Em defesa de Sansa Stark: a heroína feminina necessária em Game Of Thrones

ATUALIZAÇÃO: não havia linkado no texto esse post da Ana Carol escrito em 2012, onde ela já comentava sobre o assunto o que está no texto abaixo, vale a pena a leitura.

Sadie Gennis do site TV Guide fez uma matéria sobre a personalidade de Sansa Stark, sobre ela estar literalmente morando na cova dos leões e apesar de lutar com as armas que tem, ser considerada fraca e odiada pelos fãs, simplesmente por ser uma personagem feminina. A matéria apresenta algumas considerações sobre julgamentos feitos em relação aos papeis de gênero e o que a nossa sociedade espera das mulheres. Sophie Turner também fez alguns comentários sobre a participação de Sansa no jogo e sobre o que ela espera que a personagem irá fazer agora que ela conta com Petyr Baelish (Mindinho) como seu mentor e protetor. Veja abaixo a matéria traduzida, a original pode ser lida aqui.

Sophie Turner na 4ª temporada de Game Of Thrones.

Sophie Turner na 4ª temporada de Game Of Thrones.

Apesar do grande número de personagens verdadeiramente maus em Game Of Thrones, o personagem mais odiado da história não é o sádico e falecido rei Joffrey ou o bastardo Ramsay Snow, e sim na maioria das vezes, é a personagem de Sophie Turner: Sansa Stark.

Sansa é o oposto de sua irmã Arya, encarna tudo o que uma jovem nobre de Westeros deveria ser. Ela adora bolos de limão, contos de fadas e honestamente acredita em um final feliz(ou pelo menos acreditava). Mas quando as pessoas celebram Game of Thrones por representar as personagens femininas, normalmente apontam para Daenerys, Arya, Brienne e Cersei, as quais lutam ativamente contra os ideais tradicionais de feminilidade e apresentam características que são frequentemente associadas aos homens. Mas onde está o louvor a força de Sansa? Não, ela não depende de dragões, uma espada ou força para conseguir o que quer. Ela é educada, gentil e feminina, mas nenhuma dessas coisas a enfraquece.

“Isso é o que me frustra”, diz Sophie Turner ao TVGuide.com. “As pessoas não gostam de Sansa, porque ela é feminina. Irrita-me que as pessoas só gostam das personagens femininas quando elas agem como personagens masculinos. E eles sempre falam sobre o feminismo. Tipo, você está torcendo apenas para as mulheres que se parecem com homens, agem como homens e que lutam como os meninos. Ignorando as meninas que usam vestidos e que são intelectualmente muito fortes. “

Essa é uma espada de dois gumes para as mulheres em Game of Thrones (e muitas vezes em nosso mundo, também). Quando você segue o caminho que a sociedade estabelece para você, você é visto como fraca e inferior. Mas quando você age como “um dos rapazes”, você enfrenta punições por violar as normas. Poucos podem gerenciar o equilíbrio socialmente aceitável entre os dois (embora Dany continue a impressionar), mas por que as mulheres precisam disso? Por que parece tão difícil apreciar a força por trás da feminilidade da Sansa?

Presa em Porto Real, na maior parte da série, Sansa estava literalmente vivendo na cova dos leões. No entanto, ela é muitas vezes ridicularizada por sua passividade e aparente obediência aos Lannister, como se o seu desejo de sobreviver, em vez de rebelar-se diante da morte certa, implicasse em uma fraqueza de caráter. Mas Sansa não é peão de ninguém, nem é covarde. Ela está apenas jogando o jogo – e muito melhor do que a maior parte da sua família. (Você pode imaginar quanto tempo Arya teria durado na cidade se Yoren não a tivesse levado embora?)

“Se ela tivesse agido em Porto Real, ela estaria morta agora. Mas ela não fez”, diz Turner. “Ela não se rebelou quando Joffrey cortou a cabeça de seu pai. Ela tentou e, em seguida, percebeu que era provavelmente a coisa errada a se fazer. E assim ela manteve a boca fechada, e agora ela está fora de Porto Real. Desculpe, quem é perdedor agora?” Brinca Sophie Turner.

Em vez de lutar contra seu captor, quando as chances estavam contra ela, Sansa usou a única arma que tinha. “A cortesia é a armadura de uma senhora”, diz Sophie Turner, citando As Crônicas de Gelo e Fogo. Tudo que Sansa sofreu destruiu a ingênua idealista que ela foi um dia, mas Sansa estrategicamente continuou a desempenhar o papel para assegurar a sua sobrevivência. Ela nunca se esqueceu de dizer ‘obrigada‘ ou fazer reverência, mesmo quando estava cercada por pessoas que brutalmente destruíram seu pai, mãe, irmão e sobrinho (a) não nascido(a).

“É por isso que ela é um dos personagens mais inteligentes na série, eu acho. Ela se adapta tão bem e ela é, provavelmente, a maior atriz entre todos eles”, diz Sophie Turner. 

Ela engana com a fachada de sua antiga personalidade e nisso ela é ótima. Ela nunca retira a máscara desta menina ingênua e inocente, mas ela não é mais assim.”

Existem alguns aspectos de seu antigo eu que Sansa conseguiu manter: sua bondade, sua honra e sua “coragem de mulher”, como Brienne diria. Cada um desses ideais foram passados ​​para a ela por seus falecidos e amados pais, Ned e Catelyn. No entanto, essas mesmas características dos fãs que são amados em seus pais se tornam armas contra ela.   Ela é só gentil, porque ela não consegue ser melhor. Ela não tem coragem, apenas uma obediência irracional.

63-Sansa-Season-2

Na maioria das vezes, esses insultos contra Sansa são ditos por uma falta de respeito da feminilidade. Aprovamos quando as mulheres subvertem as normas de gênero, mas quando uma mulher passa a ser feminina, as pessoas tendem a assumir que ela é apenas uma ovelha conformista e ingênua, como se nenhuma mulher respeitável pudesse escolher ser feminina. Assumindo isso, descartamos a ideia de que as mulheres femininas também são ativas e, por sua vez, somos machistas ao punir as mulheres que quebram os tradicionais papeis de gênero.

Precisamos parar de ver a feminilidade como algo ridículo, fraco ou covarde e Sansa é uma prova disso. Ela não pode lutar com espadas, mas ela é forte. Ela resiste e sobrevive, mesmo quando tudo está indo contra ela. Sansa cresceu acreditando em tudo que seus pais e a sociedade lhe disse – que, se ela agisse de certa forma, sua vida iria acabar de uma determinada maneira. Claro, ela precisou apenas de um golpe afiado da lâmina de Sor Ilyn para quebrar esses ideais, mas quando todo o mundo de Sansa desabou ela não se quebrou ou ajoelhou-se (literalmente, no caso de seu casamento com o Tyrion). Ela colocou um sorriso educado e esperou sua vez. Portanto, não se deixe enganar por sua atitude complacente. Só porque ela não pode recitar sua lista de alvos, todas as noites, não significa que ela não seja tão forte ou determinada como Arya. Ela é simplesmente melhor em esconder isso.

Mindinho e Alayne

“É por isso que as pessoas devem temer mais a Sansa do que Arya eu acho, porque ninguém sabe o que Sansa pensa. E está tudo aqui”, diz Sophie Turner, apontando a cabeça. “As pessoas não sabem que ela quer sair por aí matando todo mundo. Ela adoraria ser Arya por um dia e apenas matar todos, mas ela não pode, porque ela sabe que assim ela morreria mais rápido.”

E agora que Mindinho, sem dúvida, o melhor jogador de Game Of Thrones, a tomou sob sua asa, parece que Sansa finalmente tem as ferramentas para fazer o trabalho. Então, da próxima vez que você estiver prestes a lamentar por Sansa, considere isto: Ela ainda é uma Stark e o Norte sempre se lembra.

Arya


Essa matéria é bastante interessante pois levanta vários questionamentos sobre a forma como as pessoas costumam julgar Sansa o tempo todo, comparando suas atitudes com as de outras personagens como Daenerys, Brienne, Cersei e sempre da Arya. Diariamente lemos comentários por aqui, até mesmo pedindo a morte da personagem “pela sua burrice”, mas vários leitores também já sugeriram que o jogo irá mudar para Sansa. George já prometeu um capítulo polêmico para a personagem em seu próximo livro e muita gente acredita que ela aprendeu enquanto esteve na cova dos Lannister e irá mudar completamente o rumo do jogo quando perceber o poder que tem nas mãos. Por fim, recomendo esse texto de Marília Moschkovich onde ela discute como o feminismo busca libertar a mulher dos estereótipos de gênero, porém deixando que cada mulher decida o quer para si, sem ser desrespeitada por suas escolhas.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • tanira

    Muito bom o texto. Infelizmente ainda culturalmente dividimos coisas (características, atitudes) como “de homem” e “de mulher”, fazemos isso há milhares de anos e provavelmente continuaremos a fazê-lo por muitos e isso resulta em frases como “…está torcendo apenas para as mulheres que se parecem com homens, agem como homens e que lutam como os meninos. Ignorando as meninas que usam vestidos e que são intelectualmente muito fortes.”

    Ou seja, estamos considerando que tudo isso é “de menino, de homem”, porque assim é retratado socialmente e culturalmente há muito tempo, então absorvemos isso. Acho que o melhor caminho é pararmos de associar essas coisas, livrando os gêneros de caberem em caixinhas pré-determinadas.

    No mais, gostei do texto e o site está sempre de parabéns por levantar questões tão importantes culturalmente, socialmente e politicamente para a atualidade, retratadas na arte.

  • João Vitor

    Sansa é minha personagem preferida (junto com a Arya), e Sophie interpreta a personagem de forma fantástica. Dói-me ver uma quantidade absurda de pessoas odiar ela, parece que elas ficam constantemente presas na primeira temporada, uma pena…

  • Fernanda Bezerra

    continuo achando desnecessaria e chata demais

  • Welisson

    Na minha opinião, Sansa já não é mais aquela garotinha ingênua. Todas as desgraças que aconteceram em sua vida a tornaram uma mulher forte e batalhadora, mesmo que para a grande maioria ela continue sendo a mesma de sempre.
    Acredito que Sansa fará coisas que ninguém jamais imaginou que ela fosse capaz, surpreendendo a todos mostrando um lado que ninguém jamais viu. Acho que essa imagem que os personagens da série têm a respeito de Sansa, será a ‘arma’ que ela usará para derrubar todos os que causaram a destruição de sua família.

  • João Guilherme Ramos

    Alguns leitores não gostam dela porque ela não faz seu jogo, não escolhe o que deseja fazer da sua vida e não busca nada para mudar isso. Arya, sua irmã mais nova já cruzou o oceano e busca vingar sua família, Robb morreu pelo reino e por vingança, Jon mantem a muralha e trava a maior guerra de todas contra as criaturas do norte, Rickon escapou e está escondido no norte para manter o sangue Stark vivo e Bran, apesar de não ter os movimentos das pernas, passou por caminhos tão difíceis quanto qualquer outro personagem da história. Por tudo isso a Sansa é preterida por alguns leitores, ela poderia ter matado joffrey, poderia ter jogado com cersei e com tyrion, poderia ser a rainha de Westeros e no ninho da águia ela poderia ter feito algo mais, mas não, ela ainda está sob o controle de mindinho e assim como um passarinho na gaiola bate as asas mas não sai do lugar.

    Sansa é uma Stark e por isso todos esperam mais dela.

  • Bel Ribeiro

    Seria ótimo se alguns fãs tivessem o mesmo bom senso e discernimento da equipe do site. Já tinha lido esse texto e fico feliz em vê-lo traduzido aqui. Mais uma vez, parabéns, Lidiany!

  • Samuel

    o senso crítico de algumas pessoas não evolui como as personagens. GoT é sempre referência em mostrar personagens que não são estáticas, que evoluem tanto para o bem quanto para o mal. É uma questão pessoal, mas acho triste que nem todos gostem (ou consigam) acompanhar essas nuances que são pra mim um grande diferencial na história.

  • Obrigada Bel! <3

  • Leonardo

    Lógico que não, a Sansa é uma trouxa, passivinha, não sabe de nada. Ela se virou contra o próprio pai e irmã por um bom tempo, não percebia que o Joffrey era um monstro. Só não matam ela porque ela não é uma ameaça.
    As mulheres femininas poderosas são a Margaery e Olenna Tyrell, conseguem manipular todos os caras e fazê-los de trouxas. São charmosas, bonitas e inteligentes.
    Sansa? Nah.

  • Luciana Mello

    Sansa é uma menina fútil e com valores distorcidos, que não entende ou percebe gratidão, lealdade e caráter, só a beleza física ou a falta dela. Não é sobre feminismo ou arquétipos, é sobre valores.

  • China in box

    Gosto muito da Sansa e acho compreensivel as pessoas gostarem tanto da Arya (ora, eu também adoro ela), mas a Arya é um ponto fora da curva, assim como Brienne. Elas se rebelam com aquilo que se espera delas, e isso é muito legal, mas Sansa é aquilo que sempre se esperava que ela fosse, uma dama perfeita. Um exemplo disso, é a Margaery, que é muito próxima disso, ela é essa dama, mas talvez a proximidade com sua avó tenha ensinado ela a não ser tão ingenua e mais ligada na realidade(e nisso a série tem sido excepcional).
    Gostei muito da fala da Sophie, e gosto muito dos seus textos Lidiany, sempre são muito ricos em reflexões de gênero. Muito bom o artigo.

  • Lucas Oliveira

    Sempre a vi com esses olhos, desde que ela estava em Porto Real, sempre tive fé nela e gostei dela. Bom que não ovu ter que virar casaca quando a primeira jogada dela acontecer.

  • Thamirys Pereira

    Achei o texto excelente, eu nunca exatamente odiei a Sansa apesar de nos livros (ainda estou no A Fúria dos Reis) as partes dela em geral me fazerem revirar os olhos e me irritarem um pouco, na série ela sempre foi a personagem que menos me agradava pelo fato de 1° no começo da série ela era tão ingênua e mesmo depois da morte do Ned ela parecia continuar acreditando em tudo que era dito para ela sem nem pensar em questionar, 2° o fato dela ter contribuído para a morte do Ned sempre me fez olhar para ela de viés e também o fato de ela parecer nunca nem ter se dado conta disso ela parece que é sempre levada pelo jogo e nunca participa só vai com a correnteza sabe ?
    Mas eu nunca tinha pensado nela da maneira colocada no texto realmente se considerarmos tanta gente que jogava e era bom e mesmo assim está morto … ela com seu jeito meio “sonso” ainda está viva e se parar para pensar isso diz muito. De todo modo agora que ela está com o Mindinho acho que ela tem uma grande oportunidade de fazer algo que mostre que sim ela é uma Stark e tem as qualidades que tornam a Arya e tantas outras na série mulheres admiráveis.

  • Guest

    Acho que como a maioria do pessoal, no começo eu não engolia a Sansa (o cúmulo foi quando ela traiu o pai pra Cersei). Mas cara, ela comeu o pão que o diabo amassou, uma verdadeira penitência por ela ter sido uma garotinha ingênua.. eu comecei a entender melhor o personagem e hje eu acho ela mais inteligente e forte que a própria Cersei.

    Concordo totalmente com sua declaração de que não se pode ter certeza do que a Sansa é capaz, ela não pode empunhar uma espada, mas Mindinho e Varys tbm não são grandes cavalheiros e sim grandes mentes estrategistas…Eu mesmo já comentei que a partir do sexto livro, com a estimável instrução do Mindinho, ela poderá se tornar uma séria candidata ao Trono de Ferro, tendo o controle do Vale e, por ser uma Stark, também o controle do Norte. Alguém se lembra da profecia da maegi para Cersei?? Quando a bruxa falou que ela se tornaria rainha tbm falou que ia ser substituída por uma rainha mais jovem e mais bela. Isso certamente se encaixa com a Dany, mas a ideia da Sansa passar desapercebida como uma “garotinha ingênua e inocente” seria mto loko. Eu confesso que ela não é a minha primeira opção para assumir a coroa, mas seria maneira essa reviravolta…….

  • She-Ra

    Acho que no início das Crônicas, a Sansa era sim uma menina fútil e por demais ingênua. Não acho que seus valores chegavam a ser distorcidos, mas sua reação aos acontecimentos nos frustavam um pouco.
    Porém, é impossível não perceber o amadurecimento da personagem. Feminina, ou não, Sansa não é mais a mesma. Ela não é mais aquela menininha dos Jogos dos Tronos.

  • She-Ra

    Quer dizer que você só consegue demonstrar poder em sua feminilidade sendo sexual? Ser uma mulher poderosa significa manipular “os caras”? Tá bom, então.

  • Ana

    Sansa é uma personagem que você tem que ir acompanhando os passos dela durantes todos os livros pra gostar dela e até mesmo torcer por ela. Antes de todo esse processo eu acho difícil. Eu mesma só começei a gostar dela depois do terceiro livro, porque antes disso meu deus que menina chata. Mindinho e ficar em Porto Real foram as melhores coisas que aconteceram com ela, porque com isso ela cresceu, deixou de ser um pé no saco e foi a luta, de maneira passiva mas foi. Portanto, acho-a uma personagem até agora, boa, mas antes de toda a minha jornada até Tormenta de Espadas, eu queria que ela morresse.

  • Nana.

    Disse tudo Samuel! “o senso crítico de algumas pessoas não evolui como as personagens. “

  • Victoria Silva

    Como assim, cara? esse é exatamente o contrário do que a Sansa é. Ela era, sim, uma menininha sonhadora e meio bobinha no tempo em que esteve em Winterfell, e logo no começo de sua estadia em King’s Landing (lembre-se que ela não tinha nem 12 anos). Assim que cortaram a cabeça do Ned, porém, ela amadureceu consideravelmente. A única diferença entre ela e a Arya é que ela prefere lutar com as suas próprias armas. A Arya sempre teve um lado mais “masculino”, e sabe lutar com uma espada. Já a Sansa não foi criada para isso, e os únicos poderes que tem são a sua beleza e a sua cortesia. Só porque ela não sai por aí em uma missão suicida, matando todo mundo que vê pela frente, não significa que ela não é corajosa. Ela só escolheu lutar com o cérebro (como o Tyrion, antes de ser condenado e dar alok). Ah, e sobre ela só se importar com beleza e não possuir gratidão, acho que todos sabemos que isso é besteira depois de ver o relacionamento dela com o Tyrion.

  • She-Ra

    O problema é que o jogo da Sansa não é tão óbvio como o dos seus irmãos, ou o da Cersei, da Dany e da Melisandre. E os haters não conseguem perceber essa sutileza.
    Sansa é uma personagem especial exatamente por isso: ela não precisa usar de violência, de sexo e de outras astúcias imorais para poder jogar, como os outros personagens.
    Ela segue a filosofia das artes marciais: antes de aprender a atacar, aprenda primeiro a se defender.

  • Victor Hugo Macedo

    Sou suspeito a falar porque não suporto os capítulos da Sansa nos livros, nem no Festim onde ela, supostamente, deveria estar mais madura, mas acho que a galera não gosta dela, não por sua passividade, mas pelo fato de ter cabuetado Ned pra Cersei…

  • João Vitor

    Pois é, fora que comparar a Margaery com a Sansa é injusto, elas foram criadas de formas bastante diferente. Margaery é o que é provavelmente por causa da Olenna, que deve ter ensinado ela a jogar o jogo dos tronos desde cedo. Sansa só teve os Starks, que convenhamos, são uns trouxas em relação a isso… XP

  • laura hale

    Concordo plenamente que a Sansa não é fraca e nunca foi, só que antes do mundo dela virar de cabeça pra baixo ela apenas não sabia da crueldade por trás de tudo. Eu só não sei porque a Cersei tá no meio das personagens femininas que são amadas por ter “características masculinas”. Cersei ainda usa vestido, é determinada em suas decisões, firme nas suas opiniões até o final e continua tendo a sua característica de mãe que proteje os filhos e a família a qualquer custo, exatamente com a Catelyn fazia, por que isso eh considerado uma característica frequentemente masculina?

  • Victor Hugo Macedo

    Concordo, se ela não fosse tão superficial talvez tivesse fugido com o Cão quando pode… No terceiro livro ela se encanta com a possibilidade de casar com Sor Loras e quando descobre que é com Willas já fica meio desgostosa com a ideia…

  • laura hale

    Sansa não pode correr atrás, querer sair matando todo mundo igual Robb tentou e a Arya quer porque faz exatamente parte do jogo dela. Arya desde que nasceu nunca aceitou as obrigações de dama que eram impostos pra ela, Arya já é outra história. Como eu disse no comentário anterior antes do Ned morrer ela não fazia ideia de como o mundo era. Então não se pode julgá-la apenas por uma fase do passado dela

  • yuri

    Sansa é sem duvida depois da Dany minha personagem favorita, os capítulos dela não tem lutas, ou dragões, ou magia, mais tem planos e estratégias coisas que eu adoro em As Cronicas de gelo e fogo. As pessoas se esquecem que ela é uma Nortenha e as mulheres do Norte são sem duvidas nenhuma mais fortes do que as outras. Alem do mais Sansa é inteligente e Bonita duas armas a favor dela e não podemos esquecer que talvez ela seja até mesmo uma Warg, já que ela não teve tempo de desenvolver sua conexão com a Lady, diferente dos seus irmãos.

  • Eduardo Amorim

    “apesar de lutar com as armas que tem, ser considerada fraca e odiada pelos fãs, simplesmente por ser uma personagem feminina” ta errado não é por isso é pelo fato dela acreditar q tudo é como em historias de cavaleiros bons derrotar os maus, msm dps de ver q não é bem assim.

  • Irene Mesquita

    Parabéns pelo discernimento e considerações, Tanira!
    É exatamente isso. Não se trata de julgar feminilidade a partir de “obrigada” e “pois não”. Sansa sempre foi fútil – e ela teve a mesma educação de Arya. Foi vil contra a irmã e o pai – mereceu o que passou. Espero sinceramente que se tenha à frente um propósito melhor para a “Sonsa”, que não encarna nenhuma representante das mulheres e sua feminilidade nessa história, e tem sido apenas a tola e, sobretudo, a egoísta.
    Me surpreenda, R.R. Martin!

  • Talita Cardial

    Eu desacredito que a questão de não gostarmos da Sansa (sim, eu me incluo nessa) seja por ela ser feminina, não é esse o ponto, o que me irrita na personagem é a complacência. Sim, óbvio, essa mesma complacência lhe rendeu ficar viva em várias situações, mas em tantas outras foi desnecessária. Eu espero que ela tenha se mantido viva até agora por um propósito e que sob a guarda do Mindinho ela aprenda em fim usar essa atitude em busca de algo maior, porque até então ela me parece um tanto quanto egoísta, sabendo que todos os Starks estão lutando e morrendo por algo e ela só se mantém viva, custe o que custar.

  • luiz gabriel

    concordo, apesar de criticar muitas vezes a personagem, eu noto que ao longo do tempo ela tem uma evolução oculta, digamos assim, e espero que no futuro ela seja uma grande estrategista.

  • Rodrigo Jambeiro

    Ninguém é santo no mundo das crônicas de gelo e fogo, não. Ela, por conta da criação que recebeu, sempre foi um pouco inocente para aquele ninho de cobras que é Porto Real, mas, as vezes, as circunstâncias e situações pelas quais se vai passando, abre os olhos até mesmo dos mais puros e cada um, então, procura aprender a jogar/defender-se com aquilo que tem a seu dispor e acha que é a sua melhor arma.
    No caso das mulheres das crônicas de gelo e fogo, por exemplo, eu nunca as achei fracas. Muitas, até por saberem que estão num mundo extremamente machista (da mulher submissa, cujo principal papel seria obedecer e atender os desejos dos seus parceiros, inclusive com seu corpo), perceberam que sua melhor arma seria se aproveitar dessa lógica (usando seus dotes físicos naturais e o desejo carnal dos parceiros como instrumento de barganha ou dominação) para subirem na hierarquia e conseguir se manter lá.
    A Sansa, por sua vez, creio que demorou, mas depois de algum tempo ela foi percebendo (principalmente depois disso, involuntariamente, lhe ajudar várias vezes em Porto Real) que essa sua natural ingenuidade e silêncio, por geralmente lhe colocar em uma posição que os demais não achariam uma ameaça, podia ser uma arma e foi aprendendo a usar isso a seu favor, algo que, agora, junto do Mindinho, deve ser ainda mais aprimorado e incentivado. Creio que, daqui pra frente, inclusive, ela tem tudo pra se tornar uma mulher a se temer.

  • Rodolpho R. da Silva

    Eu achava a personagem chata no início, mas, como todo bom leitor, eu esperei para ver o que seria dela nos livros que estavam por vir. Hoje, eu a vejo como uma das melhores personagens. Ela é inteligente e sabe lutar sem precisar pegar em armas, o que faz dela mais interessante ainda. Ela é como uma bomba relógio no jogo: ninguém sabe o que ela poderá fazer, e é isso que faz dela tão legal, tão legal quanto à Arya. Não vou falar muito o que penso para não revelar detalhes da Dança dos Dragões para quem não leu, mas quem leu sabe que a história da Sansa tomará outros rumos e que ela vai ter em mãos grandes poderes. Vamos aguardar.

  • Mariene

    Algumas pessoas esquecem que a Sansa foi criada para casar, ter filhos, cuidar do marido, bordar, sorrir e agradecer o tempo todo. Era uma CRIANÇA de 12 anos, é claro que ia fazer muita merda, afinal, Cersei e Jofrrey eram tão legais com ela, iriam perdoar o Ned, mas sabemos que não foi isso que aconteceu (chora). O inverno chegou da pior maneira possível. Mas agora ela tem Mindinho(!1!1!) como mentor no jogo dos tronos. Será mesmo que esse passarinho só entende de canções e heróis? pra quem leu os livros, sabemos que não mais.

  • Joel Borrego

    Nada a ver, ela é odeiada por ter entregado ao pai e por ser “sonsa”

  • AP

    “Irrita-me que as pessoas só gostam das personagens femininas quando elas agem como personagens masculinos.”Não concordo com isso,porque o que seria agir como um personagem masculino? em nenhum lugar esta dizendo que apenas os homens podem segurar uma espada,acho que as pessoas não gostam tanto da sansa pois ela ainda não tem aquela qualidade que atraem os fãs de got,por exemplo,cersei não mata pessoas mas mesmo os capítulos delas são uns dos melhores,e brienne mesmo brandindo uma espada eu acho terrívelmente entediante os capítulos dela,acho que para sansa falta aquele tom de algo que atraem as pessoas,algo especial,que logo vai surgir na personagem.

  • PHSA

    Vamo lá. Espero que passe. Não é de hj que discordo da opinião da Lidiany, mas vou tentar esclarecer. As pessoas não odeiam a Sansa pq ela é mulher como foi dito acima. Ele é odiada (não por mim, que tenho um pouco de ressentimento e raiva por algumas atitudes dela) pq FOI burra. Pra mim, ela começou a amadurecer no momento em que seu pai foi preso. Antes era fútil e inútil até, mas depois passou a agir até de forma lógica. Pegue aquela cena em que Cersei e a corja dela conversam com Sansa sobre a traição de seu pai e sobre mandar uma carta pra Robb. O que ela deveria fazer? Tirar uma espada do nada como o pica-pau e matar todos? Não. Ela agiu como deveria para que não morresse, nem ela, nem seu pai. Essa é a jogada do Martin. Ele não quer personagens prontos. Daenerys evolui durante suas viagens e conquistas. Arya nas Terras Fluviais. Jaime com Brienne e sua mutilação. Sansa com o que passou até agora. O véi quer que nós descubramos que todos tem seus motivos, sentimentos, etc. E não quer isso de forma sucinta, mas de forma gradual. Isso torna o personagem mais íntimo do leitor. Hoje acho que ela já evolui muito daquela menina da 1ª temporada. Ele quer que nós entendamos como a Sansa está hj. Entrando no jogo com a ajuda de Mindinho (isso nos livros já).

    Agora não deixo de ter raiva de algumas coisas. Como essa feminilidade dela que ela não usou lá essas coisas. Queremos que ela pare de sonhar, se lamentar, pensar em bolos de limão e comece a usar isso em prol de algo. Não quero que ela lute, mate, conquiste ou reze assassinatos. Quero que ela pare de achar que não pode fazer nada e passe a usar o fato de ser subestimada, e de ser mulher, em seu favor para conseguir as coisas. Outra é dizer que a Sansa é intelectualmente forte. Ela não é. Pode estar se tornando, mas não é. Pessoas intelectualmente fortes pesam consequências, coisa que ela comumente não faz. Ela não é atriz. Ela é assim. Só precisa saber como usar isso. Mas tenho certeza, pelo andar da carruagem, que ela vai crescer ainda mais e se tornar uma boa jogadora com suas armas. Sem os filhos homens Starks ela é o poder do Norte. E ela sabe disso agora. Ela pode se casar com o herdeiro e usando sua feminilidade convencê-lo de que “the war is not over”.

    Mas como sempre as pessoas tendem a levar as coisas pro lado que elas querem. Aqui o caso é o preconceito, feminismo e machismo. Enaltecendo o segundo. Eu sei que existem pessoas que a odeiam por ela ser ingênua, às vezes, e mulher. Mas como a Angélica disse no podcasteros: “Não alimente os Trolls”. Eu só queria que as pessoas começassem a assistir a série e deixassem de se preocupar com o efeito social dela. Isso é um entretenimento. Não uma peça de educacão social. Ela pode representar muito do mundo real, mas não deixa de ser uma ficção. E os problemas do mundo real devem ser resolvidos no mundo real, não com uma mudança na série. Isso não mudaria nada. Só iria satisfazer o ego de quem exigiu aquilo.

  • Obrigada! <3

  • She-Ra

    Tem homem aqui que tá merecendo uma “mulher poderosa” em sua vida.
    kkkkkk…

  • Bruno Lopes Vasconcelos

    Cara, vou agora chutar o meu palpite: ela ganha o Mindinho no sexo. O mindinho n tem nenhuma “fraqueza”, ele é impetuoso no que se trata da sua escalada caotica ao Poder. O amor e desejo que ele nutria pela Catelyn agora transferidos para Sansa, cópia nova da Catelyn, será a sua fraqueza e perdição. Se a Sansa conseguir manipular o Mindinho através do sexo vai ser controverso e polêmico(http://www.gameofthronesbr.com/2013/10/entrevista-sugere-capitulo-polemico-de-sansa-em-os-ventos-do-inverno.html).

  • Bruno Lopes Vasconcelos

    Não acho que a raiva da Sansa tenha a ver com um machismo contido ou uma alegada fraqueza do arquétipo da mulher feminina. Acho que boa parte dos fãs vê em Sansa um peso morto, carregado pela maré das circunstâncias. As reviravoltas em torno dela foram provocadas por fatores externos a ela e não por uma postura ativa. Ela não saiu de Porto Real pq maquinou inteligentemente uma saída, mas pq foi inserida nas maquinações de outros personagens. Mas isso, como falei acima, é o que a boa parte dos fãs acha. Eu depois de muitas conversas com amigos também leitores, cheguei a conclusao que Sansa joga under the radar, de certa forma que até mesmo os leitores não se dão conta disso. Ela consegue mentir até melhor que a Arya, já que a sua pele virou “porcelana, marfim e aço”. Ela é hermética e ninguem sabe de fato o que ela pensa, nem mesmo os leitores. Ela faz o papel de menininha boba pra confundir. Mas ela tá lá, ciente de tudo.

    Acho que a crítica a Sansa tem sua importância. Acho que cedo ou tarde ela tem que sair do casulo e tomar o rumo da sua vida. Mas de forma nenhuma ela é um peso morto(como um dia eu achei).

  • Caio Rabelo

    Mesmo com essa matéria a favor da Sansa, continuo achando ela fraca em relação as outras mulheres neste momento da história. Comparo-a a Cersei: foi levada a Porto Real para se casar com Robert (por um acordo feito pelo pai com a casa Baratheon) sem nenhuma concessão. Sempre o detestou, fingiu o tempo todo e acabou tendo filhos fora do casamento; entretanto, sempre jogou da melhor forma possível, lutando sempre a favor do bem estar dos seus filhos e próprio, mesmo com as mais cruéis consequências. Sansa também aturou as mais diversas perseguições, mas ao contrário de Cersei, ela não é astuta o suficiente para tirar um certo proveito de tudo o que ela sofreu e sofre (pelo menos até onde a série está).
    Isso dela ser feminina e ter bons modos pode realmente ser levado como uma virtude dentro do jogo, no entanto, nada adianta se não existe uma cabeça formada perante os objetivos (o que acho que não ocorreu na maior parte do tempo). Enfim, mesmo criticando-a, a personagem tem real chance de ser uma das melhores jogadoras de Westeros, agora com o apoio de Mindinho e com uma vivência maior. Jogar com a força e perseverança da mãe, a coragem e astúcia de Arya e a cordialidade e paciência dela mesma.

  • Rodrigo Jambeiro

    kkkk faz sentido, cara. E isso é algo que eu realmente gostaria de ver.

  • Luciana Mello

    Sim, com certeza amadureceu e perdeu a inocência, mas não eu não acho que seja questão de inocência, se a palavra é essa. Arya é uma criança, então também é inocente no início da saga. Mas não julga as pessoas pela aparência – acha Joffrey bonito mas estúpido e prefere se relacionar com pessoas simples cuja personalidade lhe seja agradável. Sansa não, desde o início até aqui avalia as pessoas pela aparência; pouco importa a ela se Tyrion lhe salvou de castigos e humilhações, importa que ele é feio. Eu não acho que isso seja inocência, acho que é indicativo de caráter. Ela já viu que um lindo rapaz pode ser o mais cruel dos monstros e segue achando que a beleza é um valor.

  • LadyTargaryen

    Sansa é minha personagem favorita juntamente com a Dany e o Bran. Os três são a base para aquilo que mais admiro: evolução, compaixão e imaginação/fantasia. Tento sempre ignorar comentários maldosos sobre eles, mas as vezes é tudo tão ridículo que é risível. Destilar o veneno em quem se mostra humano e gostar de monstros, inclusive os que fingem estar em redenção, é a nova modinha do momento.

  • Rafael

    Eu ia escrever algo desse tamanho, mas acho que você disse mais ou menos que iria dizer, rs
    Está me cansando um pouco isso, que é tudo machismo. Como você disse, o que irrita na Sansa são suas atitudes e muito mais suas ações, aquele momento lindo que ela defende Joffrey e sem falar aquele momento que ela trai seu pai e conta tudo para Cersei sobre o que estava acontecendo. OK, alguem pode falar que ela estava defendendo seu pretendente e a outra um ato de rebeldia juvenil, mas um desses atos leva a morte de um menino inocente e a outra a morte do seu pai e uma guerra. Apenas Arya chora por Micah e todos nos choramos por Ned. Sim, ela “matou” Ned e tudo que ela sofreu foi Martin a colocando no purgatório, é Martin dizendo claramente, ações tem consequências.

  • Anderson Lima

    Eu não entendo porque muitos acham que a Sansa é burra e tals. No lugar dela, não tem muito o que fazer. Ela realmente foi muito inteligente nas suas atitudes, e aguentou muito sofrimento e humilhação. Creio que ela aprendeu muito com isso e vai começar a fazer suas jogadas.

  • Jéssica Varela

    Não desgosto da Sansa pq ela é mulher, tampouco pq ela encorpora todos os aspectos femininos que uma mulher supostamente deveria ter. Eu não gosto da Sansa, pq ela sempre me deixa infeliz. É triste ver como ela passou de uma garota ingenua, pra q esposa do maníaco do joffrey, pra esposa do Tyrion, pra protegida do mindinho. Ela é literalmente um objeto de valor passado de família em família ( insira o casamento forçado aqui) , estou cansada de vê-la nessa situação subalterna. Espero ansiosamente pelo dia em que Sansa irá tomar as rédeas da própria vida, da forma que for.

  • Sílvia Granger

    Neste momento a Sansa é a minha personagem favorita. É a única que ainda não perdeu a humanidade e não vou entrar nas discussões feministas. Na minha opinião, muitos fãs da série preferem Arya, Brienne e Daenerys porque estas personagens matam, puxam o facão mesmo, e as pessoas querem se sentir vingadas pelas desgraças que acontecem. A Sansa não se vinga, é uma lady e não podemos nos esquecer que ela foi criada pelos seus pais para ser uma lady, para ser uma rainha. Ela foi ensinada a amar os Lannister/Baratheon e só está viva até agora por se portar como uma lady. A Arya no lugar dela já teria morrido há muito tempo. Primeiro que espero que o George não a mate (rsrs) e segundo que torço para que ele não a transforme em uma assassina.

  • Voa Como Um Falcão

    A Sansa Stark só é odiada por um motivo… ela não possui três Dragões!

  • Bee Freitas

    Não tenho abuso de sansa por ela ser feminina, tenho abuso dela por ela ser extremamente passiva e acreditar em todo mundo. Catelyn, por exemplo, não era nem um pouco masculina. Mas ela era inteligente, se fazia ouvir, e Sansa é tudo menos isso. A única coisa que Sansa realmente sabe fazer é “atuar” e ter auto controle, que em raras ocasiões foram úteis pra a manter viva. Mas a maioria das coisas que ela consegue são por pura sorte ou alguém que a ajude. E é apenas por isso que ela ainda não está morta, hahahah.
    ps: aonde que cersei e daenerys “agem como meninos”? É só porque elas “mandam”?

  • Daniel Teles

    Na verdade eu não odeio a Sansa, o meu sentimento é mais de desapontamento e pena. Quando ela teve a chance de se posicionar, preferiu ficar do lado da Cersei e do Jofrey. Por isso sua loba e seu pai morreram e ela vai carregar isso pra sempre.Arya ficava do lado da família mesmo sem saber de tudo o que acontecia.Já a Sansa tinha o sonho de ser da corte de se casar com o príncipe e por isso, colocou a sua família de lado.Agora ela colhe o que plantou.

  • a verdade

    Não tenho nada contra Sansa hj em dia; no início, no 1 livro, não gostava dela pq ela implicava com a Arya; mas do livro 2 em diante, me acostumei com o jeito dela, e sinceramente, espero q ela dê uma reviravolta e acabe por cima, qm sabe governando Porto Real, seria um final surpreendente

  • Eduardo Cruz

    Eu passei a curtir mais a sansa só a partir do segundo livro. Antes, eu não odiava ela, só não era minha personagem feminina favorita, comparada aos capítulos de arya, dany e catelyn (de longe a minha personagem feminina favorita, da saga toda).

    É como a matéria falou, ela é uma sobrevivente, da maneira dela. Ela se adapta. O legal é que ao chegar no último capítulo dela de cada livro, é possível ver um crescimento dela durante cada livro e perceber que ela tem potencial pra ir mais longe no próximo.

    ———
    Meu único problema ainda foi que ela (sem querer) traiu o Ned. Isso é osso haha mesmo sem querer.

  • Paula

    Se fosse por isso todas as mulheres de cabo a rabo, do Norte a capital como além do mar, seriam odiadas né fofo.

  • Fabricio Alves

    Sim, mas sansa não pode se fazer ouvir.
    Ela não tem poder, ela ainda é uma criança, sua familia foi destruida e ela é foragida.
    Não há movimentos a se fazer, não há opções. Tudo que ela pode fazer no momento é se deixar levar, e é isso que ela fará até ser possível finalmente jogar.

  • Paula

    Acho já li outro post feito em defesa da Sansa aqui no site. Ela realmente pode aparentar precisar de toda defesa possível, mas de lá para cá não tenho visto nem metade do ódio que costumava ser direcionado a essa personagem. Ela não é nem de longe a personagem feminina mais criticada. Embora também não seja a mais aplaudida. Acredito que Sansa esteja em uma posição confortavelmente estável em relação ao público. Eu mesma deixei de detestar a garota a muito tempo.

    O problema não é a feminilidade, os sonhos com príncipes encantados e bolinhos de limão. Me parece mais uma questão de evolução. Ao contrário das outras mulheres, o livro e a série não mostram nenhum aprendizado da Sansa em relação a todo sofrimento que passou. Não digo que ela não seja forte, afinal força não é questão de enfiar uma espada nos inimigos ou incendiá-los. Isso é um conceito mais pessoal e ultrapassa os limites do que a sociedade espera.

    Mas repito, e quanto a evolução e aprendizado? As outras mulheres tiraram lições dolorosas de suas trajetórias que nada tem a ver com dragões, espadas, calças e exército. Aprenderam algo com o sofrimento que vai além de acessórios. Dureza, esperteza, senso de justiça, violência ou até mesmo um amaciamento da personalidade, foram insistentemente apresentados como frutos da dor delas. O que quer que Sansa tenha aprendido não estamos vendo.

    Não é o o público geral que está cego, mas a série e os livros que em anos, não mostraram de fato o que está na cabeça na personagem. Sendo assim, como culpar o público por não enxergá-la como uma sobrevivente forte e determinada? Como esperar que o público veja no escuro?

  • Paula

    A única que não perdeu a humanidade? Não acho que Arya, apesar de toda dureza e assassinatos tenha perdido a humanidade. Pelo menos ainda. Assim como não acho que Daenerys tenha perdido. Que prova maior de humanidade que lutar pelos mais fracos. Brienne é durona mas quem em sã consciência diria que aquela mulher não tem humanidade suficiente? Assim como Cersei e Shae que por trás de todos os erros são movidas por emoções dolorosas. Isso não é humanidade.

    Fiquei confusa com isso, não sei qual o seu conceito de humanidade. Seria não se vingar? Porque esse é um conceito que vai muito além de se vingar ou não.

  • Delamidia

    Essa modinha teve seu ponto alto na época da Carminha (Avenida Brasil) e não parou mais. Ai de quem não gostar dos vilões, estejam eles em redenção ou não. São julgados de serem rasos e não entender a complexidade dos personagens mimimi.
    Gostar de personagens com tendências ao sofrimento, compaixão e lutas pelos mais fracos virou motivo de vergonha. E muitas vezes mesmo quem gosta se cala para não ser julgado, já que a moda é mesmo gostar dos mais cruéis.

    Um exemplo claro disso é que ha postagens em que todo mundo está esculachando a Dany e alguém aparece, uma única pessoa que faz um comentário defendendo a personagem e mostrando suas razões e imediatamente recebe várias curtidas de quem não estava comentando antes. Os que gostam dela estão quietinhos e não comentam, eles no máximo curtem quem a defende. Os que gostam da Sansa muitas vezes são assim também. Será vergonha de gostar um personagem que não seja tão cruel?

    Os que gostam da Melissandre, da Cersei, do Cão, não tem a menor vergonha em defendê-los. Fãs dos outros poderiam seguir o exemplo.

  • BiancaGØT

    Tomara que Sansa se torne uma rainha muito justa e que todos temam ela, depois de tudo que ela passou vai torná-la uma mulher forte e justa em suas decisões.

  • BiancaGØT

    Talvez ela quisesse ser “amiguinha” dos Lannisters pra vingar sua família.

  • BiancaGØT

    Verdade, Arya, Brienne, Catelyn ( que já está morta mas também uma das minhas preferidas ), são mulheres muito fortes. Mas é claro que todos adoram a Daenerys porque o papel dela na série é lindo, ela foi vendida pelo irmão, perdeu o filho depois o marido, e depois de tudo isso se tornou uma mulher muito corajosa.

