Benioff e Weiss falam sobre finais da 5ª temporada e da série

Foto: Damon Casarez (Variety).

Weiss (esquerda) e Benioff (direita). Foto: Damon Casarez (Variety).

Em entrevista para Debra Birnbaum, editora de TV da Variety, David Benioff e D. B. Weiss, os produtores superstars de Game of Thrones comentaram uma série de assuntos relacionados ao processo de produção da série, desde o piloto até a temporada atual.

D&D comentaram, como de praxe, sobre seu encontro com George R. R. Martin, em que convenceram o autor a vender os direitos de adaptação sobre seus livros para eles, e sobre a já famosa pergunta que ele lhes fez sobre a paternidade de Jon Snow (que eles acertaram). Comentando sobre essa reunião, Weiss diz:

Acho que ele gostou do bife. (Risos.) Ele senta com qualquer um de qualquer estúdio ou emissora, e todos eles vão e lhe dizem a mesma coisa: “É ótimo. Amamos seu trabalho. Achamos que você é um gênio.”

Acho que conosco, ele entendeu que não tínhamos que fingir anda. Nós havíamos ficado instantânea e genuinamente obcecados com os livros dele a ponto de que sabíamos muitas e muitas coisas sobre os detalhes deles – e então ele nos fez a pergunta sobre a paternidade de Jon Snow. Talvez se tivéssemos errado, ele tivesse nos deixado fazer de qualquer forma. Ainda estaria óbvio que amamos isso, e que queríamos fazê-lo mais que qualquer coisa no mundo, e que íamos respeitá-lo e honrá-lo. Acho que acertar (a pergunta) provavelmente ajudou. É loucura pensar há quanto tempo isso aconteceu, e que eu ainda consigo ver quem estava sentado onde.

Weiss e Benioff então comentam um pouco sobre o malfadado piloto que fizeram para a HBO, que não saiu exatamente como planejaram (entre outras coisas, porque os espectadores não conseguiram perceber que Jaime e Cersei eram irmãos). Dizem que serviu como experiência para melhorar em vários pontos, e que aos poucos recuperaram a confiança da HBO, que eventualmente autorizou que produzissem uma temporada.

Quando questionados sobre o distanciamento entre série e livros (outra pergunta recorrente nos últimos tempos), ambos responderam, e com um detalhe interessante sobre o processo de escrita de George (nada que seja exatamente uma novidade, porém, mas não menos importante):

Benioff: A quinta temporada ainda está muito dentro dos livros na maior parte. A primeira cena da temporada e a última cena da temporada são cenas dos livros. É mais a sexta temporada que vai diferir um pouco.

Tivemos várias conversas com George, e ele cria várias coisas enquanto está escrevendo. Mesmo quando falamos com ele sobre o final, não significa que aquele final que ele concebeu atualmente vai ser o final quando ele finalmente escrever.

Weiss: É como olhar uma paisagem e dizer, “OK, tem uma montanha lá, e eu sei que vou chegar àquela montanha.” Há um evento que vai acontecer, e eu sei que estou me movendo na direção geral daquele evento, mas o que há entre onde estou agora e aquela coisa lá no horizonte, eu não sei bem. Eu saberei quando chegar lá, e então verei como é o terreno ao meu redor e escolherei meu caminho quando chegar mais perto. Ele imagina muitas dessas coisas enquanto vai. Ele sempre diz que é um jardineiro, não um arquiteto.

Sobre as escolhas e mudanças que tiveram de fazer, Benioff diz que a resposta é sempre a mesma: “Sempre porque achamos que seria melhor para a série.” Eles comentam que usam inúmeras fichas catalográficas para categorizar cada uma das histórias simultâneas. Os dois também revelam as dificuldades no trabalho de produzir uma série desse calibre:

Benioff: É o melhor trabalho que jamais imaginei ter. (Mas) engloba tudo. Você nunca não está trabalhando na série. Quando saí de férias com minha família por três dias em Palm Springs, eu não estava de férias em Palm Sprigns. Mesmo quando você está na piscina com seu filho, sua cabeça está meio em Westeros. É impossível que não esteja.

Weiss: Estar longe de casa por seis meses do ano e ver seus filhos crescerem no Skype todo esse tempo. Eu acho que vi Molly andar pela primeira vez no Skype. Isso não é bom.

Outra questão interessante abordada na entrevista envolve o número de temporadas da série. Após ser revelado que executivos da HBO desejavam que a série tivesse 10 temporadas, mas que o intuito de D&D é de que sejam 7, a situação ganhou contornos polêmicos, merecendo até uma declaração do próprio GRRM. Benioff a respeito:

Temos uma ideia bastante definitiva de quanto mais vai durar, e vamos chegar lá. Nós acabamos de começar a escrever episódios da sexta temporada. Acho que estamos chegando ao trecho final. Espero que tenhamos uma resposta clara em breve.

Nós poderíamos fazer mais quatro anos – e poderíamos criar boas histórias – mas uma coisa que realmente nos animou quando levamos o pitch para a HBO foi que essa não é uma série regular. É uma história real com um começo, um meio e um fim.

Sabemos qual é o final, e estamos rolando em direção a ele. Então a ideia de que vamos tentar esticá-lo por mais alguns anos só porque estamos nos divertindo muito e as pessoas estão ganhando dinheiro com isso seria como uma traição.

Será que os motivos são mesmo só esses, ou seria a falta de material fonte para se apoiar também significativa para que nos planos de D&D tenhamos apenas mais 2 temporadas após a atual? Certamente que George, com seus planejados dois livros, tem bastante conteúdo ainda a acrescentar até que a série de livros chegue ao esperado final.

Para quem quiser conferir a entrevista completa, em inglês, é só clicar aqui. Comente abaixo com suas impressões!

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Melissa ϟ

    ah, eu particularmente confio em D&D. não dá pra fazer igual os livros, teve mudanças desnecessárias, mas acho que a série sempre se mantém muito coerente. e agora realmente não dá pra julgar mais nenhum plot controverso porque eles sabem pra onde vai cada história enquanto ficamos no escuro sem os livros. só relaxa e vai haha

  • Leandro Soares

    Como David Benniof disse, O Martin pode ter em mente um final e pode escrever outro.
    Apesar de parecer otimista, acredito que ele tenha “freado” seu modo de escrita propositalmente para que a série seguisse e só depois de usar todo material até o 5º livro , Martin poder lançar um novo livro que segue a real história enquanto a série caminha por um rumo diferente.
    Martin abriu mão de continuar os livros e se empenhou em outros projetos.
    Não duvido que ele já tenha todo o livro 6º escrito.

  • Joao Palmadas

    O Benioff e o Weiss merecem meu respeito, não vou negar. Graças ao trabalho deles na série eu ouvi falar dos livros e assim descobri os livros, que adorei.

  • Alderley

    Era só aproveitar mais a própria história já publicada por Martin que a série chegaria a 10 temporadas facilmente.

  • Anderson Lima

    Com só mais 2 temporadas acho muito difícil ver Daenerys em Westeros…

  • mesmo tendo mais duas temporadas além da atual me parece pouco tempo pra concluir (mesmo caso com os livros).

  • Mello

    Queria ver esse piloto, já vi algumas imagens e parece ser muito da zuera srsr…
    Cacete, pensei que iam ser só 6 temporadas, agora aparece mais uma, nunca fui fã de séries longas, acho que foi por causa do trauma de LOST, más é complicado comparar uma série com 20+ episódios por temporada com uma de 10. Vamos ver, tomara que não se estique muito e nem apressem muito alguns eventos tornando-os incoerentes.

  • Letícia

    Logicamente eles não tem o mesmo talento para criação que o GRRM tem, poucos no mundo o têm. Além do que a história é dele e ele sabe o que criou e onde quer chegar com isso, qualquer outra pessoa tentando criar um final para isso, mesmo com orientações dele, se sentiria inseguro. Mas eles estão sendo corajosos em peitar isso. Eu realmente apoio o lance de acabar em 7 temporadas. Isso garantirá os elementos de fantasia da série.. Digo isso pq está todo mundo gostando enquanto a série é só sexo e guerras, mas quando a coisa começar a envolver maciçamente árvores que vêem, videntes verdes, crianças da floresta, os Outros com um povo e não como zumbis, mãos frias,Sor Robert Strong, e etc, não acho que eles vão sustentar a audiência muito tempo…quem só assiste para ver mulher pelada ou pq é uma superprodução, vai achar chato e sem sentido. Primando por um fim menos que indigno, que defendo acabar logo antes que dê merda! kkkk

  • Fernando Nito

    Benioff: A quinta temporada ainda está muito dentro dos
    livros na maior parte. A primeira cena da temporada e a última cena da
    temporada são cenas dos livros. É mais a sexta temporada que vai diferir
    um pouco

    ROFLMAOCOPTER

    Acabou a seriedade na entrevista desses caras

  • Aegon Blackfyre

    Por mais que minha opinião seja extremista pró-livros, essa discussão livros x séries já deu né?

    O que eu queria mesmo era ver esse piloto que não deu certo.

  • Aegon Blackfyre

    manda essas imagens <3 pfvr

  • Igor de Oliveira Zwicker

    Não acho que eles pretendem escrever apenas 7 temporadas porque existiria uma “falta de material fonte para se apoiar”. Eles não têm compromisso com o original e acho isso ótimo. É uma série livremente baseada nos livros e eles têm material infinito para escrevê-la: a criatividade humana é suficiente para estender a série para quando quiserem.

    Não vejo vantagens em uma série de TV que siga rigorosamente os livros nos quais se baseia. Isso nunca iria funcionar. E não é por falta de orçamento, porque a HBO teria orçamento suficiente; não é por dificuldade em transportar tanto personagem do Martin para a TV, a HBO poderia fazer se quisesse etc., etc., etc. Eles seguem um caminho de autonomia simplesmente para tornar atrativa a série independentemente da existência do livro. Para que ela tenha vida própria.

    By the way, confesso a vocês que não vejo a hora da série terminar e dos livros finalizarem. Não aguento mais a espera para saber o final. Hehehe.

    E que interessante: essa nota já deixa bem claro que Ned Stark não é o pai de Jon Snow (nem na série e nem nos livros), tendo em vista que, se assim o fosse, não existiria essa “pergunta” por parte do Martin e nem o “acerto” por parte deles. Torço para que eles não desistam da ideia de fazê-lo filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen, mesmo com todo o planeta já tendo imaginado e sacado esta teoria.

  • Ricardo

    Concordo…estou no 2º livro e estou vendo a série, o livro é sensacional…

  • OK, depois de exaltar e louvar todas as qualidades da produção independente do material original, responda uma pergunta simples, se quiser: os melhores plots da série (que supostamente “não tem compromisso com o original”) são os que se apoiam no material fonte ou aqueles criados exclusivamente para ela? Só pra entender de onde vem o ponto de vista mesmo.

    “Não vejo vantagens em uma série de TV que siga rigorosamente os livros nos quais se baseia. Isso nunca iria funcionar.”

    Curioso, na primeira temporada – que foi a que ganhou a crítica e o público – funcionou!

    “(…) não é por dificuldade em transportar tanto personagem do Martin para a TV, a HBO poderia fazer se quisesse etc.”

    Na verdade, é sim. Eu não traduzi essa parte no artigo, mas o próprio Benioff na entrevista diz justamente isso:

    “Some of them are really fun characters but we already have the largest cast I think in television history and it just seems to grow every year. The fact is, we can’t possibly have all the characters from the books. It would start to sink beneath its own weight.”

    Acho que sua visão é meio deturpada. Você pode achar melhor que a série desvie o máximo possível dos livros e estar feliz por isso estar ocorrendo cada vez mais, mas o fato disso acontecer é mais consequência e necessidade do que intenção deliberada dos produtores. Pelo menos é o que eles dizem.

    Ainda que eu discorde de muitas mudanças que Benioff e Weiss fazem, penso, pelas inúmeras entrevistas que dão, que a intenção primeira deles é mesmo manterem a série o mais fiel possível ao material original, e que quando alteram os plots é pelo que julgam ser necessidade (é quanto a essa necessidade que muitas vezes discordo, mas essa é outra discussão). Eles não alteram porque querem deliberadamente fazer tudo diferente ou uma série livremente baseada nos livros sem compromisso com o original. A necessidade, aliás, é o que eles reiteram nessa mesma entrevista.

  • Pablo Meireles da Rosa

    isso ia ser massa.

  • GalahadGraca

    Quando esses caras dizem que querem que a série só tenha 7 temporadas, significa que eles só garantem o nível de qualidade até ali, e que provavelmente depois disso ia virar no mínimo uma bagunça, com um monte de encheção de linguiça. E a falta de matéria-prima (os últimos 2 livros), obviamente influencia também.

  • concordo contigo. sou leitor e nem mesmo assisto a série, embora escute mts podcasts que tratem da mesma. dos podcasts nacionais que ja ouvi, nenhum avança com especulações sobre a trama (basta lembrar que melissandre está na lista da arya) mesmo que tais especulações venham se provar errôneas mais adiante. acredito que mt da diversão se perde por isso.

  • É exatamente o que eu penso.

  • se esse piloto vazasse mesmo em má qualidade ia ser demais

  • sem contar que quanto mais fantasia aparecer, mais efeitos especiais serão necessários. lembrando que o núcleo do bran nao é o único que aborda esse tema – embora seja o mais destacado.

  • Anderson Lima

    Concordo completamente contigo!

  • faço parte do grupo dos que acham que R + L = J. mas isso não significa que ao responderem à pergunta feita por GRRM os produtores tenham acertado. só significa que ao responderem tiveram o consentimento pra tocar o projeto.

  • GiuSal

    Duvido muito o Martin mudar o final nessa altura do campeonato. Ele TEM que entregar o 6º Livro agora (do fim do ano até Abril) e todo mundo já sabe que ele não está lendo o que os fãs estão escrevendo por ai (e por aqui, rs…).
    E também ele não “freou” a escrita dos livros, ele escreve lento mesmo, basta você ver o gap existente entre o 4º e o 5º livros.
    E se ele demorou para escrever o livro 6 por conta da escrita de outros livros como o Mundo de Gelo e Fogo, eu agradeço de coração a ele, pois além de todo o capricho das editoras em entregar um belíssimo exemplar, as histórias complementares estão sendo uma mão na roda para entender muita coisa que estava pingada ao longo de 5 livros.

  • É que ele mesmo falou que se tivesse continuado a escrever TWoW logo depois da ter terminado ADwD, provavelmente estaria muito mais adiantado, porque à época estava em um ritmo muito bom.

    Mas como quando o livro foi lançado ele deu uma pausa para promoção dele e participação em eventos, o ritmo foi quebrado e só agora, 3 anos e meio depois,ele engrenou de novo.

  • Victor

    “e então ele nos fez a pergunta sobre a paternidade de Jon Snow. Talvez se tivéssemos errado, ele tivesse nos deixado fazer de qualquer forma. Ainda estaria óbvio que amamos isso, e que queríamos fazê-lo mais que qualquer coisa no mundo, e que íamos respeitá-lo e honrá-lo. Acho que acertar (a pergunta) provavelmente ajudou.”

  • Aegon Blackfyre

    vlw msm!

    esse Ilyrio (é ele?) tá parecendo um alquimista/ocultista. hahhaha

  • então. posso estar enganado, mas GRRM não disse vcs acertaram e sim sigam a diante. mas, novamente, a resposta não importa e sim o que aconteceu depois, ou seja, a série na HBO.

  • breno

    porque será q ngm enxerga isso,todo mundo só fala cmo só se tivessem 2 páginas para a série cobrir daqui pra frente!!!

  • leandrosr

    Por que a série fez muitos cortes, e não tem seguido o que acontece no livro a risca. No geral a cada temporada que segue eles avançam mais do que esperavámos e os próprios produtores já disseram que terminando a quinta temporada, a maior parte da história de todos os personagens que esta nos livros já terá sido contada.

  • Fyama Santos

    se esticar muito vai virar cagada.

  • Revoredo

    Excelente comentário. Sempre que vejo alguém querendo defender a série quando ela esquece que os livros existem, penso exatamente a mesma coisa: “(…) os melhores plots da série (que supostamente “não tem compromisso com o original”) são os que se apoiam no material fonte ou aqueles criados exclusivamente para ela?”

  • acho que é, ele tá muito ridículo psokpsokj

  • Eduardo

    Eles já disseram em outras oportunidades que acertaram a paternidade dele. Inclusive o autor confirma “sobre a já famosa pergunta que ele lhes fez sobre a paternidade de Jon Snow (que eles acertaram)”

  • Eduardo

    Eu vejo necessidade em alguns casos sim. Por exemplo no episódio que o Bran fica preso em Craster’s Keep, o núcleo dele tava MUITO repetitivo e chatinho, nos livros vc não precisa da ação pra pode entreter o público, quem tá ali não quer só ação, até pq muita das revelações são até mais interessantes, enquanto numa série de tv é difícil agradar o povo só com as visões do Bran e aconselhamento do Jojen, até pq eles também exploraram mal nisso. Outro exemplo é o caso da Arya com o Rorge e o Dentadas, quando o núcleo passava pela mesma situação e ainda foi um jeito de explorar as mudanças da personagem.
    Só tem um problema, esses são os dois únicos exemplos que consigo lembrar na verdade! Talvez terem tirado a Lady Stoneheart ou o Aegon por eles não serem decisivos no final previsto e ser difícil criar mais um núcleo pra série, ainda que as vezes isso crie gere algumas incoerências no desenvolvimento das tramas(principalmente no caso do Aegon, caso ele não seja realmente Aegon).

  • Igor de Oliveira Zwicker

    Felipe, acho que você não entendeu o meu comentário ou a minha escrita não foi suficiente para tanto. Eu não “exaltei” e “louvei” “todas as qualidades” da produção “independente” do material original.

    O que eu acho é que as pessoas estão com uma visão muito limitada. Tudo vira um argumento reducionista (blá-blá-blá) ao passo que a criatividade é infinita. Eles (Martin, Benioff, Weiss etc.) fazem, cada um na sua obra, o que eles quiserem.

    Eu particularmente – e esse é o meu gosto pessoal – acho que a série fica mais atraente quando se aproxima dos livros, o que eu falei acima é que não vejo vantagens em uma série de TV que siga RIGOROSAMENTE os livros nos quais se baseia. Tem gente que vai queimar sutiã na praça porque a série tirou a Merreca.

    É como o Aegon Blackfyre (não o dos livros, o comentarista deste sítio) disse aí embaixo: essa discussão já deu.

    Eu te confesso que acho muito legal a discussão sobre a série e os livros, o que está saindo diferente, o que está igual, o que pode vir a acontecer, as teorias etc. Mas chega um ponto que é tanto mimimi, tanta chatice, tanto blá-blá-blá, que eu nem consigo ler os comentários, fico somente na notícia mesmo.

    Essa era a intenção do meu comentário, se agora eu consegui me fazer claro. Abraços.

  • N. Stark

    Uma coisa que eu nunca entendi é: porque eles não esperaram o GRRM terminar os livros pra inventar de fazer uma série? Sério, eles são muito burros, seria mais fácil pra todo mundo

  • Giovanna Givoni

    “Cenas dos livros”. Eles sempre mudam alguma coisa

  • Luciano gonçalves dos santos

    Acho que as adaptações são necessárias mas se a serie tivesse sido um pouco mais fiel aos livros com ainda dois livros pra lançarem teriam material tranquilo para 10 temporadas( Coração de Pedra, homens de ferro entre outros)

  • Anderson Lima

    Com certeza

  • Matheus Vítor Pereira Lima

    Sim mas o que eles fizeram com sansa é imperdoável!!!!!!!! A gente sabe que os starks se juntarao no final (Segundo Jojen REEd) da história mas casar Sansa com Ramsay Bolton é inaceitável!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Belfort Coringão da Massa

    10 Temporadas perde e muito a qualidade de um show. Isso não é Supernatural ou Greys Anatomy que vivem de fanboys/girls não, além de que sequer o Show teria Trama direta pra durar tudo isso, rolaria encheção de linguiça e muitos erros. As séries do formato HBO são sempre fechadas e, seus maiores sucessos são divididos em temporadas finais de duas partes ( tal como ocorreu com Sopranos). Partindo desse preceito, contando da sexta temporada pra frente, teremos mais 30 episódios com uma hora de duração,; isso por si só já é muito tempo, então, prazo mais que suficiente pra terminar a série com chave de ouro

  • Cid D´Avila

    Eu ainda aposto no Robert e na Lyanna como pais do Snow. Todo aquele fuzuê em torno dos bastardos do Robert deve ter alguma coisa… E além disso, o Joãozinho não tem nada de Targaryen.

  • Guilherme

    Então parece que a Dany teria olhos violetas, apesar de tudo.

  • ou isso é montagem

  • Letícia

    Quando jojen disse que eles se juntarão no final?? Tirando os que morreram que são o pai, a mãe, e os dois irmãos mais velhos?!

  • julio

    achei ridículo o destino dado a Sansa o destino dado a Jayme estão mudando tudo onde está o irmão de daenerys e claro que eles teriam material para 10 temporadas mas se contassem a história fidedigna aos livros! Me arrependi de ter começado a assistir a série, se pelo menos esse velho tivesse lançado mais um livro estaria com o que fazer por enquanto prefiro separar série dos livros pq a série só piora!

  • Alex Vieira Rêgo

    Concordo. Se passar disso vai virar Lost (com aquela “encheção” de linguiça) e não queremos ver uma obra prima destruída…

  • Matheus Vítor Pereira Lima

    No livro quando ele fala a Bran que os lobos ainda retornarão e serão ainda a alcatéia que foram!

  • Danilo Pereira

    Irmão da Daenerys? Wtf

  • Danilo Pereira

    Ninguém esperaria tendo uma mina de ouro em mãos!

  • Danilo Pereira

    Não é uma série livremente baseada nos livors. Seria se fosse uma história completamente diferente se passando no mesmo universo. Então se se propuseram a transpor para a TV a estória do Martin não adianta vir com essa de livre adaptação.

  • Igor de Oliveira Zwicker

    Interessante a tua teoria.

  • Igor de Oliveira Zwicker

    Este é o teu pensamento. Penso diferente. Primeiro, porque “série livremente baseada em livros” não necessariamente precisa ser “completamente diferente” do original. Podem ser pontuais nas modificações, por que não? Assim, concluo que tua premissa maior está equivocada. Segundo, acho essa ladainha (livros X série, HBO X George X DD) chatona.