Entrevista: Joe Dempsie (Gendry) para o Access Hollywood

É… a gente já sabe que o Joe Dempsie era um ator bastante assediado na europa devido a sua atuação nas primeiras temporadas da popular série britânica Skins. O que a gente não imaginava é que Gendry, o personagem que ele interpreta em Game of Thrones faria tanto sucesso na TV (é, a gente imaginava sim, mas nas devidas proporções). É claro que Gendry possui certo apelo por ser um famoso bastardo procurado e fiel amigo de uma das personagens preferidas de todo mundo, Arya Stark. O que a gente acha interessante é essa constante vontade dos fãs de colocarem os dois como um casal sem saber se isso rolaria nos livros ou não, além de ansiarem por cenas com o ator sem camisa e etc.

De qualquer forma, assista a entrevista que o Access Hollywood fez com Joe. Aliás… pelos Sete! Que jornalista assanhada! Transcrevemos a tradução pra que tem problemas com o inglês. Enjoy!

Parte 1:



AH:
Por que você acha que ele ainda não descobriu quem ele é? As pessoas o questionam, algo tem que estar acontecendo, porque todo mundo procura por ele?

Joe: Eu acho que… bem… ele tem uma idéia, porque Jon Arryn veio vê-lo quando era mão do rei e acabou morto, e depois com Ned Stark aconteceu o mesmo, e agora ele meio que é um cara procurado. Sim, é meio estranho que ele não esteja curioso, tenho que admitir. Mas é que o mundo dele é tão distante do mundo de um possível filho de um rei… Mas acho que se ele descobrisse, se alguém contasse pra ele, ele ficaria chocado, mas acreditaria.
AH: Ele veria que tudo faz sentido.
Joe: Sim!
AH: Porque tem muita gente procurando por ele e fazendo perguntas…
Joe: É que há pouco a ser explorado sobre sua história e ancestralidade, então é por ele onde tudo começa. Ele nem sabe nada sobre a própria mãe, e é dito na primeira temporada que ele só sabe que ela tinha cabelos amarelos e que costumava cantar pra ele às vezes. Ele não faz ideia de quem seu pai é ou era. Então acho que… ele não sabe o que indagar primeiro. Mas, ele acabará entendendo, quem sabe em breve…
AH: Você leu os livros?
Joe: Não todos.
AH: Então você não sabe disso…
Joe: Eu tô fingindo, pra ficar interessante, é que eu gosto de ser surpreendido.
AH: Ok (risos).
Joe: Acho que, nos livros… eu li os dois primeiros e eu acho que tenho o desejo de ler todos os outros antes de começarmos a fazer a terceira temporada. Mas isso não estou indo muito bem com isso…
AH: É, não vai rolar (risos).
Joe: Eu não sei como será o enredo dele. Eu li o segundo livro e o lance com Gendry nessa série é que, essencialmente, onde quer que Arya vá, Gendry irá também. Então eu sabia que Arya tem muito a ver com isso. Então eu meio que entendi que ah, eu vou ter com quem brincar nesse meio tempo. Mas tem sido bem legal, eu acho que alguns personagens são um pouco distantes na série e você tem que trazer coisas pra fazer esse personagem mais interessante. Não tem como George Martin criar tantos personagens tão profundos e completos, então você meio que tem que completar essas lacunas. E eu acho a coisa mais bacana que David e Dan e os outros roteiristas do programa fazem é deixar você trazer coisas novas e ficam felizes em te envolver e escrever isso.AH: Eu acho que as pessoas gostam desse personagem por causa da relação que ele tem com a Arya, também. Ajudando ela ao longo da história.
Joe: É natural que você goste de um cara que tá ajudando a salvar a vida de uma garotinha…
AH: Mas parece que do jeito que as coisas estão andando, as pessoas estão percebendo que Arya não é um garotinho, e sim uma garotinha.
Joe: Eu acho que o mais bacana desse tipo de relação é que eu não acho que o Gendry… ninguém nunca investiu tanto na confiança dele daquela maneira. Ou deu essa reponsabilidade pra ele de manter um segredo, e tão grande. Então eu acho que rola um respeito verdadeiro entre eles dois. E acho que de certa forma ele a faz lembrar de seus irmão mais velhos, de quem ela sente muita falta.

AH: É interessante como alguns fãs online veem… eu não sei se isso faz parte do livro, ela tem 15 anos e você é bem mais velho, mas eles querem que eles dois comecem um relacionamento, em algum momento, não agora, mas em algum momento.
Joe:  No Twitter me falaram sobre a palavra “shipping”.
AH: Qual palavra?
Joe: “Shipping”. Eles falam “I totally ship Gendry and Arya, OMG”.

AH: É um lance de Twitter, ou… é uma gíria mundial…
Joe: Não, não. É um lance de fangirl do Twitter e quer dizer “eu quero muito que esses dois personagens fiquem juntos”, “eu aprovo esse relacionamento”.
AH: aham.
Joe: Aparentemente nos livros está nas entrelinhas que isso pode vir a acontecer, mas do jeito que fomos escalados para a série, isso não vai acontecer: eu tenho 24 e a Maisie tem 14. Errado. Em vários níveis.
AH: Ah, mas a série continua, e quem sabe nas temporadas 6, 7 e 8 ela terá 18 anos ou mais, não é? Você vai ter 27 anos e ela 18.
Joe: (risos)
AH: Muitos caras de 27 anos ficam com meninas de 18.
Joe: Bom… (risos) Especialmente nessa época.
AH: Especialmente nessa época medieval, especialmente, sim!
Joe: É… uhm… é, vamos ver. Vamos ter que enfrentar isso.

Parte 2:

AH: Acabamos de te mostrar a paródia do SNL com Game of Thrones. O que você achou?
Joe: Achei incrível. Melhor do que a série. (risos). Kit Harington, se você estiver assistindo isso, você tem que assistir esse lance no Saturday Night Live, porque aquele cara, ele poderia ser você.

AH: (risos) Poderia! E você concorda com eles? Com o que eles estão tirando sarro? Por que tem muita nudez na série…
Joe: É, há bastante sexo e nudez. Eu não estou reclamando (risos). Eu acho que faz parte, parte da proposta.

AH: Quando você foi escalado, você teve alguma cláusula no contrato que falava sobre nudez, ou o que você poderia fazer ou não?
Joe: Não… no momento eles tendem a ser muito… como outras séries de TV. Eu não sei muito bem como as coisas são por aqui, mas lá no Reino Unido eles tendem a ser muito “ah, não se preocupe com a nudez até chegar a hora de fazer” e daí um dia você chega no set e eles falam “então, você não se importa de… tirar toda a sua roupa agora?”. Isso não me foi pedido até agora, então…

AH: Você manteve-se vestido, até agora…
Joe: Sim, até agora. Espere mais algumas semanas.
AH: Oh! OK! (risos)

Joe: É completamente gratuito, sabe? Não teve nenhuma dignidade. Eu estou forjando uma espada. No script está escrito que estou forjando uma espada em um calor que cozinha. Belfast em novembro não faz exatamente um calor desses… (risos) então estou meio que forjando uma espada sem camisa embaixo de uma garoa (risos).

AH: Pelo menos você está sem camisa, não sem camisa e sem a parte de baixo…
Joe: É isso seria estranho, empunhar uma espada sem as calças.
AH: Não pra essa série, na verdade (risos).
Joe: Mesmo nesse caso seria ir longe de mais (risos). Não sei, pergunte para David e Dan sobre isso.
AH: Pelo menos você estará “segurando uma espada” de verdade, certo? (risos)
Joe: Pensei que você poderia fazer essa piada… não sabia se faria, mas você fez…
AH: Desculpe! (risos) É que eles não deveriam ter feito essa paródia, eu só peguei a piada e segui com ela, certo?

AH: Então, você está surpreso com a popularidade do seu personagem?
Joe: Ah sim, definitivamente. Eu pensei que você ia perguntar se eu estava surpreso com a popularidade da série… eu ia dizer que “não mesmo”. Mas sim, meu personagem… eu acho que é estranho, porque houveram muitos personagens na primeira temporada, e você fica com a impressão que havia mais por vir. Havia uma história mais profunda a ser contada. Mas, dito isso, Gendry não é particularmente predominante nos livros até agora, então foi meio estranho achar um jeito de interpretá-lo, pessoalmente, então eu eu me baseei no que as pessoas estavam dizendo na internet, eu tenho um amigo que está realmente dentro dos livros, ele ama os livros,  e ele inclusive não aprovou a minha escalação para o papel, ele não achou que fosse pra mim…
AH: Ah é? Porque?
Joe: Mas não era, pra ser honesto. O ponto é que, quando eu fui escalado, a descrição do personagem era “alto, musculoso, com espessos cabelos negros”. Eu não era nada disso na época. Eu meio que senti que poderia pintar o cabelo e ir a academia, mas não poderia fazer algo sobre a minha baixa estatura. Então, pra entrar nessa personagem eu teria que fazer meu próprio lance, o que eu imaginava, porque eu não tinha muita referência, o seu passado e o que o moldou a personalidade dele. Então acho que eu queria fazer dele um cara legal, que possui muitos princípios, mais do que qualquer coisa. Normalmente quem tem muitos princípios se dá bem na televisão, então não é nada tão surpreendente, mas…

AH: Você conquistou o seu amigo?
Joe: Acho que sim. Pra ser honesto não falei com ele sobre isso, tudo o que ele quer saber é se eu posso descolar uns autógrafos nos livros dele.

AH: Entendi. Você é muito diferente pessoalmente…
JOE: Eu me lavei.
AH: Sim! Você se lavou, seu cabelo voltou ao normal. Essa é a sua cor natural?
Joe: Sim, essa é minha cor natural.
AH: E as pessoas te reconhecem na rua?
Joe: Na verdade não, é bem legal.
AH: (risos)
Joe: Eu participei de Skins no Reino Unido, que era algo voltado para os adolescentes, primordialmente. E era muito popular, fiquei surpreso com a popularidade que a série ganhou. E houve um período ali de dois anos que isso aconteceu intensamente, porque os adolescentes, quando te encontram na rua eles querem falar com você.
AH: Sim, quando são fãs eles não tem problemas em mostrar isso e gritar…
Joe: Sim, foi adorável. Muitas pessoas muito legais falando comigo naquela período, e foi um pouco intenso. Então estou muito contente em estar de volta a esse nível… ah, do que eu estou falando? Estou sendo entrevistado pelo Access Hollywood.

AH: Agora no Reino Unido você é mais reconhecido por Game of Thrones do que foi por Skins? Rola a mesma reação dos fãs de Skins?
Joe: Não… não tem a mesma relação do que Skins foi naquela época. No Reino Unido, todo mundo gosta da série, mas ela ainda é uma série de nicho. A Sky Atlantic é o canal que exibe a série… acho que pra ver pela HBO você teria que pagar, então não é todo mundo que paga pra ter a HBO lá. E eu acho que o legal é que agora que eu estou trabalhando nisso as pessoas conhecem melhor o meu trabalho e eu não serei apenas o “Chris de Skins”.

Apesar da falta de conhecimento em relação aos livros a entrevista foi muito bacana. E aí, o que vocês acharam?

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados