Lendo “O Festim dos Corvos” junto com “A Dança dos Dragões”

o-festim-dos-corvos-a-danca-dos-dragoes-as-crnicas-de-ge_MLB-F-4539444039_062013Caso já tenha lido essa postagem, clique aqui para abrir o documento com a ordem dos capítulos.

Como a maioria de vocês deve saber os livros 4 e 5, O Festim dos CorvosA Dança do Dragões tem uma peculiaridade que os diferencia dos demais livros da saga.

Nesta matéria especial publicada antes do lançamento do livro 5 no Brasil, explicamos que Martin organizou os livros com uma divisão entre personagens (por regiões). Assim, uma grande parte dos personagens desaparecem desde Tormenta e só reaparecem em Dança. Em O Festim nós temos apenas personagens do  Sul dos Sete Reinos, das Ilhas de Ferro e Dorne, enquanto em Dança nós temos os  habitantes do Norte e do outro lado do mar estreito.

Essa divisão aconteceu devido a uma série de fatores:

A Dança dos Dragões seria, originalmente, o quarto romance da série As Crônicas de Gelo e Fogo, destinado a cobrir grande parte da história. No entanto, durante o processo de escrita, GRRM percebeu que, para preencher esta lacuna, ele estava criando uma dependência excessiva de flashbacks; depois de algum tempo de trabalho, o autor decidiu abandonar o que já havia sido escrito e recomeçar, desta vez iniciando imediatamente após o final do terceiro livro, A Tormenta de Espadas. A obra foi então  renomeada, passando a se chamar O Festim Dos Corvos — A Dança dos Dragões passou a ser, então, o quinto romance da saga. Mesmo assim, o manuscrito do quarto livro tornou-se grande demais para ser publicado em um único volume; ao invés de simplesmente dividi-lo ao meio e publicá-lo como, essencialmente, O Festim dos Corvos: Parte I e Parte II, Martin decidiu dividir o manuscrito por personagens e localização.
Essa divisão peculiar, possibilita que, caso o leitor tenha interesse, os dois livros sejam organizados de maneira a possibilitar uma leitura paralela dos dois, sem prejuízo algum.
Para isso, basta obter uma organização coerente dos capítulos, de acordo com a linha do tempo da história.

Esta organização dos capítulos foi feita por alguns leitores americanos, com várias opções, como descreve  Sean T. Collins neste post , nós aproveitamos a divisão feita por ele e publicamos aqui neste documento , a ordem dos capítulos com os títulos adotados no Brasil. Sean leu apenas um quarto da combinação dos dois livros, porém ele garante que vale a pena tentar.

 Em todo caso, pela minha experiência de leitura de ambos os livros separadamente, eu recomendo o seguinte método: leia os dois livros na ordem publicada por GRRM, vai ser uma experiência nova e talvez você não goste no final, mas foi assim que ele escreveu. Somente depois de terminar os dois livros, retome a leitura, e desta vez se apegue atentamente a cada detalhe que você pode ter deixado passar despercebido entre a leitura de um volume e outro (ainda estou precisando de tempo pra fazer isso) tenho certeza de que será uma experiência muito mais enriquecedora, principalmente para os aficionados pela obra. Em todo caso, The Winds of Winter ainda deve levar um bom tempo para ser finalizado, por isso teremos todo tempo do mundo para ler e reler os cinco livros várias vezes.
 
Aproveitem a leitura enquanto nos preparamos para os ventos do inverno

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados