História e Tradição: a Rebelião Blackfyre

A expectativa de George R. R. Martin é de escrever As Crônicas de Gelo e Fogo em sete livros, mas se ele pretendesse contar toda a história da família Targaryen em detalhes, certamente haveria potencial para mais uns sete livros pela frente ou quem sabe até uma nova série da HBO. A rebelião Blackfyre foi a segunda guerra civil de Westeros, sendo considerada a segunda maior ameaça à Casa Targaryen. Consistiu numa disputa dinástica entre os filhos do Rei Aegon, o Indigno e opôs os Targaryen à recém fundada Casa Blackfyre.

Casa Blackfyre

Casa Blackfyre por ~siriuscrane

ATENÇÃO: esse post contém spoilers dos livros que compõem a saga “Tales of Dunk and Egg”, ainda não publicados no Brasil.

A CASA BLACKFYRE

Casa Blackfyre foi uma casa nobre extinta das Terras da Coroa, foi uma ramificação da Casa Targaryen, fundada por Daemon Blackfyre, o bastardo legitimizado do Rei Aegon IV Targaryen. A Casa Blackfyre foi nomeada por causa da espada do mesmo nome. Seu brasão é um dragão de três cabeças preto, soprando fogo com o fundo vermelho. O brasão dos Targaryen tem as cores ao contrárias. Seu lema é desconhecido. A história da Casa Blackfyre é contada em parte nos livros The Sworn Sword The Mistery Knight que fazem parte das aventuras de Dunk e Egg (Tales of Dunk and Eggainda não publicados no Brasil.

O Rei Aegon IV legitimou todos os seus bastardos em seu leito de morte, colocando-os atrás de seu filho legítimo para a sucessão ao Trono de Ferro. De nascimento elevado, ficaram conhecidos como os Grandes Bastardos: Daemon BlackfyreAegor Rivers, conhecido como Açamargo, Brynden Rivers, o Corvo de Sangue, e Shiera Seastar.

OS BASTARDOS DE AEGON IV

Daemon era alto e poderoso, possuía fortes traços Targaryen, com profundos olhos violeta e cabelos ouro-prateados, longos até seus ombros. Estava sempre com a barba cortada rente ao rosto. Com uma beleza quase sobre-humana, Daemon, em cada centímetro, se portava como um guerreiro, e muitos pensavam que ele possuía fortes semelhanças com retratos de Aegon I. Daemon amadureceu e se tornou um homem de considerável charme e força, dominando todas as armas de um campo de batalha, mas com uma espada na mão, dizia-se que lutava como o próprio Guerreiro. Ganhava facilmente amigos, e mulheres eram atraídas por ele. Daemon foi criado na Fortaleza Vermelha, e educado em armas pelo Sor Quentyn Ball, o mestre-de-armas do castelo. A identidade de seu pai foi mantida em segredo até seu aniversário de doze anos, quando Daemon destacou-se num torneio ao derrotar diversos outros escudeiros. Após, seu pai, Aegon IV, já Rei à época, o reconheceu Daemon como seu filho bastardo e o presenteou com Blackfyre, espada de aço Valiriano dos Reis Targaryen.

Lorde Brynden Rivers, chamado de Corvo de Sangue, foi um Grande Bastardo legitimizado do Rei Aegon IV e Mylessa Blackwood, sua sexta amante. Seu brasão pessoal é um dragão branco com olhos vermelhos, liberando uma chama vermelha pelas ventas, num campo negro. Shiera Seastar, outra bastarda de Aegon IV, foi sua amante. Seu meio-irmão Açamargo também desejava Shiera, o que fez aumentar a inimizade entre os dois. Acreditava-se que Brynden era um feiticeiro.

Brynden "Corvo de Sangue" Rivers

Brynden “Corvo de Sangue” Rivers por ~acazigot

Sor Aegor Rivers, por vezes chamado de Açamargo, foi um renomado guerreiro e um dos Grandes Bastardos de Aegon, o Indigno. Sua mãe foi Barba da Casa Bracken. Em seu brasão pessoal ele combinou o brasão de seus pais: o garanhão vermelho Bracken com asas negras de dragão da Casa Blackfyre, em um campo dourado. Aegor foi nervoso por toda sua vida, mas reservava um ódio especial contra seu meio-irmão Brynden Rivers, cuja mãe, Mylessa Blackwood, havia substituído a sua própria como a favorita de seu pai, o Rei Aegon IV. Aegor passou a odiar Corvo de Sangue ainda mais quando Shiera Seastar, meia-irmã de ambos, escolheu Brynden em seu lugar.

Brynden "Corvo de Sangue" Rivers vs Aegor "Açamargo" Rivers

Brynden “Corvo de Sangue” Rivers vs Aegor “Açamargo” Rivers by ~acazigot.

Shiera Seastar foi a última dos Grandes Bastardos de Aegon, o Indigno. Shiera era famosa por uma beleza sedutora, com longos cabelos prateados dos Targaryen, e um rosto em forma de coração. Ela era uma grande leitora, mesmo em uma idade precoce, falava muitas línguas, e tinha uma grande e misteriosa biblioteca, ela também tinha a fama de ser habilidosa nas artes das trevas como sua mãe.

Shiera Seastar

Shiera Seastar por ~Amoka ©

A REBELIÃO

Após a morte de Aegon, Daeron II herdou o Trono de Ferro, mas seu direito foi contestado por seu irmão Daemon. A contestação foi sustentada por velhos boatos que afirmavam que Daeron não era filho de Aegon e sim de Sor Aemon Targaryen, o Cavaleiro Dragão. Também havia o fato de a antiga espada Targaryen, a Blackfyre, ter sido dada a Daemon por Aegon, o que fazia muitos dizerem que Aegon IV realmente queria que o filho bastardo o sucedesse.

Após uma década de tensão acumulada, a guerra aberta irrompeu. O motivo imediato foi a fúria de Daemon contra seu irmão, Daeron, porque este entregou a mão da Princesa Daenerys ao Príncipe Maron Martell para firmar a aliança com Dorne. Dizia-se que Daemon a amava, e ela a ele, então ele se levantou em rebelião quando ela foi negada a ele por Daeron. Daeron enviou a Guarda Real para prender o irmão bastardo, mas ele escapou com a ajuda de Sor Quentyn Ball, o mestre-de-armas da Fortaleza Vermelha. Blackfyre reuniu um grande exército para se opôr ao Rei e conseguiu o apoio de Aegor Rivers, o Açamargo, outro dos Grandes Bastardos. Brynden Rivers, o Corvo de Sangue, por sua vez, apoiou Daeron e venceu a política de apaziguamento de Baelor Quebralanças. Daemon começou a cunhar sua própria moeda.

Intensos combates eclodiram durante o ano, ocorrendo principalmente nas Terras Fluviais. Sor Quentyn Ball venceu Lorde Lefford e Lorde Damon Lannister. Também matou todos os filhos da Senhora Penrose, exceto os mais jovens. Ele mesmo foi morto por um arqueiro pouco antes da Batalha do Campo do Capim Vermelho.

A BATALHA DO CAMPO DO CAPIM VERMELHO

Batalha do Campo do Capim Vermelho foi a maior batalha da Rebelião Blackfyre, encerrando-a e confirmando o reinado de Daeron II Targaryen sobre os Sete Reinos.

Os dois exércitos colidiram num campo sem nome. Daemon estava imbatível naquele dia, destruindo a vanguarda do Lorde Arryn, matando Wyl Waynwood e o Cavaleiro das Nove Estrelas antes de encontrar Sor Gwayne Corbray da Guarda Real; ocorreu um grande combate entre duas espadas de aço valiriano – Blackfyre e Senhora Desespero; Daemon levou a melhor, ferindo gravemente e cegando seu oponente. Daemon fez uma pausa, para garantir que Sor Gwayne não sofresse mais ferimentos, e ordenou que Presa Vermelha carregasse-o até os meistres na retaguarda.

Neste momento, Corvo de Sangue e sua companhia, os Dentes do Corvo,  assegurando uma posição mais alta, cobriram a posição de Daemon com flechas. Corvo de Sangue avistou a bandeira de Daemon e matou o mais velho de seus filhos gêmeos, Aegon, sabendo que ele nunca deixaria seu filho morto no campo, e então perfurou Daemon com sete flechas, matando-o. O gêmeo mais novo, Aemon, tomou a espada Blackfyre quando seu pai caiu, e Corvo de Sangue também o matou.

Daemon Blackyfire e um de seus filhos mortos na Batalha do Campo do Capim Vermelho.

Daemon Blackyfire e  seu filho Aegon na Batalha do Campo do Capim Vermelho.

Com seus líderes caídos, os rebeldes quebraram, até que Açamargo, que havia comandado o flanco no começo da batalha, conseguiu transformar a fuga num ataque ao inimigo, e pessoalmente travou um grande confronto contra Corvo de Sangue, tirando seu olho durante a luta, que só não foi maior do que aquela entre Daemon e Corbray. Neste ponto, o Príncipe Baelor Quebralanças atacou a retaguarda rebelde com uma tropa das Terras da Tempestade e Dorneses, destruindo as linhas e terminando com a batalha, enquanto Maekar liderou o resto das forças para destruir os rebeldes restantes entre eles.

Dez mil homens morreram naquele que ficaria conhecido como o Campo do Capim Vermelho, presumivelmente por todo o sangue derramado. Daemon Blackfyre e seus dois filhos gêmeos mais velhos, Aegon e Aemon, morreram na batalha, efetivamente acabando com a rebelião e confirmado o reinado de Daeron II sobre os Sete Reinos. Açamargo, entretanto, fugiu para as Cidades Livres com vários outros, incluindo 5 filhos de Daemon), e muitos outros Blackfyre continuariam a perturbar a dinastia Targaryen, até que o último deles, Maelys o Monstruoso fosse morto nos Degraus, durante a Guerra dos Reis de Nove Moedas.

Daemon Blackyfire na Batalha do Campo do Capim Vermelho.

Daemon Blackyfire na Batalha do Campo do Capim Vermelho. (The Hedge Knight)

APÓS A REBELIÃO

No fim, a rebelião falhou e Daemon e os filhos pereceram no Campo do Capim Vermelho. Seus filhos sobreviventes fugiram para as Cidades Livres com alguns aliados.  Açamargo conseguiu recuperar a espada Blackfyre, levando-a para o exílio com os filhos de Daemon. Ele serviu durante um ano com os Segundos Filhos, antes de sair para criar uma famosa organização mercenária, a Companhia Dourada, com o objetivo de manter unidos os apoiantes da Casa Blackfyre, pois os outros lordes exilados começavam a juntar-se a outras companhias mercenárias. Apesar da notória falta de confiabilidade dos mercenários, a Companhia Dourada tem a reputação de nunca ter quebrado um contrato. Uma homenagem ao fundador pode ser encontrado no lema da Companhia: “Sob o ouro, o aço amargo”. 

Sugere-se que a batalha poderia ter tido outro resultado se Daemon não tivesse sido detido pelo Sor Gwayne; Daemon poderia ter quebrado o flanco esquerdo de Maekar antes da chegada de Corvo de Sangue e de Baelor. Então, com a Mão morta e a estrada até Porto Real livre, os Blackfyre teriam pequena resistência.

A Primeira Rebelião Blackfyre pereceu na Batalha do Campo do Capim Vermelho em sangue e glória. A Segunda Rebelião terminou com um choramingar. Trecho de ‘The Mystery Knight’

A SEGUNDA REBELIÃO BLACKFYRE

Segunda Rebelião Blackfyre ocorreu em 212DD. Começou em Alvasparedes, depois do torneio que ocorrera no local. Ali, o cavaleiro andante conhecido como John, o Violinista, foi revelado como Daemon II Blackfyre.

O casamento de Lorde Ambrose Butterwell com a filha de Lorde Frey foi usado para reunir aqueles que haviam se juntado à Casa Blackfyre em sua primeira rebelião, junto com os que se ressentiam com o governo de Corvo de Sangue. A maioria dos que haviam lutado pelo Dragão Negro na Primeira Rebelião Blackfyre tinham seus herdeiros como reféns, mas muitos destes haviam morrido na Grande Praga da Primavera, o que abriu caminho para que eles pudessem agir uma vez mais.

Os organizadores, principalmente Sor Tommard Heddle e Lorde Gormon Peake, convenceram Lorde Butterwell a oferecer seu valioso ovo de dragão como prêmio ao vencedor do torneio, e tentaram manipular a competição para que Daemon pudesse vencer. A conspiração falhou devido à intervenção de Sor Duncan, o Alto e as façanhas de Sor Glendon Flowers com uma lança de torneio.

O ovo de dragão foi roubado e Sor Glendon foi acusado e jogado na prisão. Entretanto, Sor Duncan matou Sor Tommard em um combate singular e revelou que o ovo que havia sido “encontrado” na bagagem de Sor Glendon era uma pedra pintada, sendo que o verdadeiro ovo continuava desaparecido. Daemon estava inseguro e não sabia em quem acreditar, de modo que concedeu um julgamento por justa a Sor Glendon que derrubou o Blackfyre na primeira investida.

Chegaram notícias de que Lorde Corvo de Sangue marchava contra o castelo com três cavaleiros da Guarda Real, seus Dentes de Corvo e vários lordes, como os chefes das Casas Hayford,Blackwood e Lothston, que juntaram suas forças às dele. Daemon tentou incitar seus aliados para que lutassem até a morte, mas os guerreiros se recusaram a lutar por um líder tão fraco, que sequer portava a Blackfyre. Daemon então se apresentou a Corvo de Sangue e o desafiou a um combate singular. A Mão do Rei se negou e o tomou como prisioneiro, pondo fim à Segunda Rebelião.

Lorde Butterwell manteve apenas um décimo de sua fortuna, e Alvasparedes foi tomada pelo Trono de Ferro. Sor Tommard Heddle morreu nas mãos de Sor Duncan e Lorde Gormon Peake foi executado por sua participação na rebelião, assim como alguns outros.

Daemon foi mantido como prisioneiro por Corvo de Sangue para impedir que Açamargo coroasse outro dos filhos de Daemon Blackfyre.

TEORIAS

De acordo com Illyrio Mopatis, os Blackfyre foram extintos pela linha masculina quando Sor Barristan matou Maelys Blackfyre. O que aconteceu com a linhagem feminina é desconhecido, o que permite levantar a hipótese de que ainda existam descendentes Blackfyre em Essos.

Alguns acontecimentos descritos em A Dança dos Dragões evidenciam ainda mais a importância histórica das rebeliões Blackfyre e dos membros desta casa, levando a crer que alguns dos seus descendentes possam estar tramando o retorno da Casa Blackfyre. O que mostra que é imprescindível conhecer o background histórico da Casa Targaryen a fim de compreender os acontecimentos de todos os livros.

As teorias envolvendo os descendentes Blackfyre e o que poderá acontecer, caso essas teorias sejam verdadeiras, serão abordadas em outra ocasião.

Fonte: http://wiki.gameofthronesbr.com

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Rodolfo Junio

    Finalmente consegui entender a Rebelião Blackfyre!! Já tava cansado de ver teorias sobre eles e não conhecê-los, ótimo post!!!

  • Rodolfo verifique sempre a wiki! 🙂

  • DemetrioSnow

    Alguém tem um link para comprar aquela HQ da Marvel !?

    Eu preciso dela!

  • Bill T.Prefect

    Ótimo Post !

  • jorge_lito

    Muito bom Lidiany…
    Tirou várias dúvidas que eu tinha…
    Parabéns e obrigado…

  • Messinho’

    Obrigado ao pessoal do site por me fazer entender um pouco mais. E é por histórias como essa que dá vontade de ler e reler e reler e reler os livros.

  • Por nada, o bom é saber que vcs curtiram! =D

  • Nós que agradecemos, o bom é saber que vcs curtiram! ^^

  • Tem links por ai sim, aq a gente não divulga =(

  • Maluco

    Tá, e o que aconteceu com o ovo do dragão?

  • Continua desaparecido…
    =D

  • Maluco

    Talvez esteja com o Gerion. Já pensou, os Lannisters com um dragão?

  • Eduardo Amorim

    ai imagens da HQ são muito show!!!!

  • LadyTargaryen

    Será? Acho que não, acho que os únicos dragões vivos que veremos na história vai ser os três da Daenerys mesmo…

  • Letícia

    Shiera mt linda, n foi atoa q ela virou motivo de briga rs

  • Junior Carvalho

    A espada Blackfyre não se tem mas noticias dela, sera que continua na posse da Compania Dourada?

  • Junior Carvalho

    *Companhia Dourada

  • Zélia Pamplona

    Lorde Bloodraven <3 Não consigo não achá-lo foda demais! Dos personagens "a parte", que aparecem em uma história mais distante do presente dos livros, ele é meu favorito!
    Muito foda a postagem! <3 Brynden! Brynden! Brynden! <3

  • Já li em algum lugar uma tentativa de rastrear os ovos de Daenerys. Existem teorias também sobre a possibilidade de outros ovos, vou verificar se consigo encontrar novamente.

  • Após a última rebelião o paradeiro é desconhecido.

  • Maluco

    Eu só lembro de um que o Euron tinha. Dá um post interessante Lidi, rs

  • leoff

    Tinha lido alguém (Elio Garcia?) dizer que o ovo do The Mistery Knight lembrava demais o do Viserion.

  • Depois de ler o Game of thrones por dentro da série da HBO, que fala sobre
    esse trecho dos Targaryen, eu fiquei com muuuitas dúvidas a respeito de muitas coisas. Obrigada por postarem isso, tirou um bocado de duvida que eu tinha!

  • Para tirar mais dúvidas visite a wiki Laís! =D

  • LadyTargaryen

    Ótimo! Posta mesmo pq esse assunto é muito interessante…

  • DemetrioSnow

    D =

  • Calvin

    Alguns especulam que ela estaria naquele baú que Illyrio enviou para “Aegon” no livro 5, mas por enquanto ainda não se tem certeza de nada.

  • Calvin

    Pode não significar nada, mas acho que é muito sugestivo que a Casa Blackfyre tenha sido citada pela serie, e ainda na primeira temporada (apesar de brevemente); afinal de contas ela supostamente está “extinta” deveria ser uma mera curiosidade que nada é relevante para o enredo principal, não há motivo para os produtores fazerem isso. Claro, também não há motivo para não fazerem, portanto como eu disse pode ser algo sem significado nenhum.

  • Tiago Muniz

    mesma duvida, reli os livros atras de um desses mistérios

  • Felipe Lobato

    O do Lorde Butterwell? O Bloodraven roubou.

  • Gustavo Cardoso

    Sempre escrevendo muito bem. Ótima matéria minha conterrânea Lidiany.

  • Marisete

    Acho que George não conseguirá encerrar a história em sete livros…Dois livros não conseguirão solucionar toda trama,principalmente levando em consideração o surgimento contínuo de novos fatos que só fazem ampliar os problemas e o número de perguntas ainda sem respostas .

  • tundra

    Se o bloodraven roubou ainda está com ele? Então ele dá o ovo para o Bran, Bran (ou o Jon, já que ele “é” um Targaryen e fica mais plausível um dragão “acordar” outro. Só que então ele teria de dar um jeito de achar o ovo) faz o ritual inverso do da Daenerys para acordar os drãgoes (agora com gelo ao invés de fogo) e nasce um dragão de gelo.

    Eu me lembro em um capitulo do Jon quando ele diz que a Velha Ama costumava contar histórias sobre um dragão de gelo.

    Existe também uma teoria que diz que possa existir um dragão sob Winterfell. E se esse tal dragão fosse de gelo?

    Improvável, mas não custa sonhar.

  • Felipe Lobato

    Bem improvável. Bloodraven ficou nas masmorras da Fortaleza Vermelha durante todo o reinado de Maekar I e teve seus bens confiscados. Duvido que o ovo tenha sido deixado com ele.

  • Marcelo Câmara

    Acredito que o falso Aegon (o dragão do pantomimeiro, Varys), o jovem Griff pode representar a frase de que o dragão tem 3 cabeças, justamente por ser um descendente da casa blackfire, simbolizada por um dragão de 3 cabeças.
    Atentem ainda para a seguinte frase: Logo virá a égua descorada (representa a morte, a doença que acometeu e matou Drogo) e, depois dela, os
    outros. A lula gigante (Victarion) e a chama escura (Açoamargo-blackfire), o leão (Tyrion) e o grifo (Jon Connington), o filho do
    sol (Martell, que foi morto pelo fogo do dragão) e o dragão do pantomineiro (jovem Griff). Não acredite neles.
    Essa frase pode significar que a chama negra mencionada pode ser representada por Açoamargo, Aegor Rivers, outro descendente da casa blackfire (fogo negro/chama negra), que, se eu não estou enganado, também estava indo ao encontro de Daenerys.

  • Marcelo Câmara

    E ainda: e se a Luminífera for a espada Targaryen, a Blackfyre (fogo negro/espada de fogo), e posteriormente presenteada a Jon Snow?

  • Marcelo Câmara

    e qual o paradeiro desse Corvo de Sangue?seria ele Euron Greyjoy, o olho de corvo?

  • Tiago Delgado

    Não, ele não é Euron Greyjoy. O Corvo de Sangue viveu cerca de cem anos antes do início das crônicas de gelo e fogo. Já tá morto e enterrado a tempo.

  • Daniel Batista

    ei, esse corvo de sanue… ele poderia ser o corvo de tres olhos? ele era feiticeiro, perdeu um olho e se chamava brynden

  • Laercio vilanova

    ele é o corvo de três olhos.

  • Hanna Skarlety

    Ele também era considerado um mago e mestre dos sussurros. Seria plausível que conseguisse esconder ou manter próximo a si um ovo de dragão.

  • SMS Água Boa

    Viajou cara…Açoamargo morreu a muito tempo,o que restou dele foi apenas o crânio banhado a ouro que esta sob posse da Golden Company..
    A chama negra da qual fala a profecia se refere ao sacerdote do fogo Moqorro(que possívelmente é uma identidade do meistre Marwyn)