A paternidade de Tyrion: uma nova análise depois de O Mundo de Gelo e Fogo

A paternidade de Tyrion: uma nova análise depois de O Mundo de Gelo e Fogo

            Não é sem um pouco de contrariedade que escrevo este artigo. Fui (e ainda sou) um ferrenho opositor da teoria de que Tyrion pode ser filho de Aerys II Targaryen, ao invés de Tywin.  Sempre considerei os argumentos que sustentavam essa hipótese um tanto inconclusivos, e sempre apontei falsas evidências que por vezes são lançadas para tanto (a suposta “imunidade Targaryen a doenças”, por exemplo).

            Entretanto, com o lançamento de O Mundo de Gelo e Fogo, novas informações surgiram.  E eu, como sou adepto primeiramente da análise das informações que nos são fornecidas pelo autor para fundamentar teorias, não posso simplesmente ignorar o que apareceu e fingir que tudo continua na mesma.

            É por isso então que banco o advogado do diabo e trago esta pequena análise, com a velha teoria agora revista e um pouco mais sólida. É bom avisar: o texto contém, é claro, informações (não vou chamar de “spoilers”) contidas em O Mundo de Gelo e Fogo. As passagens do livro foram traduzidas livremente do original, e não correspondem à versão nacional da Leya.

O que é a teoria? Uma pequena revisão dos fatos pré-WoIaF

"Be Our Guest", por Wolverrain. A relação entre Aerys e Joanna também são populares no mundo das fanarts.

“Be Our Guest”, por Wolverrain. A relação entre Aerys e Joanna também são populares no mundo das fanarts.

Se você está lendo isto, provavelmente já está familiarizado com a teoria em questão, mas não custa relembrar alguns pontos para nos situarmos melhor. Se não conhecer ainda, o link no começo do artigo pode ajudar.

            O ponto central da teoria é que Tyrion possa ser um filho bastardo do Rei Louco, Aerys II Targaryen. As bases para tanto são conversas de Sor Barristan Selmy com Daenerys Targaryen, em que o cavaleiro revela que Aerys teria, quando jovem, sido apaixonado (ou obcecado) por Lady Joanna Lannister (prima de Tywin e mãe de Tyrion), e mais tarde teria tomado certas “liberdades” em relação a ela em sua noite de núpcias com Tywin. É de se lembrar que Joanna era uma das damas de companhia da Princesa Rhaella, esposa de Aerys, em Porto Real quando jovem.

            A partir dessas declarações de Selmy, algumas inferências puderam ser feitas sobre outros fatos da vida de Tyrion, que poderiam ter reação com uma possível paternidade Targaryen: a cor mais loura de seus cabelos em relação à dos irmãos, o fascínio por dragões, além da fala de Tywin para o anão quando de sua morte: “você não é meu filho”. Supunha-se também, que o nanismo de Tyrion e a morte de Joanna pudessem ter sido causados por tentativas infrutíferas de aborto com o uso de chá da lua. Nada conclusivo, porém: as peças só se encaixavam com base num pressuposto inicial, mas poderiam ser completamente independentes dele.

            Entretanto, alguns problemas se afiguravam: a questão temporal principalmente. Até o lançamento do “Mundo”, sabia-se que Tyrion teria nascido em 272 ou 273 CA (não se podia afirmar com certeza). Cersei e Jaime nasceram em 266 CA, então o casamento (o último encontro entre Aerys e Joanna noticiado nos livros) teria necessariamente que ter ocorrido antes disso. Seria impossível, portanto, que Tyrion fosse fruto de uma relação na noite de núpcias. Ainda havia, porém, a possibilidade de um novo encontro entre rei e Lady Lannister que pudesse ter culminado em relação sexual e gravidez.

            Entretanto, seria improvável também que, na eventualidade de Aerys ter tido relações com Joanna, Tywin, não tivesse ficado sabendo do ocorrido. A concordância de Tywin com a sobrevivência de uma criança que não fosse sua, ostentando o nome de sua família e vivendo como seu filho legítimo, e ainda com uma deficiência física notável e que seria sabidamente motivo de chacota para sua Casa ancestral, é também algo difícil de engolir e que era (e ainda é) um motivo de forte rejeição à teoria.

            É sempre bom lembrar que um dos argumentos utilizados Internet afora para sustentar “Tyrion Targaryen” seria o fato de ele ter caído no Rhoyne perto de Chroyane e não ter contraído escamagris (ao passo que Jon Connington sim), o que coincidiria com uma suposta imunidade dos Targaryen a doenças.

            A despeito de Daenerys pensar e acreditar nessa imunidade durante os livros, é crucial que nos lembremos que a fonte de informações dela a respeito era seu irmão Viserys, cuja credibilidade no geral é altamente duvidosa devido à própria educação dele e aos seus distúrbios e megalomania. Nessa questão específica, está notadamente errado: diversos Targaryen morreram ao longo da história em razão de doenças. Como exemplos, podemos citar o Rei Daeron II e seus netos Valarr e Matarys, que morreram na Grande Doença da Primavera de 209, e o irmão de Meistre Aemon e Aegon “Egg” V, Daeron “Bêbado”, que morreu de varíola. Targaryens não são, portanto, imunes a doenças.

       Ainda que se comprove eventualmente que Tyrion tenha um pai Targaryen, a sua não-contaminação pela escamagris se deve provavelmente mais a plot armor e pela notória preferência de George R. R. Martin pelo personagem. Definitivamente não seria consequência de um possível sangue de dragão.

            Por outro lado, existe ainda um argumento não muito divulgado, mas que eu pessoalmente considero (um tanto a contragosto) que pode emprestar uma força a mais à teoria. Em maio de 2007, GRRM participou de um evento de leitura e perguntas e respostas no Second Life para promover sua coletânea Dreamsongs (o evento, por acaso, ainda contou com participação Benioff e Weiss que falaram sobre a série de TV, ainda em estágio embrionário).

            Ao que importa, enfim: o avatar de George naquele evento do Second Life era ninguém menos que Tyrion, seu personagem favorito. Acontece que quando GRRM relatou essa história em seu (Not A) Blog, ele descreveu a situação da seguinte maneira:

Well, I made my appearance on Sheep Island a few hours ago, cleverly disguised as Tyrion the Imp for a reading and Q&A session at Bantam’s virtual bookstore. Only this version of Tyrion could fly! Ah, if only the Tyrion in the books could fly, what mischief he will… ah… could… ah, never mind.

            Em tradução livre, isso significa mais ou menos:

Bem, fiz minha aparição em Sheep Island há algumas horas, espertamente disfarçado como Tyrion o Duende para uma leitura e uma sessão de perguntas e respostas na livraria virtual da Bantam. Só que essa versão de Tyrion podia voar! Ah, se apenas o Tyrion dos livros pudesse voar, que bagunça ele vai… ah… poderia… ah, deixa pra lá.

GRRM e seu avatar de Tyrion no Second Life.

GRRM e seu avatar de Tyrion no Second Life.

O trecho em destaque poderia significar que GRRM tenha deixado deliberadamente escapar a informação de que Tyrion voaria nos livros (como podia fazer no Second Life). Daí, se poderia fazer algumas assunções: a única forma de vôo literal que conhecemos atualmente na história é montar em um dragão. Se Tyrion tivesse paternidade Targaryen, isso significaria que ele poderia montar um dragão (se se confirmar que para tanto é necessário ter o chamado “sangue do dragão”) e por consequência voar e aprontar “bagunças”, como sugeriu George no blog.

            Pode não significar nada, mas dada a sabida preferência do autor pelo personagem – que ele já declarou em diversas entrevistas – e a própria desnecessidade de se deixar uma pista nesse sentido, não se pode simplesmente descartar: pode ser que não seja um red herring (uma pista falsa) e realmente signifique alguma coisa.

            Enfim, até o lançamento do Mundo de Gelo e Fogo, era basicamente esta a situação da teoria. Aos fatos novos, então.

E o que há de novo?

            O Mundo de Gelo e Fogo tenta emular um livro escrito por um Meistre Yandel da Cidadela, em concomitância com os eventos das Crônicas. O meistre teria inicialmente redigido essa compilação de informações para presentear o Rei Robert. Com a morte deste, o presente passaria então para Joffrey, e depois passou para Tommen (o “atual” rei), e o que finalmente o teria recebido. Dessa forma, a redação do livro não é completamente isenta e contém um quê de parcialidade, afinal o meistre quer agradar seus leitores.

            Essa parcialidade é mais notada em assuntos que concernem Tywin Lannister: geralmente ele é exaltado e apresentado sob uma luz um tanto favorável, contando com citações de vários momentos de puxação de saco por parte de Pycelle, um notório lannisterista. A seção dedicada a Aerys II é em boa parte dominada por relatos dos feitos e das qualidades de Lorde Tywin.

Aerys II e Rhaella.

Aerys II e Rhaella: um casamento conturbado.

Em determinado momento, o meistre relata que Tywin e Joanna se casaram em 263 CA, depois de um ano de serviço de Tywin como Mão (à época, Tytos ainda era o Senhor de Rochdo Casterly). Fica esclarecido também que Joanna havia chegado a Porto Real em 259 (para a coroação de Jaehaerys II), e permanecido como dama de companhia da então Princesa Rhaella. Pycelle dá conta de que Tywin e Joanna tinham um casamento felicíssimo, enquanto que o de Aerys e Rhaella era bastante conturbado.

            Aerys era frequentemente infiel à irmã-esposa, a ponto de Rhaella dispensar várias de suas damas de companhia por acreditar que Aerys as fazia de “suas putas” (incluindo Lady Joanna). Yandel também informa que seguidos abortos, natimortos e bebês frágeis deterioraram ainda mais a relação do casal. Aerys eventualmente começou a desconfiar que Rhaella o traía e praticamente a aprisionou na Fortaleza de Maegor.

            Quando do nascimento dos gêmeos Lannister, as coisas começam a ficar mais “interessantes”. Aerys ficou um tanto insatisfeito e a tensão entre Rei e Mão, que já era crescente, aumentou ainda mais. É bom lembrar que quando mais jovens, Aerys, Tywin e Steffon Baratheon haviam sido grandes amigos em Porto Real. Ao relato de Yandel, porém:

(…) em 266 CA, em Rochedo Casterly, Lady Joanna deu à luz um par de gêmeos, uma menina e um menino, “saudáveis e belos, com cabelos como ouro”. Esse nascimento apenas exacerbou a tensão entre Aerys II Targaryen e sua Mão. “Parece que me casei com a mulher errada,” se noticia que Sua Graça disse, quando informado do feliz evento. Não obstante, ele enviou a cada criança seu peso em ouro como presente de dia-do-nome e comandou Tywin a levá-los à corte quando estivessem com idade bastante para viajar. “E traga também a mãe deles, pois foi há muito que contemplei aquela bela face”, insistiu.

Tywin e Aerys, Mão e Rei.

Tywin e Aerys II, Mão e Rei.

Em 267, quando Lorde Tytos morreu e Tywin voltou a Rochedo Casterly para o funeral de seu pai, Aerys o acompanhou, e o Reino foi comandado de lá por alguns meses, onde Rei e Mão temporariamente residiram, até o retorno a Porto Real em 268.

Em nota à parte do relato cronológico, Yandel faz questão de desconsiderar rumores sobre a perda da virgindade de Joanna para Aerys:

O rumor indecente de que Joanna Lannister teria perdido sua virgindade para Príncipe Aerys na noite da coroação de seu pai e sido durante um breve período como sua amante depois que ele ascendeu ao Trono de Ferro pode seguramente ser desconsiderado. Como Pycelle insiste em suas cartas, Tywin Lannister dificilmente teria tomado sua prima como esposa se isso fosse verdade, “porque ele sempre fora um homem orgulhoso, e não acostumado a se banquetear com sobras de outros homens.”

Foi noticiado por fontes confiáveis, porém, que o Rei Aerys tomou liberdades invulgares em relação à Senhora Joanna durante sua cerimônia de casamento, para o descontentamento de Tywin. Não muito depois, a Rainha Rhaella dispensou Joanna Lannister de seu serviço. Nenhuma razão para tal foi dada, mas a Senhora Joanna partiu imediatamente para Rochedo Casterly e raramente visitou Porto Real desde então.

            É notável que o próprio meistre trate a primeira situação como um rumor, e a segunda, que nós, leitores, também conhecemos por outra fonte (Barristan Selmy) e cuja credibilidade é maior, seja mais claramente aceita.

            Ocorre, entretanto, que em 272 Joanna visitou novamente Porto Real, quando do Torneio de Aniversário que comemorava dez anos de reinado de Aerys II. Lady Lannister levou os gêmeos à corte, e ouviu de um Aerys bêbado o questionamento de se amamenta-los teria “arruinado seus peitos, que eram tão elevados e altivos”. Depois desse incidente, Tywin quis renunciar ao cargo de Mão na manhã seguinte, mas foi recusado pelo Rei.

Aerys já paranoico e com unhas gigantes, e Tywin ao fundo.

Aerys já paranoico e com unhas gigantes. Tywin ao fundo.

Em 273 nasceu Tyrion, e morreu Joanna. Aerys declarou sobre o nascimento que “Os Deuses não podem tolerar tanta arrogância. Eles colheram uma bela flor de sua mão e o deram um monstro em seu lugar, para finalmente lhe ensinar alguma humildade”. A relação entre os dois se deteriorou ainda mais nos anos que se seguiram, ao passo que a de Aerys e Rhaella se beneficiou do fato de Viserys ter nascido e sobrevivido (não sem muita paranoia por parte do Rei), e de uma aparente fidelidade por parte dele.

E o que isso tudo quer dizer?

            Bem, agora sim podemos dizer: há bases mais concretas para se apoiar e defender essa teoria polêmica. Para além do mero resumo dos fatos contidos em “Mundo”, é importante notar algumas informações talvez não tão explícitas mas que podem significar alguma coisa.

            A relação de Aerys e Rhaella degringolou, segundo Meistre Yandel, pela incapacidade dela de gerar novos filhos ao Rei, contando 8 filhos mortos em 13 anos, até o nascimento (e posterior sobrevivência) de Viserys em 276:

As relações entre o rei e a rainha ficaram ainda mais tensas quando Rhaella se provou incapaz de dar a Aerys novos filhos. Abortos em 263 e 264 foram seguidos por uma filha natimorta em 267. O Príncipe Daeron, nascido em 269, sobreviveu por apenas um ano. Então veio um novo natimorto em 270, outro aborto em 271, e o Príncipe Aegon, nascido dois ciclos prematuro em 272, morto em 273.

(…)

O avanço da loucura do rei pareceu arrefecer por um tempo em 274 CA, quando a Rainha Rhaella deu a luz a um filho. Tão profunda foi a alegria de Sua Graça que pareceu que ele tinha voltado ao seu eu antigo… mas o Príncipe Jaehaerys morreu mais tarde naquele mesmo ano, mergulhando Aerys em desespero.

            Essa informação pode ter outro significado para além dos problemas conjugais dos Targaryen e da piora na condição psíquica de Aerys. Yandel dá a entender que a deficiência estaria em Rhaella, mas e se fosse o contrário, ou se ambos tivessem problemas para gerar filhos? Na possibilidade de uma relação entre Aerys e Joanna ter realmente existido, uma deficiência da parte dele poderia explicar a malformação de um eventual filho, nesse caso o bebê Tyrion.

(In)conclusões

"A melhor parte dele morreu com ela."

“Tyrion’s birth”, por nami64. “A melhor parte dele morreu com ela” (A Tormenta de Espadas).

            Bem, depois da exposição de fatos antigos e novos, acho que é bom que cada um faça seu exercício sobre acreditar ou não, na teoria inteira ou em partes. A conclusões definitivas não se pode chegar, absolutamente. O propósito aqui não é convencer ninguém, mas um convite à análise da teoria. Não que eu não tenha minha opinião, porém.

            Depois de atuar como advogado do diabo, portanto, volto às origens. Como eu disse no começo do texto, continuo sendo contrário à teoria. E apresento meus motivos para tanto. Ainda penso assim porque as informações continuam inconclusivas, e porque um fortíssimo argumento ainda perdura: por que Tywin concordaria em manter vivo e criar um bebê que não era seu, e seria motivo da maior desonra de sua vida?

            Se por um lado o novo livro trouxe novas possibilidades de ter havido relação consumada entre Aerys e Joanna, por outro lado ficou praticamente descartada a hipótese de que Tywin simplesmente não soubesse que o rei e sua esposa tivessem tido uma. A fase em que há mais chances (não confirmadas, frise-se) de terem tido relação sexual seria quando Joanna viveu na capital.

            Pelo relato de Yandel, sabemos que Joanna pouco visitou Porto Real depois de sua dispensa por Rhaella. Seria absurdo supor que nessas raras visitas ela tivesse mantido relações com Aerys (ainda que fossem estas não-consensuais por parte dela), e Tywin não soubesse do fato. Dada a antiga obsessão de Aerys por sua esposa e sendo quem é, seria natural que Tywin tomasse todas as precauções possíveis para impedir qualquer situação nesse sentido ou ao menos saber dela. Tão absurdo quanto, seria conceber que Tywin soubesse de uma relação nessas visitas e tivesse anuído em manter um filho fruto dela.

            Como Pycelle disse, e nesse ponto é inegável que ele esteja certo (pois mais uma vez somos privilegiados enquanto leitores), Tywin era um homem orgulhoso. Nem o amor a sua esposa seria uma justificativa plausível para que ele criasse esse filho, penso eu, afinal ela justamente havia morrido em função dele. A própria condição frágil do bebê seria um trunfo enorme para que Tywin – também sabidamente destituído de pudores para alcançar seus objetivos – pudesse se livrar dele: um falecimento por doença, ou em um acidente que lhe custou a vida seriam facilmente passáveis.

            Ainda outro ponto que me faz resistir ao “Tyrion Targaryen” é a contradição inerente à relação entre Tywin e Tyrion, que eu considero um ponto fortíssimo da construção dos seus personagens. O anão é tudo o que o Lorde de Rochedo Casterly sempre sonhou para um herdeiro seu. É parecidíssimo consigo mesmo, ao contrário dos gêmeos: pragmático, resoluto e cerebral (a despeito do eventual sentimentalismo). Genna Lannister, irmã de Tywin, percebeu e disse o mesmo a Jaime. Ao mesmo tempo, Tyrion está para sempre maculado por ter “matado” Joanna quando nasceu, e por ser o que é: um anão, que em Westeros está fadado a ser motivo de piadas entre os lordes (como de fato ocorreu, segundo relata Yandel no livro) e manchar ainda mais o nome Lannister. O Lannister ideal, que veio “com defeito” (no entender de Tywin, vejam bem) e à custa da morte da coisa que ele mais amava, talvez a única. Sendo Tyrion um Targaryen, essa situação paradoxal seria vazia de significado, e eu pessoalmente consideraria isso uma grande perda para a narrativa e a história pessoal dos personagens. Em A Dança dos Dragões o conflito interno por ser um patricida representou grande parte dos inúmeros POVs do anão. Teria sido tudo isso desnecessário, no final das contas?

Apesar de seu desgosto por Tyrion, em alguns momentos (como este) Tywin ouvia seus conselhos.

“Fire and Blood”, por HBO. Apesar de seu desgosto por Tyrion, havia momentos (como este) em que Tywin ouvia seus conselhos e confiava nele.

            Ocorreria ainda outra situação, que eu considero também um duro golpe para a história: Tyrion filho de Aerys seria praticamente sedimentar a ideia da superioridade Targaryen e a necessidade de que um personagem seja um para ascender aos mais altos níveis de proeminência na história. Admitindo-se que Jon Snow também o seja (o que eu acredito fortemente), teríamos a trinca mais popular da série sendo do sangue do dragão.

            Um ponto notável de “O Mundo de Gelo e Fogo” é que o livro, por seu próprio formato de ter sido “escrito” por um narrador não-tão-confiável, não tenciona ser a “palavra definitiva” sobre os diversos assuntos que aborda.

            Pode ser, inclusive, que essa questão sequer seja mencionada novamente nos livros e a intenção de George seja que a polêmica sobre a paternidade de seu anão perdure ad eternum entre os fãs. Atualmente, porém, a teoria a favor da ancestralidade Targaryen de Tyrion está inegavelmente mais forte que antes e pode ser discutida e debatida por propositores e por opositores com mais bases. Se o intuito do novo livro é estimular a discussão e a polêmica entre os fãs, nesse aspecto ele é notavelmente bem-sucedido.


Este artigo contou com a colaboração de conteúdo e consultoria médica de Felipe Lobato.

“O Mundo de Gelo & Fogo – A História Não Contada de Westeros e As Crônicas de Gelo e Fogo” tem lançamento previsto para a primeira quinzena de novembro e já está em pré-venda por preços que variam de R$110 a R$120 dilmas.

 

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Brenda Gomes

    Não gostaria que Tyrion fosse Targaryen. Tyrion é Tywin cagado e cuspido. Como foi dito é “o Lannister ideal, que veio ‘com defeito’.”

  • maxands

    Não tinha conhecimento dessa teoria do TT, mas gostei muito do texto, Felipe (s/?). No meu ponto de vista sempre acho incrível o nível de detalhes e a quantidades de camadas que oferecem pistas, suposições e caminhos, mas no fim não podem ser nunca confirmadas assim de maneira simples. Eu já acho que a história tem dragões demais, e agora com Jon Snow possivelmente sendo um deles e com a chegada do Aerys, a família parece se escalar mais e mais quando antes tínhamos só dois.

  • Jacqueline Angelica

    Acredito se algum Lannister for Targaryen são os gêmeos e não o Tyrion, este é Lannister mesmo. A questão da dificuldade de se ter filhos da Rhaella pode ser por eles serem irmãos ou pelas traições que poderia ocasionar alguma DST que causaria a má formação(até pq pra q ressaltar uma aparente fidelidade por parte de Aerys?). Não estou dizendo que Cersei e Jaime são Targaryen pra mim todos os filhos de Tywin são Lannisters, afinal como já foi tido Tyrion é todo Tywin.

  • Saulo Reis

    1. O argumento de que Tywin seria orgulhoso demais para criar Tyrion em caso dele ser Targaryen é falho. Mantê-lo vivo e criá-lo como filho pode ser uma consequência de tal orgulho, em caso contrário, relegá-lo poderia ser visto como assumir o adultério da esposa.

    2. Os relatos de WOIAF não trazem absolutamente nada novo, que não tenha sido dito anteriormente por Ser Barristan ou de alguma outra forma indireta. Barristan é uma fonte bem mais confiável do que os meistres de WOIAF, os quais como dito por quem escreveu o artigo, estavam mais dispostos em satisfazer a família real atual — na cronologia da história — a fazer jus à verdade.

    3. Não acho que seja necessário lembrar o desprezo com o qual Tywin tratou Tyrion a vida inteira, por todos os motivos óbvios e sim, por que não, devido ao fato dele ser um bastardo. Lembremos que Tywin, apesar de ‘colocar a família a cima de tudo’, até próprio orgulho nunca aceitou que Tyrion se tornasse senhor de Casterly Rock.

    4. Fazê-lo um Targaryen sedimentaria a superioridade Targaryen, sim, e isso não é problema. Até onde a história se desenha, é uma história de gelo e fogo, Stark e Targaryen. Por que não?

    Esses pontos apresentados contra a teoria são tão fracos quanto os pontos da própria teoria. As pistas foram sim postas a mesa, mas pessoalmente acho que GRRM está apenas jogando conosco. Há a teoria do dragão ter três cabeças. Sendo a teoria de Jon verdadeira precisamos de uma terceira. E convenhamos há outros candidatos que ofereceriam um plot twist muito melhor que o Tyrion. Até mesmo Jeime (o que faria Cersei meio Targaryen). Os Baratheon são descendentes de Targaryen, Logo Gendry e mesmo Stannis seriam candidatos. Mesmo que Aegon não seja realmente um Targaryen, há a teoria que ele seja um Blackfyre, logo descendente Targaryen. As possibilidades são várias e acho profundamente que GRRM (e a série que deu pistas para a teoria Tyrion Targaryen na última temporada) esteja apenas desviando nossa atenção.

    O ponto que realmente concordo com o autor do texto: A relação pai e filho de Tywin e Tyrion. Não vejo nenhum caso no livro em que apenas o fator criação tenha sido suficiente pra fazer dois seres serem parecidos em tantos aspectos. Mais, o sangue e um fator forte nos livros para a formação de personalidade. E do ponto de vista literário, não acho que o GRRM jogaria fora uma relação tão bem desenvolvida, tão perfeitamente shakespeariana e tão bem contada coma essa que ele fez com essas duas personagens.

  • Thiago Corrêa

    Excelente post Felipe Bini !!! Agora complementando o fato dos Targaryens não são imunes as doenças ( e também ao fogo, onde percebo muitos fãs das crônicas equivocando-se nisso), está o fato do Rei Maekar I Targaryen ter contraído varíola.

    Outro ponto em questão é da pista deixada no evento do Second Life, no qual se relaciona com outra pista deixada em um dos capítulos do Tyrion no TWoW postado pelo autor, no qual o anão está jogando uma partida de cyvasse antes de ir para batalha, e o Jorah, O Rei da Friendzone, mata um yunkaíta e o Tyrion pega o Dragão Branco com manchas de sangue, limpa e saúda a Rainha Daenerys. Dando a preferência do GRRM pela a personagem, esse detalhe não pode ser descartado.

    Afinal, Tyrion sendo Targaryen ou não, ainda pode ser uma das cabeças do Dragão, como o próprio Martin disse que para ser uma das “cabeças” não tem que ter necessariamente o sangue de dragão, criando possibilidades para o próprio, e as pistas deixadas podem servir tanto para comprovar a ”paternidade”, quanto a “cabeça”.

  • Tyrion Targaryen nãoooooooooooooooooooooooo

  • Texto muito bom. Como foi dito, as evidências que temos são apenas circunstanciais. Não acredito que essa teoria vá se confirmar, mas até gostaria que se confirmasse. Seria sensacional ver o Tyrion voando em um dragão 🙂

  • Barbosa

    Falou tudo que eu penso a respeito dessa possibilidade. Se já sou contra R + L = J e tenho grande dificuldade em aceitar as evidências e circunstâncias no mínimo bizarras em que isso aconteceu, Tyrion Targaryen já se torna um exagero, especialmente por corroborar a ideia de que ser um Targaryen é um “prêmio” e um status a mais para os personagens mais populares. O que me parece bem vazio.

    Qual vai ser a próxima Targaryen, a Arya? Pra uma casa praticamente extinta, a quantidade deles já tá superando a de Starks…

  • Bruna Cristian

    mas isso não se deve a genética, deve ao Tyrion, que sempre acreditou que ele era seu pai e deve que segui seus exemplos. Tyrion só é tão inteligente porque era a única arma/escudo que tinha disponível. Tenho certeza, no fundo do meu coraçãozinho, que ele é fruto de um estupro do Rei Aerys na Joanna

  • Lucas Dos Santos

    E possivel Jaime e Cersei serem Targaryen e Tyrion não ser ?

  • Alex Pereira

    Análise fantástica!

    Vamo assumir que o Jon seja um Targaryen. Se o Tyrion também for, o que pode explicar o Tywin mantê-lo na família é um pedido da Lyanna. Imagina ela morrendo e pedindo que o Tywin cuide do pequeno Tyrion. Será que o Tywin quebraria uma tal promessa?

    O interessante disso é que haveria uma fortíssima correlação entre a vida do Jon e a do Tyrion: ambos mataram suas mães, são Targaryen, promessas foram feitas para que suas verdadeiras origens fossem ocultas.
    De um lado, Ned, O Honrado, mantendo a promessa. De outro, Tywin, O Orgulhoso, mantendo a promessa… UAU

    Preciso refletir mais pra tomar algum partido aqui, mas a leitura já valeu muito! =]

  • Felipe Lobato

    Lyanna pedindo pro Tywin cuidar do Tyrion?

    HEINN????

  • Eu gosto mais da teoria que Jaime e Cersei são filhos bastardos do rei Targaryen, e não Tyrion.

    Para mim faz muito mais sentido.

    e resolve uma questão, sendo Tyrion o único Lannister “de sangue” filho de Tywin, o mesmo seria desmotivado a se livrar de Tyrion, mesmo com deformidade.

    Mas eu acho bem provável que isso nunca seja esclarecido, e que seja motivo de discussões entre fãs por anos a fio.

  • Letícia

    Acho que ele quis dizer que Joanna pediu para Tywin para mante-lo na familia, assim como Lyanna fez com Ned (caso a teoria seja verdadeira) pelo menos foi o que eu consegui entender hahahaha

  • O problema nos livros é que sempre temos duas portas.
    O Martin não somente gosta do Tyrion como também ele é o Tyrion, este é o personagem inteligente, sarcástico, irônico e problemático que ele criou para ele, inspirado em si próprio.

    O Problema do Tyrion ser targaryan é que não muda muita coisa, não tem um propósito. Apenas não ser torrado por um dragão não vai dar a ele uma coroa ou o rochedo. E se ele não for filho do Twin, que graça/motivo/percepção ou sei la mais o que teria de matá-lo? Foi uma vitória, e se não for filho, passa a ser uma derrota.

    Eu estou me baseando mais em propósitos mesmo. Não tem um. Ou alguém clareie minhas idéias e me de um propósito para isso. Obrigado ^^

    PS: Me lembrei do meu comentário um ano atrás.
    Tyrion não pode ser um targaryan porque ele não tem nariz.

  • LyannaStarkWIC

    Concordo com você Felipe com relação ao desfecho do mistério. Creio que jamais saberemos se Tyrion é filho de Tywin ou Aerys, seja pela falta de personagens confiáveis ou até por não haver exame de DNA em Westeros.

    Pelo que entendi Joanna estava em Casterly Rock quando deu a luz a Jayme e Cercei, isso por acaso eliminaria a possibilidade dos gêmeos serem os filhos do rei louco?

  • Gelocosmo

    Uma coisa me intriga: no livro 5 Jorah tá levando Tyrion para meereen, quando ele chega pra uma mulher e diz: – eu vou levá-lo para a rainha, o anão é…
    E a mulher responde: -eu sei quem ele é.
    Bem eu quero ver o Tyrion realizando um dos sonhos dele antes de morrer: montando em um dragão ou com 80 anos, a barriga cheia de vinho e com umas p* lambendo…(vcs sabem o resto).
    Se porém ele não for um Targaryen ele voltará para westeros para cumprir a profecia da Maegi e dar um fim a odiosa vida de sua irmã(o que será da hora).
    O fim do anão será muito bom vocês não perdem por esperar.

  • Thales Quintiliano

    Cara essa teoria faz todo sentido!!Muito mais interessante para a história.

  • Thales Quintiliano

    É possível.Pois na analise foi dito que Aerys teve ”liberdades” com a Johana Lannister, na sua noite de núpcias com Tywin. Jaime e Cersei são os primogênitos, então é possivel.

  • wildfire35

    Sempre acreditei nesta teoria, outro detalhe que poucos lembram, um dos olhos de Tyrion é violeta (cor dos olhos Targaryen).

    pra mim as 3 cabeças que vão montar os dragões são: Dany, Tyrion e Aegon (apesar que este seria um Blackfyre, que daria ensejo a uma nova dança dos dragões).

    Jon é um caso a parte e se ele montar algum dragão será o tal dragão de gelo, que estaria dentro da muralha.

  • Jose Leitao

    Se vc trocar Lyanna por Joanna, fic um bom paralelo, até os nomes são parecidos.

  • jorge_lito

    Eu sempre pensei que é mais fácil os Gêmeos serem filhos de Aerys do que o Tyrion…
    O único problema pra Jaime e Cercei serem filhos do Rei Louco é a ORDEM CRONOLÓGICA. Por conta de apenas isso essa teoria tá descartada…

  • jorge_lito

    A Ordem Cronológica para os Gêmeos não bate…

  • RedViper

    HUEHUE tem mais targaryan nessa historia do que starks

  • Pablo Rivers

    rapaz, é todo mundo sangue targaryen nessa história, filho de aegon o catra, digo, indigno

  • Ptolomeu

    Eu tenho uma teoria sobre o como o Tyrion será descoberto como Targaryen, que formulei depois de ter lido teorias que ele era Targaryen e de uma curiosidade aparentemente inofensiva sobre um personagem secundario, que pode ser uma pista do genial Martin………

    Lá vai, como vimos no 5 livro, o Ben Mulato, por ter um tiquinho de sangue Targaryen, é querido pelos dragoes da Danny, creio que quando Tyrion se apresentar a Danny, ela irá condená-lo a morte, em vingança do que Tywin fez com sua familia, e vai entrega-lo como refeiçao a um de seus dragões, mas o dragao nao ira devorá-lo, pelo contrario, sera carinhoso com ele, por ser um Targaryen, e entao sor Barristan vai falar a verdade a Danny sobre Tyrion ser seu irmão……Pense que cena espetacular!!!!

  • Valdemar Rodrigues

    Estas discussões são vazias. A verdade está na cabeça de um senhor que pode decidir o que quiser, até o mais improvável. Estas pistas só abrem esta possibilidade ao autor, mas tanto pode ser como pode ser qualquer outro o rumo da história. Enquanto não saem livros novos não temos nada.

  • como assim?

  • a proposito, os pontos que defendem esta teoria eu li nos comentários do site a mais de 1 ano:

    https://twitter.com/marcusvbp/status/400970087844155392/photo/1

  • pedro

    essas teorias estão mais solidas do que meu pinto na boca de uma puta de Merren

  • pedro

    mais vc esqueceu de mencionar o sonho de dragões em que tyrion tinha quando criança tem isso desde do primeiro livro quando ele fala com jon snow

  • Não dá para escrever spoilers com fundo black? TESTE

  • Vaz

    seria massa, mas prefiro ele como lorde lannister, dany morta e o reino dividido novamente, hauahu

  • Evandro

    Também não levo fé nessa teoria justamente porque Tywin
    jamais criaria uma criança que não fosse sua como citado no artigo mesmo se Joanna
    tivesse pedido que Tywin que cuida se de Tyrion. Uma coisa que eu teorizei mas eu mesmo não levo fé nisso e que
    Tywin usaria Tyrion para destronar os Targaryen e colocar Tyrion no trono e assim governar através
    de Tyrion casso ele não conseguisse
    cassar Cerce com Rhaegar , mas como eu disse antes eu não acredito muito nisso.

  • o aviso está no primeiro parágrafo e no título.

  • MBMR

    O livro deve ser excelente! O problema é o R$ R$110 a R$120 Dilmas.

  • Alex Pereira

    hahahhahahaha isso mesmo!
    Joanna pedindo pro Tywin cuidar do Tyrion assim como a Lyanna pediu pro Ned cuidar do Jon…

  • Leandro Soares

    Dragão de gelo na muralha?
    Me diz aonde que você leu sobre isso…pq li todos os livros do universo ASOIAF e não me lembro ter lido sobre isso.

  • Roberto Edificações

    Acredito que joana tenha confessado a paternidade do tyrion no leito de morte oq levou tywin a quase mata-lo, mas pelo fato dele tb ser um lannister (filho de joana) e tb por amor a ela, o poupou

  • Lennon Alves

    VELHO!

    AEGON, o CATRA!

    Zerou a vida! kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Erick Ajifu

    Não acredito que Tyrion seja um Targaryen, mas não acho que o fato de ele ser um Lannister o impeça de montar um Dragão. Tem uma fala no Dança, não me lembro se do Moqorro ou do proprio Tyrion, que diz que os valirianos usavam feitiços para montar os dragões. Acho que oque possibilitava aos Targaryen montar em Dragões não era o fato de serem Targaryen, mas o fato de conhecerem tais feitiços. Vamos aguardar

  • Lennon Alves

    Indo ainda mais longe… Note que as três cabeças do dragão nasceram dando a morte às suas genitoras…

    Jon / Lyanna
    Tyrion / Joanna
    Daenerys / não lembro o nome da mãe dela.

    Interessante não ?

  • Sim, sim!
    É que eu andei vendo que dá para escrever negrito, sublinhado, riscado, estava testando se não dava para escrever preto no preto, podia ter deletado o post, mas obrigado pela resposta ^^

  • Erick Ajifu

    Não creio que Tyrion seja um Targaryen, mas não acho que o fato de ele ser um Lannister o impeça de montar um Dragão. Tem uma fala no Dança, não me lembro se do Moqorro ou do proprio Tyrion, que diz que os valirianos usavam feitiços para montar os dragões. Acho que oque possibilitava aos Targaryen montar em Dragões não era o fato de serem Targaryen, mas o fato de conhecerem tais feitiços. Vamos aguardar

  • Rodrigo MariMoon

    Sei que não tem nada a ver, mas…
    Mais alguém ‘tá com a impressão de que o livro The Winds of Winter ficará tão grande que também será dividido em dois livros…? Quer dizer, não exatamente dividido como o Festim e a Dança, mas sim com vários capítulos desse serem passados como o começo de A Dream of Spring.
    Vamos aos fatos: em 2012, ele anunciou que escreveu 400 páginas. E isso em um único ano. Se seguir esse ritmo, hoje ele teria em média 1200 páginas prontas – falando como escritor, escrever, no mínimo, 5 páginas por dia daria pra completar um livro em de 5 meses a um ano.
    Os livros Festim e Dança, somados, dá:
    Versão brasileira- 644 + 872 = 1516 páginas.
    Versão original- 753 + 1040 = 1793 páginas.
    O que seria um único livro se tornou dois porque a editora de lá disse que ficaria grande demais pra uma edição só. Uma prova de que subestimam a capacidade de um fã de querer ler um livro que gosta, por mais grosso que seja.
    GRRM prometeu que o 6º livro terá 1500 páginas… Somem os fatos… Esse livro com certeza será dividido em dois: uma parte como o livro em si, e outra como capítulos iniciais de A Dream of Spring.

    E, só um comentário pessoal: GRRM cometeu um grande erro ao contar pros produtores como a história termina. Se deixassem só os livros como base, os dois produtores seriam obrigados a colocar tudo que é importante nos livros – Senhora Coração de Pedra, os Greyjoys, Mãos-Frias, e especialmente Arianne Martell. Tirar Arianne Martell de Game of Thrones seria como tirar o Gandalf ou a Galadriel de Senhor dos Anéis; ou tirar o Snape de Harry Potter, etc… E se ela tiver uns 10 capítulos-solo em The Winds of Winter? Vão passar a importância dela pra quem? Pra Ellaria? Tyene?
    Se os produtores tiverem só os livros lançados como base, eles seriam obrigados a colocar tudo que ‘tá escrito, porém com cenas a mais, algumas lutas-filler, etc.
    Admito que a cena do bebezinho com o Rei da Noite foi ótima, mas o resto… A morte do Jojen, puxar o arco do Bran pra tão perto… Se tivesse o Mãos-Frias, teria ótimas cenas filler dele lutando contra alguns Selvagens e Caminhantes durante o caminho até o Corvo, até ter aqueles esqueletos que me lembraram muito os do filme Jasão e Os Argonautas.
    E as cenas do Theon sendo torturado, interrogado e castrado? Sem muita informação sobre os livros não finalizados, dá pra criar fillers incríveis.
    Se colocassem a Senhora Coração de Pedra, teria mais cenas filler da Irmandade enforcando soldados Frey e Bolton. O que farão pra série agora? A Sansa assumindo a identidade Lady Stoneheart, criando uma irmandade com soldados Arryn, tendo o Mindinho como bode expiatório e indo se vingar da morte dos pais assim?
    (é impressão minha, ou isso lembrou um pouco a Thalia Al Ghul com o Bane no filme O Cavaleiro das Trevas Ressurge?)
    Já no ponto de cortar a Arianne, acho que farão um romance passageiro entre a Ellaria e o Jaime, pra substituir Arianne e Arys. Só que com o Jaime sobrevivendo ao ataque, ficando mal pelo ferimento no rosto da Myrcella e depois indo fazer o tal cerco em Correrrio.
    (tenho quase certeza de que o pessoal do site vai querer fazer uma análise sobre esse meu comentário… Kkkkkk’.)

  • 1. Mas o Tyrion não foi mesmo relegado pelo Tywin? Para além de já ter nascido anão, o Tywin em qualquer oportunidade que surgia o diminuía ainda mais. Você mesmo, no comentário 3, diz que Tywin não aceitou que ele se tornasse senhor de Casterly Rock. Quer dizer que isso foi assumir o adultério de Joanna? Em que isso diferiria de o Tyrion ter morrido enquanto bebê? Não entendi a lógica.
    Como foi exposto, seria simples para ele que a criança morresse “acidentalmente”. Bebês morrerem naturalmente durante os primeiros meses de vida não era exatamente anormal em Westeros, e sendo um ainda mais frágil e problemático como era o caso do Tyrion, seria ainda mais passável. Concordo com você quando diz que os argumentos contra também não são fortes e entendo que não os “compre”, mas não entendi a explicação de porque esse é “falho”.

    2. Sem exageros, por favor. De fato muito do que está no livro já foi dito indiretamente e pelo Barristan, só que desta vez mais detalhado e com várias páginas tratando da questão deliberadamente. A questão importante é que tudo foi confirmado (o Barristan também não é 100% confiável, nenhum POV o é), quando isso poderia não ter sido nem mencionado, e simplesmente ignorado pelo meistre (já que ele queria agradar o Tywin). Além do mais, é claro que tem informação nova, como a questão dos abortos de Rhaella e a visita específica de Joanna a KL no Torneio de Aniversário, dentre outras.

    3. Não entendi. Ou, se entendi, o item 1 já responde.

    4. No seu entender a história (já) se desenha assim. No entanto, por acaso a série é contada pelo ponto de vista de inúmeros personagens geograficamente separados, com motivações diversas naquele universo e que nele influem. A questão é que o Tyrion ser Targaryen nessas alturas seria como um “prêmio” para que ele fosse alçado a um patamar superior na história (que só poderia ser alcançado por Targs), o que eu não acho que seja necessário. Ele deveria muito bem poder ser importante enquanto Lannister mesmo.

    E colocar Gendry em lista de possíveis candidatos a cabeça do dragão e falar que seria um bom plot twist (melhor que esse do Tyrion, que pelo menos tem terreno preparado), no meu entender já é demais. Daqui a pouco Shireen, Mya, Edric e a dúzia de outros filhos do Robert também seriam bons plot twists.

  • Esqueci de comentar esse outro suposto argumento no artigo. Na verdade os olhos do Tyrion são preto e verde.

  • Thiago Padilha

    Minha opinião baseada nesta leitura: Twin queria manter Tyrion como filho até o fim para provar a Aerys e a si mesmo que ele era um Lannister, pois sabia que a semente de Aerys era fraca e problemática e a vida de Tyrion seria a prova de que ele era o pai, pois jamais aceitaria a traição de Joana, mesmo escondendo de si mesmo a verdade.

  • Thiago Padilha

    típico comentário de uma summerchild que acha que já viveu algum inverno.

  • Ptolomeu

    Pelo menos explicaria Tyrion ter sobrevivido, masssss

    E a clara preferencia de Tywin por Jaime?

  • Adriano Machado

    Essa teoria não é tão certa como a do Jon Snow, mas é absolutamente plausível.
    A do Jon é até óbvia demais.
    Pra mim, a principal indicação é a facinação e obsessão de Tyrion por dragões.
    Esse fato é mais importante que a suposta imunidade à doenças dos Targaryen, que eu considero uma bobagem.

    Acho que Tywin preferiu criar o Tyrion, do que adimitir que era corno.
    Isso seria muito mais vergonhoso e desonroso do que criar um “monstro”…

    E tem esse fato novo, que eu não conhecia, a fala do GRRM no evento do Second Life.
    Ele acabou deixando escapar o tamanho da importância de Tyrion para a história toda.

    Eu já até imagino os 3 Targaryen Dany, Tyrion e Jon voando nos dragões rsrs

  • Guest

    Essa teoria não é tão certa como a do Jon Snow, mas é absolutamente plausível.
    A do jon é até óbvia demais.
    Pra mim, a principal indicação é a facinação e obsessão de Tyrion por dragões.
    Esse fato é mais importante que a suposta imunidade à doenças dos Targaryen, que eu considero uma bobagem.

    O Tywin preferiu criar o Tyrion do que adimitir que era corno.
    Isso seria mais vergonho e desonroso do que criar um “monstro”…

    E tem esse fato novo que eu não conhecia, a fala do GRRM no evento do Second Life.
    Ele acabou deixando escapar o tamanho da importância de Tyrion para a história toda.
    Eu já até imagino os 3 Targaryen Dany, Tyrion e Jon voando nos dragões rsrs

  • Cecilia Saraiva

    Sinceramente isso não fez nenhum sentido pra mim, pela aparência física dos gêmeos, que têm o cabelo dourado (diferente do platinado Targaeryen), totalmente Lannister. Tyrion é o louro platinado, e um de seus olhos tem a mesma cor violeta da Dany. Se os gêmeos tivessem sido concebidos na noite de núpcias do Tywin, aí sim seria impossível este não saber… e ele usaria as crianças para destronar Aerys. Outra coisa, ele nunca trata Jaime e Cersei como se não fossem seus filhos, mas mostra mais desprezo por Tyrion do que apenas por ele ser um anão (sim, pode ser por causa da morte de Joanna). Acho essa teoria dos gêmeos meio viagem.

  • Eu não acredito nem na teoria do Jon Targaryen, que ao meu ver é bem mais embasada, quanto mais nessa do Tyrion; pelos mesmo motivos supracitados no artigo. Eu queria mesmo que Jon Snow fosse realmente um Stark, ou que G.R.R. Martin arranjasse um jeito mirabolante dele ser um Baratheon.

    Dois ótimos personagens virando Targaryen é muita decepção pra uma saga.

  • Rafael Teófilo

    Pontos que você não citou:
    -Tyrion SONHAVA com Dragões sendo que
    nunca tinha os visto. Meistre Aemon e Daeron e outros Targaryens
    sonhavam muito com Dragões, inclusive sonhos de alguns como Daeron eram
    proféticos.

    -Tywin era muito orgulhoso como você disse, e se você
    percebeu, ele não queria enxergar que Jaime e Cersei tinham relação e
    que Joffrey era um bastardo, não estávamos em POV dele, mas era muito
    claro que ele não queria enxergar esse fato evidente.

    -Outro fato
    que não estou claro, é que, apenas os “verdadeiros Dragões” são imunes e
    também não sentem calor, como o caso da Daenerys e Viserys. Dany é um
    verdadeiro Dragão e Viserys não.

    -Em uma entrevista atual, George
    disse que há teorias que são verdadeiras, que fãs acertaram em pontos e
    que ele não vai mudar a história por causa disso. Essa teoria pode ser
    uma certa, ou não. Sabemos que uma das teorias vai acontecer.

    -Pode
    ser que o Tywin não sabia disso, como mesmo citado, Joanna foi poucas
    vezes em Porto Real, então nunca passou pela cabeça de Tywin que ela
    teria sido “estuprada”.

    -Novamente, não temos POV’s do Tywin e me
    corrija se estou errado, mas o próprio Tywin já se perguntou o porque
    salvou Tyrion, disse que tem que proteger a família e outras coisas. Não
    esqueça por mais realista que seja, o livro ainda é mágico. Algum
    motivo contrário a própria personalidade do Tywin, ele deixou Tyrion
    sobreviver.

    Acredito na teoria e que ele é um bastardo Targaryen,
    e o que mais me sustenta nisso é o motivo de Varys querer proteger
    tanto Tyrion, acredito que ele e Aegon(Jovem Griff) sejam Blackfyre, e
    que ele foi mandado para forjar aliança com Dany, pois, chegando lá,
    antes de mais nada, Barrystan não iria deixar Dany (matá-lo/prende-lo), e
    pra mim, é o que vai acontecer.

    Ótima Análise.

  • Vaz

    1- a editora não quis publicar em um único volume por ficar “fisicamente” muito grande. Nada de subestimar a capacidade de leitura dos fãs.
    2- séries boas de TV normalmente não tem muitos fillers, pois isso enfraquece a mesma ao longo das temporadas, o que culmina com queda de audiência. Claro que como fã que também leu os livros, gostaria de ver esses fillers.

  • Joao Palmadas

    Já que estamos falando em teorias – alguém já falou da possibilidade de Anya Waynwood ter reconhecido Sansa Stark desde o começo? E depois, ter usado isso para convencer Midinho a fazer da herdeira de Winterfell noiva do herdeiro do Vale? Na série, Sansa diz logo para os lordes mais poderosos do Vale quem ela é, por isso não há mistério, mas nos livros isso ainda é um tanto duvidoso.

    Sem isso, fica sem explicação o comportamento de Anya Waynwood, que de inimiga implacável do Mindinho se torna uma de suas aliadas.

  • Ptolomeu

    Outro ponto que leva a crer que ele é Targaryen, é a extrema boa vontade de Martin com os Starks e os Targaryen

    Reparem que TODOS os Starks, nao só a ultima geraçao, mas TODOS, sao perfeitos. Mesmo os que apresentam alguns defeitinhos, como o desejo de vingança de Arya, que o leitor acha justo, ou a galinhagem do irmao do Ned, que soa charmosa, nao servem para denegrir os Starks

    O unico possivel Stark vilão, é aquele antiguissimo que se casou com uma outra e morava na muralha, mas ninguem tem certeza se ele é Stark, entao nao conta

    Martin é realista, mas com os Starks ele chuta o realismo longe, nao existe familia perfeita assim, sangue tao nobre, que nao se macula e nem comete injustiças

    Em relaçao aos Targaryens, Martin nao pode faze-los perfeitos, afinal, a nobreza tem seus exageros, mas certamente ele os adora, e por isso faz sentido que exista um Targaryen-Lannister com Tyrion, seu personagem predileto, e um Targaryen-Stark com Jon Snow, o herói nobre bastardo (do povo), mas na verdade nobre, contentando todas as classes

    E claro, uma Targaryen pura, nossa amada Dany

  • Téo Oliveira

    Acredito que o fato de que os filhos de Aerys e Rhaella Targaryen nascerem natimortos ou serem abortado se deve à consanguinidade muito próxima de ambos que eram irmãos. Isto mais cedo ou mais tarde aconteceria com os Targaryen já que eles casavam apenas entre si. A mesma coisa pode ter acontecido com Tyrion já que seus pais eram primos e logo tinha uma consaguinidade muito próxima fazendo com que Tyrion nascesse assim.

  • Joao Palmadas

    O nome da mãe de Daenerys é Rhaella.

    Agora, você observou bem. É muito estranho que justamente estas três mulheres tenham morrido de parto.

  • Joelton Junior

    um ponto fora, é que em uma profecia Tyrion é retratado como um Leão, e o possivel Falso Dragão pode ter sido Viserys, visto que não é a primeira vez que uma profecia se remete ao passado, e outra o encontro em que Tyrion poderia ter sido concebido, Aerys Critica Joana, e acho mais provavel os gemeos serem Bastardos do que Tyrion(Jaime começa a desenvolver uma personalidade parecida com a de Rhaegar nos ultimos livros, e Cersei tem a mesma paranoia de Viserys e de Aerys)

  • Joelton Junior

    Jon é quase certo que seja, pois é a teoria mais bem reformulada e a mais falada(visto que GRRM reconheceu que alguns fas ja haviam descobertos teorias que eram reais), e a do Tyrion pela cronologia é mais facil e provavel que os gemeos sejam bastardos.
    E tyrion iria perder a essencia enquanto JOn nem tanto

  • Lucas De Oliveira Gonçalves

    Ninguém levou em consideração que a Família Martell estava no Rochedo logo que Tyrion nasceu. Mesmo Tywin sendo quem ele é, não se sentiria receoso de se livrar de um bebê tento visitantes de tão renome em seu castelo???

    Pensem nisso também.

  • Brenda Gomes

    Incesto é de família heuheuh

  • Brenda Gomes

    Mas se só por acreditar que Tywin era pai dele, eles ficaram parecidos, o mesmo deveria se aplicar pros gêmeos, o que não é o caso. Genética tem influência sim.

  • Cecilia Saraiva

    Sinceramente, o texto serviu mais para estabelecer argumentos contra a teoria Tyrion Targaeryen do que para mostrar algo novo em prol dela, pois no fim a conclusão é justamente que não há nada novo: apenas mais um relato, de outro ponto de vista, que Aerys “tomou liberdades” com Joanna, mas isso já sabíamos do que Selmy Barristan diz – e quem duvida dele, um dos homens mais honrados do mundo criado por Martin? Eu nunca duvidei. Um relato a mais não vai me fazer crer mais no que eu já sabia.

  • Cecilia Saraiva

    Com certeza, pode ver que Starks e Targaeryens são as únicas famílias cujas histórias têm mitologias mais próximas da realidade, pois eles de fato têm poderes. As outras famílias enriqueceram e se empoderaram à base de usurpo, negócios, política.

  • Cecilia Saraiva

    Bem, óbvio que Jon é Stark, o problema é se ele é Targaeryen ou não.

  • Cecilia Saraiva

    Isso é o ponto do autor contra a teoria, mas acho que o Tywin poderia ter criado o Tyrion apenas por não ter certeza. Se Aerys conseguiu algo com Joanna, foi estupro, e mulheres vítimas desse crime hediondo costumam silenciar a respeito por medo e vergonha, algo até mais compreensível no caso de um mundo medieval, machista, e desse estuprador ser o rei.

  • Cecilia Saraiva

    O ponto do autor (cujo texto está muito legal) contra a teoria é que Tywin não assumiria um filho de Aerys se soubesse do ato consumado entre ele e Joanna, e que dada sua posição de Mão do Rei, seria impossível ele não saber, mas acho que o Tywin poderia
    ter criado o Tyrion apenas por não ter certeza. Não existe teste de paternidade em Westeros, e se Aerys conseguiu algo
    com Joanna, foi por estupro: mulheres vítimas desse crime hediondo
    costumam silenciar a respeito por medo e vergonha, algo até mais compreensível no caso de um mundo medieval, machista, e desse estuprador ser o rei.

  • Felipe Sales

    Mas na condição de Tyrion de má-formação, ele poderia simplesmente dizer que ele morreu devido à elas

  • Felipe Sales

    Ou, ele é só anão mesmo

  • Nicolas Baelish

    Sou mais da teoria dos gêmeos serem Targaryanos (Que obviamente Tywin nunca soube)
    -Joanna chega a Porto Real em 259.
    -Tywin se torna mão em 262.
    -Rhaella se torna incapaz de dar novos filhos a Aerys em 263 e 264 com filhos natimortos.
    -265 Aerys engravida Joanna e ela retorna a Rochedo Casterly.
    -Em 266 os gêmeos nascem.
    -Lorde Tytos vem a falecer em 267. (Aerys viaja para Rochedo para o funeral do pai de seu mão?)
    -268 Aerys volta a Porto Real. (com rumores da Joanna ter perdido a virgindade com ele)
    Agora vamos aos fatos:
    Aerys queria ter certeza que os filhos não estavam enfermos ou viriam a falecer em um ano ou menos.
    Ele se nega em casar com Rhaegar a Cersei, ele teria de reconhecer publicamente Tywin como o pai de Cersei. E porque não assumir uma filha bastarda? No livro o cavaleiro dos sete reinos fica claro o medo dos Targaryan em relação aos bastardos. Aerys acaba tornando Jaime um membro da Guarda Real para poder ter os olhos em cima dele por temer muito o fato de um “blackfyre” ter um exercito Lannister, se tornar um Lorde e vir a reivindicar o trono.
    Os gêmeos tem esse amor incomum, que só é visto nos Targaryanos. Aonde Cersei e Joffrey tem essa “loucura hereditária” do rei Louco que não tem outra explicação pra tanta ruindade (Como a historia da moeda que Selmy conta). Cersei fica fascinada com o fogo vivo quando queima a torre do Mão. E quando Jaime fala de seu amor a Cersei para Ilyn Payne (que teve a lingua arrancada por Aerys) ele sorri, como se soubesse de alguma coisa (e obvio que sabe).
    Tenho outros arguntos a respeito disso que agora nao me recordo :S. Mas acho que todos estão focando apenas nos principais (Dany, jon e Tyrion) e aonde GRRM quer que vejamos. Há muita coisa a se acreditar e pensar mas seria louco se fossemos trolados em saber que os Targaryanos nunca saíram do poder dos 7 reinos. 😉

  • Raimundo Saraiva

    Na verdade, ser Targaryen não indica afeição dos dragões. Tanto é que uma Targaryen já foi morta por um dragão, o que fez com que seu filho os odiasse

  • Felipe Dias de Moraes

    quem da fim em um recém nascido, da fim em uma criança de alguns meses(quando os martell fossem embora), seria fácil, ele podia falar que por causa da condição da criança ela pegou uma doença e não resistiu.

    Outra coisa, se não me engano, acho que quando Oberyn e a Elia Martell chegaram no rochedo, o Tyrion já tinha nascido a alguns dias, então se ele quisesse ele poderia dar fim nele, antes dos Martell chegarem

  • Ptolomeu

    Sim, são a nobreza e a pureza juntos

  • Ptolomeu

    E ainda tem quem culpe Tywin de ter liquidado Aerys e familia……….

  • Gabriel Moura Pimentel

    O texto do post é enorme, mas seu comentário valeu mais que o tudo!
    “E quando Jaime fala de seu amor a Cersei para Ilyn Payne (que teve a
    lingua arrancada por Aerys) ele sorri, como se soubesse de alguma coisa
    (e obvio que sabe).” – lembra essa passagem dos livros foi sacramentar suas argumentações. Os gêmeos tem tudo dos Targaryens, a loucura na Cersei e a paixão em Jaime. Esse é o mistério entre Joanna e Aerys!

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Pontos importantes:
    As “liberdades” tomadas por Aerys no casamento do Tywin com Joanna foram os comentários de que “infelizmente a lei que os reis tem o direito de tirar a virgindade da noiva antes do noivo foi exterminada”.
    Segundo:Os Targaryens não são imunes a doença. Eles tem uma imunidade mais forte. E eu acredito que isso se deva por ser uma família forte da antiga Valíria, onde se usava magia. Um dos motivos pra se casar irmão com irmã, primo com prima.
    Terceiro: Tywin fala pra Tyrion que “como eu não posso provar que você não é meu filho, não te matei.” Isso significa que existia uma desconfiança por parte do Tywin.
    Quarto: Tyrion não é igual aos Lannisters. Ele sabe os jogos do poder, é muito inteligente, mas não é um obstinado a ascensão sem escrúpulos.
    A partir daqui vou falar sobre especulações baseadas nessas informações.
    Tywin era muito apaixonado por Joanna, e como ele mesmo diz que Cersei é a mulher mais bonita dos sete reinos, acredito que deve ser porque ele vê muito da Joanna nela. Logo, obviamente eles mantinham relações sexuais frequentes (levando em consideração que Tywin não é nenhum púdico, já que a Shae foi encontrada na cama dele.) Possívelmente, Aerys (também conhecido como rei louco, importante ressaltar isso) estuprou Joanna. Isso explicaria muita coisa. Já que Tywin largou o cargo de mão e foi pra Rochedo Casterly, e quando o rei pediu sua ajuda, ele o traiu, fazendo o saque de Porto Real. Mas não matou Tyrion, como ele disse que esteve perto de fazer, porque não podia provar que ele não era seu filho.
    Outra coisa é o fato de Tyrion não ter sofrido a maldição de matar parentes, mas essa eu não me baseio fortemente, já que a história ainda não acabou.
    Tenho outros argumentos mas não to me lembrando agora. Para concluir: acredito, sim, que Tyrion seja um Targaryen, faz ainda mais sentido que Jon ser um (apesar de existirem mais provas concretas da teoria do Jon.) Mas acho podre e desnecessário pra trama. Ah, e tem mais, se Tyrion e Jon forem mesmo Targaryens, isso significa que o Jovem Griff não é quem disseram que ele é.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Acho que ela contou pra ele sim, e esse foi o motivo de ele ter abandonado o cargo de Mão e traído o rei. Mas concordo, pensei a mesma coisa sobre estupro, ainda mais que Aerys era o “rei louco”

  • Alguns pontos:

    Provas da “imunidade mais forte”, tem? Sobre o motivo dos casamentos incestuosos dos Targaryen, penso que é mesmo pra manter o sangue puro, mas por outra razão: para que não se espalhe o sangue capaz de domar dragões.

    Nem todos os Lannisters são obstinados pela ascensão sem escrúpulos. Aliás, só a Cersei se mostra assim, acho eu. A falta de escrúpulos de Tywin se mostra em momentos de crise e ameaça externa à casa. Jaime, Kevan, Lancel, Genna, Gerion, não vi esse traço em nenhum deles. Muito menos no Tytos pai do Tywin.

    Improvável que Tywin e Joanna mantivessem relações sexuais tão frequentes assim, porque ele ficou boa parte da vida de casados deles em King’s Landing como Mão enquanto ela vivia em Casterly Rock.

  • Nesse ponto tenho que concordar com você, e o Tywin inclusive diz ao Tyrion justamente isso durante os livros: que não consegue provar que ele não é seu filho, então tem que tolerá-lo e ele nunca vai herdar Casterly Rock.

  • Bem, quando eu digo que o Barristan tampouco é confiável, não é por suspeita de má-fé ou mentira por parte dele, mas talvez apenas desinformação ou impressões erradas que ele tenha (enquanto “narrador não-confiável”). E eu acho que o novo livro extrapolou bastante as informações do Barristan: as “liberdades” tomadas pelo Aerys que ele relatava eram apenas na noite de núpicas, enquanto que agora já se descobriu que havia um rumor de que a Joanna teria perdido a virgindade quando da coroação de Jaehaerys II e que teria sido amante frequente do Aerys depois, além da informação de que foi mandada embora pela Rhaella por desconfiança de ter virado “puta do Aerys”.
    Pra quem já abraçava a teoria acho que realmente não mudou muita coisa, mas eu pessoalmente praticamente descartava a teoria e agora já a vejo com outros olhos, e já vi gente que não aceitava e agora já até acredita nela depois do livro, hehe

  • Acho que me expressei mal, quis dizer Jon ser apenas Stark. (Se os boatos dele ser filho do Ned com Ashara Dayne fossem verdade)

  • Concordo com você, é a mais formulada e praticamente certa, mas GRRM disse que algumas teorias são reais, só que ele não disse qual. Partido dessa premissa ainda tenho esperanças dela não ser verdadeira.

  • Felipe Lobato

    Imunidade mais forte?

    Desculpa, mas isso não é citado em nenhum momento pela Casa Targaryen, em nenhum dos contos.

    E dá pra enumerar os diversos Targaryen que adoeceram, de Aenys I até Daenerys no Mar Dothraki.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Página 406 de A Dança dos Dragões:
    -Sou o sangue do dragão – Dany lhe recordou – Alguma vez já viu um dragão com o fluxo? – Viserys sempre afirmara que os Targaryen eram imunes às pestilências que afligiam as pessoas comuns e, tanto quanto ela podia dizer, era verdade. Conseguia se lembrar de estar com frio, com fome e com medo, mas nunca doente.
    Basicamente, ele não dizia que são imunes a qualquer doença.
    Sobre os casamentos incestuosos: sim, manter o sangue da antiga Valíria puro. Envolvendo também os feitiços e a magia.
    Quando eu falei da obstinação foi porque eu esqueci a expressão correta que alguns personagens usam pra se referir aos Lannisters, do tipo mesquinhos, sem escrúpulos… mas não me lembro exatamente como foi, e sei que o Tyrion não é, enquanto o Tywin é, o Jaime é, a Cersei é muito. E só pra lembrar, o Tytos não era, e o Tywin tinha vergonha do pai.
    Sobre as relações sexuais frequentes, foi uma especulação, mas levando em consideração que a Joanna estava em Porto Real quando o estupro “aconteceu”. Não se pode duvidar que nesses tempos havia relação sexual entre Tywin e Joanna, e, se houve o estupro, ele e ela voltaram pro Rochedo pra não mais voltar, não existiria meio possível de saber se Tyrion era ou não filho dele.
    Mas como eu disse, é especulação, e eu não pensei a fundo isso. Já tinha pensado sobre isso enquanto li os livros. Mas só pra lembrar que o Tywin mandou exterminar toda a familia Targaryen durante o saque (visto o estupro e assassinato da irmã do Martell) igual aconteceu com os Reyne de Castamere quando acharam que poderiam desmoralizar os Lannisters.

  • Vaz

    se é pra um lannister ser targaryen, concordo contigo! serão os gêmeos! hauhau
    ótima análise

  • Cecilia Saraiva

    Entendi. 🙂

  • Wesley de Souza

    Sempre pensei na possibilidade dos gêmeos serem Targaryens.
    O que mais me fez pensar assim foi a personagem Genna, irmã de Tywin.
    No 4 livro ela fala para Jaime que o verdadeiro filho de Tywin era o Tyrion, e não ele.
    Porém não descarto a ideia do Tyrion ser um Targaryen, pois há ‘provas’ muito boas para reforçar esta ideia.

    Passa pela minha cabeça outra coisa que poderá acontecer que poderá reforçar a ideia do Tyrion ser um Targaryen. Acredito que como Cersei e Jaime estão se afastando, acontecerá algo que fará Jaime ter ainda mais raiva de sua irmã, o que o fará mata-la (O que poderia se encaixar também mais uma possibilidade para Azor Ahai e Nissa Nissa). Cersei quando mais nova foi até a tenda de uma Maegi para saber de seu futuro, e esta previu que ela seria morta por seu irmão, o qual ela pensa que será Tyrion, porém se for o Jaime, seria mais ‘uma pista’ de que Tyrion e Cersei não são irmãos, pois um é Targaryen e o outro Lannister.

    Esperemos até o próximo livro pra ver se estou certo :p kk’

    Porém, algum deles é Targaryen, isto é quase certeza. Caso contrário não teria tantos motivos para enfatizar Joanna Lannister.

  • Joao Palmadas

    E as teorias de que o Bran vai “wargar” um dos dragões, senão todos? O Bran Stark, pelo menos, não tem como ele ter sangue Targaryen. Sem sangue Targaryen, sem chances de dominar Dragões – essa é a teoria. Mas e se for um warg feladaputa de bom, como parece que o Bran Stark vai se tornar, e talvez também a Arya?

    O Jon Snow é um Targaryen e é um warg também, parece.

  • Wesley de Souza

    1° Arianne Martell nem de longe é tão importante pra GoT quanto estes outros personagens que você citou. Se os produtores sabem o fim e não colocaram ela na série, ela não deve ter lá tanta importância no fim das contas.

    2° George não cometeu um erro ao contar aos produtores como terminará a saga. As cronicas do gelo e fogo já tem 20 anos, e o George já está com 66 anos, e ainda faltam dois livros. O medo dos caras é que ele venha a falecer (Espero que ele viva até os 130) antes de terminar os livros.
    Se isso acontecesse seria um fim mais que trágico pra uma das melhores sagas de todos os tempos. Mais ou menos o que aconteceu com Douglas Adams e o Guia do Mochileiro das Galáxias. Porém com os produtores sabendo o final, poderiam pelo menos terminar a série com a história de acordo com o George.

  • Joao Palmadas

    Isso não pode querer dizer que o Tywin tem dúvidas sobre a partenidade do Tyrion? Talvez ele tratasse o Tyrion um pouco melhor se tivesse certeza absoluta que o anão é mesmo filho dele. (A propósito: eu acho que é, sim).

  • Tyrion não tem olho de cor violeta, tem um preto e um verde. E o cabelo não é platinado (dourado/prateado) à Targaryen: é um louro mais claro misturado com cabelo escuro.

  • Felisberto Albuquerque

    O que resultou em dores de cabeça eterna com Dorne…

  • Como já dito, a palavra de Viserys e nada são praticamente a mesma coisa. A história dos Targaryen desmente tudo isso sobre imunidade.

    Jaime tem muitos defeitos, mas não vejo ambição doentia nele, absolutamente. Como também já disse, só a Cersei é inescrupulosa ao extremo em quaisquer atitudes, e o Tywin é o príncipe maquiaveliano perfeito, basicamente.

  • Cecilia Saraiva

    Você está certo quanto à cor dos olhos, mas com relação ao cabelo, aqui vai um trecho do livro 1: “Um olho verde e um negro espreitavam sob uma cascata de cabelos escorridos e tão loiros que pareciam brancos. Jon o observou fascinado.” (capítulo do Jon)
    Acho que com relação aos olhos, o lance é que a cor dupla sugere duas linhagens, Lannister da mãe e Targaryen do pai (??). Um olho é negro mas os olhos da Dany e do Viserys são de um violeta escuro, quase negro. Tem forte relação sim. Pode ser que estejamos errados, mas é uma boa teoria.

  • Cecilia Saraiva

    Errata: Viserys tem olhos lilases, a Dany é que tem olhos violeta, mais escuros.

  • Cecilia Saraiva

    Sinceramente, mandar o Gregor Clegane barbarizar coma família real quando a guerra já estava ganha pro Robert foi desnecessário. Então, o Tywin é inescrupuloso sim… mas não é descuidado, coisa que a Cersei é em seu orgulho e fome de poder. Tywin manda queimar campos, violentar camponeses, torturar gente inocente… porque ele acha que isso vai botar “moral”. Daí ele solta o cachorro louco dele, Montanha, para fazer o que quiser. E condena o Tyrion à morte sem qualquer sinal de arrependimento ou hesitação. Mesmo ele sendo oficialmente “um Lannister, seu filho”. O Tywin é um dos maiores vilões da história, justamente por essa falta de valores morais (que o Ned Stark tem em excesso), unido a uma alta inteligêcia e capacidade política e administrativa.

  • Ricardo Vieira Marques

    Sempre fui bem cético em relação à uma possível linhagem Targaryen de Tyrion, mas essas novas informações só contribuem para uma suspeita antiga: de que Tywin nunca teve certeza quanto a paternidade de seu “próprio” filho. King Aerys II estava flertando cada vez mais com a insanidade; e em AFfC, nos é apresentado um episódio em que o Rei estupra sua própria rainha e esposa, enquanto Ser Jaime e Ser Jon Darry guardam os aposentos reais. O que de certa forma pode mostrar uma pré-disposição, e juntando com sua antiga obsessão e constante frustacão em seu casamento, é bem seguro assumir que o Mad King poderia ter possuído Lady Joanna à força em uma de suas visitas à Corte, possivelmente no Torneio de Aniversário. Envergonhada com o ocorrido, e acima de tudo conhecendo o próprio marido, e temendo o que ele poderia fazer não só com ela, mas sua reação ao Rei, podendo ocasionar uma rebelião, uma guerra talvez, ela decide guardar o estupro para si. O que não impede ela de continuar a ter relações com Lord Tywin, até para manter a rotina sexual deles e evitar que ele percebesse que ela tivesse de alguma forma abalada. Mas ao mesmo tempo, o prospecto de gerar um filho fora do casamento, ainda mais com características tão marcantes como um Targaryen, faz Joanna buscar o moon tea e outros métodos abortivos; o que nos leva à outro ponto muito importante que é a deformação de Tyrion.

    O Nanismo é sobretudo uma doença genética, e não lembro de ver menções nos livros sobre outro Lannister anão ou com uma outra doença semelhante. Não podemos esquecer que Lord Tywin é descrito como um homem alto, de ombros largos, e com muita vitalidade mesmo já com idade avançada, sem mencionar que é pai de um daqueles que já foi um dos melhores guerreiros dos Sete Reinos, mesmo nascendo de uma gravidez de gêmeos que teoricamente traria mais riscos do que uma normal. A possibilidade de Tywin e Joanna terem gerado um anão de forma natural, sem intervenções de processos externos é plausível, mas muito pouco provável. Como diria Jon Arryn, “the seed is strong”. Isso poderia indicar que Tyrion fosse na verdade filho de Aerys, considerando sua disposição a gerar filhos doentios, como bem explicado no post. Ou até mesmo pode-se assumir (o que pessoalmente acredito) que Tyrion é mesmo filho de Tywin, e cresceria como uma criança normal se não fosse as tentativas de aborto de Lady Joanna, que futurente acabam lhe custando a vida.

    O amplo desprezo que Tywin possui pelo seu filho é um grande parte sustentado pela dúvida que este carrega em relação à real paternidade. Tyrion é um ser deformado, e não só matou a mulher da sua vida, como também pode ser a representação viva de uma traição dupla, uma ferida aberta e escancarada no orgulho de Tywin Lannister, principalmente se considerarmos o histórico de humilhações que ele já tinha sofrido ao Rei falar abertamente de sua esposa na Corte. Duvido muito que Joanna tenha eventualmente confidenciado à Tywin algo a respeito, caso contrário Tyrion não teria sobrevivido à tempo de provar seu primeiro cálice de vinho ou sua primeira prostituta, mas o Senhor de Casterly Rock é observador, e um incidente como um estupro deixam sequelas, mesmo que veladas. E o fato do filho ter nascido anão com certeza não passou despercebido. O que deve corroer a mente de Lord Tywin, porque de fato ele é um sujeito extremamente pragmático, que tem uma leitura muito certa sobre tudo que está a sua volta, que antecipa muito bem o movimento de seus adversários; e de repente se depara com algo dessa magnitude, e pela primeira vez na vida, se sente impotente perante à isso tudo. O amor que nutre por Joanna não permite que ele se desfaça do bebê deles sem ter certeza (e lembrando que kinslaying é um grande tabu, e super malvisto aos olhos dos Deuses e homens). E deve ser ainda mais difícil ter que criar o filho do homem que ele mais despreza e vê-lo crescendo cada dia mais parecido consigo. O grande Lord Tywin da honrosa casa Lannister sendo emulado em uma forma tosca de ser humano; e é exatamente por isso que ele ficou tão afetado quando sua irmã Genna não o deixou esquecer. A passagem que deixa mais claro essa incerteza é no momento de sua morte, quando ele fala à Tyrion “você não é meu filho”. Uma tentativa de gerar em si uma sensação de “falso alívio” diante das atitudes vexatórias do filho. Mesmo por toda humilhação que ele tinha passado, ele quis se convencer que aquele não era sangue de seu sangue, não poderia ser (algo bem tragicômico inclusive). Quando é mencionado que Lord Tywin nunca mais foi o mesmo após a morte de Lady Joanna, acho que é muito mais pela confusão mental e convivência diária com Tyrion do que pela morte em si de sua mulher, embora ainda seja um acontecimento importante para sua mudança.

    Porém a grande questão é que (em minha humilde opinião) sinceramente não importa quem seja o verdadeiro sire de Tyrion. A próprio questionamento em si já foi responsável pela transformação de um dos personagens mais frios da série, e tudo aquilo que nosso anão é hoje, foi em decorrência dos maus tratos e criação fria que ele teve durante a vida. O fato de Tyrion ser possivelmente filho de Aerys e ser extremamente parecido com Tywin não emprobrece o paradoxo da situação deles, pelo contrário. Penso que mais do que sangue, a convivencia é fundamental para a formação do caráter, e Tyrion viveu e respirou Casterly Rock desde que nasceu, e ele vir a ser o espelho do pai enriquece ainda mais a já intrigante relação entre eles. Não acredito que ele seja um Targaryen por causa da dependência do sangue do dragão como muito bem abordado pelo texto, mas com certeza existem brechas pra eu me surpreender, e no fundo, não sei se consegueria ficar desapontado com um autor que consegue desenhar uma relação tão complexa e rica em detalhes com apenas dois de seus inúmeros personagens.

  • Sim, não neguei que o Tywin fosse inescrupuloso, até falei sobre isso no texto quando suscitei a possibilidade dele matar o bebê Tyrion.
    Só não concordo que essa falta de escrúpulos dele esteja relacionada necessariamente a ambição por ascensão e fome de poder, coisa que vemos na Cersei e que o Gabriel tentou identificar com todos os Lannisters. Tywin faz o serviço dele por quaisquer métodos que se façam necessários, mas não por ser obstinado por ascensão sem escrúpulos, no meu entender.
    Lembremo-nos também que o Tyrion não é nenhum santo do pau oco, vide Symon Silver Tongue, por exemplo.

  • “Tyrion estreitou os ombros de Merreca. Fios de cabelo, loiro-claro e negro, grudavam na testa dele, e os trapos de sua túnica estavam colados nas costas.”
    (ADWD, Cap. 47, Tyrion X)

    A barba também é assim:

    “No meio dos homens, montado num grande cavalo vermelho com uma estranha sela alta que o embalava para trás e para a frente, estava o irmão anão da rainha, Tyrion Lannister, aquele a quem chamavam Duende. Deixara a barba crescer até deixar sua cara enterrada e se transformar num hirsuto emaranhado de pelos amarelos e negros, duros como arame.”
    (ACOK, Cap. 2, Sansa I)

  • Cecilia Saraiva

    Nah, os Lannisters são bem diferentes… o próprio Jaime é bem mais preocupado com moral, certo e errado, exceto no que se refere a preservar a Cersei, que ele ama mais do que tudo… quando ele joga o Bran da torre não tem problema de consciência, mas hey, ele matou Aerys para salvar o povo da Capital. O Tywin de fato age de forma amoral para manter o nome e o poder da família… não quer o poder pelo poder, mas sim o que ele pode fazer com este poder (é mais útil que ele seja Mão do que rei, óbvio). O Tyrion não é santo, ali ninguém exceto os Starks são bons, e olha o que acontece com Ned e cia…

  • Cecilia Saraiva

    Concordo, comentei isso abaixo, que talvez Joanna tenha se sentido humilhada e traumatizada e tenha por isso evitado contar do estupro. Mas me chamou atenção no seu comentário justamente algo que tinha pensado lendo o que outras pessoas falaram aqui: se Tyrion for filho de Aerys, sua relaçao com o pai e o drama de ser o assassino de Tywin não diminui, dado que ele era intelectualmente seu espelho e seu antagônico físico, e foi criado pelo Tywin, sob o orgulho e frieza deste, sim, mas também desfrutando a riqueza e as lições de observação e capacidade do senhor de Casterly Rock.

  • Bluna Brasil

    Eu acho mais plausível que os gêmeos sejam filhos do Aerys. Já que o Tyrion é tão parecido com o Tywin, e a Rhaella demitiu a Joanna… Eu curtiria Cersei e Jaime Targaryen, já que eles sendo filhos do Aerys, talvez fosse uma justificativa pro incesto, estando nos genes…

  • Nicolas Baelish

    O dragão tem três cabeças faz mais sentido com os 3 filhos de Aerys. Dany está sendo avisada de quem tem mais 2 irmão, não um irmão e um sobrinho. Apesar de um sobrinho na minha opinião ser falso e outro se encontra furado e degolado kkkk.

  • Nicolas Baelish

    Tbm concordo que Jaime seja o “Valonqar” e se torne Azor Ahai, já que Azor Ahai é dito como um “salvador”. Mais dai isso já é historia pro sétimo livro na minha opinião, Cersei vai apronta muita coisa ainda ^^

  • @PallomaVX

    “por que Tywin concordaria em manter vivo e criar um bebê que não era seu, e seria motivo da maior desonra de sua vida?”

    Porque o rei poderia saber e ameaçar ele em relação ao tal “filho”? Não sei, mas isso me passou pela cabeça. Talvez o rei soubesse que a havia deixado grávida, e por isso tivesse dado um “aviso” ao Tywin e, depois da morte do rei, ele simplesmente quisesse manter ele vivo para ver se ele ainda lhe seria útil ou algo assim… ainda não pensei direito nisso, mas foi o que me veio à cabeça quando li a pergunta

  • Carlos

    Aqui vai uma evidência anedótica de minha parte. Pra mim a teoria faz sentido somente pelo fato da surpresa. Lembrando que ele escreveu esse livro no século passado, pensando em apenas três para contar toda a história, ele focou o conto na Dany e na história da paternidade do Jon Snow apenas para desviar o assunto para esses “dois” Targaryens. A “surpresa” seria seu personagem preferido ser também um Targaryen e deixar poucas pistas, porém relevantes, para que ele seja um real pretendente ao trono. Com o passar dos anos, a demora na conclusão da história, o aumento de três para sete livros e a inclusão virtual, a surpresa deixou de ser surpresa. Para mim, Tyrion sempre foi a primeira escolha dele. Não sei se ele vai seguir com isso, dependerá muito de como a história será contada independente de ser cliché ou não. Se ficar boa ótimo. Mas hoje já não acredito num bom desenrolar para toda a trama. Espero estar enganado. Lembrando que isso é só um achismo, não há fatos.

  • Lucas De Oliveira Gonçalves

    Oberyn descreve Tyrion (tanto no livro como na série) como não sendo nenhum monstro. Apenas um bebê “menorzinho” e com a cabeça grande. Não sou um estudioso da área, mas acredito que bebes com nanismo não sejam tão diferentes de bebês sem nanismo, vindo a doença ser caracterizada enquanto a criança cresce.

    E se livrar de Tyrion crescidinho sim, seria um enorme problema para Tywin.

  • Sim, é esse o meu pensamento sobre eles, e foi isso que quis dizer e você traduziu em palavras bem melhor.

  • Joao Palmadas

    Escutem, o Aerys foi infiel à esposa várias vezes, e o único bastardo que ele teria tido é o Tyrion (e mesmo esse é duvidoso)?

    Eu sempre estranhei o quanto o Aurane Waters lembra o Rhaegar à Cersei: “A outra prima, Elinor, partilhava uma taça de vinho com o jovem e atraente Bastardo de Derivamarca, Aurane Waters. Não era a primeira vez que a rainha reparava em Waters, um jovem esguio com olhos cinza-esverdeados e longos cabelos loiros prateados. Na primeira vez que o viu, durante meio segundo quase pensou que Rhaegar voltara das cinzas. É o cabelo, disse a si mesma. Não tem nem metade da beleza que Rhaegar tinha. O rosto é muito estreito, e tem aquela cova no queixo. Todavia, os Velaryon provinham de antiga linhagem valiriana, e alguns possuíam os mesmos cabelos prateados dos reis-dragão de antigamente.”

    Será que o Aurane não é um filho do Rei Louco, em vez de ser filho do lorde Velaryon? Sou eu acho estranho o Martin insistir tanto em descrevê-lo?

  • Aurane Waters é irmão do Monford, não filho.

  • Joao Palmadas

    É irmão do ATUAL Lord Monford.

    The known Velaryons during the timespan of the events described in A Song of Ice and Fire are:

    Lord {Monford Velaryon}, Lord of the Tides and Master of Driftmark. Burned with his ship at the Battle of the Blackwater.

    Lord Monterys Velaryon, his son and heir. A young boy.

    Aurane Waters, “the Bastard of Driftmark”, Monford’s bastard brother. A young and
    handsome sellsail, former Grand Admiral turned pirate and self-fashioned Lord of the Waters.

    Presumo que Aurane seria (se não é filho do Rei Louco) filho do antigo Lord Monford, o pai do ATUAL lord Monford.

    E o Aurane, ousado e pretencioso como é, pode muito bem ser um Targaryen…

  • Como assim “ATUAL Lorde Monford”? Não entendi o motivo pra maiúsculas.
    Só tem um Monford, que morreu na Blackwater. O filho dele (atual Lorde Velaryon) é o Monterys, que é uma criança.

  • Joao Palmadas

    Bem, o Aurane é filho de quem, que se saiba?

    Deixando de lado se ele é talvez um bastardo do Rei Louco, de quem ele seria filho? Pelo que se sabe, ele seria filho do antigo lorde Velaryon, e irmão do atual (que herdou o título). O que eu acho é que ele pode ser filho do Rei Louco.

  • Cecilia Saraiva

    A da barba eu lembro, mas ainda não cheguei no 5o livro (sem problema com spoilers). Será que não rolou um confusão do autor, não? Rsrsrs… que louco, Tyrion bicolor. 😀

  • Aurane é tio do atual (Monterys), e irmão do anterior (Monford).

    E eu não vejo nenhum motivo pra acreditar que ele seja filho do Aerys. Se tivéssemos um cara que lembrasse a Cersei do Rhaegar de qualquer outra casa, isso seria uma hipótese que faria sentido.

    No entanto, a única casa em que isso tem outra explicação à mão é justamente nos Velaryon, que também vieram de Valyria e historicamente têm a aparência valiriana, e ainda se casaram com os Targaryen também em Westeros.

    Além da própria Cersei lembrar disso, a descrição do Monford, meio-irmão do Aurane, também corrobora:
    “O belo Lorde Velaryon tinha escolhido seda verde-mar, e o cavalo-marinho de ouro branco que trazia à garganta combinava com seus longos cabelos claros.”
    (ACoK, Prólogo)

    Não dá pra descartar que o Aurane seja bastardo do Aerys, mas só porque não dá pra descartar nada categoricamente. Com base no que tem nos livros, a possibilidade de que ele seja é a mesma de que o Renly seja, por exemplo. Simplesmente não tem por que acreditar, e ainda tem a situação única dos Velaryon contra.

    Sobre o motivo dele ter sido descrito e ter ascendido, aparentemente foi pra que mais à frente ele tivesse também relevância na história e fazer bagunça depois de roubar os navios da Cersei. Ele já foi mencionado de novo no POV da Arianne em TWOW, como um pirata nas Stepstones se auto-intitulando “Lord of the Waters” (não é confirmado, mas muito provavelmente é ele, até pelo tipo de navio). Se a Daenerys viajar pra Westeros mesmo e com o Aegon e a GC recém-desembarcados, pode ter alguma importância.

  • Cecilia Saraiva

    Quem liquidou o Aerys foi o Jaime, o resto da família era inocente… que culpa tinham Elia e seus bebês para serem esmagados e ela estuprada e morta?

  • Cecilia Saraiva

    Saquei… mas acho que o Martin dá muita atenção e joga muito verde pra isso… o Ned toda hora lembra da Lyanna e misteriosamente seus pensamentos vão pro Jon… “prometa-me, Ned”… ele lembra mais de Lyanna e Jon às vésperas da morte do que da Catelyn e dos outros filhos… dá pra ver que o filho bastardo e a morte da Lyanna são conectados e é um fardo que ele vai levar pra sepultura…por isso acho quase certa a teoria de L+R = J.

  • Quaisquer Targaryen vivos representavam um perigo pra manutenção do Robert como Rei (ou quem quer que fosse assumir o Trono). Seriam alguém em volta de quem os lealistas poderiam se juntar, mesmo que fossem uma criança ou um bebê. Do ponto de vista pragmático – pensando como o Tywin, ou o próprio Robert – eles tinham que morrer mesmo. O Robert até ficou puto com o Stannis porque este tomou Pedra do Dragão mas deixou que Viserys e Daenerys escapassem antes.
    A Elia, porém, não oferecia perigo nenhum por si só.

  • Ptolomeu

    Frenesi da matança, kkkk

    Jaime obedeceu o pai, se nao me engano

  • Uedson Reis

    Por que Tywin esperaria para entrar na guerra de Robert, se ele soubesse de algum tipo de estupro por parte de Aerys contra sua esposa? Se fosse esse o caso, ele se juntaria a Robert logo no inicio da guerra, para se vingar. Ao invés disso ele esperou até o último momento, arriscando até ser considerado um traidor ou ser rejeitado por Robert.

  • Patrick

    Eu acho que a teoria de os gêmeos serem Targaryens. Aqui vão as razões de minha suspeita:
    1)A profecia da Cersei diz que ela será rainha,ate que venha a outra,mais jovem e mais bela,para derrubá-la e diz para ela ter cuidado com o irmão/irmã mas jovem.
    A mais jovem e mais bela em minha opinião e a Dany,que caso esta teoria esteja correta é a irma mais jovem de Cersei.
    2)Jame Cersei são descritos como extremamente belos,destoando da maioria das pessoas ao seu redor.Os Targaryem eram famosos por terem um beleza que parecia quase sobre humana.
    3)Jame e Cersei são apaixonados um pelo outro deste de criança,mantendo o costume Valeriano de se casar entre irmãos.
    4)Jofrey o filho de Cersei com Jaime tem muitas semelhanças com rei louco Aerys. Ambos eram sádicos,mesquinhos loucos e cruéis.
    5)Cersei e Jaime não tem nenhuma semelhança com Tywin.Jaime é impetuoso,inconsequente e guiado por suas paixões.
    Cersei e voluvel,paranoica,se deixa levar por suas emoções principalmente a raiva e o orgulho,sendo facilmente manipulada.

  • Weverton Coelho

    Ei pessoal,
    Li diversos dos comentários, e achei bem interessante o artigo, e acredito que haverá no mínimo três Targaryen, em um sonhos da Daenerys ela sonha com seu ancestral dizendo que faltavam dois porque “O Dragão tem três cabeças”. Assim, e com essas novas informações, acredito que tanto a teoria de Jon, quanto a de Tyrion possam ser reais.

    Uma passagem interessante que gostaria de debater é a que ela Daenerys sonha que enfrenta o exercito do usurpador no Tridente, mas embora não saiba ela descreve os caminhantes brancos como sendo os inimigos, ao tentar descrever o exército do usurpador. Assim se os caminhantes brancos chegaram no sonhe dela ao Tridente é de se imaginar que o Norte caiu?

    Acho que há nessas passagens dicas muito valiosas afinal na Casa dos Imortais ela viu um homem com cabeça de lobo sentado em um trono, acredito que uma referência a Robb Stark, que foi morto no casamento vermelho e teve a cabela do lobo costurada.

  • leandrosr

    Mas são referências, não é ao pé da letra.

  • Weverton Coelho

    Por falar em evidência anedótica deixa eu colocar uma aqui também: Daenerys matou sua mãe no parto, Tyrion matou sua mãe no parto, Jon matou sua mãe no parto. O Dragão tem três cabeças.

  • Cecilia Saraiva

    Mesmo assim acho extrema a atitude, mais uma demonstração de sangue frio do Tywin. Nosso saudoso Ned Stark também era pragmático, mas bom e nobre: ele desterraria as crianças, como quis fazer com Cersei e filhos. O Viserys era um nada sem apoio, e Dany só ameaça porque é especial, tem poderes e dragões. Mas a prinípio não deveria haver temor de crianças com suporte de poucos legalistas. Não dava para prever o surgimento de dragões, então ainda assim acho que foi desnecessário o que Tywin mandou fazer, ainda mais porque a guerra estava ganha. Foi covarde.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Sobre a doença. Nos contos do Dunk e Egg eles dizem que o rei e alguns outros membros da família real morreram durante a peste. Se não me engano no terceiro conto, que começa logo após o fim da peste. Concordo, mas é um pouco estranho o G.R.R.M. colocar esse comentário justamente no mesmo livro (A Dança dos Dragões) em que o Tyrion cai no Sofrimentos, sendo agarrado por um homem de pedra e não pega escamagris, enquanto o Jon Connington, que só salvou o Tyrion, contraiu a doença.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Eu acredito que ela sonha na batalha do Tridente, por causa da “Batalha do Tridente”. Não que ela vá lutar lá. Agora, que seria uma delícia ver os Frey da Travessia terem que lidar com os White Walkers… ah, seria bom.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Tywin se manteve fora da guerra o tempo todo justamente pra não ser considerado um traidor. E entrou no momento certo em que a guerra já estava “ganha” pelo Robert. Já que todos lutavam pelo Rhaegar e não pelo rei louco.

  • No fim, Jaime é o que Tywin queria como filho. além disso os herdeiros são sempre os filhos mais velhos, Tywin nunca assumiria que seu herdeiro era bastardo, filho da traição da esposa. Iria Macular a memória da falecida esposa e também manchar o nome da família.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Mandou na lembrança e na observação.

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Acho que o Jaime começou a se preocupar com o certo e o errado depois de ser capturado pelo exército Stark, conversas com a Catelyn e a convivência com a Brienne. Mas, pow, o cara come a irmã dele. E comeu no velório do filho deles.

  • Rodrigo MariMoon

    Bem, ele devia ter contado só pra esposa e pros sobrinhos dele e deixando os produtores só com os livros lançados pra se basear pra série. E caso ele morra antes de completar, a esposa e sobrinhos dela contariam pra eles como a série termina, em detalhes.

  • Rodrigo MariMoon

    Eu sei, mas quando é baseado em livros,a história é outra.
    Uma cena/personagem a menos pode fazer toda a diferença, no final da história.

  • Pandora Hefesto

    Eu acho que em relação aos Targaryan não ficar doente
    seria somente aqueles que são considerados o Dragão aquele dentre os Targaryan
    que realmente fosse possuidor do sangue do dragão, Daenerys
    diz quando o irmão morre que ele não era o Dragão. E fica claro quando ela
    sobrevive ao pira funerária do marido.

  • Pandora Hefesto

    Em relação a profecia de
    Cersei eu tenho uma interpretação um pouco diferente de todas que eu já vi,
    pois eu penso que a beleza nesse caso n se trata de aparência física e sim de
    algo interior, que separa o Coração de Cersei e da rainha que também pode n ser
    uma rainha no verdadeiro sentido da palavra. Nesse caso seria Brienne a pessoa
    em questão ela e mais jovem que Cersei, tem o coração melhor com mais honra, é
    mais jovem pois nos livros ela tem uns 20 anos, não tem aparência física bela
    mas tem um bom coração, e a partir do momento que Jaime passou a conviver com
    ela o caráter dele mudou ela meio que transmitiu a ele o que ele tem de melhor transformando
    o leão quebrado.
    Tb já pensei dos gêmeos ter sangue Targaryan já pensou Cersei iria ficar mais louca

  • Tatiza Feitosa Lima

    Só aguardando a parte sobre o “sequestro” da Lyanna!! A parte sobre o Azor Ahai e etc!!

  • AP

    Alguém sabe quando irá sair a versão em português?

  • Joao Palmadas

    Você não respondeu a pergunta: quem é o pai de Aurane?

    Bem, só em reforço a minha teoria (e eu prometo que não vou mais escrever sobre esse assunto), há mais uma passagem interessante no Festim dos Corvos:

    “prometera descobrir as respostas que conseguisse arrancar do chefe dos carcereiros de segunda, um velho corcunda chamado Rennifer Longwaters.

    – Vejo que está se perguntando que tipo de nome é esse – tagarelou o homem quando Jaime foi interrogá-lo. – É um nome antigo, é verdade. Não sou homem de me gabar, mas há sangue real nas minhas veias. Sou descendente de uma princesa. Meu pai me contou a história quando eu não passava de um menino – Longwaters não era menino havia muitos anos, a julgar pela cabeça manchada e pelos fios brancos que lhe cresciam no queixo. – Ela era o mais belo tesouro da Arcada das Donzelas. Lorde Oakenfist, o grande almirante, tinha perdido o coração por ela, apesar de ser casado com outra. Ela deu ao filho deles o nome de bastardo “Waters” em honra do pai, e ele cresceu para se tornar um grande cavaleiro, tal como o filho, que pôs “Long” antes de “Waters” para que os homens soubessem que ele mesmo não era de nascimento ilegítimo. Portanto, tenho um bocadinho de dragão em mim.

    – Sim, quase confundi você com Aegon, o Conquistador – Jaime respondeu. “Waters” era um nome de bastardo comum nos arredores da Baía da Água Negra; era mais provável que o velho Longwaters descendesse de algum cavaleiro doméstico de segunda linha do que de uma princesa. – Mas acontece que tenho de tratar de assuntos mais urgentes do que a sua linhagem.”

    Será que o Martin não está dando uma pista com essa história aparentemente inútil sobre a linhagem do velho carcereiro? Será que ele não quer dizer “Caro leitor atento, veja, há um Walters com sangue de dragão nessa história, será que você advinha quem é”? Claro, pode não ser nada. Mas eu penso que essa passagem é um dado a mais a favor da teoria. E eu também acho muito estranho que um cara que teve tantas mulheres como o Rei Louco não tenha tido nenhum bastardo.

    Bem, termino. Esse é meu último comentário sobre o assunto.

  • Raphael Teodoro

    Penso exatamente igual.

  • Lennon Alves

    Olha, eu particularmente não lembro desse trecho que você citou, mas lembro de uma passagem interessante que pode se remeter ao que você disse…. o Stannis viu a sua morte, existe um trecho em que, salvo ledo engano, ele fala pro Davos:

    Eu Olhei nas chamas e vi a coroa derretendo em minha cabeça. Você acha que eu não sei o que isso significa.

    Pode ser que nesse sonho da Dane ela não tenha identificado os WW mas sim, o exército de Stannis (Que está sob a neva no norte), eu aposto que Stannis morre queimado com fogo de dragão, e que teremos uma batalha semelhante àquela em que vários morreram queimados..

    Acredito que seja essa a ligação entre os dois sonhos..

  • Eu torço pra que não, mas também dou como certa.

  • Felipe Lobato

    Viserys era louco. A palavra dele não conta.

  • Claro que foi covardia, isso é inegável.
    A questão é que essas pessoas só de viverem representavam perigo, crianças ou não. Desterrá-las não era solução plausível pra quem queria sedimentar seu poder, pra quem tentava passar de rebelde usurpador pra rei legítimo. Não havendo “concorrência” (dentro da linhagem Targaryen), fica tudo mais fácil.

    Viserys do outro lado do mar é uma coisa (e mesmo assim havia um pacto de casamento com a Arianne e consequente apoio dos Martell a ele), crianças Targaryen em Westeros seriam outra.

    Ainda havia sim lealistas consideráveis, que não podiam ser descartados – Casas Martell e Tyrell, principalmente – e não iam aceitar facilmente a solução do desterro oficial. Com as crianças já mortas e o paradeiro dos outros dois desconhecido, o apoio e a motivação para eles arrefeceram. Não seria o mesmo se Aegon e Rhaenys (e Viserys e Daenerys) ainda vivessem. O pragmatismo “à Ned” não ia resolver os problemas de Robert, infelizmente, como não resolveu nem os dele próprio em AGoT.

  • Não respondi porque não existe a informação oficial. O que não impede de se fazer diversas considerações e mostrar que absolutamente nada indica que seja o Aerys.

    Não entendi o que o Rennifer Longwaters tem a ver com isso ou o que “dica” o GRRM estaria dando aí. Acho que você não sabe que os Velaryon têm também historicamente sangue dragão nas veias, e nem leu minha resposta anterior.

    O ancestral do Rennifer, Jon Waters, tinha um pai e uma mãe conhecidos, Alyn Velaryon (“Oakenfist”) e Elaena Targaryen. Como ele foi fruto de uma união extraconjugal entre os dois, ele recebeu o sobrenome Waters por ser um bastardo de nobres.

    No caso do Aurane é a mesma coisa, seu pai (ou sua mãe) são conhecidos naquele universo, apenas não o são por nós. Ao menos um deles é um nobre que o reconheceu oficialmente e publicamente como seu filho (geralmente é o pai, porque a mãe não tem como falar que não é, né?), do contrário ele não ostentaria o sobrenome bastardo Waters. Muito provavelmente o pai dele é o mesmo do Monford, que, pasme, também tem sangue de dragão e aparência valiriana. Seguindo a lógica do “Aerys comia muita gente e por isso deve ter filhos bastardos aos montes por aí, se apareceu alguém com aparência valiriana é filho dele”, Monford também seria filho do Aerys?

    Repito: se aparecesse alguém com aparência valiriana lembrando o Rhaegar, que não fosse sabidamente um bastardo Velaryon a coisa seria completamente diferente. Mas não é o caso.

  • Ivo “2%” Drago

    Essa teoria pode abrir portas para outra. Viserys pode ser filho de Tywin( afinal ele morreu com a coroa queimada, e o Tywin guardou o o Tyrion por ele achar que seria o ultimo Targaryen, e o ódio entre eles vem disso, o Lannister perfeito não é Lannister.

  • Danii

    Acho q a teoria é bem
    plausível… Acredito até que Tywin tinha conhecimento dessas
    relações. Mas pior do que criar um filho bastardo dando a ele o grande nome de sua
    família, seria correr o risco de ser conhecido como assassino de parentes
    (observo nos livros que o Martin sempre deixou claro a repulsa e o pecado deste
    ato nos livros). E também Tyrion sempre disse que o pai dele tentou mata-lo de
    outras formas… mesmo que não diretamente. E nunca demonstrou sentimento paternal
    por ele. Por isso acredito que a teoria é bem valida sim, e ainda acho que o
    grande Tywin Lannister sabia de tudo também, mas por algum motivo que a própria
    Lady Lannister levou para o túmulo, ele não ousou dar um fim na criança.

  • Patrick

    Interessante sua teoria,mas a Brienne já foi embora da capital e não fez nada com a Cersei. Pela sua teoria não era pra ela ter destronado ela?

  • Rodrigo MariMoon

    Mas fica a dúvida: se ela é tão “não-importante” pra série, por que é ela que narra os capítulos de Dorne? Por que não outro personagem, como o tal Quentyn, que o povo diz ser tãaaao importante pra Dorne, ou o próprio Doran?

  • Wesley de Souza

    O motivo de não ser o Quentyn é por ele estar do outro lado do mar estreito atrás da Daenerys.
    E se fosse o Doran já ficaria muito na cara todas as pretensões de Dorne para com a Guerra. Provavelmente Dorne vai ser um grande aliado dos Targaryens que ainda restam, pois os Dorneses tem raiva dos Lannister por causa da morte da Elia. Acho que os POVs da Arianne são apenas pra mostrar como Dorne decidirá entrar de vez na guerra. Deve ser por isso que o Jaime foi pra Dorne na série da HBO e não pra Correrio, pois ele descobrirá da intenção dos Dorneses na guerra e levará a noticia a Porto Real. Pelo menos é isso o que penso… Fora isso, não vejo tanta importância assim na Arianne… Bom, vejamos se estou certo… Abraços 😀

  • Pandora Hefesto

    Mas ainda tem 2 livros pela frente. muita coisa pode acontecer.

  • [email protected]!

    Se pensarmos em corações e taus; de certa forma ela destronou a Cersei do coração do Jaime :v … porque depois que ela vai embora ele até a nega uma vez se não me engano, oque a deixa bem paranoica sobre o motivo. sobre a teoria dos gemeos serem Tagaryans…

    Bom acho que, tavez faria um pouco mais de sentido aquele comentario que o Aerys fez sobre ter casado com a mulher errada… Veja, a amante dele, teria lhe dado gemeos, enquanto a esposa não conseguiria lhe dar nenhum, e o rancor do Tywin seria que, o filho que seria realmente dele, teria saido “com defeito” enquanto os que não eram sairam “perfeitos” …. Isso claro abre as brechas ja discutidas sobre a honra dele, e porque ele aceitaria criar eles…

  • E ainda tem outra questão que contribui pra se descartar a ideia de que Aerys possa ser pai do Aurane.
    O WOIAF revela que em 275 o Aerys fez uma caminhada de penitência e declarou que daí em diante não dormiria mais com outras mulheres além da Rhaella, e o meistre diz que aparentemente foi o que aconteceu mesmo. Lembremos que ele não tem motivos pra falar bem do Aerys, então a fidelidade dele a partir daí deve ter sido mesmo verdade.
    O Aurane nasceu em 277 ou 278.

  • Rodrigo MariMoon

    É… De certo modo, concordo com você em quase tudo. Eu meio que ainda vejo alguma importância na Arianne. Não sei dizer qual, mas tenho a impressão de que ela ‘tá mais envolvida na Guerra dos Tronos do que a gente imagina, mas o GRRM só não quer dizer ainda.
    Acho que depois ele irá direto pra Correrrio, mas deixando uma carta pra Porto Real avisando que o Bronn morreu (ele poderia morrer no lugar do Arys Oakheart), e que está indo pra Correrrio montar cerco.

  • Gustavo Lander

    Espero que tyrion não seja um targaryen. mas discordo dos seus pontos. de “defesa”. primeiro, por que você imagina uma onipresença de twyn, que “com certeza saberia de uma traição da esposa”. ora, os dois filhos dele passaram a vida inteira se comendo no quarto ao lado do pai e ele nunca suspeitou. essa “onipresença”, simplesmente não existe e ele pode achar que o filho é dele mesmo sem ser.

    segundo, não acho que ele ser filho de outra pessoa invalidaria tudo que ocorreu entre twin e tyrion. pai é quem cria. mesmo no mundo de GoT. tá ai o jon, como exemplo, que pode até ser um targaryen, ou filho do ben, mas sempre vai se achar filho do ned, que foi quem o criou. é como eu vejo pelo menos.

  • Herbert Parasio

    Penso que Tyrion é sim um Targaryen mas e que a fala “Você não é meu filho” de Tywin tenha sido um momento de esclarecimento próprio antes de sua morte.
    Agora outro ponto que me veio a mente após lero texto é: Quais implicações teríamos se Rhaella não tivesse qualquer problema de fertilidade mas que o problema fosse 100% de Aerys?

  • Gabriel

    Concordo com quase tudo, desde a apresentação dos fatos até a opinião de que Tyrion é Lannister. Só que se eu não me engano o “The Princess and The Queen” indica que não precisa ter sangue de dragão para montar em um. Acho que Tyrion LANNISTER ainda vai voar.

  • Jeferson Carvalho

    Gostaria de ver, se houvesse, alguma teoria sobre hodor e a velha ama, algo me instiga neles D:

  • Nicoli JLSantos

    Também tenho resistência com essa teoria, principalmente quando levo em conta a personalidade de Tywin. Não consigo imaginar ele criando uma (na opinião dele) aberração, que tirou a vida de sua amada esposa, se ele não fosse seu filho. Aliás acho que ele ressalta isso demasiada vezes. Só que também não boto fé na história do Aegon. E todos estamos cansados de saber que esse dragão tem três benditas cabeças. Dany, Jon e ….? De uma coisa sei, Dany, Jon e Tyrion tem uma coisa em comum, as mães morreram ao dar a luz a eles. Vai ver é uma dica ou não….não faço idéia! kkkkk

  • Alexandre

    A outra opção seria assumir que foi traído pela mulher… Também afeta o ego de Tywin

  • Gabriel Pedro Gonçalves

    Manter Tyrion vivo é um jeito de garantir pras outras pessoas que nunca foi traído. Ele não pode garantir a si mesmo, por isso trata Tyrion mal, mas pros outros…

  • Raniere Santos

    Interessantíssimo, também espero que Tyrion Targaryen não passe de teoria, espero que o dragão de 3 cabeças seja Daeny, Jon e Aegon.

  • Kakatuas

    Teve um dia que havia uma promoção relampago do livro por 90, mas quando atualisei o preço era de 105… seu eu tivesse acessado 15 minutos mais cedo teria economizado 15 dilmas, então tempo realmente é dinheiro.

  • Felipe

    Porque pouco confiável??

  • Guilherme Coral Diehl

    O sangue do dragão que garante as vantagens a família. E poucos Targeryans são do sangue do dragão, é sabido.

  • Vaz

    Galera, comecei a ler A Guerra dos Tronos de novo e achei um indício da dúvida quanto a paternidade de Tyrion no 1º capítulo do Jon. Em uma conversa ele fala ao Jon que não é possível saber se ele realmente é filho de Tywin pois sua mãe morreu no parto!!!!!! Parece que foi irônico, mas vai saber…

  • Rodrigo Prado

    É tudo bastardo nessa porra

  • Calvin

    “Às vezes um charuto é apenas um charuto.”, essa é uma frase de Freud, mas parece que o Martin já a citou para explicar como muitas das ditas “pistas” encontradas pelos fãs não seriam de fato. E acho que é o caso aqui. Sem falar que caso fosse verdade, pra mim atingiria em cheio uma das essências do Tyrion, a dele ser dos filhos do Tywin aquele mais semelhante ao pai em termos de personalidade e inteligência, e ao mesmo tempo ser a cria que o velho leão mais odeia.

  • Kamilla Andrade

    Acredito que o Falso Dragão da profecia seja o Aegon

  • Matheus Vasconcelos

    [SPOILER 5°LIVRO] Tem o caso do Aegon mesmo. AO meu ver faz tudo sentido, ainda mais quando a Dany na casa dos imortais vê Rhaegar falando do Aegon(seu filho) e que é dele a canção de gelo e fogo. Faz sentido tudo isso… Três cabeças (Jon, Dany, Aegon – sendo que aegon realmente já está partindo para a (re)conquista), o grande fato de Aegon ser o próprio Aegon, o conquistador, monarca de habilidade assim como o Aegon que aparece no Dança(educado para governar) e por última, o fato do quinto livro se chamar Dança dos Dragões, retratando a guerra civil de antigamente, em que Targaryen lutou contra Targaryen, assim como Aegon poderá se opor a Dany, ou até a Jon. Afinal a pretensão é dele, pois Aerys morreu sem saber que sua mulher deu a luz a uma menina. E rhaegar era o príncipe, seu filho assumiria no lugar.

  • Eduardo Felix

    Eu tenho uma tendência a acreditar na teoria de que o Tyrion é um Targaryen, mas ainda tenho umas dúvidas. Mas e se ele não for? Pois eu não acredito que o Jovem Griff não é um dragão, então eu fico num dilema! Ah, que coisa!
    Alguém, pela bondade dos Sete, me ajude!

  • Felipe Lobato

    Aegon III morreu de tuberculose. Aegon IV tinha sífilis. Viserys I morreu doente. Maegaelle Targaryen morreu de escamagris x]

  • Hugo Rafael

    Primeiro, queria dar os meus parabéns pela imparcialidade do Felipe, que mesmo tendo uma opinião pessoal contraditória à teoria, conseguiu desvendar os fatos de forma tão convincente que nem parece que ele tinha uma opinião formada. Eu gosto dessa teoria, e já esplanei um pouco o que acho em outros comentários, mas vou tentar focar mais no Tyrion aqui. Os Targaeryans não são imunes à doenças, assim como também não são todos imunes ao fogo (realmente a Dany é um caso especial kk), mas eu percebi certas semelhanças nas fracas características Targaeryans presentes em Jon e Tyrion. Pra mim ambos têm um pouco de sangue de dragão. Também não acredito que Martin seja um cara de coincidências, como por exemplo três mães morrerem ao dar à luz uma criança cada uma (uma estando em Casterly Rock, outra em Dorne e outra em Pedra do Dragão), isso parece até o destino. Também acho que o Tywin nutre desconfianças mas não tem a certeza da paternidade do Tyrion, e penso que essas desconfianças juntamente com o nanismo sejam o motivo do desprezo do Tywin por ele, e penso que a incerteza é que o impediu de matá-lo. E acho que o Aerys engravidou a Joanna no ano 272 DD

  • Não é que ele nunca suspeitou. Ele só fazia vista grossa.

  • Soma-se a desconfiança de Robert. Tywn tinha virado a casaca, mas pra ficar claro ao provável novo rei que ele não tinha mais nenhuma ligação com os Targaryen foi feito isso.

  • Desterrar Elia e os filhos não colocaria fim na questão. A guerra não estava ganha, o saque de Porto real e a Batalha no Tridente foi um baque as forças Targaryen e abalou o moral dos homens – que viram seu príncipe galante ser humilhado no Tridente – e da própria casa Targaryen, que já não eram vistos como “super humanos”, mas eles ainda tinham poderosos aliados.

