Teorias de Gelo e Fogo: Gelo versus Fogo

Já vimos muitas ideias por aí sobre como As Crônicas de Gelo e Fogo irão terminar, uma teoria interessante publicada no redditdiscute a possibilidade de que toda a história se resuma a uma batalha entre o “Gelo e o Fogo”, os argumentos para embasar essa teoria estão logo abaixo. Leia e deixe sua opinião sobre esse possível desfecho.

Outros e Caminhantes Brancos são usados com o mesmo sentido para White Walkers.

game-of-thrones-white-walker-king-nights-king

✖ O que sabemos?

  • Há muito mais detalhes sobre os outros – eles não são a “encarnação do mal” (GRRM)
  • A Longa Noite está chegando (Bryan Cogman em entrevista para o podcast Game of Owns)
  • Os dragões têm um papel importante a desempenhar (GRRM)
  • Uma inspiração para George R. R. Martin é Faulkner: “Os problemas do coração humano em conflito consigo mesmo, que por si só já fazem uma boa redação”
  • O final é agridoce (GRRM)
  • As longas estações são causadas pela magia (GRRM)

✖ Em que acredito:

  • GRRM é um mestre dos presságios. Portanto, é razoável acreditar que ele tenha apresentado a maioria das razões para todo o enredo no primeiro livro, e até mesmo no prólogo. Está lá, escondido mais ou menos à vista de todos, mas sem contexto, não podemos vê-lo.
  • A história mais trágica e/ou agridoce é aquela em que dois personagens, ambos pessoas honestas, estão em conflito por causa de uma falta de compreensão.
  • As datas dos eventos no passado distante são suspeitas. Elas não são falsas – as coisas provavelmente aconteceram na ordem em que aparecem historicamente, mas há 8.000 anos vs. há 6.000 anos atrás não são valores “sagrados”.

✖ A Teoria:

– E em que estado encontrou a Muralha?
– Úmida – Will respondeu, franzindo a sobrancelha. Agora
que o nobre o fizera notar, via os fatos com clareza. – Eles não
podem ter congelado. Se a Muralha está úmida, não podem. O
frio não é suficiente. (A Guerra dos Tronos, prólogo)

Will game of thrones

✔ Suposição: Bem ali, no prólogo, GRRM forneceu a motivação para que os Caminhantes Brancos ataquem: “Não está frio o suficiente.”

1x01 - 2

Por que não está frio o suficiente?

O que sabemos sobre a primeira vez que eles invadiram? Sabemos que eles vieram algum tempo depois dos Primeiros Homens invadirem Westeros, e as Crianças usaram a magia para detê-los, quebrando o Braço de Dorne. (A Guerra dos Tronos, capítulo 66)

Game-Thrones-Season-S4-Children-of-the-Forest-967x520

✔ Suposição: O uso de magia em grande escala causa uma perturbação no clima.

Por quê? Eu não sei. Mas sabemos que as longas estações são causados ​​por magia. Se você acha que a ideia de que o uso da magia em larga escala possa causar distúrbios no clima é absurda, então essa teoria não é para você. Até aqui não existe nenhuma prova, são apenas suposições. Mas os grandes eventos, muitas vezes têm grandes consequências a longo prazo. E, novamente, GRRM já disse que as estações foram afetadas ​​por magia …

Então minha teoria é que o uso em larga escala da magia desequilibra o clima e o mundo começa a aquecer lentamente. Isso é ruim para os Outros, obviamente, e por isso eles constroem um exército para invadir. Por suposição: Para corrigir o dano – o que é feito por magia pode ser desfeito por magia?

caminhante branco

Eles também podem querer mais terra – eles também não são tão bonzinhos.

Ok, mas por que demoram tanto tempo para invadir?

Bem, mais uma vez, não há certeza de quanto tempo levaram exatamente, porque essas datas não são precisas. É possível também, que seja preciso muito tempo para que eles percebam o aquecimento. Suposição: E como outras espécies aparentemente de longa duração, eles podem se reproduzir muito lentamente. [Como já sabemos, eles transformam bebês humanos em Caminhantes.]

criança caminhante branco

Com isso, supomos que os Caminhantes Brancos invadem para corrigir o clima, e em seguida, começam a ocupar Westeros. 

Mais tarde, os humanos e as Crianças descobrem que os outros são vulneráveis ​​a obsidiana, e conseguem mandá-los de volta para a Terra do Sempre Inverno. E então os humanos constroem a Muralha.

ataque crianca da floresta caminhante branco

Em seguida, os ândalos invadem, e as Crianças usam o martelo das águas novamente, transformando o Gargalo em um pântano.

The_Wall

Isso desequilibra o clima novamente. E, mais uma vez, os Outros montam um exército e se dirigem para o sul. Contudo desta vez, há uma Muralha e eles não podem atravessar. Eventualmente, eles são capazes de fazer contato com o 13º Senhor Comandante da Patrulha da Noite e explicam o que está acontecendo. Ele aceita a verdade do que eles dizem, e consegue aliar a Patrulha da Noite para a sua causa – ele pretende ajudá-los a chegar ao sul e consertar as coisas.

game-of-thrones-oathbreaker-white-walker-king

Mas os Starks, desconfiando de seus motivos, derrotam-no (e os Outros também). Como não é possível atravessar a Muralha, e sem os meios para destruí-la, os Caminhantes desistem.

✔ Suposição: A partir daqui os longos verões e invernos começaram.

Pelos próximos N mil anos, os humanos se acostumaram com este padrão de tempo incomum, até que se tornou algo normal. E o planeta continuou a aquecer, lentamente. Eventualmente, as terras além da Muralha se tornaram habitáveis – por cerca de 1.000 anos os Reis Além da Muralha lutaram com o Starks ou a Patrulha da Noite. Por que não pelos últimos 8 ou 7.000 anos? Porque na maior parte desse tempo, estava muito frio para viver além da Muralha.

povo livre selvagens

✖ Mais alguns detalhes:

Há 400 anos, o planeta passa pela maior catástrofe mágica desde a quebra do Braço de Dorne: A perdição de Valyria (vídeo) (A Guerra dos Tronos, Capítulo 3). Suposição: a destruição foi causada por magia.

fantasy-dragon-fire-dragon-wallpaper

Este acontecimento desequilibra ainda mais o clima. Suposição: mais uma razão para que último verão tenha sido o mais longo já registrado. Não é coincidência … os verões foram se tornando cada vez mais longos.

Os Caminhantes Brancos então não têm escolha – eles precisam resolver novamente o clima ou suas terras serão destruídas pelo contínuo aquecimento do planeta. Então eles começam a construir um outro exército. Eles usam pessoas como Craster para ajudá-los. Ele está fornecendo seus filhos por décadas. Eles não decidiram isso há apenas algumas semanas.

Se os seres humanos de Westeros e da Muralha ficam entre os Outros e impedem a expansão, então os seres humanos e a Muralha precisam ser destruídos. Além disso, a partir da sua perspectiva, os seres humanos são uma ameaça, que causam o desequilíbrio climático. Matá-los é algo que provavelmente lhes dão grande satisfação. Por isso que eles riram quando mataram Sor Waymar Royce.

✖ Outro jogador:

Há um outro grupo envolvido, um que vê os Outros como o mal encarnado: R’hlorr e seus seguidores.

melisandre fogo

✔ Suposição: R’hlorr deseja o aquecimento do mundo. Para os seres humanos, um planeta quente é melhor “As pessoas comuns rezam por chuva, crianças saudáveis ​​e um verão que nunca acaba.” Sor Jorah disse a ela (A Guerra dos Tronos: Capítulo 23)

Portanto, temos um conflito central – os Caminhantes Brancos não querem ser exterminados e R’hlorr quer que o planeta fique mais quente.

✖ O amargo conflito:

O que acontece quando nossos personagens com ponto de vista escolhem um lado ou outro? Tragédia. Pessoas decentes e honestas  estão lutando umas contra outras. Imagine Jon e Tyrion em lados opostos. Ou imagine Bran ter que perdoar Jaime.

Eu sempre assumi no passado que os Outros tinham algo poderoso o suficiente para rivalizar com os dragões de Dany. Mas e se não tiverem? E se o clímax da história é que alguns de nossos amados personagens com ponto de vista tenham que enfrentar o fim de Drogon? Matar o dragão (dragões), ou ser morto por eles.

O que poderia ser mais amargo do que os nossos moralmente decentes (não perfeitos) personagens morrendo nas mãos uns dos outros por causa de um mal entendido? Jon, Bran, Arya, Sansa, Tyrion, Daenerys – quantas permutações diferentes poderiam ter estes personagens entrando em conflito uns com os outros? E se incluirmos Davos, Brienne e Jaime?

E o que poderia ser mais trágico do que saber, como um leitor, que muitas mortes poderiam ter sido evitadas se esses personagens tivessem tentado se comunicar um pouco mais?

exercito de caminhantes brancos

✖ Resumo:

Como você pode imaginar, eu gosto muito dessa teoria – é possível encaixar os principais fatos conhecidos, ela fornece uma base, um final agridoce e incrivelmente trágico, enquanto continua a fornecer uma conclusão de alta fantasia bastante épica. Não parece algo simples para mim, como “eles precisarem renegociar fronteiras” ou “R’hlorr ser realmente mau e os Outros bons” ou “Dany e Jon e Tyrion precisem montar dragões para derrotar os malvados Outros” ou “os Outros não podem atravessar a Muralha e voltam para casa “.

Um comentário interessante acerca dessa teoria é de que a luta dos Caminhantes Brancos contra o aquecimento seria uma analogia a eterna batalha dentro da sala do escritório pelo controle temperatura do ar condicionado.

Achei a teoria bastante interessante, apesar da falta de elementos concretos dos livros para embasá-la. E vocês o que acham da teoria? Deixem sua opinião nos comentários!

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Devanil Júnior

    Poxa, sério que só conseguiram ver ligação com o controle do ar-condicionado? hahaha, isso pra mim é uma grande metáfora ao aquecimento global, o derretimento das geleiras onde os Outros vivem, o ímpeto de desenvolvimento de Rhollorr que vê o gelo como empecilho pro avanço, e, principalmente o embate entre a natureza (os Outros) e as nossas tentativas de vencê-los.

    A verdade é que os dois precisam estar equilibrados. Se essa teoria for correta, e tem cara do George (ele escreveu muita ficção científica), o final vai ser os Outros fazendo um bom estrago (as consequências das mudanças climáticas), mas assim que o equilíbrio for estabelecido, eles retornam ou morrem bem no estilo Guerra dos Mundos. Ninguém vai vencer eles, eles vão fazer o que tem que ser feito, e vamos nos adaptar, ou, inutilmente, tentar evitar.

    Ou seja: é inevitável os Outros vencerem, mesmo que seja um pouco. Então teremos o equilíbrio entre gelo e o fogo. E talvez no final o George adicione um elemento de que, mesmo depois disso, voltaremos a cometer os mesmos erros, talvez com a reconstrução da Muralha, e F.I.M.

  • Tem a ver com o aquecimento global mesmo, e como sempre os humanos causando desequilíbrio…

  • Devanil Júnior

    obrigado por trazer essas teorias Lidiany. Lembro que ano passado entrava nesse site todo dia, mal posso esperar pra série voltar a ser exibida. Parabéns pelo trabalho.

  • PHSA

    É uma boa teoria. A reluta em crer está apenas na falta de fatos evidentes na história pra isso. Mas é uma boa teoria. Não é clichê, pelo menos não pra mim. Mantém o teor não-maniqueísta do Martin. Ficaria bom, com um toque de GRRM ai ficaria realmente bom…

  • JasonLannister

    Não acho que isso se torne realidade. Uma vez que é informação demais pras pessoas que assistem apenas a série.
    Fora que não consigo ver a série adaptando uma explicação dessa de modo que fique bem explicado e claro pra todos.
    Duvido

  • Particularmente, eu acredito que os Outros são o verdadeiro e central problema da série. Baseado em apenas uma coisa: O poema de Robert Frost:
    “Alguns dizem que o mundo acabará em fogo, outros dizem que em gelo. Fico com quem prefere fogo”
    O George Martin já admitiu que teve a ideia das crônicas de “Gelo e Fogo” através desse poema. E baseada nisso eu acredito que ele também ficará “com quem prefere fogo”. (Minha teoria)
    Mas gostei de ver que também existe outras possibilidade (e teorias), nunca se sabe…

  • Cecilia Saraiva

    Para mim não é só uma teoria de fãs, acredito que esteja claro que algo deste nível acontecerá desde que soube que o Martin também se inspirou no seguinte poema de Robert Frost:

    “Fogo e gelo

    Alguns dizem que o mundo acabará em fogo,

    Outros dizem em gelo.

    Fico com quem prefere o fogo.

    Mas, se tivesse de perecer duas vezes,

    Acho que conheço o bastante do ódio

    Para saber que a ruína pelo gelo

    Também seria ótima

    E bastaria.”

    Ora… se ele seguir a ideia de Frost, teremos um final gélido para Westeros…

  • Anderson Lima

    Acho que o final vai ser uma guerra épica onde os dragões terão que enfrentar os outros… Gelo contra fogo… quem vencerá? Não faço a mínima ideia… kkk

  • Gildo Cravo Batinga Neto

    O plano de fundo que você desenhou é intenso e desesperador.

    Saber que o mundo passa por uma grande adversidade e que todos são afetados por ela, ainda que não se deem conta, é aterrorizante.

    Imaginem que sem a magia esse mundo não é capaz de viver e que nele existem duas forças opostas que ao invés de viverem em harmonia se digladiam por fogo ou gelo. Inacreditável, fantástico.

    O final pode ser o fim do mundo ou um novo recomeço. Será que o fim dá inicio a uma nova saga?

    Lembrem que Rhaegar Targaryen e Lyanna Stark pareciam ter algum conhecimento dessa luta entre gelo e fogo. E pareciam querer dar ao mundo o seu salvador!

  • Thalisson Santos

    se tratando com GRRM qlqr teoria eh possível… mas sinceramente, nao acho q essa venha a se concretizar… por mais q os argumentos sejam plausiveis… mas acho q teremos algo mais grandioso

  • jefferson

    meus parabens pelo post e pelo site sem puxa sao de saco curti muito mesmo e bem interressante assim como tdo o conteudo do site , gostei e senti necessidade de parabenizar quem a fez isso

  • Andrei Cristian

    Bem observado, afinal “A Song of Ice and Fire”. GRRM poderia dar uma analisada nessa teria, caso a história que ele CONTARÁ (como ele mesmo diz que não tem a história na mente ainda…) não ficar digna do livro 1 kkk…

    Mas uma cosia eu discordo, quanto ao final, quanto a voltarmos a cometer os mesmos erros, bem pelo que eu entendi da história de Westeros e Essos (não li tudo e tudo o que li não decorei mas acho que não interpretei tão errado) não há repetição, não são ciclos (além de inverno>verão) mas sim um único cilco que ainda não chegou ao fim… pelo meu ver GRRM não está contando o final de um ciclo ou o início, ele eestá contando somente uma pequena parte, em detalhes, da história de Westeros e Essos, deixando muito mais para o futuro e o passado, e sem falar em Sothorys (acho que é assim que se escreve) e as Terras de Sempre inverno, e mais terras que talvez existam considerando que não temos como saber o tamanho do Planeta…

    Só uma coisa é certa: winter is coming!
    Valar Morghulis.

  • Mandy

    As Crônicas de Gelo e Fogo terá um final agridoce, quer dizer que ao mesmo que a ameaça irá embora e alguns personagens sobrevirão a tudo isso, muitos morrerão no caminho (nenhuma novidade) e ficará aquele clima de “nada valeu a pena”. O final não será tão fácil de engolir e eu adoro isso.

    Gelo e fogo simboliza muita coisa: R’hllor X Outros, Dragões X Lobos, Stark X Targaryen, Norte X Sul, quem sabe até Jon X Dany. Há muita coisa para se revelar sobre os Outros e sua teoria faz sentido.

    Os Outros terão também seus aliados e eu aposto todas minhas fichas em Bran. Dany lutará contra os caminhantes brancos e Jon será de muita importância, quem sabe uma espécie de diplomata? Ele é Stark e Targaryen, gelo e fogo…

    Acredito que no final os sete reinos serão de fato sete reinos e que o inverno chegará com tudo e todos os que ridicularizavam a patrulha da noite pagarão por suas palavras.

  • Helder Machado

    Não sei como processar essa teoria.

    Foi a teoria com menos embasamento ja apresentada aqui pelo site de vocês, então ja começamos daí. Além de que essa teoria toda de que uma aventura política medieval épica como ASOIAF gira em torno de uma “conscientização moral” acerca do aquecimento global com os WW sendo Greepeace e R’hllor e seus sacerdotes sendo a grande “industria poluente”, sei não… OAHAOE

    Se voces realmente estiverem certos, o Martin é deveras doido.

  • Renan Santos

    “It’s yours The Song of Ice and Fire”

  • Leonardo Azevedo Soares

    Não existia também em algum lugar que citava nos livros que os dragões teriam vindo do céu? do choque de um astro antigo com a lua ocasionando uma chuva de dragões? Esse fato poderia ter alguma relação com o aquecimento do mundo, tanto pela criação de dragões quanto pela possível mudança do eixo do planeta (?)

  • UASHAUSAHSHASASHAHS o greenpeace e a indústria poluente foi ótimo!

  • Obrigada Jefferson ❤

  • Por nada Devanil, vou tentar me organizar para postar uma teoria toda semana pelo menos.

  • Um ponto interessante que esqueci de adicionar no texto foi a visão de Daenerys na Casa dos Imortais (na série) que pode ser também uma pista de que o frio acabará mesmo tomando conta de Westeros, ou apenas de que ela só chegará a Westeros quando a Longa Noite começar (sei lá…)

  • Thallys Rodrigo

    Interessante, porém, pelo que eu entendi, o inverno viria quando os Outros chegassem mais perto de Westeros, o que não aconteceu na grande maioria (os próximos a Dunk&Egg, por exemplo)

  • Hugo Barbosa

    muito boa mesmo essa teoria, se encaixa em muitos fatos, eu adoro, amo as cronicas do fogo e gelo, li apenas ate um pouco a mais do que metade do terceiro livro, por q cara fiquei muito revoltado com
    as mortes, po avisa temos que enina ao George R.R. Martin o que protagonismo kkkk Depois que eu me recuperar um pouco das mortes voltarei o livro kkkk tem umas coisas que foram esquecidas de se colocar, quando a patrulha da noite ela vai para alem das uralhas descbre que o rei para lá das muralhas esta num lugar totalmente desabitado, procurando por uma reliquia que seria se n me egano um chifre que despertaria algo muito poderoso, isso será que n seria a arma dos Outros? E os deuses antigos, seria o corvo de tres olhos tentando ajudar o Bran por ser o unico Stark que conseguiram alcançar? e da onde será que R’hlorr saiu, e ele realmente quer ajudar as pessoas a ficar num lugar quente ou apenas deixar quente pra poder se vingar dos Outros? Ele será realmente um deus ?

  • Jacqueline Angelica

    Tem mtos elementos da Tragédia nas crônicas. Por exemplo por mais q o Herói tente ou q pessoas ligadas a ele tente ele ñ consegue mudar o seu destino, irá acontecer de qualquer jeito . Oráculos( nas tragédias), profecias as crônicas tão cheias por isso acreditar q Martin já contou o final é bem provável. Veja por exemplo Édipo Rei , o seu pai, que é rei, recebe a profecia ao saber q a esposa está grávida decide se desfazer da criança assim q nascer p q a profecia ñ se cumpre mas é em vão pois ela acontece de qualquer jeito e na verdade qto mais se tenta fugir mais se aproxima dela.
    Ótimo texto Lidiany! Parabéns!!

  • Obrigada Jacqueline, mas a teoria não é minha, eu traduzi um post do reddit. ^_^

  • Gilio Lorencini

    Sensacional!

  • Icaro Xavier

    Todo o pano de fundo diz respeito ao controle de temperatura do mundo de westeros??? E que, afinal, os outros não são tão maus assim, já que apenas querem evitar sua extinção?? Não sei não. Falta dados para embasar tal teoria, e, ainda por cima, os dados que temos contrapõem tal teoria. Por exemplo, vale lembrar que o Berrante de Joramum, ou pelo menos um berrante suspeito, já apareceu na série, mais especificamente quando os membros da patrulha da noite desenterram um manto que envolvia lâminas de obsidiana e um “suspeito” berrante! Fora isso, tem a lenda do Azor Ahai, que é a motivação de Melissandra. Junto com isso, temos a referência a Brandon, o construtor, e como ele construiu a muralha, bem como o livro de Martin que faz referência a um dragão de gelo, e que teria sido usado por Brandon para construir a muralha, sendo, posteriormente, trancafiado dentro da muralha, sendo liberto se o berrante de joramun for tocado. Enfim, os livros, a série e o próprio Martim já nos deram vários indícios fortes de tudo o que eu falei, e não vejo como tudo isso se encaixa nessa Teoria “Climática”. Uma coisa é certa, 3 dragões são para serem montados por 3 targaryans, e o “Gelo versus Fogo” vem justamente do embate de dragões de fogo vs o frio (dragão de gelo talvez). Fora isso, temos todo o mistério ao redor de Bran, que faria às vezes de Brandon, o construtor. Lembra quando o corvo de 1001 olhos disse: “vc nunca voltará andar, mas vc irá voar!”. Voar em que ou no quê? Percebe-se, de cara, que Dany e Bran são dois personagens q vão até o final (podendo morrer apenas no final): ela por causa dos dragões; ele por todo esse mistério com o corvo de 1001 olhos.

  • Icaro Xavier

    Não faz sentido Bran ficar do lado dos outros. Até porque ele é guiado pelo corvo de 1001 olhos, que , por sua vez, é aliado das crianças da floresta. Lembra quando a menina diz: “a magia que move eles, não tem força aqui”, ao se referir aos esqueletos.

  • Igor

    Muito interessante essa teoria, e levando em conta que GRRM é um cara ecologicamente correto, não só em textos mas em atitudes, é possível sim. Mas quando folheio os livros, tem muito tempo que não faço isso, tenho a sensação de que uma pessoa muito poderosa teve uma desilusão muito grande com a humanidade e decidiu simplesmente destruir tudo. 🙂
    Na minha opinião eles não são uma espécie ou raça, esse cara mau e poderoso precisou dos filhos do Craster para fazer seu exercito, e quem sabe filhos de outras pessoas, isso para mim é um indício de que eles não são naturais.
    Teoria maluca essa minha! Rsrsrsr

  • GraRJ

    Sempre tive os dois pés atrás R’hlorr e seus sacerdotes e
    acredito que tudo que vive na obra de grrm tem um propósito para existir, mas
    também não consigo enxergar os Outros como seres que buscam apenas o equilíbrio
    do mundo…se os personagens principais irão escolher lados opostos no grade
    conflito da série, e supondo “muitos supõe” que jon irá se juntar aos Outros e
    Dany os combaterá…então isso ssó prova que Jon não lutará pelo lado
    certo….afinal de contas Daenerys é uma destridoraa de mentiras, não é

  • Icaro Xavier

    A única coisa interessante dessa teoria diz respeito à motivação dos Outros! Tem uma cena no final da última temporada em que a criança da floresta diz: “a podem nos seguir, o poder que move eles não tem força aqui”, ao se referir aos esqueletos. Esse “poder” que ela falou, claramente é o mesmo poder que “move” os Outros, ou pode ser o próprio poder dos outros. Tendo isso em mente, não sei mesmo se a motivação dos outros é tão “aceitável” assim. Talvez Martin nem mostre que motivação seja essa, deixando o mistério no ar no final. Mas seria interessante se a motivação deles fosse para conseguir o equilíbrio das coisas, e não apenas kill, kill, kill!

  • Breno Lemos

    Essa teoria conseguiu me deixar ainda mais ansioso pelo próximo livro, ainda mais porque vai explorar bastante as terras além da muralha.

  • Castiel The Angel

    Teoria boa, mas um pouco falha em alguns pontos: Por exemplo, não faz muito sentido os Outros estarem caminhando para o Sul por motivos de aquecimento global, uma vez que o Norte ainda é o local mais gelado e inóspito e o Sul é o local mais ‘perigoso’ e quente para eles. Pense bem, se o seu povo está sendo castigado por anos e anos de Verão e dias mais frios estão previstos para vir, qual o sentido de rumar para lugares mais quentes? Para mim, os Outros estão partindo no Inverno pois o terreno lhes será mais favorável – pode ser que essa invasão esteja sendo planejada por milênios, juntando exércitos, apenas esperando saber QUANDO atacar (e eles vêem essa oportunidade quando se deparam com um dos Verões mais longos de Westeros). Puxar Valyria também não faz muito sentido, uma vez que tudo aquilo ocorreu há um espaço incontável de tempo também.

    Mesmo que os scripts originais tenham sido bastante alterados, a ordem cronológica dos grandes acontecimentos ainda parecem continuar os mesmos, então é provável que vejamos a invasão Targaryen em Westeros (com ataque dos dragões, Dany finalmente em Westeros e tudo mais), ANTES e/ou AO MESMO TEMPO da Longa Noite. O meu palpite é que ambas as coisas acontecerão ao mesmo tempo em Winds of Winter, sendo Invasão Targaryen ocorrendo ao Sul e Invasão dos Outros ao Norte, (com a Longa Noite sendo ligeiramente mais para o final do livro, como um cliffhenger).

    O que eu tiraria disso tudo, é que talvez os Outros não tenham invadido Westeros antes por temerem os dragões dos Targaryens. Uma vez que eles se foram, começaram a aprontar os preparativos e seus exércitos. Entretanto, o longo Verão veio, e eles tiveram que ser um pouco mais pacientes. Começaram a atacar os selvagens afim deles temerem o perigo e correrem em direção à atacar a Muralha – dando uma leve vantagem a sua futura invasão, ao jogar humanos contra humanos. Porém, com o Cometa Vermelho, eles perceberam que poderiam estar condenados novamente, uma vez que os dragões haviam renascido. Os preparativos foram acelerados e pode ser, ou não, que Corvo de Três Olhos seja alguma farsa dos WW e Bran esteja, na verdade, com seu sangue Stark, lhes dando uma onisciência através dos Salgueiros. Ok, posso ter viajado um pouco, mas vale lembrar que Bran ainda é uma parte mística de todo esse enredo que não se encaixa em lugar nenhum, ainda, e isso explicaria porque Mãos Frias estar ajudando-o.

  • Igor Ramos

    Indo um pouco fora do tópico, eu já li a serie uma vez e agora estou lendo novamente e tem uma fala de ygritte que me deixou meio “encabulado” é na tormenta das espadas no final do capitulo de jon que ele escala a muralha e ela diz isso logo no final do capitulo
    “estou chorando porque não encontramos o berrante do inverno. Abrimos meia centena de sepulturas e deixamos todas essas sombras à solta no mundo, e não encontramos o berrante de Joramun, para botar pra baixo esta coisa fria.”
    o que me deixou “encabulado” foi esse “deixamos todas essas sombras à solta no mundo” não me lembro se isso já foi explicado mais na frente na historia(faz muito tempo que eu li) ou se é alguma coisa referente ao próprio capitulo ou capítulos anteriores(que eu não percebi kkk) mais que eu achei estranho achei…

  • RedViper

    Cara sei que a ultima batalha sera contra os Outros, mais fico imaginando como vai rolar…tipo por ter tanta coisa nos livros as vezes me faz pensar que essa historia nem é tão importante quanto o final do Tyrion, da Dany, Jaime, Sansa, Arya entre outros personagens fantasticos. Isso é o que mais me mata nas Cronicas..já ter 5 livros e não saber como a ultima batalha vai rolar.Sera que todos esses personagens vao participar?sera que vai ser como todo mundo imagina, com a Dany e seus dragoes salvando Westeros dos Outros. Ou Jon protegendo a muralha como Azor Ahai. Uma Dança dos Dragoes em meio ao mais terrivel inverno com Dany voltando a westeros e tendo que enfrentar o Jovem Griff enquanto a muralha vai a baixo. Pra mim a dany nem vai chegar a enfrentar de verdade os outros, pode enfrentar um ou outro, mais a Patrulha é quem vai ser a grande heroina na guerra com Jon como comandante. Resumindo duas batalhas fecharão o livro: A batalha definitiva pelo Trono de Ferro(ultima dança dos dragoes) Aegon vs Daenerys e a batalha pelo reino Jon e seus aliados vs Outros. Todos os personagens que amamos vão estar envolvidos em uma das duas batalhas e varios vão perecer. E ai estara o final agridoce.

  • jorge_lito

    Palmas pra esse texto. Grande teoria Lidiany…

  • Mandy

    A velha ama dizia que todos os corvos são mentirosos… Eu ainda tenho dúvidas sobre sua lealdade.

  • Samir Saif Tomaz

    Acredito que a Grande Batalha Final entre o homens e os outros poderá ter um fim com a intercessão de Benjem Stark, o conciliador.

  • osman Fergusson

    ” Os outros só aparecem quando está frio. ou fica frio quando eles aparecem”. Os outros vieram pela primeira vez na “longa noite” e estava frio. porque seria tipo aquecimento global? mas eu concordo que será uma batalha entre fogo e gelo. A obsidiana também é chamada vidro de dragão. Daenerys tem dragões, e se Jon tever sangue Targaryen e virar Azor Ahai renascido, e um monte de etc. vai ser isso mesmo.

  • Bom post. Eu também achei a teoria interessante em linhas gerais, apesar de ter sérias ressalvas quanto aos detalhes. O que eu considerei plausível foi tentar uma explicação mais razoável que vilanize menos os Outros como orcs de gelo unidimensionais.

  • lucas

    Se os Outros desaparecerem, tipo todos eles forem destruídos, isso n desiquilíbraria ainda mais?

  • Vaz

    Parece que ela tem medo de os Outros usarem o berrante, afinal pra que fugir para o sul da muralha se ela cair…

  • Gabriel Silva

    Brynden Rivers o corvo de 1001 olhos ainda é um bastardo muuito traicoeiro, pelo que vimos em O CAVALEIRO DOS 7 REINOS ele não inspira confiança.

  • RedViper

    Lembro de que quando li fiquei perplexo com isso tambem. Acho que ninguem nunca pensou sobre isso. Sera que os selvagens liberaram os Outros?

  • Liz

    Alguém já pensou se Daenerys chegar a Westeros, mas não conquistar o Trono de Ferro?Já li um conto escrito por um fã que os Outros, na verdade, formavam um exército que levavam Jon para o trono.Isso de certa forma pode se encaixar nessa teoria.Se R’hllor for o mal.

  • Rasputin De Valinor

    Martin sempre usa fatos históricos, e outras coisas do nosso mundo para dar um toque de realidade à estória. Nesse caso seria o Aquecimento Global? Os Outros são como simples criaturas tentando sobreviver? Enquanto a magia é algo que pode trazer tanto benefícios e malefícios para a humanidade, assim como as indústrias no geral? Viajei bastante agora, mas tamos aÊ kkkkk!

  • Aegon Blackfyre

    Mandy, também acredito no que falou no final.

    A guerra e a intriga serão tão grande, a fome a miséria serão tão avassaladora, que o Reino centralizado em Porto Real não conseguirá manter a integridade, daí que os 7 reinos se reerguerão, cada um cuidando de si mesmo e dos seus vassalos, em mútua sobrevivência.

    Não acho, no entanto, que o fim da série terá como “lição de moral” uma discussão ecológica.

  • Aegon Blackfyre

    Não acho que o Corvo de 3 Olhos seja um “espião” dos outros.

    Ele tem sangue Targaryen, tão nobre quanto Stark. Sem falar que ele WW e Filhos da Floresta jamais estariam do mesmo lado. (tudo é possivel, mas acho dificilímo).

  • Aegon Blackfyre

    acho que o final agridoce está aí.

    mas acho que o trono de ferro vai deixar de ser uma coisa a ser desejada. Com a guerra, o frio, a morte, a miséria e a desolação o Mundo vai cair e toda a estrutura centralizada em Porto Recal colapsará e os 7 reinos voltarão a ser descentralizados.

  • Patrick Correa

    Já vi isso em Pokemon Ruby/Sapphire. HAUAHAAUH
    Mas é uma boa teoria, faz sentido.

  • Castiel The Angel

    Ou que é o frio personificado que está sentando no Trono diante dela – ou seja, é ”o frio” o grande arqui-inimigo que ela terá que enfrentar para sentar-se no Trono, e não nenhum Rei de Westeros.

  • Castiel The Angel

    Sim, sim, Martin pode dar uma motivação para WWs – acredito que seja alguma vingança do Rei da Noite aos humanos -, mas, apesar de pregar que ”nem todo mundo é inteiramente bom ou mal”, muitos personagens dele são ”unitons”, sim (Joffrey, Boltons, Walder Frey, etc.).

  • Felipe

    Achei fraca a teoria

  • Aegon Blackfyre

    Não acho que o final seja uma Batalha Ecológica-Climática. Acho que o autor do post no reddit forçou demais. Não há muitos argumentos.

    Esse argumento de que não está frio o suficiente, logo os WW atacam não faz mt sentido. Sendo assim eles atacariam no verão, quando está mais quente. Alguns podem argumentar de que no Verão eles estão fracos para atacar, mas não se tem notícia de nenhum patrulheiro desaparecido durante o Longo Verão de 9 anos que antecede as Crônicas.

    Se nunca ocorreu um Verão tão longo (9-10 anos), não seria exatamente esse momento para os WW atacarem? Não há nenhuma passagem nos livros que corrobore que os Verões estão ficando cada vez mais longos.O que se tem é que ESTE VERÃO foi muito longo. As estações do ano, pelo contrário, são sempre muito instáveis, tendo ciclos curtos e longos sem nenhuma progressão para o frio ou para o calor. O que se sabe é: quando há um Verão muito longo, o próximo Inverno será muito longo.

    Não tenho como palpitar sobre a motivação dos Outros. O que eu posso dizer é que da mesma forma que os Humanos não sobrevivem ao Frio, os Outros também não sobrevivem ao Calor e pelo fato dos Humanos terem sangue quente( homeotérmicos) já é motivo o suficiente para os Outros detestarem os Humanos, e vice-versa

    Pausa para falar da importância do Sol: Toda a cultura humana invariavelmente se remete ao Sol. As religiões terráqueas são, em maior ou menos grau, religiões solares. O mesmo ocorre com Westeros: quanto mais sol, mais vida, mais plantações, mais abundância, mais felicidade, mais conforto, sendo R’ollor a expressão cultural/religiosa mais óbvia da importância do Sol. “A noite é escura e cheia de temores…”

    Talvez o mesmo ocorra com os Outros, só que em sentido contrário. Quanto menos Sol, mais tudo para eles.

    Curiosidade pitoresca: os Outros não sabem nadar? auhahuahuauha Nas extremidades da Muralha há agua, basta fazer a curva, principalmente na margem direita, proximo a atalaiadoleste.

    Uma coisa pra mim nesse fim é certo: Não haverá trono de ferro para contar história. Em meio a invasão dos outros, do frio, das colheitas arrasadas, da fome, da miséria, do desalento e da guerra, o poder central de Porto Real cairá e Westeros voltará a se descentralizar em 7 reinos.

    E essa é outra interpretação do poema do Robert Frost:

    O mundo ruiu uma vez com o Fogo( Desembarque de Aegon) e ruirá novamente com o Gelo( “Desembarque” dos Outros).

  • Felipe Lobato

    Não há nada sobre Brandon the Builder usando um dragão de gelo para construir a Muralha. O livro “O Dragão de Gelo” se passa em outro universo”.

    Segundo o autor, a única dentre todas as raças humanas que dobrou dragões à sua vontade foram os valirianos, e Brandon não era um.

  • Vaz

    7 reinos, sim!

  • Vaz

    Aí sim! hehehe

  • Adriano Machado

    Já li tantas teorias, que não sei mais o que é só teoria ou se está nos livros… kkkk
    Que venha logo Os Ventos do Inverno!!!

  • Vou a lua ontem

    Post sensacional. A forma como vcs uniram as diversas teses acerca do tema foi perfeita.Parabéns aos envolvidos!!!
    Acho incrível o fato de a saga, apesar de se basear, principalmente, em eventos medievais, possivelmente girar em torno de uma questão contemporânea premente e muito debatida: o aquecimento global. É muito interessante ver, “ao vivo”, a literatura sendo influenciada pelo contexto histórico.

  • Vou a lua ontem

    ~Spoilers dos livros~
    Segundo Aemon, “o fogo consome e o frio preserva”. Destruição, morte e catástrofe é tudo o que pode advir de uma invasão a Westeros por parte da Rainha Louca; Meeren já provou que ela não sabe governar, e, caso ela ataque as Terras do Pôr do Sol, só vai estar dando o tiro de misericórdia em um continente/povo dilacerado pela guerra (ainda mais se ela o fizer através de uma horda dothraki e sem saber que a Rebelião na verdade salvou a todos do Rei Louco e foi, em grande medida, feita por pessoas nobres). Se a garota não amadurecer loucamente nos Ventos, Bran e uma possível trocada de peles em um dos dragões serão a única esperança dos Sete Reinos.

  • Leandro Soares

    Teoria muito boa, e faz muito sentido em vista que os Meistre da Cidadela acabaram com os Dragões e os mesmos não creem que a magia uma vez funcione (Meistre Luwin disse incansável vezes à Bran).
    Talvez Sam ao procurar um modo de destruir os outros acabe encontrando pergaminhos explicando os propósitos deles.
    Mas aí fica uma pergunta, Aquele Homem sem rosto que está na Cidadela tem algo à ver com esse clímax?

  • Cid D´Avila

    Gostei da teoria, embora não concorde com alguns pontos.
    O que eu acho mais interessante em ASOIAF e GoT é que tudo pode acontecer nos livros ou na série – mesmo que as encaremos como universos diferentes (eu pessoalmente gosto de pensar nisso). E todas as possibilidades canônicas ou não propiciam momentos de grande elocubração por parte dos autores e dos fãs. Podemos acompanhar toda a obra de forma “fechada”, apenas como espectadores, vivenciando os Pontos de Vista dos personagens e nos emocionando com a cenas da série. E também podemos interagir, criando nossas próprias teorias e desfechos, levem eles aonde que que seja. O exercício da imaginação provocado por tudo isso é o melhor de tudo.
    Vida longa a todo esse mundão de aventuras!

  • João

    Eu também penso assim, o Martin gosta bastante dessas Metáforas ( induzir alguém à pensar errado, e na série tmb tem mt disso ), certamente esse frio é o verdadeiro inimigo de Dany, ou talvez o verdadeiro objetivo dela.

  • Joao Paulo

    Eu acho q no final,vamos torcer pelos caminhantes brancos

  • Icaro Xavier

    Como também não há nada sobre tal teoria climática! Entendeu o contexto de todos os palpates aqui nos comentários???? Entre teorias, acho mais plausível essa teoria do dragão de gelo do que esse teoria climática! E foi apenas isso que eu quis dizer! Até porque temos dragões de fogo e o nome do livro é Crõnicas de gelo e fogo. E sim, realmente o Livro o dragão de gelo, apesar da semelhança de ambientação, se passa em outro universo. Mas lembro-lhe das várias passagens nos 5 livros que mencionam um dragão de gelo, mesmo que metaforicamente. Sim, mas a ligação dos valirianos com os dragões era totalmente diferente do que a de Brandon, que, Segundo teorias, foi um Warg, ou seja, um troca peles. Enfim, mas são apenas teorias conjecturadas por fãs!

  • Tanto o Martin quando o Elio já disseram que O Dragão de Gelo se passa em outro universo, essa teoria furada não tem nada a ver com essa q postei.

    No texto está claro q é uma teoria, não é possível garantir q será assim, porém essa teoria do Dragão de Gelo já foi refutada e não vou publicar aq só para ganhar cliques.

  • Martins

    É difícil imaginar mesmo em ASOIAF que Os Outros representem apenas o ‘mal’ que disputará com o ‘bem’ representado pelos personagens centrais. Acredito e mto que o ‘acordar’ deles não seja única e exclusivamente por serem criaturas do mal que querem matar tudo e todos.. deve haver alguma justificativa para tal.

  • LyannaStarkWIC

    A teoria está possui bons argumentos, mas não acho que a história vai ser polarizada entre gelo e fogo. A narrativa do GRRM é uma teia que vai se expandindo, não creio que a batalha além da muralha será o foco central nos próximos livros, mas apenas uma parte dessa teia.

    Os jogos políticos devem continuar no sul, fora que se me lembro bem aquela carta que o GRRM escreveu quando estava começando a criar as crônicas do gelo e fogo não menciona a batalha com os Outros, não acredito que ele ia mudar totalmente o rumo da história.

  • Matheus Almeida

    Sua teoria é muito bem fundamentada apesar da falta de provas concretas. Esta de parabéns msm.Gostei ainda mais quando você mencionou alguns personagens e colocou o nome da Arya na frente da Sansa. Pra mim é mais uma prova de que a irmã mais nova supera a irmã mais velha em todos os aspectos.
    É mas,nao gostei de você sugerir que Arya Stark ira morrer.

  • Francis Dillari

    Onde estão os lobos gigantes no meio disto tudo?

  • RenanRCV

    Prefiro a teoria sobre o Hodor só ficar repetindo este nome por ser o real nome do inimigo de Rhollorr após ter sofrido um evento traumático que o deixou débil (encontro com o deus da escuridão em pessoa?).

  • Islan Oliveira

    Cara, a despeito de uma pessoa gostar ou não da Daenerys, só um fanboy pra não ver a verdade do que você disse. O Robert era um rei péssimo (me lembra o Aegon IV, o Indigno), mas foi melhor ele como rei do que a loucura que o Aerys causaria ao reino. Se não fosse as maquinações do Mindinho e dos Lannister o reinado do Robert teria sido longo, com uma ótima administração do Jon Arryn e quem sabe, de outros bons políticos.

  • Icaro Xavier

    Boa pergunta! Onde estão as habilidades wargs dos starks?

  • Icaro Xavier

    Inclusive, na série tem uma parte onde Dany está “sonhando” que está em frente ao Trono de Ferro em ruínas, com neve caindo, através de um buraco no teto, no respectivo salão. Pode ter sido um vislumbre do que ela encontrará quando chegar em westeros!

  • Icaro Xavier

    Vejo que ninguém mencionou algo que eu tenho muito medo que aconteça: o efeito Lost! Sem bem que o roteiro de GoT é totalmente fixo na mão de duas pessoas apenas, e com total influência de Martin!

  • Boa Adriano, tem horas que eu nem sei mais o que li também ahahahahahah

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Eu to por fora dessa teoria, não prestei muita atenção nisso quando li os livros. Mas tava revendo a série com minha namorada (que não conhecia e eu já fiz ela virar fã) e percebi que os outros gostam muito de uns sinais no chão com cadáveres (de crianças ou cabeças de cavalos, como na terceira imagem desse post e essa aqui http://img2.wikia.nocookie.net/__cb20130416000005/gameofthrones/images/6/6b/HorseCorpses_3x03.jpg). Bom, não tenho muita opinião sobre isso, nas minhas férias vou pegar os 5 livros pra ler de novo, vou comprar o Mundo de Gelo e Fogo e reler o Cavaleiro dos Sete Reinos e prestar mais atenção em detalhes q podem ter passado despercebidos.

  • Vaz

    Ai, sim, hein?!

  • Vaz

    Lidiany, foi refutada a teoria de O dragão de gelo pertencer ao mundo das Crônicas, sim, até porque foi escrito bem antes. Mas eles refutaram que existirá um dragão de gelo nas Crônicas? Gostei bastante dessa possibilidade, e nada impede do Martim criar um dragão de gelo exclusivo para westeros, hehehe.

  • Hugo Nascimento

    Ao que parece os mestres da cidadela entendem que a magia fortalece os Outros, por isso a negam fortemente. Valiria usava magia, assim foi destruída de alguma forma, mas não temos como saber se a destruição de Valiria foi na mesma época de uma invasão dos outros.

    Aquelas velas de obsidiana me intrigam, parece ser um controle dos mestres sobre a magia. Se as velas acenderam tem alguma coisa a ver sobre a utilização descabida, ai entra R’hollor e seus seguidores, a volta dos Dragões etc.

    Então em resumo:

    Valiria foi destruída por magia em o despertar de algo das profundezas(existe uma passa na Dança que afirma isso);

    Os mestres da cidadela entenderam isso e abominam a magia, tentando negá-la, mas ela existe(tanto que existem o aro de aço valiriano para forjar suas correntes, que ganham quando aprendem os mistérios da magia);

    Os Outros ficam mais fortes com magia ou temem a magia e partem para guerra??
    Acho que não é o aquecimento que eles temem, mas ficam mais fortes quando usam, se no futuro Martin revelar que a queda de Valiria deu sequência a uma invasão dos gelados, isso comprovaria a teoria.

    Bran e os filhos, assim como Jon e Dany tem que lutar contra os outros, mas se vencerem e depois? Lutariam contra a cidadela? um contra o outro? ou Jon casa com Dany e Bran fica responsável pelas terras além da muralha?

    Arya e Tiryon entram aonde nessa confusão? Não vejo a habilidade que Arya adquiriu ter alguma vantagem para enfrentar a guerra contra os outros.

  • Rafael

    Acho que está meio vaga, falta mais fatos para se tornar uma hipótese valida. Existe uma certa dualidade entre fogo e gelo, o quente o frio, no final precisamos dos dois de uma forma equilibrada, nesse ponto posso concordar, mas falta muito para se saber, enfim to meio cansando de teorias, quero o próximo livro logo. rs

  • Gustavo

    Daenerys, Tyrion, Jon. Dragões. Targaryen. O Sul. Valíria. Verão. Fogo.
    Bran, Sansa, Arya. Lobos. Stark. O Norte. Winterfell. Inverno. Gelo.
    Será que…?

  • Gustavo

    Eu acho que, se for pra acreditar na Conspiração dos Meistres, eles são os responsáveis pela Perdição de Valíria…

  • michel

    Acredito que no final, apenas quem está no norte, e os personagens do núcleo da Daenerys irão confrontar os outros, quem está no Sul irá continuar com suas intrigas, o Martin não é do tipo que vai fazer um final feliz do tipo todos unidos contra o grande inimigo, nem Harry poter foi assim, inclusive ele disse que o final vai ser agridoce.

  • Joao Palmadas

    O final será agridoce? É, isso é um spoiller, pelo menos para quem pensar bem no assunto.

    É claro que as mortes de Myrcella e Tommen serão trágicas, eles pagarão pelos pecados dos pais e do irmão deles, Joffrey.

    Então, eles morrerão no sexto livro. No sétimo, veremos as repercussões das mortes deles, entre outras coisas.

    Convém lembrar que com a morte do Tommen e Myrcella sem descendentes e a possível (mas não provável) morte de Stannis no Norte, o trono será de Shireen, outra que está marcada para morrer. Se Stannis e Shireen morrerem, será no livro sexto. Porque, se a história parasse aí, seria um final trágico. Mas a história, para dar num final agridoce, terá que continuar, então provavelmente não haverá mortes como as de Tommen, Myrcella e Shireen no livro sétimo, eles morrerão no sexto – ou não morrerão, isso também é uma possibilidade.

    Orson Welles:“Se você quer um final feliz, ele depende, é claro, de onde você termina a sua história”.

  • Daniel Miranda

    O pensamento comum é que todo mundo vai se juntar contra os Outros mas se tratando do Martin, duvido. Deve ser igual o post falou: metade x metade dos personagens povs. Interessante essa idéia de que talvez os outros não sejam maus, mas apenas seres querendo preservar sua existencia. E tenho quase certeza que o Jon vai pro lado deles.

  • Patrick

    Caso a teoria seja verdade,eu acho que a divisão fica assim:
    Time Fogo: Jon,Daenerys,Melisandre,Tyrion ,Jaime e Bran
    Time gelo: Sansa,Arya,Rikon,Homens sem rosto e Outros

  • Patrick

    Porque ela vai lutar com eles.
    Se vc prestou atenção nos livros o deus de muitas faces,que os homens sem rosto adoram é uma representação da morte.
    Os sacerdotes vermelhos dizem que R´holorr é o deus da vida,é que o seu inimigo é o deus da morte,ou seja o deus de muitas faces é o inimigo de
    R´holorr.
    Quando a guerra começar os homens sem rosto vão apoiar os Outros e a Arya é um deles.

  • Vitor

    Eu estava reelendo agora noite os Capítulos Disponível do Ventos dos inverno..tava Na Parte de Tryion algo me chamou atenção olha bem: ” O DRAGÃO BRANCO DO CYVASSE ACABOU NOS PÉS DE TRYION.”

  • Patrick

    Pelo que eu li dos livros acho que a batalha final é mais ou menos assim:
    Dany vem para Westeros e se encontra com o Jon,que foi ressuscitado por
    R´holorr.
    Para derrotar os Outros ele precisa forjar a espada magica Lumisférra,o que só pode ser feito sacrificando a pessoa que você ama.
    Então Dany se oferece para sacrifício e é morta por Jon.
    Os Outros vem para dominar o mundo e os homens sem rosto se unem a eles.
    Como estão em lados opostos da guerra Jon e Arya são obrigados a lutar uns contra os outros.
    Gerando o final agridoce do qual Martin falou.

  • Vitor

    Valiria praticamente foi destruída, num Cataclismo causado por Erupções Vulcânicas, foi naquela região que os Dragões foram descobertos pela 1 vez a 14 Mil anos pelos Valirianos, aquele local era conhecido catorze anéis de fogo, era conjunto de Vulcões, quando todos entraram em erupção, causou o Cataclisma da Península Valiriana.

    História e Tradição: A Perdição de Valiria.

  • Devanil Júnior

    O VERDADEIRO OBJETIVO DELA!!!! Você explodiu minha mente! Rainha dos Outros.

  • Vaz

    Sei que não é essa a teoria tratada aqui, mas como não achei outro lugar escrevi assim mesmo, hehehe.
    Aos moderadores: tem várias teorias sobre as visões da casa dos imortais, algumas do cara malhada também e, é neste último que quero focar.

    SPOILER PRA QUEM NÃO LEU TODOS OS LIVROS
    .
    ,
    .
    ,
    ,
    ,
    Estou relendo as crônicas e no terceiro livro no capítulo do Davos quando ele chega a Pedra do Dragão depois de ser resgatado por Sallador Saan, enquanto esperava se depara com o bastardo do Robert, Shireen e o Cara Malhada; esse cantarolava algo mais ou menos assim: “sangue de bobo, sangue de donzela, sangue de rei, noivo e convidados acorrentados”. Isso claramente é uma menção ao casamento vermelho. Aí pergunto aqui no grupo: alguém identificou outras visões dele? Por que ele tem elas? Valeu gente.

  • Bruno Tavares

    Cara, achei mt interessante, apesar de eu ler os livros somente por diversão msm… mas falando em desequilibrio, pode ser que o clima ficou bagunçado por causa do iminente nascimento dos dragoes da Dany o que chamou a atenção dos Caminhantes…

  • rerbert viana

    Justamente, tantas teorias, todas muito boas, só espero que no final o Martin não nos decepcione, que venham os outros livros!

  • http://www.gameofthronesbr.com/?s=o+resto+da+saga+de+acordo+com+as+profecias

    As do Cara-Malhada, especialmente, estão na Parte 2.

    O Casamento Vermelho também foi previsto claramente em uma visão da Daenerys na Casa dos Imortais.

  • rerbert viana

    Vendo essas teorias, só fico imaginando o quão a série está distanciando do foco principal, principalmente nessa temporada que virá, já descartaram vários personagens que aparentemente não desenvolvem algo sólido, mas a longo prazo vão repercutir muito na guerra, como a morte de Quentyn, que vai resultar provavelmente em o apoio de Dorne a Aegon(possível Blackfire – Dragão de pantomineiro), teremos aí uma nova rebelião no meio desse caótico centro de ideais diferentes?

    ps: illyrio mopatis deu um Baú para Aegon, será que lá estará a Blackfire? A Espada Valiriana perdida a tempos?

  • Beth Salgueiro

    perfeita a sua analise. concordo com tudo. 😀

  • Joao Palmadas

    Eu acho que o Mindinho entra no time gelo, porque não tem ninguém mais frio do que ele. Quase tão frio e calculista quanto o Mindinho é o Doran Martell, que também entra no time gelo. O Bron e o Areo Hotah, que me parecem guerreiros frios, sem paixão, entram também no time gelo, assim como o Stannis, homem sem paixões. E finalmente, o Olho de Corvo, o assassino frio da família Greyjoy.

    Já a Cersei e as serpentes de Areia, que são “hots”, entram no time fogo. O suposto Aegon Targaryen, que é um moço de sangue quente, entra no time fogo também.

  • Ana

    Gostei dessa teoria

  • Joao Palmadas

    Sabe, me lembrei que há um dragão branco em Meereen, um deles é o Viserion, o dragão branco. Foi o que o Quentin tentou domar, e o Raeghal, o outro dragão, o verde, matou o Quentin. Será que o Tyrion conseguirá domar o branco?

  • Joao Palmadas

    Eu acho que não, o corvo de três olhos apareceu nos sonhos do Bran antes mesmo do nascimento dos dragões.

    Tenho quase certeza que de 2016 o sexto livro não passa. Faltam nove meses.

  • Ana

    Só eu que acho que os Outros são realmente maus, que o Bran precisa dominar o dom de trocar-pele para poder assumir o controle do Drogon (o mais incontrolável dos 3 dragões), para poder destruir os Outros com fogo?

  • Vitor

    Kara eu acho que sim..Tá cheio de Palavras Chaves…eu acho que Viserion e Menor que Raeghal..acho que Tryion vai vim Domar ele.

  • Luiz Fernando Silva Sousa

    acho q o q pode acontecer e os outros conseguirem matar um dragao da dany e o dragao volta como zumbi cuspidor de gelo.agr a respeito do clima ser influenciado por magia acho q n há a minima chance, sai completamendo do enredo abordado ate o momento

  • Gisele Silva

    Gostei muito dessa teoria, mas não gostei muito da parte do amargo conflito, personagens lutando uns contra os outros. Daí lembrei da cena do Bran e da Osha na árvore coração na primeira temporada e pensei: essa Osha sabe das coisas. Então corri para os livros, e encontrei dois trechos muito interessantes em a Fúria dos Reis. Olha o SPOILER, até DANÇA DOS DRAGÕES:

    No primeiro capítulo do Bran, em a Fúria, quando ele fica pensando do porque os Lobos uivarem tanto, mestre Luwin disse que é por causa do cometa (teoria dos meistres da cidadela? talvez ele soubesse de alguma coisa). Mas Osha fala:

    – Seus lobos tem mais juízo do que seu meistre – tinha dito a selvagem. – Conhecem verdades que o homem cinzento esqueceu – a maneira como ela dissera aquilo tinha feito Bran estremecer, e quando perguntou o que significava o cometa, ela respondeu: – Sangue e fogo, rapaz, e nada de bom.

    O outro trecho é no último capítulo, quando Bran e os outros saem das criptas e veem a destruição em Winterfell. E Osha diz:

    – Se os deuses forem bons – disse Osha numa voz baixa e zangada -, os Outros vão levar quem fez esse trabalho.

    O primeiro trecho me fez lembrar do lema dos Targaryen, Fogo e Sangue. Só a velha ama sabia que o cometa significava o retorno dos dragões (por enquanto, cada personagem entendeu o cometa de uma forma). E da forma como Osha falou, me pareceu que o retorno dos dragões vai trazer algo de ruim, e considerando os últimos acontecimentos em Meereen… Além disso, os lobos sentem quando tem alguma coisa errada, não?

    Agora é o segundo trecho que me deixou encacucada. George não escreve coisas dispensáveis.Tudo bem, pode ser até ser meu desejo de encontrar coisas nas história onde elas não existem, mas nesse trecho em específico, os Boltom destruíram Winterfell certo? e já estão pagando por seus erros em a Dança (pelo menos começando). E se os Caminhantes Brancos forem uma espécie de deuses da morte?

    Mais uma coisa: pelo que percebi, foram dois períodos de gelo, (Longa Noite, Rei da Noite) seguidos por dois períodos de calor (Ascensão de Valíria, Conquista de Aegon). Talvez exista um certo padrão de aquecimento e congelamento, e a agora seja a vez do gelo. Nesse caso, os dragões da Dany poderia atrapalhar o processo. (Se bem que não consigo encaixar isso na teoria do azor ahai).

    Bom, não sou boa em montar teorias, foi só uma coisa que me passou pela cabeça, quase certeza de que eu esteja errada, rs. Mas é que eu adoro teorias!

  • Aegon Blackfyre

    Já pensei nisso tb, Ícaro, principalmente tendo em vista que os produtores sabem o final.

  • Hugo Nascimento

    É um detalhe interessante, mas temos alguns poréns.

    -O primeiro, Arya lutaria pelos outros, dessa forma teoricamente lutaria contra jon snow… never!!!

    -Segundo, R’hollor não me parece o Deus mais correto para ser o Deus da vida, queimando as pessoas por em seu benefício.

    -Terceiro ponto é um reforço a sua teoria, se Tiryon está com um sacerdote vermelho, e esta o levando de encontro a Dany, será que a mesma vai se converter??

    – último ponto, se Arya estiver do lado dos outros, e vinculando a teoria do dragão de gelo na muralha, Jon pode acorda-lo e virar a casaca … Acho muito mais complicado.
    talvez porque acredito que, depois dos acontecimentos finais da dança, ele volte revivido como Azor Ahai.

  • Vaz

    Valeu Felipe, a da casa dos imortais eu me lembrava, a do cara malhada vi agora quando comecei a ler tudo de novo. hehehe

  • Hugo Nascimento

    Os caminhantes Mataram o Royce depois da muralha no início do primeiro livro. Então não tem vinculo com o nascimento dos dragões sua chegada.
    Porém o contrario pode ser válido, com a vinda dos Outros deu possibilidades do nascimento dos dragões.

  • Patrick

    Na verdade, me parece bem o contrário, com a chegada do inverno se aproximando foi quando começou a aparecer magia novamente (todos os sacerdotes de todas as religiões, feiticeiros e afins sentiram seus poderes aumentarem) e dragões. Coincidência?

  • Victarion é quem atualmente está acompanhando Moqorro em direção à Daenerys, e não Tyrion.

    De mais a mais, mesmo quando o anão e o sacerdote estavam juntos no mesmo barco, o Tyrion não estava “levando” Moqorro. Moqorro foi enviado em missão oficial pelo Benerro, Alto Sacerdote de R’hllor em Volantis, e por acaso calhou de Tyrion estar no mesmo barco.

    Sobre o dragão de gelo na Muralha, já estou cansando de comentar, sinceramente não entendo como uma hipótese tão fraca e com tantos problemas ficou tão popular e às vezes é até tomada como verdade absoluta.

  • Patrick

    primeiro: O Jon lutaria contra Arya sim,caso fosse a coisa certa a ser feita.Ele presa o dever acima de tudo,inclusive dos próprios sentimentos.
    segundo: no livro três,Melisandre diz que R´holorr é o deus da vida e o Outro é o deus morte.
    Terceiro Gosto da historia do dragão de gelo,acho que deve ser mais ou menos por ai.

  • Patrick

    Não acho que Mindinho e Cersei durem até a batalha final.
    Quanto a Stannis,eu acho que ele luta no time fogo e morre na batalha.

  • Joao Palmadas

    Pode até ser, mas até a guerra civil chamada Dança dos Dragões Westeros era cheia de dragões, não era?

    Por onde os Caminhantes Brancos caminhavam naquele tempo? E porque nenhum Targaryen pensou em mandar um dragão ajudar a Patrulha da Noite?

  • Joao Palmadas

    A Cersei diz que ela e Jaime vieram a este mundo juntos, então deixarão o mundo juntos. Mas a Cersei está tão errada em tantas coisas… pode estar errada nisso também.

  • Patrick

    Eu teno uma teoria mais ou menos parecida.
    Pelo que eu intendi dos livros, existem dois tipos de magia:
    A de fogo e a de gelo. Sendo que ambas afetam o clima.Quando a magia gelo supera a a magia de fogo,ela a temperatura cai,provocando o inverno.Quando a magia de fogo se torna mais forte ela aquece o planeta levando aos verões.
    O equilíbrio do clima depende de as duas se igualarem,neutralizando-se.
    O problema é que as vezes ocorre uma quebra deste equilíbrio,quando uma se trona muito forte sobrepujando a outra.
    A magia de fogo,esta ligada aos dragões,por risso ela enfraqueceu consideravelmente apos a queda de Valiria e a morte dos últimos dragões Tagaryen.

    Com a magia de fogo enfraquecida a magia de gelo começou a ganhar força.permitindo que outros se deslocassem para o sul a medida que o clima se tornava mais frio.

  • Mas e se os Outros tiverem algo que rivalize com os Dragões? O que poderia ser?

  • Malu

    Algo como um dragão de gelo? A algo parecido com isso não tem?

  • Hugo Nascimento

    Verdade, Victarion que está levando o sacerdote, porém não é importante quem leve nesse caso, pode ser Tyrion ou Victarion, a intenção é ele chegar a Dany.

    Quanto ao dragão de gelo, também não acredito muito, mas o velhinho da pistas o tempo inteiro. essa história do berrante que derruba a muralha é uma pista. assim como o berrantes de Victarion possuí. Coincidência?

    Mas se esses berrantes forem tocados na luta alguma coisa vai acontecer.

    Na verdade um dragão de gelo desmontaria toda a minha teoria, pois acredito que quem montaria os dragões de Dany, além dela, seriam Tyrion e jon. Assim um outro de gelo aparecendo, quem o dominaria? Arya, Bran?

    Se aparecer esse de gelo, provavelmente ele seria uma arma para os Outros e ai Jon o montaria e realmente passaria para o outro lado. Deixando de Azor Ahai no final das contas

  • Joao Palmadas

    Eles podem contratar um troca peles para trabalhar para eles e dominar um dragão. Quem sabe o Varamir, que agora vive dentro de um lobo. E se ele resolver viver dentro de um dragão? Isso seria um “upgrade” e tanto para o Varamir, passar de lobo a dragão…

    E o Varamir era (é?) um filho da puta nojento. Ele pode muito bem dar uma de Craster e passar para o lado dos Branquelões.

  • Eu creio na teoria do Dragão de gelo. Mas imagina algo pior!

  • Flavio Matheus

    Acho que o dragão de gelo lutava pelo outros até ser dominado por um stark ” Bran, o construtor” .Com o dragão Bran construiu a muralha onde repousa o próprio dragão de gelo, assim como o berrante de Victorion pode controlar “chamar” dragões , o berrante de Joramum vai acordar o dragão de gelo causando a destruição da muralha … assim como os ovos de dragão ganharam vida pode haver dragões de gelo sendo criados pelos outros além da muralha, quem saber numa quantidade aterrorizante …. poderia imaginar as batalhas entre os dragões no céu …

  • Celino filho

    So vou falando uma coisa esse Cara Malhada e o capiroto em forma de bobo

  • Weslei Rodrigues

    Melisandre supostamente queima o berrante.

  • Mas é possível passar para um Dragão?

  • Real Jr

    Cara Malhada tb preve a derrota de Stannis na Água Negra, pelo menos eu entendi assim, no Prólogo da Fúria dos Reis ele canta:

    “Debaixo do mar, caímos para cima – declarou – Eu sei, eu sei, ei, ei, ei.

    “Aqui comemos peixe – declarou o bobo em tom feliz, brandindo um bacalhau como se fosse um cetro. – Debaixo do mar, os peixes nos comem. Eu sei, eu sei, ei, ei, ei.

    “Debaixo do mar ninguém usa chapéus -cantarolou Cara-Malhada. – Eu sei, eu sei, ei, ei, ei.”

    Agora na pág 101:

    “Debaixo do mar, a fumaça sobe em bolhas e as chamas ardem verdes, azuis e pretas – cantarolou em algum lugar o Caram-Malhada. – Eu sei, eu sei, ei, ei, ei.

  • Joao Palmadas

    Não sei. Só sei que tem um monte de gente achando que o Bran vai entrar num dos dragões da Dany.

  • Victor

    Creio que isso vai acontecer sim… Bran não é um warg comum.

  • Vaz

    puts é mesmo! vou dar mais crédito pra esse cara agora! hehehe

  • Eu não creio ,mas, só saberemos quando acontecer.

  • Tiago Lemos

    Estou intrigado com uma coisa, na 1ª temporada o Jon Snow queima a mão ao matar o vagante branco, se ele fosse um verdadeiro dragão o fogo não o machucaria, a não ser (SPOILER), que ele passe a ter os poderes após renascer como o príncipe prometido Azor Ahai.

  • leandrosr

    Esquece isso de poderes Tiago, o próprio Martin já falou diversas vezes que Targaryens não ao imunes ao fogo, nem mesmo Dani, o que aconteceu com ela no nascimento dos dragões foi uma ocasião especial que pode ou não se repetir.

  • Calopes

    Concordo com a ideia de que a maioria das pistas já foram dadas. Mas tenho algumas sugestões:

    O primeiro caminhante branco foi o Grande Outro e ele montou e vem formando um exército de caminhantes.
    Então quem seria o G. O.?
    Creio que deram algumas pistas: no ep. 04 da 4ª temporada, em volta do altar em que é colocado o filho
    do Craster p/ ser “sacrificado” pelo G. O. hão 10 pilares de gelo representado uma coroa. Ora, a coroa atual do rei do Norte é circundada por 9 pontas de ferro cada uma representando uma família nobre do Norte.
    A 5ª imagem que aparece no post é de um caminhante descarnado, ou seja ele foi esfolado. Esfolamento é técnica empregada pelos Boltons em seus inimigos e ponta de ferro a menos na coroa atual indicaria que um rei Bolton antigo cometeu uma falta grave por isso seu nome foi apagado dos registro.

    Possivelmente o G.O. foi um antigo rei do Norte( um Bolton) que estaria reivindicando sua coroa de forma vingativa.
    Os caminhantes esfolados são antigos membros da família Stark.
    A 3ª figura do post representaria um mapa de Westeros formado por membros humanos, reparem que existem 2 cabeças içadas ao fundo e 3 na frente do mapa( lembrem-se que as cabeças de Ned e Robb Stark ja foram decepadas).
    Qual a gravidade cometida por esse antigo rei? Por cobiça e inveja de Bran, o construtor, ele se passou por Stark( utilizando-se de sua pele) e enganou e vem enganando uma forte entidade( um poderoso represeiro,denominado deus antigo) que controla o clima em Westeros e que causou-lhe a aparência que vemos na 1ª figura do post.

  • Calopes

    Realmente é um fato paradoxal e também ainda não consegui chegar a uma resposta satisfatória.
    Mas levantei algumas questões:
    Onde estaria a Luminífera?
    Conta a história que Aegon o conquistador, utilizando-se das chamas do dragão Balerion, fundiu as espadas de seus inimigos para formar o trono de ferro. Mas, um herói da época dos primeiros homens derrotou a o Grande Outro empregando a Luminífera.
    Creio que esse herói foi um Stark.
    Dizem que um antigo rei, Torehen Stark, se ajoelhou e entregou sua espada a Aegon.

    A Luminífera estaria no trono de ferro.
    Na cena em que a Daenerys esteve na casa dos imortais ela ameaça retirar um espada do trono de ferro. Pode ser que seja ela quem empunhará a Luminífera contra o G.O..
    Como possivelmente Jon Snow é filho de Rhaegar com Lyanna Stark é possível que um lado de seu corpo seja imune ao fogo e o outro não: ele utilizaria a outra mão para manusear a Luminífera.

  • Tiago Lemos

    Ok Leandro, mas não foi só em um evento, quando a Dany toma banho com água fervendo, ou quanto ela não queima a mão quando retira os ovos da lareira, ou até quando os dragões a libertam das correntes na casa dos magos.
    Enfim, tenho a seguinte teoria disso tudo, a série nos surpreenderá com o seguinte: Sansa Stark dominará o Ninho e Winterfell, Arya vai ficar sinistra e sua loba vai juntar um exército de lobos, Jon, como já sabemos, comandará a guarda da noite e o exército selvagem, Bran Stark vai fazer renascer o dragão de gelo adormecido na muralha, renascendo assim o poderio dos Stark, afinal, o inverno está chegando. E como desfecho, a Dany representará o fogo com seus dragões, e o Bran Stark o gelo com dragão de gelo preso na muralha, haverá uma grande batalha e quem fará a conciliação será o Jon (filho do gelo e do fogo L+R) e reinará Westeros casado com a Dany. Ah, o Tyrion Lanister será a mão do rei. Viajei né??? rsrsrs.

  • Alguns pontos:

    1. A série de TV não é canônica, não pode ser confiável no que concerne aos livros. Alguns eventos são exclusivos dela, como os citados do fogo de dragão na Casa dos Imortais e o fato de Daenerys não ter queimado as mãos com o ovo de dragão que estava no fogo (e a Doreah sim). Isso não acontece nos livros. Água fervente não é fogo.

    George R. R. Martin já falou expressamente, no mínimo duas vezes, que os Targaryen não são imunes ao fogo. Quando perguntado se ficavam imunes quando se ligam aos seus dragões, ele respondeu:

    “Granny, obrigado por perguntar. Me dá uma oportunidade de esclarecer uma confusão comum. TARGARYENS NÃO SÃO IMUNES AO FOGO! O nascimento dos dragões de Dany foi único, mágico, maravilhoso, um milagre. Ela é chamada A Não-Queimada porque entrou nas chamas e sobreviveu. Mas com certeza o irmão dela não era imune àquele ouro derretido.”
    (Fonte: http://web.archive.org/web/20001005212114/eventhorizon.com/sfzine/chats/transcripts/031899.html)

    Em outros exemplos, Aegon V Targaryen e filhos morreram em um incêndio em Solarestival, e seu irmão Aerion “Chamaviva” morreu ao ingerir fogovivo.

    2. Nada mais fantasioso do que dizer “O dragão de gelo preso na muralha”, dando a impressão de que a existência disso é certa e que Bran vai apenas libertá-lo.
    Além de nada nos livros indicar a possibilidade de haver um dragão de gelo dentro da Muralha, há indícios bastante expressivos, pelo contrário, de que não há.

  • Vitor

    pessoal esquece isso de Dragão de Gelo, o Propio livro O mundo do Gelo e Fogo , Já descartou essa Teoria, e outra coisa o Dragao de Gelo e outro mundo outra Historia nao faz Parte do Gelo e fogo.. eu Não creio que bran vai entrar nos dragões, eu acho que ele vai ter outro papel fundamental a Desempenhar, um deles e Reunir os Filhos da Floresta mas os gigantes que ainda restam e trazer eles juntos para a Batalhar contra os Outros. para mim esse vai ser papel,dele.

  • Debora Wolf

    Oh por favor Jon nunca lutaria contra Arya, lembrem quando ele achou que ela estava perdida a caminho da Muralha, ele foi procura-la e quando recebeu a carta de Ramsey convocou um exercito para resgata-la…. Ela bem pode vir a ser sua Nissa Nissa….

  • Caio Barbosa

    Nossa cara, boa pra caramba sua teroria, mas quem voce acha derrotou ele, quem foi o azor ahai que o venceu? E eu não entendi o represeiro (na sua teroia) fez um mal ao GO

  • Caio Barbosa

    Boa de novo cara, voce é um genio na boa

  • Caio Barbosa

    Que indicios Felipe, mostram que não existe o dragão, até agora, nada foi comfirmado ou desmentido, mesmo que parcialmente, e o dragão existindo explicaria o por que dos stark serem os reis do inverno, a construção da muralha, e outras coisas

  • Caio Barbosa

    Na verdade, tudo isso ta ligado ao nascimento dos dragões, isso fica bem claro, e ninguem tem poder aumentado na guerra, só começa no furia

  • Caio Barbosa

    O mais incontrolavel é o Drogon, e ele ja é dominado pela Dany, e eu acredito que o Bran esta sendo usado para alguma coisa ruim, tipo, quando o Jonteve aquele sonho de lobo, ele chegou em uma arvore coração e sentiu o PERIGO, MEDO e MORTE, e se perguntou se o irmão (Bran provavelmente) sempre tivera tres olhos

  • Caio Barbosa

    Estavam escondidos montando o exercito, da mesma forma que estão agora

  • Aline Arandiba

    Talvez os deuses da vida e o da morte sejam o mesmo, o Deus de muitas faces! Jogando com a vida de todos!

  • Leandro Soares

    Acho que pelo simples fato dos dragões representarem O FOGO.
    O que não descarta a possibilidade de um dragão morrer e se tornar um “zumbi’.
    Mas aí já são outras hipóteses.

  • Leandro Soares

    O berrante ficou com Sam tarly no segundo livro.
    Não lembro oq pode ter acontecido.

  • Lucas

    E se…
    Teremos alguns aliados aos Outros que conseguirão atingir seu objetivo, e no final eles se voltarem contra seus aliados humanos e tentarem matá-los?
    Sei lá só pensei isso e postei pra ver o que vocês acham :p

  • Daniel Batista

    Como assim? Se você está dizendo isso pelo o que aconteceu com a Daenerys no fim do primeiro livro, saiba que aquilo foi um acontecimento “milagroso”. Targaryens não são imunes ao fogo(se não for isso, desculpe pelo engano).

  • Patrick

    Eu não havia pensado nisso.Vou reler os livros para ver se há alguma evidencia dessa sua teoria.
    Valeu Aline.

  • Patrick

    Jon lutaria,contra Arya,para cumprir seu dever mesmo que isso lhe provocasse um enorme sofrimento.
    Ele é um Stark e eles são honrados

  • Patrick

    Caso a rebelião de Robert não tivesse ocorrido,o príncipe Rhaegar teria se tornado rei e Westeros teria o melhor governo da historia.
    A rebelião de Robert desgraçou os sete reinos do mesmo jeito que o golpe de 64,desgraçou o Brasil.

  • Patrick

    Essa questão de se os Targaryens são ou não imunes ao fogo,é tratada de forma meio confusa na obra de Martin.
    Nos Contos de Dunk e Egg,por exemplo,Dunk relata que Egg fervia a água para tomar banho e andava descalço nas areias do deserto de Dorne.
    Por outro lado,seu irmão Aero Chama viva,morreu queimado ao beber fogófico.

  • Pablo Frade Oliveira

    Gostar do governo do Robert..por favor né!

  • Islan Oliveira

    Rhaegar era foda, mas errou ao levar a Lyanna consigo, mesmo que ela não amasse o Robert, estava ofedendo 2 das casas mais importantes dos 7 Reinos. Rhaegar seria um bom rei, mas isso não quer dizer que todas as ações dele foram inteligentes.

  • Nerdástica teoria mas acredito no elemento humano que o foco ainda se dará nas pessoas, todas conhecidas, que vão ter que harmonizar Westero. Magia como sempre se deu na fantasia narrada é complemento sazonal ou diria catalizador do poder humano. Acredito que Arya Stark ficará no trono de ferro. Dragões e os Outros fazem parte dessas estações longas longas que passarão enquanto ela passarinha.

  • Bruno Tavares

    Realmente, eles tinham controle de Westeros por vários anos, então pq eles não atacaram os Caminhantes com os dragões? Outra coisa que eu n consegui entender, foi porque Aemon foi para a Muralha…

  • Calopes

    Observe que se o Grande Outro for um Bolton, com milhares de anos de idade, ele esfolou e vem esfolando simples mortais e usando suas peles para se passar por eles ao longo da história. Suspeito que ele se passa atualmente pelo outrora medíocre Mindinho: ” Em Correrrio, Petyr foi criado como um protegido, e educado junto àqueles de status mais elevado, as crianças Tully, Catelyn, Lysa e Edmure, que primeiro lhe deu o apelido “Mindinho”, referindo-se às terras de sua família. Conforme cresceram, Petyr se apaixonou por Cat, mas ela o via apenas como um irmão. Quando foi anunciado o noivado entre Catelyn e Brandon Stark, Petyr desafiou o noivo, muito mais velho do que ele, para um duelo pela mão de Catelyn. Brandon venceu, deixando Petyr com uma enorme cicatriz, porém poupou sua vida devido aos pedidos de misericórdia de sua noiva. Catelyn nunca mais se comunicou com Petyr, e queimou a única carta enviada por ele após a morte de Brandon.”
    Como sabemos o atual Mindinho é extremamente brilhante e vem provocando a morte de personagens importantes em Westeros. Veja o que ele disse: “(…)Caos não é um abismo. Caos é uma escada. Muitos fracassam ao tentar subí-la e não terão outra oportunidade. A queda os destrói.Outros tem a chance de subir, mas, não querem. Eles preferem os deuses ou o amor, ilusões. Apenas a escada é real. A escalada é tudo.”

    Os outros confeccionaram uma figura em espiral utilizando-se de animais. Haviam 7 espiras( possivelmente indicando 7 reinos) convergindo p/ o centro, ela é uma figura caótica.
    https://a.disquscdn.com/get?url=http%3A%2F%2Fimg2.wikia.nocookie.net%2F__cb20130416000005%2Fgameofthrones%2Fimages%2F6%2F6b%2FHorseCorpses_3x03.jpg&key=E9WrE_gvTMhqp2eBg8AGQg&w=800&h

    O atual Mindinho é necrófilo( em diálogo com o Varys), é extremante obcecado em conquistar o Norte, sabia o cenário em que morreria Shae e Tywin( Mindinho em conversa com Robin Arrayn), entre outros fatos.

  • elvis miranda

    e também a cat disse que ele ficou doente a ponto de morrer é quem tem o sangue de dragão não fica doente.

  • elvis miranda

    um lado imune e outro não ja pensou na possibilidade dele não ser imune ao fogo

  • Ninguém em got é imune ao fogo. Nem os Targaryen.

  • Isso tb não existe, ninguém com sangue do dragão tem qqr imunidade. Isso é teoria errada e já foi refutado.

  • Felipe Bonfim Pires

    É interessante ressaltar também que a Melissandre já tem conhecimento de Brynden e Bran

    [SPOILER] A Dança dos Dragões
    Na página 351, edição brasileira, capítulo da Mulher Vermelha:

    “Um rosto se formou na lareira. STANNIS?, ela pensou, só por um momento… mas não, essas não eram as feições dele. UM ROSTO ENDURECIDO COMO MADEIRA, UM CADÁVER BRANCO. Era este o inimigo? Milhares de olhos vermelhos flutuavam nas chamas que subiam. ELE ME VÊ. Ao lado dele, um menino com rosto de lobo jogou a cabeça para trás e uivou”.

    Coloquei com caps as passagens que estão em itálico no livro.

  • Felipe Bonfim Pires

    Ainda sobre o que falei a pouco, mais a frente, no mesmo capítulo, Melissandre segue comentando sobre Brynden e Bran.

    [SPOILERS] A Dança dos Dragões
    “A ESCURIDÃO RETROCEDE NOVAMENTE… POR ALGUM TEMPO. MAS, ALÉM DA MURALHA, O INIMIGO FICA CADA VEZ MAIS FORTE, E SE ELE VENCER, O AMANHECER NUNCA CHEGARÁ NOVAMENTE. Ela se perguntava se teria sido o rosto dele que havia visto, olhando para as chamas. NÃO. CERTAMENTE, NÃO. A VISÃO DELE TERIA SIDO MAIS ASSUSTADORA DO QUE AQUILO, FRIA, NEGRA E TERRÍVEL DEMAIS PARA QUALQUER HOMEM CONTEMPLAR E VIVER. Mas o homem endurecido como madeira que ela vislumbrara e o garoto com o rosto de lobo… eram servos dele, certamente… campeões dele, como Stannis era o dela.”

  • Calopes

    Sim. Mas o que parece estranho é o fato de aquele caminhante branco ter sido enviado a Muralha exatamente para testar a resistência do Jon Snow ao fogo.

  • Calopes

    Creio que após tentativas frustadas de confronto direto contra seus inimigos( como as derrotas perante aos primeiros homens), o Grande Outro vem atuando sorrateiramente entre eles política, econômica e religiosamente no sentido de provocar o Caos.
    Deduzo que o primeiro povo a “receber” o G. O. foram os Ândalos : “Os Ândalos se originaram nas Colinas dos Ândalos no continente oriental, onde lendas dizem que eles foram visitados pelas encarnações dos Sete, que coroaram seu primeiro rei, Hugor da Colina. [1] Cerca de seis mil anos atrás, eles navegaram para o oeste em direção a Westeros, desembarcando nos Dedos e atacando o Vale.” Ou seja, a religião dos Sete seria embutida pelo G.O. sendo nos Dedos onde o Mindinho nasceu.
    Vejam ainda: ” Irmãs Silenciosas:
    As Irmãs Silenciosas pertencem a uma ordem de mulheres que juram seus serviços ao Estranho, e tomam votos de castidade e silêncio. Elas lidam com os cadáveres, preparando-os para os funerais. Não são reconhecidas como septãs. Irmãs Silenciosas também são chamadas de “Viúvas do Estranho”. Elas se veste em cinza e cobrem todo o rosto com exceção dos olhos.
    Em seu preparo dos cadáveres, elas reduzem entranhas e órgãos, além de drenar o sangue do corpo. Também preenchem o interior do cadáver com ervas que soltam fragrâncias e sais para preservar o corpo da decomposição.” Logo, elas estão preparando os cadáveres que farão parte do exército de zumbis do G. O.. Mas uma profecia que diz: “.. Azor Ahai deve nascer de novo em meio a fumaça e sal para acordar os dragões de pedra.”
    Indicando que Azor passará por esse processo de ” conserva”.
    Como mostrado no seriado Jon Arryn e Joffrey foram ” conservados”.
    Os dragões, grande arma dos inimigos do G.O., foram paulatinamente eliminados.
    Pistas foram dadas na cena em que a Daenerys aparece na Casa dos Imortais:
    Porque o teto do castelo de Porto Real está com tantos rombos? Foram provocados pelos zumbis de dragões cujos cadáveres estão no castelo. Khal Drogo disse: “.. talvez eu tenha mandado o grande garanhão que fez isso se ferrar..”, o G.O. provocou a morte dele.

    Se o G.O. estiver atuando na ” pele” do Mindinho, justifica-se o porquê do envenenamento de Jon Arryn:
    retirar os Starks de Winterfell e levá-los a Porto Real, onde seriam presas fáceis.

  • Gustavo Raposo

    A minha teoria:

    Bran construiu a muralha ok? Certo. Mas, o que a muralha tem de especial além de seu tamanho que impede os outros de invadirem, e ao mesmo tempo uma divergência absurda de cilma? Simples. Ela é impregnada de magia. Fora este detalhe, tem ainda a história da trombeta despertadora do dragão de gelo.

    Como a magia está na muralha? O Dragão de gelo está enterrado nela.
    Bran encontra o corvo ao norte extremo, qual o símbolo do Corvo de Sangue? Um Dragão Branco.
    Há lendas de um dragão em Winterfell, seria este o guarda mágico da muralha?
    Bran é avisado que irá voar (Como dragão de gelo talvez?)

  • Dá uma tristeza ver essas fanfics sobre dragão de gelo na Muralha reiteradamente.

    Prefiro até os posts do Calopes, pelo menos são engraçados. Já que é pra ser mirabolante melhor chutar o pau da barraca logo.

  • luana rodrigues

    eu imagino que o final seja john matando daenerys para criar a espada da lenda da qual esqueci o nome e derrotando os outros se tornando assim o heroí e rei dos 7 reinos já que acredito que ele realmente é filho legitimo de Lyana e Raeghar ,cersei sendo morta por jaime ,tryon se tornando a mão do rei e fundando uma nova casa ,sansa matando mindinho e se tornando a senhora do ninho da águia,arya senhora de winterfell,bran entrando em um dos dragões para lutar basicamente é o que imagino para os meus personagens preferidos mas tudo pode acontecer.

  • Alexandre Bobrow

    Na minha opinião, a muralha foi construída com o auxílio de Joramum e o dragao de gelo. Azor ahai teria lutado contra os outros e possivelmente contra o dragao de gelo mas por algum milagre saiu vitorioso e com o auxílio de Joramum dominou o dragao de gelo. Com o dragao imenso, Brandon o construtor teria construído a muralha e aprisionado o dragao dentro da muralha. Isso explicaria como o chifre de Joramum seria capaz de destruir a muralha. Ele seria capaz de acordar o dragao de gelo, significando a destruição da muralha.
    aí vai minha teoria. Acredito que os outros tenham sido quase extintos por Azor Ahai e demoraram milênios para se organizarem. E com auxílio de magia tentam agora recuperar o chifre e resgatar seu dragao de gelo. Por isso tramam contra a patrulha da noite junto com CRASTER. Os selvagens apenas estão do lado errado da muralha e no final veríamos uma guerra entre os dragões de fogo contra o dragao de gelo.
    o que me chama a atenção na série de livros é que não existe nenhum mal absoluto… a dualidade mal e bem vivem dentro de todos os personagens e todas as ações são justificadas. Desta forma, as ações dos caminhantes brancos seria justificada na tentativa de recuperar o reino que um dia foi deles e de recuperar seu dragao de gelo. Bastou um novo rei branco com ambições de entrar para a história dos caminhantes como o restaurador da glória vivida em milênios passados.

    O que acham?

    Observacao: sabemos da existência de um outro chifre capaz de domar os dragões de fogo. Talvez seja esta a função do chifre de Joramum.

  • Furaliclet

    SIM , se o uso da magia tras o “verão” ou qualquer mudança climatica por que nesse instante o inverno se aproxima cada vez mais com a chegada do outono. Acredito que a chegada dos outros mostra que o inverno se aproxima, esse longo verão foi uma era sem magia , não faria sentido os outros “descerem” para corrigir o clima se o mesmo estivesse alterado por causa da magia, deve existir outro motivo para esse aparecimento repentino deles.

  • Caio Barbosa

    Mas pode existir um com os Outros, ou com os Stark, ou só precisa ser acordado com o berrante

  • Pati

    Só um ponto não me desce: R’hlorr querer aquecer o planeta porque é melhor para os seres humanos viverem.
    Bem, isso não se encaixa pois quase todo o mundo habitado já é quente, Essos é quente, Dorne é bem quente, Westeros tem o clima ameno no sul e no centro, sendo frio somente no Norte, e mesmo assim não tão frio que não seja habitável, Winterfell sempre foi habitado segundo as histórias, apenas o Norte mais profundo, da muralha para cima, é muito frio e só habitado a cerca de 1000 anos. Ou seja, não vejo porque querer tornar o mundo mais quente, isso pode até ser ruim, o pessoal em Dorne iria fritar…

  • Pati

    Se o Mindinho fosse o Grande Outro acho que ele venceria o duelo contra o Brandon Stark né… Teoria ruim.

  • Pati

    Não pode, essa é a última vida do Varamir, ele não pode mais mudar de pele.

  • Pati

    Aemon foi para a muralha para não ameaçar o reinado do irmão, Aemon era mais mais velho mas recusou o cargo, ele ficar no reino poderia suscitar dúvidas quanto a ligitimidade de Aegon, assim ele preferiu servir de meistre na Muralha 😉

  • Pati

    Não sei se as mortes de Tommem e Myrcella serão mesmo trágicas, eles não tem que pagar pelos pecados dos pais, se fosse assim não haveria vida em Westeros…

    Só acho mesmo que irão acontecer as mortes devido a profecia da Maggy a Rã, mas a profecia não diz como serão as mortes, espero sinceramente que sejam o mais indolores possível, prq são duas crianças adoráveis.

  • Pati

    Pois é, não me lembro bem, mas acho que nos livros não tem esses sinais não.

  • Pati

    afff a Sansa é tão ou mais importante que a Arya na história, as pessoas só gostam mais da Arya por ela ser Badass, mas é uma garota estúpida e cheia de ódio, já teria morrido se não tivesse tanta sorte de aparecer sempre alguém pra salvar ela nos momentos certos…

  • Pati

    Em partes, pois sem a rebelião do Robert o rei louco não teria morrido, pelo menos não tão cedo a ponto de não causar mais grandes estragos antes de deixar o trono pro Rhaegar, aliás, não temos como saber se o Rhaegar seria mesmo um rei tão bom, seria melhor que pai provavelmente, mas nunca saberemos com certeza, é muito pouco o que conhecemos dele, e o que conhecemos é pelo ponto de vista de outras pessoas.

  • Fernando Reis

    Isso ae é o suficiente……

  • luana rodrigues

    creio que R’hlorr quer evitar que o grande outro expanda seu território de frio ou seja além do jogo dos tronos que abarca o trono de ferro o trono pelo o território global também está em jogo.

  • Bruno Tavares

    Melhor pra ele então… Aegon ficou maluco kkkkkkkkkk

  • Karoline Lino

    Ler uma puta teoria para no final vê-la comparada com a guerra pelo controle de temperatura do ar condicionado no escritório… Hahahaha

  • Thiago Rech

    Acho que tudo implica em batalhas antagônicas… O Gelo (dos Outros) e o Fogo (vindo dos Dragões inicialmente, pois com o nascimento dos dragões que os seguidores de R´hlorr voltaram a ganhar poderes), assim como determina a Luz (fogo) e a escuridão (gelo), pois no verão há luz, e é nas terras de verão que surgiram os Dragões, assim como do inverno (do frio extremo) vêm a escuridão. O que não torna uma coisa boa e outra má, pois sempre encontraremos conflito entre ambas… Os Stark são pessoas do inverno, os Lannister são de verão.
    Acho que o embate é da magia, a Muralha mesmo possui magia, uma que capta o poder do inverno, foi ela que deu uma vida longa ao Meistre Aemon, que impede a passagem dos Outros… e o nascimento dos dragões influenciaram o surgimento da magia aquém da muralha.

  • Letícia

    Além do que isso é uma coisa inventada pelos produtores da série para criar uma cena dramática com a Catelyn Stark, isso não existe nos livros.

  • Letícia

    Cara…suas teorias são ÓTIMAS!!! Eu tô rindo muito aqui!!!

  • Flávia©

    Melhor teoria, o título da saga deixa claro esse jogo com elementos de natureza tão opostas. Daria a dramaticidade necessária além de não ser um final maniqueísta, bem x mal, bem ao estilo do George. Que tem um texto complexo e cheio de nuances na criação dos plots e personagens. Não existe certo e errado mas apenas lados diferentes.
    A construção dos personagens evidencia essa teoria, magia e etc são panos de fundo pra história que o Martin que contar, pessoas e seus conflitos. Ao longo dos livros ele pontua as diferenças entre os do fogo x gelo, principalmente em relação aos Starks x Lannisters, os primeiros muito austeros e conservadores já o pessoal de Westeros e cia são expansivos, hedonistas e liberais. Essa mesma analogia coloca Daenery e Tyrion com mais semelhanças, do mesmo lado assim como Jon e Bran.

    O fato dele até agora não ter aberto qual é o jogo dos Outros só enfatiza que será algo impactante e com razões possivelmente tão legítimas quanto Daenery, Jon e Stannis. Seria um ótimo plot twist. A alegoria óbvia com o aquecimento global e suas implicações tem todo um contexto histórico que o Martin sempre usou como inspiração e seria um bom pretexto dos Outros, sobrevivência e poder, assim como qualquer outro personagem.

  • Letícia

    Essa teoria parte do princípio que o R’hllor é bonzinho e só quer um mundo mais quentinho para as pessoas serem felizes…Acho que não. Ele é deus que exige sacrifício de pessoas vivas ao fogo e sua “personificação” são os dragões, fogo feito carne, que são basicamente bestas mortíferas que só trazem medo e destruição. Ou alguém tem outro uso para dragões a não ser serem uma arma? Eles não são aves para serem voados e certamente não são bichinhos de estimação. Sempre vi a formação do Império Valiriano como resultado de um grande pacto dos pastores da região com esse deus R’hllor. Ele lhes deu riqueza e poder através dos dragões (fogo) e pediu em troca, seu sangue em forma de sacrifícios. Daí o lema da casa Targaryen: Sangue e Fogo. Acho que a perdição da Valiria se deu quando as famílias pararam de agradar R’hllor com seus sacrifícios, deixando o deus irado.
    Quanto aos Outros eu acho que sim, podem ser um povo menos monstruoso do que pintam. Eles viveram milhares de anos em paz com os cantores, cada um respeitando seu espaço. Ate que os primeiros homens vieram…eles começaram o problema. Se expandiram, aumentaram absurdamente a população do continente e isso teve consequências climáticas. Mas acho que o lance é um pouco mais complexo. Acho que o medo dos Outros, era que os homens quisessem roubar e habitar suas terras. Por isso acho que construíram a muralha, para evitar que os homens entrassem lá. Só os homens juramentados à patrulha da noite poderiam passar a magia que prende a muralha (lembrem da entrada subterrânea que Sam ajuda a abrir com o juramento para que Bran possa passar). Acho que os grandes portões atuais da muralha só foram abertos milhares de anos depois, quando os Outros deixaram de ser uma ameça. Acho que o que a teoria propõe sobre o Rei da Noite faz sentido.
    Mas muita coisa não faz sentido. Qual é o papel do Azor Ahai nessa história toda? Pq um Targaryen ajudaria os Outros (Corvo de Sangue) e pq ele escolheu um Stark para seu substituto? Se há um campeão de fogo (Dany), pq o suposto campeão de gelo (Jon) é metade Targaryen? Isso não faz sentido…Há um desbalanço claro nessa história. Faria mais sentido se Jon não tivesse sangue Targ, se fosse o mais puro sangue dos primeiros homens, ou seja, como a Daenarys, um filho de incesto (não estou dizendo que é, apenas falando que faria sentido se fosse).
    Enfim..são suposições mesmo…

  • Letícia

    Na verdade os dragões são consequência das mudanças no mundo. Os Outros veem primeiro, ja que o Guerra dos Tronos começa com isso , os dragões só nascem no final do livro. Logo, há algo que faz com que os Outros acordem e isso gera o nascimento dos dragões. Mas nenhuma magia ocorreu antes dos Outros chegarem…eles podem ter vindo finalmente depois de muitos anos de calor

  • Letícia

    É ao contrário, os Outros vieram antes dos dragões!!!!

  • Letícia

    Eu acho esse lance do anão montar um dragão ridiculo. Acho estúpido ele ser um Targ bastardo tb, nada a ver. Tem gente demais com sangue Targ nessa porra e nada a ver o anão no dragão…pelos 7!!!!

  • Letícia

    Engraçado como o Jon é o cara mais GELO da história toda e as pessoas insistem e colocar ele no time de fogo. kkkkkkk

  • Patrick

    É porque entrar pro time gelo seria quebrar seu juramento como membro da patrulha da noite.
    E ele jamais quebraria um juramento.

  • Brayan Marques

    Para mim, R’hllor e O grande outro são a mesma divindade.

    George disse ter se inspirado no Zoroastrismo. Algumas comparações do Zoroastrismo à ASOIAF:

    Imortalidade da alma, dualidade, Deus vermelho, fonética do nome do Deus vermelho (Ahura Mazda) à Azor ahai, poderes destinados aos servos do Deus do fogo, o fogo é o elemento simbólico do Ahura Mazda, Ressurreição dos mortos, vinda do Messias e Juízo final.

    Gelo (O grande outro, Angra Mainyu) e fogo (Ahura Mazda, R’hllor) = o mesmo, assim como o Yin Yang onde a dualidade forma a mesma energia.

    Quais os motivos da guerra infinita entre eles? Porque eles são os mesmo Deus, e por
    causa disso, sempre haverá conflito entre ambos, assim como em nós
    mesmos. Como vemos em: “Os problemas do coração humano em conflito consigo mesmo. […]” Luz gera Sombra, e só percebemos a sombra se houver luz. Para um não existir, o outro também não deve mais existir.

    Esta perpétua batalha entre Gelo e Fogo se dá a partir desta filosofia de energia oposta interna. George sempre fala sobre esta filosofia em suas entrevistas, principalmente quando ele explica o título da saga.

  • Letícia

    Pq??? ele jurou proteger o reino dos homens de quaisquer ameaças, e essas ameaças podem ser os dragões. E a patrulha poderia estar do lado dele.

  • Fabiano

    Acredito na honra de Joh e dos Starks como citou Patrick, mas assim como deixou de cumprir seu dever e juramento ao se envolver com Ygrette, acho que ele pode sim não cumprir novamente pela irmã.

  • Patrick

    Porque os Vagantes Brancos são inimigos dos homens,se aliar a eles seria se voltar contra a humanidade,quebrando o juramento.

  • Letícia

    Aí é que está! Quem disse que os Outros são inimigos dos homens? Quem disse que eles são os vilões? A serie têm dado uma puta pista de que isso não é bem assim: os símbolos com corpos no chão. Provavelmente isso é escrita em runas, o idioma antigo, que os humanos não falam mais. Eles devem estar alertando os humanos sobre as coisas ruins que estão por vir: o fogo e sua destruição.
    Tem mais uma coisa: o Outros não mataram Sam quando o viram escondido… e nem quando foram pegar o bebê da Goiva. Eles só matam quando são atacados e querem os bebês do Craster pq eles podem compor seu exercito. Na minha teoria, os bebê do Craster são especiais pq devem ter sangue dos primeiros homens, provavelmente sangue Stark.

  • Patrick

    Os vagantes brancos podem não ser maus,mas eles vivem no frio e na escuridão,enquanto os humanos para viver precisam do calor e da luz.,ou seja,tudo que benéfico para os humanos é maléfico aos vagantes e vice-versa,o que faz com que a convivência com os humanos seja impossível.,tornando inevitavelmente as duas especies inimigas.

  • Pati, acho q o que o amigo aí quis dizer, é que o grande outro esfolou o Petyr e tá “usando a pele” dele para trazer o caos.

  • Letícia

    O que é ruim para os humanos é ser queimado vivo!!! Ser sacrificado em fogueiras ou devorado por dragões!

  • Caio Barbosa

    Os dragões não acordaram por causa dos Outros, acordaram por que a Dany sentiu que os devia levar pra pira, e levou, e a magia apenas floresceu quando os dragões nasceram. Por exemplo, você não viu ninguém falando de magia, ou a praticando na Guerra, por que la, os dragões de pedra ainda estavam adormecidos

  • Letícia

    E tudo uma consequência do momento atual. Os dragões não nasceram por nada…e uma profecia que esta se revelando pelo momento atual.

  • Leandro Soares

    Você pode me dizer aonde nos livros citam a existência de um dragão de gelo???

  • Charles

    No livro cita apenas que é um Dragão das historias da Velha Ama. Mas há teorias que falam sobre esse dragão de gelo.

  • leandrosr

    Não há teorias sobre dragão de gelo Charles, pelo menos não terias levadas a sério por quem acompanha a saga. O dragão de gelo é um conto de George Martin em outro universo por isso a galera confunde.

  • Charles

    Eu li no site Drunkwookie essa teoria, tem alguns pontos que fazem mto sentido, mas particularmente acho dificil tbm.

  • Harley Viana

    perguntas!
    1)Se ele e um tipo de zumbi pra que precisa de um cavalo zumbi??
    2) quem vai amamentar o bebe ??
    3)pq eles não mataram todo os selvagens logo de cara ???

  • Rodrigo Brenno

    Uma dúvida: não li o livro infantil “O dragão de gelo”. Mas o anúncio do livro afirma que se passa no mesmo mundo de Crônicas…
    Assim, pode ou não haver um dragão de gelo?

  • Linnye

    E os Outros?
    Encontrei uma teoria que reflete um tanto sobre possíveis motivações desse povo – que eu particularmente sou encantada.
    SPOILERS de todos os livros.

    O que sabemos sobre Os Outros?

    Começamos o primeiro livro da saga encontrando estas criaturas no prólogo. Um trio de patrulheiros está além da Muralha, e um deles encontra selvagens mortos em um acampamento, todos dispostos de uma forma estranha no chão, como se formassem um símbolo (não nos é informado maiores detalhes sobre isso).
    Logo após, outro destes patrulheiros é atacado pelos Outros, que conversam entre si em um idioma desconhecido para nós, e parecem se divertir atacando aquele Corvo antes de matá-lo. E deixam o terceiro patrulheiro – que observava a tudo escondido – fugir.
    Depois, os vemos na batalha no Punho dos Primeiros Homens, quando um grande exército de Outros avança para atacar um contingente da Patrulha da Noite, passando pelo Sam e o deixando ileso (por ordem do líder, talvez).
    E, por último, os vemos quando Sam mata um deles com Obsidiana.

    O que mais sabemos sobre eles?

    Muito pouco. Eles têm uma linguagem própria, armaduras que mudam de cor dependendo de como se mexem e se olha para elas (exatamente como a Muralha), e conseguem reanimar os mortos, que passam a lutar por eles. Mas podemos inferir algumas outras coisas a partir de diálogos.

    Tormund diz que eles estão sempre por perto, que não saem durante dias ensolarados, mas isso não significa que eles foram embora, afinal, sombras nunca vão embora. O interessante é que Tormund descreve os Outros como névoas e sombras. Ele nunca menciona espadas de gelo que quebram aço, ou alguma coisa específica sobre sua aparência. Isto sugere que, pelo menos, não teve contato direto com eles em suas formas físicas como nos é descrito, a menos que eles podem assumira forma de neblina.

    As Histórias da Velha Ama são nossa outra fonte. Segundo ela, há vários milhares de anos, depois da era mitológica dos heróis, os Outros vieram do extremo Norte; antes desse ponto eles eram desconhecidos. De acordo com os contos, os Outros trouxeram com eles uma noite que durou uma geração (ou a noite os trouxe?) que, essencialmente, destruiu a civilização, exceto por um pequeno número de seres humanos que de alguma forma conseguiu expulsá-los de volta.
    Tudo o que sabemos sobre esta retaliação é que resultou na construção de uma parede mágica enorme de gelo que, aparentemente, mantém os Outros à distância. É conhecida em Westeros a lenda de que a vitória foi atribuída a um “Last Hero”, que pode ou não ser o mesmo Azor Ahai, uma figura oriental associada à fé de R’hllor.

    Há um última fonte a considerar. Melisandre, até então, é a única fonte que temos sobre os outros fora estes contos e lendas que podem ter sido alteradas ao serem transmitidos oralmente de uma época há muito tempo. Ela diz que os Outros são demônios de neve, gelo e frio, e, essencialmente, os vê como servos de uma inteligência que se opõe a seu deus do fogo. Mas e se ela estiver errada?

    Uma teoria alternativa

    A teoria diz que já houve paz entre os seres humanos e não-humanos/sobrenaturais em Westeros, quando os Primeiros Homens e as Crianças da Floresta (chamaremos COF) chegaram a um acordo e firmaram um tratado de convivência, que mais tarde foi quebrado pelos invasores, os Ândalos. Esses invasores de Essos trouxeram bronze, grandes escudos de couro, os primeiros cavalos e seus próprios deuses, e queimaram os grandes represeiros. Segundo a teoria, então, foi destruída a harmonia existente entre os habitantes de Westeros, pois os ândalos não respeitaram as culturas, costumes antigos ou limites entre territórios preexistentes.

    O “Último Herói”, então, não teria sido um guerreiro que simplesmente expulsou os Outros, mas sim um diplomata, alcançado um acordo entre Homens e os Outros, depois de uma longa guerra. Os Outros, então, incentivaram/ajudaram a levantar a Muralha, não apenas para selar-se fora, mas para marcar seu território e proteger-se de uma fonte perigosa de magia de fogo para o sul de seu domínio. Os Outros cumpriram sua parte do acordo. Eles foram embora e deixaram os Homens sozinhos.

    Em “Em um e-mail trocado com o artista de quadrinhos Tommy Patterson, George R. R. Martin recentemente escreveu:
    “Os Outros não estão mortos. Eles são estranhos, belos (…) pense, oh (…) um Sídhe feito de gelo, algo como aquilo (…) uma forma diferente de vida… inumana, elegante, perigosa”.”

    E o que são os “Sidhes”? Segundo a Wikipédia: “Sídhe, sìth ou sidh é uma palavra irlandesa e escocesa que se referia inicialmente a colinotas ou montes de terra, os quais se imaginava como o lar de um povo sobrenatural vinculado às fadas e elfos de outras tradições, e posteriormente, a estes próprios habitantes. Dos Sídhe acreditava-se serem os ancestrais, os espíritos da natureza ou as próprias divindades.
    Posteriormente, muitos passaram a encarar os Sídhe como uma versão literária dos Tuatha Dé Danann (os deuses e heróis divinizados da mitologia irlandesa). Na crença e prática popular, os Sídhe são freqüentemente reverenciados com oferendas e toma-se cuidado para que eles não fiquem irados. Deles usualmente se fala através de eufemismos como “Os Bons Vizinhos”, “O Povo das Fadas”, “Os Nobres” ou simplesmente, “O Povo”, na esperança de que se os humanos os considerarem gentis, provavelmente eles assim o serão.
    Sídhe são por vezes vistos como ferozes guardiães de suas moradas. Os Sídhe são geralmente descritos como estonteantemente belos, embora possam também ser terríveis e asquerosos.
    Algumas fontes descrevem os Sídhe como remanescentes dos Tuatha Dé Danann (“povo da deusa Danu”), que abandonaram a Irlanda para viver no Outro Mundo depois de terem sido derrotados pelos Milesianos. De acordo com o Lebor Gabála Érenn (O Livro das Invasões), os Tuatha Dé Danann (também “Daoine Sídhe”), foram derrotados em batalha pelos Filhos de Míl Espáine, meros mortais.”

    Então, uma das características de um sidhe é que não pode mentir, quebrar um juramento, ou dar uma falsa promessa. Se Martin escolheu incorporar essa idéia aos Outros, então eles seriam ligados por um juramento de não atravessar a parede, ao invés de simplesmente existir um encantamento que os mantenha do lado de fora.

    E Brandon, O Construtor? Ele pode ter participado da mediação deste tratado de paz, ou nunca ter existido. Segundo GRRM: “Ninguém pode mesmo dizer ao certo se Brandon the Builder já viveu. Ele é tão distante da época dos romances como Noé e Gilgamesh são do nosso próprio tempo.”

    Mas os homens, infelizmente, não cumpriram a sua parte do trato, pois uma grande população deles continuou a residir no lado “errado” do Muro, ao Norte.
    Por que? Será que houve algum desentendimento entre o Rei do Norte e Joramun? O fato é que eles podem estar violando algum termo agora já esquecido do acordo. Poderia ser por isso que Craster sacrifica seus filhos para os Outros, e é deixado em paz. Mas o restante dos selvagens são cada vez mais empurrados para o Sul pelos Outros, e o objetivo não seria exterminá-los, e sim apenas forçar sua retirada.

    Mas não seria apenas esse o motivo da agitação dos Outros.

    Parece que alguma coisa grande está acontecendo com a magia em Westeros, e temos algumas pistas sobre a causa. Daenerys (fogo) e Jon (gelo) nasceram mais ou menos ao mesmo tempo. Daenerys foi a primeira Targ bem sucedida ao chocar dragões, e Jon um dos primeiros Wargs Stark desde que este dom deixou de ser forte o bastante na família. E, neste ponto, tudo volta a Rhaegar.

    O retorno dos Outros não é um apocalipse que deve ser evitado, aproveitando o renascimento do poder de fogo para levá-los de volta/exterminá-los. E Rhaegar, profundamente conhecedor e ligado às profecias, sabia disso. Ele havia entendido que a única maneira de preservar a raça humana é o equilíbrio entre Gelo e Fogo. Os seres humanos têm mostrado aos deuses que eles não são confiáveis no controle de magia, utilizando-a para fins mesquinhos e colocando em risco toda Westeros. Isso demonstrado desde os grandes dragões Targaryen até agora, os 3 dragões de Dany, que mal sabe o que faz com aquelas crias. De modo que os Outros devem vir para restabelecer o equilíbrio e, de alguma forma, fazer as formas de vida sobreviverem em Westeros.

    É aí que Jon entra. Jon seria “A Song of Ice and Fire” de Rhaegar, uma canção, harmonia, equilíbrio. Afinal, ele é a união do sangue do Dragão (Fogo) com Wargs (Gelo). É por isso que ele sonha estar envolto em gelo empunhando uma espada flamejante. O propósito de Jon não será o de derrotar a ameaça do gelo ou do fogo, mas sim de restaurar a paz entre eles.
    E Azor Ahai? Seria Daenerys Targaryen. O objetivo da profecia de Rhaegar e “rapto” de Lyanna foi, em parte, de evitar que sua irmã Dany destruísse o equilíbrio do mundo com sua magia de fogo como previsto na profecia.

    Algo mais acordou os outros?

    Supondo-se que eles não são estúpidos destruidores, mas uma cultura inteligente e bem organizada, além da ameaça da magia em mãos humanas, o que mais os traria ao sul? Poderia ser o declínio da Patrulha da Noite. Não sabemos quanto tempo os Outros estavam ativos ou a rapidez com que eles se organizaram. Seres imortais, se eles são imortais ou vivem uma quantidade imensa de anos, provavelmente poderiam trabalhar em uma escala de tempo diferente, assim como os COF.

    Como isso vai acabar?

    Uma batalha épica entre as forças do homem (bem) contra Os Outros (mal) que termina em sua derrota total e banimento do mundo e uma nova era de paz?
    Não!
    Martin não seria simplista assim. Segundo a teoria, pode acabar com mais uma desconfortável trégua, dessa vez intermediada por Jon, ao invés de uma vitória esmagadora sobre frio e mal por Daenerys. Os Outros podem até mesmo aliar-se aos homens para destruir a ameaça Targaryen antes de se retirar para o norte novamente.

    Perguntas que ficam:

    1- Qual o papel dos Stark?
    – Por um “costume antigo”, uma espada longa de ferro é colocada no colo de cada estátua Stark na Cripta, para “Guardar os espíritos vingativos em suas criptas”.
    Por que seria ferro, e não aço? Iria o ferro parar um espírito vingativo? O pensamento inicial seria o de que este costume antigo poderia ser anterior a invenção do aço. No entanto, a Velha Ama diz: “Na escuridão, os Outros vieram pela primeira vez, eles eram frias coisas, coisas mortas, que odiavam ferro e fogo, e o toque do sol”. Uma possível ligação entre os antigos Starks e os Outros?
    – Será que existe algum significado mais obscuro nas palavras “O Norte se lembra?” Terá algo escondido nas criptas de Winterfell que os relembrará das histórias antigas, como runas, relíquias, documentos?

    2- Bran
    Ele rapidinho aprenderá a verdade sobre os Outros. É nele que depositamos nossas esperanças para conhecer estas criaturas, já que ele terá acesso a todas as memórias do mundo. Mas por quê cargas d’água Brynden não avisou de alguma forma sobre a movimentação dos Outros antes? Será que ele tentou, e por isso diz que Bran está atrasado? E ainda, será que ele tem acesso a todas as coisas que aconteceram e acontecem no mundo, mas não consegue acessar/espionar os Outros? E como se encaixa no contexto da teoria a forma com que Brynden deixou a Muralha para tornar-se o que é?

    3- Selvagens ao Norte
    Por que selvagens foram deixados “do lado errado do muro” na época de sua construção?
    Será que fez parte do acordo dos Outros com o Rei do Norte serem deixados alguns humanos para que eles fizessem seus rituais ou o que fosse, sendo a Patrulha da Noite então uma espécie de carcereiros de selvagens? Talvez isso tenha causado as hostilidades atuais entre a Patrulha e os Povos Livres.

    4- O Berrante de Joramun
    Talvez Joramun tenha visto a aliança com os outros como uma abominação, entrando em guerra contra a Patrulha da Noite. Isso explica por que o Corno de Joramun, que supostamente é capaz de derrubar a Muralha, estava ao norte e Bryden fez Ghost encontrá-lo.

    5- Sam e o mistério dos Meistres
    Por que algumas das pessoas mais inteligentes do mundo são contra a magia? Certamente não é por benefício próprio, eles não são o tipo de pessoa que jogam o jogo dos tronos. Talvez eles não temam a magia, mas sim o que acontece quando os seres humanos a usam para promover seus próprios fins: o desequilíbrio entre as forças e consequentemente a possível interferência dos Outros. Sam está no lugar certo para nos trazer algumas respostas.

    6- Tyrion
    Nosso anão favorito incentivará Dany a invadir Westeros atrás de sua vingança, incitando o caos, e sem querer a guerra entre gelo e fogo, tornando-se de fato um “monstro” na história?

    7- A magia do mundo
    O fato é que a magia é real e parece aumentar e diminuir ao longo do tempo. Tem que vir de algum lugar e ter algum tipo de explicação. Há uma separação entre “gelo e fogo”, mas os dois lados fazem coisas semelhantes. Por exemplo: Ambos os lados têm uma forma de ressuscitar os mortos. Não podemos negar que há algum tipo de poder, algum tipo de vida após a morte e, talvez, algum tipo de deus.

    8- E as estações do ano? O que os Outros interferem nisso?

    9- Faceless
    O Deus da Morte que Arya está servindo está, através dos Homens sem Rosto, intervindo com objetivos próprios, ou está interligado com esta magia de muitos deuses que andam aparecendo em Westeros sobre nomes diferentes em diferentes partes do mundo?

  • Itamar

    Eu acho que rhlor é o verdadeiro demônio.
    RR Martin gosta de surpreender, ele não é previsível.
    Todos estão achando que os Outros são o mal e rhlor é o bem, mas acho que é o contrário.

  • Pati

    Não ficou não, ele foi um bom rei e morreu num incendio em Solarestival, quem ficou maluco foi o Aerys.

  • Renatinha

    Eu não acredito que tenha “bonzinhos” e ‘mauzinhos” da história, pra mim são divindades opostas onde a própria dualidade as mantém unidas (paradoxal né?)
    Um quer o fogo e o outro quer o frio e pra isso não medem seus esforços, geralmente através de sacrifícios humanos, pra obter mais poder. Seja através do fogo ou do gelo, e o desequiíibrio entre eles é que causa caos.
    Não sei exatamente o papel dos filhos da floresta nesse caso, mas provavelmente são eles que mantém essa dualidade no peso correto.
    Os dragões e os Targaryens tem uma ligação forte com a divindade do fogo, e os lobos (e potencial warg) e os Starks com o gelo.
    No fim, acho que Jon/Daenerys/Bran podem ser a chave desse equilíbrio, um targaryen, um stark e um stark/targaryen..
    Será?

  • Renatinha

    Ai, também achei meio forçado esse negócio de batalha climática, mas acredito que as divindades são opostas pelos elementos fogo e gelo sim.
    De algum modo elas se dualizam e gera caos.

  • Renatinha

    Também penso nisso, acredito que Rhaegar ia finalmente assumir o trono tomando pelo POV do Jaime, onde o príncipe disse que quando voltasse “mudanças iam acontecer” acho que ele estava se referindo em assumir de vez o trono e dar ordem!
    Mas ficamos no “e se”.. Rhaegar se foi e os Lannister assumiram (presumir que robert assumiu é só no nome)

  • Renatinha

    aheuaheuaheauehau eu encarei desse jeito tambem
    ai gente, nao acredito que tem bonzinho e mauzinho nao, martin escrever um negocio baseado nisso, sei lá, nao me desce

  • Juliana Ribas

    Apenas lágrimas e desespero ao ler seu comentário maravilhoso =….( Desmistificou todos os meus amados personagens, tornando “vítima” quem era “vilão” e vice versa… e me fez imaginar a morte de Drogon (nããããããããããooooo), e o pior, fez tudo fazer sentido!! Isso seria um PUTA final agridoce…! O arrependimento de ter lido tudo isso é inevitável, afinal existe algo melhor do que ser surpreendido e ficar fascinado lendo esta obra prima??! Não estou na TPM mas fiquei com um super mix de emoções agora rsrsrs, apenas deixo meu muito obrigada por compartilhar!!

  • Juliana Ribas

    O único porém seria a motivação… qual a motivação dos Outros para entrar em guerra com os homens? Não vejo nada claro o suficiente… conquista de território? (pra que se eles nem conseguem popular todo o norte da muralha)… Vingança? (muito clichê)… Medo da extinção? (essa tem um pouco de sentido, apesar de eu não ver ameaça a eles até o momento, a não ser pelos dragões da Dani, e aqui temos pano pra manga rsrs)

  • Juliana Ribas

    Poxa sonhar é de graça né! Deixa rolar rs

  • Téo Oliveira

    Acho que R’hllor está mai para Moloch do que para Ahura Mazda. Comecei a pensar nisso esta semana e pretendo fazer uma teoria a respeito. Já o Grande Outro acredito que seja um Deus Antigo dos filhos da Floresta rancoroso com o homens. Aí que surge a rivalidade entre R´llor e o Grande outro.

  • ricardo dos santos junior

    excelente post, obrigado Lidiany CS.

  • erik silva

    VC MItou ….Nossa me emocionei lendo…..

  • Mari

    Reusumindo: AQUECIMENTO GLOBAL?
    Vlw Al Gore hahah

  • Fabi Alves

    ué mas quem mais usa magica são os ww não ?

  • DeathFenix

    Não sei se foi isso q vc quis dizer mais ficou parecendo guerra de clima, eu ate concordo com alguns pontos mas acho q a alteração de clima vem de acordo com o crescimento do poder de cada “entidade” ( gelo e fogo ) p frio esta aumentando pq o exercito/poder dos WW tbm estão. É como gelo e foco na vida real se o calor for maior o gelo derrete e e se o frio for maior o fogo se estingue.
    A briga esta entre o R’halor e o grande outro, agora quem eh o bom e o ruim ai nao sei, eu as x penso ate q um dia veremos Jon Snow x Daenerys

  • DeathFenix

    Concordo, Acho ate q realmente não pode ter uma supremacia de nenhum dos 2 lados, quando os targueryan dominavam e q ainda existia Valiria com os dragoes diz que era uma epoca de escravidao e guerra tbm

  • estrelisia

    Muito bom! Muito bem desenrolado 🙂

    E eu acho que o que aconteceu em Solarestival tem forte ligação com o ressurgimento/perturbação mágica que parece incitar os Outros. E o Raeghar nasceu bem nesse momento.

    R’hllor, Melisandre, Dragões da Dany, Fogo… alguém tem que ir pra Asshai logo, lá tem coisa.

  • Rodrigo Vander

    Fogo de Dragao mata os WW ?

  • Jefferson Favela

    Com certeza !

  • Thiago Rocca

    Al Gore WW ! kkkkk

  • renata celho

    “Os problemas do coração humano em conflito consigo mesmo, que por si só já fazem uma boa redação” , ja imagino John do lado dos WW e Dani com os dragões.
    Talvez John na pele do Fantasma possa descobrir mais sobre os Outros , até quem sabe descobri as verdadeiras motivações deles.

    O final é agridoce … MORTE MORTE MORTE MORTE MORTE MORTE MORTE ( foi a unica coisa qu eu consegui ler desse tópico).

    As longas estações são causadas pela magia (Acredito que para realizar ressucitaçãoes , nascimentos de dragões depois de tanto tempo, o aparecimento dos filhos da florestas, do corvo de 3 olhos…. tudo isso é magia mais que o suficiente).
    Não estou me lembrando se a cada aparição dos WW nos livros esta após alguém ter usado magina no PVOS, será isso ? É possivel que essas aparerições estejam ligadas e nós não percebemos.

  • Jo

    Minha teoria :P. Lá vai. A rainha da noite era filha do “Rei dos WW”. Quando ela morreu ele decidiu vingança. Por que esperar até agora? 1. deve ser imortal ou viver séculos e vingança é um prato que se come “frio” (Ba dum tiss) 2.Só agora conseguiu juntar um exercito grande o suficiente. 3. Assim como os caras da torre lá (sou péssimo com nomes) ele viu seu poder “mágico” aumentar agora com os dragões. Tava juntando exercito mas a janela de oportunidade apareceu com os dragões. Motivação? Simples quer expandir seu império (e vingança). Para humanos WW devem ser eliminados para garantir a sobrevivência. Para WW humanos devem ser eliminados para o bem do reinado.

  • jessica

    Sim faz todo o sentido cara..
    Temos que avisar o Bran sobre a trombeta rsrsrs

  • Calopes

    Dragões( de fogo)! Qual a origem dessas magníficas criaturas, poderosíssimas armas de guerra (considerando um período medieval), cujo aparecimento talvez tenha feito o Grande Outro ocultar-se por longo tempo? . Deduzo que eles são alienígenas, pois uma escreva disse a Daenerys que os dragões vieram de uma lua ( possivelmente um meteorito, astro celestial que pode atingir a altíssimas temperaturas). Logo os aços Valerianos seriam destroços desse meteorito.
    Osha disse ao Bran que a vinda de cometas estaria relacionada ao aparecimento de dragões. Desta forma imagino que anteriormente a chegada dos dragões de fogo, um cometa( corpo celestial com baixíssima temperatura) transportando dragões de gelo, atingiu Westeros e se interagiu com determinadas árvores formando o que conhecemos como Represeiros( uma pista pode ser encontrada no escudo de Sor Duncan). Então vidros de dragões seriam destroços desse cometa.

  • Beatriz Fernanda

    Excelente teoria.

  • Rafael Fraga Teves

    postei no post errado lá.. kkkkkk

    mas aqui vai..!

    Minha opinião/ teoria.. simples e objetiva..: Jon + Daenerys = Gelo +
    Fogo ( As crônicas de Gelo e Fogo ) Essa sería a história principal..!
    .. nada mais contaría a trajetória dos dois herdeiros/governadores da
    bagaça toda! Daenerys sería o fogo ( com seus dragões ) herdeira do
    sul..do trono de ferro.. etc.. e Jon sería o gelo ( herdeiro do norte )
    até pq ele lutou do lado de lá da muralha com os selvagens.. e de alguma
    maneira.. ajudará a salvá-los.. ou qq coisa parecida.. e será declarado
    o rei do lado de lá da muralha..( tipo oq Mance era..); Que lutarão
    contra os WW pra salvar o mundo..! ( Só falta saber como se
    conhecerão..! mas isso é o de menos..kkkk) Todas as outras histórias
    paralelas seríam a contribuição e o contexto para a história.. o pano de
    fundo.. para q saibamos como.. quando.. e porque os dois chegaram lá…
    e pq o mundo estará daquela forma.. com aquelas alianças.. etc..etc.. (
    é só prestar atençao para o fato de q a história alterna entre os dois o
    tempo todo.. são os únicos núcleos em q .. na série.. alternam-se sem
    qualquer co-relação nas cenas.. como acontecem com os outros núcleos ).
    Enfim.. a teoria na minha cabeça é extensa.. mas imagino a batalha
    final.. os dois seríam a linha de frente contra os WW… afinal.. eles
    têm o necessário para matá-los definitivamente.. Dany com o fogo dos
    dragões… e Jon com com o aço valeriano.. as obsidianas.. e os poderes q
    ele ( depois de renascido warg..) e seus irmãos menores.. ( apesar de
    achar q eles tb morrerão mais pra frente.. e de achar q o Bran é a
    reencarnação do seu tio Brandon, o construtor… e q contribuirão e
    alguma forma.. com a magia da floresta.. lá.. e tal.. o Martin nunca ia
    deixar os dois pequenos ilesos nessa história.kkkk… valar morghulis )
    Mas enfim…kkkkkk
    se alguém tiver algum motivo pra me fazer desacreditar dessa teoría… ou reforçá-la.. eu agradeço..! kkkk

  • Rafael Fraga Teves

    curti seu post..! meu pensamento de como terminará a história.. é parecido com o seu..! não o tinha lido antes.. kkkkkk e mew…c tá comendo a história ein..! tá vivendo a história junto com ela.! Abç.!

  • Dom Quixote

    Vou discordar de sua teoria. Apesar de achar que ela está bem fundamentada. Na verdade vou inverter em um ponto. Acho que a primeira questão é que você parece fazer uma divisão entre Magia e Religião – elas são partes do mesmo todo. O que acho um equivoco, compreensível, mas é uma separação que não se encontra nos livros. Existem diversas religiões, que representam diferentes povos, e que com o tempo foram perdendo espaço no mundo, perdendo fiéis e adeptos. Os Andalos tem sua religião, assim como o povo de Melissandre. Assim como os Starks.

    Há para mim um processo de secularização do mundo, que aparece através da perda da crença. A patrulha da noite acha que sua função é caçar “selvagens” quando na verdade sua função é proteger os “homens” dos “outros”. A família mais secular, Lannister assume o poder central. Cercei, Joffrey, Twin, Jaime, todos eles quebram as regras básicas, que tem origem ou sentido religioso, em suas ações. No norte apenas os Starks tem crença. Então dos “outros” coincide com a volta da crença de todos os povos, de todas as religiões. Martin trata a todas com o mesmo estatuto de verdade, não uma “mais verdadeira”.

    Por isso a volta dos Dragões, dos filhos da floresta. Bryden Rivers, o lord corvo de sangue, representa uma religião e um povo ao mesmo tempo.

    Neste sentido existe os não crentes versus os crentes. Stanis X Dany/Jon, Jon X patruleiros que acreditam que combatem selvagens, Varys/Mindinho (busca do poder) X Starks e Targaryens, que representam um a honra e a outra nesse momento a justiça.

  • A teoria não é da Lidiany, ela traduziu o que foi postado no reddit. Em outros pontos, não entendi algumas coisas na sua discordância.
    – Por que os Lannister são a “família mais secular”? Em que diferem de outras Casas sulistas? “Quebrar a regras básicas” está longe de ser exclusividade deles, historicamente e “atualmente” dentro do universo.
    – “No norte apenas os Starks tem crença.”: O que significa essa afirmação?
    – “Stanis X Dany/Jon”: Onde está a oposição “não crentes versus os crentes” aqui? Quem são os crentes e os não-crentes?

  • Dom Quixote

    Primeiro quero agradecer ao site pelo trabalho de trazer notiícias, fazer traduções, apresentar sites de discussões. Em momento algum tive a intenção de ofender a tradutora. E devo também dar o parabéns por trazer essas discussões para o português, uma vez que nem todos tem facilidade com o inglês.

    Dito isso Felipe, tenho que dizer que estou fazendo uma leitura sociológica dos textos. Secular é quem constrói ou orienta a sua ação por motivos que não tem cunho religioso (a grosso modo, sem entrar muito nesse debate que tb é grande). Esse “sentido” pode ser perto de uma concepção ética de “bom/bem” ou “mal”. É possível também que Uma pessoa pode construir uma concepção de ética que também não tenha fundo religioso.

    No caso em diversos momentos dos livros e da série nós vemos a seguinte frase “a luz dos homens e dos deuses”, as vezes dita acompanhado “dos velhos e dos novos”. Isso quer dizer que existem regras que tem fundo religioso e ao mesmo tempo tem fundamento em um acordo de convivência entre os que vivem em Westeros. São Seculares e Religiosas ao mesmo tempo.

    No caso a Casa Lannister, através de suas personagens tem uma motivação puramente secular – busca por poder. A excessão de Tyrion, que pode não ser membro pleno da casa. Dentro da luta por poder o patriarca da família quebra as regras instituidas a “luz dos homens e dos deuses” ao quebrar as regras de hospitalidade junto com os Bolton e Frey ao assassinar Rob Stark. Esse é um exemplo, acredito Tywin rompe muito mais que isso. Seus filhos seguem o mesmo caminho, Jaime quebra os votos da Guarda Real por diversas maneiras.Talvez Cersei seja a que menos faz isso, ela esbarra no fato de a tradição tirar dela a possibilidade de ser a governante por ser mulher. Acho que o fato em relação a ela é que sua reivindicação não tem fundamento, no poder político (que possuia era seu pai), ela não tem amaparo na tradição – O Rei é por tradição um homem. Nem possui carisma para que consiga mudar a tradição, como pela história aconteceu em Dorne. Então a sua busca pelo poder tem apenas a sua vontade como fundamento.

    Acredito que a Casa Stark seja o oposto, seja a que por tradição, carisma, poder político tem todos os fundamentos que a legitimam para governar o norte. Ela representa a tradição em si, na minha visão. Representa os “primeiros homens”. Bryden Rivers para mim representa por um lado também os primeiros homens e por outro os cragmanos (não sei se é assim que escreve). Em todo caso ele é um Targaryen e vidente verde do tridente.

    Se a teoria de que jon é Azor Ahai se confirmar, ele é um herói mítico. E Dany, na minha visão é mais candidata a ser uma forma de Deusa do que Rainha, na minha visão. Talvez seja esse o final agridoce que parece ter dito o Martin. Mesmo que nem uma cosia nem outra se confirme, Jon representa o Norte e sua tradição, é um warg, tem legítimidade para ser comandante e sua ações se fundamentam em buscar o “bem” para todos. O “fazer o bem” significa buscar combater o real inimigo, que é uma entidade – a qual não se sabe a origem. Mas que pragmaticamente existe, o que pragmaticamente o faz no mínmo não dúvidar que as crenças estejam de todo erradas. Daenerys, na minha visão constrói a sua crença durante a sua vivencia, no caminho. O fato de ela ser vista como “mãe” é que me faz pensar que, apesar de ser Rainha ela vai ascender a um patamar mais elevado como heroina ou mesmo como espécie de “Deusa”.

    Stanis fundamenta sua reivindicação no fato de ele ser o irmão de Robert. Ele, para mim, é um cético. Não tem crença. Então, na minha opinião, a personagem parece usar a religião de acordo com seus interesses, parace que tanto faz se é a fé dos sete ou o Deus Vermelho.

  • Dom Quixote, o intuito de fato é sempre trazer mais coisas para discutirmos. Estava apenas esclarecendo o ponto sobre a autoria da teoria que parecia não ter ficado claro.

    Passando à discussão, eu entendo o significado de secular. Meu primeiro questionamento era precisamente quanto à atribuição aos Lannister do título de “família mais secular”. Elegê-los como a família mais distante dos deuses e preceitos religiosos por sua ambição política é uma afirmação que ignora inúmeras outras casas que igualmente não agem de acordo com ou deliberadamente quebram a concepção de ética fundada na religiosidade. Para citar outra casa das mais “famosas”, e da série principal corrente, os Tyrell são tão ambiciosos quanto os Lannister (quiçá até mais) e também agem em atos extremos para atingir seus objetivos. Por que eles não foram citados? Ao longo da história de Westeros mencionada de passagem pelos personagens nos livros, e em O Mundo de Gelo e Fogo vemos inúmeras outras casas cometerem atos que contradizem ou desafiam os costumes religiosos. Isso não é, em absoluto, uma exclusividade dos Lannister.

    Não faz mal também esclarecer que quem quebrou a lei da hospitalidade, stricto sensu, foram somente Walder Frey e sua casa. Tywin Lannister, apesar de estar a par do ato, não recebeu os Stark e nortenhos sob seu teto como hóspedes. Sequer Roose Bolton fez isso, apesar de ter participado ativamente do planejamento do Casamento Vermelho junto com o Walder Negro.

    Igualmente a imagem pintada em relação aos Stark me pareceu uma idealizada. Os Stark “atuais” de fato se pautam pelo respeito aos costumes e tradições, mas o que foi dito na postagem original é que “No norte apenas os Starks tem crença”, o que é uma afirmação totalmente infundada. A maior parte dos nortenhos da série corrente é tão crente nos deuses antigos quanto os Stark, crença que inclusive se estende aos Blackwood no Sul.

    Esse estabelecimento de oposição entre Lannister e Stark me parece uma visão bastante polarizadora e reducionista do contexto político e religioso da série, quando existem muito mais agentes e variáveis envolvidos. Até a tentativa de dissociar Tyrion dos Lannister me parece uma espécie de “torcida”. De fato Tyrion não anseia por poder, mas está longe de ser exemplar, e é um dos personagens mais céticos, cínicos, e (por que não?) “seculares” dos livros, no entanto você não parece percebê-lo dessa forma. Na mesma linha, tampouco Jaime anseia por poder (muito pelo contrário), e este é citado como parte dos Lannister “quebradores de costumes”. Por que Tyrion e Jaime são citados praticamente como opostos? Mais uma vez me parece reducionismo.

    O processo de “secularização” de Westeros como um todo é corrente já há algum tempo e empreendido em grande pelos meistres. E acho que é um tanto perigoso comparar as crenças dos westerosi com as nossas do mundo real, pelo fato de que efetivamente lá o “sobrenatural” existe.

    “Stannis x Daenerys/Jon” é outra polarização ou oposição que não consigo entender. De fato Stannis é um personagem inicialmente cético que usa a magia/religião como mero instrumento para atingir seu objetivo. Isso se dá porque ele efetivamente vê os poderes em ação, e passa a confiar neles. Não percebo, porém, por que ele é quem deve entrar em oposição a esses dois outros personagens, e não os inúmeros outros céticos westerosi presentes no universo, que sequer tiveram qualquer experiência com o sobrenatural ou mágico. É dito que “Stanis fundamenta sua reivindicação no fato de ele ser o irmão de Robert.”, mas a tradição legal é também o motivo pelo qual Daenerys inicia sua jornada, a princípio também sem nenhuma crença fortemente estabelecida (a crença inicial de Daenerys nos Sete é algo totalmente fruto de educação). Aliás, dentro da história até o momento ela praticou magia intuitivamente, então não percebo como possa ser oposição a Stannis nesse sentido. Dos três citados apenas Jon sempre foi mais associado aos deuses antigos, mas, mais uma vez, porque tem contato direto com a magia envolvida. Ele também tem um senso de justiça que não parece herdado de qualquer costume estritamente religioso, e nesse sentido se parece com o próprio Stannis, que aprecia Jon por isso. Por mais que Stannis seja cético, acredito que o envolvimento direto dele com magia o torna uma escolha inadequada como oposição a personages cujo maior sinal de “religiosidadade” também é envolvimento em episódios mágicos.

    Com base na sua explicação sobre Jon, você parece associar essa proximidade com os deuses ao “bem” e a secularidade ao “mal”, mas isso historicamente – dentro do universo – não é algo assim tão preto e branco. O próprio Bran, personagem mais associado à magia dos deuses antigos, por exemplo, presencia um sacrifício humano na árvore-coração dos Stark. Seria isso algo bom? Por outro lado, vemos no Sul, teoricamente mais secular, casas como os Tully (cujo lema é “Família, Dever, Honra”) que seguem uma fé diferente da nortenha e não ficam a dever em nada aos Stark atuais em questão de respeito aos costumes. Outro ponto que não entendi, é por que a casa Targaryen nesse momento representaria a justiça. Mais uma vez, a leitura sociológica me parece reducionista e soa mais como “torcida” para alguns, ao não levar em conta inúmeros pontos altamente discutíveis e estabelecer antagonismos às vezes injustificados.

  • Jose Ricardo Dom Quixote

    Felipe, parece que de fundo você concorda comigo. No que toca a
    questão da tese que estamos comentando originalmente supor que as
    estações tem relação como exagero da “magia”.

    As casas que você
    cita, e que eu não citei, são do meu ponto de vista igualmente
    seculares. Tanto quanto a Casa Lannister. Eu só quis encurtar o post não
    deixa-lo longo. Suponho portanto, que estejamos concordando e não
    discordando nesse ponto então. Incluindo os Tully.

    Neste sentido
    penso que havia um processo de secularização em Westeros, não vejo como
    sendo um conjunto de ações isoladas, mas algo que está em maior ou menor
    grau em todas as coisas como algo sobre o qual todos os personagens
    precisam refletir, e alguns constroem isso como um valor.

    O norte é
    representado como o espaço onde as crenças/religião são mais
    “respeitadas”, ou suas crenças orientam mais ações. Os Stark são a casa
    central do Norte, foram os “reis do inverno” e são uma espécie de
    “guardiões das tradições” do Norte e dos “primeiros homens”. Não quis
    dizer que as outras casas do norte não tem crença/religião, apenas
    fiquei na casa mais central.

    Os Lannister são para mim centrais em
    função do atual rei ser, oficialmente pelo menos, parte dessa família
    em função da mãe. Seu fundador é chamado de “o esperto”, quer algo mais
    secular que isso?

    Isso não quer dizer que os Bolton atuais também
    não sejam, os Frey, e os Tully. Essa última escolheu o lado da guerra em
    função dos casamentos das filhas, entre outras coisas.

    Voltando,
    Ainda que possamos suavizar o lado do Jaime, ele efetivamente coroa um
    processo interno a Guarda Real. Ele quebra as regras internas, quebra os
    votos, matou um rei, entre outras coisas. Ainda que ele seja um
    personagem muito humanizado pelo autor, e os capítulos da Brienne e os
    seus também nos ajuda a ver o quanto ele é humano, podemos ver que ele
    tem valores sim, mas efetivamente ele acaba por esvaziar a “mística” dos
    cavaleiros reais como os mais honrados. Não acho que sejam ações
    conscientes da personagem, e não acho que seja um “vilão”. Ele é humano
    em suas contradições. A absoluta contradição inclusive aparece no pedido
    que faz a Brienne e na forma como negocia em Correrio e em outro lugar
    do tridente.

    Tyrion, por sua vez lembra ao pai que mesmo a Guerra
    tem regras, ou seja tem moral. Tywin é o símbolo mais acabado para mim
    desse processo. A forma como elimina as casas no oeste, gerando a canção
    famosa feita sobre esse fato, e a forma como resolve a guerra por meio
    do “casamento vermelho”, mostra como a base de suas ações é pragmática.
    Ele quebra regras construidas “aos olhos dos homens e dos deuses (velhos
    e novos)”.

    Tyrion tem uma moralidade ambígua, é sarcástico,
    irônico, possui algum estudo além do que poderíamos chamar de “básico”.
    Contudo, suas ações são voltadas para ter a aceitação como parte da
    família, receber o reconhecimento do “pai”, mesmo que a irmã em muitos
    momentos tenha sido uma “inimiga”, ele ainda procurou construir as
    melhores opções para seus sobrinhos no momento que antecede a batalha
    pela capital. Mesmo que depois esses esforços venham a ir por água
    abaixo em relação a Cercei. Mas ele tentou ser um irmão para ela.
    Contudo, o tema mais central para ele é a felicidade. na minha opinião.
    Por isso acho ele bem diferente dos irmãos. Para finalizar esse ponto,
    todos os cargos que assume tinham como objetivo central demonstrar suas
    capacidades e alcançar a aceitação do pai e da família.

    Mas você está certo em dizer que torço por ele. kkkk. e torço para que ele seja umas das “três cabeças”.

    Em
    relação a Stannis acho que a palavra que o caracteriza é “pragmático”. A
    melhor religião é a que trás resultados, se a religião do Deus vermelho
    cumpre objetivos, então do seu ponto de vista ela é melhor. Não é que a
    crença aqui não exista, ou que a tradição não exista. Mas ela estão em
    segundo plano em relação aos seus objetivos, elas só servem com relação
    aos objetivos que ele quer alcançar. Não tem valor em si.

    Um dos
    maiores clássicos da sociologia chama-se “a ética protestante e o
    espírito do capitalismo”, o autor é Max Weber. A grosso modo ele mostra
    que o capitalismo como nós conhecemos hoje teve influencia, ou só tem
    esse “formato” em função de uma ética que foi criada pelas religiões
    protestantes. Acredito que a frase “aos olhos dos homens e dos deuses”
    representa justamente isso. Então uma coisa pode ter uma origem lá na
    religião/crença/magia isso não significa que ela não possa ser
    secularizada. É nesse sentido que estou argumentando.

    As regras
    são um consenso entre os habitantes (aos olhos dos homens) e ao mesmo
    tempo tem um fundo religioso (aos olhos dos deuses).

    No entanto, acho que concordamos que os Meistres sejam centrais nesse ponto, nesse processo.

    A
    mudança para mim é simbolizada pelo cometa vermelho e o pelo nascimento
    dos Dragões. Acredito que esse é o momento que o processo se inverte.

    A
    palavra “Magia” é uma palavra que pode confundir um pouco, todas as
    coisas que chamamos “mágicas” são parte das coisas que chamamos de
    “religião”. Na minha visão há separação – nem da antropologia. Martin
    não parece atribuir uma “religião/crença” como verdade única. Estão
    todas em “pé de igualdade”. Apesar de trabalhar mais centralmente
    algumas mais do que as outras.

    Para simbolizar isso podemos pegar
    um exemplo, uma mulher que morava no tridente é quem diz a Egg que o
    “prometido” viria de sua linhagem. De outro lado a Religião do Deus
    Vermelho chama essa mesma personagem de “Azor Ahai”. há por trás disso
    uma equivalência entre dois sistemas de crenças, que pertencem a dois
    espaços diferentes mas que dizem respeito a um fato único. Diz respeito a
    forma como cada uma dessas formas de crença compreendem e elaboram
    diferentes aspectos do mesmo fato. Nós leitores vamos formar um
    interpretação que junta essas diferentes visões.

    No entanto, em
    meio a esse processo as personagens ligadas voltam a ganhar “poder”.
    Diversos tipos de poder, a fé dos sete ganha uma instituição renovada em
    seus seguidores e em adeptos, além do poder militar que o alto septão
    recupera. Os Sacerdotes vermelhos conseguem demonstrar poder, os
    imortais da casa dos imortais (não lembro se é assim que eles se chamam)
    percebem que eles conseguem fazer coisas que eles não conseguiam antes.
    Surge o vidente verde mais poderoso de todos os tempos – Bran- ele
    encontra o mais poderoso vivo até aquele momento – Bryden Rivers.

    Jon
    e Daenerys são personagens que vão se tornar mitos (não uso aqui essa
    palavra como fosse sinônimo de falso, todas as religiões são feitas de
    mitos). Se Jon quem pensamos que é ele é um herói mítico, ou o
    “escolhido” da profecia.

    Nos contos de Dunk e Egg Daemon Blackfyre
    faz menção a um “sonho” seu sobre a volta dos dragões. No entanto,
    efetivamente Daenerys renasce do fogo. Depois suas próprias ações levam
    ela a ser chamada de “mãe” por libertar pessoas da condição de
    escravidão (quis dizer no post anterior que ela representa justiça, se
    usei o nome da casa fui impreciso). Ela constrói sua legitimidade mas ao
    mesmo tempo vai se mitificando.

    Uma coisa é a forma como as
    personagens se veem a si próprias, tanto jon quanto Daenerys. Ou uma
    coisa é o que eles acreditam ou passam a acreditar. outra coisa é o que
    eles dois passam a representar para todos em função dos seus atos, e em
    função das coisas que acontecem com eles. Por exemplo o que significa
    para as demais personagens o fato de ambos ressuscitarem, ou pelo menos
    renascer das chamas como no caso de Dany. Para mim aqui está o gelo e o
    fogo. Por isso oponho os dois a Stannis – um cético pragmático, que será
    desmascarados por ambos acima citados.

    Em momento nenhum quis dar
    a entender que a secularização seria o “mal”. Quis dizer que a estória
    dos livros versam sobre o processo de reversão do processo de
    secularização do mundo, ou pelo menos de Westeros. E a estória trabalha
    com oposições. Ainda que entre cada polo da oposição existe toda um mar
    de intermediários, que podem estar mais próximos de um ou de outro polo,
    ou ainda, distante dos dois polos. A Estória teria assim como um dos
    seus temas A volta da magia e da religião se quiser entender assim.

    O
    “bom”, depende as crenças que cada personagem possui. Não significa que
    as personagens orientadas por uma noção de “bem” não possam sofrer
    derrotas, errar ou não possam ser contraditórias. Bran é o maior
    representante de uma crença como Vidente Verde. O sacrifício não muda
    essa condição dele.

    Bran Stark, Jon, Daenerys colocam acima de
    tudo seus valores, justamente por isso suas vidas são mais difíceis.
    Mesmo que isso exija sacrifícios pessoais, há outras personagens que
    também fazem isso. De novo, mesmo que suas ações as vezes não sejam o
    exemplo do valor social, eles representam a volta dos valores coletivos.
    Estas personagens representam esse valores compartilhados
    coletivamente. Sem esquecer que nos livros há mais personagens que em
    maior ou menor grau façam a mesma coisa.

    Se esqueci de passar algum ponto depois eu volto e escrevo de novo. Em todo caso é sempre legal debater sobre isso.

  • Jhonata Alves

    Mas e em relação as dinossauros que o Martin disse q existe ? Se n me engano é para lá de Ashai e que tem algo relacionado com os dragões se não me engano eu