Resenha do livro “O Cavaleiro dos Sete Reinos” (As Aventuras de Dunk & Egg)

Vocês devem ter ouvido muito a respeito de Dunk e Egg nesse último mês, mas quem realmente são esses caras? The Tales of Dunk & Egg é uma série de novellas escritas por George R. R. Martin, publicadas em diferentes antologias ao longo dos anos e que foram reunidas e trazidas para o Brasil no livro “O Cavaleiro dos Sete Reinos”, publicado recentemente pela editora LeYa.

Quem está familiarizado com a história dos Sete Reinos sabe que Sor Duncan, o Alto, foi um famoso membro da Guarda Real do rei Aegon V. Mas, muito antes disso, ele era um simples cavaleiro andante, e é nessa época que se iniciam os contos presentes no livro, cerca de noventa anos antes dos eventos narrados no primeiro volume das Crônicas de Gelo e Fogo, “A Guerra dos Tronos”.

tumblr_mvxk76ozsl1qmtv72o1_500

 Uma das opções do artista Marc Simonetti para a capa do livro.

Pra você que está se perguntando se vale a pena ou não ler O Cavaleiro dos Sete Reinos aqui vão alguns fatores a serem colocados na balança antes da resposta:

Para quem já leu as Crônicas de Gelo e Fogo, essa história contém uma série de fatos (easter eggs) paralelos da saga além de mais detalhes a respeito de momentos históricos importantíssimos, como a famosa Rebelião Blackfyre e a dinastia Targaryen, que através de alguns personagens icônicos – como Corvo de Sangue, Baelor Quebra Lanças, Aerion, Maekar Targaryen e o próprio Egg – se mostram em toda sua loucura e glória.  E levando em conta que “The Winds of Winter” (Os Ventos do Inverno), sexto livro das Crônicas está a sabe-se lá quantos anos e anos luz de ser publicado, “O Cavaleiro dos Sete Reinos” é uma da poucas opções disponíveis para quem quer matar a saudade de Westeros.

thk-10

E para quem assiste a série mas ainda não leu nenhum dos livros de Martin, é uma oportunidade para começar. Desculpando-me antecipadamente pela comparação, “As Aventuras de Dunk & Egg” são para “As Crônicas de Gelo e Fogo” mais ou menos aquilo que “O Hobbit” é para a trilogia “O Senhor dos Anéis” de Tolkien. As duas histórias são muito mais simples, mas tão bem escritas quanto suas “sequências”, e você não tem que necessariamente conhecer uma para ler a outra.

Quando eu digo que “As Aventuras de Dunk & Egg” são “muito mais simples”, me refiro não só ao tamanho dos contos mas também à quantidade de personagens apresentados, que é relativamente pequena para padrões “martinianos”, o que é bom para quem não está acostumado a muita informação.

The-Sworn-Sword-The-Graphic-Novel-by-George-R.-R.-Martin-660x330

Além disso, a linha que todos os contos do livro seguem é praticamente (praticamente) a mesma: 1) Os protagonistas estão seguindo para algum lugar, 2) chegam nesse lugar ou param em algum outro lugar no meio do caminho, 3) algo realmente grande acontece, 4) um julgamento por combate acaba “decidindo” o final da trama.

Então, se ainda lhe resta alguma dúvida, aqui vai minha resposta: Leia. Se não pela história em si, pelo que ela representa para as Crônicas de Gelo e Fogo. É bem possível que em algum desses contos Martin responda a perguntas como, por exemplo, o que realmente levou a conhecida Tragédia de Solarestival (Summerhall).

E se você ainda não está familiarizado com esse universo, “O Cavaleiro dos Sete Reinos” é a introdução perfeita. É uma leitura rápida, leve e ao mesmo tempo muito instigante, cheia de reviravoltas. Dá até pra ler um conto por dia (eu, por exemplo, comprei o livro na sexta à noite e no domingo já tinha terminado).

dunk-y-egg

Os dois personagens principais são incríveis, ainda mais pra quem já é macaco velho e está acostumado com os personagens “cinzas” do velho. A nobreza de Duncan (não no sentido aristocrático da palavra, pois Dunk é plebeu, mas infinitamente mais nobre do que muitos príncipes), e a amizade que nasce entre ele e Egg é verdadeira e encantadora. É impossível não sentir algo bom quando você vê, ainda no primeiro conto, Pate de Aço dizer a Dunk que ele é “um cavaleiro que se lembra de seus votos”. O que ele é realmente, lembrando em muitos momentos nossa conhecida e querida Brienne de Tarth.

