Um fã “atrasado” de Game Of Thrones [GUEST POST]

Esse é mais um guest post foi enviado para o Game Of Thrones BR, o texto foi escrito pelo leitor Bruno Balbi, onde ele comenta sobre o quanto gostou da série como vale a pena ler o(s) livro(s).

Caso você tenha interesse em publicar algo relacionado à nossa temática, envie seu texto para nós e ele poderá ser publicado!


Divido os fãs de “Game of Thrones” em três categorias distintas:

– Os “puristas” que leram todos os livros lançados antes mesmo de existir uma série de tv
– Os “alérgicos a livros” que só viram a série
– Os “atrasados” que alternam a experiência com livro e série de tv.
Posiciono-me na terceira categoria e gostaria de compartilhar o caráter único dessa experiência. Tudo (e por “tudo” refiro-me ao vício que nos une) começou quando vi o primeiro livro exposto à venda. Chamou-me a atenção a ilustração da capa cuja paisagem igualmente belíssima e misteriosa imediatamente me remeteu aos livros “Senhor dos Anéis”. Em minha total ignorância ri com um certo desdém pensando ser uma cópia barata de algum autor de segunda. Mas quando passei o olhar pelas críticas na contracapa me surpreendi com trechos como “a mais importante obra de fantasia desde que Bilbo encontrou o anel” e “o melhor épico de todos os tempos”. Lembro de pensar que poderia estar errado e que deveria, um dia, dar uma chance para aquele livro.


Obviamente muita coisa mudou desde então. Devoro tudo que encontro a respeito dessa saga magnífica e me vejo em uma posição única em meus 30 anos de vida que contarei a seguir. A leitura do primeiro livro foi como um passeio tranquilo pois a série de tv sempre esteve à frente, então as surpresas foram reservadas para aquele meio. Não pensei nisso enquanto lia, mas existe uma certa paz (algumas pessoas chamariam de “chatice”) em ler um livro tão cheio de reviravoltas já ciente dos principais acontecimentos. Divertia-me em conhecer mais os detalhes de cada casa, seus personagens, história e cultura desse mundo… Fechei o livro com aquele ar de satisfação que somente os adoradores de livros conhecem.

Peguei então o segundo livro. Medo! Dei-me conta então de que essa seria uma experiência completamente diferente e imagino quantas pessoas estão nesse momento passando pelo mesmo que eu. Ousaria dizer que muitas, já que, só no Brasil, o livro “Guerra dos Tronos” é atualmente a obra de ficção mais vendida e “Fúria dos Reis” está na terceira colocação.
Antes de começar a leitura propriamente dita me entretive com o apêndice (recomendo a todos) pensando o que esperar de um autor que, não só matou Ned Stark, mas o fez com requintes de crueldade? Que experimentos sádicos estariam reservados nas próximas 600 páginas? Foi o fim da metáfora “passeio” e o início de uma mais apropriada, “montanha-russa dos infernos”. Novos personagens, rumos inesperados, intrigas e, claro, mortes. Para mim, e muitos na mesma situação, a série de tv agora terá um novo papel. Será apenas uma ilustradora da minha mente. O livro alçou os ares de personagem principal nessa minha obsessão e, ao terminar o segundo, terei ainda mais cinco livros para alimentar o vício.
E para os “alérgicos a livros” que consideram sair do lado negro da força, gostaria de encerrar listando cinco motivos para ajudar no seu difícil primeiro passo, ou seja, comprar o livro:
1) Você terá algo para fazer durante a espera de 1 ano até a próxima temporada;
2) Não será mais considerado cidadão de segunda categoria ao discutir a série;
3) Não precisará começar cada discussão dizendo “Eu não li o livro, mas..”;
3) Vai finalmente descobrir quem diabos é o tal “peixe negro”;
4) Não precisará mais procurar por “spoiler alerts”;
5) Terá a satisfação de descobrir que, se a série de tv é excelente, os livros são de outro mundo.
Tags: Tags:

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados