Entrevista com Charles Dance

O estimado Charles Dance é bem conhecido por pessoas diferentes, por coisas diferentes. Ele trabalhou com a Royal Shakespeare Company e primeiro ficou famoso por uma mini-série de televisão britânica chamada The Jewel In The Crown . Mas para o público americano, ele é melhor conhecido por seu trabalho em For Your Eyes Only , Alien 3 e O The Last Action Hero. 

Recentemente ele apareceu como doutor Richard Fludd minissérie o Syfy, Neverland . Dr. Fludd é o homem que cria Neverland , e quando outros personagens, incluindo Peter Pan e Capitão Gancho aparecer, começam a arruinar sua utopia pessoal. 


Nessa entrevista ao jornalista Bryan Reesman, Charles fala sobre o seu papel em Neverland, em Underworld: Awakening e é claro, em Game Of Thrones, onde ele interpreta com maestria um dos personagens mais adorados e odiados de Westeros, Lorde Tywin Lannister. Dance faz comentários sobre o que ainda está por vir nas temporadas seguintes da série…

They have my son!


Você está animado sobre Neverland?
Dance como Dr. Fludd em Neverland

Sim, é uma boa série. Duas ou três semanas atrás, Nick Willing, o diretor, me deu seu corte para olhar, e eu acho que ele fez um trabalho realmente bom.

Seu personagem é novo no continuum Peter Pan. Obviamente você não acha uma heresia que haja um novo personagem aqui. Como você reagiu originalmente à prequela?
Eu acho que é uma idéia muito boa, porque Peter Pan voa para Neverland, e você diz, de onde Neverland vem? Esse é realmente o ponto de partida de Nick Willing, e eu interpreto um farmacêutico de 500 anos de idade que fez Neverland aproveitando o poder de dois asteróides. É um conceito muito imaginativo, e eu acho que funciona muito bem. Meu personagem é capaz de voar entre dois mundos. Ele está basicamente tentando criar uma espécie de utopia, em Neverland, e, infelizmente, um monte de gente chega e estraga tudo pra ele, o que é muito triste.


A julgar pelos trailers, parece uma história um pouco mais adulta, particularmente por causa do Capitão Gancho que tem uma amante sexy, uma capitã pirata. Acho que será algo mais vigoroso.
Sim, mas não há nada particularmente gratuito. Como você diz, é talvez um pouco para as crianças mais velhas, se é que as crianças vão estar assistindo.




Há uma nova tendência agora onde autores e cineastas estão reinventando propriedades clássicas ou fornecendo novas reviravoltas para as histórias antigas, como o próximo filme Hansel e Gretel: Witch Hunters, que mostra o que aconteceu aos dois irmãos (João e Maria) depois que eles sobrevivem até a idade adulta
Mas também , se as pessoas tomam liberdades com as histórias e adaptam-nas, é porque é o que nós somos capazes de fazer agora, por causa das técnicas que estão disponíveis para nós, é ter um outro olhar para todas essas histórias de fantasia, porque podemos fazer coisas agora e podemos criar a [sua] realidade na tela. Somos capazes de fazer todos os elementos fantásticos das histórias muito mais críveis, e eu não acho que isso é uma coisa ruim.



Considerando que você tem feito cinema e televisão há quase 40 anos, como você se sente sobre um monte de mudanças tecnológicas têm ocorrido, e você acha que isso afetou a qualidade da atuação, roteiro e direção? Você acha que tem havido demasiada ênfase sobre os efeitos ultimamente?
Eu acho que há um perigo de que, mas, francamente, as pessoas em rede de televisão e estúdios de cinema estão percebendo que há um mercado lá fora – ele é chamado a libra cinza ou o dólar cinza – e eles estão exigindo um produto ou um produto de boas-vindas sempre que vem junto que agrada a eles. Eu acho que de vez em quando é um lembrete útil para as pessoas que existe um público lá fora, que, embora possam apreciar todos os extraordinários avanços que fizemos no filme tecnicamente, ainda acham necessárias histórias sobre as relações humanas. Como o que as pessoas dizem umas às outras, o que as pessoas fazem umas às outras, em um mundo real, em vez de um mundo fantástico.


“White Mischief” de 1987

Mesmo que você tenha agido de uma ampla gama de cinema, televisão e produções teatrais em toda a sua carreira, você é provavelmente melhor conhecido por muitas pessoas nos Estados para o seu trabalho em filmes como Alien 3 , The Last Action Hero e Game Of Thrones. Você está vendo o ressurgimento grande fantasia na Inglaterra do jeito que estamos vendo nos Estados Unidos?
Estou surpreso, porque eu simplesmente não sabia como eram as leituras dos livros de Game Of Thrones , e eles tem muitos seguidores no Canal Sky na Inglaterra. Estou sempre recebendo pessoas que vêm até mim falando sobre Game Of Thrones de uma forma muito complementar, porque eu acho que é muito bem feito, e os valores de produção são surpreendentes. Mas o que eu acho que é bastante bom no caso em questão, é que a qualidade da escrita é tal que todos os personagens – embora eles estejam nesse tipo de fantasia, ficção, mundo pseudo-medieval – parecem ser baseadas em algum tipo de realidade reconhecível, e é atraente para as pessoas do outro lado da tela. É uma espécie de um Lord Of The Rings mais adulto, que é como eu descreveria ele.


Em uma série de TV como Game Of Thrones ou um filme de TV como Neverland, há um monte de tela verde sendo usada. Como isso afeta a realidade dos artistas quando você está lá? Você vê atores mudando a maneira como eles estão interpretando ultimamente?
Não, eu não vejo mudanças no desempenho dos atores, e para mim, enquanto você estiver trabalhando com um diretor que sabe o que está fazendo – que não é sempre o caso – se houver perguntas que eu tenha sobre o local para o qual eu deveria estar olhando ou que eu estou olhando, se você estiver trabalhando com um diretor como Nick Willing, que pode mostrar seu trabalho artístico extraordinário, porque ele faz todo o conceito destes desenhos, então eu entendo o mundo que eu estou fingindo estar dentro. Mas de modo geral, se a escrita é boa e eu levo a sério, faço o meu trabalho corretamente, se estou em uma sala que é pintada de verde ou eu estou em uma sala que é fortemente preparada pela direção de arte, ou na rua, ou na parte traseira de um caminhão, se você está certo dentro de si mesmo, então você vai estar certo dentro do mundo que você está dentro.


…se eu estou em uma sala que é pintada de verde ou eu estou em uma sala que é fortemente preparada pela direção de arte, ou na rua, ou na parte traseira de um caminhão, se você está certo dentro de si mesmo, então você vai estar certo dentro do mundo que você está dentro.


Dada a idade impressionante Dr. Fludd em Neverland , você acha que ele ainda está em contato com sua criança interior?
Há uma qualidade infantil sobre ele. O mundo que ele criou é uma espécie de utopia. Tudo é apenas bonito, cada aspecto dele, e então as pessoas vêm para dentro dele. E nós não somos particularmente bonitos, isso estraga as coisas pra ele. O que às vezes é a história de vida, não é?


É o seu Jardim do Éden.
Exatamente.


Quais são os seus aspectos favoritos do Dr. Fludd ea forma como ele é retratado neste universo?
A confiança que ele tem na bondade das pessoas, certamente, quando você vê Fludd em Neverland.Quando você o vê na Londres vitoriana, não é exatamente a mesma coisa. Este é um personagem que, como todos nós, é composto de diferentes facetas e aspectos diferentes em sua personalidade, mas ele acredita nas pessoas, na bondade da natureza humana.


Como mencionei antes, para muitas pessoas aqui que você é conhecido por trabalhos como Alien 3 ,Game Of Thrones e indo mais para trás, For Your Eyes Only. Você está satisfeito com essa dualidade na sua carreira?
É uma coisa geracional, porque minha estréia como ator foi uma minissérie de televisão chamado The Jewel In The Crown , que não tinha efeitos especiais em que seja. Eu acho que foi ao ar aqui em 1983, e há pessoas ainda a este dia que se reúnem na casa um do outro e vêem 
The Jewel In The Crown nos fins de semana, e assistem a todas as 14 horas.


Na Inglaterra ou nos Estados Unidos também?

Principalmente nos Estados Unidos. Tenho pessoas me parando na rua dizendo agora que eles assistiram The Jewel In The Crown novamente um par de meses atrás, e eu penso, “Maldição, você realmente fez isso?” Então, eu sou conhecido para essa geração por um tipo completamente diferente de trabalho. A audiência dos filmes atuais e da televisão é tão mais jovem,e é por esse tipo de coisa que eu sou mais conhecido pelos personagens um pouco vilões em filmes fantásticos e em séries de televisão, mas tudo bem. É melhor ser bem visto do que ser ignorado na minha profissão.


Com que frequência pessoas o trazem até Mischief Branco?
De vez em quando as pessoas fazem porque era um filme ousado de sua espécie. Ele só teve o azar de estrear ao mesmo tempo que Out Of Africa.



E foi um retrato diferente da África.
Sim, um retrato muito diferente da África, mas foi um filme razoavelmente bem-sucedido. Sempre que eu vejo agora e é exibido na televisão novamente, eu acho que ele superou as barreiras do tempo, o que é sempre uma coisa boa.


Dado o seu extenso corpo de trabalho, existem filmes que você acha que são underrated em seu histórico?
Plenty com Meryl Streep, a adaptação da peça de David Hare. Fiquei satisfeito com meu trabalho no mesmo, e eu pensei que o diretor Fred Schepisi fez um trabalho muito bom dele. Eu fiz um filme no Ártico russo em 1996 em um navio quebra-gelo no Mar de Bering, durante quatro meses. Foi uma espécie de filme biópico sobre Robert Flaherty, o documentarista que fez Nanook Of The North em 1922, que foi o primeiro documentário comercialmente bem sucedido. Esse filme, infelizmente, teve uma distribuição muito limitada. Era um filme muito difícil de fazer, por razões óbvias. Foi chamado Kabloonak , e foi uma co-produção Franco-Canadense/Russa, e é um filme bastante notável.


