Resenha: Trilha Sonora de Game of Thrones

Quando foi anunciado que Stephen Warbeck (Shakespeare Apaixonado, Billy Elliot, Contos Proibidos do Marquês de Sade) faria a trilha sonora da primeira temporada de Game of Thrones, já dava para se ter alguma noção de que os produtores realmente queriam uma série com dimensões, em todos os sentidos, cinematográficas. Contudo, quatro meses depois surge um novo pronunciamento com a informação de que o compositor fora “substituído” por Ramin Djawadi (Homem de Ferro, Fúria de Titãs 2010).
O trabalho de Ramin se resumia a trilhas de vídeo game, séries de TV e poucos filmes no cinema. Eu, como amante da grandes trilhas sonoras orquestradas, senti um medo em relação ao jovem (em termos de carreira) compositor. O pré-conceito diminuiu um pouco ao saber que era, de certa forma, apadrinhado de Hans Zimmer. E essa minha curiosidade/dúvida/medo permaneceu até a estréia da série. Aos primeiros momentos da abertura, no exato instante, senti vergonha do que tinha pensado no início do ano.

No decorrer da série, o Sr. Djawadi (se pronuncia, “JAVA-dee”) mostrava que foi a escolha certa para trazer a música de Westeros a vida. Como um grande compositor faz, ele vem desenvolvendo o tema principal alternando aqui e ali como o tom épico que a cena pede, ou a introspecção necessária para determinado momento. Além dos significantes temas das crianças, dos Dothraki e daquela grandiosa segunda peça que ouvimos a primeira vez na despedida de Ned e Jon (toda vez que a ouço no CD não tem como não ficar arrepiado).
Através do encarte da trilha, pelo texto dos produtores, ficamos sabendo do cuidado que tiveram com a música desde as primeiras composições até a gravação pela Orquestra Sinfônica de Praga (possivelmente). Ao final, como na série, a última faixa me remete automaticamente a pergunta que todos se fazem quando é lançada uma trilha sonora de uma adaptação: será que é a representação musical definitiva daquela história ou, conforme for a obra original, daquele mundo?
A minha reposta vocês já sabem. 




Aonde comprar? No site oficial da gravadora: Varèse Sarabande. O preço final fica em 42,00 Reais com o frete mais barato. Para mim, Rio de Janeiro, chegou em apenas uma semana. Mas o normal, vindo por first-class é de 30 dias.

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados