[Review] Game of Thrones – A Telltale Game Series, Episode 1: “Iron From Ice”

Depois de duas tentativas frustrantes da Cyanide Studios – que desenvolveu “A Game of Thrones: Genesis” em 2011 e o terrível RPG de 2012 – chegou a vez da renomada Telltale Games, em parceria com a HBO, criar um jogo para o universo de George R. R. Martin. E embora o modus operandi da desenvolvedora não seja o favorito de alguns fãs da saga, “Game of Thrones: A Telltale Game Series” merece uma chance por ser o título que melhor conseguiu transportar o jogador para o meio das disputas de poder entre as Casas dos Sete Reinos. E olha que esse foi só o primeiro dos seis episódio planejados para a temporada, apropriadamente intitulado “Iron From Ice” – as palavras da família Forrester.

021

Forrester_mini_banner (1)A Casa Forrester fica no Norte de Westeros, tendo sua sede, Ironrath, localizada no interior da Mata dos Lobos. A casa é citada nos livros, mas através deles não conhecemos nenhum detalhe a respeito de seus costumes, que são bem peculiares para um clã tão pequeno, diga-se de passagem. Eles são responsáveis pelo cultivo e manutenção de ironwood, “a madeira mais resistente do Mundo Conhecido”, segundo Meistre Ortengryn. E é claro que outras Casas maiores almejam essa riqueza.

Os membros da família em si lembram bastante os Starks. Lorde Gregor, assim como Eddard, é conhecido como um homem extremamente honrado – o que lhe rendeu a alcunha de “Gregor, o Bom”; seu filho mais velho, Rodrik, é um guerreiro habilidoso e respeitado, assim como Robb; enquanto o caçula, Ryon, lembra Rickon até no nome. Mas é comum que famílias da mesma região, favoráveis às mesmas tradições, sejam parecidas entre si. Isso até contribui para que o jogador se sinta familiarizado, e se apegue rapidamente aos personagens, se importando com eles assim como se importa com os personagens dos livros e da série (nós nunca aprendemos).

Gráficos

Outro elemento que contribuiu bastante para a imersão do jogo foi a paleta de cores utilizada no Norte, por exemplo, onde os mesmos tons escuros de marrom, verde e cinza utilizados na série de TV foram empregados para compor os cenários e as vestimentas dos personagens nessa região. Os gráficos, apesar de cartonados como na maioria dos jogos da Telltale, possuem um certo grau de realismo. Basta ver como os personagens canônicos ficaram quase idênticos a seus intérpretes da versão televisiva. Também foi retirado o contorno preto inspirado nas HQs que pode ser visto ao redor dos personagens nas outras franquias do estúdio, como Tales of the Borderlands, The Wolf Among Us e a premiada série The Walking Dead.

gotheader

É perceptível o cuidado dos desenvolvedores em manter a identidade visual da série. Lugares como a Sala do Trono e as Gêmeas ficaram idênticos àquilo que vimos na televisão. E os outros lugares vistos apenas no jogo, como Ironrath, poderiam muito bem integrar os Sete Reinos idealizados pela produção da HBO.

Ah, e os detalhes… os símbolos das Casas nos estandartes do acampamento de Robb, as folhas secas no chão da Fortaleza de Maegor… enfim, os caras se esforçaram MUITO para agradar os fãs nesse sentido. Tem até uma abertura igualzinha à da série!

Jogabilidade

Como o esquema do jogo é point-and-click, a ação não está muito presente no episódio. Mas isso não é tão importante. Aliás, assim como o nome do estúdio sugere, o foco da Telltale é contar histórias, assim como Game of Thrones, cujo foco maior está na guerra das palavras do que nas batalhas propriamente ditas. Ainda assim existem momentos em que a velocidade com a espada (e com o controle) se faz necessária. São breves e raros seguimentos onde o jogador precisa acertar determinadas sequências de botões para evitar que o Valar Morghulis” surja na tela, indicando a morte do personagem e, consequentemente, o “fim” do jogo (durante a primeira sequência, mesmo que eu errasse alguns dos comandos, o Gared continuava a se esquivar e se defender dos golpes que recebia).

No entanto, os momentos de simulação esgrimista são muito menos interessantes do que os difíceis diálogos pelos quais os jogadores devem navegar. Não importa se você é Gared e tem uma informação crucial que não pode compartilhar, ou o menino Ethan Forrester, que precisa lidar com o grosseiro Lorde Whitehill e a rivalidade entre seus dois principais conselheiros… As decisões são verdadeiramente tensas!

031

Em vários pontos desses diálogos, os jogadores terão a chance de responder como o personagem que está controlando no momento. As escolhas variam de duas a quatro opções e, além de “ditarem os rumos da história”, ajudam a definir características para cada personalidade. Mas não importa o quão leal seja seu Gared, quando você tem uma informação crucial que não pode compartilhar com ninguém; ou se você é um Ethan Forrester impetuoso, mas precisa lidar sabiamente com o temível Ramsay Snow e com a rivalidade entre seus dois principais conselheiros… As decisões sempre serão esgotantes! Ainda mais ao levar em consideração a janela limitada de tempo que se tem para tomá-las (se os poucos segundos se passarem e o jogador não responder nada, os demais personagens vão continuar a falar, mas podem ficar com raiva de seu silêncio).

Muitos jogadores questionaram as relevâncias dessas escolhas, alegando que, independente das escolhas dos personagens, a história sempre seguirá o mesmo caminho. Mas eu acho que ainda é muito cedo pra falar. É certo que, nesse primeiro episódio, são poucas as escolhas que fazem uma diferença imediata, mas quem já jogou outros jogos da Telltale sabe que, em muitos casos, as decisões que são feitas no primeiro capítulo só vem repercutir muitos capítulos na frente. Eu sinceramente espero que esse seja o caso de Game of Thrones.

De qualquer forma, apesar da curta duração do episódio (que tem, no máximo, umas 3 horas de gameplay), o grau de replay é bem alto. Como eu disse anteriormente, diferentes escolhas e repostas podem não alterar os acontecimentos importantes, mas garantem diferentes “alinhamentos” – ou personalidades – aos personagens, e isso altera notavelmente alguns diálogos da história.

Como diria o filósofo grego Epicteus, o importante não é o que acontece, mas como você reage a isso.

AVISO: Á partir daqui, o texto contém SPOILERS à respeito do enredo do jogo.

História/Roteiro

O episódio começa na noite do Casamento Vermelho, e assumindo que os jogadores estão familiarizados com toda a trama central de Game of Thrones. Talvez esse seja o maior problema do jogo. Se você não é fã, ou simplesmente não acompanha a série, você vai ficar boiando em vários momentos da trama. Mas nada que uma rápida lida no CODEX  (ou na nossa wiki) não resolva.

Começamos com o P.O.V. de Gared Tuttle, um escudeiro de origem humilde que sonha em ser um guerreiro respeitado e honrado como Jaime Lannister (?), ou como seu próprio Senhor, Lorde Gregor Forrester, que em poucos minutos de jogo resolve realizar o sonho do rapaz, promovendo-o à soldado no vindouro ataque à Rochedo Casterly, parar lutar ao lado de seu filho mais velho, Rodrik, que nesse momento estava bebendo feliz em algum outro lugar do acampamento. Então Gared pode guardar a boa nova para si, ou esfregar a promoção na cara de seu colega escudeiro e metido, Bowen. Quem não sentiu um calafrio quando “As Chuvas de Castamere” começou a ser tocada no interior das Gêmeas? Quando Gared percebe a armadilha dos Freys, ele pode escolher entre sair correndo ou salvar a vida de Bowen e depois sair correndo. Se você deixar o cara lá, ele tem a garganta cortada por um Frey (como Catelyn), mas se você preferir salvá-lo, ele te acompanha e… Bem, ele não faz muita coisa… Provavelmente morre em algum momento off-screen… Quem sabe?

E essa, meus amigos, por incrível que pareça, é uma das maiores diferenças que suas escolhas podem fazer neste episódio.

Resumo da ópera: Depois que Rodrik e Lorde Gregor morrem no massacre, Gared fica encarregado de levar a espada da família de volta à Ironrath, para o novo Lorde da Casa Forrester, Ethan, um jovem totalmente despreparado para o cargo. Mas antes o escudeiro passa na fazenda de porcos do seu pai, que está sendo atacada por três soldados das Casas Bolton e Whitehill (principal rival dos Forresters). Tomado pela fúria, Gared enfrenta os soldados e mata um deles. É possível escolher se o rapaz vai matar ou poupar o segundo homem, mas já que, independente dessa escolha, Gared acaba sendo mandado para a Muralha, é melhor matar todo mundo mesmo. Eles merecem.

011

Esse foi um bom recurso para introduzir a tirania dos Boltons, já que depois do red wedding eles se tornam Guardiões do Norte, o que acaba beneficiando seus vassalos, os Whitehills, e colocando em perigo o futuro dos Forresters, que sempre foram leais aos Starks.

Ah, antes de morrer, Lorde Forrester pede que Gared diga ao castelão Duncan, e apenas à ele, que “The North Grove must never be lost”, e é claro que o jogo nos dá várias oportunidades de trair essa promessa… Mas Gared jamais faria isso… Ou faria?

Acho que um dos principais plot points nos episódios vindouros será esse segredo envolvendo The North Grove, o que quer que isso seja (só pode ser uma reserva de ironwood localizada além da Muralha, certo? Mas o que ela tem de especial? Magia?).

Em um jogo que tem os diálogos como mecânica principal, é de se esperar que os melhores momentos aconteçam na capital, o coração político de Westeros, onde os jogadores assumem o papel da jovem Mira Forrester, que precisa dividir sua lealdade entre sua Casa, sua senhora e amiga Lady Margaery, e o rei Joffrey (aqui representado pela mãe, a Rainha Regente, Cersei Lannister).

O confronto na Sala do Trono é meio sem-pé-nem-cabeça, como Tyrion faz questão de apontar. Que tipo de perigo uma dama de companhia poderia oferecer à Coroa? As perguntas feitas pela rainha para provocar Mira são claramente uma tentativa infantil de provocar Margaery (o que é mesmo a cara de Cersei), assim como uma bela desculpa da Telltale para aproveitar os voice-actings de Lena Headey, Natalie Dormer e Peter Dinklage, que foi criticado pela dublagem do Ghost, em Destiny. Mas aqui, os três foram incríveis! E o roteiro da cena foi tão bem escrito que deu até pra relevar a natureza duvidosa da discussão.

Outro personagem interessante que surge em Porto Real é o Coal Boy (Garoto do Carvão), que obviamente é um dos passarinhos de Varys (?!). Por que outro motivo ele teria interesse em ajudar Lady Mira?

A carta de Lady Elissa foi o ponto de ligação perfeito entre os dois núcleos, mas novamente, independente da decisão de Mira entre pedir ou não ajuda à Margaery, a futura rainha não consegue convencer Joffrey a interceder pelos Forresters (e é até agredida pelo miserável!), e então Ramsay continua fazendo o que bem entende no Norte que agora pertence à seu pai.

Mas antes de lidar com o bastardo Bolton, Ethan precisa escolher entre seus principais conselheiros, Duncan Tuttle e Royland Degore. Um dos dois deve ser nomeado Sentinela – uma espécie de “Mão do Rei” do Senhor de Ironrath. Escolher entre dois personagens que nós ainda não conhecemos é um dos exemplos de decisão que tornam o jogo difícil. E deve ser mesmo uma decisão importante, pois parece que o Sentinela assume a liderança da Casa se algo acontecer ao Lorde vigente… E acontece.

041

Depois de escolher entre lutar, baganhar ou diplomatizar com Ramsay Snow, Ethan acaba, inevitavelmente, recebendo ele dentro da fortaleza. E justamente quando ficamos mais orgulhosos do jovem Lorde, que enfrenta Ramsay para salvar a irmã gêmea, Talia, o bastardo o apunhala na garganta, e ainda entrega seu herdeiro, o jovem Ryon, como refém para o Lorde Whitehill (The North will remember that).

Esse foi, sem sombra de dúvidas, um final digno de Game of Thrones, assim como um lembrete cruel de que, quando se joga o jogo dos tronos, ou você ganha, ou você morre. 

(Eu sou capaz de apostar que a morte de Ethan foi ideia de George R. R. Martin ou do seu assistente pessoal, que serviu como consultor para o jogo.)


O segundo capítulo de saga Forrester, intitulado “The Lost Lords”, deve ser lançado em fevereiro de 2015 para PCs, Xbox 360/One, Ps3/4 e iOS. Para saber os nomes de todos os capítulos da primeira temporada, basta clicar aqui.

E vocês, o que acharam de “Iron From Ice”? Quantas vezes vocês já jogaram? O que acham que o futuro reserva para Ironrath? Fiquem à vontade para dividir suas opiniões com a gente na seção de comentários. (E pra quem ainda não jogou: o que estão esperando? Bom jogo!)

[As imagens no post foram retiradas de www.thejimquisition.com]

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Francis Dos Santos

    Vocês tem alguma ideia se existe alguma possibilidade do jogo ganhar legendas em português? meu inglês é lastimável, mesmo assim comprei o jogo – resultado quase que jogo por instinto perdendo 99% das falas. Obrigado se puderem responder. abs!

  • Julha

    o ethan sempre morre? Independente do que você escolhe pra ele? ):

  • [SPOILER]

    Tenho uma teoria que talvez o Rodrik não tenha morrido. “Os senhores perdidos” é o próximo episódio e vamos controlar Asher (que está nas cidades livres), Mira (em porto real) e Gared (na muralha). Na capa do capítulo, tem um quarto personagem escondido por uma sombra e a Telltale disse que seriam 5 controláveis (Ethan se foi), então talvez seja o Rodrik. Faz total sentindo com o título do episódio. Um cavalo caiu em cima dele, e os Frey podem ter achado que ele já havia morrido… Tem o Bowen e aquele gordo vassalo do Lord Forrester que ficaram por ali, acho que salvaram ele de algum jeito.

    Outra possibilidade seria o Malcolm, mas ele também está nas cidades livres e já tem uma personalidade formada… Precisamos de um ponto de vista em Ironrath. Não acredito muito em Talia, Lady Forrester e os Sentinelas…

  • Eu não joguei e provavelmente ñ jogarei por falta de tempo. Mas tô impressionada com esses gráficos, Cersei perfeita demais <3

  • Concordo, e já tinha pensado nisso! Além de tudo, se Malcolm está com Asher, (que já é um “P.O.V character”), ele não precisa ser controlável (a não ser que ele parta em alguma outra missão no futuro). E já pensou que interessante seria uma possível disputa entre Rodrik e Asher pelo Iron(wood) Throne de Ironrath? hehe

  • São só 2 horas e pouco, Lidi, haha.

  • O site Tribo Gamer disponibilizou a tradução pra quem tem o jogo no PC. 🙂

  • [SPOILER]

    Joguei três e estou caminhando para a quarta. Em todos os meus finais Ethan morreu e, pelo que li, a morte dele é um ponto fundamental p/ a história, então duvido que seja possível salvá-lo 🙁

  • Vaz

    Alguém pode me ajudar! O ponteiro do mouse é ruim/lento/atrasado? Não achei onde configura a precisão pro jogo. Obrigado.

  • João

    Eu achei esse primeiro episódio muito bom, o final realmente foi muito digno de GoT. Creio que a única coisa que me desagradou foi o fato das escolhas não terem alterado muito os rumos da história (pelo menos não nesse primeiro capítulo), sempre no final dos primeiros episódios dos jogos da Telltale (como TwD e Wolf Among Us) existia uma escolha mais crucial para se fazer, como escolher entre salvar a vida de duas pessoas e coisas do tipo. O Ethan morre independente das escolhas que você faz e isso tira um pouco dessa magia, bem que a gente poderia realmente optar em deixar a irmã dele ir com o Ramsay ou faze-lo ir no lugar dela, mas entendo que isso criaria muitas linhas alternativas na história, seria algo trabalhoso de se fazer, resta esperar o desenrolar dos outros episódios mesmo…

  • Marcus Vinicius

    Joguei pouco…mais o pouco que joguei adorei….gráficos bons…e nos diálogos tem q pensar rápido e alguns momentos vc acaba respondendo errado……kkkkkkkkkk…..ansioso para os próximos episódios

  • Joao Palmadas

    Joguei, é ótimo, e mal posso esperar por fevereiro. Sua resenha é muito boa também, Barcelar.

    Mas você não comentou que no caminho para a muralha acontece o quase encontro entre Gared e Ramsay. Dali, não sabemos para onde o Gared seguiu. Será que ele contará ao Jon Snow sobre esse encontro e que tipo de homem o Ramsay é? Isso, se for certo que ele irá para a muralha. Eu acho que não é certo. Bem, como sabemos que o Kit vai dublar o personagem no próximo episódio, é provável que o Jon Snow vai contracenar com o Gared. Imagine quando o Kit Souber que tipo de homem o Ramsay é e como ele reagirá se o jogo seguir o roteiro do quinto livro!

    Bem, veremos.

  • Flavio Lazar

    Então, olha o que eu acho:
    No teaser do segundo capítulo do jogo, aparece o seu sentinela ( independente de quem vc escolheu ) falando que como lorde Ethan escolheu-o, ele comandará a casa. Bom, para que nós podermos ver essa cena, precisamos de um personagem em irontath, mas n pode ser os sentinelas, assim concluo que será ou lady forrester ou o mestre da casa, eu apostaria no mestre
    Mas acho que vc está certo sobre o rodrigo estar vivo

  • Samuel Costa

    tenta diminuir a resoluçao graficos

  • Vaz

    Vou testar, mas tenho placa de vídeo e o jogo é leve comparado a far cry, hehehe. O gráfico tá ótimo, apenas o cursor que não acompanha. Mas muito obrigado Samuel Costa.

  • Wagner Augusto Almeida de Mora

    A parte da Mira na sala do trono com a Cersei é muito legal. É muita pressão escolher o que a Cersei quer ouvir em tão pouco tempo

  • GalahadGraca

    Muito curto, passa em um piscar de olhos e suas decisões não parecem influenciar no jogo. Nunca tinha jogado um jogo da Telltale, se forem todos dessa forma, não vou jogar mais nenhum. Ainda acho que Game of Thrones merecia um jogo no estilo de Dragon Age.

  • Bruno Lacerda Balbi

    Excelente resenha, Bacellar. Eu gostei bastante do jogo e virei fã dos Forrester. Estou fisgado! Vou aproveitar o preço promocional para garantir os episódios 2 ao 6.

    Tenho uma pergunta bem estúpida para os amigos leitores. Joguei no xbox 360 e pensei em jogar mais vezes para tomar decisões diferentes, mas tenho receio que a minha segunda tentativa que conte nas decisões pro episódio 2 e queria manter a pureza da minha decisão original para que essa sim reflita a continuação. Alguém poderia me esclarecer como que isso funciona? Avisei que era estúpida…

  • Matthew Murdock

    Pensei que ia rolar um videocast, hehehe, mas não vou ficar exigindo muito. Vocês já fazem coisa pra caramba. No mais ficou muito maneiro! 😉

  • Muito obrigado Bruno! Cara, na tela de seleção dos capítulos tem uma opção que, se não me engano, chama “Change Save File”, onde você pode escolher diferentes slots pra salvar o jogo, e jogar várias vezes. Abs!

  • Bruno Lacerda Balbi

    Obrigado!

  • RenanRCV

    Alguém aí já jogou os outros jogos da Telltale?
    Gostaria de saber se o The Walking Dead tem um bom sistema de “causa e efeito das decisões”. Ouvi dizer que o Episódio 2 não tem muito e que o jogo que mais tem disso é o The Wolf Among Us. Confere?

  • FIV̲̅E

    Em todos os jogos da telltale o primeiro episódio não tem quase influencia de suas açoes, mas nos proximos as ações que pareciam não ter efeitos começam a influenciar diretamente no jogo…

  • GalahadGraca

    Vou jogar o segundo quando sair para ver se mudo de opinião.

  • Gabriel de Andrade

    Cara, recomendo que jogue o jogo de The Walking dead inteiro, os 5 episódios! É um dos melhores jogos que já joguei em questão de história e o final é MUITO bom. E sim, as decisões influenciam, principalmente no final. E também recomendo que jogue The Wolf Among Us. Eu tava com um preconceito enorme com o jogo, mas então resolvi jogar….. joguei os 5 episódios em um dia. Fiquei o dia inteiro jogando e é um puta jogo. Emfim, jogue-os !

  • Matheus Malagueta

    Bem que Game of Thrones poderia ter uma série derivada… Olha esse jogo! Uma história muito boa. Uma série derivada como essa, por exemplo, seria à altura de GoT.

  • Hugo Rafael

    Conseguiu me envolver de forma surpreendente, e jamais imaginaria que seria capaz de estraçalhar nossos cérebro e coração como os livros e a série fazem. Me enganei 🙁
    Eu fiquei tenso tentando convencer a Cersei e no final mandei bem pensando que tinha falhado.. Fiquei eufórico, embora tudo que envolva o mundo de gelo e fogo me deixe louco kkk
    Aguardo ansiosamente pelo segundo episódio, pois agora vi que a geografia vai ser muuito dispersa. E grandes nomes como Daenerys Targaeryan, Jon Snow e Tyrion Lannister se encontram nesses pontos de Essos e Westeros.
    Telltale mandou bem!

  • Diego Natan Canteri

    ASOIAF vai ter um bom jogo se a Paradox conseguir os direitos para fazer um jogo de rpg/estratégia, se o Mod de Crusader Kings II que é apenas um Mod é tão bom imagine um jogo inteiro dedicado à série/livro.

  • ⚓ thalita

    Como que baixa esse jogo no pc?

  • Gaius Baltar

    Steam

  • SergioFVS

    Parabéns pela review Rafa, ficou sensacional.
    Telltale mandou muito bem novamente, e, pra mim, não deixou a desejar em nenhum quesito.

  • Douglas Auditore

    Exato , também tava com medo do The wolf among us , como sempre , telltale não me deixou na mão , quando soube que eles ia fazer sobre got , corri atrás pra conhecer , e eles nos entregaram esse primeiro episódio extremamente imprevisivel , como a série/livro também é , telltale virou minha empresa favorita , outra coisa ótima é que seus jogos não são pesados .

  • Iluane de Oliveira

    Não achei muito curto não, estou acostumada com os jogos da telltale, o problema é a gente que fica tão focado no jogo, que nem se liga na hora hahaha.