Unboxing e Review: Coleção Pocket de As Crônicas de Gelo e Fogo (Leya)

UPDATE: Pessoal a parte em vídeo da resenha tem um errinho: na verdade os livros podem SIM ser vendidos separadamente, uma vez que cada um deles possui seu próprio código de barras. Muito obrigada pela dica, Gildo Cravo.

Muitas pessoas nos perguntam diariamente se vale a pena comprar o box pocket de colecionador que a Leya colocou à venda em todo o brasil em novembro passado. Se você é uma das pessoas que já se fez essa pergunta, entenda algo importantíssimo: o box é de colecionador. Ele foi feito como artigo de coleção, logo, sua utilidade é subjetiva. Não adianta muito ficar pedindo opinião de 3ºs nesse caso. Quando um artigo é de colecionador, a coisa mais sensata a se fazer é visitar a loja (no caso livraria), e ver o objeto desejado com os seus próprios olhos. Estamos falando, inclusive, de um box que basicamente está abarrotado nos estoques de todas as livrarias do nosso país.

Dito isso, mesmo assim, é de bom tom trazer pra vocês nossa sincera opinião sobre. Falamos a seguir todos os pontos fortes e fracos de se adquirir a versão de bolso de as Crônicas de Gelo e Fogo.
Considerações que deixamos de fora do vídeo:
1) Tem muita gente inclusive que acha que essa é uma versão resumida da história do R. R. Martin. Pois é. Publicar o resumo da história seria o maior desrespeito com a obra. A graça da escrita do velho Martin está justamente em cada capítulo enrolado, em cada descrição infinita de famílias que não importam, em cada monólogo de beira de estrada. A diagramação dos formatos pocket são inteligentes e sim, está tudo ali. Eu sei que pra muita gente isso é mais do que óbvio, mas é legal sanar todas as dúvidas das pessoas, por mais estranhas que elas sejam.
2) As folhas da edição desse box são bem branquinhas e finas, a fonte não é pornograficamente pequena, a leitura flui bem gostosa. Os mapas são maiores do que o da versão americana, a caixa é muito mais bonita e duas vezes mais resistente.
3) Versões econômicas no entanto são sempre (SEMPRE) mais frágeis. Você só vai conservar seu livro intacto se usá-lo como objeto de decoração apenas.
4) A grande maioria dos pockets está sendo vendida com qualidade integral. Alguns leitores no entanto nos informaram que alguns volumes do livro “A Guerra dos Tronos” veio com defeito de impressão (a clássica novela das páginas trocadas). É importante que você verifique todos os seus livros assim que adquiri-los e, em caso de defeito, entrar em contato imediatamente com a editora.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Tamires

    Já tenho os livros, apesar de achar isso aí lindo, vou esperar sairem todos, pra comprar um lindo box fechado completíssimo!

  • Júlia Rizza

    Pela minha experiência, os livros americanos são mais frágeis mesmo. As capas e as próprias páginas são bem mais finas e desmancham facilmente. Meu livro O Hobbit, que comprei há um mês e só li uma vez, já está se desfazendo aos pedaços, não me pergunte porquê, pois sou muito cuidadosa com os livros que tenho.
    Geralmente, quando são lançados no Brasil, usam materiais mais resistentes e que não tornam tão difícil conservar um livro das traças 😀 rs

  • Laís Barcelos

    A versão que eu tenho é a de “colecionador” (também não concordo com o termo já que é basicamente vendida em todo lugar e a saga não está completa) porque realmente sai muito mais em conta. Todo mundo que vê pergunta “nossa, mas tem tudo aí mesmo?” ou “a letra deve ser minúscula, né?”. Sim, a história está toda lá e não, a letra não é minúscula. Na verdade, eu achei que a leitura fluiu muito mais com essa edição e também porque escolhi esses para serem meus livros de guerra -carregar na mochila, sol e chuva – por ser melhor de manusear. Porém, quando a saga estiver completa e aparecer uma verdadeira edição de colecionador, ela vai ser protegida por toda a guarda real na minha estante.

  • Caio

    A minha versão pocket que é a primeira edição de 2012 veio com alguns erros de port e tradução/interpretação, mas não prejudicou a leitura.