Tower of The Hand: impressões sobre Unbowed, Unbent, Unbroken

Traduzo aqui a resenha de Miles Schneiderman do episódio “Unbowed, Unbent, Unbroken” para o Tower of the Hand. Schneiderman faz reviews de todos os episódios para o site já há um bom tempo, com opinião isenta e longe do que se pode chamar de extremista. Este texto em específico traduz com enorme clareza as minhas próprias impressões sobre o episódio, mais especificamente os argumentos que apareceram para justificar a cena do estupro de Sansa, e os rumos que Game of Thrones vem tomando geral, e por isso resolvi traduzi-lo e publicá-lo. Boa leitura.

O texto a seguir é de autoria de Miles Schneiderman e o original pode ser encontrado aqui.

“Uau. Obrigado por nada, Bryan Cogman. Eu gasto mais de 3.000 palavras te exaltando na semana passada, e em troca… isso? Sério? Como pode possivelmente ser verdade que a mesma série de TV, contando com os talentos do mesmo escritor, pode nos dar o excelente “Kill the Boy”e o absolutamente terrível “Unbowed, Unbent, Unbroken” em semanas seguidas? Talvez eu não devesse estar surpreso; afinal, mesmo dentro de sua própria duração de uma hora, o Episódio 6 conseguiu flertar com “isso é ótimo” por uns 20 minutos antes de degringolar vagarosamente para um penhasco. Foi um microcosmo de toda essa temporada até o momento: pequenos trechos de excelência pontuados por completa incompetência; a obra-prima da semana passada seguida pela atrocidade desta semana. A 5ª Temporada tem alguns picos, mas seus vales tem sido de uma profundidade vacilante, e para ser brutalmente honesto, não sei se Game of Thrones vai voltar deste.

Sansa é acompanhada por Theon para a atrocidade desta semana.

Sansa é acompanhada por Theon para a atrocidade desta semana.

Olha, todos sabemos sobre o que estamos aqui para falar, então sem enrolação. Vamos fazer isso logo. A cena do estupro é imperdoável. Existem inúmeros lugares em que você pode ir na Internet para ler sobre por que ela foi imperdoável (eu recomendo o artigo de Joanna Robinson; ela diz isso tudo muito mais eloquentemente do que eu jamais conseguirei) então ao invés de explicá-la claramente, vamos tomar uma abordagem diferente e nos direcionar às justificativas mais comuns para ela que pipocaram online nos últimos dias.

1. Não foi estupro.

Sim, na verdade, foi. Você sabe, eu sei, Game of Thrones sabe. Nós vimos que foi na cinematografia e ouvimos na música. Se a intenção fosse uma cena de sexo consensual, a câmera teria se demorado em cada parte do corpo de Sophie Turner que fosse possível enquanto Mindinho explicaria seu plano de mestre para se tornar Senhor de Rochedo Casterly, Magíster de Pentos e Alto Sacerdote do Deus Afogado. Isso não aconteceu.

2. OK, mas Sansa concordou em se casar (“Eu aceito este homem,” especificamente), o que implica consentimento para pelo menos uma relação sexual. Essa era essencialmente a noite de núpcias padrão de Westeros.

Acho que sim… se você considerar a definição de “padrão” como incluindo se casar com um psicopata na total ausência de família e amigos, nos destroços esfarelados de sua casa de criança que foi destruída pelo seu futuro marido, depois de ser entregue pelo homem que traiu sua Casa e assassinou seus irmãos. Noite de núpcias padrão, claro.

Isso não faz com que não seja estupro, porém. Novamente, a série sabe disso; na mesma situação no casamento anterior de Sansa, Tyrion usa exatamente as palavras “Eu não vou estuprá-la” para soletrar sua recusa em consumar (isso está na série, não nos livros). A despeito do que você pode ouvir de certos co-autores creditados de certos livros de referência, estupro conjugal existe, e o fato de que ele ocorre mais ou menos o tempo todo em ambientações medievais como esta não muda a natureza do ato. Nem a prevalência de valores medievais em uma ambientação fictícia (isto é, consentimento implícito para consumação do casamento) nega o fato de que estamos assistindo a uma série de TV, no mundo real, no ano de 2015. A definição relevante de consentimento aqui é a sustentada pela audiência, não pelos personagens.  Uma cena de estupro foi filmada; uma cena de estupro foi televisionada. Fim de papo.

3. Cena de estupro bem fraca, então. Poderia ter sido bem pior.

Você não vai encontrar ninguém argumentando que o estupro foi ofensivo porque foi explícito demais. Esse não é o ponto. O ponto é que o estupro foi completamente gratuito. Ele não avançou nenhuma narrativa e não revelou nenhum elemento de personagem. Nós sabíamos que Ramsay era um sádico. Nós sabíamos que mulheres eram suas vítimas preferidas. Tanto Sansa quanto Theon já tinham motivos mais que suficientes para odiá-lo sem a necessidade de mais um. Não havia nenhuma necessidade para essa sucessão de eventos, o que sugere que Bryan Cogman e/ou David Benioff e D.B. Weiss na verdade gostam da ideia de ter personagens principais mulheres estupradas pelo VALOR DE CHOQUE.

4. Espera aí. Mas isso basicamente não acontece nos livros, também?

E muito mais! Na verdade é bem pior no livro, apesar de a vítima ser uma personagem relativamente secundária ao contrário da Sansa Stark do caralho. Jeyne Poole sofre um puro e absoluto suplício em A Dança dos Dragões, e a versão dos livros dessa cena de estupro é realmente horrível, ao ponto de que o papel de Theon no sofrimento e no abuso de Jeyne é uma das coisas que finalmente o forçam a desafiar Ramsay e reclamar alguma parte do quem e do que ele era antes.

Mas a série não é os livros, lembra? Quem diabos decidiu que a cena de A Dança dos Dragões com Ramsay, Theon e Jeyne Poole estava implorando para ser adaptada e filmada? Não é o Casamento Vermelho, pelo amor de deus; não precisava estar lá. Depois de quatro temporadas e meia de contorcionismo mental, dobras de lógica, desenvolvimentos de plots do tipo “que-porra-está-acontecendo” projetados especificamente para chegar a ou evitar um evento particular – consistência dentro do universo que se exploda – você não vai me dizer que não havia outra forma de avançar essa história. De cabeça eu posso pensar em uma dúzia de alternativas a Sansa ser estuprada que teriam conseguido exatamente a mesma coisa. E por exatamente a mesma coisa, é claro, eu me refiro a uma redução, preguiçosa, apelativa de um arco narrativo que Sansa teoricamente já completou.

Porque esta cena não simplesmente falhou em avançar o personagem da Sansa; ela essencialmente a retornou a ser espancada por Meryn Trant na 2ª temporada, sem reconhecimento de seu desenvolvimento desde então ou da história que o roteiro tem nos contado sobre ela pelos últimos cinco episódios. Diabo, sequer concordou com a Sansa Stark que tínhamos visto antes no próprio episódio, saindo por cima de Myranda e se recusando a sentir medo. Sansa não tentou lutar com Ramsay, não tentou manipulá-lo, não tentou se salvar de nenhuma forma. Tudo o que ela fez foi sentir medo e chorar.

Isso é porque a cena de estupro de Sansa não era sobre Sansa. Era sobre Theon. O diabo do casamento era sobre Theon, também. O desafio da parte de Sansa, junto com seu papel central, durou exatamente até quando Theon a acompanhou até o bosque sagrado, ponto em que o script perdeu todo o interesse nele. É como se Cogman escrevesse a cena do banho entre Sansa e Myranda e pensasse “Certo, Sansa definida. Mulher forte e tudo mais. Agora estou livre para usá-la como objeto para o ângulo de Redenção do Fedor.” É por isso que Sansa olha para Theon tão pesarosamente momentos antes de seu estupro. Pobre Theon, forçado a assistir. É por isso que a câmera permanece firmemente focada nas lágrimas dele, enquanto firmemente se recusa a nos mostrar as dela. Não foi gratuito; foi pensado.

A contraparte dos livros dessa cena, até o ponto em que uma coisa dessas pode ser medida, é fundamentalmente sobre Theon. Ele é o personagem POV; faz sentido que a cena sirva só a sua história, porque nem Jeyne nem Ramsay têm uma história independente. Os produtores da HBO pensaram que poderiam jogar Sansa no lugar de Jeyne, simplificar sua narrativa, e dar a Theon seu “momento de esclarecimento” redentor, às custas de uma personagem que não só tem uma história independente própria, mas quase certamente uma mais importante. O resultado foi o massacre do personagem de Sansa, e para quê? Para que Ramsay pareça mais mau? Para que Theon pareça mais atormentado? Para que Sansa faça, mais uma vez, o papel da eterna vítima? Eu pensei que Game of Thrones fosse melhor que isso, e também muita gente que conheço. Me entristece e me dá raiva descobrir que estávamos errados.

5. O que, você queria que isso fosse algum conto de fadas? Não devemos nunca mostrar estupro na TV? Coisas ruins acontecem com pessoas boas. Desculpe se você não consegue lidar com o realismo, mas como o cara disse, “se você acha que isso tem um final feliz, você não está prestando atenção.”

Tá, sobre isso. Então a cena de abertura de “Unbowed, Unbent, Unbroken” inclui Arya Stark lavando e limpando cadáveres na Casa do Preto e Branco. No processo, ela lava o cabelo de um cadáver, passando os dedos por ele enquanto a água escorre para uma bacia abaixo. Mais tarde, Arya mente para uma menininha, dizendo a ela que se ela beber daquela fonte, ela vai ser curada, quando na verdade ela vai morrer.

Em Winterfell, Myranda lava o cabelo de Sansa, passando os dedos por ele enquanto a água escorre para uma bacia abaixo. Mais tarde (apesar da existência de inúmeras linhas de roteiro e personagens que poderiam ser invocados para evitar, incluindo a vela na janela, Brienne e Pod, o Peixe-Negro, Theon, e a própria Sansa) Sansa é brutalmente estuprada pelo homem com quem ela foi forçada a se casar.

As conexões não são difíceis de ver, e quando você as nota, o tema do episódio aparece. Sansa é a menininha, e também a audiência, a quem foi contada uma fábula por meia temporada (e mais) sobre seus recém descobertos poder e agência. Arya é Cogman, Weiss, e Benioff, nos contando a fábula para nos acalmar enquanto o horror é trazido a nós em um copo. A lição, como muitos apontaram, é a seguinte: A vida é injusta, o mundo está cheio de coisas horríveis, e às vezes os vilões vencem.

Muito obrigado por essa profunda observação, Game of Thrones. Aqui reside a mais profunda falha deste episódio. Depois de quatro temporadas e meia, ele não tem nada de novo a dizer. Ele não mais sabe como contar histórias que desafiem tanto os personagens envolvidos quanto os espectadores. Ele só sabe como nos chocar, nos fazer engasgar e protestar e inserir #GameOfThrones nos nossos posts no Twitter. E está confortável em fazê-lo, porque sempre pode se apoiar em “se você achou que isso tem um final feliz, você não está prestando atenção.”

Uma cena de estupro pode significar alguma coisa. Pode dizer algo profundo. Pode nos fazer pensar. Esta cena de estupro, apesar  do fato de que foi tanto desnecessária quanto indesejável, poderia ter feito qualquer dessas coisas, se quisesse. O quanto Bryan Cogman teria mais credibilidade em sua defesa natimorta deste episódio se (por exemplo) a câmera tivesse permanecido só na face de Sansa, forçando Sophie Turner a nos mostrar o que acontece quando uma garota que já perdeu tudo é vitimizada mais uma vez? Teria sido horrível, mas teria havido um propósito. Poderia ter tido algo interessante a dizer. Ao invés disso, Game of Thrones tomou o caminho covarde. Não quer nos fazer pensar sobre estupro. Simplesmente acha que estupro é provocante e conveniente. É por isso que essa cena foi absolutamente, totalmente inescusável.

E agora, algumas notas sobre o resto do episódio.

O arco de Arya foi bastante bom esta semana, mas talvez eu esteja apenas agradecido que o script finalmente conseguiu colocar uma história razoável de “personagem principal passa em um teste” depois de várias falhas. Eu gostei da ênfase no jogo das faces, particularmente a parte em que Jaqen sabe que a Arya está mentindo mesmo que ela mesma não saiba. O salão cheio de faces foi impressionante, também. Trabalho sólido, no geral, mas é claro, Maisie Williams tem sido a MVP dessa série já há algumas temporadas.

A continuação das aventuras de Jorah e Tyrion foi boa a princípio, particularmente a reação de Jorah à notícia de seu pai. Ótima performance de Iain Glen. Eu também estava gostando muito da linha de perguntas de Tyrion sobre o que acontece se Dany um dia ascender ao Trono de Ferro… até que foi abruptamente cortada por, de todas as coisas, um ataque de escravagistas. Isso porque escravagistas não viajam para Valíria, hein? Agora está claro que o atalho da semana passada pelo Mar Fumegante era basicamente só uma razão para dar escamagris a Jorah antes que a dupla fosse desajeitadamente redirecionada, o que é desapontante. Tyrion se salvando com sua falação interminável foi divertido, mas o script fez um trabalho bem porco para fazê-lo crível. “O anão vive até que encontremos um mercador de paus” é uma ótima linha de diálogo, mas como uma racionalização real, deixa algo a desejar, como toda essa sucessão de eventos.

O retorno de Diana Rigg a Porto Real foi bem-vindo, mas os Tyrells como um todo pareceram muito facilmente manipulados neste episódio, até na excelente cena entre Rigg e Lena Headey. É completamente possível, até plausível, que a expressão na cara de Lady Olenna no final daquela conversa fosse menos “Estou derrotada” e mais “Eu vou tentar parar de ser razoável com você agora, mulher louca”, mas ainda fica por saber como a série vai lidar com a queda de Cersei, isso assumindo que ela vá cair. Além disso, toda a “santa inquisição” se provou mais um exemplo da temporada 5 reciclando histórias da temporada passada. Primeiro a narrativa “Robb vs. Lord Karstark” foi transportada para Mereeen, e agora o Episódio 6 inclui uma re-contagem do julgamento de Tyrion, com Sor Loras como Tyrion e Olyvar como Shae. Se eles estão satisfeitos em simplesmente recontar a Temporada 4, posso simplesmente aplicar meu mantra sobre a Temporada 4 ao arco do Alto Pardal em geral e chamá-lo Corrido e Preguiçoso?

E isso sem nem mencionar Cersei e Mindinho, que deve ser a cena mais burra em que eu já vi Aidan Gillen tentar miseravelmente atuar. Eu tentaria desembrulhar toda a merda idiota empacotada nessa cena, mas francamente, eu não tenho nem o interesse nem a paciência necessárias para fazê-lo. Foi estúpido. Continuando…

… para Dorne! Oh, Dorne. Como eu te odeio? Vamos contar. À parte de uma referência à “Mulher do Dornês”, essa sequência não tem qualidades que a redimam, e eu perdi as esperanças de que este plot vai render algo mais que frustração. Jaime e Bronn casualmente passeando Jardins de Água adentro, em plena luz do dia, para tentar convencer Myrcella a fugir com eles, foi risível. Ter as Serpentes de Areia então atacarem Myrcella nos Jardins de Água, em plena luz do dia, exatamente no mesmo momento, foi simplesmente triste. Essa também foi uma das piores cenas de luta que eu já vi em TV/filme, e eu não sou geralmente o cara que reclama de coreografia de lutas. Eu não conseguia dizer o que estava acontecendo, eu não sabia quem ninguém era… era como assistir Equilibrium como um show de marionetes. Felizmente nada disso importou, porque Areo Hotah apareceu e muito razoavelmente solicitou que todos parassem de tentar sequestrar Myrcella dos Jardins de Água em plena luz do dia. Boa, Sr. Hotah. Oh, e Bronn foi cortado logo no final, o que significa que ele provavelmente foi envenenado, a não ser que o “você luta bem para uma menininha” dele tenha sido um prelúdio para ele dormir com aquela Serpente de Areia em particular (eu não sei qual foi) e ser morto por ela de uma forma diferente. Hurra! Esse foi o tipo de diálogo e estrutura de história que eu esperaria de um vídeo de YouTube, não da HBO. Não fez sentido, e é claro, não teve nada a ver com os livros… mas Ramsay estuprar sua nova noiva em sua noite de casamento? Bem, tínhamos que ter aquilo. O casamento não teria feito sentido do contrário!

O que nos traz de volta aonde começamos. No geral, os produtores tiveram uma certa petulância em chamar esse episódio de “Unbowed, Unbent, Unbroken”. Game of Thrones é atualmente tão insubmisso, não-curvado e não quebrado quanto Sansa Stark. Porque mesmo que tenha havido coisas nesse episódio de que gostei, eu finalmente atingi o ponto em que não vale a pena. Eu não posso permanecer fã de um programa que claramente não tem nenhuma consideração nem por seu material fonte nem pela qualidade de sua escrita original, e certamente já cansei de dar o benefício da dúvida para uma equipe de criação que continuamente se aproveita de violência sensacionalística contra mulheres. Quando mudaram o casamento de Daenerys de consentimento duvidoso-mas-discutível para estupro explícito, eu voltei para a 2ª Temporada. Quando eles aleatoriamente mataram Ros em uma reviravolta exibicionista de erotismo homicida, eu voltei para a 4ª Temporada. Mesmo depois que Jaime estuprou Cersei em uma cena que não significou nada porque nunca mais foi mencionada, aqui estou, analisando a 5ª Temporada. E aqui estou, me envolvendo em mais condenação moral de mais uma retratação sem sentido de estupro e abuso. Se é isso que Game of Thrones pensa dos seus fãs, eu estou parando de ser um deles.

Vou terminar a 5ª Temporada porque eu tenho um compromisso com o Tower of the Hand, com meu colega revisor, Stefan Sasse, e o podcast UNspoiled! para falar sobre a 5ª Temporada em vários formatos. Eu também vou fazê-lo porque eu não quero deixar que Game of Thrones disponha de seus críticos tão facilmente. Mas esses serão meus quatro últimos episódios. Eu não estarei por aqui na 6ª Temporada.”

Comentários com críticas e ofensas vazias e/ou gratuitas são moderados.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • João

    Contém spoiler livros no meu comentário:

    Entendo toda a revolta com esta cena, em termos de desenvolvimento da Sansa, foi um retrocedo. Se a mantivessem “ingénua” até este episódio, a cena assentaria com mais lógica, agora depois de ela se tornar outra pessoa mais forte e determinada fazerem isto, foi um bocado wtf. xD

    No entanto, pode ser que com isto eles queiram-lhe dar “a gota final de ódio” para ela ficar de vez no lugar da Lady Stoneheart. Será que no próximo episódio teremos uma Sansa finalmente negra e “perigosa” (dentro do possível) e mais determinada a vingar?

    Espero que esta cena não tenha sido a 100% em vão, apesar de todo o “mal” que ela já representa por si só. Ao menos que a personagem sofra evolução depois disto, é o mínimo que se pede depois desta atrocidade, se bem que já se esperava isto a partir do momento em que se supôs que Sansa ficaria no lugar da Jeyne.

    Depois disto, é tempo de a Sansa começar a mostrar-se uma homenagem a todas as mulheres que a série brutalizou gratuitamente, e as vingue!

  • jean

    Como ele pode dizer que a cena não adiantou em nada a trama? Só saberemos isso com a conclusão do arco todo nos próximos episódios. Fora isso, bom texto, bom ponto, mantenho minha posição de que a cena é “leve” se comparada a tudo que a própria série e os livros apresentaram… Mas estou curioso para saber o que os produtores reservam para o futuro da personagem, que não é e nunca mais será a mesma dos livros.

  • pablomaz

    Jumped the shark bonito…

  • She-Ra

    Perfeito!

  • Melhor reler o texto. Ou ler né, não sei.

  • AP

    Acredito que o Jorah e o Tyrion já passaram pelo mar fumegante, tanto que o Jorah fala que eles ja deviam ter encontrado alguma aldeia por ali.
    Concordo que o episódio foi realmente um lixo, mas ficar soltando as patas em qualquer cena que faltou um pouco de lógica é um pouco exagerado, até os livros tem seus erros

  • Danilo Ribeiro

    “As conexões não são difíceis de ver, e quando você as nota, o tema do episódio aparece. Sansa é a menininha, e também a audiência, a quem foi contada uma fábula por meia temporada (e mais) sobre seus recém descobertos poder e agência. Arya é Cogman, Weiss, e Benioff, nos contando a fábula para nos acalmar enquanto o horror é trazido a nós em um copo. A lição, como muitos apontaram, é a seguinte: A vida é injusta, o mundo está cheio de coisas horríveis, e às vezes os vilões vencem.”

    Muito interessante esse ponto de vista! Muito bem feita a análise.

    Porém, se a história se desenrolar dessa forma como Miles Schneiderman mostra, realmente será muito frustrante e confirmará o fato de que os roteiristas não conseguirão sustentar a complexidade da trama de Martin, já que não terão os livros para se fundamentarem…

  • Leo Guedes

    Agora consigo ver um pouco mais da visão desagradável da cena de Sansa. Até então só via como Sansa/Jeane poole, mas vejo que tem mais profundidade na cena e que somente uma troca de papeis. Mas em breve teremos as consequências dessa cena tanto para a série quanto para para a polemica HBO.

  • luanna

    Por que qualquer outra historia poderia ser desenvolvida pra fazer a Sansa aprender a “jogar o jogo dos tronos”, mas como muitas outras vezes na série, eles recorrem a esse modo como se fosse algo pra ajudar a menina a amadurecer.

  • Leo Guedes

    Ecoou suas palavras …

  • Augusto Elles

    Pra mim ele só condenou a cena, e como se a série tivesse acabado ali. Não vi em nenhum momento ele citando a frase do Ramsay: “Você a conhece desde quando ela era um menina, agora assista ela se transformar em mulher!” Não poderia essa frase revelar o que está guardado pra ela? Se pararmos para analisar ela tá sendo manipulada o tempo todo! Não é trocar de roupa e pintar o cabelo que a fará uma jogadora.
    Como disse Lenin: “Um passo pra trás para dar dois passos para frente”. Essa frase se encaixa perfeitamente no caso da Sansa: vinha sempre sendo manipulada, agora ele retrocedeu um pouco mais pra começar a dar dois passos à frente.