Mas enfim, se você ama mesmo Westeros, George R. R. Martin, Game of Thrones e/ou As Crônicas de Gelo e Fogo,  vale MUITO à pena conferir.

Abaixo estão os resumos dos três contos separadamente e algumas informações técnicas do livro.


the_hedge_knight_cover_by_teews666-d4wc3szO CAVALEIRO ANDANTE (The Hedge Knight) – A primeira novela foi originalmente publicada em 25 de agosto de 1998 na antologia Legends, editada por Robert Silverberg. A história foi mais tarde adaptada para uma série de seis gibis desenhados por Mike S. Miller, produzidos pela Roaring Studios (agora Dabel Brothers Productions) e publicada pela Image Comics e Devil’s Due entre agosto de 2003 e maio de 2004.

Resumo: Assim como “A Guerra dos Tronos” começa alguns anos após a Rebelião de Robert Baratheon, “O Cavaleiro Andante” começa um período depois da famosa Rebelião Blackfyre.

Depois da morte de um cavaleiro andante, Sor Arlan de Centarbor, seu escudeiro, um jovem alto chamado Dunk, enterra-o e presta suas últimas homenagens. Depois de considerar várias opções,  Dunk decide continuar sua jornada para Vaufreixo e competir no torneio como um cavaleiro. No caminho, ele encontra um menino com a cabeça raspada chamado Egg, que se oferece para ser seu escudeiro.


the_sworn_sword_cover_by_teews666-d4wc3ohA ESPADA JURAMENTADA (The Sworn Sword) – A segunda novela foi publicada em 2003 na antologia Legends II, também editada por Robert Silverberg. A história foi adaptada para uma graphic novel por Ben Avery e desenhada por Mike S. Miller, em cooperação com a editora e distribuidora da Marvel Comics, que foi lançada em 18 de junho de 2008.

Resumo: A história começa na Campina, com Dunk jurado a Sor Eustace Osgrey, um velho e quebrado homem cuja família já fora dona de Fosso Gelado. Essa aventura de Dunk e Egg ilumina vários aspectos do sistema feudal de Westeros. Além disso, uma série de flashbacks narrados por Sor Eustace relatam os acontecimentos da Rebelião Blackfyre e sua conclusão na Batalha do Capim Vermelho, em 196 AL.


the_mystery_knight_cover_by_teews666-d4x5fl0O CAVALEIRO MISTERIOSO (The Mistery Knight) – A terceira novela foi publicada em 2010, na antologia Warriors, editada por George R. R. Martin e Gardner Dozois.

Como A Espada Juramentada, o conto se passa durante o reinado de Aerys I e as consequências da Rebelião Blackfyre são abordadas com mais detalhes.

Resumo: A história começa com Dunk e Egg deixando Septo de Pedra. Eles estão se indo para o norte para a fim de se juntarem aos serviços de Lorde Beron Stark, que enviou um chamado para que os homens o ajudassem a afastar os invasores Greyjoy da costa. No caminho eles encontram um septão que foi decapitado por pregar traição; Dunk lembra que Lorde Corvo de Sangue tem espiões por toda parte. Na rota, Egg e Dunk encontram um grupo de cavaleiros e senhores menores que viajam para um torneio em homenagem ao casamento do Senhor Butterwell de Alvasparedes com uma Frey da Travessia; O prêmio do vencedor torneio seria um ovo de dragão.


REFERÊNCIAS À DUNK E EGG NAS CRÔNICAS DE GELO E FOGO

✖ Ser Duncan, o Alto, está listado entre os comandantes notáveis ​​da Guarda Real quando Jaime Lannister está refletindo em A Tormenta de Espadas, capítulo 69. No mesmo capítulo, é mencionado entre os feitos de Barristan Selmy que ele derrotou Ser Duncan, o Alto, no torneio de inverno de Porto Real.

✖ A partir do árvore genealógica dos Targaryen, no apêndice de A Game of Thrones, era possível concluir que Egg se tornaria o Rei Aegon V e governaria de 233-259 AL. Isto foi confirmado em A Fúria dos Reis, onde é revelado que o irmão de Egg, Meistre Aemon, recusou o trono e sugeriu que seu caçula Egg governasse ao invés dele. Como rei, Egg queria Aemon para ajudá-lo a governar, mas Aemon escolheu continuar seu trabalho como meistre e foi para a Muralha.

✖ Em A Tormenta de Espadas, o príncipe Oberyn Martell observa que no tempo dos Targaryen, o homem que atingisse alguém de sangue real perderia a mesma mão que usou para atingi-lo, uma situação que surge em O Cavaleiro Andante.

✖ No Festim dos Corvos, Brienne tem seu escudo pintado com armas que correspondem às de Dunk. E lembra de ter visto o escudo na sala de armas do pai, por algum motivo desconhecido. No mesmo livro, Brienne chega em uma pousada de propriedade de uma mulher cujo sobrenome é Heddle (possível descendente de Negro Tom Heddle, que aparece em O Cavaleiro Misterioso).

✖ Também em O Festim dos Corvos, Meistre Aemon menciona o nome de Egg várias vezes em seu delírio. É revelado que uma das filhas de Egg se casou com um filho da casa Baratheon e tornou-se a mãe de Lorde Steffon Baratheon, e, assim, avó de Robert, Stannis e Renly Baratheon. Foi por causa desse parentesco que Robert proclamou seu direito ao Trono de Ferro.

✖ Em A Dança dos Dragões, as memórias de Sor Barristan Selmy revelam que os filhos de Egg escolheram suas próprias mulheres por amor em vez de aceitar casamentos arranjados para proveito político. Egg permitiu que seus filhos seguissem os desejos de seus corações, porque ele mesmo também se casou por amor. De acordo com Sor Barristan Selmy, isso levou ao ressentimento e traição entre os senhores, que resultou na “tragédia de Solarestival”.

✖ Há também a visão de Bran no livro 5 de um cavaleiro muito alto beijando uma jovem mulher em Winterfell. É possível que a mulher seja a Velha Ama quando mais nova e o cavaleiro ser Duncan, o que explicaria ao altura de Hodor.


Xb507aL

INFORMAÇÕES “TÉCNICAS” DO LIVRO

Título: O Cavaleiro dos Sete Reinos – Histórias do Mundo de Gelo e Fogo

Tradução: Márcia Blasques (obrigado por não ter traduzido o apelido de “Egg” para “Ovo”)
Editora: LeYa
Páginas: 416
Arte da capa: Marc Simonetti

Preços: R$ 32,90 no Submarino | R$ 37,40 na Saraiva


ALGUMAS OUTRAS INFORMAÇÕES

 A editora Leya anunciou no próprio livro que lançará no Brasil todas as antologias nas quais os três contos foram originalmente publicados. 

✖ George R. R. Martin anunciou que o quarto conto da saga de Dunk & Egg, “The She-Wolves of Winterfell” (As Lobas de Winterfell) seria publicado na antologia Dangerous Women, também editada por Gardner Dozois. Por algum motivo, ao invés disso, ele decidiu publicar o conto “The Princess and The Queen”, que conta a história da Rhaenyra Targaryen e Alicent Hightower (Leia um excerto traduzido e nossa resenha clicando aqui e aqui). Depois disso, toda vez que alguém pergunta a respeito, ele desconversa ou simplesmente não responde.

✖ O número de contos previsto para a saga varia de entrevista para entrevista. Segundo Martin, serão de sete à doze contos que cobrirão um período grande da vida dos dois protagonistas.

✖ Também sabemos que a HBO possivelmente adaptará Dunk & Egg para as telinhas.


Em breve postaremos várias teorias ligadas aos três contos presentes em “O Cavaleiro dos Sete Reinos” e mais alguns paralelos entre eles e As Crônicas de Gelo e Fogo.  Fiquem ligados!

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • artur

    eu nao sei se voces perceberam(provavelmente sim) que o olho de corvo do livro o cavaleiro dos sete reinos é o mesmo corvo de tres olhos que o bran encontra para la da muralha,eu acho isso porque o bran descobre que o corvo na verdade é um feiticeiro e o nome dele era brynden,o mesmo do feiticeiro do cavaleiro dos sete reinos ( que no caso seria brynden rivers)

  • Joana D’arc

    Meninos, no primeiro parágrafo do primeiro resumo, não seria entre parêntese ” O cavaleiro andante”? Me perdoem se eu estiver errada.

  • BrunO_R

    Gostei de sua comparação com o Hobbit, apesar de que a partir de agora os haters vão fazer de sua vida um inferno! aushuahsu

    Eu tenho o livro, há algumas semanas, fiz uma pequena feira na livraria, comprei 5 livros de uma vez e o Cavaleiro dos Sete Reinos é um deles. Quando terminar o Nome do Vento, que por sinal foi pela indicação de vocês, voltarei a respirar o ar de Westeros!

  • leitor

    Velha Ama e Sor Duncan?
    Cacete!

  • N. Stark

    Comprei o livro mas não posso ler por culpa dos estúpidos livros do vestibular, que ódio! 🙁

  • Joao Palmadas

    Só eu que vejo uma pequena semelhança entre a imagem de Dunk e Egg e a outra, clássica, do Ingenioso Hidalgo Don Quijote de la mancha y su fiel escudero Sancho Panza?

    http://3.bp.blogspot.com/-ZMpM4szojvI/T7aCibRxIMI/AAAAAAAAAWE/p8L6rY_F2so/s400/don-quijote-mancha-16736822c2.jpg

  • PHSA

    Não seria Corvo de Sangue, Lorde Brynden Rivers. Olho de Corvo acho que é o Euron Greyjoy.

  • wildfire35

    O 4º conto só deve ser liberado depois “Os Ventos do Inverno”, pois já que deve se passar em Winterfell, acredito que traga revelações importantes sobre a a mãe de Ned Stark, tem uma teoria que ela é Skagos.

  • Alexandre Zanin

    Depois de duas semanas de leitura um tanto quanto fluida, terminei O Cavaleiro dos Sete Reinos e vou ter falar que o livro realmente matou a saudade que eu estava de Westeros.
    Chega a ser bobo como Martin consegue manter as mesmas características de narração das Crônicas em um conto completamente casual e bem menos denso do que a obra principal. Isso sem contar o plot twist maluco que esse filha da puta bolou dentro de uma história que narra a vida de um zé ninguém, em um continente gigante e que cria ligações quase diretas com a história de 90 anos depois.

  • Daniel Batista

    cacete!! tambem fiquei surpreso!!!

  • Daniel Batista

    esse livro nao chega de jeito nenhum nas livrarias da minha cidade!!! que odio!!!!

  • André Dias Machado

    Quando terminar O Nome do Vento já vai querer partir para O Temor do Sábio, te garanto rs

  • Bacellar

    Sim, sim. É isso mesmo. Sempre cometo esse erro por que, você sabe, ele tem muitos olhos, hehehe… Obrigado!

  • Bacellar

    Está certíssima! Obrigado!

  • Nossa, amei a resenha Rafael! Eu queria muito comprar, mas tava na dúvida ainda, e não tinha visto nenhuma resenha do livro na internet. Agora quero ler. Não só pra matar a saudade do estilo Martin de escrever, como também pra ver essas referências com as Crônicas (sei que vou amar), pq eu adoro quando isso acontece nos livros. Valeu! Parabéns

  • PHSA

    Piadinha marota… kkkk

  • PHSA

    X—X—X—X— Cuidado! SPOILER!!! —X—-X—-X—-X

    Realmente pode ser, pois Corvo de Sangue é mandado (não sei se obrigado ou por vontade própria como Meistre Aemon) pra Muralha após Egg se tornar rei.

  • BrunO_R

    Espero mesmo! O meu problema foi que me empolguei tanto com esse livro que antes de comprar li resenhas e mais resenhas, vi vídeos, comentários, todos falando muito bem. Tanto que minha expectativa ficou lá no alto! Estou gostando do livro, o Kvothe é um personagem muito interessante, as frases dele são marcantes, mas sem querer ser o hipster, até agora estou esperando acontecer algo surpreendente, o que faz todo mundo falar tão bem dele. Já cheguei na parte em que ele entra na universidade, mas ainda não tive aquela vontade de abrir a janela e gritar pra sociedade dizendo “QUE LIVRO FODAAA!!!”

  • Júlio Domeneghini

    Nao tem como ter duvida sobre comprar O Cavaleiro dos Sete Reinos.
    ao meu ver, tudo relacionado ao Westeros deve ser comprado, lido e estudado.

  • Renato Solimar

    SPOILER!!!

    Poxa, li o livro mas não captei essa informação que explica a tragédia de Solarestival. Na verdade essa foi minha maior curiosidade quando terminei de ler o livro e fui pesquisar para entender como o dragão nascido em Alvasparedes tinha ascendido. Ajuda aí 🙂

  • Joao Palmadas

    Meistre Aemon também sonha com Dunk e Egg em “A Dança dos Dragões”. Será que há alguma chance de Dunk e Egg aparecerem na série, como parte dos sonhos de Meistre Aemon? Eu tenho quase certeza que não, mas espero que esteja errado, porque seria bom Dunk e Egg na série.

  • Bacellar

    Eu que agradeço, Laís. Leia mesmo e volte pra dizer o que achou!

  • Bacellar

    Resumiu tudo, brother.

  • Bacellar

    SPOILER

    A tragédia de Solarestival foi o que matou Sor Duncan (Dunk) e o rei Aegon V (Egg) então provavelmente ela só será esclarecida no último conto (que pode ser o sétimo ou o décimo segundo, dependendo do humor de Martin).

  • Messinho’

    Ei, acabei de ler alguns comentários de uma postagem aqui no site, que tá linkada nesse post atual, e me deparei num comentário sobre a Casa Hightower. Vocês tem intenção de fazer algum post a respeito da coincidência de terem Hightower em todos os lugares do reino?

  • Alucard

    Eu só nao curti o 2 conto, por tudo ter sido resolvido bonitinho demais, com direito a casamento selando paz, vilao morto, e até chuva, meio que destoou de GOT e seu realismo

    Mas foi legal ler o passado antes da chegada de Aegon.

    E claro, Brynden Rivers vale o livro todo.

    Vale a pena sim, ansioso pela continuaçao, e pelo conto da rainha e princesa Targaryen que ainda nao chegou por aqui.

  • Excelente livro, muito fluído e fácil de entender, mas infelizmente em alguns pontos parece ter sido escrito as pressas!

    SPOILER!!!

    Acho que o GRRM Pecou no modo que narrou os embates em que Sor Duncan, o Alto tomou parte, seja em torneios ou até mesmo na barragem do Fosso Gelado. Todas as vezes o mesmo acabava desmaiando e acordando horas depois, mesmo quando vitorioso! Algo que se tornou extremamente repetitivo na minha opinião! (Como um fã declarado de Bernard Cornwell, prezo muito por boas narrações de combate, e sinto que o GRRM não curte esse tipo de narrativa!)

  • No futuro, pode ser…

  • Augusto Barros

    Mas o final do segundo conto não é tão bonito quanto parece. O sor Bennis rouba o castelo e sai numa boa, a senhora Webber casa com um homem que não ama, já velho e sem a certeza se conseguiria ter mesmo um filho e ainda com as mesmas mágoas. Não acho que tenha destoado tanto assim…

  • Renato Solimar

    Ah tá, pensei que era já era a explicação sobre as causas da tragédia de Solarestival. Imaginava que estava relacionada a tentativa de chocar ovos de dragão (não lembrava que Sor Baristan Selmy já tinha falado em ressentimento e traição dos senhores).

  • Mariana Santoro

    O livro é perfeito, GRRM deixa tudo com um gostinho de quero mais sempre né!

    Pode ser que alguns considerem algum tipo de …
    …SPOILER…

    …não querendo mudar de rumo no post, mas neste livro temos mais dois Targaryen com cabelos castanhos, o que nos faz voltar na discussão a respeito dos pais de Jon Snow rsrsrs… (amo esse assunto :P)

  • Alucard

    Sou forçado a concordar.

  • Marlon Aymes

    Devorei o livro em 3 dias. Achei sensacional. Espero que os demais contos cheguem logo ao Brasil

  • Joana D’arc

    Aí vc compra o livro e pensa: Vou ler degustando(como vinho), pq o próximo livro num chega nunca mesmo, sem contar que esse assunto de casa Targaryen nem me interessa tanto!!! :-/ Só que acontece o oposto, vc devora, e depois fica na deprê, pq não tem mais nada pra ler do mundo de Gelo e Fogo.

    Super indico o livro, nos esclarece acontecimentos que as vezes passaram despercebidos nas Crônicas. Me apaixonei pelo Baelor, quebra-lança. Fora que existem outros dignos de atenção, assim como Dunk e Egg, claro. É impossível não se apaixonar pela determinação, coragem e honra desses dois.

  • H.M. Alves

    eu não sei se não traduzir Egg para Ovo é bom, perde todo o sentido, se fosse perguntado pro George ele provavelmente iria dizer para traduzir, como dito pelas entrevistas do Candeias onde ele fala das conversas com o Martin, afinal se vc chama o Dunk de O Alto (e não o original) não tem lógica não traduzir Egg também, isso é meio esquisito. sim eu sei que não é NECESSÁRIO traduzir neste contexto (até porque Ovo é tão esquisito quanto deixar no original) mas é uma questão legal para se abordar em um post, traduções. (falar sobre Unhagrande kkk)

  • O problema é que é Egg de Aegon, não de Aovo, a piada perde o sentido em português com ou sem tradução. Se a pessoa souber o que é Egg beleza, pode até achar o nome engraçado. Mas se chamar de Ovo, o que Ovo tem a ver com Aegon? Nem tem como explicar o apelido…
    Tanto é que consertaram a merda dps que fizeram e o Jorge Candeias também não traduziu, possivelmente pq ele já sabia quem era Egg desde a primeira citação…

  • Betto Batatas

    So achei zuado eles traduzirem alguns nomes as vezes e as vezes não. Na parte do Fosso gelado parece que tem dois lucas inchfield

  • Wender Bresolin

    Teve ótimas revelações nos livros, quase todas já foram citadas nos comentários, mas não vi ninguém falando de como surgiu as duas maçãs Fossoway, a vermelha e a verde…. ótima história, como tudo se encaixa no universo de Martin, é um verdadeiro gênio da literatura, com toda a certeza!

  • H.M. Alves

    sim, entendo isso, mas se a pessoa vai ler O Cavaleiro dos Sete Reinos primeiro ele não sabe que Egg é Aegon ele descobre durante a leitura, o que é mais legal, e o Candeias parou de traduzir a partir da segunda edição dos livros das crônicas só 😀

  • Bruno Lopes Vasconcelos

    SPOILER DO LIVRO.

    Achei legal essa história de que cada Targaryen ganha um ovo de dragão assim que nasce. Sendo assim, quantos ovos naquela época existiam? Egg fala que ele tem um(em Solarestival), que o Aemon tem outro, logo podemos inferir que Daeron o Bebado tem 1 também e o Aerion também. Já são 4 ovos. Os outros filhos do Rei Daeron, o bom, também deveriam ter ovos. Sem falar nos ovos que o Egg diz que existem em pedra do dragão, ovos esses de ninhadas bem antigas, antes da Dança dos Dragões.
    Ia esquecendo do ovo do torneio.

    Isso 90 anos antes das Crônicas. Ou seja, tem muito ovo por aí.

  • Turim

    Galera, na pagina 369, no 5o parágrafo, no livro de vcs também está escrito “Durk”????

  • Turim

    Compra na internet!!!!

  • Turim

    Outra coisa: Alguém mais desconfiou que Maynard Plumm é o próprio Bryden River sob disfarce??? reli o conto esses dias e cada vez mais fico convencido, varias passagens indicam isso, pricipalmente qnd Maynard ajuda Dunk com o corte no braço, dps do duelo.

  • Bacellar

    Percebi isso da primeira vez, kkkkk. Não coloquei na resenha por causa do spoiler. 🙂

  • Turim

    Caraca!!! que foda…
    Vcs pretendem fazer uma postagem sobre isso?
    grato….

  • Bacellar

    Sim, Turambar. Planejamos postar várias teorias relacionadas a Dunk & Egg. Disponha! 🙂

  • Danilo Souza

    Dei uma observada na arvore genealógica Targaryen e lá tem a informação que um certo ”Duncan The Small” é filho de Aegon V Targaryen sendo sobrinho de Aemon ”Egg” Targaryen. Existe alguma relação especial ou homenagem a ”Duncan o Alto”?

  • Bacellar

    O rei Aegon V é Egg. O filho dele, Duncan Targaryen, (The Small), recebeu esse nome em homenagem ao melhor amigo do pai, Duncan, The Tall. 🙂

  • Danilo Souza

    Pois eu pensei que o Meistre Aemon fosse o Egg. Erro de interpretação. ,:)

  • Paulo Thomaz

    Sou novo em matéria de game of trones mas o que significa aos letras AL depois dos anos?

  • Ogno Reynaldo

    nao se passa no passado antes do Aegon, se passa quase 200 anos depois

  • Aline Salvador

    “Quer um tapão”… Riu horrores quando lembro disso.

  • MBMR

    Muito boa a resenha!
    Comprei o livro e confirmei que é uma excelente leitura.

  • Vinicius Silva

    Muito boa a resenha Man.
    Eu ainda não comprei porque alem da pilha de livros que tenho pra ler espero sinceramente que o velho termine o vento logo.

  • Rodrigo Silva

    Gostei muito do livro. Não tem a intensidade e densidade de As Cronicas, mas é tão interessante quanto.

  • Ygor

    After Aegon’s Landing, ou seja, 0 AL foi quando o Aegon, o Conquistador, chegou com seus dragões em Westeros para começar a sua conquista.
    Para referência, o primeiro livro (Guerra dos Tronos) começa em 298 AL, se não me engano.

  • Ygor

    No entanto, ele resolveu juntar os ovos em Summerhall para tentar chocá-los, a história conta que teve um grande incêndio e todos morreram lá. Curiosamente, o Rhaegar nasce no mesmo dia e sempre gostou de se isolar nas ruinas de Summerhall com a sua harpa.

  • Bruno Lopes Vasconcelos

    Mas o Egg mesmo fala que existem muitos outros de ninhadas velhas em Pedra do dragão.

  • Hodor

    Só eu que achei que o lorde corvo de sangue também e o corvo de três olhos? Eles tem até o mesmo nome Bryden

  • Valeu MBMR. É uma excelente leitura mesmo. Irei reler qualquer dia desses. Abraços!

  • Valeu man. Compra logo esse livro aí, é muito bom, hahahaha. Abraços!

  • É ele mesmo! Hodor! 🙂

  • Ótima resenha, Bacellar!
    Os contos são super leves, comparados as Crônicas.
    Eu realmente me apaixonei pela história de amizade de Dunk e Egg.
    Terminei o segundo conto com um sorriso enorme no rosto no meio do ônibus lotado, fiquei olhando pro nada sorrindo durante muito tempo… feliz por ver o quão nobre é o Dunk em sua despedida da Viúva Vermelha… enquanto a minha mente pecaminosa estava pensando outra coisa e desprezando o nobre rapaz!
    E o modo como Martin costurou as informações das rebeliões com a construção desses personagens foi perfeita.
    Pra mim os contos só serviram pra mostrar oq vem por aí nas Crônicas… é tudo sobre o dragão vermelho ou negro!
    Estou curiosíssimo pelo post de teorias que prometeram! Quero ver oq consegui pescar e oq deixei passar batido.

  • Marcus Vinícius

    Bom Dia galera!
    Vou começar a ler os livros e gostaria de saber se começo lendo o Cavaleiro dos sete reinos ou as crônicas já? Muito obrigado!

  • Pedro Henrique

    Há também a visão de Bran no livro 5 de um cavaleiro muito alto beijando uma jovem mulher em Winterfell. É possível que a mulher seja a Velha Ama quando mais nova e o cavaleiro ser Duncan, o que explicaria ao altura de Hodor.

  • Isso tá no texto rapaz, kkkk.

  • Gabriela Moura

    Gente como pode o Sor Barristan ter derrubado Dunk? Não sei quantos anos tem Sor Barristan mas, considerando que ele tenha 50 na guerra dos tronos, ele derrubou Dunk quando tinha 10, se Dunk tinha por volta de 17 anos no início dos livros, ele foi derrotado aos 67? Ou eu perdi alguma coisa ou essa cronologia tá muito louca.
    * eu ainda não terminei nem a tormenta de espadas, até pq gosto de morrer do coração com a série portanto, evitem spoilers na resposta!

  • Lady Bloodraven

    Sor Barristan tem 61 anos no começo da série

  • Flavio Kilers

    provavelmente Sor Barristan derrotou o sor duncan quando o sor dunkan já estava mais velho, já que no livro ele não tem nem 20 anos ainda e o Sor Barristan deveria estar na juventude

  • Flavio Kilers

    Leia primeiro o cavaleiro dos sete reinos, é menos e mais fácil de ler, e como é 90 anos antes das cronicas sita dunk e egg em algumas passagens das cronicas

  • Flavio Kilers

    e quem será o mãso frias, vi uma resenha falando que ia falar do mãos frias quando era vivo

  • João Nolasco

    Não consegui entender muito os Targaryen, são muitos nomes parecidos e não consegui captar quem morreu no primeiro torneio de Dunk e quem era o revolto que Osgrey apoiou… alguem poderia me explicar?

  • Stenio Camara

    querendo tirar teu credito pow…rsrsr

  • Lucas

    Sou novato no que diz respeito as Crônicas de Gelo e Fogo . Li o Cavaleiro dos Sete Reinos e fiquei um pouco tanto confuso com muitos nomes citados e não entendi algumas passagens do livro , como por
    exemplo o final ( da parte que Egg some em diante ). Eu não entendi , alguém poderia me explicar ?

  • Lucas

    Alguém conhece ‘The hedge knight’ ? É a versão em inglês de ‘Cavaleiros dos Sete Reinos’ ? Vi uns quadrinhos no google imagens semelhantes as narrativas do livro , parecia mangás . Se existe , qual o nome ?

  • Calvin

    Será que um dia Martin confirmará ou negará se Sor Duncan é mesmo ancestral da Brienne? Ou isso permanecerá em aberto?

  • Vinícius Neves Ferraz

    Achei que o livro seria um pouco mais… revelador.

    -SPOILER-
    Falou bem pouquinho de Aemon Targaryen e do Brynden Rivers (supondo que ele é o Corvo de três olhos), que são os únicos que tivemos contato nas Crônicas de Gelo & Fogo.

    Se bem que mostrar um pouco das rebeliões Blackfyre pode ser útil para nos ajudar a entender o que vai acontecer agora com a Daenerys e o suposto filho de Rhaegar T.

  • Hshaisha Hiashashiahs

    qual é a sequencia de todos os livros??

  • Alvaro Vitty

    O Cavaleiro dos Sete Reinos tem somente um livro? Ou tem mais só que não foram lançados em portugues?

  • São apenas esses 3 contos. George ainda pretende lançar outros.

  • Alysson Fonseca

    muito bom…. vale muito a pena!

  • Weberson Rocha

    Bom dia! feliz 2015 a todos que os Ventos do Inverno seja publicado este ano! Agora o seguinte: Esse livro o Cavaleiros dos Sete Reino é muito bom, não podemos deixar de ler.

  • Frances Pires

    pelo livro,sor duncan é pessimo em justas,pode ser por isso e pela idade

  • GUILHERME COLOCERO

    Dunk & Egg são dois personagens extremamente cativantes! A simplicidade do cavaleiro, a devoção do escudeiro e a sabedoria de ambos é tão marcante que facilmente os dois se tornaram meus personagens prediletos de Westeros. Torço para que surjam mais contos sobre esses dois!
    Ah, só mais um adendo. Foi péssimo nas Cronicas de Gelo e Fogo terem traduzido Egg por Ovo quando Meistre Aemon está delirando. Essa mania de ficar traduzindo nomes próprios é ridícula, faz perder o sentido das coisas.

  • GUILHERME COLOCERO

    Barristan começou a justar aos 13, por isso ganhou a alcunha de Barristan o Ousado. Como ele serviu a 5 reis, provavelmente foi da Guarda Real no periodo de Sor Duncan. Esse último deveria ter entre 50 e 60 anos e Barristan menos de 20.

  • GUILHERME COLOCERO

    Leia as Cronicas primeiro.

  • GUILHERME COLOCERO

    Não à toa que nesse livro chamam ele de feiticeiro e dizem que tem mais de mil olhos.