e eu vou chorar bem mais!
    Adoro o podcasteros e concordo com vcs em tudo! Conheço pessoas que assistem a série pra ver putaria e mulher pelada…. Todos são meio tapados… a Ana tá certa!
    Adoro o site… e amo Angélica. Passo aqui todos os dias pra saber das novidades… Não parem!

  • Dércio Élo

    Ola. Apesar de ter ficado chocado com a cena da Sansa, eu não achei desnecessário. Alias, das três cenas de estupro que aconteceram na série, até agora (Daenerys, Cersei e agora, Sansa), foi a que mais fez sentido (dentro do que a série nos apresenta), lembrando que essa cena tem no livro…só que acontece com outro personagem e como vocès disseram, no livro é bem pior.

    Em relação à questão do feminismo, eu não gosto do termo, pelo simples fato de que não é imparcial. Ou seja, sempre que alguem diz ser feminista, significa que essa pessoa abdica dos direitos (e deveres) do homem para lutar pelas mulheres, fazendo exatamente o que o machismo faz. Senão, reparem no seguinte exemplo: Imaginem a polemica que pode vir a acontecer se adaptarem, fielmente, o capitulo da Arya, Mercy. As pessoas vão dizer que estão sexualizando a atriz e que faz apologia à pedofilia. Lembrado que a Maisie Williams já é maior de idade No entanto, pouco ou nada se falou da cena de sexo entre Tommen e Margaery (que não tem nos livros) que tambem faz apologia à pedofilia.

    Durante o podcast, alguem falou que, na série, as mulheres mostram a bunda gratuitamente, mas esqueceu de mencionar que, na atual temporada, tivemos bundas gratuitas do Daario, do Loras e do amante do Loras que esqueci o nome. Hoje-em-dia, tanto no cinema como na TV, as mulheres já nem podem vestir algo mais ousado que os feministas condenam. Isso me leva a fazer a seguinte pergunta: O feminismo não estaria fazendo exatamente o que o machismo vem fazendo há seculos: censurar mulheres?

    Continuem fazendo o otimo trabalho que vocês fazem. Não passo uma semana sem ouvir o vosso podcast 🙂

    Beijos e abraços

  • Wagner Neves

    A lógica de que todos os meios justificam o fim já levaram a humanidade a caminhos muito escuros e sombrios.

  • Maiky Davi

    Adoro o podcast e todos vocês!

    Só venho dizer que estão de parabéns por todo o trabalho realizado e dedicação a obra, continuem sempre assim.

    Abraço em especial a Ana Carol Alves.

  • Adriano Francisco dos Santos

    Sou um novo ouvinte desse podcast.

    Assisti o episodio com minha esposa e achamos o final pesado e concordamos com o estrupo e tenhos amigos que não acharam estupro. Ideia divergem em todas as esferas.
    Gostei muito do 25, mas esse você fugiram demais do tema. A discusão foi para um ambito demasiadamente serio. Chegaram ao ponto de chamar de burro aqueles que não acharam que a cena final era um estrupo.

    E fiquei com a impressam que vocês diminuiram até as pessoas que simplesmente gostaram do episodio, que é o meu caso. Ramsay é uma pessoa má, e não esperava nada menos que isso.

    O pior de tudo é saber que haveria o “mimimi” de qualquer maneira. As pessoas costumam ser intolerantes com o pensamento do proximo quando esse é oposto ai seu.

    Mas em um todo, parabens pelo trabalho. Estão de parabens com as comparações e comentarios da serie.

  • Adah Conti

    Ola. Parabéns pelo trabalho e principalmente pela discussão MUITO relevante sobre preconceito e misoginia. Os personagens de ficção são sim espelhos do que somos ou queremos ser ou servem de catarse para nossos sentimentos (de todos os tipos). Por isso devemos nos entristecer por não termos mais personagens femininos donos de seu destino, independente da trajetória de sofrimento. George Miller, com seus 70 anos, nos presenteou com a imperatriz Furiosa, que personagem maravilhosa! Alias, esse cara deu uma aula de cinema e entretenimento. Tomara que os roteiristas e produtores desta industria, incluindo o pessoal de “Game” tenham aprendido um pouquinho.

  • Cláudia Guirado

    Eu amo ouvir vocês, não deixem de fazer o podcasteros porque acho interessante ouvir opiniões diversas, mesmo que algumas eu não concorde, mas é assim que se começa uma discussão onde podemos elucidar pontos positivos e negativos em relação a série, aos livros e sua influência no contexto geral dentro da nossa sociedade. Vocês são formadores de opiniões e fazem um ótimo trabalho. Não vão agradar a todos, mas pode implantar uma sementinha de reflexão na mente das pessoas. De qualquer forma a cena do estupro da Sansa trouxe todos os fâns de Got ao debate levantando questões morais importantes. E espero que depois de toda essa repercussão, os produtores de Got possam refletir sobre os rumos da série.

  • laysguerrero

    Muito bom esse Podcasteros, e destaque para a excelente mensagem da Angélica. Acho que já passou da hora de pensarmos mais antes de agir e agredir pessoas, principalmente pela internet.
    A possibilidade de ser agressivo e rude online (anônimo em maioria dos casos) faz com que muitas pessoas descubram uma coragem que não deveria existir, ou deveria ser usada para algo útil na vida.
    Parabéns por mais um episódio.

  • fromRiften

    Umas das coisas que me incomodaram foi o fato deles colocarem a Sansa em uma posição de vítima. Depois de vermos ela crescendo e deixando pra trás as fantasias de donzela que ela tinha. Ela agora, nessa posição de mulher adulta muito mais parecida com a Catelyn, deveria ter engolido o desprezo pelo Ramsey e feito sexo por vontade própria. Mas mantendo na cabeça o objetivo de reconquistar o Norte para a família Stark. Porém os produtores decidiram fazer ela voltar a ser a Sonsa indefesa do começo da série. Com base no estupro da temporada passada, concordo com os podcasters que o único objetivo dessa cena foi fazer o Theon quebrar, horrorizado com tudo aquilo. Porque contribuir pro arco da Sansa, pode ter certeza que não vai.

  • Alex B. Silva

    Parabens pelo podcast, que, ao meu ver, melhora a cada novo episódio.

    Concordo em número, genero e grau com tudo o que foi dito por vcs no pod. A Sansa sempre fez o papel de vítima e sonsa, sofreu de tudo e justo quando deram uma nova guinada na personagem, deixando ela mais esperta e segura de sí, resolveram recomeçar tudo de novo. Sansa não é Jenny poole [Spoiller livro 5], que no livro é casada e estuprada pelo Ramsay Bolton. Fica claro que fizeram tudo isso, incluindo esperar a atriz completar 18 anos, para explorar comercialmente a sexualidade da atriz em cenas de nudez e estupro, para delirio dos “homens das cavernas” que assistem a série.

    Se eu fosse produtor e diretor dessa série, tentaria recriar, nesse casamento da Sansa, um novo casamento vermelho. Com Mindinho reunido um exercito para destruir os Boltons com a ajuda de Cercei; Com Briene também reunindo um pequeno exército com a ajuda do povo do norte; para invadir o casamento e matar esses filhos das putas boltons um a um, como eles fizeram no casamento de Robb Stark.
    [Spoiller do livro 5 ou 6] É sabido que Stanis também marcha para o norte para tomar winterfel no livro, seria também épico ver tanto o exército da Cercei (E mindinho), o da Brienne e o do Stanis se encontrando com um único objetivo que é acabar com os boltons e tomar o norte, mas lutando entre sí para ver qual deles terá o direito de tomar o norte. Então, no meio dessa briga, para tentar se redimir, Teon Greyjoy ajuda a sansa a fugir para evitar que ela seja feita de refem pelo Pisicopata do Ramsay.
    Mas esses produtores e diretores só pensam em qual será a proxima atriz a ficar nua ou qual vai ser estuprada.

  • Vinícius Hilario

    Olá, gostei muito desse podcast, principalmente do debate que colocou em cena.
    Acho que os produtores chegaram no limite, no limite criativo, eles se posicionaram à abrir mão do caminho que os livros seguem. Mas somente o criador sabe fazer isso, deixar as coisas naturais ou não, ele é o mestre, a historia é dele.
    Os criadores se posicionam como criadores do mundo, de uma certa forma foram eles que colocaram no mapa a história, mas não foram eles que criaram. E ali quando a mão do criador não esta, as coisas saem mornas, mal feitas e estereotipadas.
    Ao abrir mão do senso crítico e se deixar levar para a audiência a série começa a cair em qualidade. Sábio é o autor que é livre pra criar o que quer no mundo dele. Esarei esperando o 6 livro, porque da série eu só espero redenção, redenção para os criadores.
    Parabens meninas vocês estão certas.

    Vinicius Hilário

  • Lucas Dias

    Mimimi.. se tivesse ofendido mesmo as mulheres a pagina seria tirada da internet pelos criadores. Eles mantem a pagina pq não ofendeu em nada. Ou entao eles alimentam e divulgam uma serie que não dá a minima pras mulheres.. Meu problema com a serie foi só e exclusivamente a mudança da Sansa de lugar

  • Nay

    Só queria dizer que apesar de ser deprimente o que está acontecendo com a série, acompanho sempre a equipe aqui no site e vocês são incríveis! É um respiro saber que há pessoas como vocês que apesar de estar divulgando uma obra de ficção não deixam de ser sensíveis e críticos com questões tão importantes pra nossa sociedade! Sério! Parabéns pra vocês! Sou uma grande fã e não deixo de acompanhar o trabalho de vocês!

  • Melissa Sampaio

    Gente.. O que houve com aquela cena da consumação do casamento da Sansa? Foi tenso viu?!

  • Alexson Saintz

    Na minha opinião, Martin glorifica sim a guerra, a violência, a nudez, pois estes são elementos que movimentam a história contada em todos os livros. Os Lannisters fizeram uma porrada de merdas até que obtiveram o poder. Quem tentou triunfar com honra, nessa série, morreu brutalmente. Toda a familia Stark foi destruida por atos de crueldade, selvageria, conspiração e traição. Não concordo com a moça que fala em 1:25:00. Só mudou o modo de se contar a história, o meio pelo qual ela é narrada. Quem leu os livros observou com detalhes cenas de tortura, sexo e brutalidade, querendo ou não teve que imaginar boa parte dessas cenas, diferente do espectador da HBO, que não teve que fazer esse exercicio de imaginação. Falta percepção da galera, que não notou que adaptações SEMPRE serão diferentes das obras originais porque a demanda criativa é diferente, a proposta dos meios de divulgação da história, por assim dizer, se difere no que prende o público. O livro pode ter o ritmo cadênciado, pois o leitor, pelo desenrolar da trama, gosta de observar o leve desenrolar dos fatos, a construção dos novos cenários. Já uma série com investimento MILIONÁRIO precisa prender as pessoas, SEMPRE, os custos são altos, minimiza-los sempre será uma saída para obter lucros, então deixam para trás personagens que não movimentem tanto a história, como a Poole, Merreca, etc. Sim, uma série de TV tem que ser dinâmica e tem que fazer muito bem o que ela se propôs a fazer desde o inicio. A fórmula de Game of Thrones sempre foi essa, mostrar o politicamente incorreto na telinha da classe média que consegue pagar os pacotes que contemplam os canais HBO, ou alegrar a galerinha do torrent, com muita violência, sexo e intrigas, sendo assim eu simplesmente não consigo entender as criticas direcionadas a uma série de conteúdo adulto que nunca escondeu isso. Aos que gostam apenas dos livros, boa leitura. Eu estou gostanto muito da série, mesmo vendo que ela perdeu um pouco do ritmo das outras temporadas, e na minha opinião, moveram a Sansa de lugar não para simplesmente deixar a atriz nua, e sim para trazer a personagem para um lado mais movimentado da história. Como a moça disse, a Sansa parada num canto, quentinha, lendo um livro para o primo, que graça tem isso? Todo mundo envolvido na trama, e a garota parada? GRAÇAS A DEUS que mudaram isso. Deram vida a um personagem chato, e na série funciona porquê todo mundo quer ver personagens atuantes.

    Bom, esse é meu manuscrito (kkk) sobre esse episódio do podcast.

    Sou novo por aqui, pretendo ficar e ouvir os anteriores. Gostei de vocês.

    Abraços!

  • Alexson Saintz

    O objetivo da série “The Game of Thrones”, na minha opinião, nunca foi contar uma história, o objetivo sempre foi chocar as pessoas, tocar em assuntos polêmicos, gerar polêmica e mexer com tabus. O que acontece é que cada um tem um limite de tolerância para o que está assistindo. Quando esse limite é ultrapassado, as pessoas tendem a pular fora. Acredito que quem gosta do livro parou de assistir a série há muito tempo. Existem divergências livro/série desde a primeira temporada. Eu, particularmente, gosto da série e entendi porquê aquilo foi feito com a Sansa. Certamente darão uma guinada essa personagem.

  • Cícera Évila Marinho

    Parabéns pelo episódio, adorei a discussão!
    Achei e acho a discussão super válida sobre o assunto, e acho que era muito necessária.

    Particularmente, acho que o trabalho de vocês vem melhorando a cada episódio do podcasteros, parabéns!
    Não gostei de mudanças na série, dei ainda algumas chances, mas que foram para mim só decepções e portanto desisti, mas continuo acompanhando o podcast de vocês por perceber que melhora a cada episódio. Quanto a série, cansei, não disponho de tempo e muito menos de vontade para continuar.
    Porém continuem a no futuro lançar novos episódios comentando os livros, eu aguardo e com muito gosto ouvirei.

  • Paula Bicudo

    Primeiramente, parabéns pelo trabalho, os podcasts de vocês são ótimos.
    Segundo: eu acho a discussão sobre “foi ou não estupro” absurda. Obvio que foi estupro, foi terrível e pior do que isso, absolutamente desnecessário pra série. Quando eu vi o Mindinho combinando com o Bolton o casamento, tinha certeza que isso iria acontecer. E ninguém me convence que ele “não sabia o psicopata que era o Ramsay”. Ele simplesmente larga a moça na toca dos dementes e vai embora. Isso mostrou que a Sansa é apenas mais uma peça no jogo dele e que ele não sente nenhuma afeição por ela.
    Ana Carol e Angélica: vocês são ótimas! Continuem o super bom trabalho. E a postura dos moços do site me impressinou muito positivamente. Que o mundo tenha mais homens assim, que saibam tratar bem as mulheres. Um abraço.

  • Savio Silva

    Primeiramente, achei que foi estupro sim. Não há duvidas! Esse não é o ponto.
    Estupro é uma prática horrível, um crime que deve ser condenado. Esse não é o ponto.

    Não devemos misturar alhos com bugalhos. Sempre retrataram coisas horríveis na série e NENHUMA delas deveria acontecer num mundo antigo ou moderno, mas acontecem !!!! Censurar a encenação de uma situação como essa pode nos levar para um terreno muito perigoso.

    Olha quanta coisa horrível já tivemos: Incesto, tortura, degolaram 500, espetaram cabeças de 500, esfolaram homens e mulheres vivos, amputações de todos os tipos, maltrataram e mataram animais, homens, mulheres, gigantes e CRIANÇAS ( 2 queimadas, 1 morta lentamente com uma espada)…Mataram uma MULHER GRÁVIDA COM FACADAS NA BARRIGA! Meu Deus!!

    Não entendi porque a revolta só veio agora. Sério.
    Se fosse dono do site e fosse tratar com paixão todos esses assuntos, já teria parado de comprar o livro, parado de assistir a serie e fechado o site.

    A série não é pra maiores de 18 anos? Que teoricamente deveriam ter auto crítica sobre os assuntos tratados?

    Se o problema é como a adaptação está sendo feita, divergências artísticas, decisão de roteiro, tudo bem… eu também tenho as minhas críticas. Mas acho que está havendo um excesso de ativismo aqui. E acho que quem está de mimimi com os produtores está se fazendo mais de vítima que a própria Sansa.

    – Já perguntou para adultos que foram sistematicamente espancados quando pequenos, como se sentem ao verem uma cena de violência a criança?

    – Já perguntou para homens que tiveram seus membros decepados por suas companheiras como se sentem ao verem a cena onde Theon Grayjoy sendo torturado?

    – Já perguntou para alguém que perdeu seu bichinho amado por causa de um vizinho louco que jogou chumbinho … como se sente ao ver um animal sendo morto?

    – Já perguntou para alguém que foi torturado na ditadura como se sente ao ver uma cena de tortura na TV?

    Vale muito a pena discutir TODOS esses assuntos.
    Vale a pena fazer isso com paixão.
    Mas calma…existem lugares e ocasiões para que essa discussão seja frutífera.
    E para que o ativismo tenha real impacto significativo
    Fazer desse jeito, pra mim… é só mimi.

    Obrigado e me queiram bem.

  • kevycosta

    Caraca acho que a 5 Temporada tá totalmente sem rumo como vcs msm do podcast disseram , a 5 temporada vem sendo moldada 40% com base na historia e 60% com base na capacidade de chocar o publico , e eles só estão afundando a serie … quando eles vão perceber que estão fazendo errado ? PodCasteros não parem com seu trabalho, vcs são fodas !

  • jean juan

    Mas aí eu também poderia falar que foi desnecessário o capamento do Theon…De qualquer forma, a série não mostrou que o ato do estupro, ou qualquer outro dos diversos atos trágicos no decorrer da trama, é algo positivo. Pelo contrário, a expressão do Theon foi de completa repulsa e traduziu o sentimento da situação. Bem, nem sei mais o que argumentar, porque as críticas enfurecidas não fazem sentido algum.

  • GLP

    Também não vejo motivos para toadas as críticas feitas a esta temporada, exceto o fato de estarem seguindo menos os livros, e isso tem ocorrido por questões diversas e, do meu ponto de vista, compreensíveis.

    O livro também está cheio de violência e sexo, de modo que não creio que a série esteja errando nesse sentido.

    Quanto ao estupro de Sansa é importante lembrar algumas coisas:

    1) Sim, foi um estupro;

    2) O estupro não foi explicitamente mostrado, nem mesmo foi mostrada a atriz nua, então não vejo motivo para se falar em exploração da beleza da atriz ou de apelo a fetichismos sádicos do público masculino;

    3) Os produtores e roteiristas sabem da gravidade de um estupro, tanto é que colocam Theon sendo traumatizado pela situação (o que, na verdade, eu acho que não ocorreria com o personagem, haja visto o que ele já fez e pelo que ele já passou);

    4) No livro o personagem de Theon também é traumatizado no casamento de Ramsey, porém seria impossível colocar tal cena na TV, seria incrivelmente pior do que o estupro da Sansa.

    5) Eles tinham de substituir a cena chocante do livro por outra chocante na TV, para manter ao menos uma certa analogia com a obra original e, principalmente, para justificar prováveis mudanças no personagem do Theon.

    Enfim, aos trancos e barrancos, acho que os roteiristas estão tentando adaptar os livros da melhor maneira que conseguem, dentro do orçamento, dentro do pequeno tempo de exibição, dentro do que é aceitável mostrar na tv (haja vista que na obra original as coisas são ainda piores).

    O resultado, a meu ver, tem sido bastante bom. Continua sendo uma das minhas séries preferidas.