  • Eduardo Fernandes

    Do jeito que são xaropes, após todas essas humilhações que a personagem sofreu é capaz de eles eliminarem ela da série.
    Eu espero que não, mas pode-se esperar qualquer coisa desses caras que escrevem a série, aí vai ser o fim mesmo!!!!!
    Não gosto do Stannis, mas eu quero ver aquele bastardo de m…….. e o traidor do pai dele vão inferno no fim dessa temporada. Na torcida aqui!!!! Ou quem sabe a Brienne dá um jeito!!!!
    Pior que é capaz deles eliminarem alguém do núcleo do Stannis e deixar o psicopata vivo!!!!!
    Quanto ao 6º episódio eu achei uma m………, mas é inegável que o Alfie Allen e o Iwan Rheon são ótimos atores, os dois convencem mesmo como um trapo de homem que foi açoitado e um completo psicopata.
    Mas atuação é uma coisa e roteiro péssimo é outra.
    Pra finalizar, serpentes de areia pareciam membros dos Power Rangers ou dos Changemans. Que lixo!!!
    Só salvou o Tyrion e a Arya nesse episódio!!!!

  • joao pedro

    95% dessa analise é sobre o ocorrido com Sansa e só outros 5 % do restante do episodio…

  • luanna

    Maravilhosa a resenha indicada no texto, uma opinião bem válida que acho que as pessoas aqui deveriam ver.

    “Ainda pior do que a idéia de Sansa precisar disso para motivá-la para a vingança é a noção de que foi necessário Theon vê-la sendo estuprada, para dar fim a submissão dele ao Ramsey. A última coisa que precisávamos era ter uma poderosa jovem mulher abatida para que um personagem masculino para encontrar a redenção . Não obrigado.”

    E o argumento “isso tinha nos livros e era ainda pior”, não é válido visto que eles cortaram muitas outras coisas, que eram realmente importantes pra a trama

  • Don Ramon

    Gostei muito dos apontamentos sobre Dorne – tá preguiçoso, tá preguiçoso – e concordo demais com praticamente tudo. Jorah e Tyrion juntos é algo interessante de ver, os melhores atores do elenco fixo, e eles não decepcionam. Não vou reclamar dos piratas, achei a cena engraçada e tal (absurda, né).

    É um fato que D&D fizeram da Sansa um mero ripoff de seu arco em porto real para além das polêmicas que eu já cansei de ler ou opinar. Estamos vendo fillers e são fillers ruins, pouco criativos, banais, apelação. Eles não precisam ter a habilidade do George R.R. Martin, mas eles também não estão mantendo o nível com o próprio material da série.

    Apesar de tudo eu continuo animado com a série e com as possibilidades de seu afastamento dos livros. Muita coisa original bacana na Muralha, Braavos… Continuo minha vigília.

  • Francisco Marins Junior

    Prezada equipe de Game Of Thrones BR;

    Não irei aqui expressar a minha opinião sobre a polêmica cena envolvendo Sansa Stark, pois já fiz isso no post apropriado.

    O MEU OBJETIVO É AGRADECER VOCÊS POR MANTEREM UM SITE TÃO LEGAL COMO ESSE.

    Podem ter certeza que não existe nenhum site brasileiro de tamanha qualidade que fala sobre o universo criado por Martin.

    Assim como o Felipe Bini, o meu primeiro contato com esta magnífica obra foi através do seriado da HBO. Fiquei tão fascinado que comecei a pesquisar mais sobre as Crônicas de Gelo e Fogo e comprei os livros. No meio do caminho, descobrir este site, que tinha tudo que eu precisava saber sobre a série e os livros.

    Apesar de acompanhar o site há quatro anos, só comecei a comentar os posts nesta temporada, pois só terminei de ler todos os livros no final de fevereiro. Dessa maneira, sentir que poderia expor melhor as minhas impressões sobre os episódios e debater com os demais fãs.

    PROVAVELMENTE GAME OF THRONES NÃO SERIA TÃO POPULAR NO BRASIL SE NÃO FOSSE A DEDICAÇÃO E O ESFORÇO DE VOCÊS.

    Dito isto, gostaria de dizer que tenho uma visão diferente da equipe de GameOfThronesBR em relação ao seriado. Temporada após temporada, senti que vocês ficaram cada vez mais incomodados com as adaptações que os produtores estavam fazendo dos livros e começaram a expressar os seus descontentamentos no site (com todo direito é claro!). Entretanto, por fazerem isto, entraram em divergências com vários internautas que os acompanham.

    Debater posições diferentes é normal em uma democracia, desde que se mantenha o respeito. Se olharem o meu histórico, irão notar que as minhas divergências sempre foram feitas respeitando as demais opiniões e sem difamar ninguém. Agora estou com receio devido aos últimos acontecimentos, pois o acirramento envolvendo a cena de Sansa geraram debates calorosos, e até ofensas pessoais.

    Espero que a equipe não mude de postura e comece a bloquear os comentários divergentes da posição do site.

    Ah, quase ia esquecendo! Queria lamentar a atitude de Lidiane – ao desistir de escrever críticas em relação ao seriado – pois embora eu discordasse de algumas críticas dela, sempre respeitei as suas opiniões. Mas entendo que ela esteja sendo coerente com os seus princípios e com seu inconformismo em relação as adaptações do seriado. Só não queria que ela ficasse com a impressão de que a maioria das pessoas só sabem criticar e atacar a equipe do site. Ao contrário do que ela
    escreveu, a maioria gosta e respeita o trabalho de vocês, e só uma minoria (que não chega a 5%) escrevem bobagem.

    Então não desanimem e continuem com este extraordinário trabalho!

  • jean

    Se for só isso vou ficar muito desapontado Luanna. Minha esperança é que o ódio adquirido com o trauma faça a Sansa se “tornar” a Coração de Pedra de alguma forma, porque senão não vai ter muito sentido tudo isso…

  • Excelente crítica esta. Gostei tanto que irei acompanhar a pessoa que escreveu. Concordo quase integralmente com ela. Obrigado, pessoal do site, pela tradução. Vcs tem um empenho que deve ser reconhecido. Estão em uma posição muito difícil tendo que lidar com muitas críticas e eu tenho certeza que muitos comentários estão sendo censurados. Há muita gente grosseira e intolerante. Pessoas que não sabem se expressar sem soar rudes. É difícil. Isso quanto não partem para os insultos.

    Voltando à resenha, achei muito interessante que muitos pontos que o autor apontou eu descrevi no meu comentário (http://www.gameofthronesbr.com/2015/05/comentarios-do-episodio-5-06-unbowed-unbent-unbroken-com-spoilers.html#comment-2032960737). E muitos pontos vcs dos site também comentaram estes aspectos. Isto indica que eu, vcs, muita gente nos comentários e este autor não estamos sendo meramente chatos, puristas, irritadinhos, que não sabemos separar a obra original da série…. há algo errado ocorrendo, muito errado aliás.

    Parabenizo mais uma vez a equipe do site!

  • Gota d’água? A moça foi quase violentada em KL, apanhou de Merryn Trant, casou-se com Tyrion, foi acusada de regicídio, saiu fugida de KL, testemunhou a morte do pai…. para que mais? Para quem estuprá-la? Para que retroceder uma personagem que foi tão destruída e recosntruída para destruí-la de novo? Para mim não tem lógica alguma. E não se pode dizer que isto tornará a personagem mais forte! Acho que ninguém falaria “fui estuprada, mas isto foi bom. Tornou-me alguém mais forte”.

    Sansa como Stone Heart seria ainda mais sem sentido. Os livros indicam que ela terá papel importante na Guerra dos Tronos. StoneHEart é um personagem legal, mas secundário e existe apenas pela vingança. É a personificação da vingança, não é uma pessoa em si mais.

  • Um excelente comentário aqui. Vc foi coerente e mostrou o quanto sabe discutir de maneira civilizada mesmo discordando do ponto de vista do pessoal do site! Seria tão bom se as pessoas conseguissem argumentar e mostrar seu ponto de vista como vc. Parabéns!

  • SergioFVS

    Assino embaixo de cada argumento!
    Conseguiu expressar tudo e mais um pouco do que senti ao assistir esse episódio e os anteriores. Pra mim GoT só até o episódio 10 dessa temporada. Nunca me decepcionei tanto com uma adaptação quanto esta.

  • Jon, Targaryen Prince

    Acho complicado quando uma das críticas que se fazem ao que aconteceu basicamente é: “essa cena é importante e acontece de forma muito mais brutal nos livros, sim, mas não tinha que estar na série.”

    Passa longe de qualquer bom-senso e, sinceramente, enfraquece o texto como um todo.

    Reclamei e reclamo dos rumos que deram a Sansa na temporada, mas é estúpido pesar o que acontece no livro e o que acontece na série com medidas diferentes.

  • Leandro Abreu

    E a audiência segue despencando. Foi a menor da temporada, e mais baixa do que todos da quarta. Merecidamente! Cagaram feio esse ano…
    Fonte: http://en.m.wikipedia.org/wiki/Game_of_Thrones

  • Daenerys Misândrica

    Mais uma critica excelente.

  • Leandro Abreu

    Discordo. O argumento é válido: da mesma forma que os realizadores optaram por excluir Lady Stoneheart e o arco dos Greyjoy; por matar Jojen Reed e Sor Barristan; e por inúmeras outras mudanças em relação ao livro, eles poderiam facilmente retirar essa cena da série. Não é questão de dar pesos diferentes: é questão de escolhas infelizes na adaptação – que nesse caso, prejudicou de fato o desenvolvimento da personagem Sansa.

  • Aí vão jogar a culpa no George pela falta de material fonte hahahahahahahahaha

  • Jon, Targaryen Prince

    Discordo da sua discordância.

    O acontecimento tem grande importância para o arco do Theon. Aconteceria, se não com a Sansa, com Jeyne Poole ou qualquer outra garota nortenha se passando pela herdeira de Winterfell.

    E como eu já disse e não me importo em repetir: DETESTEI que tenha acontecido com a Sansa, que deveria estar em uma jornada completamente diferente.

    E sim, é pesar o mesmo peso com medidas diferentes. Friso essa parte pelo motivo de, por alguma razão, considerarem a série misógina por algumas cenas reproduzias das crônicas (a barbárie na fortaleza do Craster ou a Dany sendo repetidamente abusada pelo Drogo), Além de ser um tanto arbitrário considerar que, se a série não omitir uma cena forte de abuso dos livros, então é sobre ela que o criticismo deve cair, e não sobre o material original.

    Pau que dá em Chico…

  • Balacobaco

    Apesar do roteiro não está tão legal nestas duas últimas temporadas, a audiência está caindo depois da morte do Barristan. Pelo visto não foi só eu que não aceitei isso hahahahahaha

  • Dalton Cleber

    Baseando-se na parte que ele comenta que não precisava mostrar mais um estupro na série:

    “Nem a prevalência de valores medievais em uma ambientação fictícia (isto é, consentimento implícito para consumação do casamento) nega o fato de que estamos assistindo a uma série de TV, no mundo real, no ano de 2015. A definição relevante de consentimento aqui é a sustentada pela audiência, não pelos personagens. Uma cena de estupro foi filmada; uma cena de estupro foi televisionada. Fim de papo.”

    Eu gostaria de deixar uma pergunta pra debatermos: Depois que colocaram a Sansa pra casar com o Ramsay (estuprador, esfolador, psicopata), e o Mindinho deixa a Sansa sozinha em Winterfell, o que poderiam ter feito? não mostrar a noite de núpcias? Sansa embebedar Ramsay, como Cersei fazia com Robert? Ramsay tratar Sansa como uma lady?

    Eu não consigo chegar a uma resposta, até porque não aceitaríamos que eles pulassem a noite de nupcias de uma personagem como a Sansa.

  • Nay

    Melhor comentário que eu li até agora. Obrigado por ele!

  • Jumped the dornish shark.

  • Samir Saif Tomaz

    Os produtores exploram o tema do estupro demasiadamente e com certeza o resultado nāo sai como esperado.
    A cena deveria funcionar como reforço narrativo pra nāo nos esquecermos da psicopatia de Ramsay, do calvário que se tornou a tajetória de Theon e gente, o personagem de Alfie Allen merecia isso , e a preservação da formação do caráter de Sansa em dois personagens do livro, a impostora de Arya Stark e Lady Stonehearth.
    Só que o apelo e impacto visual nas telas constrange, revolta e nos faz esquecer o porque nâo assistmos o corpo de Catelyn ser jogado nú no rio depois de sua garganta cortada ou coisas piores que podemos nos deparar pela estada do Rei.
    Mas no geral o episódio foi muito fraco, o núcleo de Dorne tornou-se uma galhofa. A cena da acariação de Loras em Porto Real foi feita de maneira preguiçosa e mal escrita e mais uma vez Peter Dinklage é um dos poucos pontos fortes do episódio trazendo a tona um diálogo belíssimo e todo inspirado. E olha que Tyrion tá todo zuado. Só sinto falta da Merreca.
    O fato é que pouco sabemos de Sansa nos Ventos de Inverno, e aquela Sansa que trazia consigo um sonho de castelos e príncipes encantados morreu. O que veremos em seu lugar é Lady Sansa Bolton, senhora de Winterfell.
    Como tantas coisas que George mata em suas crônicas, e nāo adianta dizermos que essa nāo é a Sansa dos livros(tudo bem, pode até nāo ser) porque vejo nesse último e irregular episódio várias personagens que volta e meia tem destinos semelhantes.
    Não sou a favor da cena do estupro, como nāo sou a favor da morte de Ned, da Igritte, Cat, Robb, Oberyn e da vergonha que suas filhas o estariam fazendo passar. Nāo sou a favor do caos que se tornou Porto Real e como os selvagens estão encurralados.
    Mas não vou fingir que Westeros nāo é assim, que o fantasma do estupro sempre perseguiu Sansa como persegue Brienne, Arya, Cersei e tantas outras personagens da saga nesse mundo devastado por essa guerra interminável em busca de um único trono. E nāo podemos esquecer que é HBO.
    Quando soube da possível cena na pré-produção optei esperar que Lady Sansa poderá superar tudo isso, reestabelecer o legado da casa Stark se reerguendo fria como gelo e inabalável como a muralha do Norte. Porque ele se lembra.

  • Alice

    tão leve quanto um soco no estômago…

  • Alice

    Sem querer os produtores colocaram o alívio cômico (necessário por causa da cena final) no núcleo de Dorne. Ótima ideia!

    só que não..

  • Devanil Júnior

    Sim! Acompanho o site há bastante tempo e sempre elogiei o fenomenal trabalho que eles e elas fazem. É triste que venha se tornando um fardo e uma chateação.

    Aguentem pessoal. A série é apenas um momento das Crônicas. Muitas coisas virão depois dela. Filmes, talvez outras séries, além de dois fuckings livros imensos que vão render muita coisa foda. A série está quase acabando (se forem só 7 temporadas mesmo).

  • João

    Não sei se tens visto a mesma série que eu, mas ela passou pelo que passou e mesmo assim não tem mostrado o mínimo de interesse em se vingar, tudo bem que ela não possa fazer muito, mas pelo menos que seja mais ativa no que diz respeito a vingança.

    E ninguém está a dizer que ela vai ser a Lady Stoneheart, apenas que o que a LS faz nos livros ela pode, em parte, fazer na série, que é vingar.

    Não não é um estrupo que a fortalece, mas é um estrupo que a pode fazer ganhar ainda mais ódio e nojo do que aquele que ela já sentia contra os Bolton. E fazer com que ela se mexa e deixe de ser o peão que tem sido até aqui.

  • Carleo

    “Eu não posso permanecer fã de um programa que claramente não tem nenhuma
    consideração nem por seu material fonte nem pela qualidade de sua
    escrita original, e certamente já cansei de dar o benefício da dúvida
    para uma equipe de criação que continuamente se aproveita de violência
    sensacionalística contra mulheres”

  • Adriano

    Tem que cair mais… Com o número de pessoas que largaram a série após este fatídico episódio (no meu circulo de amizades conheço duas) a tendencia é cair mais e mais.
    Este episódio 6 eu acho que vai ser o divisor de águas… o episódio que fez com que GoT deixasse de se rum ícone pra ser mais do mesmo.
    Nos surpreenda D&D… mas faça isto de maneira positiva…

  • pablomaz

    Só não sei quem tá pilotando a lacha, quem tá no jet ski

  • Tiago Lemos

    Este artigo está perfeito!
    Moderadores, criadores e colaboradores do site, não deixem de escrever como anunciado por alguns de vocês, não sejam vencidos por essa MERDA que foi feita.
    Algumas pessoas não entenderam ainda que embora tenha sido uma cena deplorável, chocante, o que é “normal” para GoT, desta vez foi totalmente fora de contexto e desnecessária, uma vez que destruíram uma personagem para amadurecê-la durante 4 temporadas a troco de nada! O que aconteceu não somou em nada para qualquer futuro evento, tudo que possa vir a acontecer já seria plausível sem o último ocorrido, a não ser que não tivesse acontecido nenhuma das torturas das últimas temporadas, o que tornaria, mesmo que deplorável, dentro do contexto de construção da personagem (ah, mas no livro é pior, ok, mas no livro nem é a Sansa, não que importe com quem aconteceu, mas no contexto da personagem e seu desenvolvimento sim, se mudaram o arco dela, por que manter isso?).
    INFELIZMENTE não conseguirei deixar de acompanhar a série.

  • Vítor Hugo Guariento

    E mais uma cena polêmica que de nada acrescenta na narrativa! Ótima análise, digamos que concordo com 95% de tudo que ele falou. Em relação a Sansa, existe até uma discrepância no episodio. Quando Myranda vai dar banho nela e tenta assustar, ela dá uma resposta que se mostra como uma pessoa firme, e depois, ao após o Casamento, ela simplesmente chora e grita, numa cena que não apareceu, mas que por si só era pesada e repetindo novamente, violência sem sentido e gratuita.
    Mais também prefiro falar sobre Dorne, que enredo decepcionante é esse por lá? Dorne tá horrível, péssimo, tedioso. As Serpentes de Areia invadindo os Jardins de Água a LUZ DO DIA para sequestrar a Myrcella? Jaime, um Lannister, entra sem problema nenhum, só faltava falar “Oi Príncipe Doran, vou pegar a Myrcella aqui e já volto pra casa tá?” Game of Thrones sabe fazer cenas de luta, mas aquela beirou ao ridículo. Mudaram também todo o contexto da prisão de Margaery “ah, você viu, vai ser presa também”. Tinha argumentos melhores HBO, ainda mais vindo de Margaery… Enfim, infelizmente, acho eu, a série não está mais tão legal. O problema não é alterar tudo, é uma adaptação como todos dizem, mas você tem uma fonte para usar. O problema é quando você muda radicalmente esta fonte, como é o Caso por exemplo de cortar Arianne que até agora não engulo. Assim, você não tá fazendo a série, e sim um spin-off, um fan fic sei lá… Menos a série…

  • GutoTricolor

    Correndo o risco de ser apedrejado aqui, vou dar minha opinião honesta sobre esse assunto.

    Pq só agora essa indignação?

    Como bem sabemos, várias mulheres na série já foram vítimas se estupro/sexo não consensual.
    Então pq só agora essas reações acaloradas? Pq foi com a Sansa?

    Tudo isso também acontece nos livros, então pq vcs não abandonaram a leitura do livro logo quando a Daenerys é forçada a casar e fazer sexo não consensual com o Drogo?

    Pq vcs assistem a série se sabem que esses acontecimentos que estão nos livros serão reproduzidas na tela?

    Não defendo estupro e abuso as mulheres, acho ótimo que as pessoas não aceitem e fiquem indignadas, isso mostra que são pessoas de bem que se importam com as outras. Tb não achei legal o que aconteceu com a Sansa, mas eu sabia que isso ia acontecer, e todos aqui sabiam.

    Mas tem muita gente aqui que está sendo hipócrita.

    Adoraram os livros, adoravam a série até o último domingo e só pq a violência aconteceu com a Sansa ficaram indignados. Se fosse a Jeyne Poole duvido que a reação seria essa!

    Então minha conclusão é que não foi o ato em si que causou essa indignação toda, mas sim pq foi com uma personagem central que todos torcem por ela.

    O Ramsey já caçou “literalmente” uma mulher e a matou a sangue frio, pq não teve essa
    indignação na época? Pq não foi estupro ou pq não foi uma personagem famosa? Caçar uma mulher com cães é menos pior ou mais aceitável que fazer sexo não consensual? Lembrando que nos livros cita que o Ramsey caça mulheres também!

    Pessoal, estamos falando de uma obra de ficção que todos que estão aqui adoram, conhecem seu conteúdo adulto e controverso e sabem que trata todo tipo de violência contra seres humanos (assassinato, tortura, mutilações e estupro).

    A série de TV explora mais isso que os livros? SIM! Mas a quantidade importa?
    Se nos livros acontece 3 estupros e na série 5, tem diferença pra vcs?
    Se nos livros tem 10 momentos de sexo gratuito e na série 20, tem diferença?

    Todos aqui tem a opção de assistir/ler, abandonar, criticar, elogiar, etc…

    Exerçam essa liberdade, mas não rotulem quem não concorda com a opinião de vcs, e se vc leu todos os livros e adorou, não seja hipócrita!

  • leandrosr

    Não sei Dalton. Que tal mostrar o Theon tomando uma atitude, a Sansa ameaçando o Ramsay ou simplesmente não colocar ela nessa situação toda que não vai servir pra nada?

  • Vaz

    Concordo plenamente e comentei exatamente isso em outro post. Tiraram tanta coisa, podiam ter tirado cenas de sexo de cota apelativa hollywoodiana.

  • Leandro Abreu

    “O acontecimento tem grande importância para o arco do Theon.”. Ok, pode ser. Mas Lady Stoneheart, não tem grande importância? E o arco dos Greyjoy? E Sor Barristan? O fato de um acontecimento ter grande importância nos livros nunca impediu os realizadores de os excluirem da série (nem entro aqui no mérito se as escolhas deles foram acertadas ou não).

    Portanto, não, o estupro não era necessário. Como o texto diz, existem milhões de maneiras da fazer o Theon se desenvolver, sem que fosse necessário usar deste artifício. E nesse caso, eles não apenas fizeram questão de manter, mas ainda escolheram usar a Sansa (erro duplo).

    De novo: não se trata de dar pesos diferentes, mas de escolhas. A misoginia na série não se dá pelo fato de se reproduzir as cenas das crônicas, mas pela maneira como isso é feito.

  • leandrosr

    Guto, olha só cara. Se você só percebeu a nossa indignação agora, ok. Mas estamos questionamento esse posicionamento da série há muito tempo, desde a primeira temporada se vc voltar a olhar nossas resenhas. A situação no livro é diferente e tem motivações diferentes e consequências diferentes (não, eu não acho que isso vá fortalecer ninguém), além de todo um andamento diferente pois vc está na cabeça de um personagem, e a série esquece isso o tempo todo. Todo mundo está reclamando desse cena, não só o nossos site. E tenho todo o direito, assim como vc e qualquer outro de me indignar a qualquer tempo, de dizer já chega, e não preciso me revoltar contra todos os aspectos vis da humanidade para poder falar de um. Não reclame de rótulos, se vc vai todos que leram os livros e gostaram de hipócritas.

  • leandrosr

    Bom argumento!

  • Eu jurava que não ia ocorrer porque a Sansa colocou Myranda em seu lugar. Quando chegou a cena com Ramsey e Theon eu pensei que ela pelo menos faria alguma ameaça ou acharia um jeito de fugir daquela situação. Mas não. Ela se submeteu, se curvou e foi quebrada pelos Bolton, revertendo completamente o lema dos Martell, título do episódio. O que ou é uma ironia de mal gosto ou apenas incoerência de enredo, o que é mais plausível.

    Theon podia ter feito algo. Podia ter afastado ramsey e fugido com Sansa ali. Nao seria incoerente, pois ele estaria vendo sua companheira de WInterfell, que ele ocnehce desde a infância em uma posição deprimente. E a livraria disso. Para mim estaria suficiente

  • Tiago Lemos

    Você tem razão em relação a importância da personagem trazer mais repercussão, porém, todos os acontecimentos tiveram fundamentos para construção de personagens, pelo menos a maioria deles, e esse não teve fundamento algum, foi o estopim! Se fosse a Jeyne Poole a reação não seria essa porque haveria um gancho para a redenção do Theon, sendo a Sansa, isso tornou-se desnecessário pela afinidade que eles já tiveram e uma oportunidade de salvar o resto de dignidade que ele possa ter.

  • GutoTricolor

    Concordo Leandro, todos tem direito de se indignar a qualquer momento.
    Mas na minha opinião, a série de TV não é tão diferente dos livros.
    Quem leu os livros, sabe que tem estupro, nudez, violência, contra homens e mulheres.
    Essa cena da Sansa tem nos livros, ainda pior, só não é com a Sansa.
    Não estou defendendo o ato, só dizendo que o conteúdo dos livros e da série é conhecido e muita gente não se incomodou com isso nos livros e agora está indignado pq aconteceu na série.
    Como eu disse no meu comentário… a quantidade importa?
    Eu acho que se acontecesse exatamente como nos livros (com a Jeyne Poole e não com a Sansa), não teria gerado tamanha indignação.
    Mas é minha opinião, posso estar enganado, lógico!
    E respeito todas opiniões, desde que respeitosas, assim como respeito o posicionamento do site. Só não concordo com todos argumentos que colocaram nos textos que publicaram sobre esse assunto.

  • Adriano

    A noite de núpcias poderia existir… mas não daquele jeito.
    A partir do momento que decidiram colocar Sansa em Winterfell eles deveriam ter mais cuidado com o roteiro. Ela não é Jeyne Poole. Algun ao vão dizer: Ah com Jeyne Poole pode, mas com Sansa não???
    Sansa ja tem plot dela…Ela não deveria ser usada como escada de ninguém e nem pra substituir ninguém. Jeyne Poole teve um objetivo claro que era a redenção de Theon. Isto nos livros.
    Agora ficou claro que na série o plot inteiro é pra mostrar a “redenção” de Theon… De mostrar ele tendo coragem de se libertar de Ramsay… Mas e Sansa..??? Onde fica a herdeira de Winterfell nisto tudo… Onde fica o crescimento da personagem… Ficou claro pra todos isto ai e ainda tem mais:
    – Esperaram uma atriz belíssima com um sex appeal gigante completar 18 anos pra mostra-lá em uma cena que iria gerar todo uma comoção.
    E ainda tem mais..ficou muito sem sentido ela dar um chega pra lá em Myranda e logo depois simplesmente abaixar a deixar Ramsay fazer o que quisesse e somente chorar.

  • leandrosr

    É um direito seu não concordar. Mas só peço que volte e leia o texto novamente, especialmente na ponto 4 e 5

  • Eu não concordo. Para mim foi um retrocesso e uma péssima escolha do enredo. Foi desnecessário, nem para ela, nem para o Theon. Se fosse para usar alguém, poderia ser a Myranda. Mas mesmo assim, nao seria necessário para mim

    A questão para mim não é vingança da Sansa. Vingança pela vingança para mim só com StoneHeart pq ela de fato vingança apenas. A Sasna eu iamgino que seja maior do que isso. Seja mais retomar o que foi dela e de sua família.

  • Mario Vinicius

    Talvez o estupro, e todas as atrocidades motivem ela ainda mais a se vingar.
    (Não defendendo o estupro e/ou violência contra mulheres)

    Não é possível que todo esses acontecimentos não tenham uma consequência na evolução da personagem.

  • Alias, eu vi 4 resenhas em inglês ontem a noite, de diferentes sites. Não tenha dúvidas que isto está ocorrendo apenas no site de vcs e no Brasil

  • concordo 100%

  • GutoTricolor

    Leandro, eu já tinha lido 2x ontem e reli agora.

    Acho que é o ponto de vista, a opinião de quem escreveu, não necessariamente uma verdade absoluta. Cabe interpretação, e a minha interpretação é diferente de quem escreveu.

    Meu ponto aqui não é concordar ou discordar do texto, eu expressei minha opinião, onde a idéia central é que muita gente está sendo hipócrita com relação a esta indignação geral que a cena da Sansa causou (indignação justificada, pois foi um estupro).

    Muita gente só se indignou pq foi com a Sansa.

    Muita gente leu os livros, achou o máximo, e agora se indignou pq a série mostrou a mesma coisa.

  • Wellington Schettini Junior

    Bom texto, sua perspectiva do episódio é interessante mas achei muito extremista, sim a cena da Sansa foi impactante, mas aquilo realmente não era sobre ela, como vc mesmo disse era sobre Theon ele era o foco e o fato de ser a Sansa Stark que estava ali gerou um impacto ainda maior, acho que eu penso diferente de muita gente e apesar de ter ficado chocado vejo a importância da cena, será a deixa para Theon se rebelar, ele viu o estupro de sua quase irmã sem fazer nada, agora é a hora de Theon mostrar a cara.

    Quanto a cena de Dorne, é o núcleo do livro que eu mais gosto e concordo em tudo que disse… cena de luta foi muito escrota mesmo, eu assisti umas 5 vezes pra conseguir entender quem lutava com quem e esperava mais das meninas mostrando suas habilidades. Acho que o que salvou a cena foi Aero Hotah, imponente com seu “machado” e desafiando o Jaime, se ele fosse inteiro… kkkkk

    Enfim… fico decepcionado em saber que de fato deixará de acompanhar a aclamada série, como tb fiquei triste quando li o texto da Lidiane dizendo isso, pq acompanho tudo que postam e fico admirado pelo trabalho que oferecem a este entretenimento tão glorioso. Que vivem cenas ruins e boas, mas que se formos tão extremistas em todos os aspectos começaremos a deixar de acompanhar muita coisa interessante. Vcs farão falta com suas perspectivas.

    E só mais um adendo a parte da Sansa, não consigo concordar com a teoria de os produtores da série só esculhambam as mulheres. Temos mulheres fortes na série tb, e as cenas de “esculhambação” das mulheres não estão tão diferentes do livro (tirando Ross). Dany foi estuprada no livro e na série identicamente, Cersei teve aquela cena com seu irmão e achei bem parecidas na série e no livro e Sansa foi Jeyne Poole e sofreu até menos que a coadjuvante.

  • Luiz Augusto Dias

    Galera é apenas uma obra de ficção. Eu também não concordo com muita coisa que colocam na série, mas continuo assistindo, embora prefira os livros. E na boa a cena nem foi tão forte assim.. a série tem cenas bem mais chocantes que essa.

  • GutoTricolor

    Pode ser Tiago, mas os produtores optaram por mostrar o que acontece nos livros, mas com um personagem central. Certos ou errados, eles foram fiéis a obra que estão adaptando. “Ah, mas em outros momentos eles mudaram as coisas que acontecem nos livros”. Sim, mudaram, mas dessa vez não, e ainda pioraram, colocando uma personagem central, mas o estupro em si estava lá nos livros.

    Não achei a cena gratuita, acho que vai ter consequências, para Sansa, para o Theon e para o Ramsey. Não acho que foi feito só pra chocar, vai mudar os personagens, pra melhor ou pra pior, não sei, só assistindo pra ter certeza.

  • leandrosr

    Trisitemente, não tem.

  • O pior é que “des-evoluíram” ela para evoluir de novo. Foi uma péssima decisão. Infeliz para Theon e para Sansa como personagens

  • João

    Não teria porque a jeyne também não teria o “crescimento” que a Sansa já teve e esse crescimento da personagem importa para a história. Mas eu só acho que também se devia esperar pelo menos mais um episódio para sermos mais conclusivos nas opiniões, afinal o episódio acabou a meio da cena.

  • Daniela Cardoso

    Ai gente… concordo que as cenas de Dorne foram patéticas, concordo que tá tudo muuito diferente, e concordo que a cena do estupro da sansa foi dura de ver. Mas para que fosse a Jeyne Poole, olha todos os outros arcos que deveriam estar mais trabalhados… mance raider e esposas de lança, todas as casas do norte que estão com os boltons aguardando o stanis, sir davos em porto branco, lady stoneheart, e mais tudo o que ainda não sabemos que vai acontecer em winterfell do livro 6. Um pouco de paciência fãs dos livros, como eu, pq é outra forma de arte e outra forma de expressão. Que existem coisas gratuitas na série, sim existem, só para chocar… mas é praticamente impossível transpor tudo dos livros para a série… provavelmente ficaria massante, e estaríamos reclamando que o ritmo não é bom, que não está nada explicado direito e somente os fãs dos livros veriam a série. não esqueçam de que a série atinge um outro patamar de quantidade de pessoas. então vou continuar assistindo a série, com o olhar crítico de quem consegue entender a profundidade de um livro e a superficialidade de uma produção televisiva.

  • GutoTricolor

    Tb acho, as consequências dessa cena ainda estão por vir, tanto para Sansa, como para o Theon e Ramsey.

  • GutoTricolor

    Esse crescimento da Sansa realmente estava acontecendo, mas não significa que nada de mal aconteceria com ela só pq ela estava tomando as rédeas de sua vida e começando a manipular as coisas. Isso é uma EXPECTATIVA que criamos “ah, agora finalmente a Sansa vai botar pra quebrar”, assim como tinhamos a EXPECTATIVA que o Robb Stark ia ganhar a guerra. Expectativas são frustradas a todo momento, ainda mais em GOT, e essa foi mais uma, não quer dizer que esse ato vai destruir toda evolução que a Sansa teve nos últimos eps, vamos aguardar os próximos episódios, a coisa pode melhorar, ou piorar, lembrem que em GOT nenhum personagem está salvo.

  • GutoTricolor

    Concordo com tudo Wellington!

  • Rafael

    Cara, se você analisar cena por cena sem ligar elas realmente não tem nada de mais nisso, mas quando você junta os pontos você vê o problema no que fizeram.

    A questão levantada é que, essa cena não acompanha a narrativa da Sansa, temporada passada ela estava mudando de um peão para jogadora, e aí eles vitimizam ela de uma forma escrota, não tem como você misturar historias de Sansa e Jeyne Poole igualzinho aos livros, por questões da narrativa da personagem, é simples.

    A conclusão que chego é que a ideia dos produtores é apenas chocar por chocar e isso é medíocre, vulgar, preguiçoso e desleixado. Todas as cenas que Martin descreve existe um motivo, de enredo e narrativo, ele não matou Ned Stark porque era chocante, ele o matou porque era necessário para a historia que eles estava contando.

    Alias Sansa, não está nem no TOP 20 das personagens que mais gosto, então não é uma defesa por gostar dela.

  • Gabriela Montenegro

    Eu não conheço ninguém que tenha achado “o máximo” o que houve com Jeyne Poole, e se realmente existir alguém assim, não faço questão de conhecer porque essa pessoa realmente tem algum problema. Enfim, acho que chega desse papo pode com Jeyne e não pode com Sansa, essa não é e nunca foi a questão, teria sido horrível com Jeyne também, só que isso realmente aconteceu com Jeyne e nunca com Sansa, o problema é a desnecessidade de incluir isso no seriado.

  • Rafael

    Pior é que essa cena da Sansa foi tão escrotamente mal feita que se esquece da outra coisa escrotamente mal feita desse episódio e talvez da temporada, as Serpentes da Areia. Serio, talvez essa seja a coisa mais mal feita de toda temporada, “vamos matar a menina e vamos causar uma guerra porque a gente quer vingança”, e ai as super fodonas serpentes da areia invadem um castelo de dia, enfrentam dois caras, sendo um deles maneta, 3 contra 2 e ainda tem dificuldades!! Mas não é só isso, tudo em Dorne fede, tiraram a Arianne para o que exatamente? Colocar o enredo mais irracional já feito? O texto é ruim as cenas são ruins, o que me parece é que toda vez que os produtores tem que improvisar e sair um pouco dos livros, eles criam essas mediocridades.

  • Gabrielle

    Bem, gostei muito do posicionamento. Ele tornou expressável o que eu andava pensando sobre o episódio…
    Mas, gostaria apenas de reforçar uma ponto: a insistência no horror. Entendam, isso funciona bem no Martin, mas ficar só nisso é tornar o inesperado, esperado. O que quero dizer é que a aposta em “tudo isso não é fantasia e coisas ruins vão sempre acontecer” acaba tornando o que era um recurso realista apenas uma insistência constante. Além disso, como frisado aí em cima, Sansa tinha uma narrativa que não admite um retorno tão pífio. Ela podia ter posta a vela na janela – até a minha mãe disse que foi a primeira coisa em que pensou. Ou ter partido para “a cortesia é a armadura de uma dama”. Sei lá, o embebedasse, que fosse!
    Maaaaas, talvez (só talvez) essa cena da Sansa tenha uma motivação e, a única que admito como recurso narrativo, é que isso torne o ponto de viragem para ela. Ou seja, que ela se torne um anjo vingador – ou demônio – e planeje uma GRANDE, ALUCINANTE E ESFUZIANTE vingança.
    E eles terem focado no Theon tenha sido um erro ou apenas para mostrar que, agora, ele vai realmente colaborar com um Stark, para mostrar o quão longe a traição dele chegou…

  • Paloma R F

    Estou vendo muita gente falar que a Sansa vai ficar mais forte por causa do estupro, olha eu não conheço ninguém que foi estuprada e ficou mais forte ou vingativa por causa disso; fora que a personagem tende a sofrer mais atrocidades ainda nas mãos do Ramsay. O problema todo foi que quando Sansa tá começando a ter um pouco de autoconfiança fazem essa monstruosidade com ela, simplesmente pra chocar.
    Eu sinto como se as mulheres em GOT estão ali só pra serem estupradas. Eu li num texto aqui mesmo no site que coitada da Maisie quando fizer 18 anos, capaz de criarem algum plot sem sentido justamente pra fazerem o mesmo, e é verdade.
    Me passou agora que talvez o motivo de terem envelhecido a Myrcella também seja esse.
    Do jeito que a série tá caminhando é bem capaz de até a Olenna Tyrell não estar imune das garras dos roteiristas.

  • “Não não é um estrupo que a fortalece, mas é um estrupo que a pode fazer ganhar ainda mais ódio e nojo do que aquele que ela já sentia contra os Bolton. E fazer com que ela se mexa e deixe de ser o peão que tem sido até aqui.”
    E o que é isso que foi descrito na última frase se não justamente fortalecer? Você concorda com a lógica, simplesmente não quer admitir ou não percebeu.

  • Joana D’arc

    É impossível não sentir-se representada com um texto desse. Uma reflexão magnífica e não posso nem ao menos destacar os pontos mais importantes, pq TODOS o são. Parabéns a Miles por essa opinião de tamanha importância e obrigada Felipe Bini por traduzir pra gente.

  • Márcia Neves

    Desde que colocaram a Sansa no lugar da Jeyne eu já previa que ela seria estuprada – para mim era até lógico. Fiquei curiosa para ver se eles fariam “mesma” cena. Embora também tenha ficado indignada – até o exato momento eu ainda achava que ia acontecer alguma coisa impedindo………… Agora estou curiosa para ver a sequência de tudo isso, para ver como a série vai sair dessa salada de personagens que ela mesmo fez..

  • Engraçado que não teve problema nenhum em inserir uma personagem Myranda como namoradinha do Ramsay. Por que não poderia ser ela a noiva? E Brienne e Podrick fazendo o papel de Mance e spearwives? Essa é só UMA sugestão. Existiam inúmeras alternativas para resolver essa questão.

  • hahahahahahahahahahahahaha

  • Em nome de priorizar o crescimento e desenvolvimento de Theon, se destrói e se joga no poço de degradação e humilhação uma personagem que não sofreu esse destino nos livros, como se a caracterização dela e seu significado próprio fossem irrelevantes. No contexto original, Jeyne, uma secundária ou terciária, já é uma pessoa humilhada e degradada quando ocorre a cena e se torna ainda mais depois do abuso de Ramsay, completamente quebrada. A escolha do autor para Sansa, pelo contrário, foi outra (mesmo ele tendo tido inúmeras oportunidades de tê-la estuprada com Sandor, Tyrion ou Petyr, para dar alguns exemplos). Ele deliberadamente NÃO QUIS que ela fosse estuprada.

    O que você parece não perceber e por isso incorre no mesmo erro dos produtores e engole a ideia deles tranquilamente é que a personagem Sansa é dotada de importância e significados próprios, quiçá maiores do que os do Theon. Mas eles são jogados para o segundo plano para justificar o crescimento DELE.

    Isso já está claro no texto na verdade, não acho nem que houvesse necessidade de reexplicar. Talvez caiba reler com mais atenção, afinal também está claro que o texto não é de minha autora e eu só fiz reproduzir e traduzir a resenha do ghostlovesinger e mesmo assim aparentemente acredita que fui eu quem escrevi.

  • Carol BB

    Concordo com tudo que o texto diz. Realmente é uma pena ver tanto dinheiro e potencial, e uma bela obra, serem tão desperdiçados nessa série.

    É triste ver um universo que amamos, porque somos enormes fãs das cronicas de GRRM, ser adaptado dessa forma mal feita e preguiçosa.

    Porém, paro por ai.
    É uma obra de ficção, e eu não vou me descabelar, me rebelar, tampouco deixar de assistir um programa de TV, ou comentar com amigos via facebook/twitter, simplesmente porque a HBO está sacaneando a obra original e o talento de seu cast.

    Continuarei assistindo casualmente, e infelizmente sem qualquer expectativa de excelência.

    Minha grande expectativa continua voltada para The Winds of Winter.

  • Ze Andrade

    Tenho muita, mas muita desconfiança de nos próximos episódios (só sobraram 4, certo) a série consiga manter o núcleo de Winterfell interessante. Quem sabe um fio de esperança paire sobre a investida de Stannis. Esperava mais da mudança que implicou em Sansa ir para Winterfell – o que aconteceu até agora corrobora as impressões negativas sobre esta opção, pois ainda não se justificou a escolha. Se Sansa foi a Winterfell com o único propósito de ser transformada em Jeyne Poole , aí e é muita sacanagem – talvez tenham feito isso apenas para não aposentar precocemente a beleza “voluptuosa” da Sophie Turner na série. A despeito de toda polêmica, Sophie Turner e Alfie Owen-Allen atuaram de maneira intensa e admirável neste episódio. Nesta temporada minha maior decepção tem sido Dorne. Muito aquém do esperado – o núcleo mais fraco, as atuações mais em dívida. Os núcleos da Muralha e da Arya em Braavos e os eventos envolvendo a Fé Militante são os que salvarão (espero) a lavoura. Meereen está dando sono. Vejamos se a Arena de Daznak nos acorda.

  • GutoTricolor

    Não falei em achar o máximo o estupro da Jeyne, e sim achar o máximo os livros, com toda violência, nudez, estupros, etc…

    Eu não acho que a cena foi desnecessária, faz parte do livro e do contexto do Ramsey e Theon, e a série adapta o livro.

    O ato vai ter consequências, não acho que foi gratuito só pra expor a atriz ou chocar o público. Mas cada um tem sua opinião.

  • Hugo Leonardo

    Isso faria sentido pra caralho, Pod e Brienne tomarem a Myranda como Arya já que nenhum dos 2 sabem como ela é de verdade e inclusive faria o gancho explicando o pq do Theon levar a noiva ao altar… Uma correção no script que dava até pra colocar o Harry,o Herdeiro no arco da Sansa e criar conteúdo no núcleo do Vale pra próxima temporada…

  • Felipe

    Um bastardo, claramente com problemas de auto estima por isso, que desde cedo aprende a esfolar pessoas vivas e aprende a sentir prazer com isso.
    Com certeza depois de casar ele iria dar um casamento dos sonhos pra noiva..

  • GutoTricolor

    Só pq ela estava se tornando uma jogadora vcs não querem que nada mais de ruim aconteça pra ela? Sim, vitimizaram ela, foi estupro e foi cruel, mas não achei gratuito e desnecessário, e não significa que ela vai voltar a ser aquela Sansa sonsa (com perdão do trocadilho).

    Vai tem impacto e consequência na história, não acho que foi só pra chocar o público. A cena não é só sobre a Sansa, é sobre o Theon e o Ramsey.

    Mas é minha opinião!

  • Yago

    O resultado foi o massacre do personagem de Sansa, e para quê? Para que Ramsay pareça mais mau? Para que Theon pareça mais atormentado? Para que Sansa faça, mais uma vez, o papel da eterna vítima? Eu pensei que Game of Thrones fosse melhor que isso, e também muita gente que conheço. Me entristece e me dá raiva descobrir que estávamos errados.

    Essa parte resumiu o meu sentimento sobre essa serie

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Olha que geralmente sou bem conversador, mas a série apelou. Esse povo que defendeu a cena tá falando basicamente que, ao aceitar o casamento, a Sansa estivesse falando “pelos deuses antigos, eu abro mão da minha condição de sujeito pra ser um objeto”… é bom que abriu um pouco a mente do pessoal, pra perceber que a série que nos esforçamos pra defender, criando argumentos em nossas cabeças, na verdade é mal escrita, feita pra chocar. Daquelas séries que você foca tanto nos efeitos especiais ou na fotografia pois o roteiro em si não se sustenta (o negócio é nudez e frase de efeito). É até meio triste, pois a gente escuta tanto nos casts o pessoal defendendo referências colocadas na série sendo que, na verdade, os roteiristas sequer tenham capacidade para criar tais sutilezas, sendo meras criações de nossas cabeças.

    Ah: Eu digo que transei com Loras. Posso provar pois sei que tem uma pinta. Logo, Margeary tem que ser presa (???????)

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Mas estas cenas fortes são necessárias pra trama, ou pra construção dos personagens? afinal de contas, se nem em Hannibal o foco principal é chocar, não deveria ser em GoT.

  • Henrique Valle

    Apesar de concordar com a maioria das críticas, existe um ponto que eu não vi ninguém mencionando até agora: O episódio terminou com a cena. Acredito que é muito cedo para tirar conclusões. Nós ainda não temos como saber quais serão as consequências da cena para dizer se foi mesmo gratuita ou não. Nem sequer sabemos o que realmente aconteceu naquela cena. Não acho que teriam mostrado aquela cena da banheira só para depois darem dois passos para trás. Talvez ela tenha acendido a vela fora de cena e o próximo episódio já comece com os nortenhos invadindo o quarto. Talvez Sansa esteja se mostrando submissa para baixar a guarda de Ramsay enquanto articula a queda dos Bolton pelas sombras. Talvez todos estejamos com muita pressa para falar mal do episódio (que, se vocês estiverem certos, é o que eles querem, por sinal, parabéns).
    Mas se acabar a temporada sem melhorar eu volto aqui e retiro tudo o que eu disse.

  • Henrique Valle

    Apesar de concordar com a maioria das críticas, existe um ponto que eu não vi ninguém mencionando até agora: O episódio terminou com a cena. Acredito que é muito cedo para tirar conclusões. Nós ainda não temos como saber quais serão as consequências da cena para dizer se foi mesmo gratuita ou não. Nem sequer sabemos o que realmente aconteceu naquela cena. Não acho que teriam mostrado aquela cena da banheira só para depois darem dois passos para trás. Talvez ela tenha acendido a vela fora de cena e o próximo episódio já comece com os nortenhos invadindo o quarto. Talvez Sansa esteja se mostrando submissa para baixar a guarda de Ramsay enquanto articula a queda dos Bolton pelas sombras. Talvez todos estejamos com muita pressa para falar mal do episódio (que, se vocês estiverem certos, é o que eles querem, por sinal, parabéns).
    Mas se acabar a temporada sem melhorar eu volto aqui e retiro tudo o que eu disse.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Se já está ruim nessa temporada, imagino pra aonde irá nas próximas… agora tem a trama da Mircela, mas e depois? até pq não vão botar a trama dos livros, das artimanhas do Doran.

  • Julio Caio

    Eu nunca li um texto desse cara, mas não achei bom não. Pra mim foi um mix de opnioes retiradas de fãs da internet (sei porque acompanhei muitos sites, fóruns e páginas do face brasileiras e dos EUA). Ele se contradiz em vários pontos e tem argumentos parecidos a de um adolescente, a diferença é que tem uma escrita melhor. Para mim as análises do Rafa Bacellar dá de 10 a 0 hahahha

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Só sei que esse ano quero ver Hannibal lá no Emmy no lugar de GoT kkkkk.

  • A Sansa vai crescer e ficar forte, fique tranquilo quanto a isso. O que não muda o fato de que violência sexual foi utilizada (mais uma vez) como recurso de plot meramente para chocar audiências à custa de humilhar e degradar uma personagem cujo crescimento era notório. E é claro que a “reviravolta” que ela vai dar vai ser totalmente irreal, afinal o certo é que ela quebrasse diante da situação psicológica dela e de um estupro por um cara notoriamente sádico.

    Agora, você presumir que ela esteja se “mostrando submissa para baixar a guarda de Ramsay” é sinceramente uma das coisas mais ridículas que já tive o desprazer de ler. Não sei nem como conceber uma situação dessas. Quem em sã consciência gostaria de ser estuprado? Você gostaria?

  • Isabela

    Vou responder algumas de suas perguntas: daenerys não é estuprada nos livros, na hora, ela quer fazer sexo com drogo e fica até excitada, por isso ninguém abandonou o livro quando ela fez sexo sem consentimento: ela não fez.
    A reclamação não é sobre “ter uma cena de estupro em got”, isso sim, TODOS sabemos que ainda vamos ver muito nessa série e em outras. A principal problemática nesse caso é a recorrência com que os produtores da série estupram personagens importantes sem que esse ato realmente tenha alguma relevância, só para mostrar mais violência e o estopim foi o episódio de domingo por causa do esforço que eles tiveram para mudar drasticamente o enredo de uma personagem apenas para não deixar de exibir nas telas a cena de estupro. Todo o crescimento da personagem, a relevância de outros acontecimentos importantes, toda o desenvolvimento dessa parte da história de uma das personagens principais da série foi considerada menos importante que uma cena de estupro, isso nos mostra com clareza o gosto misógino dos produtores e é o que nos preocupa.

    Isso já aconteceu com a dany, com a cersei e com a ros.

  • Cite suas fontes, os pontos de contradição e os argumentos “de adolescente”, por favor.

  • Naiara Silva

    Okay. eles poderiam ter essa escolha, de repente colocar a Sansa com a cara inchada no café da manhã e dar a impressão subliminar de que ela fora estuprada ou desenrolar a cena, ignorem a primeira opção pois se a HBO faz questão de colocar Sir Loras – vivo- e em cenas eróticas com seu amante (que não acontece no livro)não poderia esperar que eles fossem sutis com relação a Sansa e Ramsay, mesmo q o ato envolvesse violência.o q aconteceu, sem dúvida. E assim como aconteceu com Drogo e Daenerys. E meus caros, um estupro não pode ser suplantado por pedidos de desculpas ou atitudes supostamente românticas. Jeyne foi a rendenção de Theon e agora Sansa, pela promo disponibilizada, vai forçar o Theon a mudar, não pela cena, mas ELA SANSA STARK, que antes do estupro já não era mais a garotinha de Winterfell que sonhava com príncipes. E claro que isso não é a submissão da personagem pelo contrário ela sabia o que estava por vir, ela se casou com o filho do responsável pela morte do irmão. No minuto em que ela se revelou para o Vale ela já tinha se transformado. Acho q essa cena foi para mostrar definitivamente o comprometimento dela em enfrentar o que tiver de vir. Ela precisa do Norte e vai fazer de TUDO para ter o posto que pertence a ela. e provavelmente, quem sabe, até frustrar os planos de Mindinho de ser Lorde de Winterfell, e ser dona de si como as Mormont.

  • BlackSundae

    Fora a questão do estupro desnecessário, realmente a qualidade do seriado está rizível nessa temporada. Arcos com desenvolvimento pobre, situações ridículas e interpretações rasas estão me deixando bem desanimado com a série. Parece que foi só se afastar mais do material original que os produtores simplesmente não sabem mais como fazer um programa de qualidade.

  • kotka

    1) a cena obviamente foi um estupro. me deixa realmente chocada ver que tem gente que está colocando isso em dúvida.

    2) não muda nada em que seja um estupro, mas não exista tanta mentira em dizer que é um padrão de noite de núpcias, com agravantes terríveis, mas se até hoje existe gente que ainda acredita que casamento = consentimento, numa época que se assemelha a idade média, isso era o padrão. o que não muda nada que isso é uma violência horrível etc mas esse direito do marido em submeter a mulher é condizente com o universo da série, o caso do tyrion foi uma exceção.

    3) eu tava realmente com medo que iam explorar o corpo da sophie nessa cena. por isso acho que fiquei menos indignada com a cena do que a maioria das pessoas, porque foi quase um alívio que eles lidaram com isso de uma maneira sensível suficiente para não expor a atriz – que inclusive gostou de fazer a cena, o que eu acho bem relevante em pensar no ambiente geral da série. e também não acho que tenha sido gratuita, mas é óbvio que os próximos episódios podem me provar errada e esse plot não acabar em nada. mas ela era necessária no contexto do casamento e foi a redenção do theon.

    4) eu realmente acho muito louco as pessoas acharem mais justificável existir uma personagem unidimensional que é criada exclusivamente pra sofrer abusos (jeyne poole) do que uma personagem mais complexa e que tem outras possibilidades na trama. a jeyne é a síntese do que as pessoas tão acusando a série de fazer: uma personagem feminina que só existe pra ser violentada para poder servir de evolução para os homens. a sansa apesar de também estar na mesma situação oferece muitas outras possibilidades pro futuro da série, ela pode se vingar, ela pode se fortalecer depois disso. eu acho que ainda é cedo para dizer se a cena é só sobre o theon, no livro era. na série a gente ainda vai ver.

    5) num mundo violento, mesmo mulheres fortes sofrem violência. e elas sobrevivem. não acho que isso significa perder tudo que ela se desenvolveu sobre poder, só mostra que ainda há muito para fazer se ela quiser se manter segura – e rever em quem ela confia e em quem ela aceita ajuda é um dos pontos. eu ainda acho que posso quebrar a cara por confiar na série, mas eu espero que a sansa ainda vai se reerguer e se vingar. acho cedo para dizer que isso quebrou completamente a personagem.

  • GutoTricolor

    Isabela, me desculpe, mas a Daenerys não casou com o Drogo por que queria e não fez sexo com ele por vontade própria, mas tudo bem, se vc acha que no caso dela não foi estupro, tem vários outros nos livros.

    Falando agora da série, se a Cersei foi estuprada, ela tb estuprou o Jaime alguns episódios depois, quando foi até a sala da guarda real contar que falou sobre eles para o Tywin. E a cena que o Jaime a forço a fazer sexo não fragilizou ela em nada, continua forte, manipuladora e dominante. Os produtores da série não tiraram a força da personagem por causa daquela cena.

    Mas eu concordo que os produtores gostam de chocar, tem várias cenas de nudez, violência e sexo gratuitas na TV, em outro comentário já citei isso.

    No caso da cena da Sansa acho que estão exagerando, é como se tudo que fizeram fosse pra chegar exclusivamente no estupro dela e que foi uma cena gratuita e sem importância para a história, inserida somente para chocar. Eu discordo, respeitosamente.

    Outra coisa, falam da evolução dela nos últimos episódios como se ela agora fosse dona do próprio nariz, e do nada tiraram isso dela com esse estupro. Bem, ela era manipulada em Porto Real e continua sendo manipulada pelo Mindinho. Tanto nos livros como na série. Nada que a Sansa fez até agora por vontade própria. Então não acho que os produtores da série mudaram a personalidade dela, eles levaram ela para outros lugares, mas ela continua insegura e sendo manipulada, e isso está de acordo com o livro. Acho que as pessoas criaram uma EXPECTATIVA que a Sansa ia começar a jogar por conta própria, e levaram um balde de água fria com esse último ep. Mas em GOT, as expectativas não valem nada, todos personagens sofrem.

  • Amanda Costa

    Se você analisar apenas o fator , realmente, já era esperado. A questão que me revoltou e revoltou muita gente (inclusive o autor do texto acima) é isso ter acontecido sem que pudesse haver proveito ALGUM para os personagens envolvidos. A Sansa estava em crescente até o início do mesmo episódio em que foi estuprada. E como o autor disse, ela MAIS UMA VEZ não relutou, não tentou nenhuma artimanha. Era justamente a hora dela começar a tentar lutar por ela mesma, a personagem estava em CRESCIMENTO até ser finalmente violentada pelo cara mais doente dos 7 reinos. A justificativa? “Avançar” o desenvolvimento do Theon prejudicando o dela. Os roteiros dos episódios dessa temporada estão muito fracos. O quinto livro é um banquete de momentos brilhantes, mas estão fazendo alterações tão estúpidas que os personagens já estão contraditórios, pelo menos para mim.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Cara, no trailer do próximo episódio mostra ela chorando, só do Ransay se aproximar dela. Já é uma dica de que aquele crescimento dela, feito pelos roteiristas, não era tão fundamentado assim.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Aliás, só pra citar, lembrei do “Mercy”.

  • Thaian Gomes

    O Henrique não disse que a Sansa gostou de ser estuprada… Mas assim como no segundo filme de Sherlock Holmes, ele deixou o Prof. Moriarty ferir ele com aquele gancho para poder pegar o caderno do bolso dele sem ser notado. O plano dele incluía sentir uma dor considerável para vencer o seu inimigo. Ele gostou de sentir a dor? Claro que não. Valeu a pena? Sim, pois ele venceu no final. Alguém faria isso na vida real? Eu não faria, mas existe maluco pra tudo… A Sansa tem motivações pra aceitar sentir dor para conseguir se vingar.

    É em cima disso que o Henrique está argumentando. A Sansa teria “aceitado” sentir a dor como parte de um plano pra vencer no final. Se for esse o caso não acho que será irreal caso ela não fique “quebrada” após o ocorrido e que aconteça uma reviravolta.

    Existem infinitas formas de continuar a história, mas eu vejo duas como mais prováveis:
    – Sansa está jogando e sofrendo (muito), mas ainda com a cabeça no lugar.
    – Theon vai deixar de ser fedor e tirar a Sansa (destruída) de lá.

  • Clara

    eu acho que eles tinham várias saídas: a batalha com o Stannis, Pod e Brienne, a velha da velha. Eles poderiam ter feito MUITO MAIS com esse núcleo do que criar um plot de resgate a uma vítima de estupro. Eu queria ver de novo os salões de Winterfell, e os lordes do Norte tendo que prestar juramentos, só que não são coisas que o pessoal vai postar no twitter sobre o novo episódio, né?!

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Kkkkkk pior que realmente estou achando que o roteiro é tão mal trabalhado a ponto de mostrar ela poderosa numa cena e, logo em seguida, ser destruída.

  • Se a cena é sobre Theon e Ramsey não precisava da Sansa ali. O problema foi querer fundir Sansa com Jeyne. Além disso temos a questão do estupro para chocar, que não é coerente com a trajetória da Sansa na minha opinião. Foi um retrocesso e desnecessário

  • Antonio Marcos

    Acho que Sansa assumirá o papel da coração de pedra! :-p

  • Laerte Bach

    exatamente. todo mundo falando q o estupro foi gratuito e nao ajudou em nada na construção do personagem. mas como assim? não vimos o desenrolar da história ainda. vai que, esse foi o limite e a partir de agora ela vai virar uma stoneheart e sair matando todo mundo? esqueçam os livros, tudo é possivel no seriado agora.

  • Alvaro Rexs

    Como Arya?

  • Dalton Cleber

    Sansa ameaçando o Ramsay não colaria, mas pensando em Theon, ele poderia dar uma pancada em Ramsay e fugir com a Sansa antes dele completar o ato, acho que assim ficaria crível. Oq eu penso é que se teria uma noite de núpcias com Ramsay, fosse quem for a esposa, ela seria estuprada, isso condiz com o personagem.

  • William Alves da Silva

    Concordo que ele não daria um casamento dos sonhos porém a cena anterior na banheira onde ela diz não ter medo se tornou totalmente sem sentido com a cena do estupro por ela ter aceitado de forma totalmente passível o estupro, ela não é mais uma menina ingenua e o estupro faria muito mais sentido se fosse com a sansa da primeira temporada uma menina ingenua apaixonada por Jofrey sem saber a criança mimada que ele era…

  • Dalton Cleber

    A palavra é submeter-se mesmo, não consentir. A idéia de Theon dar uma pancada em Ramsay e fugir com ela seria legal, já que provavelmente ele fará isso, como fez com a falsa Arya.

  • Dalton Cleber

    Eu considero colocar a Sansa para casar com o Ramsay o erro maior mesmo. Mas eu não esperava nada menos do Ramsay nessa situação, o que poderia mudar o curso da cena, seria o Theon mesmo, mas entre chocar o público e manter a integridade de Sansa, eles preferiram chocar.

  • Paulo Frank

    “…Maisie Williams tem sido a MVP dessa série já há algumas temporadas.”

    O que significa MVP???

  • Most Valuable Player = Jogador mais valioso, de maior valor. Acho que é isso, não sei se tem outro significado pra sigla. 🙂 Abs!

  • Paulo Frank

    Aaaah tá! Obrigado por esclarecer essa sigla!

    E nos livros parece q ela tb é a MVP do Martin. Acho q numa entrevista o Martin falou q a esposa ameaçou se separar dele caso algo aconteça a Arya! Martin pressionado pela esposa? Ela podia pressionar ele pra terminar o 6º livro tb! Hahahaha

  • Henrique Valle

    Não falei nada de gostar, não me entenda mal. Mas ela pode ter considerado as opções e decidido que foi um sacrifício necessário para vingar sua família. Claro que eu não posso afirmar nada disso baseado no que foi mostrado até agora, mas talvez os produtores tiveram mais do que um “fan-service” em mente, estamos tirando conclusões precipitadas. Ou, claro, pode ser só uma fé irracional minha. Só saberei no fim da temporada.

  • Felippe

    Oi, Felipe, tudo bem? Eu fiquei abismado com esse seu comentário e fiquei me perguntando: esse seu sofismo foi proposital?
    Eu não acredito que Sansa esteja se mostrando submissa para baixar a guarda do Ramsay, no entanto, quando foi opinado isso, em nenhum momento foi dito que ela gostaria de ser estuprada.
    Pelo contrário, a interpretação é outra. Se ela viu a situação do Theon e ouviu as “ameaças” da Miranda, ela já teria ideia do que o seu futuro marido seria capaz de fazer. Com um passado conturbado na mão do Joffrey e da Cersei (olá, pussy power), a passarinho aprendeu que cantar mentiras pode ser menos danoso que enfrentar a situação. E eu acho que foi isso que ele quis dizer. Não que ela pensou “ah vou ser submissa porque estou louca para ser estuprada”. Não!!! Mas sim, talvez, “talvez sendo submissa, eu venha a sofrer menos”. Compreende?

    Eu não quero discutir sobre a opinião do Pequeno Cicero, até porque não concordo em sua totalidade, mas apenas ressaltar para que não se tome conclusões precipitadas para desqualificar uma observação. Boa tarde.

  • leandrosr

    Os episódios contam histórias continuas, mas apresentados por semana, não entendo por que eu tenho que esperar pra ver o que vai acontecer depois de uma desgraça dessas pra criticar.

  • GutoTricolor

    Most Valuable Player (Jogadora Mais Valiosa), hehe…
    Isso é um termo muito usado no basquete, pra determinar o melhor jogador da temporada.

  • leandrosr

    Se os autores escolheram fazer uma cena dessas e terminar o episódio logo depois, eu tenho que esperar o desenrolar da coisa pra criticar? Ok, beleza.

  • Jefferson Viana

    Doido pra saber é como esse treinamento dela de ninja vai ajudar na luta contra os outros.

  • Brum

    É mais um depoimento do que uma analise na verdade. Sinceramente isso é algo muito pessoal. Fiquei muito puto mesmo. Nunca tive muita simpatia pela personagem nem nos livros nem na série, chameia de sonsa até ficar chato e perceber a babaquice disso. Passei então a ficar aflito com dilema dela, sei lá algum tipo espirito protetor, o que não deixar de ser um forma de machismo paternal e de como era injusto e castrador vê-la sem a menor chance de guiar o próprio destino. No meio disso tudo enfim parecia que a personagem teria algum tipo de empoderamento até tudo terminou daquele jeito. Parece que a série vai se esforçando em se tornar um capítulo de Crossed um tipo de sei lá A Game of Rapes.

  • GutoTricolor

    Pra mim só núcleo de Dorne até agora que estão muito fraco.
    O núcleo da Muralha está ótimo.
    O da Arya está seguindo o que acontece nos livros, não dá pra reclamar.
    O da Sansa está muito interessante.
    O da Cersei tb está bom.
    O da Daenerys e Tyrion tb está bacana.

  • Thaian Gomes

    Eu não falei que não poderia criticar… Eu só disse que não acharia estranho nem malfeito se a Sansa sobrevivesse mentalmente ao que está passando, baseado nos argumentos que apresentei no meu comentário acima. Mas também acho possível que ela fique destruída sim, sendo esse o caso acho que o Theon vai fugir com ela.

    Quem quiser criticar os episódios sem ver a continuação tem todo o direito. Mas afirmar que a Sansa “já era” ou que acabaram com o crescimento dela é pura adivinhação. Para isso precisamos sim ver a continuação.

  • “E eu acho que foi isso que ele quis dizer. Não que ela pensou “ah vou ser submissa porque estou louca para ser estuprada”. Não!!! Mas sim, talvez, “talvez sendo submissa, eu venha a sofrer menos”.

    E ainda que escolha fosse a segunda opção, ela ainda assim estaria escolhendo ser estuprada, o que é destituído de qualquer razão, se se analisar com rigor o que é exatamente o ato de estupro sob o ponto de vista de uma vítima.

  • Cecilia Saraiva

    Sensacional! Adorei o texto, e li vários essa semana… a da Variety que ele citou realmente foi um dos melhores, e o dele entrou na classe do “golpe de misericórdia” nesse programa de TV que de fenômeno cultural virou mais um novelão violento e burro. Obrigada pela tradução e postagem, pessoal do Game of Thrones BR, amo vocês.

  • Cecilia Saraiva

    Pois é, cada um que a gente vê nessa internet, vou te contar… agora, vou trocar as bolas do que o Henrique Valle disse… ele acredita (ingenuamente, a meu ver) que algo grandioso, Stannis e cia, vai salvar a Sansa na continuação daquela cena e que “não sabemos o que aconteceu ali…” – ela foi estuprada, ela foi estuprada, compre Batom). A continuação natural da cena é, se a série quer transportar o plot da Jeyne Poole, a Sansa sendo espancada, estuprada de novo, over and over e aparecer com hematomas e tudo. Mesmo que ela se liberte ou seja libertada, essa cena não será a única de humilhação à maravilhosa personagem que acabaram de agredir e diminuir.

  • Cecilia Saraiva

    Não saiu um POV da Arya de “Winds of Winter”, em que ela faz “estágio” de Faceless Man num bordel? Se adaptarem essa cena pra TV, vai ser estuprada antes. É a cruzada da adaptação de D&D… vamos fazer todas as mulheres de GoT serem estupradas because shock value.

  • Wellington Schettini Junior

    Entendo a importância da Sansa e não acho q a cena vai destruir sua importância para a história… e digo mais… acredito q ela ficará mais forte ainda.

  • Homero

    Uma coisa que o artigo acertou na mosca foi observar que toda a cena era sobre Thjeon/Fedor e não sobre Sansa… Por isso o estupro da personagem foi gratuito, foi uma decisão equivocada sobre todos os aspectos, dramaturgicamente inclusive… Sansa já tinha motivos suficientes para odiar os Boltons. O episódio todo foi bem ruim (Exceto plot da Arya).
    Os produtores parecem não estar conseguindo segurar a onda ao afastar a história do que acontece nos livros, Estão aumentando a apelação, todo episódio enfiam um combate (quase todos mal coreografados). Estão errando mais do que acertando, temporada mais fraca de todas, mas ainda acho um exagero abandona-la… Espero que com as críticas eles melhorem significativamente o roteiro para a próxima temporada.

  • Homero

    Sansa não tinha a opção de “aceitar sentir dor” Ela não tinha escolha. Foi mais uma vez usada como peça do jogo por Mindinho e “vendida” as Boltons. Ela nem tentou seduzir ou manipular o Ramsey, por isso a cena dela com a amante dele ficou sem sentido… Ela não tinha um plano de ação.
    O Plot dela vai continuar o mesmo, independente do estupro, esse trauma não acrescenta muito se você colocar em perspectiva o quanto ela já foi humilhada, espancada, obrigada a ver o pai ser decapitado e depois ver a cabeça dele num espigão… Enfim razões para uma revolta vingativa da Sansa não faltam, inclusive o próprio Mindinho já havia dito que era hora dela começar a vingar a família. O estupor vai servir mais para uma revolta redentora do Theon do que da Sansa como o artigo apontou tão bem.

  • Jon, Targaryen Prince

    Desculpe, mas não consigo concordar.

    Sob essa prisma, então a série não poderia de forma alguma adaptar a caminhada da vergonha da Cersei, que é uma das passagens mais importantes desse período. Veja bem, a cena é importante, mas é abusiva com uma personagem do sexo feminino e até pode ser adaptada para que aconteça de outra forma.

    E aí, o que você acha que deveria acontecer? Os produtores se atém ao material original ou deverão omitir TAMBÉM essa passagem, afinal já omitiram Stoneheart, Barristan, Greyjoy e etc?

    A série ter omitido uma coisa ou outra não é de forma alguma um precedente para que se omita toda passagem chocante.

  • A Cersei é uma protagonista, POV nos livros e uma das mais proeminentes da série. O desenvolvimento da personagem passa pela caminhada de penitência inescapavelmente.

    Não se pode, porém, dizer que existe a mesma relação inescapável entre o estupro e o desenvolvimento de Sansa, também personagem protagonista, POV nos livros e das mais proeminentes da série.

    Entendeu a diferença?

  • Homero

    Essa troca é que não dá para engolir… Sansa não é Jeyne que chegou em Winterfell quebrada e se passando por Arya, morrendo de medo de ser castigada caso a farsa fosse descoberta. Sansa chegou como a legitima herdeira de Winterfell, ecoltada por uma guarda de cavaleiros do Vale e a prícipio com uma personalidade mais forte construída a partir da convivência com Mindinho… Só que abandonaram tudo isso para transforma-la na Jeyne quebrada, o que deixou o roteiro bem inconsistente. Se ela tivesse tentado seduzir e manipular o Ramsey de alguma forma teria dado um pouco mais de coerência a esse plot de Winterfell, mesmo que ela falhase na manipulação e terminasse vítima do sadismo do Ramsey.
    Seria mais coerente que Sansa fizesse o papel do Manderly do que o de Jayne… Inclusive exigindo que Davos fosse procurar Rinkon (obviamente após saber por Theon que ele e Bran estão vivos).

  • Mike

    Concordo plenamente com o que vc abordou nos pontos 4 e 5! Acredito que muitas pessoas já estão cravando, de forma antecipada, que o estupro foi a “derrota” da Sansa, que depois disso, não resta nada a fazer… eu penso diferente, pode ser o começo de um novo arco de superação e fortalecimento da personagem.

    Tá, a Sansa não precisava ser estuprada para se fortalecer e se estabelecer como uma jogadora ativa do jogo dos tronos, eu concordo. Mas nem vimos ainda quais os desdobramentos dos acontecimentos desse episódio para a Sansa e o Theon, então acho precipitado qualquer tipo de julgamento antecipado. Esperemos os próximos episódios para poder opinar, com mais e melhores argumentos, se a cena foi totalmente dispensável e gratuita, ou não…

  • Mike

    É exatamente isso que comentei há pouco! Está havendo um julgamento precipitado da cena, nem mesmo sabemos quais os desdobramentos do estupro para a Sansa, ou mesmo para o Theon…

  • Jéssica

    Você expressou toda minha opinião sobre o assunto. Acho que o sofrimento dela pode proporcionar uma reviravolta da personagem da história.

  • Mike

    Não, você pode e tem todo o direito de criticar a série a qualquer momento, mas acho que cravar que a cena foi totalmente dispensável é precipitado. Seria mais prudente esperar os desdobramentos nos próximos episódios, para aí sim poder afirmar com um grau de convicção maior se a cena foi totalmente gratuita, ou se ao menos, provocou mudanças importantes nos personagens (Sansa e Theon para ser mais exato)…

  • Jon, Targaryen Prince

    Mas eu já disse que concordo com vocês no que tange a Sansa. Mas a cena é importante para o Theon, POV nos livros, personagem proeminente e quetais. O desenvolvimento do Theon passa pela mostra de crueldade do Ramsay inescapavelmente.

    Foi dito que era possível utilizar subterfúgios para evitar a cena envolvendo a Sansa ou qualquer nortenha, como também é possível utilizar subterfúgios para evitar a caminhada da vergonha da Cersei ou qualquer outra cena abusiva da série (e nesse caso, a série teria muito pouco a ver co as crônicas).

    Acho estranho e injusto que digam que “As Crônicas respeitam as personagens femininas, enquanto a série é misógina por causa dos eventos X, Y e Z”, quando os eventos X, Y e Z são, na realidade, análogos aos acontecimentos das Crônicas.

  • Mike

    Concordo plenamente com você!

  • Mike

    Mas você nem sabe ainda quais os desdobramentos da cena para a Sansa, como você pode afirmar que ela fará e aceitará o papel de “eterna vítima”?
    Existe sim a possibilidade de que o estupro realmente quebre mentalmente a personagem, mas talvez haja outra possibilidade, de que essa dor leve a Sansa a tomar atitudes extremas, se vingar, ou mesmo abandonar o noivo… seria prudente, ao menos, esperar os próximos episódios para poder afirmar se a série realmente está vitimando a Sansa, ou não.

  • Mike

    Na minha opinião, deveríamos aguardar os próximos episódios para ver como a Sansa reage ao estupro. Daí poderemos afirmar se a cena foi totalmente gratuita e dispensável, ou se foi importante para a trama… vai que esse se torna o ponto de virada da Sansa, que decide se vingar de todos que lhe causaram mal…

  • Mike

    Concordo com você, Guto! Percebi que várias pessoas (não são todas) estão indignadas com o fato de ter sido a Sansa a ser estuprada e, não, com o estupro em si. Na minha opinião, para podermos afirmar que a cena foi totalmente gratuita, desnecessária e dispensável, deveríamos, ao menos, esperar os próximos episódios pra saber as consequências do estupro para a Sansa.

  • GutoTricolor

    Desculpe, mas não consigo concordar com esse ponto de vista que os produtores só querem chocar a audiência através da violência contra as mulheres.

    Sim, eles gostam de chocar a audiência com nudez e violência além do que já tem nos livros, já critiquei isso outras vezes, mas não acredito que seja uma cruzada premeditada contra as mulheres.

  • Mike

    Para ser justo, ele não disse que a cena é, exclusivamente, sobre o Theon e o Ramsey. O que ele disse é que a cena não diz respeito somente a Sansa, mas que também afeta outros personagens, no caso, Theon e Ramsay.

  • Mike

    As cenas em Dorne estão realmente deixando a desejar! Acho que é o núcleo mais fraco da temporada até agora, mas espero e acredito que vá melhorar até o último episódio…

    As cenas do “julgamento” da Fé Militante também foram fracas. Olyvar menciona que Loras tem uma marca de nascença, e isso nem sequer é conferido pelos acusadores… aliás, esse fato nem sequer prova alguma coisa.

  • Mike

    Olha, quando você diz “Sansa já tem o plot dela”, não se esqueça que a série e os livros tomaram caminhos diferentes, então a trajetória dela na série pode ser completamente diferente a dos livros…

  • Danilo Ribeiro

    Você devia era fazer as análises dos episódios sem spoilers dos livros!!! haha

  • Mike

    Concordo com você, Augusto! Acho que esse infeliz e lamentável acontecimento ainda trará consequências muito importantes para os personagens envolvidos…

  • Todo mundo sabe que o objetivo da cena do estupro foi chocar e gerar mais hype sobre a série e o que todo mundo faz? Reclama que ficou chocado e gera mais hype pra série, parabéns pessoal, vocês estão fazendo exatamente o que os produtores esperavam de vocês.

  • Jadeilson Lopes

    eu esperando uma analise de todo o episodio e so fala de sansa ‘-‘

  • Rafael Von Ah Bento

    O erro todo está na HBO acreditar que os arcos que estão criando são melhores do que aqueles do George R. R. Martin em seus livros. O que a HBO deveria focar seria em complementar a história, seguindo aquilo que está nos livros, como fez brilhantemente na primeira temporada (o diálogo entre Cersei e Robert Baratheon sobre o casamento deles foi fenomenal, e não constava nos livros). Pra que inventar, distorcer? Só pra economizar no orçamento? Se for assim, então para de produzir algo incoerente.

  • Sílvia Granger

    Texto perfeito e acrescento sobre o ponto número 2: ela disse sim ao casamento e ao sexo. Mas ela não consentiu a violência física, psicológica e a humilhação. Estupro sim e fico chocada com pessoas que não conseguiram perceber isso.

    Nem os argumentos “ah, pelo menos não mostraram a Sophie nua” ou “depois dessa a Sansa vai quebrar tudo” diminuem o fato de que foi estupro, foi desnecessário e que usaram este tema terrível para chocar o público e atender os desejos de parte da audiência.

    Toda a cena: casar de branco, a neve caindo, voltar a ser ruiva, a música, aquela tortura psicológica criada pelo Ramsay (“É ruim mentir para o marido na noite de núpcias”; “Por que você ainda é virgem?”, etc) serviram para mostrar que ela era vítima de novo e aterrorizar quem assistiu.

  • Em Dança dos Dragões, Sra Dustin diz a Theon: “As lágrimas de Arya (Jeyne) podem nos trazer mais problemas do que todas as espadas e lanças de Stannis”. Isso o que aconteceu com Sansa pode ser o estopim de algo maior. Diferente dos livros, na série de tv todos sabem que ela é realmente uma Stark, ela tem apoio e simpatia do Vale – o que pode fazer o Vale finalmente entrar em guerra. Fora o apoio que ela pode ter de lordes que foram fiéis a Robb.

  • N. Stark

    Mesmo que ela vire Lady Stoneheart, o que a HBO fala com isso é que a mulher só pode ser forte e vingativa se ela for estuprada. Sansa já tinha tido seu irmão aleijado, sua loba decapitada, seu pai decapitado, sua irmã desaparecida, sua casa tomada, seu irmão mais novo e o irmão aleijado mortos, queimados e expostos nos muros da própria casa, seu irmão e mãe mortos no casamento de seu tio, sua tia assassinada, jogada da Porta da Lua na frente de seus olhos… Nada disso a torna forte ou vingativa. Estupro sim. Porque mulher precisa de pinto pra ser forte, segundo a mentalidade da HBO.

  • Marcos Tadeu

    1- foi uma cena gratuita
    2- não foi uma cena gratuita. Foi pensada……

  • Nanis

    Não encontrei nenhuma contradição, por favor, explique. É um dos melhores textos que li aqui, bem escrito em todos os sentidos – da construção argumentativa à pontuação, gramática e vocabulário. Adoro o Rafa, sempre o elogio. Mas adolescente pra mim é isso de querer eleger quem é o mais legal da turma.

  • Leandro Abreu

    Muito pelo contrário: sob esse prisma, a série poderia adaptar QUALQUER passagem do livro, INCLUSIVE a caminhada da vergonha de Cersei. Meu ponto é exatamente esse: não é necessário que os produtores sigam à risca tudo o que ocorre nos livros – eles podem, ou não, fazê-lo (seja para o bem ou para o mal).

    Não defendo que toda passagem que mostre uma mulher sendo abusada seja excluída da série. É evidente que algumas são muito importantes (como esta do exemplo que você deu – embora o abuso sofrido pela Cersei, nesse caso, não tenha a ver com o fato de ela ser mulher, e sim com seus crimes de traição e incesto, sendo inclusive ofendida e agredida não apenas por homens, mas por outras mulheres). Mas mesmo estas passagens podem ser mostradas na série sem que o foco esteja no corpo nu ou na dominação do sexo feminino pelo masculino.

    E se a série já omitiu e modificou tanta coisa relevante, como não considerar isso um precedente para futuras omissões? Me parece evidente que omissões e mudanças acontecerão com cada vez mais frequência. Aliás, foi justamente por omitirem tanta coisa que Sansa foi parar em Winterfell… mas eu divago… 😉

  • Julio Caio

    É preciso fazer isso só porque tenho uma opinião divergente? Não gostei do texto do cara e pronto, não to querendo provar que ele está errado no que diz,. apenas achei que não proporcionou boas reflexões.

  • João

    Talvez eu não tenha sido claro no que quero salientar.

    Exemplificando, estás a ver em Star Wars em que tens o ladro negro e o lado bom da força?

    Quando digo “que não a fortalece” estou a querer dizer em temos de força “positiva” para a personagem. No entanto, a mesma pode sair mais “determinada” desta situação, motivada (finalmente) a começar a vingar/lutar contra os que fizeram mal a todos os Stark. Sim, talvez seja na mesma força, mas um tipo de força diferente. Entendes? Opá, é difícil pôr em palavras a visão que tenho na minha cabeça.

  • Rafaela Bastos

    Acho que a “cruzada” apenas não foi proposital.

  • Marcos Vinícius

    Concordo em vários pontos que a série não está dando a profundidade esperada, porém ao iniciar uma série dessas você está sujeito a diversas cenas que te incomodarão, como cortar a cabeça de uma pessoa que é tão perturbardor quanto o estupro, todavia não é citada. Parece que o sofrimento de uma personagem principal que coloca isso a tona porque estupros sempre existiram na série e sempre me pertubaram, mas estavam lá por algum motivo, como demonstrar a realidade de uma terra fictícia inspirada em tempos medievais. Toda essa discussão deveria ter sido iniciada a partir da primeira cena, toda essa revolta está aparecendo só agora porque mesmo com todas essas cenas de atrocidades a série sempre teve qualidade invejável, qualidade que está sendo questionada agora, juntando isso com a cena de estupro foi a gota d’agua para desencadear esse discurso de ódio, de alguém que é respeitado pelo o que faz que acertou em quases todos os pontos de sua análise, mas em alguns momentos parecia que estava escrevendo um desabafo.

  • Marcos Vinícius

    Ué, mas essas reviravoltas inesperadas não é o que sempre fez a fama de GOT?

  • Wellen I.

    Excelente matéria pessoal. Excelente mesmo. Li após ler o texto da Lidiany. Realmente, a série foi longe demais dessa vez. Violência gratuita, totalmente imperdoável. Chega. Voltemos aos livros, que ainda se salvam!
    Aliás, Lidiany, deixo aqui o meu apoio. O que vocês fazem (o podcast, as análises, os textos) são de uma imensa valia. Parabéns a toda a equipe!

  • Rafaela Bastos

    Me agarro a esperanças semelhantes.

  • JPaulBeaubier

    Eu vejo essa reclamação toda como a gota d’água de uma looooonga relação abusiva dos produtores com as personagens femininas. TALVEZ (e eu friso o TALVEZ) se Meera não tivesse sido sexualmente ameaçada por Karl, se Dany e Cersei tivessem consentido com Drogo e Jaime, respectivamente, se Rós não estivesse em cena pra trepar e depois ser morta por Joffyinho, se a fortaleza de Craster não tivesse cheia de mulheres sendo abusadas ao fundo, entre outras coisas… enfim.. se talvez essas coisas não tivessem acontecido, a cena do estupro da Sansa seria um ponto para se conversar e não o atestado que as mulheres mais que nunca são violentadas na série.

  • Daenerys Misândrica

    Sim, Jeyne no livro faz o papel de Arya.

  • Rafaela Bastos

    Os livros não pediram pra ser adaptados.
    O desenvolvimento da personagem ficou pouco convincente com a cena do estupro.
    Imaginei que poderíamos todos não gostar da adaptação, mas pensei ao menos que não fossem tirar a essência dos personagens, que não fossem prejudicar o que a obra original fez deles.

    Porém, até agora, sacrificaram a Sansa.

  • Bom, só queria entender os porquês. Criticar com rótulos vazios é muito fácil, e o silêncio de argumentos para as afirmações diz bastante também.

  • Mary Gonçalves

    Concordo com seu ponto de vista.

  • Pati

    Também achei ridículo a prisão da Margaery por simplesmente o cara saber que o outro tinha uma pinta, ele poderia saber isso de várias formas sem ter que ter transado com ele! alô bom senso!

  • Pati

    Nos livros a Jeyne é uma amiga da Sansa que foi mandada obrigada para um bordel e é trazida a Winterfell para fingir ser a Arya e assim dar legitimidade no controle dos Boltons sobre o Norte.

  • Pati

    “Dany foi estuprada no livro e na série identicamente” Não, não foi identicamente!
    “Cersei teve aquela cena com seu irmão e achei bem parecidas na série e no livro” Bah super parecidas, única diferença foi uma ter sido um estupro e a outra não né? Diferença irrelevante lógico né, pfff…

  • Filipe Alves

    Infelizmente destruíram todo arco de minha personagem preferida. Provavelmente ela será a donzela que espera o príncipe encantado (brienne, stannis, theon/fedor) salvar ela dos vilões. Esperava muito mais da hbo. Pelo vista minha Sansa, forte, segura e decidida morreu nesse episódio.

  • agds

    Acho que o estupro mascarou como esse episodio foi fraco.Provavelmente o mais fraco da serie.Vem acontecendo como na temporada passada que tiveram que correr pra o desfecho.Acredito que 10 episódios já seja pouco.

  • Com todo o respeito, mas não entendo onde querem chegar? Cancelamento da série? Isso.. vamos fazer uma abaixo assinado para acabar com a série…isso que querem?

  • Pati

    Guto você ainda não entendeu o ponto principal aqui: A série esta fazendo com que todas as personagens femininas importantes sofram violência sexual, e isso não é assim nos livros, a idéia que a série passa é a de que violência sexual contra as mulheres é tão natural e inevitável que não importa o quanto importante ou poderosa a mulher seja naquele mundo, ela sempre acabará sendo violentada! Isso é um absurdo no contexto do mundo apresentado nas Crônicas de Gelo e Fogo, onde existem muitas mulheres poderosas que não sofreram violência sexual, porque isso não é algo natural e não acontece com todas as mulheres do mundo, assim como as várias violências cometidas contra homens também não acontecem com todos os homens!

    As personagens que eles não podem usar para mostrar violência sexual são simplesmente diminuídas ou cortadas da série, por mais importantes que sejam nos livros, como a Arianne, a Asha, a Dalla, a Taena (personagem importante no desenvolvimento da Cersei nos livros), a Alys, a Lady Stoneheart, e por aí vai…

  • Sabem o que isso me lembra? De quando eu era moleque, quando caçávamos animes em VHS e procurávamos por reconhecimento do nosso hobby. Doidos para sermos tratados como adultos, nós nos empolgávamos com coisas extrapolantes em comparação ao que se esperava de narrativas infantis. Isso incluía hentai. Quando a Bandeirantes passou Urotsukidoji (A Lenda do Demônio), nós vibramos: “caramba, é tão adulto! Estupro o tempo todo!” Cara, adolescente é tosco… A abordagem do Game of Thrones em relação à violência é a mesma coisa, só que voltada a um público mais velho, o que faz com que a coisa seja mais tosca ainda. Somos um público imaturo, doido por se sentir “edgey”.

  • Gabriel

    Gente, já deu pra entender o posicionamento de vocês sobre essa questão. Eu inclusive, concordo com a maior parte do que foi dito. MAS qual é o problema das pessoas pensarem de forma diferente? Vocês tão insistindo demais nesse assunto, parecendo querer provar que estão certos.

  • Julio Caio

    Eu vim aqui para fazer um comentário, e não uma análise da análise do texto. Se você não pode mais deixar uma opinião negativa nesse site porque será criticado por um administrador afim de sustentar seu ego intelectual através de upvotes (que convenhamos, bem fácil de ganhar sendo administrador da página), então não vale a pena mais comentar aqui.
    E já que você cita algo como “silencio de argumentos para as afirmações”, como você me explica esse trecho:
    “E isso sem nem mencionar Cersei e Mindinho, que deve ser a cena mais
    burra em que eu já vi Aidan Gillen tentar miseravelmente atuar. Eu
    tentaria desembrulhar toda a merda idiota empacotada nessa cena, mas
    francamente, eu não tenho nem o interesse nem a paciência necessárias
    para fazê-lo. Foi estúpido. Continuando…” ?
    Enfim, sinto saudades quando vinha aqui e rolava discussões saudáveis sobre teorias e informações sobre o universo de GoT, mas agora só vejo posts para meter o pau na produção do seriado e se alguém discorda desses posts é criticado por todos. Estou achando a quinta temporada de razoável para ruim, mas se tivesse um site sobre Game of Thrones (lembrando que o nome do site é o nome do seriado e não dos livros) não ficaria acabando com a série. Qual é a intenção da página? Afastar as pessoas do seriado? Afastar aqueles de discordam dos “haters”? Enfim, curti uma página sobre um universo de ficção para descontrair a cabeça, se for pra ficar ressaltando fontes e analisando citações faço logo os trabalhos da faculdade e não perco tempo. Se você não pode mais comentar algo divergente do que os administradores ou usuários pensam sem ser afrontado, então me desculpe, mas vou procurar outro lugar para comentar sobre GoT.

  • Julio Caio

    O Rafa é da turma do Miles Schneiderman? Porque meu comentário foi sobre o texto dele, não sobre o que o Felipe postou.

  • Vitor Loyola

    Respeito demais o site, sou leitor incondicional das críticas, análises e demais posts, no entanto achei muito estranho terem apagado todos os comentários contrários a opinião apresentada no post la no Facebook! Fiz um comentário sem ofender ninguém, sem falar em mimimi, sem nem ao menos criticar de forma direta a opinião dos escritores, no entanto tive meu comentário apagado, e fui bloqueado, proibido de curtir ou comentar qualquer post no Face. Sinceramente, espero que vocês revejam essa atitude e deem a oportunidade das pessoas emitiram opiniões contrárias a dos escritores!! Caso contrário, terão perdido não só um, mas vários seguidores que as vezes não pensam da mesma forma.

  • Caio Olimpio

    O problema é que o estupro, em especial em audiovisual, seria pertinente como recurso impactante, se fosse pontual. Como se tornou algo pertinente (foram quantos?3?5?Sinceramente (e felizmente) não contei) banalizou e fez que a indignação, que seria para com o mundo ficcional e seus personagens, se tranposse para o mundo real e para com os criadores das cenas. Ao contrário de muitas cenas chocantes do livro, o foco sai das personagens e seu poder mesmo em situações difíceis ( como o foi com a Daenerys) e se banalize na violência pela violência, como artigo feito para os voyeurs.

  • Nossa….. se isto ocorrer será insistir infinitamente no erro. Infelizmente, eu nao consigo descartar esta hipótese. No trailer do próximo episódio vemos a Sansa conversando com Theon… e ela me parece bem desiquilibrada

  • Jaren

    Dá a impressão que eles estão fazendo as coisas cada vez mais nas coxas, justamente pq sabem que tem uma galeeeera que vive em negação. Que não consegue criticar.

  • Frank Vinnicyus

    Ótima teoria, melhor comentário.
    Galera tá tirando conclusões precipitadas demais.

  • Victor Welbert

    será que é tão difícil assim pra entender que é IMPOSSÍVEL um personagem demonstrar ser forte depois de um estupro como se isso fosse uma coisa natural????? depois de tudo que a sansa passou, você acha mesmo que ela perder a virgindade dela no lugar que um dia foi seu lar, do lado de um psicopata filho do cara que traiu e matou a família dela vai contribuir pra o crescimento dela assim de uma hora pra outra? estupro é uma coisa que deixa traumas pro resto da vida, se resolverem colocar a sansa toda fodona simplesmente por causa disso vai ser a coisa mais ridícula que essa série já fez, estupro não fortalece ninguém, muito pelo contrário

  • Victor Welbert

    ia comentar isso agora, ela tá destruída nesse trailer

  • Meistre Alex

    Na série a Brienne já viu a Arya (final da temporada passada) e Podrick conhece a Sansa, então não teria como eles serem enganados sobre isso.

  • Fernando Munhoz

    Most valuable player, jogador mais valioso. Acho que ele quis dizer que a atuação dela é a melhor entre todos os atores há algumas temporadas

  • Vinicius Martini

    Só acho q estão julgando antecipadamente o impacto do ESTUPRO, sim foi um estupro n tenham duvida disso, mas é como dizer q o estupro da Daenerys pelo Drogo também foi só para chocar sem assistir o resto da temporada, pode ser q eles tenham realmente feito só para chocar mas ainda é cedo para dizer

  • Cara, voce falou falou e não disse nada, só criticou o moderador e citou uma parte do texto que não tem nada demais, o cara falou que tava tão ruim que nao ia nem comentar, qual é a incoerencia disso?
    Ah e essa visão que porque é um site de game of thrones eles tem que ficar pagando pau pro seriado ta muito errada amigo, a serie ta ruim sim, voce ta pedindo pro site ser incoerente e ficar elogiando a serie? logo voce que criticou incoerencia? E tem centenas de comentarios por ai defendendo a série, não ta rolando censura nenhuma, só pessoas debatendo, se você nao quer ser afrontado então nao comente oras, o que te da o direito de criticar algo e nao ser criticado? Ah amigo, leia mais antes de tentar pagar o papel de injustiçado censurado, voce nao conseguiu nem provar o seu argumento…

  • Ao meu ver o texto só tem um erro, Tyrion e Jorah não estavam mais em Valyria, os escravagistas pegaram eles ja em outra localidade, no mais, perfeita analise.
    Ah e quanto aos comentários, eu só queria dizer que fico meio ressabiado quando colocam a culpa totalmente na conta da HBO, até eu admito que faço isso corriqueiramente, acho que a culpa é QUASE que exclusivamente da equipe criativa, e por consequência, D&D; a HBO já deve ter dado carta branca pra qualquer roteiro deles depois todo sucesso que GoT rendeu(o que pode ter sido um erro ja que ta saindo uns roteiros tenebrosos ultimamente, eles deviam olhar um pouco mais de perto, ou no minimo ter um pouco mais de atenção com as corriqueiras passagens machistas que ocorrem na série)… Além disso a HBO tem no momento Silicon Valley que é MUITO boa, e também True Detective que ta pra voltar e é ótima, o que prova pra mim que a HBO é só o canal mesmo, sem muita interferência sobre o que acontece nas series, os erros são da equipe criativa, como a HBO é um pacote plus eles podem passar qualquer cena em qualquer horário, então nem se preocupam com a densidade do roteiro, e como ja fizeram a cagada de dar carta branca pro D&D sai essas coisas ai… Mas por fim a culpa acaba sendo de ambos, a HBO por dar “liberdade até demais”, ou negligencia no caso, e a equipe criativa por, ironicamente, não ser tão criativa assim…

  • Poderiam muito bem evoluir a personagem sem isso, foi gratuito, não tinha necessidade, foi unicamente pelo buzz em torno da série… A jornada dela não faz mais sentido nenhum, ela não deu um passo pra trás, ela SÓ ANDOU PRA TRÁS na série, essa não cola mais, tão repetindo roteiro amigo, essa situação ja aconteceu varias vezes pra evoluir a personagem e o que aconteceu? eles acabam por fazer ela andar pra tras de novo e de novo… Agora sim ela mata o Ramsey e ai? Valeu a pena? Ela só mataria ele se fosse estuprada? Por favor, roteiro uma ova, se eles tivessem fazendo tudo pelo roteiro ele não estaria cheio de buracos e incoerencias como está, e principalmente, a série não estaria nessa espiral de declinio infinita…

  • Adriano

    Boa viagem… não vai fazer falta.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Mas levando em consideração que eles estavam a pé, eles não podiam estar muito longe. Ao menos que eles tivessem passado dias andando (a questão temporal tá meio bagunçada, mesmo).

  • Wellington Schettini Junior

    Pati a cena da Dany no livro é praticamente a mesma que no seriado e por sinal é praticamente a mesma que a da Sansa, mas isso é minha opinião e como já li nos comentários aqui de alguns outros também. Enfim, respeito sua opinião que tenha achado tudo diferente na série tanto no caso da Dany quanto da Cersei são visões e percepções diferentes.

    E na verdade achei a cena da Dany até mais desnecessária que a da Sansa, mas isso tb é apenas minha opinião.

  • Wellington Schettini Junior

    Até a atriz que interpreta a Sansa curtiu a cena da noite de núpcias dela.

    EW: A cena (Noite de núpcias) é descrita pela produção como “onde o romance morre.”

    Turner: Quando li essa cena, eu meio que adorei. Eu adoro o jeito como Ramsay fez Theon assistir. Foi tudo tão perturbador. Também foi muito difícil de fazê-la. Tenho feito o Bryan Cogman se sentir tão mal por escrever essa cena: “Eu não posso acreditar que você está fazendo isso comigo!” Mas eu secretamente adorei.

  • E daí que ela curtiu? Tem tantas mulheres “defendendo” o estupro da Sansa, que não me surpreende o fato da atriz ser uma delas, hehe.

  • Alvaro Rexs

    Mas Podrick sabe quem é Arya.
    Brienne tem alguma pista de ela está em Winterfell?
    É mais provável que Brienne e Podrick façam as vezes de Mance e das esposas de lanças com Sansa mesmo.

  • Alvaro Rexs

    Sim, eu sei. Só nao sei como eles podem confundir Myranda e Arya, uma vez que Podrick sabe quem ela é.
    Não há pistas que dessem a entender a Brienne e Podrick que Arya poderia estar em Winterfell.

  • marcusnhehengatu

    O episódio foi muito ruim, realmente concordo com a maioria do que foi dito.

    Na série, acho que a cena mais desnecessária de estupro de todas foi a da Daenerys, não só porque não aconteceu no livro, mas porque Drogo não era sádico. No final, só jogou a coisa na conta da visão etnocêntrica que a – tipo, “ah, eles são selvagens, isso é normal”.

    Colocar Jaime como estuprador se afasta um pouquinho do absolutamente injustificável porque os Lannisters têm relações de abuso muito fortes uns com os outros. Entretanto, acho que a série tinha formas mais elegantes para transmitir essa noção.

    Curiosamente, apesar de ser a mais chocante das três, acho que a cena com a Sansa tem uma pequena chance de ser diferente no longo prazo.

    SPOILER ALERT – Não leia se não leu o livro!!!

    A equipe pode ter estar tentando fundir Sansa com a Lady S… . Não que ela precise de violência sexual para se vingar – ela já queria essa vingança antes. Mas o impacto psicológico disso seria imensurável, equivalente à transformação de alguém submetida a dores inimagináveis, deixando Sansa morta em vida – ou louca. A fala do Mindinho “Ela já sofreu bastante” e outros indícios apontam nessa direção.

    Se for isso, a proposta da cena muda completamente e deixa de ser gratuita, pois iguala estupro a morte. Não estou dizendo que vai ser bom ou que vai funcionar no longo prazo. Dramatizar a transformação psicológica provocada por esse tipo de evento é sempre arriscado.

    Quero ver no que vai dar, apesar de outras escolhas da equipe criativa terem me deixado pessimista.

  • Quando eu li o comentário dela pensei “não pode ser….. ela está sendo tão ingênua”. Talvez ela não tenha a real concepção de sua personagem e muito menos de que aquela cena foi muito mais para o Theon do que para ela, tornando o uso da personagem naquele situação meramente uma ornamental. Até porque, para a Sansa construída nos livros e mesmo na série, não haveria coerência alguma

  • Mike

    A Arya e o Tyrion tb rsrs.

  • Roberto

    O estupro de Daenerys teve um significado, mostrou como ela era ainda uma criança quando foi vendida para Drogo, como ela não era reconhecida pelo marido, o que mudaria no futuro quando ela o conquista com xhana ,mas o estupro de Sansa foi simplesmente, Sonsa. Não teve significado, pareceu que como faltou uma morte no episódio resolveram improvisar!

  • Roberto

    Não exite problema pensar diferente, como não existe problema de reclamar do que foi feito.
    Repetindo: a critica foi contro o que foi FEITO, e não contra o que foi PENSADO!

  • Roberto

    Não exite problema pensar diferente, como não existe problema de reclamar do que foi feito.
    Repetindo: a critica foi contro o que foi FEITO, e não contra o que foi PENSADO!

  • Hugo Leonardo

    é bem provável ser isso a acontecer mesmo… O foda é que com isso, ignorou todo o núcleo do Vale que é onde mostra o crescimento da Sonsa como personagem…

  • Roberto

    Nossa o vitimismo ta de baldes aqui!

    O que queremos é que a serie volte a ser o que era, uma serie maravilhosa, e não um arremedo do que já foi um dia!

  • Roberto

    Outra coisa que queremos é que Sansa não fique revezando a a criança sonhadora da primeira temporada e a mulher manipuladora que era no começo da 5°, é como se fossem duas personagens diferentes!

  • Obrigado Roberto.

  • Niculas

    Não que eu acho que a cena foi uma maneira correta, mas talvez a Sophia queria crescer a imagem de menina para de uma mulher que ela não tinha… Como muitos artistas vêm usando. Talvez os produtores queriam mostrar uma personagem “passando por uma barreira ou sacrifício”, mas não necessitava dessa maneira e ela passa medo durante a cena, contrariando o dialogo que ela teve com a Myranda. Tá tudo tão errado…

  • marcusnhehengatu

    Acho que o estupro da Daenerys foi o mais desnecessário, havia outras formas de se chegar ao mesmo arco de crescimento, até porque o Drogo não era nenhum sádico.

    De qualquer forma, a cena só ganhou esse significado que você falou depois da transformação dela, ou seja, vários episódios. Nesse sentido, o argumento do Vinicius Martini continua de pé.

  • Sílvia Granger

    Sophie foi infeliz na escolha das palavras, não vamos esquecer que ela só tem 19 anos. Uma atriz mais experiente provavelmente diria que foi uma “experiência desafiadora”. E ela não está falando que adorou a Sansa ser estuprada, inclusive ela ficou surpresa quando leu o que aconteceria. Ela fala da questão de roteiro e atuação, o que para ela é algo novo.

  • Aluno P

    Discordo de praticamente tudo. Primeiramente quero deixar claro que sou feminista, completamente contra estupro e qualquer tipo de violência contra a mulher. Achei uma análise
    simplista muito diferente do modo como foi adjetivada pelo tradutor(“isenta e longe do que se pode chamar de extremista”). Não sou um bom escritor por isso vou fazer um
    mega resumo das minhas opiniões.

    Diversas vezes no texto é dito que Sansa é forçada a casar com o monstro que destruiu
    sua vida. Isso é completamente equivocado, não há nada que sustente isso. O
    casamento é completamente consensual. O Mindinho claramente da uma opção de
    escolha para ela, e fala que se ela negar eles irão embora, se o Mindinho
    realmente iria acatar a decisão dela ou não no caso de uma negativa jamais
    iremos saber, mas o foco não e sim que independente das reais intenções do
    Mindinho a Sansa concordou com o casamento. Isso faz o estupro consensual? Não,
    mas no mínimo ela sabia que iria acontecer. O que justamente chega ao ponto que
    estão todos criticando a força da personagem, Sansa sabia que não jamais iria
    querer transar com Ramsay e não é mais ingenua para crer que esse respeitaria
    sua vontade. Ou seja Sansa usou o seu próprio estupro como forma de alcançar os
    seus objetivos, se isso não é força eu não sei o que é. O discurso do autor
    desse texto é lotado de vieses, ele fala que a Sansa podia ter manipulado
    Ramsay de uma forma mais clara pro público, de uma maneira que ele conseguisse
    perceber, mas isso é completamente absurdo. Sansa consegue planejar o seu
    estupro justamente por ser algo previamente planejado, no momento ela não pensa
    nisso e nem seria capaz de fazê-lo simplesmente porque a Sansa é um ser humano,
    não pq ela não tem força suficiente e sim pq ela não é uma psicopata ou uma
    doente mental como o bastardo que consegue abdicar completamente de seus
    sentimentos. Como alguém poderia ficar mentalmente estável a ponto de conseguir
    manipular um doente no momento em que está sendo estuprada pelo assassino da
    sua família? Isso seria completamente ridículo e irreal.

    Essa cena está sendo tratada de uma maneira errada para mim, como se fosse o ápice do
    roteiro, como se o objetivo da mudança na história da Sansa fosse de apelar
    para um estupro “sensualizado” como já li dizerem. De sensualizado a
    cena não tem nada, não há nenhuma intenção de tornar aquela cena como algum
    tipo de fetiche ou dar um tom positivo pro estupro. Desculpe-me mas se você
    teve alguma sensação positiva ao ver o Theon ou a Sansa chorando eu aconselho
    procurar um psiquiatra.

    Em geral não gosto das mudanças que a série faz acho que a única que gostei nessa temporada foi a Sansa ir para o norte. Ela tem poucos capítulos no quarto livro e na minha
    visão o principal foco nos seus pontos de vista são as ações do Mindinho e não
    da própria. Com essa adaptação ela ganhou uma importância para história muito
    maior do que tem no livro, representa muito mais poder e importância para o
    continente. Ao meu ver esse é o objetivo final, ter mais carinho com a
    personagem e dar mais poder a ela. O estupro foi só uma consequência a essa
    estrada que os roteiristas escolheram. Não haveria como cortar a cena do
    estupro, fazer de outra maneira poderia ser, mas a partir do momento que casam
    a Stark com o bastardo não seria possível cortar a cena. Simplesmente mostrar a
    Sansa no dia seguinte como se nada tivesse acontecido?

    Sobre a cena ser mais do Theon eu concordo, mas claramente para mim não foi para menosprezar a personagem e sim para suavizar o estupro. Sejamos sinceros, olha a confusão que essa cena causou, se fosse focado na Sansa seria uma cena muito mais pesada e sofreria muito mais acusações do que já está sofrendo.

    Outro ponto que não irei me alongar muito é sobre o estupro não fazer a personagem crescer. Sobre a falta de força da Sansa eu simplesmente tenho uma opinião diferente, no entanto dizer que o
    estupro não é importante na formação da personagem é claramente um erro e não
    uma opinião. Só digo uma coisa essa cena foi a última cena do último episódio,
    não sabemos como isso vai influenciar ou não na personagem. Como falei acho que
    o estupro da muita força a personagem, mas mesmo que não considerasse isso não
    poderíamos saber como isso vai afetar no futuro. Para essa discussão precisamos
    esperar mais informações se não desejamos ser levianos e injustos.

    Por fim estamos lidando com uma história de ficção, Martin nos inseriu em um mundo claramente machista. Um mundo em que os pobres não tem vez, a justiça é uma ferramenta que os poderosos usam para punir os mais fracos a seu bel-prazer, um mundo no qual a vida tem um valor muito
    pequeno que milhares se vão com a guerra como se não fossem nada. Estupros e
    assassinatos são cometidos aos montes. Um assassinato segundo as punições da
    legislação brasileira é mais grave do que um estupro, então pq um não nos causa
    efeito nenhum enquanto o outro nos gera tanta aflição? Não me venha dizer que o
    estupro na ficção em uma sociedade machista tenta induzir ou tornar o mesmo
    algo comum ou natural porque o mesmo argumento seria válido para assassinatos.
    Vivemos em uma sociedade tão homicida quanto machista, em 2012 o Brasil foi o
    país com maior número de homicídios no mundo. E na maioria das ficções
    assassinatos são bem mais presentes e tratados de maneira banal e muitas vezes
    com tom positivo de glória e salvação enquanto não me lembro de ter visto o
    estupro sendo tratado dessa forma.

    Como disse inicialmente sou feminista, vejo na série a banalização do sexo e da figura feminina, no entanto quando se trata de estupro acho que a coisa muda de figura e não é tratada da mesma maneira, e nessa cena mais do que qualquer outro estupro da série foi dramática e terrível.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Mas no livro também não fala que, por exemplo, em casamentos dothrakis não ocorriam no mínimo uns 3, 4 estupros ou brigas? não tô me lembrando direito.

  • Pessoal dos comentários e pessoal do site, olhem este artigo que interessante:

    http://filmschoolrejects.com/features/game-of-thrones-hates-dorne.php?utm_content=bufferc4a73&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer

    Nele é discutida a questão da redução das personagens femininas na trama, discutindo principalmente a questão de Dorne, reino no qual, as mulheres tem participação política equivalente à masculina.

  • Julio Caio

    O que eu citei foi direcionado ao comentário que ele me critica por silêncio de argumentos. Eu já falei que não comentei pra fazer análise da análise do texto e sim para deixar uma opinião. Mas já que vocês insistem tanto que eu dê argumento para o primeiro comentário ok. Quando o cara do texto cita que quem define o que é algo na série (no caso o estupro) é a audiência, e depois diz que se a cena fosse feita de tal modo o efeito ia ser outro, ele está se contradizendo. Se é a audiência que define como ele sabe qual será o efeito? E os argumentos de adolescente que citei você pode pegar essa citação que retirei, e juntar a toda linguagem “hater” da internet que ele usa junto a palavras requintadas (para se camuflar de parecer qualquer um). Ta bom pra você? Agora que dei esse argumento virá mais haters tentando desvalorizá-los porque o que pendura hoje nessa geração é discutir para “ganhar” e não para refletir, o like vale mais do que novas visões.
    Minha critica acabou virando ao administrador mesmo, porque vejo nesse e em vários outros posts que as pessoas que tem coragem de opinar alguma coisa que vai contra são sempre respondidas de forma rude, desrespeitosa ou irônica. A afronta não é construtiva, ele é repressiva. Esse é o problema de muitas pessoas hoje, não tolerar opiniões contrárias. Não to me fazendo de vítima, só to dando uma critica pra perceberem o quanto estão desagradando alguns quando não respeitam diferenças de pensamento, exatamente igual Game of Thrones faz com vários fãs (olha a hipocrisia ai). Gerar posts de crítica é totalmente válido, o problema é quando isso vira o foco da página. Mesmo quando o post não é para criticar, os usuários ficam lá o tempo inteiro xingando e chorando, e quem não fizer o mesmo recebe uma enxurrada de comentários repressivos apoiados pelos administradores. O que era pra ser uma descontração vira uma batalha para ver quem se acha mais inteligente em um site (quanta segurança em).
    Eu não queria abandonar a página pois acho que possui material de grande qualidade, mas o comportamento dos que frequentam aqui ficou totalmente desagradável. Desde a segunda temporada venho aqui, e nunca vi tanta raiva nos comentários. Ficou desagradável, e não sou o único que pensa assim não.
    Espero que o pessoal do site não dê uma de D&D e trate os visitantes igual a eles, estilo “quem não quer não comente/não entre”. Pense que talvez seja por isso que vocês tenham tanta raiva dos produtores, porque são iguais.

  • Adriano

    1º Ponto:
    Os atores no geral gostam de realizar cenas difíceis (foi uma cena difícil)… Estas cenas tem o desafio da interpretação suprema. Tanto que os atores que ganham os prêmios mais cobiçados na indústria televisiva e cinematográfica são, geralmente, os que participam de cenas dramáticas… Uma solução que arranjaram pra isto foi a criação de prêmios para atores de série humorística ou musical… pois senão os atores dos dramas levariam a GRANDE maioria dos prêmios.
    ——–
    2º Ponto:
    A interpretação do trio de atores foi espetacular. O Alfie Allen interpretou soberbamente o quanto Theon ficou aterrorizado ao vislumbrar a cena… A expressão facial de Sophie quando ela vira de costas é a mostra de quem descobriu que esta em um pesadelo e que não tem como escapar. È o semblante do desespero… O Iwan Rehon estava impecável, e eu tive vontade de pendura-lo pelas bolas em um arvore qualquer dos Sete Reinos .
    Tudo isto que citei é mérito dos atores e de quem dirigiu a cena.
    ————
    3º Ponto:
    Não estamos julgando a interpretação da cena … estamos julgando os vários aspectos e o contexto (macro e micro) da inclusão desta cena dentro do universo de GoT:
    – Foi estupro ou não foi estupro??
    – A inclusão de Sansa no lugar de Jeyne Poole foi válida??
    – Afinal de contas a cena é para o desenvolvimento de Theon ou de Sansa..???
    – Como diabos o Mindinho não sabia da fama de Ramsay (descaracterização do personagem)??
    – Sansa estava numa crescente, aprendendo algo e se impondo. Não ficou fora de contexto ela dar uma dura em Myranda e na cena seguinte ela apenas se abaixar e aceitar o estupro???
    – GoT é sexista e misógina..???
    – Se não é , porque incluir em seu roteiro tantas cenas que, não são retratadas nos livros de agressões, mutilações e estupros contra mulheres..???
    – Sansa terá forças pra se reerguer depois desta???
    – Se ela se reerguer não será uma atitude fora do contexto..???
    Olha só quantas perguntas que eu fiz no meu intervalo pra almoço…. Imagina um cara com muito mais tempo e querendo realmente colocar gasolina na fogueira.
    ——————–
    E pra mim fica claro ao menos uma coisa:
    Se os produtores /rotieristas da série estivessem acertando (ou acertado nesta cena) , nós não estaríamos aqui discutindo… Na página do comentário com Spoiler ja passou de 850 os comentários… Creio que deva passar de fácil dos 2 mil comentários entre as páginas do site sobre esta cena… Então meu rei, TEM ALGUMA COISA DE ERRADA. É lógico que estes mesmos roteiristas acertaram em várias situações nas adaptações e cito :
    – A luta entre Ned e Jaime Lannister em que Ned é ferido… Jaime busca explicações de onde esta o irmão Tyrion.
    Eles acertaram ali… tiveram bom senso e feeling em transportar algo dos livros de maneira diferente para a série sem quebrar o contexto dos personagens:
    – Ned continuou sendo foda;
    – Jaime continuou sendo foda.
    Outra cena:
    A morte de Ygritte por Olly:
    – Eu GOSTEI apesar de clichê.
    Não ficamos na dúvida de quem matou Ygritte… foi Olly. E agora sabemos que ela AMAVA Jon Snow até os últimos fios de cabelos ruivos que ela tinha na cabeça e em outros lugares e PONTO FINAL.
    Outra Cena:
    – Robert e Cersei discutindo a sua união.
    Eles tendo uma boa DR entre o casal, que se fosse hj acabaria em separação, mas como são rei e rainha continuaram se aturando.
    Porque não continuaram fazendo isto… boas adaptações sem mudar o contexto dos personagens envolvidos e da história????
    ——
    O outro ponto que quero levantar e a questão da audiência…esta
    caindo…de 8 milhões para 6 milhões… E isto é devido a que??? Acertos
    ou erros???…Leio diariamente este fórum e ja vi mais de 10 pessoas
    dizendo que vão abandonar a série… Conheço dois amigos do meu circulo
    social que realmente vão abandonar… Então..??? Isto é devido ap que em especifico?? Acertos???..

  • Vaz

    Eu quero mesmo o sexto livro! hehehe

  • Paulo

    Quando você disse ” o que mudaria no futuro quando…” sobre a Daenerys, é exatamente o que o Vinicius quis dizer. O estupro pode ter um papel fundamental numa mudança de postura da Sansa ou do Theon futuramente, é realmente muito cedo para dizer que essa cena foi desnecessária.

  • Vaz

    Ela atua muito bem mesmo, mas foi muito chato o excesso de cenas escuras no plot dela, eu não conseguia enxergar nada!

  • Refer

    A cena de estupro da Daenerys acontece nos livros sim, coleguinha.

  • No seu primeiro post, que gerou toda essa confusão, você faz uma série de comentários depreciativos sobre o texto sem dar nenhuma explicação, o que obviamente faz com que eles pareçam simplesmente uma crítica gratuita (como inúmeros outros que vemos por aí). É demais pedir explicação sobre os porquês?

    Se você acha que a “raiva nos comentários” vem de quem “apoia os administradores” ou deles mesmos, talvez não perceba ou não saiba sobre a enxurrada de xingamentos, ofensas e críticas vazias que aparece aqui todos os dias, principalmente nos últimos (e aí realmente não por culpa sua, porque a maioria dessas coisas são excluídas). Não se pode dizer, porém, que não haja opiniões divergentes das nossas aqui nos comentários. É só rolar o mouse aí.

    Quanto à contradição apontada quanto ao argumento de ser a audiência que define o que vai ser inserido no roteiro e o quê não, a explicação é muito simples. Está mais que comprovado, seja em outras séries e filmes ou dentro do próprio Game of Thrones, que violência gráfica, gratuita ou não, gera buzz e audiência. Isso não foi um chute dos produtores, foi deliberado, porque não foi a primeira vez que isso apareceu em tela e gerou publicidade e chamou a atenção. O que o autor quis dizer é que eles simplesmente seguiram a já bem sucedida receita de inserir cenas de violência para chocar e chamar atenção, mesmo que para o plot faça pouco ou nenhum sentido, esperando que mais uma vez isso se reflita em em audiência.

    A outra parte sim, concordo com você que o ideal seria que ele tivesse de fato elaborado o porquê de a cena com Mindinho e Cersei ser tão idiota. Mas não acho que ele não tenha feito isso por incapacidade ou que isso caracterize um “argumento de adolescente”. Acho que ele o fez porque já estava indignado com a outra situação e porque de fato a cena e a premissa ali são obviamente idiotas em inúmeros pontos (Petyr revelar abertamente o plano, Cersei por mais estúpida que seja anuir com ele, Cersei não saber que soldados do Vale liderados por Petyr subiram para Winterfell, o plano só funcionar porque não tem Jaime em King’s Landing mesmo que o Petyr não soubesse disso, entre outros motivos), prescindindo de uma explicação.

    Só faça o favor de não achar que eu respondi ao seu comentário para “sustentar meu ego intelectual através de upvotes” porque isso é um ad hominem sem tamanho.

  • Cláudia Guirado

    Concordo com você Naiara Silva, espero uma Sansa, mais obstinada daqui pra frente. Creio que na cabeça da personagem, ela já estava esperando o pior em relação a este casamento. Não ia mesmo ser um conto de fadas.Mas, acho que ela sairá mais fortalecida para buscar o que pertence à ela.

  • leandrosr

    É um direito seu. Também discordo de todas as suas justificativas, pois considero que foram baseadas em especulações sobre o que o personagem esta pensando e planejando, o que com certeza não saberemos.

  • leandrosr

    Já vimos! Excelente texto

  • Cláudia Guirado

    Concordo plenamente com tudo que você disse. Eu particularmente, continuo amando a série e aguardo ansiosamente pelos próximos capitulos.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    Achei interessantes alguns pontos que você levantou, e voltei no post pra dar uma comparada.

    Como você disse, a personagem tava indo se casar com um cara sádico (se bem que, se o Mindinho “não sabia” disso, muito menos ela). Mas não é como se tivesse sido uma decisão dela de fato, sendo mais um meio de sobrevivência da garota (tanto é que é bem tenso como ela demora pra dizer os votos dela, como se não quisesse fazê-lo, mas é obrigada).

    Mas ainda que não tivesse possibilidades de escolha, ela sabia que estava se casando com um cara sádico (como descobriu naquele almoço do episódio passado), e que o momento da consumação chegaria. Como não vimos o próximo episódio, podemos duvidar se Ramsay foi cuidadoso fisicamente com a menina (abalada emocionalmente ela já estava), mas pelo que parece, o objetivo foi ferir. Acho válido dizer, como você disse, que era esperado, tendo em vista toda a situação.

    Porém, anteriormente os roteiristas indicaram que a situação poderia ser diferente, que Sansa poderia deixar de ser um mero objeto no jogo. Claro que, numa visão medieval, é natural ela ser vista como só um objeto. Mas isso não exclui a possibilidade dela de ser algo mais. E o poder de transformar ela neste algo a mais estava nas mãos dos roteiristas, e eles sugeriram que fariam isso. Mas na hora H, resolveram deixar o crescimento de lado pra ficar na mesmice (vou nem dizer que foi pra chocar, pois como você disse, poderia ser pior).

    Ela vai crescer após essa situação? é possível. Mas era necessário esse meio pra que ela crescesse? acho que não. Poderiam ter feito ela ter forçar pra afastar o estupro, mas aparentemente ela vai ter forçar apesar do estupro.

    Quanto ao fato de estupro assustar mais que homicídio, é algo estranho mesmo. Não tenho grandes explicações sobre assunto, apenas que talvez aquele ato seja tão chocante por interferir tanto na dignidade de uma pessoa. Mas é estranho mesmo.

    Mas valeu por colocar seus pontos na mesa, realmente nos faz pensar mais.

  • Sheila Albuquerque

    “Sansa usou o seu próprio estupro como forma de alcançar os
    seus objetivos”

    tive q parar pra vomitar

  • Sheila Albuquerque

    então ela é uma alienada, até os homens da cena disseram q odiou ter q fzer a cena…até aposto q ela já mudou de tom

  • Rafael Von Ah Bento

    O pior de tudo ao meu ver é que esse episódio foi de longe o mais fraco da temporada. Aquela cena de luta em Dorne com as coincidências de TODOS chegarem no mesmo horário com o mesmo objetivo foi de um amadorismo sem tamanho, sem contar a patética luta entre eles. Tyrion e Sor. Jorah Mormont sendo pegos nessa altura do campeonato? Ah velho, sem comentários… olha só como a série poderia estar com o jovem Griff, Jon Connington e Tyrion Lannister dialogando, como seria rico o desenvolvimento desses personagens… cade o Príncipe Quentyn e a Arianne Martell?? O arco de Dorne esta sendo destruído… ta difícil HBO

  • Pati

    Mas o Podrick nem está em Winterfell ainda, e se estivesse quem acreditaria nele? ele não é ninguém para os Boltons nem foi para os Starks e pro povo do norte, a confirmação do Theon é que foi importante.

  • Pati

    Claro, porque é isso que o estupro faz com as mulheres, caramba! eu preciso ser estuprada então!

  • marcusnhehengatu

    Na cena original, Drogo se mostra um gentleman e gasta um tempão acalmando a Daenerys assustada, convencendo a menina que ela era com muito jeito, apesar de ele poder fazer o quisesse, apesar de os dois serem estranhos, de culturas diferentes, que nem falavam a mesma língua. Olha a conclusão da cena, no original:

    “He stopped then, and drew her down onto his lap. Dany was flushed and breathless, her heart fluttering in her chest. He cupped her face in his huge hands and looked into his eyes. “No?” he said, and she knew it was a question.

    “She took his hand and moved it down to the wetness between her thighs. “Yes,” she whispered as she put his finger inside her.”

    em tradução livre

    “Ele parou, e a pôs no seu colo. Dany estava enrubescida e sem fôlego, seu coração palpitando no peito. Ele aconchegou sua face nas suas mãos enormes e olhou em seus olhos. “Não?” ele disse, e ela sabia que era uma questão.

    “Ela tomou sua mão e a colocou na região molhada entre suas coxas. “Sim”, ela sussurrou enquanto pôs seu dedo dentro de si.”

    Ao contrário da série, em que o Drogo aparece exercendo seu “direito”, penetrando-a por trás, enquanto ela chora para a câmera.

  • marcusnhehengatu

    Eu não lembro de falarem em estupros nos casamentos – falavam em mortes.

    “A Dothraki wedding without at least three deaths is deemed a dull affair.”

    Também havia algo de fazer sexo ao ar livre em algumas ocasiões. Agora, Dothraki estuprando a rodo só na guerra, o que não os faz diferentes de nenhum povo Europeu antes da Revolução Industrial.

  • Julio Caio

    Você sabe muito bem que o jeito que você respondeu não foi apenas um “porque”. Já rolei bastante o mouse pra ver essas opiniões divergentes, e muitos tem comentário seu ou de outro usuário desmoralizando a pessoa. Inclusive dei uma olhada só nos seus comentários, sempre que não concorda com algo termina o comentário desmoralizando, exatamente como nesse. Você sabe que faz isso, só não tem a maturidade suficiente para admitir. O que você quer dizer com “diz bastante também?”. Não venha dar uma de ingênuo, mas você sabe que sua intenção não é apenas perguntar. Você diz que eu fiz comentários depreciativos sobre o texto, se te ofendeu porque acha o autor um gênio, me desculpe, mas o engraçado é que o tempo todo há comentários depreciativos sobre D&D, Cogman, Emilia Clarke e entre muitos outros da equipe de GoT, e aí esses comentários são totalmente apoiados. Quando surge um comentário que questiona os que criticam, você até aceita, mas sempre vai fazer um comentário desmoralizante em cima.
    Enfim, você vai me responder negando tudo com mil argumentos mesmo sabendo que o faz, por isso eu vou me abster de comentar mais, já gastei muito tempo com essa discussão que não leva a nada. Só ache o que você quiser, afinal você já conseguiu seu objetivo, que é afastar quem não concorda com os posts. Abraço.

  • marcusnhehengatu

    Incrível a análise.

  • Letícia Drumond

    Sem comentar sobre a cena do estupro, que foi bem esplanada acima, a luta de Dorne foi a coisa mais Jiraya que vi nos últimos tempos.

  • Pequeno Cícero Aposentado

    A luta em Dorne foi nível “luta dos reportes” em O Âncora kkkk. E os piratas que capturaram o leão e o urso devem ter level 100 de sneak kkkkkk.

  • Meistre Alex

    Não é um bordel, é um teatro.

  • Não estou dando uma de ingênuo, é claro que fui e sou incisivo nos comentários, mas a pergunta ainda é válida: é demais perguntar o porquê de tantos comentários depreciativos sobre o texto quando eles não vêm acompanhados de explicações para tanto? Não que eu ache que o autor é o gênio imune a erros, mas do jeito que o seu post apareceu realmente ficou parecendo uma crítica vazia como tantas outras por aí, e não fui só eu quem tive essa impressão, como dá para perceber pelo comentário de outro usuário a respeito (cuja concordância você provavelmente deve atribuir meramente ao fato de eu ser moderador, mesmo não sendo esse o caso). É claro que o “diz bastante também” que eu usei foi uma provocação, eu não nego isso. Foi sim uma insinuação no sentido de que parecia que não tinha fundamentos para as críticas que fez, pelo simples motivo de que você não os apresentava.

    A respeito dos comentários sobre outros comentários, eu continuo podendo, mesmo como moderador, como qualquer um aqui discutir e opinar sobre o que os outros pensam e discordar dessas pessoas, desde que não o faça com ofensas gratuitas. E é óbvio que tenho meus próprios posicionamentos. Se você considera que qualquer divergência enfática ou irônica seja “desmoralizante”, isso é uma opinião, talvez seja realmente o caso e eu exagere. Não há abuso, porém. A discussão e as respostas estão abertas a acontecer pelos dois lados. Se não for algum xingamento em resposta o comentário vai aparecer da mesma forma se for direcionado a mim ou a qualquer outro. Alguém deletou esta mesma discussão aqui, afinal?

    Enfim, já está claro que você formou uma opinião e não parece que vai mudá-la, independente do que eu disser. De qualquer forma, desculpe se a provocação na discussão é entendida como “desmoralização”, de fato há em alguns momentos há exageros da minha parte. O espaço, porém, continua aberto para quem argumenta.

  • marcusnhehengatu

    Sério, muito abaixo de tudo o que a série já produziu.

  • Baelish

    A sansa ja sabia q isso aconteceria,,,n ser estuprada,mas que teria q consumar o casamento,mas ela n queria se casar muito menos consumar o casamento,mas ela escolheu isso pois cansou de ser uma inutil, como o mindinho deu a entender que ela era,ela escolheu vingar a familia, ela ja devia imaginar q poderia acontecer isso no caminho.vamos esperar a vingança…..A Dany passou por algo semelhante na primeira temporada e no caso dela foi ainda pior,pois ela n teve nenhuma escolha,na serie the borgias tem uma cena mto parecida com essa tbm,nessa época era assim,vc n escolhia seus casamentos e era obrigada e pronto,e nao é sempre que vc vai encontrar um Tyrion Lannister pra se casar….Enfim só esperando os Outros pra ver se salva essa temporada..

  • Isso aí! To nesse time. Adorei o seu resumo com as perguntas!

  • Adriano

    “Ou seja Sansa usou o seu próprio estupro como forma de alcançar os
    seus objetivos, se isso não é força eu não sei o que é”
    —————-
    Sorry, mas esta frase invalida todo o seu texto.
    Sem ofensas, mas esta colocação é um insulto a inteligência de qualquer um… Como disse a Sheilla ai embaixo tive vontade de vomitar.
    Vc esta confundindo Sansa Stark com Lisbeth Salander da Trilogia Millennium. São pessoas diferentes com personalidades COMPLETAMENTE diferentes.
    Lisbeth luta muito na cena do seu estupro, mesmo ela tendo planejado aquilo.
    Se Sansa estivesse planejando aquilo, ela não estaria tão apavorada na cena e tem outra, nos trailers do próximo episódio ela esta chorando ao ser beijada por Ramsay e me parece bastante abalada.
    Lisbeth teve forças pra levar a cabo o seu intento, porém ao perceber que seria estuprada num coito anal, lutou furiosamente (a intenção era que o sadico do seu tutor fosse filmado induzindo-a a um sexo oral).
    Sansa somente chorou pois ela foi SURPREENDIDA. Por parte de Sansa, aquilo foi tudo, menos premeditado.

  • Felipe Guadanhini

    a cena em Dorne parecia filme da sessão da tarde

  • Valéria Corley

    Ah, que bom que alguém prestou atenção no contexto em que a atriz falou da cena, atores “gostam” de cenas difíceis, dramáticas, pensando no contexto de atuação! Eles são mais “valorizados” atuando nelas. Achei que fosse óbvio…
    Concordo que o problema não é a adaptação por si, mas más adaptações (como já falei em outro comentário) e acho que você fez questionamentos extremamente pertinentes. Pra mim a questão do Mindinho é a mais descaradamente incompetente de todas, é fato que descaracterizou o personagem.
    Sempre tive várias ressalvas com a série, sempre ocorreram apelações (existe uma cota de “peitinhos” pra aparecer em séries da HBO, o próprio criador do True Detective disse isso, ao comentar uma cena de sexo da sua série, dando a entender que por ele nem teria), mesmo quando era mais fiel; em geral não acho (acho, minha opinião) que os roteiristas são lá muito competentes e por isso costumam descambar pra adaptações estranhas, fora de contexto.
    Mas pra não falar que só reclamo, vou mencionar uma cena que não tem nos livros e que gostei muito, que foi na segunda temporada a Arya interagindo com o Tywin Lannister.

  • Valéria Corley

    Pelamor, a parte de Dorne não teve nada que salve, e o que foi aquele núcleo “malhação” da Myrcella com o “namoradinho”, teve quantas cenas de beijinhos dos dois, umas três?? Sério? Que coisa mais estúpida! O resto o pessoal já comentou e assino embaixo da cena de luta ridícula, as coicidências de chegarem todos juntos pra lutar completamente a esmo, nem fingiram que o Jaime e o Bronn pularam uma cerquinha, como alguém comentou aí. O papai chegando pra pegar a filhinha com o namoradinho. Foi tudo MUITO tosco. As tais serpentes já não convenciam ninguém, me segurei pra esperar elas aparecerem pra falar, mas até no cast parece que os produtores ficaram preguiçosos. De que adianta uma super produção (e nessa parte o seriado sempre foi muito bem feito) em 3 países se parece que ficaram com preguiça do núcleo de Dorne e filmaram de qualquer jeito? Foi a minha impressão.
    A cena da Sansa concordo com o site, nem vou comentar mais.
    Ah, e gostei da cena da Arya, rs!

  • Cecilia Saraiva

    Verdade, é um teatro. Mas rola um lance de sedução, ela convida o cara pro quarto dela e age. Vão sexualizar mais isso do que o necessário, aposto.

  • Guigo Rocha

    Novamente: D&D são péssimo roteiristas, mas ótimos adaptadores. Sempre que comparados a obra original, claro. Tudo o que eles inventam, cortam da história, mudam… fica uma porcaria se comparado a como está nos livros.
    Dessa maneira, novamente: SEMPRE que vocês compararem a série com os livros irão se decepcionar. Primeiro porque a história já foi descaracterizada lá na primeira temporada. Segundo porque chegou um ponto da história que tudo é em torno de expectativa. Não há mais o que ser contado, só inventado.
    Foi estupro? Foi. Foi agradável? Não. Causou revolta? Sim. Mas eu não consigo entender porque que PARA A HISTÓRIA é aceito o fato de no primeiro episódio aparecer uma cena de incesto e ninguém reclamar. A não ser que eu esteja no meio de “Adivinhadores de futuro” eu não sei como as pessoas não conseguem entender que isso pode sim ter um contexto para a história que eles querem contar.
    No mais, só acho que essa galera do mal está começando um jogo muito mais perigoso que o dos tronos: o jogo da insipiência. As pessoas não querem aceitar, não querem entender, não querem pensar. Elas estão tão presas no que foi escrito pelo Martin que não aceitam de maneira alguma que aquilo mude. [EDITADO]

  • Manderly

    Porto Branco está com você! Péssima adaptação dos livros e cheia de violência e misoginia gratuita. Também assassinaram o arco de Dorne. Espero que melhore muito o roteiro ou os manderly também irão abandonar este barco.

  • Roberto

    Concordo contigo. Todo domingo eu assistia um episódio do GOT e no final soltava um “caraca” que foi isso? Essa 5a. temporada está difícil de engolir. Abs

  • Roberto

    Concordo. Os produtores, os roteiristas e os diretores ficaram preguiçosos. Adaptações são necessárias no meio televisivo. Algumas ficaram ótimas, mas essa temporada está virando um novelão tipo Revenge – credo.

  • Thror

    Os Martell são a maior piada dessa temporada.

    Me lembro do impacto que é Dorne em sua primeira aparição nas Crônicas: lança solar fervilhando, a população toda espumando e berrando para o seu príncipe ocioso ir “as lanças”. Vc sente o impacto da morte de Oberym em todo um estado. Vc sente o amor para com a Víbora, não só por parte de suas filhas e de sua esposa, mas em toda uma população que o reverenciava. O leitor já gosta do lugar, pq o lugar é a sua população, e a população gostava do Oberym assim como o leitor. A empatia gerada é instantânea. A Dorne da série não tem dorneses, tem apenas um palácio bonito.

    E a Arienne, ah Arianne. Não me venha dizer que a personagem se encontra toda representada pela Ellaria, NÃO!

    A motivação da Ellaria é puramente passional e de vingança, junto com as serpentes da Areia (que por sinal nenhuma tem uma grande personalidade, com exceção da Obara. E não vou nem falar da atuação da desta última… Cristo!)

    Já Arienne é um jogadora, ela se sente traída pelo pai. Ela quer dar um golpe, pondo a Myrcella no Trono de Ferro de acordo com as leis dornesas. Ela manipula, ela joga, ela reage. Uma estadista e não uma amante com sede de vingança. Arienne gostava do tio, todos gostavam, mas vê em sua morte uma forma de ascensão ao posto de Princesa de Dorne. Destronar o pai fraco, e ter um governante forte.

    Sem falar na comitiva de conspiradores… Afinal o golpe nos livros vem elaborado através de uma porrada de pensadores diferentes e não de 4 pessoas com o mesmo objetivo de vingança que ficam de mimimi em baixo de de uma tenda no meio do nada.

    Enfim, os produtores transformaram toda essa trama conspiratória e de motivações complexas e oportunista em uma vingança barata/filme de aventura B.

    A piada que é a cena da Myrcella neste episódio foi terrivelmente bem descrita pelo escritor acima. EU mesmo, olhando o episódio, estava morrendo de vergonha alheia. Quem foi o fdp que deu essa ideia na reunião de roteiro? Que sua cabeça seja posta em uma lança.

  • Pati

    condordo plenamente!

  • gabriel marques

    uma coisa é você fazer pequenos cortes na serie,botar historias adcionais, não tenho nenhum problema com isso,serie é serie e livro é livro, o senhor dos anéis tem grandes diferenças entre o livro e o filme,mas o filme respeitou a obra original,ficando até melhor que os livros. esse nao é o caso de game of thrones,principalmente na quinta temporada, as quatro anteriores foram excelentes,conseguiam manter o ritmo do livro. mas foi a maior mancada da história da serie ter criado um grande abismo entre os livros e a serie. cortaram personagem muito importantes e colocaram o fardo em outras pessoas. sinceramente eu gosto da serie,estou achando a quinta temporada aceitavel. eu estou pensando como o george martinho deve está frustado depois de anos acompanhando a serie e de repente mudarem todo o rumo dos personagens.

  • Poxa, vc expressou quase tudo que estava discutindo ontem com um amigo meu. É bem isso. Dorne para mim está sendo a maior decepção desta temporada. Eu estava tão ansioso por ver Sunspear na abertura e nem isso colocaram. Fundiram tudo como sendo “dorne” desconsiderando que é um reino, nao uma cidade. Ver toda a trama, mesmo sabendo que iriam cortar Arianne (apesar de eu lamentar), pois, nem nas piores hipóteses, esperava que a história ficaria tão simplória, para não dizer ridícula

  • Raphael Fernandes

    Eu não entendo como essa cena do estupro poderia ter sido omitida da série. Se após a cena do casamento, pulassem essa parte, todos ficariam com a sensação de que algo não está certo, conhecendo a pessoa com quem ela casou e a forma como ocorrem os casamentos de Westeros. Se a Sansa conseguisse driblar Ransay de alguma forma, ou Theon se rebelasse na cena, ia causar um estrago enorme no rumo que os diretores parecem querer que a narrativa tome. Não enxerguei uma saída, para os diretores.

  • Xras

    Devo dizer que o episódio foi o pior da séria até agora, o núcleo da Arya, apesar de ter sido o melhor do episodio foi muito longo, demorado e chato, afinal foram necessarios 6 episodios para o Jaqar dizer que ela pode ser outra pessoa?

    Jorah e Tyrion foi engraçado apesar de tosco, e muito nonsense tipo “Comerciante de pau de anão!?”

    Dorne foi um tremendo poop na série, simplesmente que não ha historia realmente para esse nucleo que foi apenas feito por marketing ou seja la oque (Obs: não li os livros mas reparei que a série escrutiou o arco)

    E então vem a cena da sansa que pra mim foi um choque, pois mesmo ficção me atingiu de uma forma terrível. Não a favor da serie que realmente peca no roteiro e na forma de tratar nossas personagens femininas queridas, mas li bastante de pessoas falando mal da cena do banho seguida do casamento, dizendo que a sansa se mostrou forte e dpois se tornou vitima mais uma vez, quero dizer, queria ver se voce por mais forte que seja, tivesse sua coisa mais intima tirada à força,e continuaria com o mesmo temperamento depois, qual é pessoal que desumano isso, ela é forte mas nem tanto, alem do mais ela teme o theon e tbm o ramsey, por mais que atacasse um, ela nao poderia ter certeza doque o outro faria, e por isso ela chorou, pois estava encurralada. Não porque ela ainda se sente criança. Afinal diferente da Arya ela nunca tocou uma espada ou aprendeu a lutar.

  • Myriel

    Esse Bryan Cogman é uma piada como roteirista/escritor. Nunca gostei dos episódios cujos roteiros foram assinados por ele. E desde aquele mimimi no twitter (já faz uns 3 ou 4 anos), eu sabia que uma hora sua apreciação pelo público e imagem de “fã dos livros” iria para o brejo.

  • William Novaes

    Então ele já tem histórico de treta?poderia me explicar o que foi esse mimimi ?

  • nerodraconis

    Esta é a opinião de alguém que NÃO leu os livros e que NÃO assistiu as 4 primeiras temporadas de GOT.
    E que tudo que sabe foi sobre GOT foi obtido por leitras na Internet (este site principalmente).
    Portanto, se alguém acha que é uma opnião que não valha a pena ler, compreenderei perfeitamente.

    1 – estupro é o pior ato que um ser humano pode cometer e/ou sofrer; estái muito além de convicções culturais/religiosas, pois é um ato que, ainda que seja presente em várias espécies deste planeta, os estudos mais recentes da Biologia mostram que é pouquíssimo produtivo em termos de maximizar a capacidade reprodutiva dos indivíduos; inclusive em muitas espécies as fêmeas estupradas, através de mecanismos biológicos ainda não bem compreendidos, simplesmente “abortam” os fetos quando um indivíduo melhor qualificado como reprodutor/provedor/cuidador (um “não-estuprador”) está disponível no meio-ambiente.
    Sugiro leituras dos trabalhos de Richard Dawkins e Stephen J. Gould (só para começar com os mais famosos e acessíveis) para melhor compreensão.
    Ou seja: ainda que o estupro aconteça na Natureza, tal ato não é favorecido pela Seleção Natural, portanto é uma anomalia a ser extirpada daquilo que chamamos de “civilização”.
    Há muito mais argumentos contra este escremento, mas por enquanto acho que isto basta.
    Só mais uma coisinha: dentro do universo de GOT não é notável que os filhos oriundos de estupros (e incestos) sejam todos “ruins da cabeça”?
    Estaria o autor dando uma boa dica das suas convicções?

    2 – adoro GOT!!!
    Sou muito velho (embora isso não signifique qualquer elevação de índice de “qualidade de opinião”, é claro), e já vi muita coisa vendida como “inovadora”, mas sinceramente não via algo tão excitante e mentalmente desafiador desde Twin Peaks (o melhor David Lynch) e X-Files.
    Sim… eu sou velho…
    E, devido a tanto gostar, dedique-me tanto a escarafunchar a Internet atrás de tudo que me posicionasse melhor neste universo.
    E que belo universo!!!
    Fantástico, sem dúvida, mas tão próximo de nosso dia-a-dia quanto algumas das melhores obras artísticas já feitas neste mundo.

    3 – Os livros são melhores (no sentido de completude e coerência) que a série? Parece não haver dúvida disso. Tudo que já li mostra isso. Não vejo porque desconfiar disso.
    Mas… Livros são conjuntos de palavras construídos para excitar nossa imaginação; quando um autor diz que os olhos de alguém são verdes será este “verde” do criador o mesmo “verde” que nosso cérebro relembra e/ou recria?
    Séries de TV (e cinema e teatro e fotografia também) não nos induzem a imaginar o “verde”: mostram claramente qual é o tom do “verde”.
    Isso faz muita diferença… Muita, mesmo.
    Creio que a questão não é definir claramente quem é “melhor”, mas talvez reconhecer a diferença entre o verde e o “verde”.

    4 – Sobre o estupro de Sansa STARK: acho que muitos já falaram o suficiente (e alguns muito bem) sobre o quanto a cena foi revoltante.
    Sim, foi revoltante.
    Mas, por quê foi TÃO revoltante?

    “Eu não entendo como essa cena do estupro poderia ter sido omitida da série” – Estas são as palavras de Raphael Fernandes, as quais me inspiraram fazer este post.

    Tais palavras poderiam ser consideradas uma racionalização simplória baseada no enredo e ambientação da série: nenhum de nós é suficientemente estúpido para não reconhecer que isto aconteceu (e muito) na história humana (não só na época medieval européia, mas desde muito antes e ainda hoje em dia em todo o mundo).
    Ou seja: por ter acontecido (e ainda acontecer) ainda assim não deve diminuir nossa indignação.
    Porém… Acho que há mais nesta frase do que podemos peceber à primeira vista.
    Mesmo racionalizando: porquê ainda assim foi tão revoltante?
    Seria “apenas” porque foi MAIS um estupro esfregado em nossas faces?
    Estou com dificuldade aceitar apenas este argumento.

    Parece-me que é impossível dissociar este estupro do fato específico de ter sido contra a personagem Sansa STARK.
    Não creio que seja apenas pelo fato de que a “mansa” Sansa estava (lentamente) se transformando em alguém mais próxima da “furiosa” Arya; algo que, sem dúvida, estaria mais próximo do “espiríto” do Norte; e que agora parece tão distante de se realizar.
    E porque não gostariamos desta “evolução”?
    Ao contrário, todos nós ansiavamos por esta “revolução”: Sansa, a espada vingadora do Norte!!!
    Mas, porquê tanto ansiavamos por Sansa, a Vingadora do Norte?

    Uma pergunta que talvez possa ajudar: seria Ned STARK o personagem mais citado, lembrado, relembrado, quotado, aquele que tem os maiores espaços nas wikis, blogs, sites, etc…?
    Para mim, a resposta é SIM.
    Ned Stark não é apenas mais um personagem (vide o fato que, me parece, em todos os livros e temporadas ele está lá: não apenas o Norte não esquece, mas ninguém o esquece).
    É, simplesmente (tanto quanto isto pode ser “simples”), o fulcro, o ponto-de-estofo, o centro, a estrela-guia, o meia-armador, o quarterback, o “Abraham Lincoln”, a bússola moral, o farol em meio à tempestade, a sentinela a enfrentar os malditos, o portador da Luz, o Guardião da Ética.

    Os que dele se lembram com desprezo apenas tentam dessa forma esconder seu temor do dia que encontrarão os deuses e deverão explicar seus atos contra a personificação da dignidade. Os que dele chacoteiam apenas mascaram seu temor do dia em que dirão porque fizeram o que fizeram.

    O fantasma que assombra todo Westeros clamando que a vingança não virá por sangue, mas por expiação (Cersei será a primeira da longa fila).
    Enfim, Ned Stark foi tudo aquilo que aspiramos ser, que lutamos (na maior parte do tempo) para ser: uma pessoa honesta, simplesmente honesta.
    O “cara” que fez o que tinha que fazer porque isso era o devia ser feito. Que carregou um segredo tremendamente opressivo (que todos nós sabemos qual é, mas que ninguém em Westeros sabe) pois um homem jamais deve renegar suas promessas, pois se assim o fizer ele será menos que um homem: ele será um… Bolton!

    Então, como não poderia ser revoltante ver alguém que é menos que um homem (ainda que pouco mais que um animal) estuprar nossos sonhos de sermos melhores do que somos?
    Como não se revoltar vendo Ned Stark morrer mais uma vez?

    Robb está longe, pois está morto (tão morto que nem Thhoros de Myr pode trazê-lo de volta).
    Jon está longe, preso a um juramento que não pode/consegue quebrar (como poderia quebrá-lo, já que é um STARK e estes nunca quebram um juramento?). Além do que, como muito já foi dito, ele “não sabe de nada”.
    Arya está longe, presa a juramento de ser “ninguém” (então, também nada de quebra de juramento por aqui).
    Bran está longe, tão longe que talvez nunca mias seja visto (pelo menos como o Bran que um dia ele foi).
    Rickon? Só GRRM sabe alguma coisa dele. Mas, de qualquer forma, é jovem demais para ser aquilo que sonhamos para o Norte.

    Benjin? Acho que nem GRRM sabe alguma coisa dele…

    Então, só temos Sansa.
    Linda, resistente, forte (tão forte que poderia cremar Myranda com um simples olhar) fazendo o que pode para viver e sobreviver, sofrida quase tanto como o Cristo na cruz.
    No entato…Nos dão Ramsay Bolton no auge de suas qualidades de serial-killer.
    Sim, não há como não se revoltar…

    5 – Então… Agora ficamos à mercê dos demiurgos D&D: eles
    decidirão o que nos alimentará.

    Quanto a isto nada se pode fazer além de esperar.

    6 – Espero que GRRM nos dê as nozes e as amoras, o bom vinho e o belo entardecer que nos faria tão bem

    Obrigado a odos por udo que aprendi com vocês.

  • Beatriz Medeiros Noleto

    Acontece que ela sabia do que aconteceria depois do casamento. Ela não é mais ingênua, ou não deveria mais ser, pois a história dela é que ela descobriu o mundo como ele é. Ela sabia que os Boltons são inimigos e ainda assim ela seguiu com o plano do casamento. Era para ela ter lidado com a situação de forma diferente ou ter acendido a vela e posto na janela se ela não quisesse casar e não quisesse discordar do Mindinho. A situação toda não faz sentido, eles queriam que a Sansa fosse estuprada e toparam qualquer coisa para isso acontecer.

  • Beatriz Medeiros Noleto

    O problema é que não faz sentido ter casamento.

  • Caitlyn

    O negócio é que no plot dos livros ela ta muito melhor lá no Ninho com o Mindinho e não tinha necessidade nenhuma de colocar ela no plot da Jeyne…

  • Caitlyn

    Ela ja disse várias vezes que ficou chocada e tensa com a cena e que não gostou de ver a Sansa sofrendo. Apenas achou interessante fazer a cena em si, são coisas diferentes…

  • Já abandonaram, pelo visto, milorde. haha. Abs!

  • Rafael Von Ah Bento

    Puts, complicado demais

  • Rafael Von Ah Bento

    Vc esqueceu a melhor parte: a revelação final de qual o verdadeiro plano do Príncipe de Dorne para Arienne, mostrando que ele é muito mais inteligente e vingativo do que a maioria imaginava. De explodir cabeças essa revelação, e tudo será estregado pela HBO nessa série.

  • Xras

    Na verdade eu acho muito pouco provavel que ela soubesse que o Ramsay obrigaria o Theonn a ficar lá

    E tbm so pra completar, Ate a Cersei que pra mim e a mulher mais forte de westeros (A cara de sinica dela vence qualquer face ou luta forçada pela Obara) deve ter chorado na noite de núpcias,tanto que tem trechos do livro que dizem que ela ficou dolorida, entao pq a sansa não?

    E pra constar que mesmo a Daenerys e a Cersei nem mesmo eram virgens, mas msm assim choraram e ngm reclama dizendo que elas sao fracas, entao pq a sansa eh?

    OBs: Não sou a favor da cena, so estou dizendo que eles não mataram a personagem, soh fizeram outra bem diferente do livro

  • Henrique Valle

    Pois é, me enganei feio. Sansa continua o saco de pancadas oficial.

  • pdebastiani

    Esse episódio me dá vergonha de falar que Game of Thrones foi minha série favorita.

  • Myriel

    Tem sim. Foi na época da segunda temporada, teve até uma matéria aqui no site. Ele tinha deletado a conta do twitter por brigar com o pessoal sobre os comentários dos episódios.

  • Rafael MM PP

    Dúvida…..é proibido continuar vendo a série depois do episódio 6 ? Ou qq pessoa que achar que a série está sim valendo a pena ver, que não está se incomodando com as mudanças a ponto de deixar de vê-la, essa pessoa agora virou um misógino machista cretino ?? Hum…..

  • Thror

    Exato ! Quando ele diz que ele quer “fogo e sangue” é de arrepiar.
    Os meus dois núcleos favoritos foram destruídos. Dorne e as Ilhas de Ferro. Uma pena…

  • Thror

    Acho que vivemos em um mundo livre. Eu também vou continuar vendo a série.
    Vou continuar acompanhando em respeito aos núcleos que eu estou achando bem adaptados (principalmente Dany e Tyrion). Mas eu me incomodei com as mudanças, muito.
    Tudo bem vc não ter sido impactado, e não acho que vc seja um misógino cretino por querer acompanhar o restante da trama.
    O problema se dá quando vc ignora ou nega a perseguição que existe em game of thrones contra as mulheres, ou quando vc faz comentários machistas para defender cenas machistas.
    É tipo McDonals, vc sabe que é uma merda, mas continua consumindo 😀 Tem seus pontos fortes…

  • Beatriz Medeiros Noleto

    A Cersei não tinha passado nem metade do que a Sansa passou na mesma idade. E eu não estou falando em chorar, estou falando do fato de que a Sansa agiu como se esperasse que o Ramsay mudasse de idéia quando mandou ela tirar a roupa, ou não estivesse falando sério. Isso depois daquele papo ameaçador de que se ela estivesse mentindo sobre ser virgem, o casamento teria um mal começo. Ela foi noiva do Joffrey, que falou que iria estuprá-la mesmo ela estando casada com o Tyrion, que a deixou nua da cintura para cima em frente à corte inteira para açoitá-la nas costas. Ela conhece bem as excentricidades de um psicopata. Considerando o que o Ramsay fez com o Theon (ainda que ela não saiba dos detalhes da tortura) estava óbvio que ele era o tipo. E ainda assim ela se casou. Além de nunca ficar esclarecido como esse casamento a beneficiaria.