Sean Bean e o que há por vir em Game of Thrones

Via New York Magazine

GameOfThronesBR: Este texto contém spoilers até o final da primeira temporada. Também fala sobre teorias dos pais de Jon Snow (esta última, destacada).

No espaço de uma semana, Sean Bean foi decapitado e esfaqueado. Para sua sorte, um desses traumas foi falso – mesmo assim garantindo um fim chocante do seu personagem Ned Stark em Game of Thrones. (Bem, chocante para aqueles que não leram os livros). Vulture conversou com Bean sobre perder sua cabeça, fãs perdendo suas cabeças e o que ele pretende fazer a seguir. (Seu ferimento numa briga de bar, contudo, estava estritamente fora do nosso script.)
O que você achou da reação ao seu episódio de despedida? Eles o estão chamando de game-changer e já está sendo submetido ao Emmy…
Que boas notícias! Ele realmente está no padrão que você esperaria da HBO, que já é alto. Em primeiro lugar, foi uma empreitada corajosa essa de assumir uma produção vasta e em grande escala, e essa estrutura narrativa ousada e arrojada. É isso que as pessoas admiram nela. Eu acho que as pessoas que não eram tão familiares assim com os livros se chocaram. Eu sei que eu me choquei, quando li o script; só então eu li o livro. É uma coisa boa sobre George R.R. Martin: ele está preparado pra sair matando os personagens principais. Você não fica com a sensação de que o mocinho vai durar pra sempre, como em James Bond.

Algumas pessoas estão realmente revoltadas.
Eu vi um um vídeo, de dois negros de Los Angeles, e o mais velho conta pro outro que eu morri, e o mais novo está realmente puto que eu tenha morrido! Ele fica falando, “Essa porra num pode ser verdade. Ele matou o meu cara!”. É fantástico. É tão engraçado. Eu não consigo parar de rir com aquilo. Eles são as últimas pessoas que você esperaria que ficariam tão chateadas!

Como foi filmar a cena na qual eles cortam fora sua cabeça? Obviamente, é um manequim…
É um manequim da minha cabeça. Eu estava segurando ele em um dado momento, o que me deu um sentimento realmente assustador, segurar minha cabeça e olhar pra ela. Era muito pesada, do mesmo jeito que uma cabeça de verdade!

Você acha que a morte do Ned é como, por exemplo, a do Gandalf ou do Dumbledore? Feitiçaria de lado, a figura paterna morre para que alguém menor possa sobressair numa jornada do herói? Neste caso, as crianças Stark?
Sim! Você começa com Ned Stark, Lorde de Winterfell, que é forte quando ele é introduzido e vai ficando mais fraco à medida que ele avança, fisicamente e psicologicamente, porque ele está neste ambiente corrupto, nesse verdadeiro ninho de cobras, que o atingem no final, e alguém tem que tomar seu lugar. Uma vez que ele está preso, por exemplo, seu filho Robb tem que assumir o controle. Ned era muito necessário, e ele é a última pessoa que você ia querer que desaparecesse. Ele é a voz da razão.

Por que motivos você acha que Ned mentiu, alegando que ele planejava roubar o trono para si próprio, quando ele confessou?
Eu acho que foi porque a rainha exigiu. Ele tinha que humilhar a si mesmo, para que então não houvesse dúvida da sua traição. É tão Draconiano – minta, e nós vamos deixá-lo viver na Muralha. E ele confiou neles por amor a seus filhos, então até ele mesmo se chocou quando Joffrey disse “O homem é um traidor, decapitem-no!”. O acordo não foi esse. Teria ajudado se Ned tivesse tido um pouco mais de astúcia, cinismo e calculismo.

Essa seção do texto contém spoilers! Clique para exibir!

Mas ele é calculista, ao menos em um assunto: as origens de Jon Snow. Quando o assunto é a mãe de Jon Snow, o Ned fica extremamente lacônico, a saber pelo seu breve comentário ao Rei Robert. Os fãs estão cheio de teorias de que Jon Snow não é bastardo de Ned coisíssima nenhuma.
Essa é outra reviravolta [por vir]. É um grande enigma. Quem você acha que é?
Aposto meu dinheiro de que é a irmã morta de Ned e o pai é Rhagar Targaryen. Se Ned jurasse proteger o filho de sua irmã morta do seu próprio melhor amigo, a melhor forma de fazer isso seria assumir a paternidade e levá-lo consigo.
Ned realmente sabe quem [são os pais de Jon], mas ele não pode falar. É por isso que são momentos tão tocantes, essas cenas pungentes que eu tenho com Kit Harrington [que interpreta Jon], porque eu não posso dizer o que eu realmente penso. Há tantas coisas que eu poderia ter dito, porque há um amor entre eles dois, mas eu não posso expressá-lo tão abertamente como eu faço com as outras crianças, que eu posso segurar e beijar. Mesmo que eu fosse seu verdadeiro pai, eu não posso falar nisso por medo de ofender minha esposa, que é realmente amargurada a respeito do assunto. Então, realmente, é uma situação cruel. Embora não seja sua culpa, Ned teve que segurar uma barra por mantê-lo ao seu lado.

Como foi atuar novamente com Kit depois de Silent Hill: Revelation?
Nós acabamos essa algumas semanas atrás. Foi tão estranho, vê-lo de calça jeans e camiseta! Sem barba, sem espada! Estamos em tempos contemporâneos, e ambos interpretamos Norte-americanos, então é uma mudança total de Game of Thrones. Ele é um cara bom, um cara amável, e podemos esperar coisas grandiosas dele.

Algumas pessoas de Thrones que morrem voltam à vida de várias formas, como vimos com os defuntos e outros personagens que deram um jeito de desafiar a morte. Há teorias de fãs de que isso pode acontecer com Ned também.
Talvez ainda haja esperança para Ned! Eles podem fazer qualquer coisa. Qualquer coisa pode acontecer. É um show muito complex. Com muitas camadas. E mesmo as coisas mais absurdas são críveis. Eles estão prestes a começar [as gravações] de novo, e eu estou sentindo uma pontada de inveja porque a saga continua sem mim. Eu estou fazendo uma outra coisa agora, mas às vezes eu venho com uma conversa “ah, droga, me coloquem de volta.”

Pelo menos ele não não podem te matar inesperadamente em Missing [seu show da ABC da mid-season]. Seu personagem já está morto!
Ah, é mesmo! [Risos.] Tem um bocado de reviravoltas e mudanças, e as pessoas não são o que você pensa que elas são. Eu acho que é um Game of Thrones contemporâneo!

Você deu uma roubadinha em alguma coisa de Thrones pra guardar como lembrança do show?
Não, sério. Eu devia ter pedido minha espada, porque eu tento guardar todas as minhas espadas – a série Sharpe no Reino Unido, Macbeth – porque é sempre bom ter algo como um símbolo. Nós fizemos tatuagens para “O Senhor dos Anéis”, o número nove, em élfico. O meu está no meu ombro. Talvez eu faça uma tatuagem de Game of Thrones! Um lobo gigante, nas minhas costas!

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • Os papéis medievais caem muito bem para o tipo físico de Sean. Boromir foi um exemplo, mas Ned Stark foi um show de interpretação. Parabéns.