  • BiancaGØT

    Na verdade as pessoas não a acham uma personagem legal porque a vida dela é só aquilo, ficar morando em castelos, usar vestidos, se comportar e agir como uma lady, foi graças á isso que ela conseguiu escapar de Porto Real viva! mas mesmo assim eu ainda acho que ela aguentou as humilhações de Joffrey para mostrar que ela é superior a ele.

  • BiancaGØT

    Verdade, no episódio 07 quando eu estava vendo uma cena legal de repente mostraram a cena da Sansa olhando a neve e logo eu parei de sorrir kk o pessoal só olha a cena dela para ver o que ela vai fazer e também porque é ela linda.

  • Maniqueísmo não tem nada a ver com Game of Thrones. Daenerys e Sansa são duas grandes personagens, mas não por serem heroínas/mocinhas “perfeitas e imaculadas” ou coisa do tipo. É justamente o contrário.

  • Delamidia

    É claro que não. Tem a ver com o público. É o público que faz a separação de bem e mal. Não foi eu quem inventei e nem a série quem criou. E prova disso são inúmeros comentários taxando Sansa de “boazinha que não se vinga” e Daenerys de “salvadora” e por aí vai. Não são comentários baseados em maniqueísmo?

  • Larissa Lins

    Eu pessoalmente não gostava muito da Sansa porque sempre achei ela irritantemente ingênua e fútil. Porém compreendo a ingenuidade dela totalmente: criada para se portar e ser educada como uma lady, acreditou que o mundo era uma bela Canção. Para mim, ela nunca foi uma personagem menor por ser assim! Creio que Arya e Brienne são exceções à essa regra. O que me incomodava em Sansa era como ela era tão manipulável e egoísta, muitas vezes. Sempre achei Arya esperta, mas muito intempestiva, aquele tipo de pessoa que ao sinal de qualquer contrariedade pode explodir e por todo um plano por água à baixo. Já Sansa, tem muito mais auto-controle, mais paciência e que se forem somadas à uma boa visão da realidade que a cerca, maturidade e política serão armas certamente muito mais eficazes e poderosas que uma espada em punho.

    Acho que no primeiro livro, é difícil encontrar alguém que goste da Sansa. Eu não gostava, achava ela extremamente irritante e era porque ela não se colocava ao lado de sua família em alguns momentos. Mas a personagem evolui desde então, sofreu demais e vem observando o mundo com outros olhos. Hoje, eu vejo Sansa como uma das melhores jogadoras em potencial. Não é minha personagem preferida (talvez se torne, quem sabe), e, pelo menos pra mim, isso não tem absolutamente nenhuma relação com fato dela ser fraca ou covarde como consequência de sua feminilidade. Eu, como mulher, gosto muito de ver mulheres poderosas (não só no sentido de poder, propriamente dito). Aliás, na verdade, eu gosto de vê-las ‘tomando as rédeas’ de suas vidas seja lá como queiram: sendo uma cavaleira ou uma lady.

    Talvez existam pessoas que não gostem de Sansa pelos motivos que a matéria cita, mas eu, sinceramente, acredito que seja a minoria (posso estar sendo uma Sansa no quesito ingenuidade, agora, hahaha), porque seria o mesmo que não gostar de Brienne e Arya por que não são tão femininas. Quem pensa assim reduz demais as personagens.

    Acredito, como muitos por aí, que Sansa vai ser o “cavalo azarão” do jogo. Aquele que ninguém botou muita fé e que no fim ganhou a disputa. E eu torço por ela.

  • Pati

    Oi? vc não deve ter lido os mesmo livros que eu então, a evolução da Sansa é muito mais evidente que a da Arya por exemplo, enquanto a evolução da Arya é aprender a lutar, pois a coragem e a rebeldia ela já tinha desde o começo, a da Sansa é mental, e isso fica muito evidente nos POVs dela, ela era uma menina bobinha, cheia de ilusões que acreditava em qualquer histórinha de cavaleiros, que só queria casar e ter seu próprio castelo, agora ela é uma mulher sensata, ela não confia mais facilmente nos outros e joga conforme as regras para sobreviver e consegue!

  • Pati

    Ela era uma criança ingênua, ela nunca imaginou que estava traindo sua familia, e não podia prever as consequências do que estava fazendo, como ela ia imaginar que os Lannisters fossem tão maus? Ela foi ensinada a amar e respeitar o rei e a rainha, nunca disseram a ela sobre a maldade das pessoas.

    E a Arya foi idiota de ter batido no principe, qualquer um veria a loucura disso!

  • Pati

    Vc está mesmo comparando a sabedoria de uma mulher feita, na faixa dos 30-40 que já colocou 5 filhos no mundo, com a ingenuidade de uma criança?

  • Assim como são baseados em maniqueísmo seus comentários relacionados a Cersei, Melisandre e o Cão. Por que alguém deveria ter vergonha de defendê-los, se quisesse? oO

  • Pati

    Agora compare a idade das duas, vc acha que a Cersei sempre foi astuta como é agora?

  • Paula

    Só mais uma coisinha a respeito do tão falado “jogo sutil da Sansa” Gente, de onde vocês tiraram que a Sansa joga o jogo dos tronos, ainda que de forma sutil? Ela não joga, ela está inserida no jogo. Isso é uma coisa muito diferente. Quando a pessoa não tem consciência de seus atos, não se pode dar a ela mérito ou punição por isso. Não tem essa de jogo sutil, simplesmente porque ela não faz ideia de que está jogando. Pelo menos ainda.
    Sansa pode chegar ao mesmo local de quem está de fato jogando, mas vai fazer isso sem ter noção de seu próprio poder como uma das peças principais do tabuleiro.

  • Pati

    Não que o sexo propriamente dito seja o que vai balançar o Mindinho, vejam, ele não queria apenas transar com a Cat, ele queria te-la, queria que ela fosse dele e o amasse como ele sonhava na juventude, isso é cobiça, carência, poder, não só sexo. E sim, ele vai transferir esses sentimentos para a Sansa, e sim, ela pode usar isso a seu favor…

  • Larissa Lins

    Sansa, de certa forma, é uma grande imitadora da vida. Quantas vezes a gente vê ao nosso redor gente que vai dançando conforme a música, mesmo quando odeia a música e no final da história é quem mais longe chega? Isso é um pouco frustante numa história como essa, mas não deixa de ser a vida. Tipo, Robb e Catelyn tramam uma guerra, marcham com toda sua honra e dever, mas quem talvez vingue os Starks no fim seja Sansa, que “apenas” dançou conforme a dança. Eu torço muito por ela e ainda acho que ela vai se levantar e por a música DELA pra tocar. Hahahaha 🙂

  • Delamidia

    Nossa, você realmente ficou ofendido pelos meus comentários no post outro dia não foi? rs Sei que estou correndo o risco de ser banida do site ao discordar de você mas vamos lá:

    Onde eu disse que alguém deveria ter vergonha de defender Melissandre, Cersei e o Cão? Ao contrário, eu disse que os fãs dos outros deveriam tomá-los como exemplo e defender seus favoritos também.

    E onde eu disse que Cersei, Melissandre e o Cão são personagens de uma só faceta (a maligna)? Eu me referi ao lado mais cruel deles que difere dos outros. Não disse que são apenas cruéis.
    A propósito, Melissandre é uma das minhas personagens favoritas, é inteligente mas é cruel. Não preciso me cegar a isso para gostar dela. Não estou rotulando a personagem como fazem os haters da Dany ou da Sansa.

    Mas aparentemente você não está em condições de ler nada do que eu escrevo sem o peso da raiva do outro dia.

  • Pati

    Sansa era assim prq porque era uma criança e foi isso que lhe foi ensinado a vida toda, ela aprendeu o que tinha que aprender para ser uma dama e só, já a Arya fugia das lições da septã, lógico que não aprendeu as mesmas coisas. Aliás comparar duas pessoas com personalidades tão diferentes não faz sentido, a Sansa era burrinha e a Arya tbm era, ou vc acha muito inteligente bater em um príncipe?

    E a Sansa agia friamente com o Tyrion não prq ele era feio, mas sim prq ela não confiava nele, ele era um Lannister, e os Lannisters mataram quase toda a sua família, é dificil confiar em alguém assim não? Se fosse por beleza ela não teria tratado bem e confiado no Sor Dontos, nem o Cão, sim ela respeitava o Cão, só que tinha medo dele, aliás quem não teria?

  • Bom, pra começo de conversa ninguém é banido por discordar, quer comentar comente. Mas não venha com esse mimimi com coitadismo, nem venha criar flame só Pq é fã de personagem a ou b, ou querer procurar briguinha nos comentários, leia as regras e limite se a deixar sua opinião sobre o tópico sem atacar a opinião dos outros.

  • Paula

    Ela não teve essa evolução toda não. Ela se fechou e ficou desconfiada como qualquer gatinho de rua fica quando é machucado. Isso é sobrevivência mas ela ainda não cresceu, não aprendeu a manejar como seria esperado de qualquer pessoa que está sofrendo a muito tempo e ainda sim tem uma certa proteção.

    Quando ao jogo, eu comentei lá em cima agora a pouco mas não sei se já foi aprovado, mas a Sansa não joga. Ainda. Ela está inserida no jogo. Só podemos considerá-la jogadora quando ela própria tiver noção da sua importância como peça do tabuleiro. Por enquanto nem ela mesmo sabe que joga e Se joga. Está sobrevivendo? Claro! Mas jogando? Isso é outra história.

  • Pati

    Concordo integralmente com o texto, a Sansa sempre foi uma das minhas personagens favoritas, talvez prq eu tenha sabido desde o início a julgar ela pensando em todo o seu contexto, na sua idade, na vida que teve, na forma que foi criada…
    Eu sempre me incomodei um pouco com impetuosidade da Arya, ela saiu viva de muitas situações mais por sorte do que por juízo, não que eu não goste da Arya, eu gosto muito dela, mas a Sansa eu amo!

  • Pati

    Concordo integralmente com o texto, a Sansa sempre foi uma das minhas personagens favoritas, talvez prq eu tenha sabido desde o início a julgar ela pensando em todo o seu contexto, na sua idade, na vida que teve, na forma que foi criada…
    Eu sempre me incomodei um pouco com impetuosidade da Arya, ela saiu viva de muitas situações mais por sorte do que por juízo, não que eu não goste da Arya, eu gosto muito dela, mas a Sansa eu amo!

  • Delamidia

    Se você dissesse ironia eu até ficaria sem palavras, mas coitadismo… Não, não é comigo. Errou.

    Eu pediria para você destacar aí em cima o momento certo onde eu ataquei a OPINIÃO de alguém, se eu não soubesse que seria em vão. Até porque esse momento não existe.

    Mas eu já vi você banir um cara por menos do que as coisas que eu escrevo.

  • Sílvia Granger

    Arya mata e sente prazer nisso. Ela não mata mais só pra se defender. Na visão de Daenerys, a justiça seria fazer a mesma coisa que assassinos fizeram, ou seja, ela se igualou a eles. Humanidade, neste contexto, refere-se a não se perder no meio das trevas, o que claramente é muito fácil de acontecer. Pelo menos para a Sansa isso ainda não aconteceu, mas tristemente acho até que vai mudar…torço para que não mudem muito. Se ela tiver que matar alguém, que seja por auto-defesa ou para salvar alguém, e não por vingança, esporte ou loucura.

  • Voa Como Um Falcão

    Certo, muitas mulheres fortes da serie são amadas. Minha personagem favorita independente do sexo por exemplo é a Arya Stark!
    Mas por que a unica personagem fraca, que não tem talento pro jogo dos tronos e mesmo fazendo um monte de cagada atras da outra continua adorada? DRAGÕES!

  • Paula

    Se idade fosse parâmetro, ninguém poderia julgar a Daenerys, principalmente em relação aos livros, afinal é só uma criança também. Isso sem falar em outros.

  • Gabi Machado

    Vi muitos comentários abaixo dizendo ‘não odeio Sansa porque ela é mulher’. Mas não é isso que está sendo dito na matéria, porque se assim fosse, você também odiaria todas as outras personagens femininas da série, todas as mulheres do mundo, etc. Não é misoginia a questão discutida aqui. O problema, pelo que eu entendi, é o seguinte: estamos acostumados a um certo perfil de ”’mulheres fortes”’ em Game of Thrones. Todas elas possuem algum diferencial: Dany tem uma história de liderança, cersei e margaery usam muito o sexo como poder, brienne, arya e yara são guerreiras, catelyn era uma mãe fodona, melisandre usa magia, shireen usa o conhecimento, olenna usa estratégias políticas e por aí vai. Se você pensar bem, que outra personagem no mesmo perfil de Sansa aparece na história? Posso estar errada, mas não consegui pensar em nenhuma aqui.

    Ela é a única a seguir fielmente o comportamento de lady, a obedecer as regras, etc. E acaba sendo vista como medrosa, egoísta, imatura, fraca, emocional demais, estagnada. Porque fomos acostumados a esperar que as mulheres nessa história estejam sempre se provando num universo extremamente machista e misógino. Porém, sem querer, estamos agindo de maneira machista, por desprezar uma conduta perfeitamente normal e até banal, por achar que as mulheres realmente precisam ser fortes o tempo todo, se não, não valem de nada. Que homem nós odiamos por ser covarde, sensível, emocional ou por seguir as ordens dos outros?

    Robb foi tão imaturo quanto ela, mas nós apenas lamentamos sua morte e esperamos que ele fosse mais esperto, porém ninguém o odiou por fazer o que fez. Theon mostrou toda a sua vulnerabilidade quando foi torturado, sofreu, chorou e agora obedece as ordens alheias por pura sobrevivência (e foi o seu egoísmo que o trouxe até o forte do pavor), mas nós meio que já o perdoamos, o compreendemos, até temos pena dele. Sem contar milhares de outros personagens masculinos que também agiram errado ou aparentaram estar estagnados no tempo, sem evoluir (stannis continua o mesmo hein, mas ninguém tá reclamando e dizendo que ‘ele não evoluiu desde que a história começou).

    Então, não é tão difícil concluir que, sim, nós aceitamos que os homens tenham todos os tipos de personalidade, facetas e camadas em Game of Thrones. A eles é permitido o direito de chorar, de sofrer, de ser egoístas, imaturos, de quererem seguir as regras pra não perecer ou de serem ingênuos. Mas quando pensamos nas mulheres desse universo, só há uma possibilidade pra elas: serem as mais fodonas do mundo ou serem Sansa( = fraca).

    E pior ainda: se ela fosse mesmo tão ingênua como vocês dizem, não teria ela sucumbido logo no início da história? Surtado quando viu a cabeça do seu pai espetada na cerca ou quando foi obrigada a casar com Joffrey ou Tyrion? Não existe essa de ‘ela nem sabe o que está fazendo’, porque quem não sabe o que está fazendo, logo se perde (alô Robb). Não tem essa de ‘sorte’, não. Ela sabe o que está fazendo, ela preferiu obedecer e se submeter por pura sobrevivência e com certeza tem mais chances de vingar sua família do que Arya, que é tão corajosa quanto imprudente e impulsiva.

    Vamos entender que as mulheres, tal qual os homens, também possuem diversas facetas, gente. Nem todas são guerreiras, nem todas são corajosas e nenhuma delas é igual a outra. Let it be, let it be. Sansa é tão interessante e única quando Arya, apenas de uma maneira diferente. E aguardem, porque aposto que ela ainda vai surpreender bastante a todos nós. 🙂

  • Dizer que eu estou discordando de você por raiva é coitadismo, não? Assim como dizer que alguém não gosta de Daenerys por “modismo”, ou por que prefere os “personagens mimimi”, ou por que é um “monstro” e gosta de “destilar veneno” e etc, etc. Pelo que eu entendi, você está fazendo o mesmo que diz que essas pessoas fazem com você, hehehe.

    E relaxe, pois você não será banida. Abraços!

  • Paula

    Ainda sim, não acho que as pessoas tenham birra da Sansa por ela agir como uma dama ou por obedecer para conseguir sobreviver. Tenho visto poucas pessoas julgando-a por isso. A postagem até me surpreendeu porque ando lendo elogios em grande escala para a personagem que nem é a mais odiada e tampouco tão odiada quanto antes.
    E não acho que é uma questão de não dar as mulheres o direito de ter várias facetas e aos homens sim. Em conversas em fóruns por exemplo, vejo muita gente chamar Robb de sonso e dizer que não perdoa o Theon apesar de sentir pena. Quanto a Stannis realmente, não vejo quase ninguém criticar algo nele, embora ele seja um personagem ao meu ver bem linear. Não gosto disso.

    Mas como foi dito a evolução da Sansa (que eu particularmente acho pequena em proporção ao tanto que ela sofreu) não é descarada. Não dá para culpar parte do público por não ver o que quase não se mostra. Ela não tem noção do que pode fazer e de quanto poder pode ter ou ainda do quanto pode manipular as situações a seu favor, por isso digo que ela não sabe o que está fazendo.
    Sobreviver não é escolha ou opção. Ninguém tem mérito por sobreviver porque esse é um instinto básico em todas as pessoas e animais. Qualquer animal ferido fica acuado e se agarra a vida. Isso não significa maturidade. Assim como morrer não é escolha. Mas jogar e mover os pauzinhos de livre e espontânea vontade com um propósito qualquer, seja ele bom ou ruim, isso sim é interessante.

    Claro que ela pode surpreender, como eu acho que vai mas por enquanto ela não fez isso. Em anos de livro e série, ela ainda não surpreendeu. Talvez se trate mais disso, do cansaço de parte do público em relação a como ela assimilou os fatos e não a toda essa questão social de sexismo.

  • Alucard

    Sou o oposto da maioria dos leitores de GOT, adoro os povs de Sansa e Catelyn, e detesto os da Arya….

  • Enelyne Maia

    Que bosta. Discordo completamente de tudo ai HAUHUAI
    Quase fiz um texto sobre isso ahuhuai

    Sansa não joga nada, ela apenas “participa”, ela não sobreviveu até agora pq é esperta ou nada, apenas pq outras pessoas o fizeram e ela é importante para eles, só isso.

    Não é pq ela é feminina. Cersey é feminina e nem por isso é pomba leza que nem ela, a mãe dela era feminina e nem por isos é chorona e aceita tudo como ela.

    Não tem essa de “vocês não gostam de mulheres femininas” pra ser feminina tem q ser passiva, calada e aceitar tudo?

    Prefiro ser masculina então, bjos Sansa.

  • Bruna

    Quando comecei a ler o primeiro livro eu achava que a Sansa era uma personagem necessária, linda, educada na medida de seus interesses(ponto realista em várias pessoas), tinha o sonho audacioso de virar rainha, ela era diferente e prometia muito.. não se dava com a arya, mas e dai.. a arya também nunca respeitou ela, era fogo cruzado, por outro lado tinha o jon, esse sim merecia o seu respeito, mas até ai tudo era fácil de se perdoar. O estopim, para mim, foi a delação à Cercei, o que matou o Ned… tá, ela era uma criança.. mas isso não tinha mais importância, crianças também podem ser leais e obedientes, é o que eu acho.. poxa, fica difícil perdoar, muito difícil.. a punição veio com joffrey, como uma ironia, mas tudo já tava meio cinza.Dai, enfim, surge Alayane e tudo muda ( spoiler a vista ), no festim Sansa já está madura, ela era o que eu queria ter visto na fúria dos reis, realista, politizada e experiente, ela evoluiu muito e tomou um lado no jogo, haa, um stark no jogo, finalmente!
    A credito que Sansa tem tudo para ser uma grande personagem no próximo livro… ela e o Petyr são duas das personalidades que mais me instigam a querer ler os ventos do inverno.
    Sobre a feminilidade.. o primeiro comentário da tanira falou tudo..rs

  • Exatamente. Enquanto todos reclamavam dos povs da Cat, eu os amava. Amo os da Sansa e, acredito que quem trará o reinado da família Stark de volta será ela, não Arya ou Bran (ou Rickon?).

  • Pedro Dantas

    Mas lá também estava escrito que por vezes as personagens e até mesmo as pessoas na nossa sociedade não conseguem encontrar um equilíbrio entre ser muito passivas ou ousadas nas suas ações mas por outro lado o que Sansa poderia fazer? ela não teve nenhuma ajuda pois estava isolada da família e dos aliados e tudo que acontecia era apenas para piorar a situação dela. Cersei era a mãe de um rei e a família dela tinha total controle da situação de Kings Landing mesmo que ela fizesse algo de errado não iria acontecer nada com ela. Um dos únicos personagens que sabe usar bem os seus recursos é o Tyrion que mesmo com tantos personagens odiando-o ele arranja maneira de se salvar, talvez se Cersei fosse jogasse tão bem como Tyrion, este já estaria morto . xD

  • drmingus

    Mas a pessoa só tem valor se jogar?

  • felipedomingos

    Sansa é uma das minhas personagens favoritas (está no meu top five) e por usar o seu aspecto de donzela como arma é o que faz ela ser diferente de tudo que temos no livro. No jogo dos tronos ou você tem a espada, ou você tem dinheiro ou você tem a pussy ou você tem o segredo. Mas a sansa não, ela joga com sua beleza e com sua educação, mesmo que falsa, o que faz dela uma das personagens mais interessantes dos livros.

    Ela por enquanto é uma peça? É. Mas o mindinho mesmo disse, que peças podem se tornar jogadores. E pelo o que aconteceu em seu ultimo POV no festim dos corvos, me faz acreditar, que ela se tornará uma jogadora bem cedo.

  • drmingus

    A Cersei não é tão astuta assim. Só tem mais consciência de como o jogo funciona e de que, como ela mesma disse para o Ned, no jogo dos tronos ou você ganha, ou você morre. Apesar de tudo o que passou, a Sansa não morreu ainda, então parece que mesmo sendo pouco ativa, ainda assim está ganhando.

  • Lu

    Eu não acho q o problema da Sansa seja a feminilidade, tem personagens q sao femininas mas sabem jogar, como a Cersei, a Margaery e a Catelyn. O problema é q todo mundo espera q ela revele algum sinal de q está aprendendo a manipular as situações e ela não demonstra isso.
    Eu odiava a Sansa no primeiro e segundo livro pq n via nenhuma mudança nela, mas o ódio acabou no terceiro onde já da pra notar q ela não é tão boba (apesar de ser ingênua em algumas partes)
    Ela pode ser feminina, inteligente e extremamente forte ao msm tempo, quer exemplo maior do q o da Catelyn? (Que pra mim é a melhor personagem de toda a serie) Que apesar de todo o sofrimento conseguia se manter no jogo do msm jeito, e se não fosse pelas burradas do Robb continuaria viva.
    Acho q a verdadeira Sansa ainda nao apresentada, mas quando ela aparecer vai ser uma das maiores jogadoras de Westeros.

  • felipedomingos

    Sinceramente, acho que superestimam a Daenerys demais. E tenho certez que o que o homem ai em cima disse é verdade, se a sansa tivesse dragões, ela ia ser foda. A Daenerys é de longe uma das personagens mais burrinhas e manipuláveis que tem nos livros. Dê a sansa um exército, três dragões e um bom marido para ver se ela não ia ser idolatrada.

  • Paula

    Eu até reli meu comentário para ver em que você se baseou para me fazer essa pergunta, uma vez que eu não disse que ela não tem valor. Aliás, mesmo sem jogar ela ainda é uma peça fundamental do tabuleiro (dos outros por enquanto).
    Mas ainda que eu tivesse dito, seria baseado no fato de que os livros e série retratam guerra e jogo de poder. O lógico é que todos os personagens centrais estejam fazendo suas próprias jogadas e movimentos conscientes para mover as outras peças.

  • drmingus

    É assim que eu quero ver o Mindinho cair. Pelas mãos da Sansa.

  • GhostofHarrenhal

    Numa época medieval como Game of Thrones a mulher só tem condições de exercer poder e defender-se sozinha quando conquista algum tipo de porto seguro. Sansa ainda não conquistou isso, como dito no texto ela foi criada para ser uma lady e quando tudo isso é tirado dela ela começa um processo de amadurecimento dos mais interessantes de se acompanhar, ela sabe que se ela não jogar bem esse jogo de intrigas e armações ela morre. Eu acredito que ela irá jogar tão bem o Jogo dos Tronos que dará um jeito de se ver livre do Mindinho, ou se unirá definitivamente a ele. A Sansa é um personagem ainda em construção, todo o seu modo de agir definitivo, alterando seu destino, sendo mais articuladora do que ouvinte será mostrado mais para frente, eu acredito.
    Em comparação com as outras personagens femininas todas de certa forma já foram investidas de poder ou empurradas a situações de “sobrevivência”, que é tão valorizada.
    Cersei como Rainha Regente, papel que ela exerce muito mal. Daenerys com seus três dragões, porque se não fosse por eles ela teria sido completamente ignorada e morreria. Arya, empurrada para uma situação inevitável de luta pela sobrevivência, que já condizia com sua personalidade. Melisandre com todo seu poder de influência através da beleza e da religião parece estar apostando suas fichas no cara errado.
    É preciso uma mulher que quando estiver com poder tome decisões corretas, e a que tem condições de fazê-lo é Sansa, justamente por estar aprendendo. E isso de longe é o mais interessante porque o leito tem a oportunidade de aprender junto!

  • drmingus

    A pessoa se virar sozinha para sobreviver num ninho de cobras não me parece egoísmo, só auto-preservação.

  • drmingus

    Quando eu li sobre a profecia da maegi sobre a rainha mais jovem e bela, desde logo eu associei com a Sansa e não com a Daenerys ou Margeary. Quanto à traição ao Ned, na verdade foi apenas contar sobre os planos do Ned de mandar as filhas de volta para o Norte, com o que ela não concordava, posto que não fazia a menor idéia dos motivos. Na verdade, não passou de uma rebeldia de filho adolescente. E nenhum adolescente poderia prever o que viria depois.

  • Gabi Machado

    A mim ela já surpreendeu bastante e ainda deve surpreender mais.

    Acho que o que você esperava dela é que ela fosse manipuladora, isso sim. “Jogar e mover os pauzinhos”, ao meu ver, é manipular. Ela é obrigada a ser assim pras pessoas gostarem dela? Qual o problema em gostar dela, sei lá, do jeito que ela é atualmente?

    Claro, é uma questão de opinião e gosto, veja bem, não tô tentando convencer você. Apenas dizendo que pra mim, ela já mostrou muita esperteza em sobreviver em porto real sim, muito mais do que Arya mostraria, por exemplo. Como disseram no texto, quanto tempo você acha que ela duraria ali depois da morte de Ned? Ela seria corajosa, mas imprudente, ao contrário de Sansa, que foi prudente, mas vista como covarde. Não sei não, pra mim, isso é pura esperteza sim, e ela está jogando muito bem, melhor do que tantos outros que já pereceram. Levantei a questão do sexismo porque é meio óbvio que não existe um personagem masculino tão execrado quanto a Sansa. Você diz que ‘ela não está sendo tão odiada assim’, mas o que eu continuo vendo é gente chamando ela de sonsa e disparando ódio gratuito sim.

    Se não é sexismo, quem é o personagem masculino que é visto da mesma maneira que ela? Ou não existe? Todos os homens de GOT são corajosos, manipuladores, fodões e evoluíram ao longo da trama? Não, né. No entanto, onde está o tratamento igual dado a eles??? Quem é o homem de game of thrones que você enxerga da mesma maneira que enxerga Sansa?

    E me desculpa, mas sobreviver no jogo dos tronos é um dos maiores méritos de todos. Porque ou você joga ou você morre. Se Sansa está viva, alguma coisa certa ela está fazendo, já que não é secundária, nem nada. 😉

  • João Vitor

    Mas a Daenerys era uma Sansa da vida antes de ser vendida pro Drogo, e ela tinha mais ou menos a idade que a Sansa têm nos livros atuais.

  • Paula

    Pode ser que a Daenerys seja mesmo superestimada por alguns,
    embora eu discorde totalmente sobre ela ser burra e parcialmente sobre ser
    manipulável.

    Mas com esse comentário você está tendo a mesma atitude
    só que puxando a corda para o lado oposto. Está subestimando os leitores e expectadores ao insinuar que são manipuláveis e só gostam de um personagem porque tem Dragões.

    Se Daenerys não tivesse dragões eu ainda gostaria dela.
    Gosto da história de uma menina que teve um lixo de infância a mercê de um
    irmão violento, sem pais, foi vendida, estuprada, perdeu marido e filho, passou fome, sobreviveu a várias tentativas de assassinato e ainda sim, consegue ser forte o suficiente não apenas para subjugar os inimigos mas para olhar para o outro. É clichê mas eu gosto disso nela. Ela sofreu muito e nem
    por isso assumiu um papel de auto piedade. Endureceu, mas não perdeu a humanidade. Tem horas que quero martelar a cara dela nos livros, porque ela faz besteira é claro, mas ainda sim eu gosto da personagem. Tenha ela dragões ou não. E a maioria das pessoas que gostam muito dela pensam como eu.

    Eu não queria usar a palavra hater porque é muito provocativo, mas na falta de uma melhor vai essa mesmo, o argumento “só gostam dela porque tem dragões” é o mais usado pelos haters quando querem provocar e
    subestimar a capacidade mental de quem gosta dela. Não se trata nem de subjugar a personagem, mas de subjugar o público que gosta dela. Acho isso prepotente, raso, baixo e muito, muito, simplório.

    Quanto a Sansa, acho que se ela tivesse dragões, exército ou
    um “bom marido” (eu ri disso) e continuasse com a mesma personalidade de agora,nenhuma dessas coisas garantiria que ela tivesse sucesso com o público. As pessoas gostam dos personagens por motivos que vão além dos acessórios.

  • Marcela Machado

    Quando comecei a ler os livros, trazia em minha mente a ideia de que a Sansa era daqueles personagens intragáveis por causa de sua ingenuidade, boa-fé, futilidade e os mimis tão comumente atribuídos a ela. Depois, quando comecei a assistir a série, inicialmente eu tendia a concordar com a maioria dos leitores/público que odiavam a personagem mais que tudo na saga (e olha que têm personagens que são dignos de ódio de verdade!). No entanto, em uma cena da 2ª temporada minha opinião sobre ela mudou, foi na cena em Tyrion interrompe a humilhação que Joffrey a impingia. Após ajudá-la a se levantar, Tyrion se desculpa pelas atitudes do sobrinho, ela dá uma resposta a ele que a provocou a ira da maioria do público, que a xingaram dizendo ser burra, submissa e tals. Porém, não perceberam a sutileza daquela resposta. Ali, ela odiava Joffrey com todas as suas forças, mas preferiu se controlar e foi muito inteligente, ela não confrontou o Rei Sádico Joffrey, ela contornou o problema. E a sutileza da estratégia dela fica implícita no comentário que o Tyrion faz quando ela se retira que é mais ou menos: “Sansa, Sansa, você ainda nos surpreenderá”. Eu gosto da personagem, justamente por essa inteligência e sutileza. Ela tem bom-senso e juízo, o que falta à Arya. Eu percebo um crescimento e amadurecimento claros da personagem. Eu acho que ela merece um voto confiança e, tal como Tyrion, acredito que ela nos surpreenderá muito.

  • Marcela Machado

    Quando comecei a ler os livros, trazia em minha mente a ideia de que a Sansa era daqueles personagens intragáveis por causa de sua ingenuidade, boa-fé, futilidade e os mimis tão comumente atribuídos a ela. Depois, quando comecei a assistir a série, inicialmente eu tendia a concordar com a maioria dos leitores/público que odiavam a personagem mais que tudo na saga (e olha que têm personagens que são dignos de ódio de verdade!). No entanto, em uma cena da 2ª temporada minha opinião sobre ela mudou, foi na cena em Tyrion interrompe a humilhação que Joffrey a impingia. Após ajudá-la a se levantar, Tyrion se desculpa pelas atitudes do sobrinho, ela dá uma resposta a ele que a provocou a ira da maioria do público, que a xingaram dizendo ser burra, submissa e tals. Porém, não perceberam a sutileza daquela resposta. Ali, ela odiava Joffrey com todas as suas forças, mas preferiu se controlar e foi muito inteligente, ela não confrontou o Rei Sádico Joffrey, ela contornou o problema. E a sutileza da estratégia dela fica implícita no comentário que o Tyrion faz quando ela se retira que é mais ou menos: “Sansa, Sansa, você ainda nos surpreenderá”. Eu gosto da personagem, justamente por essa inteligência e sutileza. Ela tem bom-senso e juízo, o que falta à Arya. Eu percebo um crescimento e amadurecimento claros da personagem. Eu acho que ela merece um voto confiança e, tal como Tyrion, acredito que ela nos surpreenderá muito.

  • Paula

    Acho que é um conceito mais complexo do que isso.

    Arya pode estar sentindo um prazerzinho em matar mas bem ou mal ela ainda tem um código de conduta que define os limites de sua humanidade.
    Daenerys se igualou aos mestres naquele momento, mas isso de maneira alguma tira o mérito de todo o trabalho HUMANITÁRIO (eu foco nessa palavra) de libertação dos escravos. Não dá para dizer que elas perderam a humanidade. Elas podem ter matado mas não são como Ramsay ou Joffrey por exemplo. Esses sim, desumanos.

    Quanto a Sansa, ela só não matou o Joffrey porque não podia, não porque faltou vontade. Então se formos julgar a essência humana das personagens femininas baseadas no matou ou não matou, não vai sobrar ninguém tão honrada, justa e louvável mesmo.

  • Paula

    Vamos lá, eu vou ficar falando pau e você pedra porque obviamente você odeia uma personagem que eu gosto (seu direito, lógico)
    Você achar que Daenerys é fraca e não tem talento para o jogo dos tronos não quer dizer que ela de fato seja. É apenas sua opnião, assim como a minha sobre a Sansa não define a personagem, é apenas a minha opnião. Não quero entrar nesse mérito hoje. O que me choca é outra coisa:

    *Você dizer que quem gosta dela seja somente pelo fato dela ter dragões, é a mesma coisa que chamar quem gosta dela de burro e manipulável. Como se você dissesse que quem gosta das outras mulheres são o público pensante e quem gosta da Daenerys sejam os debeis mentais que batem palma como foca para os dragões e não tem capacidade intelectual para analisar e gostar ou não da personagem. Olha o TAMANHO da barbaridade!!!!!

    *As pessoas gostam e desgostam dos personagens por motivos muitos mais amplos e não pelos acessórios que eles tem. Assim como Arya não é uma espada (Desculpa Syrio Forel) Daenerys não é um dragão. Ela tem características próprias e uma história de vida que agradam a umas pessoas (como eu) e desagradam a outras (como você).

    Quando você usa esse argumento está não apenas subestimando a personagem que você odeia (seu direito incontestável) mas está fazendo uma coisa horrível, subestimando a inteligência dos fãs dela, que assim como eu, gostam da personagem por motivos que vão muito além de dragões.

  • Maiara

    Eu particularmente adoro a Sansa e estou torcendo para que ela conquiste ou recupere um mínimo da dignidade que lhe foi tirada. Ela sofreu não por ser feminina ou criança, mas por ser ingênua. Mas acredito e torço muito pelo amadurecimento da personagem! E digo mais, acho que vem muita coisa bombástica nos POV’s dela nos próximos livros.

  • reborn

    exatamente. adoro a Sansa, mas a melhor personagem feminina com atitudes femininas é sem duvida Marjorie Tyrell, e é claro a mãe da loucura rainha Cercei.
    Sansa no inicio é uma mocinha, jovem tola, imatura, e burra! Como 80% das gurias da idade dela que existem no mundo real, facilmente iludidas, e acreditando em fantasias, ela vai crescendo no decorrer da historia, como na vida real, de tapa em tapa a vida tenta ensinar tem gente que nunca aprende, a Sansa não, ela aprende, aprende que um sorriso não precisa ser verdadeiro, e aprende que ela sabe sim mentir, não é que ela se torna “jogadora” apenas aprende com a vida, qual é o grande objetivo dela ? qual a trama dela ? ela não possui! ela não joga, ela apenas assiste as coisas acontecerem.
    lembram da Dany, era completamente submissa ao irmão, depois ao marido, depois começou a se achar a toda poderosa e só meteu os pés pelas mãos. É todo um processo de evolução dos personagens, não existe mensagem subliminar “feminista” nenhuma na atitude das personagens. Feminismo assim vendo fantasmas de opressão, em toda parte é tenso, as vezes chego a pensar que o proprio feminismo é opressor.
    Gostar/criticar ou não a Sansa nada tem haver com ser feminista ou não.

  • Paula

    Aí no último parágrafo sim, um argumento bom e incontestável. Peças podem se tornar jogadores. É isso que eu estou martelando aqui e que estão distorcendo. Ela ainda é uma peça. Nada impede que ele seja uma das melhores no jogo mas por enquanto ela não é. Pelo menos para mim.
    Se ela se tornar eu pago a língua com prazer, pois não tenho problema nenhum em mudar de opinião a respeito dos personagens conforme sua história muda. Os únicos expectadores/leitores que tem uma opinião fixa raivosa independente dos rumos da personagem são os que odeiam a Daenerys.

  • Felisberto Albuquerque

    Certo… e como vc queria que ela mostrasse que não fosse uma “pomba leza” ??
    Batesse no Joffrey??? Dissesse “Não vou me casar Com o Anão”??? Mandasse Cersei tomar no (#??

    Bastava uma palavra fora do lugar e, a cabeça dela iria ser colocada ao lado da do pai em um espigão…

  • José Carlos Ericeira

    eu sempre entendi essa necessidade da Sansa de se calar e submissão,não achava ruim,tinha pena dela,não por ela ter medo,mas sim por conta da situação e ver ela casar com tyrion sem se curvar e ser forte,foi uma amostra que a loba morta ainda reside dentro dela,aguardando o momento…Ela é FRIA,vcs não percebem,e a melhor formar de fazer alguma coisa “É quando ninguem acha que vc é capaz”…Danny tem Dragões,quem não seria CORAJOSO COM 8 MIL IMACULADOS E TRÊS Dragões…Acho que a jogadora como ela tem as personalidade da Cersei-Bela e sabe disso e saberá usar isso a seu favor-Catlyn tully)-Honra e sentimento de justiça fora do comum-E a frieza de Senhora dos espinho….#teamSansa é ela que vai sentar no trono ou no minimo dentro do conselho como a senhora de Winterfell,BEIJADA PELO FOGO,Senhor do Ninho da Águia e perdendo em posses apenas para o Banco de Ferro….

  • camille

    O texto levanta alguns pontos interessantes, mas acho que ele peca no pressuposto “as pessoas odeiam a Sansa por sua feminilidade”. Isso reduz ou até falseia a questão pra provar um ponto, na minha opinião. A Sansa, no começo dos livros, é uma menina fútil e egoísta e é por isso que eu não gosto dela nesse primeiro momento. E não muda rápido, não. Mesmo depois de o “príncipe encantado”, que ela amava apenas por ser bonito, matar o pai dela, ela fica extremamente feliz com a possibilidade de se casar com Loras (na série e no livro, por um momento muito breve antes de saber que o seu noivo seria na verdade o irmão dele) MAIS UMA VEZ apenas porque ele é bonito e, inclusive, dispensa o plano de fuga do Ser Dontos (no livro) e do Mindinho (na série) por isso. Eu, pessoalmente, passo a gostar mais da personagem depois que ela realmente dá sinais de que está se tornando uma pessoa menos fútil. E mais uma coisa. Game of Thrones não tem apenas personagens femininas que são admiradas por subverterem padrões de gênero. Em primeiro lugar, não acho que a Daenerys deixe de ser feminina em momento algum. Ela não se masculiniza como a Arya ou a Brienne, ela apenas está em uma posição de poder, que ela conquistou por seus próprios meios. Além disso, temos a Marjaery, que, embora não tenha tanto destaque nos livros, na série, é, na minha opinião, uma personagem fenomenal. Ela é tão feminina quanto qualquer outra ou até mais, mas é inteligente, esperta e ambiciosa. Então não acho que seja necessariamente um sinal de machismo não gostar da Sansa, a menos que você considere que ser fútil e egoísta é o que faz uma mulher feminina.

  • Vinicius

    Eu ia fazer um comentário gigante mas fiquei com preguiça, então vou me ater a uma pequena discussão lá embaixo.

    O que vocês amantes da Sansa, achariam se eu dissesse que vocês só gostam dela porque ela é uma Stark? Que pertencer a família mais adorada da história é o único motivo que faz a Sansa ter admiradores, já que ela não tem nenhuma qualidade própria e não é digna de amor? Bizarro não é? Covarde não é? Também acho!
    Eu poderia usar esse argumento, mas nunca o fiz por um motivo: Eu como ser pensante que sou, sei que vocês não gostam dela só por isso, mas enxergam nela inúmeras qualidades que talvez eu não enxergue. E isso basta.

    Então eu pergunto, porque vocês insistem em dizer que Daenerys só tem fãs porque tem dragões como se ela não tivesse nenhuma qualidade e não fosse digna de amor? Não é igualmente bizarro e covarde? E quem gosta da Daenerys tem que ler coisas desse tipo a anos. Já pensaram como é delicioso?

    Coisas a se pensar galerinha.

    De todas as palavras usadas contra a personagem essas são as que eu acho mais infame. De verdade, faz algum sentido para vocês? Não para mim.

  • Paula

    Você disse bem, ERA. Quando o personagem muda a história
    muda junto se tornando mais interessante ou não. Se com a Sansa acontecer a
    mesma coisa eu ficarei extremamente feliz e serei a primeira a pagar pela língua
    e com prazer. Não sou hater que fica com ódio gratuito da personagem não
    importa o quanto ela mude ou o quanto os rumos de sua história mude. Isso é
    papel dos odiadores da Dany.

    Eu troco de opinião sobre os personagens muitas vezes
    conforme ele se move. E embora eu não desgoste da Sansa, estou aberta a gostar
    muito mais caso a história dela de alguma guinada.

  • Carol BB

    Achei o texto muito bem escrito!
    Porém, não consigo concordar totalmente com a sua opinião.

    Sem dúvida, Sansa é muito forte, por dentro. Ela passou por tempos terríveis, sem perder a educação, a leveza, e principalmente a esperança, ainda que ingênua, de um final feliz.

    Obviamente a beleza e a educação dela, fizeram com que ela, ainda que sem querer, arrebanhasse alguns aliados/admiradores importantes. A sensação que dá, é que a beleza e o sangue dela foram os responsáveis por ela ainda estar viva, e não a feminilidade ou inteligência.

    Ela apenas se deixou levar por todas as pessoas que a conduziram, desde o começo. Cersei, Joff, Hound, Olenna, Dontos e Littlefinger.

    O que me irrita na personagem é a dificuldade de aprender com os próprios erros.
    Ela errou ao procurar Cersei pra contar os planos de Ned, e isso custou, em parte, a morte do pai. Isso deveria modificar a forma dela agir e enxergar o mundo. Mas, não modificou.
    Ela continuou sonhando com cavaleiros em armaduras brilhantes e cavalos brancos.
    Ela não aprendeu a jogar, nem sequer a esconder a verdade. Ela não aprendeu a desconfiar.
    Parece que no quarto livro tivemos uma melhora, mas ainda assim acho ela muito lenta nessa transição entre princesinha do papai e mulher que precisa jogar para sobreviver.

    Parece que ela não tem vontade de viver!

    Existem várias personagens extremamente femininas, que não são tão passivas quanto ao seu destino. Olenna e Margery são bons exemplos. Olenna em sua posição de matriarca, sempre soube ser a boa esposa. Sempre soube se curvar ao universo masculino. Mesmo assim, não aceitou ser manipulada tampouco ver sua neta nas mãos de um monstro.
    Margery é linda, cortez, jovem e delicada, como a Sansa. Porém, muito mais inteligente, e principalmente, ciente de que ela precisa aprender a jogar para sobreviver, e garantir a sobrevivência daqueles que ela ama.

  • Vinicius

    Só mais uma coisa

    Estive circulando a net lendo coisas sobre a Sansa e:

    Reli uns posts aqui e assim como esse, quando o assunto é a Sansa, cerca de 80% dos comentários são de pessoas apaixonadas por ela. Podem contar esse post como exemplo, a maioria é muito fã da personagem. Dá para contar nos dedos os que demonstraram alguma resistência em relação a ela.
    Coloquei o nome Sansa na barra de busca do twitter e li por um bom tempo (volta e meia faço isso) e a maioria parece gostar da garota.
    Olhei algumas páginas no face e a mesma coisa se repete. Recomendo que deem uma conferida.

    Eu fiz esses mesmos “testes” de popularidade com outros dois personagens centrais e acreditem, eles parecem bem mais abaixo da Sansa nesse quesito.

    Então, me desculpem se estou sendo malicioso, mas vocês dizem que a Sansa é rejeitada e incompreendida porque realmente veem isso por aí, acham isso, ou é só para causar mais impacto e chamar atenção para a personagem, de modo que as pessoas a vejam como uma excelente personagem injustiçada e se tornem mais empáticas a ela? Porque se for a última opção me parece um pouco de dramalhão mexicano.

    Ela já foi bem rejeitada, mas hoje em dia subiu muitos degraus na escala da popularidade. Sério, não estou falando isso baseado em imaginação minha para provocar vocês. Estou falando depois de acompanhar muitos comentários. Façam seus testes e tirem suas próprias conclusões.

    É esquisito que os fãs dela queiram colocá-la sempre nessa posição de coitadinha incompreendida porque essa não é mais a realidade dela. Ontem foi. Hoje não. Hoje Sansa é uma personagem com um índice de popularidade muito grande, e embora eu não a ame, tenho simpatia por ela e vejo ali um grande potencial. Então, porque tanto choro em cima de coisas passadas?

  • Katherine Aquino

    O texto está cheio de “mulheres masculinizadas”, “mulheres femininas” e “personagens femininas quando elas agem como personagens masculinos” e isso tirou muita credibilidade dele. O que é feminino? O que é masculino? Quer dizer que quando uma personagem mulher luta, lidera ou veste uma armadura ela está se comportando como homem? Lutar não pode ser uma característica feminina? Feminino é apenas ser gentil e usar vestidos? Quem estabeleceu isso?
    Pois é as pessoas precisam lembrar que “não se nasce mulher, torna-se mulher”. Lutar é tão feminino quanto ser gentil, um vestido é tão feminino quanto uma armadura, manter silencio é tão feminino quanto esbravejar. Porque todos são objetos adotados ou características dos seres humanos e não de um gênero. Ninguém nasce com uma espada ou com um vestido, nós vamos nos identificando com o que mais gostamos a medida que nossa personalidade vai sendo formada. A Sansa não é a única personagem feminina, todas as personagens mulheres são personagens femininas.
    Eu não gosto da Sansa pela sua futilidade e por ter entregado o pai dela por isso. Mas também não odeio a personagem, ela foi condicionada a ser assim pela sua cultura e educação. E querendo ou não, a Arya só quebra com o que é estabelecido para uma dama na cultura dos Sete Reinos porque na família já existia a Sansa para ser a “dama perfeita”.

  • Paula

    Eu não disse que ela é obrigada a ser assim, mas ela seria mais interessante se fosse assim. Pelo menos para mim.
    Também não disse que há um problema nas pessoas gostarem dela do jeito que ela é. Esse negócio de tentar converter as pessoas a odiar um personagem é papel dos haters de outra personagem aí.
    Mas sim, eu gostaria de ver mais iniciativa nas ações da Sansa, gostaria que ela fosse mais pró ativa mesmo (coisa que deve ser bem explorada no próximo livro) e isso nada tem a ver com feminilidade.

    Que ela foi em momentos mais esperta que seu pai e irmão, com certeza. Parte por medo, parte por covardia, parte por ser sonhadora e parte por ser mais sensata sim. Mas assim como os outros personagens vivos, não tem cabimento (para mim) Sansa ficar com todo o crédito por sua própria sobrevivência ganhando o título de guerreira sobrevivente e jogadora genial, porque ela também teve ajuda e foi salva em um momento ou outro.

    Quanto a sexismo, já que você perguntou eu enxergo o Jon da mesma maneira que
    a Sansa. (Aliás, tem uma galera que execra ele por aí) Ele pode ter uma espada
    e fazer bom uso dela, mas é linear e não surpreende. Assim como não acho que
    tem uma evolução descarada. Stannis é outro.

  • Brenda

    Até a tormenta eu não gostava muito da Sansa, mas não foi por ela ser feminina, e sim por ser fútil mas sempre achei as atitudes dela depois que o Ned morre inteligentes, ela se comporta bem, age como os inimigos dela querem que ela aja, e por isso sobrevive, se a Arya tivesse ficado em porto real não duraria uma semana com o temperamento dela, se a Sansa enfrentasse abertamente o Joffrey ou a Cersei seria castigada.
    Na serie não da pra “ver” o que o personagem ta pensando como no livro, por isso as vezes ela parece ainda mais boba, mas em muitas situações ela sabe o que ta fazendo.
    Sansa observa. Sansa aprende.

  • Carol BB

    Ué, problema nenhum!
    Só que uma personagem de uma série que se chama JOGO dos tronos, e que é ingênua e não joga, obviamente irá ter menos likers e mais haters!
    Tem amor pra tudo. Eu adoro a Cersei, ela é vilã, e daí?
    Agora vão falar que odiar x ou y personagens é machismo?

    Jon Snow foi muito odiado por muitos, e ainda é. Isso porque ele é honroso, e não quer abraçar seu lado lobo. As pessoas quererm que ele seja manipulador, vingativo e um warg, por isso muitos o odeiam. Aí vai dizer que isso é feminismo? Ou é preconceito porque ele é bastardo? Sangue ruim?!

    Gosto é gosto!

    Eu acho a Sansa uma sonsa. Uma sonsa muito forte e resistente a todo o mal que ela passou. Mas ainda assim, lenta e sonhadora demais! Ela se recusa a entender que para sobreviver, e para ajudar aqueles que ela ama a sobreviverem, ela precisa jogar!
    Não gosto dela também porque ela nunca quis procurar ou tentar ajudar seus irmãos. Ela simplesmente aceitou que eles morreram, sem ver nenhum dos corpos, e acabou. Fim.

    Por isso eu não gosto dela. E daí?
    Eu sou mulher, mãe, trabalho fora e dentro de casa, e alguém vai dizer que eu sou sexista pq não gosto do jeito passivo de uma personagem?

    Tenha dó né!

    Ela é uma heroína fictícia. Eu gosto das minhas heroínas fictícias com couro, armadura e com uma maldição nos lábios. V
    ocê gosta das suas heroínas fictícias donzelas femininas.

    Isso se chama diversidade de opiniões, não sexismo!
    Live with that!

  • Eduardo

    Povo adora esquecer que Sansa tem 13 ANOS! A primeira mestruação dela veio algumas semanas antes do casamento com Tyrion, ela é uma criança.
    Fazer o que ela faz, com 13 anos, é sensacional! Ok, fazer o que Arya faz com 10 anos também é foda, mas uma não tira o mérito da outra, elas são boas de formas diferentes. Na série, por terem colocado atrizes mais velhas, o publico não tem noção do quão novos são a maioria dos personagem. Fazer o que Sansa faz com 18 anos não seria lá grande coisa, mas com a idade que ela tem, ela é uma jogadora sensacional. Imagina o que essa criatura não vai fazer com 18~20 anos, Little Finger fêmea a caminho!

  • Paula

    Esse lance de idade é complicado. Se defendermos os personagens baseados em quão novos eles são, todos os jovens podem ser considerados sensacionais então. Inclusive Robb que fez burrada mas comandou um exército relativamente bem aos 17 anos.

    O povo não esquece que Sansa tem só 13 anos, ao contrário, toda vez que vão defendê-la falam isso (o que não é errado) mas quando se trata de outros personagens ninguém quer saber quantos anos tem antes de massacrar. A ninguém mais é dado o benefício da pouca idade além de Sansa.

  • Voa Como Um Falcão

    Nem li, nem lerei… desculpe

  • Carol BB

    Fica difícil para os não leitores enxergarem uma Sansa de 13 anos com a Sophie Turner a representando né?

    De qualquer forma, Sansa tem 13, Arya 10, Jon Snow 14. Danny tem 14, Robb tinha quase 17, Margery 17, Tommem 8, Myrcella 11, Rickon apenas 4! Bran tem 9 anos…

    Jaime tinha 15 quando foi nomeado guarda real, e alguns anos além disso quando matou o Rei. Rhaegar era pouco mais velho do que Jaime, e ainda assim, liderou um exército.

    São todos crianças nos olhos do mundo real.

    Isso não justifica, e nem deve justificar o comportamento dela. GRRM escreveu uma personagem donzela, melindrosa, pura, ingenua e sonhadora. Por enquanto, sua docilidade, sua beleza e seu sangue foram responsáveis por mante-la viva.

    Tenho certeza que anos de vida a ajudarão a ser menos ingênua, e mais ardilosa. Porém, ela nunca será uma Arya nem uma Cersei. Porque ela é a Sansa. E pronto!

    Alguns a odeiam, outros gostam menos dela (como eu), e outros a adoram. Isso é o fantástico de uma obra tão bem escrita como essa…

  • Paula

    Tenho certeza que leu rs
    Aliás, apostaria o trono como leu e ficou sem argumentos, porque não há como contestar o que escrevi. Voa butterfly, beijos!

  • Larissa Lins

    Exato. Nunca conheci ninguém que sinta ódio de Sansa pelos motivos que o texto cita (podem não gostar, mas odiar Sansa no mesmo nível que Joffrey e Ramsay, como a reportagem coloca, nunca vi). Achei meio exagerada as colocações e tal. É chato isso de querer dizer que se gosta de Arya e Brienne só porque elas agem como homens e tal, poxa, reduz tanto as personagens. Acho injusto tanto para elas como para Sansa. Cada qual se identifica e se afeiçoa mais com um ou outro personagem, é uma coisa pessoal, acho que a feminidade ou a falta dela nesses casos pouco tem a ver.

  • A comentarista Tully

    Sansa Stark, desde a morte de seu pai foi a personagem que mais me chamou atenção, tanto na série quanto no livros Sansa é solitária e totalmente infeliz (após a morte de seu pai), ela luta com o pouco que tem e faz isso muito bem, torço muito pra uma reviravolta sensacional dela nesse jogo dos tronos.

  • Paula

    Não importa o que diga, tenho certeza que você leu. Se não tivesse lido nem teria se dado ao trabalho de comentar tentando em vão, me provocar com o mesmo discurso do meu irmão de 4 anos: “não to ouvindo, lero, lero kkkkkkkk

  • Amanda Carelli

    De tudo que eu já li e reli sobre o autor (que não dá um ponto sem nó), eu digo sem sombra de dúvida que a feminilidade e inocência da Sansa tem um objetivo. Claramente outros personagens com personalidades consideradas mais “fortes” pelos leitores (como a Arya, Daenerys, Cersei e etc) tiveram o seu desenvolvimento pessoal desenrolado, ou seja seus propósitos seja de vingança, seja de ascender ou se manter no trono já foram mais do que demonstrados. A exemplo de mindinho, o autor já tratou de explicar a que veio o personagem, ou pelo menos deixou implícito o que se espera e quais são as suas intenções, estranhamente não nos revelou de forma mais clara as intenções de Varys nem a sua história anterior de vida completamente. O que eu quero dizer com tudo isso é que eu concordo plenamente que a feminilidade de Sansa não pode ser confundida com fraqueza, assim como Varys sua história ainda não teve o desenrolar necessário para que saibamos qual o seu objetivo e propósito nesse jogo. Acredito que propositalmente, o autor nos deixou acreditar que Sansa é mais sensível, mais assustada e menos combativa…para justamente nos dar aquele choque de realidade que estamos acostumados ao longo da história, deixando pistas aqui e ali, mas que nos pegam de surpresa mesmo assim. Tenho certeza de que Sansa tem um papel fundamental na briga pelo trono de ferro, e tenho para mim que a sua feminilidade vai ser a sua força! Como uma boa loba, ela está observando atentamente a sua matilha de algozes, e vai aprender com o líder que por enquanto encabeça esse jogo (mindinho). Não é atoa que o autor colocou tyrion no caminho da moça, e acho que essa aliança ainda vai render, penso que a dupla é forte candidata a reinar toda westeros, Sansa é feminina, porém não é frágil, pois se fosse não teria sobrevivido em meio as cobras. Penso que dela sairia uma boa rainha! É esperar para ver! Tenho certeza que muita gente vai mudar o conceito sobre essa loba de winterfell!!

  • drmingus

    Quando vc diz que Sansa: “…não aprendeu a manejar como seria esperado…”; e que “Só podemos considerá-la jogadora quando ela própria tiver noção de sua importância…”; e que “Está sobrevivendo? Claro! Mas jogando?”, você denota, na minha humilde opinião, é claro, que jogar o jogo é indispensável. Não fiz a pergunta como instrumento de retórica nem como uma provocação. Perguntei porque me parece que toda essa discussão sobre a Sansa se dá porque o fato dela não jogar é que gera a rejeição.
    Mas, ainda na minha humilde opinião, a educação que ela recebeu e adotou (digo isso porque todos os Starks tiveram a mesma educação, mas cada um adotou o que mais se encaixou em suas aspirações), não é papel dela jogar. Ela absorveu para si a visão de um mundo mais honesto, sincero (Ned), gentil, com cortesia e bolos de limão (Cat), onde não seria necessário o jogo, e esperar que a Sansa abdique desse mundo para jogar o jogo seria pedir para que ela abdique da personalidade que ela escolheu para si. Acho que inevitavelmente ela irá “entrar no jogo”, mas certamente terá de abrir mão de parte de sua visão de mundo, o que é triste, porque um mundo honesto, gentil, cortês e com bolos de limão seria o ideal para toda a Westeros.

  • drmingus

    Tenho uma torcida ambígua pela Sansa. Ao mesmo tempo que acho que ela é a rainha mas nova e mais bela da profecia feita para a Cersei, torço para que ela termine a saga como esposa daquele que poderá ser a melhor Mão que um rei poderia querer: Tyrion (Sor Davos que me perdoe).

  • Fernanda Somenauer

    O problema de Sansa não é sua feminilidade, assim como o que torna as outras citadas interessantes não é sua falta de feminilidade. Sansa era uma menina insuportável até a morte de Ned, foi por isso e por entregar a família que ela foi odiada, não por usar vestidos e comer bolinhos de limão. Cersei também usa vestidos e é uma mulher poderosa, Margaery também, elas sabem dançar a dança do poder. Depois da morte de Ned, Sansa também aprende e vai ganhando respeito dos fãs aos poucos. Nâo é por ser uma dama perfeita, afinal Cat também era, mas era poderosa ao mesmo tempo.

  • Voa Como Um Falcão

    Nem… se eu ler, realmente vou ficar com vontade de responder.
    Eu apenas não quero ser banido meu amor, bjão

  • Gabi Machado

    Mas ninguém te acusou de nada, amiga, calma. Na verdade, eu tava debatendo o assunto com a Paula aqui embaixo, não tinha nem falado com você ainda, kkkkk. Não entendi essa raiva toda, confesso.

    Não falei que ninguém era sexista, falei que seria interessante que todos nós, fãs de Game of Thrones, eu incluída, refletíssemos sobre essa questão como um todo, de como as mulheres estão sendo retratadas na série, etc, etc etc pra evitarmos atitudes sexistas. Todos nós podemos cair nessa, mas isso não nos define. Só isso.

    Novamente, eu não acusei ninguém de nada, só fiz uma reflexão e ainda me coloquei no meio. Também não tive problema nenhum em aceitar as opiniões dos outros diferentes da minha, hehe. Sério, eu acho que você agora viajou em vir tão cheia de sangue nos olhos responder ao que eu falei.

    Agora assim, isso que você falou de Jon Snow e enfiou o feminismo no meio, não teve realmente muito a ver, né. Porque feminismo é a luta pela igualdade dos gêneros, então não consegui ver bem qual a conexão com Jon Snow ou com o que você disse. Acho que rolou uma confusão aí.

    E em momento algum eu disse que ‘preferia as minhas heroínas de ficção sendo donzelas femininas e não com armaduras’. Não sei nem que interpretação foi essa sua, mas eu não disse isso. Na verdade, citei várias outras personagens que eu adoro, todas elas diversificadas em suas facetas, porque eu gosto da diversidade que G R R Martin usa na sua história. Não tenho um perfil preferido de heroínas, e nem disse que Sansa era a minha personagem favorita. (é a Dany, na verdade).

    O que eu disse foi justamente que a gente precisa aceitar a diversidade, como você mesma falou. E muitas vezes, caímos nesse padrão de só aceitar um perfil e renegar os outros não por opinião, mas por achar que tal personagem é fraca por não ser uma guerreira. Enfim. Acho que você não entendeu muito bem nada do que eu falei.

    Mais uma vez: não estou atacando ninguém, então peço que debatamos com civilidade, sem vir com sete pedras na mão. 😉

  • Gabi Machado

    Cada uma tem seu gosto em relação aos personagens, né. Entendi seu ponto e concordo em vários aspectos.
    Porém, não podemos negar que existe sim, gente que não odeia a Sansa por causa da feminilidade, mas não consegue aceitar muito a ideia de uma mulher passiva, enquanto aceita de boas homens passivos e covardes. É como eu disse antes, um machismo às avessas, onde a mulher precisa estar sempre ‘provando que é uma boa personagem’, enquanto os homens são mais aceitos da maneira que são. Claro, não é o seu caso. Porém, tanto existe gente assim que existiu a necessidade de uma matéria como essa, né. Hehe. 🙂

  • Juliana Souza

    Falo isso já a um tempo, ótimo texto. Outra personagem q é feminina e inteligente, sem utilizar a força para conseguir o q quer é a Margaery.

  • Maria Dias

    Ótimo texto! Parabéns pelos ótimos posts que vocês vem fazendo, o blog está ficando cada vez melhor.

  • Flávio Gama

    Belo post. Mas não apenas belo. É um post sagaz, inteligente, de certa forma forte e até polêmico…rsrs
    Tanto a Sophie como a Maisie são (sobretudo a partir da 3ª temporada) a Sansa e a Arya perfeitas. Falam muito sobre o crescimento da Emilia Clarke como atriz (o que eu descordo) mas, maior crescimento (literalmente também) de cada atriz como personificação de suas personagens do que Sophie e Maisie, não tem. A Sansa era sonsa no começo porque no livro é assim. Ela é sonhadora. Mas depois, toda frustração e sofrimento fizeram crescer nela uma malicia muito mais perigosa do que muitas espadas, porque é algo que ninguém vê. ELA não deixa ninguém ver. E está sabendo usar muito bem até agora e principalmente está deixando com que usem essa malicia dela sem que ninguém perceba.

  • Paula

    Eu comentei tanto nesse post que estou meio cansada rs mas basicamente eu concordo que deva ser difícil para uma garota criada para ser uma dama sair da bolha em que vive para encarar o mundo real. Mas querendo ou não ela foi jogada no mundo real a séculos e é insano o tempo que levou para a ficha dela começar a cair. A aparente apatia da personagem sempre me deu a impressão dela ter um bloqueio traumático ou ser dessas senhoras sofredoras que olham para o vazio com um ar blasé enquanto o mundo desaba na cabeça delas (Sim, eu lembro que ela tem 13 anos e tal) E embora ela esteja sobrevivendo, não acho que mereça o crédito de jogada excelente ou melhor jogadora como os fãs dizem.

    Eu ainda espero vê-la mais pró ativa, é tudo o que eu espero dela. Ao contrário dos haters, eu sempre torço para um personagem dar um up que faça eu me apaixonar rs

  • Giuliano

    Excelente mesmo. A gente percebe que GRRM tem um carinho por ela. Tudo bem, levou tiro, porrada e bomba lá em KL, mas se pensarmos bem quem não sofreu nessa história toda (ainda que inacabada)?! Torço pela ruivinha (claro, ao seu natural, rs…). Estou lendo o Livro 5 e parece que lá não tem PoV dela ou alguma interação, saudades até o (in)sexto chegar com essa bomba tão polêmica.

  • Paula

    Leu sim kkkk teve interesse de vir aqui responde mais uma vez. Você está adorando a atenção.

  • Paula

    Claro, esse machismo as avessas é constante, principalmente na vida real, mas no caso da Sansa não acho que esteja acontecendo com essa frequência toda, como o post aparentou. Desde a terceira temporada tenho notado as pessoas bem mais compreensivas com a Sansa e seu modo de lidar com os fatos. E ouso dizer que ela é adorada pela maior parte dos brasileiros expectadores ou leitores que usam as redes sociais.
    Tenho visto Cersei e Daenerys serem muito mais atacadas com argumentos machistas do que a Sansa. Como nos casos da cena no septo com Jaime ou da possibilidade da Daenerys transar mesmo sendo solteira. Vai ver eu tenho deixado passar algumas coisas despercebidas 🙂

  • Paula, você não é responsável pela moderação das redes sociais como eu, quando eu coloquei que ela é uma das personagens mais odiadas mesmo sem causar mal a ninguém não estava mentindo, estava constatando a realidade nojenta dos comentários que leio diariamente em qualquer postagem que envolva a Sansa ou a Sophie Turner.

  • Cecilia Saraiva

    Acredito que qundo as pessoas se referirem ao fato de a Sansa ter se adaptado e sobrevivido, não estão dando o mérito à sobrevivência, mas sim ao método empregado por ela: a prudência e à fibra espiritual. Aguentar o que a Sansa aguenta com um sorriso no rosto não é pra qualquer um. E isso também é para se admirar, tanto quanto a coragem da Arya.

  • Cecilia Saraiva

    Concordo com o que você disse, e só ressalto um detalhe… o lance de ela ter sobrevivido não é o mérito, ningue´m está dizendo isso aqui… o mérito dela é usar de força espiritual e uma enorme dose de prudência e paciência para sobreviver. Todos têm o instinto da sobrevivência, mas nem todos sabem o que fazer.

  • Paula

    Ok, devo dizer então que vocês fazem um bom trabalho de moderação, porque eu realmente não tenho visto muitos comentários agressivos e machistas em relação a ela desde metade da temporada passada. Nem na página do face nem aqui. E no twitter vejo alguns, mas em menor escala do que no ano passado.
    Quanto eu li aquele primeiro post em defesa da Sansa por exemplo, concordei com tudo porque eu estava vendo as pessoas surtarem em relação a personagem com argumentos pesados, mas hoje parece bem mais calmo.

    Mas como eu disse, eu devo mesmo estar deixando coisas passarem despercebidas.

    Não achei que estivesse mentindo, mas quem tem um carinho por um personagem costuma enxergar em maior proporção as injustiças que eles sofrem, eu acho.

  • Paula

    Algumas pessoas podem estar se referindo a isso, mas o que eu li desde ontem de gente dizendo que a Sansa é a melhor jogadora simplesmente pelo fato de estar viva e ninguém saber o que se passa na mente dela não é brincadeira.
    Obviamente ela é resistente já que passou por muita coisa e não surtou e se atirou mar abaixo (coisa que até a Cersei disse que faria se não tivesse filhos) mas o pessoal dizer que ela sobreviveu sem ajuda de ninguém, só com sua “esperteza” é meio exagerado.
    Não nego que ela seja forte e seja uma peça importante no jogo, mas por enquanto o jogador por trás dessa peça é outra pessoa e não ela própria.

    Não desejo que ela perca toda a sensibilidade, mas que acrescente mais audácia, determinação e ação as qualidades que ela já tem. Vou continuar torcendo pela Sansa que eu espero que ela se torne no sexto livro.

  • Calvin

    Parece que um dos motivos para o Martin matar o Rob é porque considerava ser clichê demais um filho vingar o pai. Será que ele considera como menos clichê ser uma filha a fazer isso?

  • Ramon Eli Zim

    Sansa e Cersei = os capítulos mais irritantes dos livros.

    e não tem nada a ver com elas serem personagens femininos.
    é só pq são burras e irritantes mesmo.
    mas os capítulos da Sansa estão melhorando.
    mesmo assim, pra mim quem realmente mostra uma carga feminina forte é a Brienne

  • Alucard

    Victarion e Sansa formariam um casal esplendido, kkk

  • laysguerrero

    Sansa é uma donzela e age da forma que foi criada para ser, uma legítima menina nobre.
    Os acontecimentos que se passaram no livro não deixaram a menina fraca, mas sim com mais sabedoria.
    Com certeza o tempo em Porto Real e até a própria Cersei ensinaram muita coisa para a menina, coisas que serão úteis no futuro da personagem.
    Confio que o Martin dará a Sansa o final que merece. Pode não ser um final feliz, mas será um final justo.
    A Sansa não é minha personagem preferida, mas nunca tive dificuldade para entender suas ações, ela age da forma que foi ensinada a agir e pode muito bem ser uma Lady Stark muito temida nos sete reinos.

  • Moonlight

    Muito interessante essa matéria! É bem notável o crescimento que a Sansa teve na série, o ser humano tende a aprender com o dia-a-dia, com as situações, e com ela não foi diferente.

    E hoje ela não é a “sonsa” que a maioria julgam, afinal ela ainda está viva e com grandes chances de reverter o jogo para si, quem leu o Festim sabe disso.

  • Thales Monteiro

    Jaime é Guarda Real, não pode ter herdeiros ou terra. Cersei será julgada e acredito que culpada. Quem será o herdeiro de Lanis Porto?
    Sansa sabe quem matou realmente Jofrey, se conseguisse prova levá-lo a julgamento, o herdeiro por direito seria seu marido anão.
    Quer maior vingança contra uma Grande Familia do que ter TUDO deles para si?

  • Enelyne Maia

    Ai é consequência dos atos dela, não muda o fato de que ela é passiva.

    Essa é uma característica dela, ser “pomba leza” e isso não tem nada de “feminino”.

  • Juliana Ribas

    Só faltou a pipoca aqui pra acompanhar essa discussão mara! =D (nem precisa aprovar o coment, é só pra constar minha admiração mesmo rs)

  • Alucard

    Brienne é ultra masculina ao meu ver

    Feminina mesmo é Sansa

    As outras sao machonas

  • Juliana Ribas

    Eu tive muuuuuito ódio da Sansa pouco antes da morte do Ned, afinal ela teve parte da culpa revelando para a Cersei que o pai estava vazando com as filhas, o que desencadeou toda aquela série de eventos negativos para os Starks… mas depois eu passei a ficar com muita dó do que ela passava nas mãos do Joffrey, do casamento forçado e tudo mais… Nunca me irritei por ela ser “mulherzinha”, mas encaro a personagem como bobinha, sem malícia e meio perdida, esperando alguém salvá-la. Ainda não sei o que esperar dela em WoW, talvez ela fique parecida com o Mindinho, talvez não… no fundo eu torço pra ela nunca perder a honra do Ned e se ela virar um Mindinho da vida isso estará perdido… E digo mais, eu simpatizei com os Arryn e não queria que eles fossem extintos… gostaria que o Robert virasse homem e casasse com a Sansa e que eles fossem felizes para sempre hahaha, pena que no mundo do Martin isso não existe!

  • Enelyne Maia

    O ponto aqui é querer fazer uma defesa da Sansa afirmando que ela é feminina e que esta “jogando” do modo dela.

    Não é nada disso, a defesa de Sansa é que ela é assim e cabose, mas o fato de ela ser feminina ou não, não tem nada haver com o modo com que ela se comporta. Esse é o ponto.

  • Aline Viana

    Eu realmente tenho muita dificuldade em acreditar que Sansa seja essa coca-cola toda. Ela preferiu ser leal ao futuro marido em vez do próprio pai – esse foi o fato pontual que fez o Ned Stark perder a cabeça. Depois ela não reagiu não foi por estratégia, foi por fraqueza. Ela demorou eras para compreender o que era o Joffrey. Quando ela seria resgatada, ela foi incapaz de ver o contexto todo antes do Mindinho desenhar pra ela. Além disso, ela é extremamente imatura e preconceituosa: o Tyrion foi dos poucos que a tratou com dignidade e ela não conseguiu ver nele nada além de um deficiente físico monstruoso.

  • Thales Monteiro

    Quem será o herdeiro de Twin Lannister? Jaime não pode por seus votos, e está desaparecido. Cersei será julgada. Tyrion está do outro lado do mundo e é considerado o assassino do rei.
    Sansa sabe quem matou realmente Joffrey, caso entreguasse Mindinho, seu marido seria inocentado e ela teria o direito a herança.
    Que vingança maior que a ruina dos Lannister e TUDO que era deles em seu poder.

  • Glenda Varotto

    uma mulher autônoma pra ser incrível não precisa ser de maneira alguma CONSORTE de alguém pra ser incrível. ela é por si mesma.

  • Priscila Fróes

    Mas a Margaery usa de forma consciente o sexo dela hehehehehehhe

  • a verdade

    eu gosto dos capitulos dela, e a Cersei, entao, é bom saber o q se passa na mente insana dela. os capítulos do Joh q sao abusados, ele sempre tem aqle mesmo discurso bocó, preferia um pov do Stannis do q do Jon

  • Dayanne Teixeira

    Que matéria maravilhosa. Digo isso como jornalista e fã da personagem. Concordo plenamente. Fico super triste quando escuto “você gosta da Sonsa?” “Nossa mas ela é patética”, “Ela não faz nada”. Gente ela é sem a menor sombra de dúvida a personagem mais fascinante. É uma atriz nata que ao invés de tutar com espadas,soldados e dragões, utiliza sua feminilidade. Ela se faz de bobinha quando na verdade é uma camaleoa. Ela é excelente e conto os meses para ler o sexto livro e ver o verdadeiro desabrochar de Sansa Stark.

  • MGherrera

    Margaery também não deixa de ser feminina, mas é mais inteligente, consegue manipular melhor as pessoas, assim como a avó dela. Sem serem masculinas, conseguem se destacar e vão ganhando espaço na guerra. Sem se prejudicar ou virarem coitadinhas. Sansa conseguiu apenas sobreviver, mas mesmo assim, de forma infeliz e sem perspectivas de melhora.

  • Leonardo O. Rodrigues

    N sou hater da Sansa, mas ela age SIM de forma passiva. O que eu percebo nas pessoas q n gostam dela não é a aversão à sua feminilidade, mas ao modo como enfrenta os problemas. Brienne e Arya à parte, há personagens extremamente femininos que agem de forma muito diferente.

    Cersei, Catelyn (q eu odeio), Margaery e a Queen of Thorns não agem de forma masculina, não pegam em espadas, não chegam a “se revoltar”. Elas buscam o que querem com os instrumentos que têm.

    Até agora Sansa mostrou que apenas é melhor que os Starks no geral, pois possui um senso de sobrevivência diferenciado. Esse é o louvor dela: sobreviver. Mas como mulher, ela -ainda- é um fiasco, pois já passou 5 livros choramingando, sendo salva por qm precisava dela para executar os próprios planos.

    Além disso, achei que o texto se equivocou ao citar mulheres fortes do livro como se agissem como homens. Pq ir contra as normas e se revoltar é uma característica masculina? Não há problema em ser frágil. Cersei é muito frágil, mas ela sabe quando agir, mesmo tendo sido criada para “ter um bom casamento” exatamente como a Sansa. Isso se chama personalidade forte e não masculinidade. Ngm é obrigado a gostar de personagens dependentes e sem fibra pra enfrentar os problemas com as próprias mãos.

    A minha aposta é q em algum momento Sansa vai ter a ficha caída. Não estaria viva se fosse permanecer esse personagem morno.

  • vanessa

    adorei o texto. acho engraçado como a arya é assustadoramente carismática. ela é uma assassina fria que não demonstra receio nem culpa pelas mortes que provoca. vide o que essa menina aprende e apronta la na dança imaginária dos dragões – me desculpem mas achei o quinto livro de modo geral um porre cuja ressaca graças aos sete acabou ainda lá em 2011. enfim, a arya é uma mocinha quem tem se tornado cada vez mais sombria. em contrapartida, desde que sansa passou a ser tutelada por mindinho, sei lá, entendi que ela passaria de personagem considerada por muitos boba e irritante a uma mulher forte e que poderia acabar se revelando uma grata surpresa. o tempo que ela vai passar debaixo da asa do mindinho inevitavelmente vai demandar que ela amadureça e tal. creio que ainda mais do que em porto real no meio daquela corja. e eu gostaria muito de ler ou assistir isso. seria uma grande reviravolta para a personagem que será moldada por um cara frio, articulador, manipulador e putão como o mindinho.

  • Lionel Dayne

    Daonde que Daenerys e Cersei são personagens “masculinos” e que lutam contra o feminismo?? Elas são o Feminisno. Se igualam aos Homens em vários aspectos, mas não agem que nem eles. E dominam os que estão ao seu redor sem em nenhum momento deixar de usar de suas feminilidades.

    Viagem total esse texto inteiro e a Sansa é sim chata, não por sua feminilidade, mas por sua futilidade e inercia ao presenciar os acontecimentos ao seu redor. O Único motivo até a 3 temporada para sentir simpatia e torcer por ela é por ser uma stark(ter pena dela por isso) e por conta da beleza estonteante da Atriz.

  • Lionel Dayne

    Ela ainda é a “Sonsa”, um pouco menos que no livro 1, mas ainda é. Tudo o que se viu até agora são expectativas de que ela possa se tornar mais astuta e uma boa jogadora. As dificuldades que ela reverteu foram mais por sorte do que por qualquer outra coisa

  • Lionel Dayne

    Sansa ainda não fez nada que a isente dos adjetivos de chata, fútil e inútil que deram pra ela ao longo dos livros.Tudo que se vê até agora são expectativas de que ela se torne mais astuta e uma boa jogadora, como diria Mindinho. Mas nada concretizado. Diga que ato relevante ou jogada importante que ela realizou na série ou nos livros até então?

  • Lionel Dayne

    Ela tá escondendo muito bem mesmo. Porque até lendo os povs com os pensamentos dela não percebi essa malícia perigosa da qual você dissertou.
    Talvez eu tenha percebido alguma astúcia crescendo nela, mas é algo bem, mais bem tímido ainda! GRRM vai ter que trabalhar bastante a personagem pra que ela se torne esta exímia jogadora que alguns falam que ela já é.

  • Lionel Dayne

    Verdade. O Texto viajou demais ao pôr esse motivo como o principal para os que tem desgosto pela personagem

  • Mônica Letícia

    Margaery é mau carater! Sansa tem senso de honra.

  • Ana Gabriela Bittencourt

    Eu gosto da sansa ,e podem comparar as três, elas em si tem forças totalmente diferentes:
    .
    Daenerys:ela é inteligente e bondosa tem um exercito e 2 concelheiros do lado dela.

    Arya:ela pra mim é a mais corajosa das três era muto pequena quando o pai morreu passou por muita coisa e ta cada vez mais forte.

    Sansa:ela foi criada para ser uma lady as pessoas em quem ela confiava se mostraram quem eram ,o mundo dela caiu quando pai dela morreu longe da famila na toca dos leões ,acho q ela permaneceu uma jogadora forte ela pode surpriender todo mundo.

  • Ninguem

    Discordo só que o Mindinho era um putão. rsrsrsrsrs
    O cara era romântico, o mundo fodeu com o sonho dele então ele resolveu foder com o mundo. Só isso.
    rsrsrs

    E acho que a Sansa vai fazer o mesmo…

  • Ana Gabriela Bittencourt

    Eu tbm acho que ela deveria ficar com tyrion!

  • Ana Gabriela Bittencourt

    concordo totalmente!

  • Viagem total foi a interpretação que vc deu ao texto. 😛

  • Vítor Hugo Guariento

    Se eu tinha um personagem “favorito” depois da morte de Ned, sem duvida foi Catelyn Stark. Muitos acham os POVs dela chato, irritante até, mas eu gostava e demais, pois faltava o ar maternal que ela passava. Fez burrada? Sim, fez! Mas, em matéria de filhos, que mãe não faria no desespero de reaver os filhos? Achava a personagem multi realista, diversas facetas, mas sempre com o cartaz de mãe, zelosa, preocupada com Robb, mas também querendo vingança por Ned e por Bran e Rickon que ela acreditava estarem mortos.
    Agora, depois que ela morre, meus olhos se voltam pra Sansa (de fato, já olhava pra ela desde a Fúria dos Reis); acho ela inclusive mais complexa do que Cersei por exemplo. Sansa é frágil e cordial, bastante ingênua é verdade, mas estas são suas armas, ninguém pensaria que ela poderia fazer alguma coisa! Quem pensaria em King’s Landing que Sansa, a garota que traiu o pai, a “pombinha” poderia revirar o jogo ao seu favor? Ninguém, e é aí que pode se esconder as surpresas.
    Em seus POVs no Festim, mesmo que atrasada, Sansa começa a amadurecer; claro que ela guarda uma raiva de Cersei, Twyn, Jaime (Lannisters em geral), assim como os Frey e os Bolton, mas essa raiva e só dela, e ela não deixa passar para ninguém. Pra todos ela é a ultima pessoa na terra a se preocupar… o que daria uma margem de surpresa gigantesca pra ela.
    Bem, agora, tendo a tutela de Mindinho e todos acreditando na morte de Robb/Bran/Rickon, sobra pra Sansa o título de “herdeira de Winterfell”. Além disso, pelo seu lado Tully e com o Lorde de Harrenhal ao seu lado, não seria difícil a já complicada Terra Fluvial se unir a causa de Sansa pra tirar os Frey, que quase ninguém gosta. Na melhor das hipóteses, ela e Mindinho teriam Winterfell, Riverrun e Eyrie.
    Na pior das hipóteses, ela morre….. Um meio termo, pra ela, é bastante lucrativo.

  • drmingus

    Você está certa, ela não precisa mesmo ser consorte de ninguém. Mas de qualquer jeito eu gostaria de ver ela com o Tyrion no final.

  • vanessa

    no final das contas, ele virou um putão que resolveu foder com o mundo todo, ora. hahahaha concordo. tomara que a sansa faça o mesmo.

  • Bruno_Sky

    Exatamente! Estou vendo falarem que ela virou o jogo, mas ELA não fez nada para isso acontecer. O único ponto que posso dar pra ela é de ser uma boa sobrevivente.

  • Daniel

    Ninguém odeia ela, por ser feminina demais, ela simplesmente era um porre nas primeiras temporadas, e está melhorando agora. Vai criar fãs. Simples

  • Hellen Vess

    Discordo de quase tudo que foi dito nesse artigo. Não é um problema de “feminilidade”, e sim de temperamento. A Sansa possuía todos os defeitos culturalmente associados ao sexo feminino que lhe dão o título de “sexo frágil” e nenhuma das suas qualidades. A Cersei é um ótimo exemplo de personagem tipicamente feminino (no sentido de que ela não é uma combatente nem uma líder militar) que se apresenta de maneira extremamente forte. Ela é sensual, astuta e manipuladora, que são as 3 maiores qualidades associadas ao sexo feminino. A Sansa por outro lado era submissa e romântica, que são os piores defeitos associados ao sexo. Agora que ela trocou sua noção romântica do mundo por uma mais realista, TALVEZ ela se torne um personagem mais interessante, isto é, contanto que deixe de ser tão submissa.

  • Chamar um personagem de “lezado” e usar a Cersei como exemplo de esperteza só pode ser zueira. hahaha

    Sempre gostei da Sansa, ela vacilou bonito no primeiro livro, mas depois foi aprendendo. Cersei é a rainha regente, filha do protetor do oeste e grande mão do rei. É fácil não “ficar calada” assim.

    Catelyn era minha personagem feminina favorita (não a coração de pedra), se Rob tivesse seguido seus conselhos tudo seria diferente. Entretanto, Catelyn nunca esteve cativa, na toca dos leões. E Olenna, ao meu ver a personagem feminina mais inteligente, comanda todo poderio do Highgarden. As 3 tem poder, que poder a Sansa tem?

    “Ah, mas a Arya não ficava calada. Ela é killer from hell”. Só que quando ela ficou cativa em Harrenral ela ficou bem mansinha né? Se não fosse Jaqen, provavelmente teria morrido quando a Montanha assaltou o castelo.

    Sansa é mais o estilo Doran Martell. Calculista, cautelosa. Vai aprender muito com Mindinho. Martin pode até matá-la; mas antes disso ela vai fazer um regaço, tenho certeza.

  • brunna

    Sansa é inteligente, e a passividade dela foi o que salvou sua vida em KingsLand. Uma das poucas personagens que não age irracionalmente por orgulho ferido ou raiva, ela sempre mantém a calma, coisa que eu admiro. Como todo personagem de asoiaf, ela tem seus defeitos, os quais a galera ama apontar. O que eu mais admiro na Sansa é sua bondade, acho que ela é a única pessoa totalmente nula de maldade. Ela mostra carinho pra Robert e Tommen. Ela se coloca em risco para salvar Sor Dontos, usando suas palavras e sua cortesia para enganar Joffrey pra fazer como ela deseja. Ela acalma o povo de Porto Real durante a Batalha da Água Negra. Ela sabe que se ela fosse rainha, ela faria as pessoas gostarem dela. Ela faz o que as pessoas esperam dela, faz o que lhe foi ensinada pela sua septã e seus pais. Tudo que Sansa fez foi pra manter a cabeça no lugar, e não, ela não é minha personagem favorita, mas como todo personagem de asoiaf, ela tem um lado bom e admirável, que não pode ser descartado.

  • Pois é meu amigo. Sansa foi cativa do primeiro ao terceiro livro, sem nenhum aliado sequer. Não entendo o que esse povo queria que ela fizesse.

  • Pati

    se ser passiva significa não ser uma maluca suicida, eu tbm sou passiva!

  • Pati

    ontem eu postei o link dessa materia no meu facebook, ninguem curtiu e houve somente um comentário, de uma amigo meu que disse que só parou de ler os livros por causa da Sansa, e q ela é uma piá chata p caralho…

    eu sempre leio os comentarios das materias aqui do site e vejo muitas criticas a Sansa…

    não sei o que vc anda lendo q ñ vê isso…

  • Pati

    Não falei que ela joga o jogo dos tronos, eu falei que ela joga conforme as regras, isso significa que ela segue as regras para sobreviver, não tem nada a ver como jogo dos tronos, nesse ponto eu concordo com vc, ela não joga esse jogo e creio que isso nem interesse a ela…

    E pra mim ela evoluiu sim, saber quando ficar calada e aceitar as humilhações com gentileza e um sorriso é realmente muito difícil, mais que pegar uma espada e sair matando todo mundo. Inclusive ela teve seus pequenos momentos de rebeldia moderados, como não ter ajoelhado para o Tyrion no casamento, foi uma coisa pequena mas teve seu significado e ela não perdeu a cabeça por isso. Ela chegou até a manipular o Joffrey, para salvar o Sor Dontos, ninguém pode dizer que ela não foi astuta naquele momento, foi outra coisa pequena, mas na situação que ela se encontrava em Porto Real não havia nenhuma chance de ela fazer algo grande…

  • Pati

    Sansa com 13 anos virou uma prisioneira, Dany com 14 anos virou uma khaleesi, isso por si só já explica a diferença no rumo das duas personagens, não tem como comparar!

  • Paula

    O seu é uma fanpage inteiramente dedicada a série/livros ou é
    página pessoal? Porque eu estava me referindo a
    páginas fãs, tipo a página que esse site tem lá. Nelas, onde o
    número de visitas e comentários é bem grande, a Sansa é uma das personagens femininas menos detonadas com toda a certeza.

    E em relação a este site, poxa, é só você dar uma lida em
    todos os comentários desse mesmo post e das análises dos outros episódios dessa temporada, para ver que eu não estou inventando nem sendo tendenciosa. Se alguém teve resistência a respeito da Sansa aqui, fui eu e mais alguns. A maioria são fãs dela assim como você.

    Apesar de cansativo, nós podemos passar dias aqui teimando
    uma com a outra mas qualquer pessoa que resolver tirar a prova e descer para
    ler todos os comentários, vai chegar a conclusão que Sansa é muito mais
    compreendida pelo público do que parece. Ela pode não ser a favorita de muitos, mas também não está no fim da fila não 🙂

  • Paula

    Ai Pati, pelos Sete, eu não fiz uma comparação descabida dessas! Nem tem lógica medir duas personagens que não tem sequer uma história em comum.

    A comparação que eu fiz foi a respeito dos fãs e haters delas.

    Eu ME comparei com os haters da Dany. Essas pessoas a odeiam
    não importa o que ela faça.

    Eu quis dizer que EU não sou assim. Não sou hater da Sansa. Porque por mais que eu ainda rejeite algumas características nela, a partir do momento que ela começa a mudar (como já começou) eu automaticamente me abro à possibilidade de compreender mais a personagem (como está acontecendo, mesmo que a passos lentos).

    Entende onde eu quero chegar? O comentário que eu fiz acima
    não tem nada a ver com as personagens, mas com a animosidade do público em relação a elas.

  • Enelyne Maia

    Foi mal, é mais meu modo exagerado de falar rs
    Eu gosto de cada personagem da história a seu modo, acho que cada um desempenha seu papel definitivamente bem e se complementam.

    Tbm espero uma evolução maior dela, ou no caso mais perceptivel.

    Mas o ponto que quis dize é que não é por ela ser muito “feminina” ou “saber jogar o jogo do trono” que ela esta viva, ela só esta viva pq é útil e passiva.

    Se Árya mesmo revoltada tivesse sido a unica Stark viva, certeza eles iriam manter ela viva (mesmo q talvez presa rs).

    Mas espero realmente que ela ponha moral o/

  • Augusto Barros

    Tem um conto do Bertold Brecht sobre um homem que tem sua casa invadida por um general, que o obriga a servi-lo. Perguntando se ele o faria, o homem fica calado e começa a servir o militar de forma bastante competente até. Alimenta-o, faz tudo por ele, sempre calado. O general engorda, adoece, morre e o homem pega o corpo, deixa no meio da rua e diz calmamente: não.

    Isso é Sansa… e ela vai superar o Mindinho.

  • doutor duh

    Os comentários já provaram o quanto esse texto foi equivocado. Então quer dizer que as pessoas que não gostam da Sansa odeiam atitudes femininas? Engraçado, eu adoro a Arianne Martell e ela é super feminina. Sabe a diferença entre ela e a Sansa? Personalidade, e é por isso que EU gosto mais de uma do que de outra. Por fim, essa afirmação do texto parece mais uma tentativa fail de militância. Queridas feministas, acho que é mais adequado combater o sexismo tomando como base os problemas reais da sociedade. Ficar procurando chifre em cabeça de cavalo ou desigualdade numa série medieval baseada num universo em que não existem Direitos Humanos é o mesmo que bater num espantalho.

  • Calvin

    Tem uma frase do Ned que pra mim é uma profecia: “Quando as neves caem e os ventos brancos sopram, o lobo solitário morre, mas a matilha sobrevive”. Ou seja, a casa Stark irá se reunir futuramente, e ao contrário de outras casas seus membros saberão colaborar entre si, cada um a sua maneira para a restaurarem. O papel da Sansa nisso me parece ser óbvio, entre as coisas que uma casa precisa para ser bem sucedida em Westeros é contar com ao menos um jogador habilidoso, ela ainda não é esse “jogador habilidoso” mas está num caminho que talvez lhe permita se tornar-se um dos maiores da História dos Sete Reinos, se não o maior (isso claro depois de derrotar o atual campeão).

  • Eu entendi seu ponto de vista. Mas o que eu disse e volto a dizer, é que o que você disse dela ser “passiva” foi o modo dela jogar, no meu ponto de vista. Mais ou menos igual quando a Brienne diz para Sor Jaime Lannister sobreviver para se vingar de Vargo Hoat (Locke na série), quando este arranca sua mão e fica com chacota pra cima dele.

    Se ela estiver morta, não poderá se vingar. Então se manteve viva, pra algum dia esboçar alguma vingança. Por isso até citei Doran Martell. Ele poderia ter ido pra guerra após Elia ter sido massacrada, mas o que isso traria? Só morte pra Dorne. Portanto, ele preferiu esperar o melhor momento. (E pra quem leu o quinto livro, sabe que está próximo)

    Entendo a aversão a uma personagem que cagueta o próprio pai (mesmo sem querer) e “depõe” falsamente contra a irmã. O que eu não entendo essa repulsa por ela ser “sonsa”. Melhor “sonsa” viva do que valente morta.

    Quero deixar claro que não estou tentando mudar sua opinião sobre a personagem, apenas estou dizendo que acho injusto esse estereótipo de “fútil e burra” que colocaram na Sansa. Abraço

  • Felisberto Albuquerque

    Quais os atos dela a levaram a ser prisioneira em Porto Real?
    E sobre ela ser passiva, cite algumas atitudes que ela poderia ter tomado pra melhorar a sua situação??
    Talvez ela poderia bater no Joffrey??? Colocar veneno na sopa da Cersei?? Chegar no velho Tywin e falar: “Escuta aqui o seu velho decrépito… Eu não vou casar com o anão e pronto… E na 1ª oportunidade que eu tiver eu vou te enforcar pelo que vc fez ai meu irmão.”
    Muitos ai citaram Margaery como exemplo, mas me diga onde e quando Margaery foi prisioneira no reinado de Joffrey?
    Sansa é uma jogadora em potencial…
    De todos é quem tem a melhor chance de levar o nome da Casa Stark ao nível das mais poderosas de Westeros novamente.
    Sobre ser “pomba leza”:
    – Ela era ingenua.. na mente dela era impossível acreditar que pessoas da realeza pudessem ser cruéis, falsas e sanguinárias e que cavaleiros pudessem matar e bater em pessoas indefesas… Pessoas da natureza de Cersei e Joffrey não se encaixava dentro do seu contexto de realeza… Pessoas como Meryn Trant não se encaixava dentro do seu contexto de cavaleiro.

  • Anne Beatriz

    sim.. machismo everywhere e pior disfarçado de feminismo…

  • Anne Beatriz

    entendo o que você quer dizer, mas não vejo outra forma de explicar sem esses termos :s porque sim a galera odeia a Sansa por ela ter uma força tipicamente feminina..

  • Anne Beatriz

    Sem falar que a Margaery é mais velha né..a Sansa não teve como ‘crescer’ ao lado da mãe dela… And tem o fato de que a infância dela foi a típica de uma criança do verão (hahah), os tyrell parecem ser mais ‘precavidos’…

  • Anne Beatriz

    Não acho que ela tenha ‘merecido’ ver o pai morrer. Ela errou em confiar nas pessoas erradas, mas ela era uma criança, gente… Sinto muita pena dela quando vejo sua jornada, mas estou ansiosa pra ver o que teremos :3

  • Rolnei Tavares

    Entendo e concordo com alguns pontos do texto, mas discordo da essência. Sansa é um personagem fraco, sem muita inteligência sim. Pelo menos na primeira temporada/livro, depois ela entra em um crescente. Pra mim o que fez ela sobreviver em Porto Real não foi inteligência, nem a cortesia. Foi o medo, a fuga da realidade. Ela não sobreviveu por causa do que fez, mas por causa do que não fez, da inação. E não acho que isso seja uma virtude feminina.

    Há outros personagens que são extremamente poderosos por causa de suas características femininas, como os Tyrell: Olena e Margaery. No universo de GOT o principal poder feminino é a sedução (muitas vezes no nosso também). Nem todas as mulheres nascem com beleza para seduzir (como nem todos os homens nascem com força física pra lutar), mas Sansa tem as ferramentas, é muito bonita, mas não sabe usar isso ao seu favor. Daenerys começou a sua ascensão quando aprendeu a seduzir Khal Drogo.

    Uma mulher que sabe seduzir pode derrotar o mais poderoso de todos os guerreiros em GOT, porque a maior fraqueza masculina é justamente a sedução feminina. Essa foi a derrota de Khal Drogo (que só morreu porque Danny o convenceu de iniciar a campanha por Westeros), a derrota de Tyrion (derrota “emocional” por Shae), e de outros personagens nos livros. Toda guerra começa por causa do poder sedutor de Lyanna Stark. Isso é o que torna Varys um personagem interessante.. ele está fora da influência desse poder que afeta todos os homens (até Mindinho).

    Acho que Sansa, apesar de ainda ser newbie, é um dos personagens em maior crescimento, e com certeza vai ser um dos mais poderosos. Aposto que a guinada da história de Sansa vai acontecer quando ela descobrir o poder de sedução e manipulação que ela pode ter. E se eu fosse dar um palpite, a primeira vítima vai ser Lorde Baelish…

  • dani

    Não acho que as pessoas que criticam ela esperem que ela seja uma Arya, uma Brienne, que aprenda a lutar, ou que de fato não gostem dela por ser “feminina”. O que faz com que ela tenha sido desprezada é o fato de Ela ser passiva e Lady morrer por isso (ela viu o que aconteceu e não disse a verdade para não se indispor com Joffrey), ser passiva e contribuir para a morte de seu pai. A passividade dela não a salvou, a passividade dela contribuiu para a condenação de sua família. Eu entendo que no contexto da história ela tenha sido criada para ser a perfeita dama educada e não queira ser nada diferente disso, mas ela também foi criada pra ser leal e verdadeira, como seu pai, e ainda assim por sua futilidade e passividade ela se negou a enxergar que seu príncipe dos sonhos não era o que ela idealizava. Aqui não se fala apenas em ingenuidade, Joffrey nunca fez questão de esconder o sádico que era, e ainda assim em um primeiro momento ela colocou o sonho de viver seu conto de fadas acima de tudo. Depois de tudo que aconteceu ela se manteve passiva na cova dos leões por acreditar ser a sua única escolha, isso não é esperteza, ela está viva por ser peão no jogo dos outros e não por ser a melhor atriz, a que mais esconde seus sentimentos, a mais forte. Acho duro de engolir que a falta de reação dela a tudo seja considerado um ponto forte, acho que essa é sua fraqueza, e não me refiro a algum tipo de reação física, e sim a planejar, tentar identificar possibilidades. Concordo que tudo que aconteceu a ela pode contribuir para que o jogo vire e ela assuma uma postura diferente, amadurecendo, vindo a utilizar essa “docilidade” como sua arma, concordo que o fato de que ninguém espera nada dela pode a tornar ainda mais perigosa, mas isso é só um POTENCIAL, algo que ela pode vir a ser. Em nenhum momento até agora ela fez nada para se ajudar, ninguém quer que ela pegue uma espada e saia matando Lannisters, mas as pessoas anseiam por vê-la pensar, tentar, agir, coisa que ela até agora não fez. E que pelo visto é a razão de os fãs dela a exaltarem, essa expectativa de que toda essa inércia tenha servido para que ela aprenda a jogar.

  • Dri Ribeiro

    Eu odeio os pontos de vista de Davos….ODEIO, MUITO MESMO.

  • Alucard

    Sobre os povs……. Bran, Davos e Brienne sao bons ou chatissimos pra mim, Sansa eu adoro, Tyrion era otimo, mas decaiu muito no 5 livro, Sam dá sono, Cersei é mediano, Dany é bonzinho ou otimo, Jon melhorou muito, mas continua mediano, Jon Connington é sempre interessante, Asha idem, Jaime é sempre muito bom, e meus prediletos sao Victarion, Barristan Selmy e Theon, Arya é totalmente insuportavel, leio picado em 10 partes pra poder tragar, torço muito pela morte dela pra ela sumir dos povs, mas é a personagem predileta da esposa do Martin, entao duvido que role

    E dos mortos, saudades totais dos povs de Ned e Cat

    E antes que eu poste, fiquei decepcionado com o pov unico de Melisandre, ela é tao misteriosa, mas ficou bocejante seu pov

  • Bruno Ramos

    O que irritava na Sansa era simplesmente ela amar Joffrey a ponto de fechar os olhos pro mundo. Apenas isso. Depois de abrir os olhos – apenas depois da tragédia – ela passou a ser uma das personagens mais formidáveis,especialmente quando acompanhamos seus pensamentos lúgrebes sobre joffrey e os lannister. Acho que isso sim seria uma característica feminina, ela tornou-se independente. (eu nunca vi a série)

  • Carol Frizeiro

    To falando por mim, é claro, mas não acho que a gente veja feminilidade como algo ruim não. A Margeary ta aí pra provar que se pode ser uma personagem incrível mesmo sonhando em ser rainha e sendo super mulherzinha (e falo de inteligência, não de sensualidade como alguns comentaram aqui) e é só comparar ela com a Sansa enquanto noivas do Joffrey que percebemos que a Sansa é totalmente apática. Todas as atitudes inteligentes que envolvem a personagem foram por orientação de outras pessoas e, a maioria, tomadas por outras pessoas e ela participando de tabela, a saída de King’s Landing, por exemplo.

    Se dependesse só dela, ela estaria casada e sofrendo na mão do Joffrey. [P.S.: Falo como espectadora das séries e não como leitora dos livros].

  • LyannaStarkWIC

    Ótima análise Lidiany! Acho que seria interessante vocês publicarem mais textos explorando a fundo cada personagem e suas ações. Sei que deve ser muito corrido para vocês prepararem as publicações, mas fica a dica.

    Sansa era o personagem com quem eu menos me identificava no primeiro livro e algumas atitudes como ter contado os planos de Ned para Cersei me desapontaram. Mas olhando para trás vejo que ela não mediu as consequências de seus atos e jamais poderia imaginar o que aconteceria, e ela mais do que pagou por seus erros. No decorrer dos demais livros passei a me interessar pela evolução da personagem e perda de sua inocência. As irmãs Stark no momento estão entre minhas personagens favoritas e torço para que Sansa um dia possa encontrar novamente um lugar para chamar de lar.

  • Li

    Eu acho que a Sansa, a Arya, A Cersei, a Brienne, a Dani
    etc., não deveriam ser medidas pelo quão femininas, ou quão hardcore elas são,
    ou como representam o gênero feminino na série. Elas deveriam ser medidas
    somente como personagens, tal quais os personagens masculinos, ninguém deveria
    ser medido por gênero. Não existem “mulheres fortes, corajosas, que são
    super legais porque seguram uma espada” e nem “homens delicados, românticos
    e sei lá mais o quê”. Existem pessoas. Pessoas com personalidades
    infinitas dentro de si. E eu vi muito disso na série, esse “equilíbrio”,
    onde não há vilões e nem mocinhos, não há mulheres e homens fortes e nem
    fracos. Todo mundo ali tem uma fraqueza, tem um ponto forte, cada um tem o seu
    ponto de viste e o seu ideal. E claro, para os atos, há as consequências.

    Mas, pra falar a verdade? Eu acho que todo mundo tem algo contra a Sansa pelo simples de fato de que ela reflete uma parte do nós. Hehe. Afinal, quantos de nós não nos deixamos levar uma vida meio “Sonsa” para sobreviver na cova de leões que é a vida? Ou algo por aí. =p

  • la muerte

    Sansa cresceu como personagem, isso é visível. Confesso que não gostava nada dela no começo, mas comecei a entender como ela age. Hoje acho ela uma boa personagem, apesar de não figurar entre minhas preferidas.

  • Enelyne Maia

    Eu entendi o que você quis dizer, a questão é que em nenhum momento, não que eu lembre, ela disse “vou aguentar e depois dou o troco” ou coisa do gênero. O que fica parecendo realmente que ela apenas é levada na maré de azar que acontece ao redor dela.

    E sobre o “melhor “sonsa” viva do que valente morta.” é q eu tenho abuso de gente sonsa ahuiahuauia

  • Enelyne Maia

    A questão aqui não é “ela deveria ter feito algo para se sair melhor” é só o FATO de que ela não fez nada.

    O ponto aqui É.

    Ela não fez nada pq sabia que era melhor não fazer para depois dar certo?
    Ou ela não fez apenas pq tinha medo?

    Essa era a questão.

    E EU, na MINHA opinião acho que ela não faz por medo e não pq esse “é o jeito” dela jogar.

  • Felisberto Albuquerque

    Mas então explique o que ela poderia ter feito… Vc AINDA não foi clara, sobre qual atitude, Sansa Stark, estando prisioneira em Porto Real, poderia tomar para melhorar a situação??
    Sansa não joga o game of thrones… Ela pode vir a jogar… Foi como eu citei lá em cima.. Ela é uma jogadora em potencial.

  • Enelyne Maia

    Em nenhum momento eu disse que ela deveria tomar uma posição para se sair melhor, ou propus uma saída.
    Apenas disse que ela fazendo ou não ela estaria nessa posição e que o fato de ela não fazer nada é o jeito dela e não o “modo que ela joga”.

    Apenas isso.

  • Alan Mariano

    Não acredito que ser romântico(a) seja um defeito, e se ser manipuladora(o) e ser sensual tem de ser as melhores qualidades, e devemos aceitar que elas continuem sendo, ou sejam as únicas, então algo deve estar errado. Não quero dizer que ser sensual seja um defeito, mas julgar que uma mulher só tem qualidade por ser sensual ou manipuladora, e que ela só será um ótimo exemplo por isso….

  • Alan Mariano

    Defina futilidade. Seria o fato dela ser romântica (Dany também é muitas vezes), ou seria dela se importar com vestidos e essas coisas (ambas as outras fazem isso, o que seria enquadrado como feminilidade, mesmo que não devia)…gostar de torta de limão(acho que todos gostamos de algo, não?)? E na questão da inércia… você realmente acha que ela devia ter se rebelado, no meio dos Lannister, onde todos seus planos de ‘fuga’ (vide casamento Tyrell) foram estragados? Imagina se ela se voltasse contra o Joffrey de verdade? Certamente estaria morta, e eu não creio que vale a pena morrer só para não se passar de ‘apática’.

  • Alan Mariano

    Concordo com você em algumas partes… mas é preciso ver que a Cersei(por exemplo) já é bem mais velha e experiente que a Sansa. Sansa nos livros tem cerca de 13-15 anos, não sei direito. As armas que Cersei usa são a sensualidade e manipulação, que ela aprendeu com o tempo… E falar que ele é um fiasco como mulher é meio preconceituoso, já que, como foi dito, a luta do feminismo é(ou devia ser) para que as mulheres não tenham que ‘dar satisfação’ de suas escolhas, para que elas possam escolher entre serem fortes, fracas, dependentes, independentes, masculinizadas, femininas, whatever. Acho que ela pode não ser forte, e desapontar como jogadora, mas isso é questão de personalidade, de humanidade, e não é inerente ao fato dela ser mulher. Ademais, o fato dela desapontar pela personalidade é questão de gosto, e por isso eu respeito seu ponto de vista, só não acho que ela seja um ‘fiasco como mulher’

  • Alan Mariano

    Margaery e Olenna tinham recursos e não eram ingênuas, e Margaery sempre quis ser A rainha (me parece ser um plano em que todos os Tyrell estão involvidos)… Sansa ainda saiu do mundo perfeito de Winterfell e ainda está aprendendo a lidar com isso. E para melhorar é preciso primeiro sobreviver, o que era o melhor que Sansa podia conseguir em curto prazo (e que ela fez muito bem) rs.

  • jorge_lito

    Cada vez que vejo artigos feministas como esse me lembro que uma certa personagem chamada Arianne Martell vai aparecer, para pelo menos diminuir esse estigma.
    Uma personagem que sabe ser feminina, jogadora, decidida, sexy, ambiciosa e linda.

  • CBruna

    No início eu me irritava um pouco com a Sansa pela implicância que ela tinha com a Arya, pelo encantamento com Joffrey, por defendê-lo e querer sempre estar rodeada de riqueza e poder, mesmo tendo tantos problemas à volta (no primeiro livro dava raiva do deslumbre dela). Com o tempo, percebi um enorme amadurecimento na personagem. Ela “despertou”. Adoro a Arya (muito mais que Dany, por exemplo), mas passei a gostar muito da Sansa. Continuar a se irritar com ela, acredito eu, é meio misógino mesmo, pois ela não tem feito nada desagradável como no inicio e temos outros personagens que são realmente asquerosos. Apesar dela não fazer nada que irrite, ninguém também é obrigado a gostar de suas atitudes (ou ausências delas), pois nos identificamos ou admiramos uma personagem por uma série de fatores e é natural preferirmos gente mais destemida, com embates mais fortes.

    Sansa fica sozinha, desprezada, muitas vezes ferida, contudo, tem aguentado, e eu admiro essa força mental, como também gostei dela ter se mostrado uma pessoa boa (o que é raro na série). Aquela arrogância (meio ingênua até) morreu quando ela viu que os contos de fadas não existiam. Acho-a uma personagem super interessante, muito humana e verossímil e estou ansiosa por vê-la crescer cada vez mais.

  • BiancaGØT

    Sinceramente falando, entre tantos comentários que eu li sobre Sansa ser forte, calma e se comportar feito uma lady, ainda acho que as pessoas estão se importando demais com Sansa, todos sabemos que ela é linda e sabe se comportar e esconder suas reações quando os Lannisters humilhavam ela, mas ela não reage! mesmo quando Mindinho a beijou ela não reagiu. Só acho que as pessoas estão falando demais de uma personagem sem personalidade, claro que ela pode se tornar uma boa jogadora mas ainda não estamos vendo aquela sede de vingança nela que nem Arya tem, por mais que Arya não se comporte feito uma lady ela tem muito mais coragem que Sansa e sabe se virar sozinha, Sansa só está viva porque se parece com sua mãe e porque Petyr a salvou, todos dizem que Sansa se parece com sua mãe mas só fisicamente pois Catelyn fez de tudo para recuperar seus filhos de volta, só acho que as pessoas deviam parar de escrever sobre uma personagem que ainda não demonstrou nenhum sinal de coragem e de vingança como os outros, deviam escrever sobre personagens mais interessantes e mais espertos como Tyrion, Cersei, Bronn, Brandon e Varys. Nada contra a personagem ou atriz mas eu ainda acho que ela ainda está muito frágil e traumatiza com tudo que lhe aconteceu e com tantas pessoas querendo ela morta talvez agora que Mindinho vai ensina- lá tomara que ela se torne uma mulher forte igual a sua mãe e que não perca sua bondade. Até agora os Starks são os mais fortes, Sansa ainda não se revelou mas acho que ela vai se tornar mais forte, Brandon é um warg, Arya sabe lutar e é corajosa, Rickon ainda é muito pequeno mas acho que vai se tornar corajoso.

  • BiancaGØT

    Ainda acho que o pessoal está falando demais sobre uma personagem que ainda não se revelou, agora que Mindinho vai ajuda- lá tomara que se torne uma boa jogadora mas que não perca sua essencia.

  • Paulo Lopes

    Discordo completamente da ideia de ela ser odiada por ser do gênero feminino. É ridículo todas essas incinuasoes bestas. Existem personagens muito boas e são mulheres: a Cate, as serpentes de areia, a arya e outras. Pra quem leu eh fácil concordar.
    Sansa é odiada porque foi criada pra ter uma atitude estupida onde de certa maneira fez o Ned morrer dizendo ser traidor.
    Obviamente o Martin ainda fez ela ser assim pra dar enfase na Arya.
    Só isso

  • Eldon Lima da Silva

    Ela sempre foi uma tapada idiota e nada do que aconteceu com ela mudou isso ainda.

  • Eldon Lima da Silva

    Concordo, ela não é patética é mau caráter: mente para ganhar status e aprovação,ferra com a família em prol de interesses mesquinhos, preconceituosa e interesseira capaz de derrubar qualquer um para obter o que quer.
    Se nao fosse filha herdeira do trono stark, unico motivo de interesse de todos ao seu redor, ja tinham escravizado ela na baixada de pulgas ou coisa pior

  • BiancaGØT

    Você escreveu tudo cara, mandou bem! “Ela não sobreviveu por causa do que fez, mas por causa do que não fez” frase impactante! Quando ela descobrir que foi Mindinho quem planejou matar Ned Stark ela mesma vai matá-lo, tomara.

  • BiancaGØT

    Kkkkk também achava isso mas imagine se você visse seu pai ser morto na sua frente? sua mãe e irmão morreram e ela acha que todos os outros estão mortos, ela está sozinha.

  • Brum

    Entendo a estratégia de sobrevivência Sansa, não foi nada fácil o que ela enfrentou.
    Só que comparar com o arco de Ayra é meio equivocado, a atitudes das personagens se amoldam ao ambiente, não o contrário, não atoa quando Ayra era “Doninha” em Harrenhall, ele teve que moldar para sobreviver, e olha ali ela não era um refém de luxo.
    Quem entre as duas enfrentou mais os horrores da guerra?
    A relação dos leitores com Sansa se deve muito mais as suas ações na primeira metade de AGOT, do que necessariamente pela forma que se portou após a queda de Ned. Afinal quantas vezes ela, por burrice, ingenuidade, ou ambição infantil de casar com um “príncipe encantado” e virar rainha de Westeros (para os leitores pelo menos), traiu a família?

    Talvez a questão seja essa Sansa errou, quando não podia, e assim como o norte, os leitores não esquecem, por mais que a personagem tenha amadurecido ao longo da história.

  • Raquel Oliva

    Acho que as pessoas não sentem raiva da sansa por ela ser feminina. A Margaery da serie é tão feminina quanto e usa da sua feminilidade, gentileza e beleza pra manipular todos ao seu redor. Inclusive a própria sansa. E as pessoas adoram isso, pelo menos eu adoro. E por que personagens que começam a se destacar agem como homem? Cara, a Daenerys pode ter evoluído de garotinha ingênua pra líder boladona, mas não percebi traços de masculinidade dela. Comparar liderança e poder à masculinidade ai sim é machismo, pelo menos tratando-se da nossa realidade.
    Na verdade, o problema da Sansa é ser muito passiva, parece o tempo todo que ela é só um plano de fundo. Ela só existe, não faz mais nada. Por mais que seja necessário praticamente não ser notada quando se está entre inimigos, é chato e dificil, para nós, compreender. Parece que ela é uma pessoa sem ambições, mesmo que a maior ambição que podemos ter seja continuar vivo. Só que, comparada ao jogo intenso de interesses e busca por poder de GOT, a garotinha que só quer sobreviver acaba se tornando chata. Ela não tem pelo que lutar, não tem contra o que lutar, mesmo tendo tantos motivos pra ser uma louca vairada com uma espada como a Arya (<3 ).Ela sempre teve a vida perfeita, era a filinha prodígio e agora tudo desmoronou. Ela lidou bem com a morte de praticamente toda sua familia e viver quase como prisioneira, mas sua constante feição de tristeza passa a impressão de desistência. ELA NAO SE VINGA PORRA, mas cadê a chance dela de se vingar? A hora que o Martin der a chance de ela botar veneno no cálice de alguém que a fez mal em vez de ser o peão que apenas carregou o veneno, vamos bater palmas de pé.
    Eu ja senti ódio da Sansa ingênua e fútil que queria encontrar o amor com um sádico e um homossexual, mas hoje só consigo sentir pena e torcer pra que finalmente ela tenha um final feliz. Ela era só uma criança ingenua que sonhava com o príncipe encantado poxa, todas nós sonhamos com o dia dos nossos casamentos, mesmo que nao tenhamos ninguem em mente ainda. So pelo fato de se casar, vestir branco, ter uma familia e um final feliz. E quem nunca se apaixonou pela pessoa errada , ne? Somos hipócritas demais haha
    Me empolguei rs

  • Narciso L. Junior

    Oque Sansa fez na serie ? quando agiu ? nunca! ela so escapou do casamento vermelho porque o Mindinho queria telapara si, e teve que ser convencida por um bobo, quer um exemplo de personagem feminina que não levanta um dedo pra lutar e tem mais poder (e ótimas tiradas) Olenna Redwyne a velhinha manja dos paranaue dos sete reinos. sugiro que o site faça uma materia sobre ela mulher de fibra essa sim

  • Rai

    Acho que o que a maioria das pessoas se esquece de que todos os personagens de GoT possuem personalidades bem caracterizadas pelo Martin, portanto possuem diversos defeitos/qualidades, o que, na verdade, todo ser humano possui e é essa complexidade das personagens (também) que faz As Cronicas de Gelo e Fogo ser uma séria tão boa.
    Enfim, muitas das características descritas no artigo que fazer Sansa “ser odiada” podem existir tanto em personagens femininos, quanto masculinos. Acho que muitas vezes as pessoas se utilizam da aversão por um personagem que se encaixa num estereótipo para dar vazão à feminismo, racismo, homofobia e etc., o que às vezes nem vem ao caso e nem é a verdadeira causa da tal “aversão”.
    É bom lembrar também que estamos discutindo sobre uma personagem que mal entrou na adolescência e foi criada num mundo “cor-de-rosa” para então ser lançada na realidade bem mais cruel de King’s Landing; e como tal, as ações da personagem, principalmente no primeiro livro/temporada, não têm o objetivo de traição ou maldade, mas sim de se encaixar no mundo de conto de fadas que ela sempre sonhou.
    Acredito sim que “a falta de ação dela” foi o que a fez manter sua cabeça grudada no corpo até hoje e acredito também que essa é a forma da personagem sobreviver, o que não pode ser desmerecido; Afinal de contas, quantos de nós estariam vivos na situação dela e com as armas que Sansa possui?

  • Kaléo Mendes

    Somos 2 Raquel.
    As únicas personagens masculinizadas são Brienne, e Arya. Temos um montante gigante de personagens femininas de fibra na série. Desde Vilãs como Cersei e Melisandre, à heroínas como a Margaery, e a Cat Stark.
    O público não tem empatia com a Sansa, simplesmente por ela ser uma personagem 100% neutra, sempre levada pela corrente. Quem se empolga com personagens sem atitude?

  • Não a vejo como uma jogadora (ainda), mas com certeza é uma sobrevivente. Ela luta com as armas que tem. Seus pais e irmão mais velho tentaram de outras formas e deu no que deu. E Sansa continua aí… Viva. O seu grande “erro” pra ser tão odiada por parte dos fãs foi se comportar a principio como uma adolescente comum e sonhadora.

  • Léo

    Depois da aparição na última cena do 8° episódio da 4° Temporada, nem eu reconheci a Sansa e deu até medo de como uma aparição dela final é de dar até medo dela como uma mulher fatal e mandona estilo Cersei.

    Ela vai fazer do Mindinho um verdadeiro Pião a seu favor, apesar de eu odiar o Mindinho mas ele é o trunfo para entrar em Porto Real e poder fazer um estrago maior que qualquer exercito dos 7 Reinos.

    Pois o cara é malévolo e estrategista.

    Mas isso deve custar o corpo de Sansa para lhe dar prazer.

    Será que Sansa se revelará como a maior puta do Norte?

    É tudo que o Mindinho quer!

    Mas todo mundo sabe que a verdadeira Guerra é na Muralha do Castelo Black e os verdadeiros Heróis dessa história são Bran Stark e Jonh Snow que é erroneamente conhecido como bastardo mas é ele o verdadeiro legitimo herdeiro do Trono de Ferro.

  • Jon

    As pessoas não gostam dela desde a primeira temporada, quando ela mente para todos para encobertar o príncipe Joffrey, e depois fica meio que passiva com tudo que acontece com sua família. As pessoas não torcem pela Sansa porque acham ela uma traidora egoísta, não por ela ser feminina. É obvio que com tudo isso o personagem não tem prestigio com os fãs, tanto faz se ela morrer.

  • doutor duh

    Quem me respondeu e apagou? Fiquei curioso. ._.

  • Amanda Passos de Souza

    O texto vai e vem e acaba se perdendo no porque as pessoas odeiam a Sansa. Eu entendo que, naquele momento, estando em Porto Real, se rebelar seria um ato de coragem burra e que a passividade dela foi para sobreviver mas também acho que ela perdeu ótimas oportunidades de se safar por não saber usar a própria feminilidade a seu favor. Exemplo: Margaret nunca deixou de ser feminina e inteligente. Ela jogou com o que tinha. Sansa parece só ter aprendido isso agora. Ela n precisa ser como a Arya, ela só precisa saber agir. Eu n a odeio, pq no final das contas temos que considerar que ela é uma criança/adolescente. Nem todo mundo tem a mente sagaz como a irmã dela (vide Rob, que era o mais velho porém o mais burro dos irmãos). Por fim: Sansa não merece ser a mais odiada (nem acho que ela seja) só que a passividade dela ora era inteligente, ora era burra.

  • Marcos

    No livro ela é fraca até o mindinho leva-la

  • Luís Veras

    Concordo plenamente com a matéria, infelizmente a Sansa não é odiada assim justamente por ser feminina, mas sim por também ser muito quieta, como um lobo. Ninguém xinga a Margaery, a Olenna, a Melisandre ou a Catelyn, e estas são tão femininas e fortes quanto a Sansa, e também usam essa feminilidade como arma no jogo. Quantas vezes Olenna proferiu na quarta e na terceira temporada como na maioria das vezes as esposas reinavam por debaixo dos panos? Tanto é que ela até ensinou isso pra Sansa, o que foi fantástico.

    Porém Sansa é diferente de todas as três, como escrevi na primeira frase. Olenna tem muita lábia, Margaery usa perfeitamente a sua beleza como adaga e escudo, e Catelyn é austera e ríspida. Sansa é calada e serena, por mais que no seu coração esteja um caos de vingança e ódio. Às vezes nem percebíamos sua presença, de tão sorrateiro que é seu andar, de tão baixa que é sua voz. E isso, além de constituir uma persona de “criança doce do Verão”, constrói uma frieza nela totalmente necessária no Jogo. Gente, ela viu o pai dela morrer, ouvir troça de toda sua família que morria por corvos a ela, e ela não xingou ninguém da corte sequer uma vez (pelo menos publicamente). Pra conseguir lidar com tantas emoções, precisa-se da força de um Ponta Tempestade no topo do Vale enfeitiçado com as magias da Muralha! A Margaery e a Cat diversas vezes não seguram a língua e o temperamento.

    Sansa sempre foi forte. Mas quando ela se “transforma” em Alayne, ela se torna uma Melisandre, se torna Catelyn, se torna Margaery e se torna Olenna. Termina-se a fase de apenas observar, é hora de agir. The North Remembers.

  • Natalie

    Mas a Ollena é muito mais experiente que a Sansa ou qualquer outra mulher, por isso ela é tão esperta!
    Sansa era uma adolescente sonhadora e doce, muito doce! Foi criada em um mundo perfeito, sendo o que todos esperavam que ela fosse, acontece que as coisas desabaram pra ela e aos poucos ela foi se adaptando ao novo mundo e aprendendo com ele. O que ela poderia fazer em Porto Real cercada de inimigos? Que experiência ela teria pra planejar uma fuga do Casamento Real?

  • evelyn crystyne

    Grande parte do preconceito de Sansa para com Tyrion vem do fato de ele ser um Lannister. Mesmo que ele nunca tenha destratado-a, vale lembrar que Cersei sempre foi extremamente gentil com ela, assim como o próprio joffrey fora, e deu no que deu, portanto, nada mais justo que ficar com um pé atrás, ainda assim temos momentos como esse: “”A viuvez cairá bem em você, Sansa. A ideia agitou sua barriga. Podia nunca mais ser obrigada a dividir uma cama com Tyrion. Era isso o que queria… não?”” e esse “No escuro, sou o Cavaleiro das Flores”, ele tinha dito. “Poderia ser bom para voce.” Mas aquela foi apenas mais uma mentira Lannister.”” o que prova que a armadura de cortesia era apenas uma forma de se precaver e que a própria não sabe exatamente como se posicionar em relação a ele. Além disso, se o próprio pai do tyrion, sua irmã e praticamente toda a sociedade sempre foi preconceituosa em relação a ele, você acha que realmente pode culpá-la por tal preconceito?

  • Luh

    Bem, no começo Sansa era um peso morto, meu desgosto por ela cresceu depois da morte de Ned. (Morte insuperável). Entretanto no decorrer do livro eu percebi algo. Todos os outros personagens da trama estavam andando em círculos (literalmente) enquanto Sansa permanecia parada em um único lugar no meio de toda a movimentação.

    Primeira reação: Martin FDP.

    Segunda reação: Genial!

    Podem falar o que quiserem dela, mas o que no começo era inocência; se tornou astucia. Danni, Arya e Cersei. Todas tiveram que passar por altos desafios para chegar onde estão. Danni se ferrou bastante para ser rainha e então fez só merda por falta de astucia. Arya gastou sapato e seu estilo masculino e permanece sem respostas por falta de astucia. Cersei se fudeu bastante (uma boa parte literalmente) para justificar a sua loucura e bem.. tmb pela falta de astucia ela não vai muito longe.

    Mas Sansa… Sansa só observou. Permaneceu de cabeça baixa e com os “obrigada” e “gentileza”. A supostamente ultima Stark, sem aliados, e fragil. Aparentemente não é uma inimiga em potencial. Presa em Kings Lands, cercada de leões, a pobre lobinha não tinha muito mesmo o que fazer e nem em quem confiar. Mas o que ninguém estava percebendo, e por isso acho Martin um FDP Genial, é que a grande movimentação de Sansa foi mental.

    Primeiro seu mundo encantado quebrou. Foi destruída boa parte da inocência dela; agora ela sabe que homens maus existem e príncipes encantados não. Tudo não passa de um jogo. Ela teve então que aprender a jogar. Sua primeira professora foi Cersei. Ser cruel é importante. Sua segunda mentora foi Margaery. Inteligencia é fundamental. Então se depara com Olena e com uma nova liçao: Astucia é indispensável. Quando pensou que jamais poderia por seus conhecimentos em pratica, Mindinho a tira do cativeiro. Sansa não poderia estar mais grata e empenhada a jogar esse jogo.

    Mindinho agora esta criando esse pequeno monstro que Sansa deu vida dentro de si. Acho que a unica coisa que a mantém um tanto menina e inocente é a sua virgindade ( por isso acredito que o capitulo polemico dela no proximo livro tem a ver com sexo. Algo do tipo “Viuva Negra” matar o marido depois finalmentes). Sansa amadureceu sem que seus inimigos percebessem. O norte será dela por direito de sangue. Seus aliados vão começar a se levantar. Manipulando mindinho deixando que ele acrdite que quem comanda é ele. Cruel, inteligente e astuta. Se ela não sentar nesse trono de ferro, eu não sei quem mais poderia.

  • Gutierrez Rodrigues Reis

    A Sansa pra mim nunca cheirou e nem fedeu, nunca levei em consideração o fator “feminina” mas sim ela ser criança mesmo, mas eu curti como ela evoluiu no S04 E08! 😀

  • Tavin Russo

    Como foi dito, ela só agora começa a ter chance de jogar o jogo, e logo na primeira jogada dela ela já mostra que domina o jogo, domina tanto que tem na mão o maior jogador que é o Mindinho… o jogo dos tronos só começou agora pra ela

  • Tavin Russo

    Até por que o mais delicado é o Mindinho, e é quem começou o jogo dos tronos (podem falar do Loras, mas querendo ou não o Loras ainda mata bem morto, Mindinho manda matar)

  • thalita nogueira

    O desprezo que Sansa gera nos fãs não é totalmente infundado, no livro nós acompanhamos o ponto de vista dela e estamos em sua “cabeça”. A Sansa esta perdida e demora a descobrir que não pode confiar em ninguém, o que é chato demais! Até concordo que a melhor coisa que ela pode fazer é não fazer nada mas ela não passa para os leitores um desejo de vingança. Ela pode atuar para todos em Porto Real mas na cabeça dela não tem por que fingir certo?! O problema não é ser feminina, gostar de bolos de limão e de usar belas vestidos, o problema é parecer alheia a tudo que acontece, eu sei que ela não pode por uma armadura e pegar uma espada e sair matando todo mundo mas até agora ela só estava esperando alguém salva-la. Se ela tivesse casado com qualquer um, e não com o Tyrion, estaria ferrada.

    Se não fosse o Mindinho ela ficaria mofando em Porto Real.

    MAS agora parece que com o Mindinho ela vai finalmente aprender como “jogar”. Quando eu li esses capítulos no livro, fiquei pensando será que a Sansa vai seguir o Mindinho cegamente ou quando tiver a oportunidade vai se livrar dele?Dominar o Ninho da Águia e conquistar o Norte, vindo do George acho possível…

  • doutor duh

    Uma tal de Marília me respondeu e apagou o comentário… Será que é a mesma Marília citada no texto?

  • Juliano Frederico de Souza

    Gosto muito da personagem Sansa, antes de tudo. Acho que ela quebra aquela sequência de inúmeros personagens destemidos, heroicos e até mesmo sádicos. Mas, sinto que há uma confusão no post.
    A discussão sobre respeito a feminilidade é sempre válida. Mas, atribuir que as atitudes de Sansa devem ser “respeitadas” por que o que ela está sendo é feminina é um pouco de forçação…
    O George, nos dá a oportunidade de ver na personagem uma criança sendo moldada. Aprendendo com os erros e o ambiente ao seu redor…
    Ela é covarde? em alguns casos sim, é ingênua? sim é. Como o texto acima diz “…ela não tem coragem, apenas uma obediência irracional.”
    A falta de coragem de Sansa é humana… nada mais. O que muitos fazem hoje em dia quando alguém é assaltado na sua frente? (rezam pro bandido ir embora) ela não é diferente. É uma criança tentando sobreviver a um mundo que não entende…
    Agora dizer que alguns (na verdade a maioria) dos fãs das Crônicas de Gelo e Fogo criticam Sansa por que querem como personagens mulheres as que têm atitudes parecidas com homens, e que isso é machista, soa um pouco estranho. Pois, as mulheres buscam (com toda a razão) esse direito…
    É machista dizer que ser submissa, ingênua e “sem coragem” é ser feminina…

  • Marina Moreno Baqueiro

    Sansa me lembra a personagem de Nicole Kidman em Dogville, Grace. Quem viu o filme de Lars von Trier, pode perceber uma certa semelhança, a passividade da personagem incomoda muito, pois apesar de tudo que sofre ela sempre pede desculpas e nunca se rebela.

  • @PallomaVX

    Cara, não gosto da personagem Sansa porque ela me parece fútil, não pela feminilidade dela, ou pelos vestidos, mas sim a futilidade. Tudo bem que ela ainda pode ser considerada muito jovem, mas isso não a torna menos fútil