O Dragão de Gelo: Livro infantil de George R. R. Martin será lançado no Brasil

Há alguns dias, falamos do conto infantil escrito por George R. R. Martin: “O Dragão de Gelo” (The Ice Dragon). Nele, o escritor narra a história da menina Adara, amiga da criatura lendária no título, e será relançado nos EUA em outubro desse ano. Parece que a editora Leya ouviu nosso pedido e, segundo o site da Veja, trará o livro pra cá numa data próxima ao Dia das Crianças (12 de outubro). A confirmação veio de Pascoal Soto, diretor da Leya, que também confirmou a tradução de Gabriel Brum e as ilustrações do artista espanhol Luis Royo – o mesmo responsável pelas artes da edição norte-americana.

The-Ice-Dragon-sketches-5

Adara e o Dragão de Gelo (por Luis Royo)

Leiam a sinopse do livro abaixo:

Adara gostava do inverno mais do que todas as outras estações, mas quando o frio cresceu, com ele veio o Dragão de Gelo. O dragão de gelo era uma criatura lendária e tenebrosa, pois nenhum homem jamais havia domado um. Quando por cima de todos ele voou, deixou em seu rastro uma desolada terra fria e congelada. Mas Adara não tinha medo. Pois Adara era uma criança do inverno, nascida durante a pior nevasca que ninguém, nem mesmo os Antigos, conseguiam se lembrar muito bem.

Adara não conseguia se lembrar da primeira vez que ela viu o dragão de gelo. Parecia que esteve sempre em sua vida, vislumbrado de longe enquanto ela brincava na neve gelada, mesmo muito tempo depois que as outras crianças já haviam fugido do frio. Aos quatro anos ela o tocou, e aos cinco ela montou em cima de seu amplo e refrescante dorso pela primeira vez. Então, aos sete anos, em um dia calmo de verão, dragões de fogo do Norte desceram sobre a pacífica fazenda que era a casa de Adara. E apenas uma criança do inverno – e o dragão de gelo que a amava – poderia salvar seu mundo da destruição total.

Vale ressaltar que, embora muitos afirmem que “O Dragão de Gelo” se passa no mesmo universo d’As Crônicas de Gelo e Fogo, essa informação nunca foi confirmada pelo autor. O mais provável é que a história tenha sido mesmo uma espécie de esboço para a grande saga de Martin, já que ela foi originalmente publicada em 1980 – dezesseis anos antes de “A Guerra dos Tronos” (A Game of Thrones).

De qualquer maneira, esse será um ótimo presente pra quem quer que seu filho ou filha comece a apreciar boa literatura, não?

Entraremos em contato com a Leya para maiores informações.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Juliana Ribas

    Sei não, vou ler e ficar imaginando pixxxtas desse dragão na saga atual hahaha

  • Rodrigo MariMoon

    Na figura acima, parece que a história se passa em Pra-Lá-da-Muralha… Acho que é só ver nas gravuras, e prestar atenção nas descrições de personagens com o passar do livro, que talvez veremos algum Selvagem ou Patrulheiro interagindo com ela ^^…

  • Weberson Rocha

    Agora é que realmente tenho certeza desse dragão de Gelo! Tenho a impressão que Bran vai controlar com o poder que ele tem. imagino também que o corvo de 3 olhos vai querer possuir o corpo do Bran e querer comandar esse dragão por ele ser um Targaryan mesmo que bastardo talvez ele viu isso nas visões que ele teve quando virou corvo de 3 olhos. Acho que estou viajando mas sinto que Bran corre grande risco com o corvo de 3 Olhos.

  • Tassio Luan

    Mais um na lista <3

  • AP

    *Então, aos sete anos, em um dia calmo de verão, dragões de fogo do Norte desceram sobre a pacífica fazenda que era a casa de Adara.*
    Sabemos que os dragões são na verdade do Sul,ali esta falando do norte,se este livro se passar mesmo no mundo das Crônicas acredito que as terras de sempre inverno sejam realmente grandes,digo,para virem dragões do norte a única lógica é estarem vindo de valíria mas em direção ao sul,passando por sothoryos e dando a volta no mundo,chegando nas terras do sempre inverno pelo norte.

  • Luisa Witzel

    Eu li o Livro. Pela história, é possivel que as coisas se passem na antiga valíria. Mas em Westeros, é meio dificil

  • Calvin

    Não é raro mesmo para os bons escritores reciclarem ideias (Agatha Christie, por exemplo, fez isso várias vezes), então ainda se Martin vier futuramente afirmar categoricamente que essa história não ocorre no mundo das Crônicas, não estranharia caso percebesse algumas coisas aos quais tenham sido (ou vão ser mais a frente) reaproveitadas na sua obra mais famosa. E não é algo necessariamente ruim, pessoalmente acho uma bobagem ser original apenas para ser “original”.

  • Beth Salgueiro

    também sinto isso. o corvo quer o corpo jovem de bran pra continuar vivo, principalmente porque o garoto é também um dos wargs mais poderosos que ele já encontrou. mas, também confio no bran… ele tem poder e esperteza…

  • Pati

    Poderia ser.

  • Pati

    curiosei

  • Messinho’

    Pensei nisso também, e pensei que se for confirmado desse jeito, dá pra fazer um anel como souvenir contendo o mapa desse mundo todo. E que, no caso, só Essos estaria a salvo, caso o inverno faça os White Walkers caminharem até Dorne. Embora lembre de uma passagem que falava algo sobre os morto-vivos conseguirem caminhar dentro da água. OH SHIT ESTÃO TODOS FUDIDOS

  • Thadeu Antonio Ferreira Melo

    Isso não é um conto que eu enquadraria como infantil.
    Pelo menos a versão que consta na coletania de contos “Dreamsongs” é razoavelmente violenta e brutal.

    E não, não tem nada que indique que se passa no mesmo universo de Guerra dos Tronos, mas muitos elementos são de fato “reciclados” nos romances.

  • Joao Palmadas

    Se é um dragão de gelo, provavelmente seria “wargado” pelo Jon Snow.

  • Brendo Nascimento

    Mesmo que tenha servido de esboço, isso não refuta a possibilidade de serem no mesmo universo. Inclusive pelo fato de Jon Snow sitar várias vezes esse mesmo conto.

  • Rafaell Silveira Gonçalves

    Qual crítica vcs fazem sobre esse livro, consideram realmente infantil o conteúdo?
    Dependendo da resposta baixo ele aqui em epub pra ler no celular 😀

  • A história é infantil, mas a forma como ela é contada é juvenil. Apesar disso, é um livro gostoso de se ler, mesmo sendo adulto, inclusive para quem curte enredo épico/fantasia. As ilustrações são belas e foi bem produzido graficamente.

  • João Gerardo

    lands of de aways winter