  • Adler

    relaxa mano…desde a primeira temporada acho a mesma coisa…porém chega o 9 episódio e acaba com tudo e no 10 vc fica com gostinho de quero mais…kkkkk

  • Veronica Ferreira

    estão de parabéns por levantar essa bola! fiquei horrorizada com o episódio. a análise de vocês está super profunda e quem acha que é tempestade em copo d´água deveria rever seus conceitos… também adoro a lenda de Korra. este podcast foi uma grata surpresa. bjs

  • Lucas Camargos

    Primeira vez que ouço um dos seus podcasts e a pergunta que faço é… por que eu não ouvi isto antes? Muito bom, vocês são beeem criativos. Parabéns pelo trabalho!

  • GiuSal

    Pois então… o que mais me deixa decepcionado são as economias baratas que a série vem adotando ao longo da história. Concordo que não há como colocar todos os núcleos e mini núcleos na trama da TV, mas há coisas que custariam tão pouco e que fariam uma diferença tão grande que o custo benefício seria plausível. Dá a impressão que os produtores estão desgastados e querem partir logo para o fim.

  • Vívian Louise

    Um pouco atrasadinha, mas: Excelente discussão, é muito importante deixar claro que o assunto é sério sim e que essa objetificação feminina é absurda! O podcast foi ótimo, como sempre.. Mal posso esperar pelos podcasts dos livros, já estou relendo para acompanhar :DD

  • Rodrigo

    Sabe porque caiu a qualidade dos episódios. Porque a partir de agora as idéias tem que sair da cabeça de David Benioff e D. B. Weiss, os episódios anteriores já estavam escritos. Acho que o GRRM só publicará o restante dos livros quando terminar as series.

  • Aline Garcia

    Adriano fiquei com essa sensação de ser diminuída.
    Já há alguns podcasteros eu percebi que algumas pessoas usam um certo vocabulário pra falar de alguns fãs, de uma maneira que parece impor apenas o seu ponto de vista como relevante.
    Eu tb gostei do episódio e acho que a cena ficou até ‘suave’ levando em consideração que foi o Ramsay

  • Camila Albuquerque

    Primeira vez que comento, mas escuto o podcasteros desde o primeiro. Resolvi comentar aqui pra elogiar vocês, os assuntos tem de ser discutidos mesmo, embora pra algumas pessoas pareça papo chato feminista.

    Sou muito fã dos livros, e entendo que precisamos separar as coisas, afinal são mídias diferentes, adaptações. O que me desagrada no roteiro dessa quinta temporada como um todo, é que eles não estão condizendo com a própria história que criaram nas temporadas anteriores. Estão sem fazer sentido tanto com o livro quanto com a série. O que aconteceu com a Sansa foi o cúmulo, foi regredir personagem, assim como havia sido com o Jaime.

    Galera agora viu o 8º episódio e achou tudo lindo e fantástico, e se esquece das cagadas que aconteceram ao longo da 5 temporada inteira. Confesso que cada dia tenho menos vontade de assistir.

  • Rafael Leão

    Só não entendo porque um estupro é TÃO mais chocante do que todas as outras cenas de violência mostradas no decorrer da série. Violência está tão banalizada assim? Cabeça sendo cortadas e sangue jorrando pra todo lado não tem problema, mas um estupro subentendido (o ato não é mostrado) é absurdo. Porque? A série é violenta e chocante desde o início, não me assusto com mais nada.

  • Aline Alencar

    Parabéns pelas palavras sobre feminismo! Só tem uma coisa que eu gostei dessa cena: a discussão que gerou. Muitos homens foram, pela primeira vez, apresentados a esse assunto, pois muitos, muitos mesmo não conseguiam entender que a mulher pode estar nua na cama, se ela diz não, é não. Como tem uma figura no Facebook: “os homens têm medo de estupro quando servem no exército. O que aconteceria se eles entendessem que as mulheres têm medo disso o tempo todo?”