    Com Ponta Tempestade sitiada, os Tyrell e os Martell provavelmente se manteriam do lado deles se Elia e os filhos ficassem vivos. Vale lembrar que foi Randyll Tarly, vassalo de Mace Tyrell, o único que infligiu uma derrota significativa em Robert durante a guerra da rebelião, sem contar a poderosa marinha Redwyne; como já foi visto na saga (e também na vida real) uma marinha forte, pode decidir o rumo de uma guerra; a Batalha da Ilha Bela (Midway de Westeros) é um exemplo: Quando Stannis aniquilou a frota de ferro, com o maior estratagema da guerra da Rebelião Greyjoy.

    Claro que ele exagerou, deixando a Montanha barbarizar, uma morte rápida teria o mesmo peso; mas ainda assim, é preferível a morte de 3, que a prolongação de um conflito no qual milhares ainda poderiam morrer. Infelizmente isso é guerra.

    Além de todos esses fatores, Robert não confiava plenamente em Tywn, este precisaria “provar” sua lealdade e a morte da família real foi o método que Tywn arranjou para realizar isto.

  • Não, ele matou Aerys quando o rei mandou o piromante queimar a cidade.

  • Ze Andrade

    Apesar das cachorradas de Aerys contra lady Joanna, também prefiro crer que Tyrion é Lannister se tornará o senhor do Rochedo, o grande pequeno Leão, protetor do Oeste sob o reinado de Daenerys Targaryen.

  • Susie

    Nossa….. muito legal o post….
    O bom é que está bem cercado…. se for Targaryen, vcs acertam, se não for, acertam tb!!!!

    Mais elementos e ao que parece, uma forcinha do Martin pra garantir que todo mundo perceba e depois não reclamemos de incoerências na trama…. (Essa é a vantagem de publocar o mundo no meio do caminho… vc planta e corrige e ganha dindim…heheheh – CleverBoy)

    Eu sempre procuro blogs para ler a opinião de outros leitores e me divirto com as polêmicas e rancores gerados…

    Eu, particularmente, mergulho na fantasia e torço para que Tyrion seja uma das cabeças do Dragão…. Bem vingativo, ainda…..

    Cheguei a ler no Drunkwookie há muito tempo e, independente da discórdia causada, tb tinham me chamado atenção os mesmo trechos-pistas mencionados desde então….. E se ficou pendente a ordem cronológica… Martin Tratou de “esclarecer” agora…..

  • Carolina Costa D’Ávila

    Ah, eu não sei. Em parte, percebo que apontar semelhanças físicas ou de personalidade são grande parte das pistas que Martin deixa, e ao mesmo tempo não me parecem tão importantes, seja por opinião pessoal ou porque no próprio livro às vezes não o são. Só posso dizer que semelhanças e distinções de personalidade são o mesmo que nada, pois nada (ou pouco) da personalidade dos indivíduos têm a ver com questões genéticas, ao contrário, estão ligadas ao seu desenvolvimento psicológico-social em todas as áreas (in)imagináveis. Portanto, Tyrion ser tão parecido com Tywin pode ser, no máximo, visto como ironia e até consequência de uma relação pai-filho bastante deturpada. Na minha opinião, o que mais aponta pra teoria ser verdadeira é o fato de que o dragão tem três cabeças e de que eles realmente bateram nessa tecla do AerysII-Joanna-Tywin em O Mundo de Gelo e Fogo, de maneira quase escandalosa até, diga-se de passagem.

  • Clara

    Já pensaram na hipótese de Lord Twin ser estéril? Bem, o casamento dele com a prima é descrito em várias passagem como feliz, pode-se deduzir então que o casal tinha uma vida sexual normal mesmo assim, no intervalo de alguns bons anos entre o nascimento dos gêmeos e o de Tyrion outros herdeiros não vieram. Seria então todos os 3 filhos de Twin provenientes do Rei Louco? A cronologia que o “Mundo” nos apresentou agora “comporta” essa suposição. Talvez a senhora sua esposa, a quem o Lord tanto amava, conseguiu apaziguar seu coração e mesmo com o orgrulho ferido, o fez aceitar os gêmeos que eram bonitos e perfeitos fisicamente. E diante da infertilidade de sua semente, como o Senhor de Rochedo Casterly poderia dar continuidade à sua linhagem e perpetuar o nome de família o qual ele tanto prezava. Aceitar os bastardos com aparência Lannister (lembrar da sua esposa era Lannister) não levantaria suspeitas e como um dos gêmeos era homem a continuidade de sua casa estava assegurada.
    Mas aceitar essa situação uma segunda vez? Bem… Justificaria o enorme desprezo por Tyrion além claro do fato do parto do anão ter provocado a morte da sua eterna rainha do amor e da beleza. Então pq não matar o Duende? Talvez para atender o último pedido da sua amada feito ainda em sua cama de sangue…

    Confesso, pensei isso tudo agora, mas nem eu acredito. De qualquer forma resolvi deixar registrado afinal de contas, palavras são vento…

  • Carolina Costa D’Ávila

    Possível, mas realmente não provável. Primeiro que acho impossível que, se ele realmente o fosse, nós fôssemos descobrir ao longo dos próximos livros, o que torna a paternidade dos gêmeos irrelevante, automaticamente, e um dado complicado demais pra ser inserido. E segundo que duvido muito que Tywin teria qualquer apreço por Jaime se ele não fosse seu filho de sangue. Tudo bem que ele não demonstra muito, mas acredito que aquele velho carrancudo realmente amava o filho para além de simplesmente o ver como um herdeiro “qualificado”. Acho engraçado que as pessoas tentem justificar o desprezo de Tywin por Tyrion para além do que está explícito na relação e na personalidade dos dois. Tywin poderia odiar Tyrion por não ser seu filho? Poderia. Mas a teoria da paternidade de Tyrion está longe de ser necessária para entender a relação dos dois.

  • Natan

    Há várias hipóteses, várias teorias e todas tem seus defeitos e pontos “fortes”, mas, como todo bom conhecedor de teorias, temos de analisar os fatos:

    Tywin SEMPRE desprezou o filho anão. Mas por que? Só por ser anão? … Acho que não! ~le rimador~.

    Como está provado nos livros, o Tyrion tem cabelos quase prateados, tem sonhos com dragões e aparentemente parece imune a doenças como a escamagris que atacou o querido Connington. São fatos fortes sobre a teoria, mas há pessoas que dizem não concordar e que preferiam Tyrion sendo Lannister. … Bom… POR QUE?

    Eu li em alguns comentários do povo falando que ele é muito parecido com o pai e blábláblá… PRIMEIRO: Tytos Lannister era um abobado que estava trazendo só vergonha para a família. SEGUNDO: Tywin pegou seu lugar e fez com que o poder e força Lannister volta-se. TERCEIRO; Tywin teve de se virar sozinho. Não teve ajuda e os irmãos eram mais bobos ainda. Ele teve uma criação difícil, o que fez com que ele vira-se… Digamos… MUITO foda.

    Pelo fato de que Joanna poderia ter sido estuprada por Aerys II, Tywin não era bobo e sabia das escapadas forçadas que a coitada era submetida. Mas como ele poderia matar aquela criança? Como ele teria coragem de matar um bebezinho que poderia ser filho do rei louco, mas também poderia ser seu? Afinal, se ela teve com o rei louco, ela escondeu bem o sofrimento e continuou a vida com Tywin. Matar um familiar é algo bem ruim e mal visto em Westeros, e trazer desonra para a família era algo que Tywin NÃO faria.

    Então, se Tyrion fosse filho do rei louco, por que ele é tão parecido com seu padrasto? Simples. Uma coisa chamada… Convivência. Assim como Tywin e Tytos, Tyrion também teve uma infância difícil. Por ser um anão, não conseguia lutar ou fazer as cosas magníficas que seu irmão mais velho e herdeiro podia fazer. Tendo aquele desprezo do pai sempre amostra, nosso querido anão estudou, leu, se preparou, virou um excelente comandante. Igual a Tywin. Ele sempre soube que estava num ninho de cobras, e para isso ele se tornou inteligente.

    Por isso Tyrion é tão parecido com Tywin. Os dois tiveram motivos para crescer rápido e cedo, ao contrário dos irmãos de ambos. Como disse certa vez Tyrion: “Jaime tem a espada, eu tenho minha mente”.

    Aproveitando o comentário, o post com as teorias teve a discussão fechada, mas vou aproveitar para deixar esse ponto em aberto:

    “As lâmpadas de vidro estão queimando. Logo virá a égua descorada e, depois dela, os outros. A lula gigante e a chama escura, o leão e o grifo, o filho do sol e o dragão do pantomineiro. Não acredite em nenhum deles. Lembre-se dos Imortais. Cuidado com o senescal perfumado”.

    Muitas pessoas tinham dúvidas de por que Dany não deveria confiar no leão, já que todos presumiram Tyrion. … Mas eu penso em outro leão. Não vou comentar toda a teoria que criei na cabeça sobre tal coisa, mas acredito que o leão dito por Quaithe seja Gerion Lannister.
    Divirtam-se e tirem suas próprias conclusões!!!

  • A não-contração de escamagris não é argumento pra NADA nessa teoria, não sei porque insistem nisso. Não existe imunidade a doenças.

  • Não sei se você leu tudo que concerne às datas e visitas da Joanna a King’s Landing, mas não era possível uma relação duradoura entre Aerys e ela como a que ocorreu entre Jaime e Cersei (da qual Tywin não tomou conhecimento), simplesmente porque os dois viviam em locais diferentes.

    O texto só nos fornece UM possível momento para a concepção do Tyrion: a visita de Joanna à corte quando do Torneio de Aniversário em 272. Nesse evento, já sabedor do “apreço” do rei por sua esposa, não é nada absurdo imaginar “onipresença” nem “onisciência” de Tywin no que concerne a uma relação entre Aerys e Joanna nesse dia. Ele naturalmente deve ter se certificado de que saberia onde ele estaria em todos os momentos, se é que ela não o acompanhou em tudo. Nessas circunstâncias é que admito que seria praticamente impossível ele não saber se Aerys e Joanna tivessem tido relações.

  • natan cauduro

    Eu concordo que não existe imunidade, mas é uma pista. Todas as teorias tem suas falhas, assim como vários Targaryen já morreram por doenças. O fato de Tyrion não contrair pode demonstrar algo, assim como pode não demonstrar nada! São apenas fatos dos livros…

  • O caso é que não são fatos, então não considero que haja qualquer motivo para se considerar que isso possa significar alguma coisa. Não há corolário, a não-contração de escamagris só seria uma pista se Targaryens fossem imunes a doenças. Como é amplamente sabido que não são, inclusive tendo havido caso de Targaryen que morreu pela própria escamagris (Maegelle, filha de Jaehaerys e Alysanne), o fato de Jon ter contraído a doença e Tyrion não se torna simplesmente irrelevante nessa discussão.

  • Felipe Lobato

    Demonstra, no caso, que Martin realmente gosta do personagem e o poupou. Não há nenhum relato no lore canônico sobre um Targaryen imune a doenças ou que essa crença fosse difundida entre os mesmos. Aliás, a única que menciona isso é Daenerys que diz ter ouvido de Viserys, um rapaz perturbado que se via como um dragão em forma humana.

    E a própria Daenerys demonstrou que essa crença é falha ao adoecer.

  • Felipe Lobato

    “Como está provado nos livros, o Tyrion tem cabelos quase prateados, tem sonhos com dragões e aparentemente parece imune a doenças como a escamagris que atacou o querido Connington. São fatos fortes sobre a teoria”

    Fatos fortes? Detalhe, Tyrion não tem os “dragon dreams”, sonhos proféticos comuns à Casa Targaryen. Ele tem certo fascínio por dragões, assim como os volantinos x]

    Maegaelle Targaryen, filha do Rei Jaehaerys I, morreu de escamagris. A lista dos Targaryen doentes é terrivelmente imensa, a maior parte deles adoeceu ou morreu disso. Porque indicaria algo para o Tyrion?

  • natan cauduro

    Acho que foi em A Dança dos Dragões, onde havia uma informação sobre a origem de Volantis (veja bem que nem eu mesmo tenho certeza, mas recordo de algo). Tenho essa lembrança de que foi algo como uma das primeiras cidades fundadas pelos Valirianos. Assim, as pessoas de Volantis podeRIAM ser descendentes dos Targaryen, E SE fosse o caso do Tyrion ser um bastardo, eles podem não ter dragon dreams (mas veja bem, eu disse que ele sonha COM dragões, no primeiro livro ele afirma tal coisa a Jon Snow – A Guerra dos Tronos – capítulo 13, Tyrion II e no quinto livro, ele sonha mais de uma vez com eles enquanto anda com Illyrio até se encontrar com Pato e o outro lá que o levam até o Aegon), mas tem fascínio, e essa vontade de saber sobre dragões está presente nos volantinos (como tu mesmo disse), em Tyrion e em Jon Snow. Eu posso SIM estar SUPER errado e Tyrion pode ser puro sangue Lannister, mas esses fascínio, até agora (usando os livros), foi mostrado pelo anão e pelo bastardo. Então eu considero um argumento forte. Minha opinião.

    MAS VEJA BEM: Só suposições!

    E sobre a escamagris, há sim Targaryens que morreram por conta de doenças, mas lendo os livros do George Martin, ele não parece ser um cara que coloca informações levianas. Usando desse ponto, ao MEU ver (só suposição), seria algo realmente idiota criar todo um capítulo apenas para dar escamagris ao coitado do Connington. POSSO sim estar errado, mas acho que seria estranho dar a um personagem uma puta doença que provavelmente vai matá-lo, apenas por gosto! EU ACHO que Martin nos deu as pistas sobre a origem de Tyrion, mas também colocou fatos (como os outros Targaryen que morrerram por doenças) apenas para que POSSÍVEIS respostas não ficassem na cara.

    Há e há outras evidencias que PODEM OU NÃO comprovar Tyrion como sendo um bastardo Targaryen. Shiera Seastar, bastarda de Aegon IV tinha um olho azul e um verde. Parece que os bastardos dos Targaryens tem a tendência de ter olhos com problemas.

    Abração ^^

  • natan cauduro

    Tudo bem, esta é a tua opinião!
    Mas poderia me dizer quando Daenerys adoeceu? Pois eu realmente não lembro disso.

  • natan cauduro

    Tudo bem, mas EU considero porque (como já disse em outro comentário), não acho que o George r r Martin coloque coisas sem necessidade em seus capítulos. Eu acho que dar ao Jon Connington uma doença como a escamagris, que pode matá-lo, era algo desnecessário, pois não vejo um grande fato ou uma necessidade em matar ele, como via em Ned, por exemplo. Acho que dar a ele uma possibilidade de morte como essa seria um pouco desnecessário.
    Mas é só minha opinião, e que bom que há outros que descordam e demonstram mais fatos, assim é mais divertido e menos previsível de descobrir o que acontece através de suposições!
    Abraço.

  • Felipe Lobato

    Não lembra? Basta ter lido o último capítulo dela do Dance:

    “O pôr-do-sol foi encontrá-la de cócoras na erva, gemendo.
    Cada evacuação era mais líquida do que a anterior, e
    cheirava pior. Quando a Lua nasceu estava a cagar água
    castanha. Quanto mais bebia, mais cagava, mas quanto mais
    cagava mais sede tinha, e a sede levava-a a gatinhar até ao
    riacho para sugar mais água. Quando finalmente fechou os olhos,
    Dany não sabia se teria força suficiente para os voltar a abrir.” (ADwD, DAENERYS X)

    Diarreia é doença. Pelo menos é considerada assim nos meus livros de Patologia.

  • Felipe Lobato

    “Parece que os bastardos Targaryen tem tendência a ter olhos com problemas”.

    Nossa, estranho que Hard Hugh Hammer, Ulf the White, Nettles, Daemon Blackfyre, Aegor Rivers e Brynden Rivers não tenham apresentado nada disso. Que tendência ausente, não?

    No caso, Shiera puxou seu traço da família da mãe, Serenei de Lys 😉

    Sobre Volantis, os volantinos não “descendem dos Targaryen”. Não desse modo. A Enciclopédia diz que eles eram nobreza de segunda classe, aquela que não possuía dragões, que comprou o direito de fundar uma cidade e governar a si mesma. Eles são ditos como “primos dos dragonlords”. x]

    Novamente sobre as doenças. o seu raciocínio não faz sentido. A imensa maioria dos Targaryen adoeceu, inclusive Daenerys. Mas o fato de Tyrion não ter pego greyscale e égua descorada faz com que ele tenha sangue Targaryen? Cadê a lógica, cara?

  • natan cauduro

    Bom, eu levei isso como um mal estar devido as bagas verdes que ela comeu, então não considerei como doença, levei em conta como mal estar, mais ou menos a mesma coisa que vômito. Mas se seus livros de Patologia dizem que é doença, eu não posso ir contra.

  • natan cauduro

    Cara ¬¬’ Olhos com problemas = olhos não violetas (ou purpurinos, como preferir) NÓs sabemos que existem Targaryens que não apresentam todas as características (o cabelo branco e os olhos), mas todos tem a TENDENCIA a ter. Ter os olhos castanhos – por exemplo – é suficiente para que eles não puxem as características, mesmo tendo a tendência!! O que É SIM um problema! Mostrando que a linhagem sanguínea não é totalmente pura!! – ps= sempre achei que Brynden Rivers fosse albino, mas sei lá -. Então TUA tendencia ausente está em quase todos!
    Ser primos dos dragões ou não não impede que alguém deles possa ser um bastardo Targaryen! Assim como as características de não se ter olhos púrpuras falta nos bastardos (talvez ñ em todos), ter uma linhagem misturada em algum momento é super possível! – e ser primo ou bastardo é aproximação suficiente do sangue para se ter fascínio pelas criaturas -. E o que eu escrevi? Ter fascínio e sonhar COM dragões é totalmente diferente dos sonhos proféticos!!!
    Todos os bastardos eram ditos por terem algum defeito, não necessariamente nos olhos!! E antes que tu diga qualquer coisa, até mesmo Shiera, que era considerada muito bela, ainda era dita por ter defeitos (no caso os olhos)!!!!
    E por algum motivo tu ainda procura furo nas doenças! Cara, é a MINHA teoria! E tu leu direito o que eu escrevi? Eu falei sobre as informações que George coloca nos livros e falei sobre dar a doença desnecessária ao Connington!!!! Leia com mais atenção maninho!!! É a minha teoria!!!! E a minha opinião!!! Esses teus julgamentos são super desnecessários! Cada um tem sua lógica e para mim ela é certa!
    Com todo o respeito!
    Dá um tempo e volta a ler teus livros de Patologia.
    Um abraço.

  • Felipe Lobato

    WAT? Velho, você afirma que um troço é uma tendência e nãogosta porque eu digo que apenas ela como bastarda a apresenta? Sorry, mas é muito mimimi e pouco argumento.

    Bloodraven É albino. Isso é confirmado pra quem leu.

    E que “todos os bastardos” tem defeito? Leia sobre Daemon Blackfyre, Hard Hugh Hammer, Nettles, Ulf the White, Aegor Rivers e Brynden Rivers.

    E sobre as doenças, a partir do momento que você não quer que sua teoria receba críticas, não a apresente. Ela não tem lógica e ponto,

    Beijos de luz;

  • Felipe Lobato

    Olha, se evacuar sangue não for doença, eu não sei mais o que poderia ser.

  • Luiz filipi Cardozo

    Na boa, a meu ver são evidências bem consistentes que apoiam a teoria. Além disso, a questão do cabelo pra mim é um indício muito forte porque 1) o Martin não deixaria essa ponta sem nó, ele deixou bem claro a diferença da cor do cabelo do Tyrion e dor irmãos e 2) O Tyrion (teoricamente) é filho de DOIS Lannisters, então por que ter o cabelo diferente dos demais?

  • Luiz filipi Cardozo

    Eu simplesmente acho que ele não mataria o Tyrion por não saber realmente se ele era ou não o pai, mas nunca conseguiu tratar bem o filho pela dúvida…

  • Lon

    A teoria é boa. Quando li “o festim dos corvos” fiquei bem intrigado, mas essa teoria não passa de ilusão pelo simples fato de que Tyrion é mais novo que Cersei e Jame. A não ser que o rei tenha ido à cama com a mulher do Senhor do Rochedo Casterly bem depois do casamento.

  • Yasmin Pereira

    Não ponho fé nessa teoria, porque o Tyrion é muito Tywin para ser um Targaryen. A verdade sobre isso só Georginho pode nos dar, mas a um ponto que você acabou descondisiderando na sua nova formulação. Com relação a situação do próprio Georginho que dá a entender que em algum momento dos livros Tyrion pode vir a voar em um dragão. Você diz que apenas um Targaryen pode voar, isso não é verdade. No próprio livro O Mundo de Gelo e Fogo a relatos de pessoas “comuns” montando dragões.
    Durante a guerra civil conhecida como Dança dos Dragões a princesa Rhaenyra tinha mais dragões que pessoas a montar, então um de seus filhos (esqueci o nome dele agora) disse que qualquer um poderia tentar montar nos dragões que restavam e quem fizesse seria sagrado cavalheiro e ganharia terras. Muitos tentaram, poucos conseguiriam ficar por muito tempo, mas uma menina conseguiu conquistar um dragão levando carne de carneiro todos os dias para ele comer, até que ela, de fato, montou nele. Essa menina acabou não servindo de nada, pois a rainha teve ciumes dela com seu marido Daemon e a garota fugiu montada no dragão e nunca mais se ouviu falar dela.
    Tyrion não precisa ser Targaryen para montar em um dragão, só precisa ser sagaz como essa garota e provavelmente ele tem conhecimento dessa história. Não duvido nada que ele vá tentar montar nos dragões que Daenerys deixou para trás.

  • Não desconsiderei Yasmin. A menina que você relata, Nettles, foi apenas mais uma dentre vários dragonriders da Dança. O caso é que essas pessoas que foram autorizadas a tentar domar dragões eram todos bastardos de Targaryen ou Velaryon com sangue Targaryen oriundos de Dragonstone e adjacências, daí serem conhecidos como “dragonseeds” (“sementes de dragão”). Não eram indivíduos aleatórios quaisquer que simplesmente tentavam domar e montavam os dragões.

    No caso específico da Nettles, devido a sua aparência nada valiriana (ao contrário dos outros dragonseeds), suscita-se a dúvida se ela também era de fato uma dragonseed ou não, mas não foi dito em nenhum momento que ela não era. A dificuldade dela com o Sheepstealer se devia muito também à natureza do próprio dragão, que matou muitos mais pretensos domadores que os outros. Ainda assim, é bastante mais provável que ela tenha conseguido apenas por ser descendente Targaryen.

    Uma passagem que parece dar mais força à ideia de que só os do sangue do dragão podem domar (ou que pelo menos comprova que o sangue confere uma relação diferente aos indivíduos com os dragões) é a afinidade de Viserion com Brown Ben Plumm (que segundo Tyrion tem “2 gotas” de sangue Targaryen), por exemplo, é notável.

    A regra que ficou sedimentada no conhecimento westerosi, por parte dos Targaryen e acreditada pelos próprios meistres com base nos dragonriders conhecidos, era de que apenas pessoas com o “sangue do dragão” poderiam montar, e foi a isso que me referi no texto. A única possível exceção à regra de que se tem registro seria a Nettles. Há de fato a possibilidade de ela não ser dragonseed, mas acho que é pouco provável, e está longe de ser possível afirmar que categoricamente que ela não era.

    Dúvida: você já leu “The Princess and the Queen”?

  • Felipe Lobato

    Não são “pessoas comuns”, são as “sementes de dragão”, bastardos Targaryen. De fato, Jacaerys permitiu que qualquer um fizesse sua tentativa, e todos os que não tinham nenhum laço com Pedra do Dragão (ou seja, com remota possibilidade de serem sementes) foram devorados ou queimados.

    Mesmo pra alguém com sangue Targaryen, se aproximar de um dragão selvagem é perigoso. A própria Daenerys quase foi morta por Drogon na Arena de Daznak antes de domá-lo. Sheepstealer era selvagem, e Nettles foi esperta ao ganhar sua confiança antes de subir em suas costas.

    No próprio “O Mundo de Gelo e Fogo”, Yandel considera Nettles uma semente de dragão, ou seja, bastarda Targaryen.

  • Gabriel Adame Neves

    Vocês estão esquecendo de algumas coisas importantes sobre Tyrion:
    1-De acordo com o livro, ele tem um dos olhos de cor púrpura, semelhança aos Targaryen.
    2-Dizendo que essa teoria é real, vocês acham que Tywin diria que Tyrion é bastardo dos Targaryen com a mulher dele, a qual morreu dando à luz ao Tyrion? Se fizesse isso, seria mal falado, a família dele, que é muito “honrada” , perderia honra, e o único jeito de ganhar de volta, seria iniciando uma guerra contra os Targaryen, ou pelo menos contra Aerys. Agora me digam: Vocês acham que ele seria idiota a ponto de iniciar uma guerra contra UM REI?
    3-Tyrion sonha com dragões
    4-No livro, sempre é dito que “o dragão tem 3 cabeças”. Dragão na série geralmente se refere à Targaryen; 3 cabeças – Brasão dos Targaryen; Sobre isso, a Daenerys tem 3 dragões, mas ela não pode voar em 3, então faltam 2 pessoas. O que um bom rei precisa para ser um BOM rei? Senso de Justiça(Daenerys),uma pessoas muito inteligente, que saiba governar politica e economicamente, e em vários momentos no livro e na série, são ditos feitos de Tyrion em relação a isso, que ele realmente sabe governar, e claro, um exército. Daenerys já tem um exército, mas vocês acham que cerca de 8mil Imaculados, mesmo com a fama que eles têm, seriam suficientes para re-conquistar TODA Westeros? E dependendo de quando isso acontecer, enfrentar os White Walkers? Nesse caso entraria o suposto herdeiro do Trono de Ferro, Aegon V (faz um tempo que li os livros, não sei se é o IV ou V).
    5-Por último, Varys mandou Tyrion para Illyrio, e de lá ele iria ao encontro do herdeiro do Trono de Ferro, digamos que ele sabe sobre as “3 cabeças” e, Varys sendo Varys, obviamente sabe. Dizendo que tanto a teoria Tyrion Targaryen quanto a Aegon V sejam reais ( e na minha opnião, são sim ), isso explicaria porque Quentyn Martell morreu no final do Dança dos Dragões, ao tentar domar os dragões, sendo que ele tinha o “sangue de dragão” e ao mesmo tempo daria uma resposta para as 3 cabeças do dragão e, mesmo que muitos de vocês não tenham pensado porque na história ela ganha 3 Ovos de Dragão em vez de um, eu pensei, e acredito que essa seja a resposta.

  • Didilnossauro

    Ah, não leva a mal não, mas o WoIaF deixou muito claro o seguinte: os Targaryen são Jamie e Cercei, e não o Tyrion. A época em que eles nasceram condiz com a mesma em que o Aerys passou o Rodo na Joanna. E quando eles nasceram, ele ainda disse: “Nossa!!! Casei com a Mulher Errada!!!!!” como quem diz… “Cacilda!!! Nessa aí eu dei Um Chute e Marquei dois Gols!!!!” Por isso ele ficou todo felizinho com eles, dando até o peso em ouro e mandando levar os dois pra Porto Real quando tivessem idade, deixando de lambuja o Tywin Puto da vida.
    O relacionamento incestuoso dos dois tem tudo haver com o comportamento Targaryen (memória genética talvez), e o comportamento psicótico de Cersei, e principalmente de Jofrey ( orgulho do vovô Aerys), deixa evidente a psicopatia herdada pelo Rei Louco, presente no finado Viserys também.
    A ironia na vida do fodástico Tywin se deu pelo fato dele odiar seu único filho verdadeiro por ele ser um Anão e de, claro, ele ter “Matado” a Única Mulher que o Fazia Feliz, apesar de, Intelectualmente, o Tyrion ser Igual a ele. Seu filho, que ele tentou matar a todo custo, e não conseguiu, mas que acabou o pegando de “calças arriadas”, pondo termo no velho Leão.
    “Ah,… mas o Dragão tem Três Cabeças! O Tyrion tem que ser uma delas!!!” …
    Daenerys… com certeza!; John Snow… eu acredito!; mas o Tyrion… não sei.
    Eu só sei que quando um garotinho perguntou… “Eu vou voltar a Andar?”, alguém respondeu… “Não! Mas você Irá Voar!!!!!!!!!!”
    “Ah… mas o Bran não é Targaryen!!!” … Que se Dane!!! Ele é Foda!!!

    Mas e aí… será que joguei querosene na Fogueira? Kkkkkkkkkkkkk!!!

  • Tuane Costa

    Sobre os olhos do Tyrion você falou errado. Ele tem heterocromia, um olho é verde e o outro é preto. Mesmo assim apresentam isso como um indício dele ser Targ porque outros Targ bastardos também tiveram olhos diferentes, como a heterocromia da Shiera Seastar e os olhos vermelhos do Corvo de Sangue (apesar disso vir do albinismo).

  • Patrik Cotrim

    achoq a graça esta justamente em ele ser muito Tywin, algo q o Tyrion sempre buscou foi reconhecimento, acredito q desde a sua formação ele buscou ser sua figura parterna o maximo q pode, e é justamente isso q mais indigna o Tywin, pq o filho q ele queria ter não é dele e ele sempre vai saber disso.

  • Stephen Norton

    Infelizmente, há muito mais evidências de que o Tyrion é mesmo um Targaryen. Digo infelizmente porque estou completamente de acordo com o autor do post: acho que tal revelação empobreceria Tyrion, Tywin e a trama como um todo. Uma reviravolta totalmente desnecessária que esvaziaria o que foi um dos arcos mais brilhantes da saga.

    Mas não dá pra olhar essas “pequenas pistas” e não pensar que tem algo aí. Para mim tá bem claro que o estupro (tenho certeza de que foi um estupro) ocorreu no ano de 272, durante o tal torneio, pois aí se encaixa com o ano de nascimento de Tyrion. E aí os sonhos do Tyrion com dragões e etc…

    O único grande ponto contra é: Tywin não ficaria sabendo se sua esposa tivesse sido estuprada pelo Rei? Em Porto Real, onde há espiões por todos os lados? Sem falar da própria Joanna,ela não contaria? É quase impossível de se aceitar isso. E ainda mais que ele soubesse do estupro e depois aceitasse criar um filho que PODERIA não ser dele. Mas imagino que o Martin tenha alguma carta na manga para explicar isso também, seria um furo muito grande para se ignorar.

    Fico aqui torcendo para que o Martin desista da ideia, porque vai ser bem decepcionante se ele for por esse caminho XD

  • Tarik Castro

    Acho que é exatamente como eu li aqui no Game of Thrones Br, o tempo de lançamento entre os livros da a chance dos leitores elaborarem as mais diversas teorias, e em se tratando das Crônicas de Gelo e Fogo é literalmente atirar as cegas, mas com tanta gente atirando as cegas é bem possível que já tenhamos acertado pelo menos de raspão no alvo. Enfim, eu não me surpreenderia se essa sua teoria mirabolante fosse pelo menos em parte verdadeira…

  • Homem aranha

    Existe a possibilidade de que Aegon seja um blackfyre e Tyrion e Jon sejam Targaryen, as outras 2 cabeças do dragão.

  • Igor de Oliveira Zwicker

    No caso Bran, acredito que ele vá voar pela habilidade de entrar no corpo de homens e outras criaturas, no caso um dos dragões de Daenerys. Acredito fortemente que aquela cena da sombra de um dragão sobrevoando Porto Real seja Bran Stark. No mais, adorei tua teoria. Rs.

  • Igor de Oliveira Zwicker

    Discordo quando você diz que “Em A Dança dos Dragões o conflito interno por ser um patricida representou grande parte dos inúmeros POVs do anão. Teria sido tudo isso desnecessário, no final das contas?”

    Tywin será sempre o pai do Tyrion, biológico ou não. Ele, bem ou mal, o criou. Eles conviveram todos esses anos.

    Agora o fato de, realmente, Tyrion ter bem mais semelhança com Tywin em seu modo de ser, comparado ao irmãos, não quer dizer que deva necessariamente ser filho biológico. Volto a dizer, Tywin o criou, natural que ele pudesse enveredar para um comportamento semelhante.

    Acho a teoria bem razoável, especialmente porque Tywin sempre frisou da vergonha em ter criado Tyrion, ao invés de tê-lo matado. É muito mais razoável que seja porque ele não é seu filho biológico do que, necessariamente, por ser um anão ou ter “matado” Joanna Lannister no parto.

    E concordo com o colega que disse isso: como Tywin iria se insurgir contra esse filho e desafiar o próprio rei? Iria tomar satisfação com Sua Majestade?

  • Danilo Henrique

    Eu não li o Mundo, mas estou familiarizado com a teoria.
    Confesso que quando li a primeira vez a teoria do Jon, achei bacana. Porém quando li essa, fiquei decepcionado, principalmente por concordar plenamente com o que você diz sobre perder qualidade na história. Obrigar um personagem a ser Targaryen, é no mínimo uma baita pobreza literária.

  • Danilo Henrique

    “..mas eu percebi certas semelhanças nas fracas características Targaeryans presentes em Jon e Tyrion.”
    Quais seriam as características e quais as semelhanças?

    Não gosto dessa teoria e torço contra ela mesmo, mas sobre as mães, pensei a mesmíssima coisa.

  • Danilo Henrique

    Apenas uma observação sobre como eu entendo “The seed is strong”.

    Quando Jon Arryn insiste nessas como suas últimas palavras, eu imagino que ele se referia exclusivamente a semente de Robert, ou à semente dos Baratheon.

    Considero que não pode ser uma regra aplicada a todas as famílias. Afinal, Jon Arryn, e depois Ned Stark foram atrás de vários bastardos do Robert, e todos tinham características Baratheon, independente da mãe ser loira ou morena. E assim foi concluído que os 3 herdeiros do trono, não eram realmente filhos dele, e sim filhos do incesto Lannister, já que deu-se a entender que a semente Baratheon é mais forte.

    É assim que eu vejo, pelo menos

  • Danilo Henrique

    Essa passagem da Dany foi só pra mais pra frente no livro ela perceber que estava errada.

  • Danilo Henrique

    Lembrando que quando os Greyjoy se rebelaram e Robert e Ned acabaram com eles, O “rei” das ilhas de ferro não foi morto, e o último herdeiro foi levado pelo Ned e muito bem criado (até de mais :P)

  • Danilo Henrique

    Concordo com a predileção do Martin, e com o que eu acredito ser de grande parte do público.

    Também concordo plenamente com seu último parágrafo. Porém, não se deve esquecer que o livro é escrito em POVs, então não acho que existam os perfeitos.
    Por exemplo, pergunte pra um leitor “partidário xiita” Targaryen sobre os Starks, e ele vai provavelmente repetir a descrição da Dany, a dos “cães do usurpador”.

    Ps:.confesso que não fiz o teste, isso acabou de me passar pela cabeça, rs.

  • Ricardo Vieira Marques

    Não, eu usei a frase apenas como licença poética mesmo, pra ilustrar melhor minha opinião com uma das passagens mais marcantes da série, porém me atendo apenas ao significado puro dela, e não ao contexto envolvido. Concordo com você que quando Jon Arryn profere essas palavras, ele se refere exclusivamente ao caso dos Baratheon, e os livros não deixam brechas pra outras interpretações. Grande abraço!

  • Renatinha

    Torço contra essa teoria e torço contra ele ser uma das cabeças do dragão. Acho que ficaria o exagero do clichê os personagens queridinhos todos serem Targaryen.
    Se for pra ter Lannister que na verdade é Targaryen, que sejam os gêmeos.. Acho MUITO mais irônico os filhos queridinhos e perfeitos do Tywin não serem filhos dele e o filho que ele despreza, que mais se assemelha em inteligência com o mesmo ser o ÚNICO Lannister!
    Que ele seja um dos conselheiros da Dany, mas outro Targaryen acho que fica muito estigmatizado, tipo, “eu sou queridinho, então sou targaryen, e vou subir no dragão tb”

  • Lena Targaryen

    Uma coisa q também é importante e que poucos se lembramé a conversa entre o Tyrion e o Tywin quando o duende pediu Casterly Rock q poderia explicar muito bem o porque o Tywin sendo tão orgulhoso manteria um bastardo. Ele diz pro Tyrion q permitiu q ele tibvesse o nome da casa e ter de suportá-lo bombaleando por ai com o leão de lannister no gibão pq não tinha como provar q o Tyrion não era filho dele. Pensa, faz sentido. Se Aerys tivesse tido relações com Joanna Lannister e ela engravidasse e desse a luz, como o Tywin iria poder provar? Iria acusar o rei louco de ter estuprado sua esposa? Ele iria negar e ainda poderia prender o Tywin. E com a Joanna morta, nada poderia ser feito. O rei louco só caiu depois de qase dez anos do nascimento do Tyrion. O orgulho talvez não deixasse o Tywim a criar um bastardo como seu, mas as faltas de provas i fizeram.