‘The Mary Sue’ entrevista Bryan Cogman

O site The Mary Sue realizou uma entrevista com o roteirista da série Bryan Cogman. Nessa entrevista foram discutidos alguns pontos interessantes como as adaptações da série, os personagens favoritos de Bryan e o livro “Inside’s HBO Game of Thrones”.
Bryan Cogman
The Mary Sue: Bryan, muito obrigado por conseguir um tempo na sua agenda para conversar com a gente. Nós realmente apreciamos isso. Primeiro, “Inside HBO’s Game of Thrones” é um livro maravilhoso, você tinha um material lindo para trabalhar. Qual foi a sua parte favorita ao juntar a história e o que foi mais difícil?
Bryan Cogman: Muito obrigado, eu estou feliz que você tenha gostado. Sim, foi um excelente trabalho com o pessoal da Chronicle Books montando o livro. E, você está certa, era embaraçosa a riqueza de material que tínhamos para trabalhar – nós tivemos milhares de fotografias para pesquisar, a grande maioria das quais foram tiradas por Helen Sloan, nossa talentosa fotógrafa.
Eu acho que a minha parte favorita de colocar tudo junto foi ligar um por um, nosso elenco e equipe. É claro, eu trabalho com eles todos os dias, mas foi bom sentar e se envolver com eles sobre seus sentimentos e memórias sobre a série. A parte mais difícil foi certamente as limitações de tempo – eu só tive alguns meses para fazer tudo e eu estava trabalhando em Belfast no meio da filmagem da segunda temporada.
TMS: Eu me lembro quando ouvi pela primeira vez sobre a HBO transformar os livros de George RR Martin em uma série e eu pensei, “Não há nenhuma maneira  deles conseguirem colocar tudo dentro da série” E, obviamente, eles não podem, mas este livro mostra aos fãs muito mais do que eles nunca seriam capazes de ver em um filme. Está feliz por isso? Há algo em especial que fez você feliz pelos espectadores poderem ver?

BC: Se fosse um filme (a proposta enviada para o meu chefe, David Benioff) teria destruído a história. Os principais personagens e enredos provavelmente teriam sido descartados. Eu sei que alguns fãs duros de matar do livro estão chateados que, digamos, Jeyne Poole tenha sumido – mas como eles teriam gostado de uma versão da história em que Daenerys teria sido omitida? Ou metade das crianças Stark? Ou o enredo todo de Jon Snow? Isso é o que uma versão cinematográfica teria sido. Quando David leu esses livros, ele soube que tinha de ser uma série de TV e ele trouxe Dan [D. B. Weiss] a bordo e o plano começou a partir de então.
Imagem do livro/Reprodução
TMS: Quem é seu personagem favorito na série e, se você tem uma resposta diferente, quem é seu personagem favorito para escrever? Há um favorito diferente dos livros?
BC: Muito difícil escolher – Eu tenho vivido com eles por tanto tempo, tenho grande carinho por todos eles (e os atores que retratam eles). Eu tive um grande momento ao escrever Theon na 2 ª temporada e eu realmente gostei de escrever Jaime na 3 ª temporada. E eu sempre gosto de escrever as crianças. Há um personagem que eu amo dos livros – Aeron Cabelo-Molhado, que não vimos na série ainda, mas seria divertido conseguir um espaço para ele. Vamos ver.
TMS: Inevitavelmente, em adaptações, partes ou enredos inteiros são alterados para melhorar a história, mas às vezes sentimos como se as mudanças fossem arbitrárias ao ponto que os fãs hardcore perguntam por que essas mudanças foram feitas em primeiro lugar. É claro que há as mudanças simples, como Asha/Osha que foram feitas de modo a não confundir o público, mas então você tem tempo para as ações de Daenerys em Qarth que foram alterados de forma significativa em relação ao romance. Você já pensou como os fãs vão reagir a essas mudanças?
BC: Com todo o respeito aos fãs, nunca há uma única alteração neste programa que seja “arbitrária”. Toda mudança é debatida e discutida em profundidade e há sempre um bom motivo – seja criativo, orçamental, etc D & D [Benioff e Weiss] tomam decisões na adaptação com base no que é melhor para a série. Claro, eu adoro que todos amem cada pedaço da série, mas você não pode agradar a todos o tempo todo.
Imagem do livro/Reprodução
TMS: A Mary Sue é um site de cultura geek para garotas e tivemos muitas discussões acaloradas sobre as mulheres que habitam o mundo de Game of Thrones, a sua força, como elas são tratados, o poder que detêm, etc Nós provavelmente poderíamos ter uma grande discussão sobre isso, mas como você vê as mulheres de Game of Thrones?
BC: Hmmm … Receio que esta resposta vai decepcioná-la, mas eu realmente não as vejo de forma diferente dos personagens masculinos – Eu vejo todos como fascinantes, multi-camadas, personagens dinâmicos de escrever, todos os quais são interpretados por atores de mais alta habilidade. George fez um trabalho brilhante concebendo-os e estabelecendo seus lugares no mundo, seus desejos e necessidades, as suas falhas … Eu apenas tento servir e deixar maiores análises para os críticos.

Entrevista original: The Mary Sue interviews Game Of Thrones writer Bryan Cogman

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados