Edmure Tully: um bom senhor ou o culpado pela derrota?

Quando se fala da Guerra dos Cinco Reis, mais especificamente do conflito Lannister-Stark nas Terras Fluviais, um dos principais culpados para a derrota dos lobos e das trutas é geralmente apontado na pessoa de Edmure Tully, o Senhor de Correrrio. O motivo: ter dado combate a Lorde Tywin Lannister na Batalha dos Vaus, o que  pelo menos segundo os próprios personagens  atrapalhou a estratégia planejada por Robb Stark e Brynden “Peixe-Negro” Tully, de atrair Tywin em uma armadilha para as Terras Ocidentais.

Mas será que Edmure pode mesmo ser culpado por isso, ou será que essa impressão é passada e muitas vezes não-questionada por vir de quem vem  Robb e Brynden? Esse é o questionamento que Stefan Sasse faz em um artigo para a Tower of the Hand, e com argumentos bastante razoáveis para contrariar a opinião geral. Um bom texto para abrirmos os olhos para alguns detalhes que às vezes nos passam batido, pela própria estrutura de POVs que, afinal, nada mais são do que o modo como aqueles personagens percebem as situações.

É bom lembrar que o artigo foi escrito com base nos livros, afinal na série de TV essa trama é bastante reduzida. Confira, e acompanhe no nosso mapa para se situar:

A decisão de Correrrio

edmure tully casa tully

Repetidas vezes argumentei que quando Robb Stark e Brynden Tully se juntam contra Edmure Tully para falar sobre sua “decisão estúpida” de lutar contra Lorde Tywin em Moinho de Pedra e outros locais ao longo do Ramo Vermelho, ambos estão errados. Edmure não tinha como saber qual seria o plano de Robb e Brynden, e a culpa é deles por não lhe terem contado. Eu também presumi – uma teoria bem mais contestada – que Robb e Brynden sequer sabiam eles mesmos desse “plano” até depois do fato, e simplesmente desceram a lenha em Edmure porque ele era um bode expiatório conveniente. Depois de ver as cenas adaptadas para série da HBO também (com menos valor, porque a importância de Correrrio é diminuída e a batalha em Moinho da Pedra ocorre apenas contra Gregor Clegane), revisei meus pensamentos originais e cheguei a conclusões ligeiramente diferentes sobre por que Robb e Brynden estão basicamente falando merda.

A princípio, temos que entender o que eles obviamente parecem esquecer sempre: Edmure é o Senhor de Correrrio. Ele é também Senhor Supremo do Tridente, o que significa que ele é o suserano de todas as Terras Fluviais. Menciono isso porque pelo tratamento que ele recebe de todos os seus parentes, nunca saberíamos disso. Catelyn, sua irmã mais velha, frequentemente o ataca por tomar conta das coisas ao invés de deixar para o pai comatoso e senil. Robb, seu sobrinho, com metade de sua idade, possui uma autoridade que Edmure certamente não tem. Brynden, seu tio, é o confidente de Robb, mas não tem nada além de desdém e escárnio por ele. Os conselhos de guerra, que são basicamente compostos pelos senhores do Norte, Catelyn e Brynden, não incluem Edmure significativamente. Em vez disso, ele é criticado por ter perdido contra Jaime Lannister, com um exército de 4.000 homens contra 15.000 dos Lannister.

Então não é de se surpreender que Edmure fique em companhia de outros senhores fluviais ou seus herdeiros, especialmente Piper e Mallister, e essa tampouco é a opção mais estúpida para ele, a despeito do que Catelyn pensa. Ele é o Senhor das Terras dos Rios, afinal, e precisa cultivar relações. À parte da bebida e das putas, isso é exatamente o que Ned Stark fazia – ele conversava frequentemente com seus vassalos, os incluía em seus próprios conselhos e estava geralmente em bons termos com eles. Imagine que não houvesse guerra a ser travada – à exceção dos Freys, os lordes mais importantes das Terras dos Rios são parceiros de Edmure, então eu diria que isso é boa política.

Edmure Tully: um bom Senhor dos Rios ou um bode expiatório conveniente? (Imagem por Amok, para a Fantasy Flight Games)

Mas para chegar ao motivo pelo qual tudo isso é importante, vamos voltar à ordem que Robb e Brynden (supostamente) deixaram para Edmure: “Defenda Correrrio enquanto estamos em campanha pelas Terras Ocidentais”. Não parece ter sido mais clara do que isso. Mais tarde argumentarei que a ordem foi estúpida mesmo com a suposta intenção de atrair Tywin para as Terras Ocidentais, mas por enquanto vamos considerar o que significa “defenda Correrrio”. Alerta de spoiler: não é o castelo. A razão por trás disso é que Westeros é um mundo feudal. Então vamos ver isso sob a perspectiva de um senhor feudal, nesse caso, Edmure. Seu suserano, Robb Stark, deixou as Terras dos Rios para lutar numa guerra, e o deixou para trás com a maior parte das forças das Terras dos Rios para “defender Correrrio”. Simplesmente é possível que um comandante numa sociedade feudal interpretasse essa ordem como “defenda o castelo e mais nada”.

Para Edmure, “Correrrio” é as Terras Fluviais, como “Winterfell” é o Norte para os Starks. Quando se diz a Edmure “defenda Correrrio enquanto não estou”, você poderia da mesma forma dizer “defenda as Terras dos Rios”, mas esse pensamento territorial seria anacrônico e não teria nada a ver com as realidades feudais. Um senhor é juramentado a defender todos os seus súditos, e ao contrário de alguns (olá, Brynden), Edmure leva seu juramento a sério. Ele não pode ser um senhor se ele se esconde atrás das muralhas do castelo, o que é apontado durante a série diversas vezes, porque ele violaria seu juramento e seria visto como um covarde, o que não é nada do que um senhor deveria demonstrar se ele em algum momento quer ter respeito e obediência de seus vassalos. E Edmure tem, o quê, trinta anos? Ele espera ser Senhor de Correrrio e das Terras Fluviais por bastante tempo, o que significa que ele não pode se esconder. E é por isso que o pensamento de fazê-lo nunca sequer passa por sua cabeça.

Aí você pode atribuir isso a uma falta de visão militar e cegueira tática, mas isso seria grosseiramente injusto. Rodrik Cassel é meramente castelão quando é incumbido por Catelyn de tomar conta de, espere, “Winterfell”, e ele não hesita sequer por um segundo quando Praça de Torrhen está sob ataque, porque é seu dever enquanto quase-suserano proteger os vassalos de Winterfell. Winterfell é mais do que um castelo, Winterfell é o Norte. E Correrrio é mais do que um castelo também, é as Terras Fluviais.

Correrrio e as Terras Fluviais (Game of Thrones Ascent)

A razão pela qual nós enquanto leitores não conseguimos ver isso dessa forma é porque só temos acesso a essas coisas pelo ponto-de-vista da Catelyn, e a Catelyn é fortemente parcial quando sua família está em jogo, e além disso consumida por pesar, o que fez dela uma pessoa amarga que frequentemente ataca outros. E Edmure recebe a fatia da truta desses ataques, porque ele está lá, ele é o irmão mais novo, e ele é simplesmente um cara legal que não reage. Ele e Robb nunca teriam se dado melhor se ele tivesse dado um cala-a-boca em Catelyn e Brynden e dito a eles que quem manda em Correrrio é ele. Porque se há de admitir, ele faz um bom trabalho. Ele não só cultiva boas relações com seus principais vassalos (à exceção dos Freys, mas estes são desprezados por todos devido ao seu baixo status social, então Edmure não é exceção), como também se prova um comandante militar decente quando em uma situação bastante razoável. Afinal, ele derrotou o Strongboar (Lyle Crakehall, que foi feito prisioneiro), Addam Marbrand (duas vezes), Flement Brax e o próprio Montanha, com uma força que os riverlanders alegam ter metade do tamanho das tropas de Tywin (na verdade, eu chutaria que está mais próxima de dois terços, principalmente se se levar em conta o quão rápido os riverlanders podem mover suas reservas pelos vaus).

A despeito do que se pode pensar sobre a batalha nos vaus de Moinho de Pedra, Edmure a venceu, e a venceu decisivamente. Os Lannisters perderam muito mais tropas do que ele, e os vaus são seguros. A preparação que Edmure investe na defesa (fortificando os vaus e mantendo cavaleiros com armadura na reserva para destruir qualquer ponto de apoio que o inimigo possa conseguir) dá resultado, e no final das contas, é uma vitória retumbante que nega a Tywin acesso a sua terra natal e o prende em Harrenhal.

É claro que estrategicamente isso é bastante ruim, depois que os Tyrell se juntaram aos Lannister no meio tempo e Tywin descobriu isso bem a tempo de dar meia volta com seu exército e enfrentar Stannis na Água Negra. Então, Edmure realmente estragou tudo, não é? Se ele tivesse simplesmente ficado sentado atrás das muralhas de Correrrio como lhe foi ordenado e piscado para o Tywin enquanto este passava, Stannis teria vencido e tudo estaria bem, não é?

Não. E essa é a segunda parte do meu argumento que faz da alegação de Robb e de Brynden, de que Edmure individualmente estragou tudo quando não se ateve a suas ordens, tão ridícula. A Batalha dos Vaus durou uma semana, mais ou menos. Se Edmure não a tivesse lutado, o exército Lannister estaria muito longe para chegar a Porto Real a tempo (sete dias com aproximadamente 15 ou 20 milhas de marcha por dia fazem toda a diferença aqui). Mas existe um grande problema, porque o plano que Robb e Brynden alegam simplesmente não bate. Vamos recapitular: Tywin marcha por Correrrio e fica preso entre a espada (o exército de Robb) e a parede (Correrrio), enquanto Porto Real cai. Só que não. Porque se Edmure fizesse o que Robb e Brynden alegam que ele deveria ter feito – seguido as ordens literalmente, o que como eu mostrei é uma presunção absurda, para começar – não haveria absolutamente nada que impedisse Tywin de marchar no sentido contrário. Sabe por quê? Porque Edmure ainda ficaria sentado nas muralhas de Correrrio, piscando para Tywin de novo enquanto este marchava. Porque as ordens ainda seriam as mesmas: defender Correrrio. Agora, como diabos Edmure saberia que ele deveria deixar o Tywin marchar em uma direção, mas não na outra?

edmurerobbbrynden

Robb e seu tio Peixe-Negro culparam Edmure pela derrota nas Terras Fluviais. Mas quão claras foram as instruções passadas a ele?

Claro, ele poderia ter olhado em um mapa por conta própria e decifrado qual seria o plano de Robb. Mas esse seria um caminho certo para o desastre. Presumir o que seu suserano faria, e agir de uma forma que poderia complementar essa estratégia, mas que poderia também levar a uma grande calamidade não é exatamente liderança prudente. Vamos novamente ver isso da perspectiva de Edmure. Robb e Brynden lhe disseram que eles saqueariam o Oeste para ferir a fonte de poder Lannister, como retaliação pela invasão das Terras Fluviais e para conseguir coisas para o inverno iminente (e eles fizeram isso; enviaram comboios inteiros de bens e gado saqueados para Correrrio). Não havia nenhuma razão para Edmure duvidar que esse seria o plano. Então qual seria o maior perigo para o ataque de Robb às Terras Ocidentais? Tywin retornar e prendê-lo, destruindo seu exército inteiro (o que é precisamente o que Tywin pretende quando recruta um novo exército em Cruzaboi). Então, Edmure faz a coisa sensata: impede que Tywin alcance Robb, permitindo que seu rei vença os dois exércitos separadamente (como Robb faz, derrotando a tropa em Cruzaboi e continuando a desfazer as bases de Tywin ao capturar minas e castelos). É uma estratégia que faz perfeito sentido, e nenhuma das notícias sobre a guerra de Robb que chegam a Correrrio indicam alguma coisa que não isso. O “plano brilhante” que Robb e Brynden supostamente idealizaram chega como surpresa total não só para Edmure, mas também para o leitor. E cegos pela estrutura parcial de POV, acreditamos nisso automaticamente (como faz Edmure, afinal por que seu suserano e seu tio mentiriam para ele?).

Um adendo: não estou dizendo que Robb mente na cara de Edmure, isso não seria condizente com seu caráter. Mas ele está irritado porque seus planos falharam (devido a circunstâncias externas, mais importantemente as mortes de Renly e Cortnay Penrose), e numa reação perfeitamente humana, ele procura por um bode expiatório. E como Edmure já é treinado como um saco de pancadas Tully para sua mãe seu tio, ele o faz naturalmente. Então quando, depois de receber todas as notícias ruins, Robb e Brynden se sentaram a uma mesa em algum lugar das Terras Ocidentais eles podem ter tido essa conversa:

edmuremypeople

“- Quem é toda essa gente?
– O meu povo – respondeu Edmure. – Estavam com medo.”

– Cara, não teria sido ótimo se o Tywin tivesse ficado preso aqui em vez de marchar de volta?

– É, cara. Se não fosse por Moinho de Pedra…

– É! Burrice do cacete.

– Se pelo menos o Edmure não tivesse dado combate ao Tywin…

– É, foi tudo culpa dele!

Se Robb e Brynden tivessem realmente pretendido fazer isso, a ordem a Edmure deveria ter sido a seguinte: “Deixe Tywin passar por Correrrio e então proteja o Ramo Vermelho para impedir que ele vá para o leste de novo”. Então, todo o plano teria funcionado, um plano que para idealizar seria necessário um conhecimento que nenhum dos participantes tinha naquele momento, para enfatizar novamente. Não existe maneira de que esse fosse o plano quando Robb e Brynden saíram no começo de Fúria dos Reis.

O último argumento que eles podem suscitar é que Edmure não é exatamente confiável, porque ele frequenta putas e conversa bêbado. Isso pode ser. Mas não há o que se fazer. Edmure é o Senhor de Correrrio, então Robb e Brynden devem lidar com isso. É alarmante o mau julgamento de caráter que Robb mostra aqui, especialmente levando em conta o quão bem ele lida com seus vassalos nortenhos. Meu palpite é que ele confia em sua mãe e em seu tio sobre como lidar com os senhores fluviais porque, bem, eles são nascidos nas Terras Fluviais. Mas Robb peca em perceber que ambos são muito parciais em relação a Edmure e que o conselho deles aqui é ruim. Ainda mais grave é a falta de respeito que ele demonstra a seu vassalo principal, o senhor de metade de seu reino. Ele respeita até brucutus como Grande Jon Umber e ganha sua lealdade constante por isso. Se ele tivesse trazido uma fração que fosse desse respeito por Edmure e o incluído em seus conselhos de guerra como lhe cabia, então, conhecendo a personalidade de bom coração e submissão de Edmure, ele teria ganhado nele um leal e ardente seguidor. Por favor tenham em mente que Edmure e os senhores fluviais juraram fidelidade a ele e o fizeram seu Rei ainda que ninguém os tenha pedido para fazê-lo! Em resposta, ele deixa a ele nada e força Edmure a procurar glória e status noutro lugar.

E é por isso que Robb perde a guerra. Ele pode ser um comandante militar capaz e saber como lidar com seus nortenhos, porque seu pai lhe ensinou as duas coisas e ele sente uma conexão profunda com o Norte. Não há nada a que comparar para as Terras Fluviais e seus senhores (com quem os principais conselheiros de Robb não têm laços fortes), e é notável que Robb quase sempre leve seus nortenhos e deixe os senhores fluviais onde eles estão quando pode. Eles estão em segundo plano para ele, porque ele não faz ideia de como governar seu reino e o que fazer com ele. Ele é um chefe militar, e é seguro presumir que quando a guerra estivesse vencida, ele teria voltado a Winterfell e deixado as Terras Fluviais para se cuidarem sozinhas. Um cego poderia ver isso, e Edmure certamente viu. E sendo muito melhor em política que Robb, ele se preparou de acordo. Não é sua culpa que seu suserano tenha perdido a guerra.

[Fonte: Tower of the Hand]

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • God

    Freys…

  • Davi_Gilmar

    Texto foda, brother. Nada a acrescentar e tudo a concordar.

  • Pedro Henrique

    Um bom senhor.

  • Também concordo quase 100%. Sempre achei Edmure bem subestimado, tanto pelos personagens quanto pelos leitores.

  • Eduardo Cruz

    Meu pensamento antes de ler o texto:

    Gosto de Edmure. Ele cagou na estratégia de Robb, mas não tinha como ele saber. O mais lógico a se fazer era impedir tywin mesmo, já que ele não sabia das intenções de seu rei e tinha as ordens de proreger correrio. Mas se ele tivesse uma visão mais a frente, talvez ele pudesse pensar ele mesmo nessa estratégia e atraído Tywin pra armadilha. Então de certa forma ele teve culpa sim. Assim como Robb, Cat, Tyrion, MINDINHO, Ned. A queda do Norte foi devida a uma sequência de muitos erros, acertos e decisões, de vários dos personagens.

    Depois de ler:

    Palmas para Edmure. Nunca tinha me ligado nessa relação que ele construia com os vassalos e nem nas vitórias que ele teve na guerra, Eu estava meio tentando discordar do texto até que eu li o argumento mais importante:

    Não havia garantias de que uma vez que ele deixasse tywin passar, tentaria depois impedir que ele retornasse. E talvez ele também tenha salvo a pele de Robb ao segurar o exército Lannister lá embaixo.
    ———————

    Mas talvez se ele deixasse tywin passar, isso pudesse representar um atraso (por menor que fosse) que impedisse que ele enfrentasse Stannis.
    A verdade é que nunca saberemos, porque nesse universo as coisas não são constantes, tudo pode mudar em questão de poucas páginas, porque é essa a questão dessa história: Pequenas decisões de poucos personagens, podem levar a infinitas possibilidades. Deixando Tywin passar eles poderiam vencer a guerra ali … ou talvez algo pior acontecesse. Tywin era inteligente. Devia ter uma estratégia própria também. São muitas variáveis nesse jogo.dos tronos.

  • Vinicius Falcao

    Massa! Sempre achei estranha essa estória de não contarem pro Edmure o verdadeiro plano. E ainda, depois de ler o texto, faço algumas observações:
    1 – O peixe negro não estava em correrio no começo da guerra, e sim no Vale, então temos: Peixe Negro e Catelyn que não iam às Terras Fluviais a trocentos anos dando ordens a ele, que era o Senhor das Terras em exercício e conhecia todos os vassalos. Os dois ainda o viam como a criança que ele era qdo sairam de lá.
    2 – Aposto que colocar a culpa de tudo em Edmure foi uma manobra para que ele aceitasse casar com a garota Frey e arrumar a cagada feita por Robb Stark.
    O jovem lobo foi um personagem formidável, mas perdeu a guerra por pensar com a cabeça errada… E qto aos Edmure, sempre achei ele um pensonagem meio injustiçado, embora não tivesse argumento, simplismente pq não levava muito em conta nada que vinha do POV dela.
    Entao temos Catelyn, a mulher que começou a guerra por acreditar no Mindinho; Robb, o garoto que perdeu a guerra pornão cumprir a palavra (os Freys são fdps, mas ele sabia muito bem disso antes de trai-los) e Peixe Negro, que embora seja um personagem BADASS talvez culpasse o sobrinho por causa do irmão,e que, pra mim, foi quem colocou a culpa nele só pra faze-lo casar-se com a Frey. Talveza defesa ardua dele a Correrio mesmo depois da morte de Robb tenha sido porcausa de algum remorso, embora pra mim não faça sentido pelo fato de Edmure estar vivo… Talvez ele tenha defendido o castelo com tanto afinco por saber que o sobrinho não teria muita utilidade depois de tomarem o castelo e que um acordo pudesse salvar a vida de Edmure… Talves aquilo tudo seja puro remorso.. hehehe…
    Em se tratando de GRRM tudo é possivel…

  • Damian

    Esse foi o texto mais enviesado que ja li na vida!!!! 90% da analises sao feitas em cima de coisas ue o autor presume, mas nao se sabe se é de fato! Uma chupaçao de saco sem igual.

  • Gildo Cravo Batinga Neto

    Negar terra boa ao inimigo é um ensinamento primário na Arte da Guerra de Sun Tsu, assim como manter-se no solo elevado.

    Se eu não estou enganado na cabeça de Tywin a batalha em Porto Real estava perdida, como ele não chegaria em casa a tempo, resolveu participar em Porto Real.

  • Egg

    Também concordo, Edmure nada mais fez que proteger seu povo, quando Cat fala com ele a respeito das crianças nuas correndo pelo castelo ele fala que é o povo dele ! Sendo assim, ele já percebeu essa questão de Robb por mais que fosse Rei agora das terras fluviais só querer saber do Norte, e sabendo disso que Edmure dá a guerra a Tywin para proteger seu povo porque ele não saberia o Tywin poderia fazer passando “de boa” por Correrrio … Lembrem-se das queimadas …

  • Gustavo Falarz Batista

    Com todo respeito, mas acho besteira todo esse papo de ” Lorde Supremo do Tridente”, exigir que ele seja mais valorizado por ser um Senhor, é a mesma coisa que o Joffrey exigir respeito por clamar ser rei.

    O norte (como todos sabemos) funciona diferente do sul, só porque ele é de uma grande família não significa que você é seja um grande comandante, o Edmure foi recém nomeado senhor de Riverrun e perdeu vários homens para defender uma posição que não tinha nenhum valor estratégico, pode chamar de vitória se quiser, mas o que ele ganhou com isso?

    Outra coisa se ele não recebeu a informação, foi por um bom motivo, nesse ponto da história o Robb já sabia que haviam espiões por perto, e a Montanha estava assolando o tridente, não era seguro mandar um corvo e nem um mensageiro.

    O mais importante, como vassalo do Robb, ele é um “soldado”, soldados seguem ordens, e é isso.

    Ele não teve tempo suficiente para se provar um bom Senhor, não é um bom comandante, a única batalha que ganhou, sacrificou homens que eram preciosos, sem motivo algum.

  • Evandro

    o texto é muito bom, eu mesmo sempre achei que a falta de informação que Edmure tinha em relação a estrategia do Robb foi a causa do fracaso da missao. Mas no final das contas a de se levar em consideração que se Robb tivese vencicido a guerra e torna-se o Norte e as Terras Fluvias um reino independente ele não consequiria manter as Terras Fluvias anexada ao seu reino pelo fato de que as Teras Fluvias não ´possuirem fronteiras naturais para se protegerem das invasoes dos inimigos como visto em toda a historia de Westeros com relação as essa parte do continete, o proprio reino das Terras fluviais havia caindo milhares de anos antes dos Targaryen, sendo uma região contantimente disputadas pelos homem de ferro e o reis da tempestades.

  • Gabriel Moura Pimentel

    Um dos melhores textos que eu li no site! Você abordou um tema que não é vislumbrado por muitos, e que pra mim é ao mesmo tempo um ponto forte e fraco do livro, a narrativa em POV. Sabemos o que e como se percebe as circunstâncias do personagem que narra o capítulo, mas como no caso do Edmure Tully, não se tem seus “pontos de vistas”, suas percepções da realidade e acontecimentos.

    Para explicar melhor o texto, como administrador, farei uma breve analogia entre Administração e Estratégia e Hierarquia Militar, lembrando que os principios de Logistica, Adm. de Recursos, Estrategia e outros são oriundos desta.
    Assim como nas grandes empresas quando se deseja aumentar a participação no mercado e a receita da empresa, os CEOs/Executivos que são o nível estratégico, responsáveis pelo planejamento e formulação da estratégia na luta com os concorrentes, são responsáveis pela comunicação com os gerentes e chefes de departamentos e equipes que são o nível tático/gerencial, e estes pelo controle e execução do plano estratégico pelos operacionais.

    Analogamente podemos dizer: que quando o Robb, Bryden e o conselho de guerra (CEO e Executivos) não repassam para Edmure e seus vassalos (gerente e chefes de equipe) o planejamento e a estratégia de “chamar” Lorde Twiyn para as Terras Ocidentais e eles barrarem sua retaguarda, é simplesmente pensar (sim, nunca saberemos, mas eles podem ter planejado realmente isso) e não repassar a informação. Mais claramente é dizer que pensou e planejou, mas não informou e o plano e estratégia morreram na mentes deles, pois informação não repassada não gera conhecimento. Logo, como eles poderiam querer que Edmure soubesse da estratégia?

  • A hipótese como um todo é boa e talvez seja válida. E pra mim é óbvio que Robb falhou em vários aspectos, mas a maior parte do texto é baseada em suposições. Razoáveis, sim, mas sem evidências muito fortes.

  • JasonLannister

    Um dos melhores textos que ja li aqui! Ao contrário do que parece Edmure foi quem mais estava ciente da situação, Catelyn e o tio foram seguir a vida deles em outros lugares e de repente voltam exigindo que as terras fluviais para lutarem numa guerra, e Edmure teve que aceitar, sempre foi submisso a irma e o tio, os considerava sábios, e assim acabou aceitando tudo isso, e apartir dai todos os subestimam, não era visto como o senhor de Correrrio, consequencia da Catelyn e peixe Negro que passaram a Robb essa visão… e foi ai que deu merda, subestimaram ele, se o tivessem como companheiro e senhor de Correrrio as coisas poderiam ter sido diferentes
    Até agr Martin dexa ele vivo, e eu realmente espero que num futuro ele reassuma seu título de senhor de Correrrio!!

  • Gabriel Licastro

    Fantástico texto! Tradução maravilhosa e totalmente coerente! Parabéns!

  • Maycon

    Isso é tudo muito bonitinho, muito legal mas… Devemos lembrar que o Edmure até poderia ser um bom diplomata, mas nunca foi um guerreiro. Ele que veio cheio de pompa para acertar a flecha no barco que carregava o corpo de seu pai e errou miseravelmente. Quase estraga o ritual fúnebre.

    O Autor pinta o Rob como um Tolo, e ele foi mesmo, em confiar nos Frey. Mas em questão militar o jovem lobo morreu “invicto”. Edmure era um nobre mimado sedendo por gloria.

    Nunca vai ser o bastante parabenizar e agradecer pelo site e trabalho de toda a equipe. Um abraço a todos!

  • Dando minha opinião sobre o texto, concordo que ele tem um quê de parcialidade (principalmente no que concerne à boa política do Edmure – não acho que ele deliberadamente mantinha boas relações com os vassalos, acho mesmo é que ele curtia vinho e putas com os amigos), mas no geral não acho que esteja muito longe do que aconteceu. Pelo contrário.

    A parte em que o Sasse supõe que Brynden e Robb têm uma conversa nas Westerlands e resolvem culpar o Edmure é realmente pura suposição, mas faz sentido, principalmente porque Robb e Brynden de fato não tinham informações sobre apoio Tyrell aos Lannister por exemplo (nem o Tywin tinha, a princípio).

    Como o @disqus_ACXLCHoB4C:disqus comentou, concordo que o argumento mais forte é o de que, ainda que Edmure tivesse seguido a ordem na literalidade, ele tampouco impediria o Tywin de voltar, o que também seria ruim para os (supostos) planos. Que a ordem foi ruim é inegável.

    E até por essa declaração do Kevan Lannister em AGoT vemos também que para se defender Riverrun se tem necessariamente que proteger também os vaus:

    “O senhor nunca viu Correrrio, Sor Harys, caso contrário saberia que Jaime pouca escolha teve. O castelo ergue-se na extremidade da ponta de terra onde o Pedregoso deságua no Ramo Vermelho do Tridente. Os rios formam dois lados de um triângulo, e quando o perigo espreita, os Tully abrem as comportas a montante para criar um fosso largo no terceiro lado, transformando Correrrio numa ilha. As muralhas erguem-se a pique da água, e de suas torres os defensores controlam as margens opostas ao longo de muitas milhas. Para cortar todos os caminhos, um sitiante tem de erguer um acampamento a norte do Pedregoso, outro a sul do Ramo Vermelho, e um terceiro entre os rios, a oeste do fosso. Não há outra maneira, nenhuma.”

    Tem gente, porém, que é tão fanática pelo Jovem Lobo que ignora tudo isso, e acha que a palavra dele, de Catelyn, e de Brynden são sagradas.

  • todososnomesforamusados

    duas coisa:
    1 -nos livros o rob alega que por estarem basicamente a cavalo e os lannister a pé eles dariam uma volta e encurralariam tywin em um lugar que os batedores de Brynden encontraram, sem deixa-los, voltar pra porto real…

    2- um ponto a favor do seu argumento que não foi edmure que perdeu a guerra, pra mim é que foi os tyrell que a ganharam. Caso tywin tivesse ficado preso no oeste o pacto que mindinho selou com Mace sob o apoio de tyrion teriam salvo porto real da mesma forma….

  • Elton

    Não concordei.
    Primeiro porque o momento em que foi dada a instrução de esperar não foi relatada, então, não se pode afirmar que a instrução foi mal passada ou mal entendida. Só “presenciamos” o esporro que o Edmure leva, e pela intensidade do esporro e a tentativa do Edmure se redimir é que nos leva a concluir que ele desrespeitou uma ordem clara e direta de ficar no castelo, independente do que acontecesse, embora não soubesse do plano por completo.
    A segunda parte é a pior, pois era uma armadilha. A idéia era flanquear, e não combater diretamente. Ou seja, esperar o Tywin passar para atacar lateralmente, a opção de fuga seria a nado pelo rio, ou se espalhar, alguns para leste e outros para oeste, o exercito estaria perdido. No minimo o Tywin seria capturado.
    Lembre-se de como o Robb capturou o Jamie, foi uma estratégia bem bolada. Até a estratégia do Theon para tomar Winterfell foi mais elaborada do que isso que você espera que o Robb faria na mais importante das suas batalhas.

  • Felisberto Albuquerque

    Hmmm… Bom texto…. Sabemos que Robb cometeu diversos erros táticos, operacionais e estratégicos ao longo de sua campanha… Porém nunca me ative a ler mais atentamente ao que aconteceu nas Terras Fluviais…
    1º ponto: Como ASOIAF é contada por POV, ficamos a mercê das impressões que certos personagens tem de um evento. Assim temos o que aconteceu e as impressões pessoais de Edmure sob a ótica de Catelyn . Sendo que Cat, praticamente considerava o irmão um palerma. Em GoT é hilário, Edmure tentando acertar o barco onde estava o corpo de seu pai e errando três vezes (eu acho que foram três tentativas) e Peixe Negro, literalmente cagando na cabeça, ao tomar o arco da mão, disparar a flecha e nem sequer esperar ela completar o percurso e simplesmente virar a costas (ele já sabia que não erraria)…. Um palerma pro tio, pro sobrinho e pra irmã. Um senhor que apesar de ser a pessoa mais poderosa daquelas paragens, não era confiável, pois andava com amigos a beber e a ter com putas… isto na visão de Cat. Claro que Tywin sempre teve espiões, mas se não confiava no cara, porque destaca-lo pra uma tarefa importante??? E mais ainda: destaca-lo pra uma tarefa importante com ordens pra lá de subjetivas? Os militares tem uma relação muito estreita com hierarquia e discplina, porém para que seja cobrado algo neste sentido a ordem tem que ser clara, além disto tem que ser possível de ser cumprida e outro fator importante é: Quem dá a ordem (ou uma missão) cria meios para que esta ordem ou missão, seja cumprida, estipulando datas exequíveis e colocando a disposição meios apropriados (recursos humanos e materiais) para o cumprimento desta. Ao que me pareçe “Defenda Correrio enquanto estou fora” esta muito diferente de “De o mínimo de resistência a Tywin, deixe-o passar e na data tal vamos esmaga-lo com a tática martelo e bigorna em tal lugar!”. Se um comandante quer que uma ordem seja seguida, ela deve ser clara, concisa, simples e direta… Um comandante não deve supor que seu subordinado irá fazer algo… se ele quer que o subordinado faça algo ele deve ordenar. FATO.
    2º Ponto: Não foi Edmure que cometeu os maiores erros e sim Robb. O maior exemplo disto foi deixar as suas costas desprotegidas, para ataques dos Homens de Ferro… Pyke foi, é e sempre será uma ameaça constante a costa de Westeros sob o seu alcance imediato, seja o Norte, as Terras Ocidentais, a Campina ou as Terras Fluviais… é histórico as Ilhas de Ferro se levantarem em revolta quando o Trono de Ferro esta em disputa… Aconteceu uma vez e aconteceu novamente e SEMPRE vai acontecer… os Homens de Ferro não são confiáveis e não tem nenhum apreço ao Norte pelo que Ned fez a Balon… Aliavo a isto ele envia Theon a tratar com o pai. Ai ele perde o Fosso Cailim, Winterfell, Bosque Profundo, Praça de Torrhen ou seja o NORTE, para os Homens de Ferro . Fora os erros com os Freys, com os Karstarks e com Jaime Lannister.
    3º Ponto: As Terras Fluviais estavam sendo assoladas por Tywin e por Gregor de maneira que o povo estava sendo destituido de suas posses, homens massacrados e torturados e mulheres estupradas… Um senhor ficar de braços cruzados enquanto isto acontece é exigir demais de qualquer um…Até mesmo de um ‘palerma” como Edmure.
    4º Ponto: Edumre não era qualquer UM… Ele era e ainda é, o senhor por direito das Terras Fluviais…e como tal deveria ser tratado por Robb… E nos planos de Robb ele tinha papel importante para a vitória final sobre Tywin. Robb o desprezou e pagou.

  • Donald Blake

    Robb não sabe de nada em relação aos jogos assim como Ned, não por esse texto mas já venho vendo isso faz tempo são ótimos no campo de batalha e honrados mas muito inocentes, até sua mulher viu q os soldados karstark iriam embora c ele matasse seu Lorde, achar que Walder Frey ia deixar sua promessa pra lá e etc, não venceria Tywin nem em um milhão de anos!

  • drmingus

    Texto interessante, mas apesar de exaltar o lado político do Edmure, o acusa de fazer a mesma besteira que o Robb: desprezar a importância dos Freys. De que adianta ser um grande guerreiro como Robb (se bem que mestre Yoda diz que “a guerra não faz grande ninguém”), ou um grande político como Edmure, se ambos desprezam o Lorde responsável pela travessia entre Norte e Sul e capaz de tirar um exército de dentro das calças?
    Sob esse ponto de vista, Robb perderia a guerra e Edmure perderia Correrrio de qualquer jeito.

  • LyannaStarkWIC

    Muito bom saber que não estou sozinha quanto ao Edmure. O POV da Cat é muito tendencioso, ela dá grandeza a detalhes mínimos como o fato do irmão não aceitar uma flecha e ir beber e dormir com putas (não muito diferente de Tyrion), esse tipo de coisa não define carácter de ninguém.

    Edmure levou ao pé da letra as palavras dos Tully: Family, Duty and Honor, esteve ao lado do sobrinho apesar de ser um rebelde e no final não se negou a cumprir com a ordem mais difícil que Robb empregou a ele de ter que casar com uma Frey. As terras dele sangraram, mas não deixou em nenhum momento o apoio ao sobrinho.

  • Rodrigo

    Ele perdeu a guerra quando se casou com a estrangeira. Criou a discórdia com os Freys, depois decapitou Richard Kastark. Com isto perdeu forças militares e teve que pedir arrego para Walder Frey.

  • Tassio Luan

    Análise muito bem feita sobre o personagem e com isso, só tiro a conclusão que Edmure é um bom senhor. Aliás, um excelente senhor.

  • Felipe Lobato

    Edmure piscando para o Tywin… esse artigo é ótimo AUHEUHAEUHAEUE

  • Felipe Lobato

    Edmure piscando para o Tywin… esse artigo é ótimo AUHEUHAEUHAEUE

  • Donald Blake

    Uma pergunta não vi Edmure morrer nem acho que deu a entender que ele morreu no casamento vermelho, faz tempo q vi o episodio não lembro bem, ele morreu ou não morreu?

  • Kauly Bohm

    Achei o texto bem parcial também. Essa suposta conversa ficou ridícula parece duas crianças conversando. E a parte dos senhores do tridente ficarem fora dos conselhos de guerra é inconcebível. Em uma guerra pequenos erros podem ter resultados catastróficos que foi o caso do Moinho e o Edmure carrega essa culpa sim. Esse argumento de interpretar “defenda Correrio” como “defenda as terras fluviais inteira” é bem fraco já que só nortenhos foram batalhar no oeste e as terras fluviais ficaram bem defendidas por seus senhores. Agora será que Tywin iria cair na armadilha do Robb? Sera que ele iria ser capturado? Não têm como saber mas é bem provável que sim. Edmure só veem fazendo cagada desde do primeiro livro até o Ned fala isso.

  • Kavernas

    Mudo meu modo de pensar sobre o evento do Moinho,parabens.

  • Myriel

    O maior culpado da derrota foi Robb Stark. Ele errou do início ao fim.

  • Donald Blake

    Ele morreu no casamento vermelho?

  • Olavo Santana

    Não. Ele está preso no calabouço do Lord Filho da puta Frey.

  • mamadi

    nao

  • Carlos Amaral

    kkkkk bela definição do Lord Frey

  • Carlos Amaral

    Cara, ele casando ou não com a garota, com certeza ele iria morre, esqueceu que o puto do vassalo dele Bolton ja estava maquinando

  • Delusio Araujo

    Cara.. Com relação a “suposta conversa” no meu ponto de vista foi mais para descontrair um texto longo, mostrando com outras palavras o que queria ser apresentado, e o argumento de defende Correrio realmente foi meio vago, mas o argumento de Edmure ser um bode expiatório faz total sentido, e se encaixaria com a personalidade de Rob. Nunca gostei de Edmure, mas também o achei muito injustiçado. E acho que Tywin não cairia na armadilha, mesmo não gostando do personagem. É inegável a astúcia que ele como comandante tinha. “Homens como Tywin nascem a cada 1 milhão” -Tia de Tyrion conversando com Jamie no 5° livro.

  • Betto Batatas

    Estou com o Rodrigo. Robb estava indo super bem na guerra até deflorar aquela guria. Isso contribuiu mais uma vez com uma teoria que tenho sobre o motivo das maiorias das guerras que acontecem.

  • Junior Carvalho

    Gostei do texto, mas não concordo…Quem deu a ordem para defender Correrio foi seu Rei…Robb Stark…Afinal ele Edmure, não se ajoelhou como todos os Senhores das Terras Fluviais para o Rei do Norte? O mesmo Robb enfrentou esse Exercito Lannister liderado pelo Regicida e saiu vitorioso, e se eu não estou enganado com 3 mil homens…Mil Homens a menos…Na minha opinião, o principal motivo para a derrota do Robb…Foi a união dos Exercitos dos Lannisters com os Tyrells, ou seja culpa da jovem senhor de Correrrio.

  • Caio Oliveira

    O texto não discute a habilidade de guerreiro de Edmure. E mesmo assim, Edmure provou sim sim um excelente comandante, como diz no próprio texto, impedindo o avanço de Tywin Lannister na batalha dos vaus.

  • Lone Wolf

    Edmure levou o esporro mais pela sua reação ao que ele fez do que o ato em si… Brynden e Robb percebem nesse momento que ele não possui nem a estratégia nem a personalidade de um comandante, perdendo toda o respeito. Mas foi um bom texto, é legal mostrar opiniões diferentes das habituais, criam debates muito bons!

  • Alexsander

    Robb perdeu a guerra quanto quebrou o pacto de casamento com os Frey… É isso, cagada de moleque…

  • Donald Blake

    Obrigado kkkkkkkk

  • Donald Blake

    obrigado!

  • Gabriel Baltar

    Concordo plenamente, principalmente no aspecto de que Edmure seria um dos mais ardentes e fieis vassalos do Rei do Norte visto que ele foi supostomente o “último”* à se dobrar perante as forças do Trono de Ferro, já que ainda n’O Festim dos Corvos, Correrrio estava sob cerco hasteando a bandeira dos Starks.

    *o último sem contar o Senhor de Porto Branco que prova sua lealdade no fim da Dança dos Dragões.

  • Joana

    Culpado pela derrota foi Robb qdo quebrou a promessa que fez aos Freys. Ponto. Infelizmente é isso.

  • Diego Natan Canteri

    O exército Tyrell sozinho teria vencido Stannis, na wiki, sobre a batalha de água negra temos os seguintes números: 21 mil soldados de Stannis contra 6 mil defensores da cidade e menos de 80 mil soldados do oeste e da campina, mesmo que metade desses reforços fossem soldados Lannister que não chegassem a tempo, ainda assim a força da campina atingiria 40 mil, contando com os defensores dentro da cidade eles teriam mais do que o dobro dos soldados de Stannis que por sua vez estavam sendo atacados pelos dois lados…

  • Diego Natan Canteri

    Se Edmure não era um bom governante o que dizer de Robb “quebra juramento, mata karstark, deixa o regicida escapar, faz vista grossa com a mãe, deixa o norte ser atacado pelos homens ferro, picaloka do oeste” Stark, ou de sua mãe Catelyn “manda o marido pra morte, começa guerra porque quase mata Tyrion” Tully. Se Edmure não entendeu a estratégia Robb não tinha nem ideia do significado da palavra estratégia.

  • Junior Carvalho

    Mas sera que os Tyrells teriam se comprometido com a guerra se não houvesse acertado as bases do contrato matrimonial com o própio Lorde Tywin?
    No livro fica meio implícito que quem venceu a guerra dos cinco Reis foram os Lannisters
    Eu acho até que os Freys não teriam arquitetado o Casamento Vermelho se o ganhador da Batalha da Agua Negra fosse o Stannis.

  • Kauly Bohm

    A ultima noticia que se teve do Edmure foi que ele estava a caminho do Rochedo pra se tornar refém dos Lannister.

  • mauricio braglia

    Rob Stark é um menino brincando com sodados de chumbo, não Um Rei travando uma guerra.
    Saber usar o terreno é diferente de conhecer, ganhou as batalhas por saber usar o terreno, perdeu a guerra por não conhece lo. (vale para terreno pilitico e militar um ‘Rei” conhece onde pisa e oq tem q fazer).

    E quanto ao peixe negro desconfio que esta agressividade para com o sobrinho não seja só pela inesperiencia ou as bebidas ou prostitutas ou seja lá oq acusem o edmure mas sim ciumes do poder herdado, (claro não a provas! mas falta de provas não impedem teorias de conspirações exoticas “Tyrion targaren” rsrsr).
    Quanto a Cat bem nunca fui muito fan dela….. (perdão galera sei q vou apanhar por falar isso!). Sempre a filhinha do pai (salvem lyse tuly kkkkk) e olha q ja é velha. Sempre com a ação errada no momento certo para os Lennister.
    Edmure Tuly ainda pode surpreender afinal como diria Davos sobre Estannis “Ele é jovem e cumpre oq promete”

  • Ayrton Manso

    Concordo,o Robb foi muito infantil em quebrar um juramento e achar que casar o tio dele com uma Frey teria o mesmo peso do outro acordo…E o Tywin soube usar isso muito bem em favor dele.

  • Scheckter

    Se eu não me engano, quando esses eventos acontecem no livro o pai de Edmure ainda está vivo, não é? É claro que ele está moribundo, mas, pela leis de Westeros, Edmure ainda não era Senhor de Correrio, apenas herdeiro. Mesmo que se possa argumentar que as decisões dele eram prudentes ele não tinha autoridade para questionar Robb ou o Peixe Negro, assim como esses não precisariam dar satisfações a Edmure.

  • Robb perdeu a guerra sozinho, quando quebrou o voto que tinha com os seus vassalos.

    Ao jogar fora a Aliança com os Frey e Karstark e ao abandonar o Norte aos inimigos, abriu precedentes para que os seus seguidores passassem à não enxergar vantagens em manter o conflito!

    E sem alianças sólidas, nem tendo Uhtred Uhtredson como Marechal, poderia se safar de uma derrota militar, algo que seria questão de tempo caso não tivesse sido assassinado!

    PS: Como os Lannisters conseguiam convocar os vassalos para levantar uma tropa de 15.000 homens tão rápido? Geralmente em guerras antigas levavam meses para convocar 5.000 O.o

  • Rodrigo MariMoon

    Concordo… Mas consegui entender o Robb nessa situação, pois eu já estive numa situação semelhante (não o acordo, mas a escolha): ele se apaixonou pela Jeyne – ou Talysa, na série -, e foi o que deu. O coração quer o que quer, e não podemos mandar nisso… Talvez se ele tivesse pedido o exército dos dorneses, e eles tivessem planejado cercar Porto Real por Norte e Sul, eles teriam ganhado, a Casa Martell estaria no Trono de Ferro, Oberyn teria vingado a morte da Elia, Robb teria espalhado a vitória pro mundo, Sansa e Arya teriam voltado, e pronto! “Roll credits”…
    Mas ele se apaixonou por outra… Não dá pra culpar totalmente o Robb.

  • Rodrigo MariMoon

    O culpado foi o Robb… Mas consegui entender o Robb nessa situação, pois eu já estive numa situação semelhante (não o acordo, mas a escolha): ele se apaixonou pela Jeyne – Talysa, na série -, e foi o que deu. O coração quer o que quer, e não podemos mandar nisso…
    Talvez se ele tivesse pedido o exército dos dorneses, e eles tivessem planejado cercar Porto Real por Norte e Sul, eles teriam ganhado, a Casa Martell estaria no Trono de Ferro, Oberyn teria vingado a morte da Elia, Robb teria espalhado a vitória pro mundo, Sansa e Arya teriam voltado pra eles, Sandor Clegane teria a recompensa, e pronto! “Roll credits”…
    Mas ele se apaixonou por outra… Não dá pra culpar totalmente o Robb.

  • Ricardo Cunha Santos

    a culpa não foi do Robb, e sim de catelyn Stark, até culpo o Robb pela traição do Theon ele deveria ter previsto… e foi devidamente avisado, na questão correrio ele deixa claro, principalmente nos livros seus objetivos, no entanto ele não é ouvido e seu tio por ter perdido a primeira batalha de correrio… queria se redimir e deu combate aos lannister mesmo Robb tendo sido contra desde o incio… ele havia dito qual seria sua tática… no entanto pra mim a maior culpa é da Catelyn desde o inicio obrigar seu filho a assinar aquele tratado foi um absurdo… Os freys deviam vassalagem eles deveriam ter sido leais… se Robb ouvesse feito como gostaria… a vitoria teria sido garantida… quando Grande Umber disse que levaria seus homens de volta Robb foi claro “se vc levar assim que voltarmos do sul e termos derrotado os lannister será sua vez….” ele queria ter usado a mesma tatica com os freys no entanto sua mãe foi contra… logo depois ele havia preparado um plano para retomar Winterfel e sua mãe mas uma vez disse que ele precisaria do apoio dos freys… lembrando que Robb já havia feito um plano sem os Freys… foi Catelyn Stark que libertou o regicida e por esse motivo os Kastark ficaram contra Robb lhe obrigando por fim executar Lord Rickard… Tendo ele perdido os Karstark… Catelyn Stark que sempre estava assustada e nao confiava no filho… Ela foi a responsável pela guerra e pela derrota dos Starks… Se ela tivesse usado a calma paciencia e estratégia as coisas aconteceriam de outra maneira… Ou se Robb assim que soube da traição de sua mãe (libertar o regicida) a tivesse executado ou lhe exilado 9afina a justiça é pra todos) as coisas teriam sido diferentes… Ainda acho que Robb Stark o melhor lider de Guerra de Game Of Thrones e acho que sua morte foi um disperdicio… porque não consigo ver Winterfel sendo comandado por Bran (alejado) ou Rikkon (louco)… infelizmente sou a favor dos Starks e acho que nessa guerra seu nome será perdido… Mas mesmo assim ainda prefiro o jeito justo e honrado dos Starks melhor do que as tramoias e ganancia Lannister, infelizmente GRR Martin prefere mostrar que a Força e a Falta de escrupulos vence a Honra e Justiça

  • Diego Natan Canteri

    Sim, mas quando Tywin se juntou aos Tyrell a aliança já tinha sido concluída, seja com enviados ou com corvos não precisou que Tywin fizesse reuniões diretamente na Campina. Na série é o Baelish que costura o acordo. Eu até acho que os Tyrell prefeririam ter vencido Stannis sozinhos, pois assim a glória de salvar a cidade e praticamente vencer a guerra seria dada apenas a eles, outro motivo é o ódio que o cavaleiro das rosas nutre por Stannis. Se você teve a impressão que quem venceu a batalha foram os Lannister eu não tive essa impressão, minha impressão foi que os números massivos de reforços, contra soldados já cansados que venceram a batalha… acho lembrar como Loras veste a armadura de Renly e luta na linha de frente desfaz na minha mente qualquer impressão de que os Tyrell tenham lutado menos ou com menor afinco que os Lannister, lembre-se que o comandante deles era Loras. Enfim, entre 40 mil ou 80 mil a distancia acaba não sendo tanta como parece numa primeira vista…

  • Comentei em um das postagens de comentários da temporada passada exatamente isso. O pessoal quer inventar um bode expiatório pelo fracasso do Rob Startk.

    O cara cabaciou mesmo, pronto. Não acho que ele não tinha essa estratégia e inventou só pra culpar Edmure, pelo contrário, até acredito que ele e o Peixe Negro pensariam que essa estratégia de merda iria dar certo. Só esqueceram de avisar Edmure. Tão fechado com o cara ou não tão? Como não avisa o cara dos planos? Mesma coisa que jogar truco e passar sinal errado pro parceiro, cabacisse das “brabas”.

    Sempre vem um fanboy com aquele papinho: “Mimimi, mas ele era o melhor estrategista. Mimimi, enganou Tywin. Mimimi, prendeu Jaime Lannister”

    Ok, ludibriou bonito Lorde Tywin e prendeu Jaime, ótima estratégia na batalha do Bosque dos Murmúrios. Mas e depois? Só venceu batalha inútil, matando exército de aldeão, tomando de assalto castelo nada a ver, desolando as terrras do oeste. Porque não botou a cara em Lannisporto ou Rochedo Casterly? Parece a seleção inglesa, venceu uma copa em casa depois só viveu de fama batendo em bêbado.

    Não adianta, se fizer um top 5 melhores comandantes de Westeros, Rob choraria pra entrar.

    Randyll Tarly: Único a vencer Robert e Stannis Baratheon e ainda sem levar o crédito. Uma jogaram pra Mace Tyrell e outra pra Tywin Lannister. Vence todas sempre, todos cagam de medo dele, os fora da lei, os inimigos, os outros e a até a Brienne.

    Stannis Baratheon: Estuprou a frota Greyjoy na Rebelião Greyjoy (Frota que destroçou a frota dos Lannister), aguentou um ano de cerco em ponta de tempestade (Mace Tyrell e Paxter Redwyne até hoje tem pesadelos com Stannis), salvou a muralha, venceu Renly só dando um metão na Melisandre. Os feitos desse cara são incontáveis. Acho que aquela cartinha do Bastardo de Bolton é só migué, não vou falar mais pra não dar spoiler. Só fica em segundo mesmo por causa da Água Negra, cujo foi pego na retaguarda.

    Robert Baratheon: Não tinha muita estratégia, mas estratégia pra que se você tem um warhammer? Chora Rhaegar.

    Victarion Greyjoy: Mesmo estilo Robert, não tem muita estratégia mas geralmente vence todas as batalhas. Tem uma mancha na “carreira”, que foi quando Stannis “prendeu” sua frota e massacrou.

    Na minha opinião Rob entraria no quinto, brigando junto com Tywin Lannister (vence sempre com alguma maracutaia, mas vence) e Ned (apesar de não ter nenhum feito épico venceu todas as batalhas que travou, me corrijam ai) e, por incrível que pareça, com Tyrion Lannister e Jon Snow. Ambos não tem o mesmo oba-oba de manjador das estratégias que Rob, mas eles venceram praticamente todas as batalhas que disputaram e geralmente estavam em situações piores. (Jon na muralha segurando os selvagens um tempão e Tyrion com o fogovivo segurando Stannis).

    E tem mais alguns caras ai correndo por fora como Jon Connington, que parece promissor, mas foi humilhado por Robert no passado então tem que comer muito feijão pra pegar esses caras de cima que citei.

  • Joaquim Fênix Negra

    Ela deu um chá de pernas nele e ele ficou apaixonado, ao invés de só botar um bastardo nela e ir embora, ele colocou uma paixonite acima do dever, ele já era noivo, a culpa é só dele.

  • Diego Natan Canteri

    Quem fez o acordo entre as casas não foi o Tywin em pessoa, quando os exércitos se juntaram a aliança já havia sido formada.

  • Diego Natan Canteri

    A culpa é do Martin! Velho safado! HEHEHEHEHE!

  • Laiks

    Em relação a estratégia de Robb para pegar Tywin no Oeste, eles estavam errados mesmo, não avisaram Edmure, para ele dar combate ali seria o certo e num geral no mínimo plausível.

    Na Guerra toda por outro lado, ele foi muito mal, apesar que enfrentava Tywin. Enviar forças para todas as aldeias e continuar dividindo a força do Tridente daquela forma foi uma besteira muito grande, depois enviar 4 mil para o Dente de Ouro foi outra burrada, achou que os Lannister chegariam com uma força de salteadores? Jaime atropelou, sendo um fracasso em estratégia, ele teve a chance de mostrar-se bom na tática, enfrentou os 15 mil de Jaime com cerca de 16 mil na Batalha do Tridente… foi massacrado e feito prisioneiro.

    Se você for analisar, no mínimo o exército total das Terras Fluviais era tão grande potencialmente quanto o exército Lannister levantado naquele pequeno período de tempo, não era para terem levado aquela surra toda.

  • Felipe Sá

    Pois é, sem contar que ninguém leva em conta as idiotices que o Robb e Catelyn cometeram. O Robb literalmente ficou “AIN VOU ME CASAR COM ESSA LYNDA PQ ELA TRATOU DOS MEUS MACHUCADINHOS” e a Catelyn que simplesmente soltou o Jaime (que é o segundo~terceiro Lannister mais importante) em troca da POSSIBILIDADE de trazer a filha dela de volta. De boa, são dois merdinhas.
    E somado a tudo isso, quem teve que pagar pela infantilidade do Robb foi o próprio Edmure que teve que se casar com uma Frey, o que, na minha opinião, não é comparável (como é feito muitas vezes no livro) com o casamento do Ned com a Catelyn , visto que os Tully têm uma reputação indubitável (E SÃO RUIVOS) ao passo que os Frey são uns merdas.

  • Brum

    Nem tendo Uhtred Uhtredson!
    Perfeito!
    Ganhou minha admiração!

  • Brum

    Realmente o que Robb e Brynden exigiram de Edmury é um pouco injusto, já que ele não tinha como saber do plano. No entanto…. As estratégias se desenham de acordo com os fatos, Austerlitz, a maior vitória de Napoleão, considerada obra prima da estratégia militar, foi fruto do improviso, segundo a sua biografia escrita por Steven Englund. O que quero dizer é que com uma leitura mais ampla da situação, Bryden teria percebido a oportunidade, ora ele tinha domínio da região podia mandar mensageiros, ou corvos, avisando, Robb. Mesmo não sabendo do “plano”, sabia onde estava o Rei e para onde Tywin ia, um general melhor teria visualizado a oportunidade de esmaga-lo entre duas forças. Se Tywin fosse morto ou capturado a guerra estaria ganha, independente de qualquer pacto com a merda dos Frey.
    Então ao optar por agir de acordo com a seu papel de Senhor das terras fluviais e protegê-las, foi correto numa visão mais estreita das coisas, mais imperdoável deixar passar um oportunidade única, e por isso Robb e Bryden não o perdoam, afinal ele, um homem feito de seus 30 anos, não conseguiu enxergar um cenário que um garoto de 16 anos, sem grande experiência, conseguiu antever. Acontece que o senhor Peixe Mole é um sujeito limitado, e falar sobre a bebida e as putas é uma forma de mostrar a sua fraqueza e frivolidade.Aliás nada garante que a sua intenção de dar combate foi motivada pelo cumprimento do dever, pode ter sido também uma tentativa de desforra ou ainda de fortalecer a sua imagem de molenga capturando o líder do Lannisters.
    Enfim, ainda que de forma injusta, ele é sim culpado, mais por perder uma oportunidade única, afinal ele não possuía uma visão limitada do teatro de guerra e fez o que a sua capacidade limitada de leitura permitia, e foi claro, a coisa era a se fazer.

  • Alfredo Henrique S. Da C. Troe

    Robb com 16 anos provou que seria um ótimo rei. Perdeu a guerra sem ter perdido sequer uma batalha em campo. Contudo, como disse Tywin Lannister: “algumas guerras ganham-se com espadas, outras com penas e corvos”. Diferente de Tywin, nosso querido Jovem Lobo não tinha a experiência necessária para jogar nessa modalidade.
    Se fosse alguns anos mais velho não teria cometido cagadas como: »»Confiar em Theon e com isso perder o Norte »»Confiar uma enorme quantidade de seu poder bélico à um Bolton, casa que sempre rivalizou com os Starks »»Quebrar o juramento com os Frey. Cagadas que lhe custaram caro.
    Sem contar com a poderosa cagada feita por sua querida mamãe ao libertar Jaime Lannister, e de quebra obrigar o honroso filho de Eddard Stark a executar o Lord Karstark por traição e perder todo o poderio de Karhold. Se o Regicida ainda fosse cativo de Robb durante o casamento de Edmure as coisas ainda poderiam ser diferentes. Tywin pode ter a pena e tinta pra escrever e corvos à sua disposição, mas não iria tentar nada precipitado que pudesse por em risco o pescoço do seu filho predileto e herdeiro.
    » Sim! Robb era brilhante em batalha, e diferente do que é exposto no texto de Stefan Sasse, acredito que o plano de prender Tywin Lannister no Oeste foi sim premeditado. Pode não ter sido feito em Correrrio, do contrário Edmure conheceria o plano, mas com certeza foi feito ao longo das batalhas nas Terras Ocidentais.
    Edmure tem culpa de não ter percebido o plano? Se tem eu não sei, mas se tivesse percebido, as coisas seriam muito diferentes. A começar pela sua participação na fuga de Jaime Lannister. Se não me falha a memória (e se eu estiver errado peço que me desculpem) quando Catelyn solta o Regicida, Edmure Tully e seu poderio bélico estavam dando combate no Moinho de Pedra. Se estivessem em Correrrio, protegendo o castelo, o cativo, e a mãe do Rei como lhe foi ordenado, Edmure poderia ter evitado a fuga de Jaime. Mas ainda que o Leão de Lannister tivesse escapado dos dedos dos Tully, se Edmure tivesse ficado em Correrrio e dado à Robb a chance de prender Tywin, isso poderia ter sido o fim da guerra. Jaime fugindo ainda teria muito pra andar até chegar em Porto Real e quem quer que o capturasse não veria grandes vantagens em vende-lo para qualquer um que não fosse Robb.

  • Marcus Cruz

    quem veste a armadura do renly não foi o loras e sim o seu irmão sor garlan tyrell sob ideia do mindinho de alguem vestir a armadura

  • Robb perdeu a guerra quando ele mandou Theon para as Ilhas De Ferro e perdeu o norte, quem seria completamente leal a um rei que perdeu seu reino? Edmure não tinha bola de cristal para entender oque o Peixe negro e Robb pretendiam, eu lendo os livros nem por um segundo suspeitei que eles tinha um plano indo para oeste além de destabilizar os Lannister. Ok ele era uma criança quando do nada o pai dele é preso e executado, para um cara que usava espada de madeira do nada jogam uma espada de verdade e uma coroa na cara dele e falam “vai pra guerra, ai, rei do norte”,claro ir brincar de guerra foi ideia dele, mas era o que todo mundo esperava no fundo que ele fizesse afinal, ele tinha sua honra Stark. Mas as pessoas lendo os livros ainda estão muito acostumadas ao “o bem sempre vence” que nos foi ensinados desde sempre, oque é uma puta coisa disney que não acontece em Asoiaf nem na vida real. Colocaram uma puta expectativa em um garoto de 16 que era uma criança que é corada e jogada em meio a uma guerra. Sobre a quebra do acordo com os Frey, foi culpa dele? foi, ele estava preparado para ser coroado e jogado em meio a uma guerra? não. disseram “Robb, você é um Stark seja honrado” porra ele perdeu de vez a guerra dos cinco reis por causa de um par de peitos? sim, mas ele fez oque ele achou que era honrado para com a Jeyne, e esqueceu que não era só um rapaz era um rei. Foi a morte dele, no momento em que ele se casou com ela. Fez merda? fez, mas quando massacraram o exercito dele e começaram matar todos envolta dele, acredito que O Jovem Lobo aprendeu alguma lição sobre o jogo dos tronos apenas tarde de mais para salvar a própria vida, seu reino e sua família. Não se confia em ninguém em Westeros.

  • Julia Correa

    Gosto do Edmure, porque ao contrário dos Lannister em Porto Real, que deixavam o povo se ferrar na guerra e fechava os portões aos que fugiam. Edmure gostava de seu povo, abriu as portas de Correrrio para a população.