Você acha que talvez o filme de TV Goldeneye , em que você interpretou Ian Fleming, também se classifica como underrated?
Sim, possivelmente. Eu não sei, para ser honesto com você. No momento em que terminar esta conversa isso provavelmente virá a minha mente.


Dance na mini-série sci-fi, Going Postal
Quais são as vantagens de ser cavaleiro?

Eu não tenho título de cavaleiro. Eu tenho um da Ordem do Império Britânico.


Qual é a diferença real?
Você pode ser um Membro do Império Britânico, que é a ordem mais baixa, depois um Ordem do Império Britânico, um Comandante do Império Britânico e o próximo passo é a cavalaria, e então você é um Sir. É muito bom ser reconhecido, mas não significa absolutamente nada e nunca deve ser levado muito a sério.


Suponho que isso lhe garante melhores mesas em restaurantes?
Não, mas ser um ator razoavelmente bem conhecido garante. Ah, sim.


Você tirar proveito disso, quando você pode?
Quando eu posso tirar proveito disso, com certeza. Se você tem um pouco de influência,  você pode usá-la.

Em Underworld: Awakening , de que lado você está?
Do lado dos vampiros. Eu sou um personagem chamado Tomas. Ele é supostamente russo, mas os diretores decidiram que todos deveriam falar com seus sotaques normais e não colocar qualquer outro tipo de sotaque.

Você vai descobrir sua presas?
Oh, eu tenho minhas presas – mas elas são mal ajustadas com as quais eu tentei não balbuciar, porque meio que prejudicaria a ameaça – e elétricas lentes de contato azuis.


Underworld: Awakening (“Anjos da Noite: Despertar”?) é o quarto filme da
saga e estréia em 2012

Você pode dizer nada sobre o que está por vir no Game Of Thrones?
Nós terminamos [de filmar] a segunda temporada. Eu acho que vai ao ar em fevereiro ou março do próximo ano, e vamos começar a temporada de caça de três em maio ou junho do próximo ano.Devotos dos livros me disseram que eu tenho uma morte muito espectacular, não na próxima temporada, mas possivelmente na temporada mais tarde. Eu não vou lhe dizer como será isso, mas é uma cena de morte que eu nunca tive antes de qualquer forma.

Será que você aproveitou a sua participação especial em Going Postal?
Sim, isso foi divertido. Esse é um outro cara que é mais lido do que eu pensava, Terry Pratchett. Ele tem uma enorme base de fãs e uma imaginação extraordinária. Infelizmente, porque ele está nos estágios iniciais da doença de Alzheimer agora, o cérebro que criou o extraordinário Discworld meio que está morrendo dentro dele, o que é muito triste.



Você vai estar em Underworld: Awakening , que sai em janeiro. O que você pode nos dizer sobre isso?
Kate [Beckinsale] é muito boa, eu tenho a dizer. Eu a conheci quando ela era uma menina porque eu conhecia seu pai, que infelizmente morreu em uma idade muito jovem de um ataque cardíaco. Richard Beckinsale foi ótimo. Esse filme foi divertido de fazer. Filmamos em 3-D, e eu nunca tinha feito um filme 3-D antes. Filmamos em Vancouver, com dois diretores suecos. Eu suspeito que será muito barulhento e muito alto como os outros filmes da saga “Anjos da Noite” que eu já vi. Dificilmente existe uma cena em que não haja algum tipo de trilha sonora por trás dela, eu observo isso mais e mais agora, e esse tipo de coisa me incomoda um pouco. Eu passo muito tempo em casa brincando com o controle de volume na televisão porque eu quero ouvir o que alguém está dizendo, e metade do tempo eu não posso ouvi-lo por causa da música sangrenta que está acontecendo em segundo plano. Mas há um público grande para ele, e é uma série muito popular de filmes, por isso estou ansioso para que seja bem sucedido. 
Antes eu estava no Sri Lanka fazendo uma adaptação cinematográfica “Crianças da Meia-Noite” de Salman Rushdie, que foi dirigido por uma diretora indiana maravilhosa chamada Deepa Mehta, que se você não tiver visto um filme chamado “Água” , peço-lhe que o veja. É sobre a situação das viúvas Hindi na Índia, que ainda é uma sociedade muito machista dominante. Ela recebeu ameaças à sua vida. As pessoas faziam efígies dela quando ela fez esse filme. Então, quando nós viemos para fazer “Crianças da Meia-Noite”, que se passa na Índia, nós filmamos no Sri Lanka, porque ela tem medo de pôr o pé na Índia novamente. Ela é casada com um cara branco e vivem em Toronto, mas ela é uma grande cineasta indiana, e o livro de Salman Rushdie é uma peça muito especial de trabalho. Portanto, procure assitir isso. Não tem efeitos especiais em que seja.

Lorde Tywin Lannister na segunda temporada da série

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados