Resenha do conto: As Canções Solitárias de Laren Dorr

EspadaeMagiaCansada e machucada depois de uma batalha travada contra Os Sete, Sharra se encontra nos portões de um antigo planeta, reino e prisão de um solitário cantor condenado a esperar pela chegada dela.

Esta é a sinopse do conto As Canções Solitária de Laren Dorr, história de George R. R. Martin que faz parte do compilado Crônicas de Espada e Magia, da Editora Argonautas (de Porto Alegre) em parceria com a Arte e Letras (de Curitiba). Lá fora o conto é publicado nos volumes 1 de Dreamsongs.

A história é linda! Curta, bem escrita e… triste.  São 22 páginas com citações a um sol violeta, uma religião dos Sete, penhascos de pedras negras, castelos que voam, campanários de gelo, sóis que ardem embaixo d’água e arco-íris que queimam. O conto é doce, romântico e assustador. Mas é romântico no sentido mais precioso da palavra: não gratuito e extremamente lírico. É uma pena que essa história seja tão curta.

Li todos os contos do livro e falo rapidamente sobre cada um deles a seguir. A antologia foi organizada por Cesar Alcázar, e nela foram reunidos contos de autores clássicos do gênero de Espada e Magia, bem como obras de novos escritores, entre brasileiros e estrangeiros. A capa ficou por conta do artista Kekai Kotaki, conhecido por suas ilustrações para diversos livros de fantasia, RPG e para Magic: The Gathering. Compõe o livro:

O VALE DO VERME (Robert E. Howard)
Conto do criador de Conan, mestre na narrativa que conhecemos como ‘espada e magia’ que dá título ao livro. É uma história tridimensional onde temos o personagem James Allison, que no seu leito de morte, nos conta o que viveu em suas vidas passadas como Niord, um guerreiro nórdico.

O SINAL DA FORÇA (Carlos Orsi)
Este conto tem elementos contrários ao de E. Howard. Vemos um guerreiro lutando contra bárbaros de pele branca. A história possui uma interessante crítica social a religião e ao racismo.

A CIDADE DOS SONHAR (Michael Moorcock)
O autor Neil Gaiman vive dizendo que este escritor é uma de suas maiores inspirações. Essa história foi publicada no Brasil previamente em formato HQ como o título de A Cidade dos Sonhos. Nela vemos o personagem Elric, um príncipe albino de Melniboné. Ele está em diversas das histórias do aclamado autor.

A VINGANÇA É PARA TODOS (Thiago Tizzot)
A família de Thiago é dona da editora Arte e Letra, que publica este livro. Thiago é curitibano e é conhecido por ter lançado livro em parceria com John Howe, ilustrador de O Senhor dos Anéis. O conto tem uma premissa muito bacana.

ENCONTRO FATÍDICO EM LANKHMAR (Fritz Leiber)
Esta é a primeira história dos personagens Fafhrd e Rateiro Cinzento, pelos quais Lieber é conhecido. Este é um clássico da fantasia em língua inglesa que também já havia sido publicado aqui no Brasil em quadrinhos. Este é o meu conto preferido do livro.

CAVALOS? (Max Mallmann)
Grata surpresa, o autor brasileiro conhecido por escrever em A Grande Família e Carga Pesada nos apresenta uma fábula esquisita e leve. Muito bom!

CREPÚSCULO DE DOIS SÓIS (Karl Edward Wagner)
Kane, um rei perdido sem sua coroa vagando sozinho no deserto, encontra um gigante. Esse também é um daqueles personagens que o autor de fantasia usa em diversas histórias. Clássico e imperdível.

ANTA DAS VIRGENS (Ana Cristina Rodrigues)
Ponto de vista feminino do livro, a autora brasileira nos apresenta uma Península Ibérica que é povoada por seres fantásticos e pela magia. Abordagem muito interessante e bem escrita. Uma das melhores do livro.

AS CANÇÕES SOLITÁRIAS DE LAREN DORR (George R. R. Martin)
Um dos contos mais bonitos que já li. E ele foi publicado em 1976 originalmente. Martin é mestre em criar atmosferas e em nos fazer sentir tristes.

O BEBEDOR DE ALMAS (Roberto de Sousa Causo)
Este conto também se passa na Península Ibérica, bastante inspirado na história de Portugal. Ansiosa pra conhecer mais o trabalho de Roberto que já publicou muita coisa durante sua carreira.

ONDE MORA A VIRTUDE (Saladin Ahmed)
Fechando o livro, os personagens Adoulla Makhslood e Raseed bas Raseed são protagonistas de uma fantasia com temática árabe.

———————————————————–

Ainda sobre o conto de Martin: Em Portugal, As Solitárias Canções de Laren Dorr foi publicado junto com Dunk & Egg e outras histórias. Gostaria muito que o compilado DreamSongs fosse traduzido e publicado aqui no Brasil. É um jeito mais legal para nós, leitores, colecionarmos as histórias de Martin. A parte boa da edição brasileira do conto, é que podemos conhecer outros autores. Livro muito bom, pessoal! Recomendamos fortemente! Uma ótima mistura de histórias clássicas ao estilo ‘Conan’, histórias de autores brasileiros e um convite para os fãs de fantasia conhecerem personagens obrigatórios.

Livro: As Crônicas de Espada e Magia
Tradução: Gabriel Oliva Brum e Cesar Alcázar
Arte: Kekai Kotaki
Editora: Arte e Letra e Argonautas
Páginas: 344 (o conto de Martin tem 22).
Preço: R$ 39,90 no site da editora
            R$49,90 na Saraiva
R$49,90 na livraria Folha.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Eu li esse conto na versão Portuguesa, muito bom!
    Valeu pela resenha Ana! =D

  • Édipo Pereira

    Muito legal esse livro, o conto do Martin é o mais tocante, se você comparar a escrita com os outros fica nitida a diferença (e a superioridade).

  • Keila Sparrow

    Li esse conto hoje!! Fiquei tão triste… É uma história linda!!

  • Diego Alvarez

    Não sabia da existência desse livro e fiquei bastante interessado. Parece ter muita coisa boa.

  • José Luiz Borsatto Junior

    Esse conto é uma das coisas mais profundas que li. Bastou terminar de ler para sentir saudades.

  • Messinho’

    Esse conto é lindo – pulei todos os outros pra ler ele mas agora fiquei interessado.