George R. R. Martin: para os meus detratores

George RR Martin por Karolina Webb
Nos últimos tempos, sempre que postamos alguma notícia relacionada a George R. R. Martin alguém deixa algum comentário sobre o fato dele não estar escrevendo Os Ventos Inverno rápido o suficiente. A mesma coisa aconteceu com os leitores americanos que esperaram quase cinco anos pelo quinto livro A Dança dos Dragões. Durante esse período como relatamos neste post, os fãs julgaram o velhinho de todas as formas possíveis em relação a demora no lançamento.
Enquanto isso, nós leitores aqui no Brasil tivemos que esperar um curto espaço de tempo entre o lançamento de Festim e Dança, graças a agenda de publicações da editora LeYa. 
Por isso vale a pena ler esse post de George em seu LiveJournal – Not a Blog, de 19 de Fevereiro de 2009, onde ele envia uma mensagem a todos os haters em potencial que o acusam de desperdiçar o tempo (com qualquer coisa) e não escrever. 
(Será que falta pouco pra ele começar a receber emails daqui do Brasil?)

(Se você não é um dos meus detratores, isto não é sobre você. Obrigado por seu apoio).  Eu tenho que admitir, a crescente onda de veneno sobre o atraso de A Dança dos Dragões foi bastante desanimadora. 

Os e-mails, fóruns, blogs, comentários no LJ (livejournal), todo lugar que olho (e um monte de lugares onde eu não vejo), as pessoas parecem estar me atacando, defendendo-me, usando-me como um mau exemplo de uma coisa ou outra, qualquer que seja. Eu posso evitar a maioria das discussões on-line, embora eu regularmente receba e-mails de pessoas ansiosas para apontar a mais recente URL onde A Dança e eu estamos sendo massacrados. Eu posso fazer isso, e eu posso filtrar os comentários trolls aqui no LJ, mas não há como evitar os e-mails.

Alguns de vocês estão revoltados com as miniaturas, as espadas, os bustos de resina, os jogos. Vocês não me querem “perdendo tempo” nessas coisas, ou falando sobre elas aqui. 

Alguns de vocês estão com raiva por que eu assisto futebol durante o outono. Você não me quer “perdendo tempo” na NFL, ou falando sobre isso aqui. 

 Alguns de vocês odeiam meus outros projetos. Você não quer que eu participe da co-edição de WARRIORS ou da antologia Vance ou STAR-CROSSED LOVERS ou qualquer um dos outros projetos que estou fazendo com meu velho amigo Gardner Dozois, e você fica com raiva quando eu posto sobre eles aqui. Por razões que não consigo compreender, as pessoas que odeiam esses projetos parecem odiar Wild Cards ainda mais. Você realmente não me quer trabalhando nisso, “desperdiçando tempo” nisso, e postando sobre isso aqui. 
Alguns de vocês não querem que eu participe de convenções, oficinas, passeios e promoções, ou visitando lugares como Espanha e Portugal (último ano) ou Finlândia (este ano). Mais perda de tempo, quando eu deveria estar em casa trabalhando em A Dança dos Dragões. 
Afinal, como alguns de vocês gostam de apontar em seus e-mails, estou com sessenta anos de idade e gordura, e você não me quer “dando uma de Robert Jordan*” em você e negar-lhe o seu livro. 

 Ok, eu tenho a mensagem. Você não me quer fazendo qualquer coisa exceto As Crônicas de Gelo e Fogo. Ever. (Bem, talvez não haja problema se eu escapar de vez em quando?) Aqui está a minha resposta:

* Robert Jordan é o autor da série The Wheel of Time. Jordan faleceu antes de concluir a história e deixou os direitos e as instruções para que ela fosse concluída por outro autor. Há indícios de que o próprio Martin se inspirou um pouco na saga de Jordan para escrever As Crônicas de Gelo e Fogo.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Pois eu acho que ele bate as botas antes de terminar.E se ele tem um final para saga na cabeça, nunca saberemos.

  • Mas não é só porque ele gosta que não seria trabalhoso ou só faria isso da vida dele. Fora que, digamos que ele tenha muito prazer em escrever e só faça isso do dia inteiro dele, ele tem outros projetos como você pode conferir nas livrarias.