George R. R. Martin faz campanha contra sequestro do Hugo por conservadores

O que é o Hugo Award?

O Hugo é uma premiação criada em 1955 que ocorre anualmente, premiando obras de literatura, TV e cinema dos gêneros ficção científica e fantasia. Entre os vencedores do Hugo estão autores como Frank Hebert (Duna), Isaac Asimov (Fundação) e o próprio George R. R. Martin (venceu 4 vezes e foi indicado 3 vezes). O prêmio é uma homenagem a Hugo Gernsback, o fundador da pioneira revista de ficção científica Amazing Stories. Os prêmios são entregues anualmente na World Science Fiction Convention (WorldCon).

Hugo-Awards

Como ocorre a premiação?

Indicados e finalistas são escolhidos pelos membros da Science World Fiction Society, que pagam 40 dólares de anuidade. É um processo de dois estágios. Participantes podem votar em até cinco favoritos em cada categoria: o mais popular de cada vai para os indicados oficiais. Cada um dos membros, em seguida, deve classificar os candidatos em ordem de preferência. O vencedor é quem tiver o maior apoio no total. Há também a opção No Vote que consiste em simplesmente não escolher nenhum candidato.

hurley

Ganhou dois Hugos ano passado.

A polêmica:

Durantes décadas a ficção científica e a fantasia foram dominadas por autores homens, brancos e héteros, coisa que acontecia também em diversas áreas. Contudo, isso vem mudando e a diversidade também chegou ao Hugo. A premiação do ano passado foi vencida em maior parte por escritores não brancos e mulheres. Isso atraiu a ira de alguns autores conservadores e direitistas, que iniciaram em fevereiro uma campanha contra mulheres, homossexuais e autores não brancos no Hugo. Esse pequeno grupo de escritores (chamados de sad puppies ou cãezinhos tristes) afirmam que “Os Hugos” estão se transformando em prêmios de ação afirmativa para ideologias de esquerda. Esse grupo vem se esforçando para influenciar o processo de votação e são guiados pelo romancista Larry Correia, Brad R Torgersen e por Theodore Beale, conhecido pela opinião de que as mulheres não devem ter o direito de votar e sua firme convicção de que os negros são “selvagens“. Há também alguns indícios de envolvimento por parte do grupo que liderou o GamerGate.

S

A polêmica começou quando no último dia 04 de abril a lista de nomeados foi divulgada e estava quase exclusivamente dominada por romances e histórias promovidos por esse grupo.  O resultado disso foi que autores e autoras de obras representativas da diversidade ficaram de fora da premiação.

O que George R. R. Martin está dizendo sobre isso?

Em seu próprio site, George R.R. Martin está escrevendo há alguns dias sobre como conservadores, homofóbicos, machistas e direitistas haviam sequestrado o prêmio Hugo de ficção científica e fantasia e arruinado a premiação para ele. Um dos maiores autores de ficção e fantasia da atualidade, conhecido por revolucionar esse gênero e por suas ideias de apoio a diversidade, George se posicionou publicamente contra a campanha realizada por e Correia e afirmou que eles deveriam iniciar sua própria premiação conservadora e heteronormativa. George também afirmou que seria uma briga desagradável, da qual ele não gostaria de participar, mas achou que era seu dever se posicionar diante do que ele chama de sabotagem de uma premiação tão importante.

george rrm

A última coisa que eu quero fazer … a última coisa que eu preciso fazer … é me envolver na tempestade de controvérsia que surgiu em torno da votação do Hugo este ano.

[…] essa é, uma luta desagradável, muito desagradável, e quem falar, em ambos os lados, corre risco de ser atacado. Não é divertido ser atacado. Eleva a pressão arterial, e traz o desejo de atacar de volta.

Um homem sábio, provavelmente, apenas manteria a calma, e deixaria esta tempestade passar por ele.

Mas não … esse é o caminho da covardia. Por mais que eu não aprecie o que está por vir, tenho sido uma parte do fandom da ficção científica a maior parte da minha vida, e o Hugo Awards e Worldcon são muito importantes para mim, e eu não posso e não vou ficar parado e em silêncio enquanto eles estão sob ataque. […]

Chamem de votação em bloco. Chamem de voto múltiplo. Chamem de driblar o sistema. Há verdade em todas essas caracterizações.

Você não pode chamar de trapaça, no entanto. Foi tudo dentro das regras.

Mas muitas coisas podem ser legais, e ainda assim ruins … e essa é uma delas, no meu ponto de vista.

Correia escreveu em seu site, uma resposta imensa para GRRM se justificando e reafirmando sua posição.

George também já escreveu outros posts em seu site, aqui e aqui.

É importante e maravilhoso que um autor como George se posicione a favor da diversidade e da representatividade na literatura, na TV, na fantasia e na ficção. Grandes obras escritas por autores e autoras com personagens mulheres, gays, lésbicas, não brancos e de outras minorias, merecem sim ser premiadas e receber destaque em premiações como o Hugo a fim de que essas minorias se vejam representadas. Grandes obras merecem ser premiadas por representarem a realidade do mundo em que vivemos, o nosso mundo não é composto apenas por homens, brancos e héteros e está chegando o momento em que todos terão que reconhecer isto.

Leckie_AncillaryJustice_TP-692x1024

Ancillary Justice de Ann Leckie, vencedor do Hugo 2014 de melhor romance e de vários outros prêmios.

Quem vai “ganhar”?

A verdade é que é muito fácil manipular o Hugo. Este ano, apenas 2.122 votos foram recebidos de um grupo potencial de cerca de 10.000 membros da Worldcon, o que significa que algumas centenas de eleitores poderia facilmente ganhar o controle das listas de mandatários. Nas categorias mais desconhecidas como Melhor Editor ou Fanzine, o vencedor depende de menos de 1 por cento dos 10.000 e tantos que são elegíveis para nomear indicados. Este sistema é tão frágil que os autores populares são muitas vezes criticados simplesmente por fazer campanha em seu próprio nome. De modo que, uma tentativa ostensiva de inclinar o voto facilmente pode manipular toda a premiação.

Em resumo, os membros do Worldcon provavelmente irão escolher “No Vote” para os candidatos indicados pelos sad puppies, seja em protesto ou porque não gostam do conteúdo.

O impacto a longo prazo dessa campanha é muito difícil de prever. Organizadores da WorldCon têm pouca escolha além de reformular todo o sistema de votação, caso contrário correm o risco de tornar-se o Hugo irremediavelmente politizado e governado por blocos de eleitores rivais. Se não, o Hugo poderia finalmente perder seu status de grande premiação da ficção científca e da fantasia, desfazendo o trabalho que levou milhares de novos fãs a visitar a Worldcon ano passado.

george-r-r-martin-grrm-hugos-sad-puppies-correia-torgensen-vox-day-hugo-awards

Game Of Thrones foi indicada em duas categorias do Hugo este ano. O resultado da premiação será divulgado em 22 de Agosto na WorldCon 2015 , veja a lista completa de indicados aqui.

Mas a treta é imensa e parece que não vai acabar tão cedo. Para quem quiser ler mais sobre o assunto, segue mais alguns links em inglês e português sobre o assunto:

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • andrecatapan

    Saudades do tempo em que o que importava em uma premiação era tão somente a qualidade da obra, e não a que grupo esse ou aquele autor pertence.

  • Falou o sad puppy.

  • Cecilia Saraiva

    Martin, seu lindo. Admiro esse cara cada dia mais.

  • luana rodrigues

    Que isso gente, que tanto ódio no coração é esse ? O que o medo não faz com as pessoas em?Ter concorrentes é saudável pois faz com que o individuo seja estimulado à sempre melhorar a qualidade do seu trabalho, a diferença das varias culturas, línguas e pontos de vista enriquecem a subjetividade e a criatividade humana principalmente à dos autores de fantasia e ficção cientifica,essas ideologias radicais mata o que há de mais incrível na natureza humana a sua potencialidade de crescimento individual e sua sede pelo conhecimento pois os extremistas ficam cegos e fechados no seu próprio “mundinho perfeito” ocasionando o estacionamento de seu desenvolvimento pessoal

  • PHSA

    Vc está certa de que ele é um sad puppy? Esse seu processo dedutivo é bom demais então… Pelo o que pude entender do que ele falou, o que deveria prevalecer é a qualidade da obra sem se importar quem escreveu (no caso de categorias, o melhor em determinada categoria). Isso é ser sad puppy? Ou vc tá exagerando ai? No caso de homenagear escritos ai sim, deve-se deixar essa idiotice de lado e abrir as portas pra todos. Se temos determinada categoria e o/a melhor daquela categoria faz parte de uma minoria ou de um grupo que sofre com preconceito, não deveria importar para a premiação em si, pois ele/ela é o melhor naquela categoria daquele ano e ponto. Deve ganhar, sem mais. Ele/Ela não pode ser premiado simplesmente pq é negro, mulher, homossexual, etc. O prêmio não avalia grupo, avalia obra. Eu estou comentando a sua resposta ainda. Sobre o post, sim deve ser feito algo pra interromper essa idiotice, e não vou nem comentar pq… A pergunta que fica é: querer que eles ganhem só pq são de grupos oprimidos não é semelhante a querer que ganhem apenas conservadores? Defendo que tem que ganhar o melhor(hj temos que dizer o óbvio na internet) de acordo com o seu trabalho, não com o seu grupo social.

  • Laiks

    Que loucura é essa de tratar esses extremistas como direitistas conservadores? Inventaram um novo tipo de “direita” e não me avisaram ou esses indivíduos não tem a mínima noção do que seja seja direita e se denominam assim e a mídia simplesmente trata como se fossem direita? Definir uma etnia como inferior a outra e praticar atos/protestos extremistas e/ou não democráticos é uma ideologia que lembra o fascismo, não a direita.

  • Patrick

    Premiações como o Hugo,devem se basear unica e exclusivamente na qualidade da Obra.Se um livro é bom ele tem que ser premiado,independente de autor ser homem mulher ou alienígena.

  • Carlos Henrique

    Como o George Martin foi indicado três vezes e ganhou quatro?De qualquer forma excelente post.

  • Marcos Vinicius Dalla Lana

    Não vejo problema em exigir qualidade numa obra, mas isso é a desculpa dos sad puppies pra roubar os prêmios. Ancillary Justice foi escrito por uma mulher, mas não ganhou por isso e sim por ser um ótimo livro e isso que estava disputando com pesos pesados da fantasia e da ficção científica, a série Wheel of Time (uma das mais importantes da fantasia) como um todo. Além disso o próprio George perdeu o prêmio em 2000 pra J. K. Rowling, e mesmo não gostando na época não foi por causa disso que resolveu fazer campanha e manipular a votação. O fato é que em muitas categorias o que vai “ganhar” vai ser o “No Vote.” É uma pena ver um dos prêmios mais importantes do gênero, que já homenageou grandes nomes passar por isso devido a um bando de autores medíocres e preconceituosos que não suportam ver aqueles que consideram inferiores fazer um trabalho infinitamente superior ao deles.

  • Ela não ganhou por ser mulher, ganhou pq o livro é bom, pq qualquer mulher é capaz de escrever um bom livro. O problema é q se depender desse tipo de gente nenhuma mulher, ou negro ou gay chega perto desse tipo de premiação. É pra ficar no clubinho deles.

  • Bom, além dos 4 prêmios q ganhou ele foi indicado outras 3 vezes, vou acrescentar o outras já q ficou difícil de compreender.

  • Exceto claro, se os homens do clubinho não deixarem sequer autores de grupos minoritários concorrerem, como foi o caso.

  • Não sei que loucura é essa, só sei que todos os portais estão tratando dessa forma.
    Talvez pq desde sempre os direitistas e conservadores foram e continuam sendo contra os direitos de gays, mulheres, lésbicas, negros e outras minorias.

  • Eduardo Felix

    Não dá pra levar a sério quem é contra o direito de mulheres votarem, começa por aí.

  • Patrick

    Nesse caso vc tem razão.Foi mesmo uma babaquice.

  • Anderson Lima

    Definitivamente o que deve importar numa premiação como essa é a qualidade da obra e não quem escreveu.

  • Bruno Lacerda Balbi

    Enquanto lia o artigo só conseguia lembrar desse meme…

  • michel

    Kkkkkkkkkkkkkkkk, foi gratuito mas ao mesmo tempo obrigatório.

  • michel

    …mais uma vez, gratuito mas obrigatório.

  • michel

    Voltaremos então ao inicio da “democracia” na Grécia antiga.

  • Bruno Lacerda Balbi

    Talvez seja eu jogando panos quentes, mas fiquei com a impressão que houve uma falha de comunicação no post do “andrecatapam” e na resposta da Lidiany. Não tive a impressão que ele estava defendendo os “sadpuppies” e saudoso dos tempos em que eles dominavam as escolhas do Hugo. Acho que o “saudades do tempo” foi uma expressão mal colocada por ele já que não acredito que esse tempo (em que so importava a qualidade da obra) tenha existido. Só houve o tempo em que isso não era discutido…

  • Keila Sparrow

    Só posso dizer que estou chocada! Dei um Google para saber quem são esses Larry Correia, Brad R Torgersen e Theodore Beale, achando que iria encontrar velhos de 90 ou 100 anos. Que nada, os caras não têm nem 50. Como pode ainda hoje existir pessoas que são contra o direito ao voto das mulheres??! Queima, R’hllorr!

  • Don Ramon

    Eu fico com o Martin nessa.

  • Daemon Dhhn

    Que eu saiba os direitistas sempre foram considerados as pessoas “certas”, “direitas”, “corretas” que seguem as normas da sociedade estabelecida e que querem conservar as coisas do jeito que estão, a qual remete a sociedade européia cristã, patriarcal, anti-homossexual, classista, pró supremacia branca, enquanto os esquerdistas são os “rebeldes”, os “desordeiros”, que querem quebrar as normas sociais estabelecidas.

  • Laiks

    Que direitos você diz? Aqueles do tipo “a tv e cinema sempre foram dominados por brancos, é preciso novas etnias” Sem sequer pensar que tem que ser dominada por brancos mesmo, afinal, a população de tais países é de grande maioria branca. Queria seriados e filmes europeus e americanos passando-se na Europa e nos EUA desde o início da tv e cinema com um monte de negros, índios e asiáticos? Eu nunca vi shows, seriados, filmes e afins asiáticos com pessoas brancas. É capaz de você olhar o parlamento de um país nórdico e dizer que são preconceituosos, pois só tem gente loira de olhos azuis, não elegeram nenhum negro. Ou direitos de cota racial? Todas etnias são iguais em capacidade, mas algumas precisam de cota racial mesmo em um país que a maioria pertence a tal etnia? Nenhum direito que um branco tem, um negro não tem. Gays possuem todos direitos que qualquer cidadão hétero em um país governado pela direita, esta que prega total liberdade individual e econômica. Nenhum gay é impedido de praticar o que quer que queira desde que não seja contra a lei. Por fim, mulheres tem tantos privilégios em relação ao homem que se eu fosse listar aqui, precisaria escrever um livro e isso sendo em um país governado pela direita ou esquerda.

  • João Paulo

    Daqui a pouco esse Hugo vira um novo Prêmio Cágado de Literatura, digo digo Prêmio Jabuti

  • Zinga

    Obrigado pelo resumo dessa história. Vi os posts do tio Martin, mas não tava dando pra acompanhar. Pelo menos agora sei o contexto.

    Valeu!

  • mauricio braglia

    Realmente cretinos em todo canto, me pergunto como um individuo pode em 2015 não ver q cor sexo opção sexual não definem um pessoa são só genero sexual, biotipo e gosto por determinado tipo de sexo não é a “vida” ou a “alma” da pessoa por outro lado uma criatura q faz distinção de outras por estas “caracteristicas” (nem se se chega a ser caracteristica) fica preso em sua cretinisse (se é q isso existe) e é tacanho ao ponto de uma ameba em seu desenvolvimento intelectual em resumo NÃO AGUENTO GENTE BURRA!!!!

  • Patrik Cotrim

    pela lógica q vc usa, eu diria q o ser humano desde sempre foi e continua sendo contra os direitos de gays,mulheres,lésbicas, negros e outras minorias. Nao preciso de disclaimer dizendo q não é oq eu acho neh?

  • Beatriz Medeiros Noleto

    Hein? Só para rebater um ponto. E no Brasil? Tem maioria branca? Nem a classe média é branca de verdade, é “branca”. Vc já viu um monte de gente morena, mulata e negra nos comerciais? Só tem um, para cumprir cota. E a representação dessas pessoas? Veja a fala da Whoopi Goldberg. Também não concordo com cotas, mas existe o problema.

  • O que vc andou cheirando pra dizer que TV tem que ser dominada por brancos?? CÊ tá louco? KCT!

    O Brasil NÃO TEM maioria branca. Não tem. Tem uma minoria branca e de elite no poder, isso sim.

    O pior cego é aquele que não quer ver mesmo, hein?? E sem contar que não consegue enxergar a obviedade do que tá havendo com o Hugo, dominado por gente ligada ao GamerGate que, ó, que coisa, vem ameaçando mulheres e minorias de morte. Você não tem noção nenhuma do que é opressão, misoginia, racismo, e deixa bem claro isso com esse comentário ridículo, reaça e totalmente desnecessário.

    Então, se for abrir a boca pra falar esse monte de MERDA, por favor, poupe o seu teclado e a nossa inteligência.

  • Ano passado o Hugo foi celebrado como diverso, com obras de brancos, mulheres, negros e todo mundo comemorou por tantas obras boas escritas por grupos que tiveram sempre pouca expressividade na premiação.

    Não é estranho que esse ano eles sequestrem o prêmio pra colocar autores que um grupo reaça acha que devam estar lá e que tem autores saindo em massa das indicações por que não concordaram com o que Torgersen e Correia fizeram?

    Então, não. Não é premiar minorias por serem minorias. É barrar que um grupo reaça e conservador coloque apenas homens brancos cis e heteros, que já dominam a ficção científica há muito tempo – o que não quer dizer que seus livros sejam a 8ª maravilha do mundo.

    Aliás, se você quiser um exemplo de racismo dentro do Hugo, procure a história do escritor Samuel R. Delany e veja o que Isaac Asimov, considerado tão foda pelos leitores, disse a ele. Aí talvez você entenda que aqui o negócio não é “cotas pra minorias”, é combater preconceito e impedir que reacionários comecem a desrespeitar minorias como o pessoal do GamerGate tá fazendo.

  • PHSA

    Você discorda concordando comigo. Não acho(e não disse) que devem ganhar só “homens brancos cis e héteros”, tampouco que devem ganhar apenas quem está fora desse grupo. Isso deve ser aberto e geral(sem categoria para negros, mulheres e etc.) como o prêmio sempre foi, pelo menos teoricamente. Se isso é utópico ou não, isso é assunto pra outra conversa…

  • Thiago

    Seguir a máxima de Lênin, acuse-os do que você faz xingue-os do que você é.

  • laysguerrero

    É inacreditável que em 2015 esses autores se posicionem
    desta forma contra outros apenas por questão de gênero, opção sexual e cor. É
    inacreditável.
    E são autores novos, nos seus 40 anos, deviam dar exemplo e incentivar a
    literatura para todos os seres humanos e não só para um grupo que eles julgam ‘superior’.
    Fico feliz pela postura do Martin, realmente não esperava outra coisa dele.
    E que o talento prevalece sempre!