A vinda de Aegon e A Guerra da Conquista

Aegon I por Amok
Aegon I chegou a Westeros com a intenção de conquistar o continente. Foi o início da Guerra da conquista que terminou com seis dos Sete Reinos consolidados sob seu domínio.
Esse evento é usado como uma época no calendário dos Sete Reinos: Aegon’s Landing (AL).
A Guerra da Conquista
A guerra da conquista foi a campanha em que Aegon I conquistou Westeros.
Com a ajuda das duas irmãs e rainhas, Visenya e Rhaenys Targaryen, seus três dragões e um pequeno exército de soldados Targaryen, Aegon I conquistou os seis dos Sete Reinos .
Nem todo o continente teve de ser tomado pela força. Algumas casas apoiaram a Casa Targaryen e outras foram submetidas voluntariamente.
A guerra começou no ano 1 AL quando Aegon Targaryen e suas duas esposas-irmãs Rhaenys e Visenya desembarcaram com seu exército, na costa leste de Westeros , na foz do Rio Blackwater. Os Targaryen ocupavam a ilha-fortaleza de Pedra do Dragão (Dragostone) o posto mais ocidental do império Valyriano um século antes da destruição de Valyria.
No século após a ruína, os “Anos sangrentos”, eles tentaram expandir as suas explorações. No entanto, Aegon se ocupou entre a unificação do continente de Westeros e a conquista da Cidades Livres, onde estava ocorrendo conflitos sangrentos após a queda de Valyria. Aegon rejeitou um convite de várias das Cidades Livres para ajudar formação de um novo império, escolhendo o caminho mais ambicioso e invadiu Westeros. Com mão de obra muito limitada, os Targaryen sabiam que suas dragões adultos seriam a sua grande arma.
Antes de começar a invasão, Aegon ordenou a construção de Mesa Pintada, uma mesa com um mapa preciso da geografia de Westeros. Ele, aparentemente, considerava Westeros como uma única terra, apesar do fato de que o continente era muito bem dividido em Sete reinos, ele estava determinado a unificá-lo sob seu domínio.

A Conquista
A seqüência de eventos na guerra de conquista não é clara. Os seguintes eventos ocorreram, mas não necessariamente nesta ordem:

A Conquista das Terras Fluviais
Os Targaryen investiram pela primeira vez contra o Noroeste, contra os homens de ferro e seu rei, Harren o Negro . Harren governava tanto as Ilhas de Ferro quanto as Riverlands de sua recém-concluída fortaleza monstruosa de Harrenhal , o maior castelo de Westeros, considerada inexpugnável contra cercos ou tempestade. Um senhor local, Edwyn Tully de (Correrio) Riverrun , ficou do lado Aegon e começou uma revolta local contra o Rei Harren. Os Targaryen então atacaram Harrenhal com seus três dragões, Harren foi assado vivo na sua torre. Aegon assumiu o controle dessas duas regiões, e nomeou Vickon Greyjoy como Senhor das Ilhas de Ferro, e Edwyn Tully como Senhor das Terras Fluviais (Riverlands).
A submissão de Ponto Crackclaw*
(Não encontrei a tradução deste local no mapa do livro publicado no Brasil, fica no Sul, na Baía dos Caranguejos).


Visenya Targaryen por Amok
Após a morte de Harren o Negro em Harrenhal , Visenya foi enviada por Aegon para exigir a submissão dos Senhores de Ponto Crackclaw. Os Lordes perceberam que eles não tinham chance, então puseram as suas espadas em seus pés. Visenya tomou-os como seus próprios homens e passaram a ser leais apenas ao Trono de Ferro.
A conquista das Terras da Tempestade (Stormlands)
O Rei Argilac (chamado de arrogante) resolveu atacar o exércitoTargaryen ao invés de aguardar o cerco em sua fortaleza de Storm’s End (Ponta da Tempestade). Uma batalha campal foi travada e o meio-irmão bastardo de Aegon, Orys Baratheon matou Argilac em combate. Não está claro se Orys comandou um exército separado ou se apenas comandava um contingente do exército de Aegon. Após a batalha, Aegon deu um brasão, um castelo, terras e filha a Orys, [corrigido] Aegon entregou a Orys o castelo, as terras e a filha de Argillac como recompensa pela vitória. Ele tomou as honras, o brasão e o lema da esposa para si.
A Conquista do Terras do Oeste
O rei Loren Lannister de Casterly Rock (Rochedo Casterly) e o Rei Mern IX da Campina (Reach – atualmente governado pelos Tyrell de Highgarden – Jardim de Cima) juntaram seus exércitos para enfrentar Aegon em uma batalha aberta. Seu exército, chamado pelos historiadores “A Tropa dos dois Reis”, com 55.000 homens, dos quais cinco mil cavaleiros montados, enquanto os Targaryen tinham apenas 10.000 homens, muitos dos quais de lealdade e confiabilidade incerta. A batalha terminou mal para os Targaryen, com sua força menor severamente enfraquecida e na iminência da derrota.
Então, Aegon e suas irmãs montaram os três dragões (Vhagar, Meraxes e Balerion) ao mesmo tempo, a única vez que isso aconteceu na guerra. O fogo dos três dragões combinados percorreu o campo de batalha, imolando mais de quatro mil homens (incluindo Rei Mern) e dando o nome da batalha: O Campo de Fogo
Campo de Fogo (Field of Fire) por ~guad
O rei Loren foi imediatamente entregue à autoridade de Aegon, enquanto o castelo de Mern em Highgarden (Jardim de Cima) foi entregue pelo administrador, Harlen Tyrell . Aegon aceitou seus juramentos de fidelidade, nomeando Loren como Senhor de Casterly Rock e das Terras do Ocidente (Westerlands) e Harlen como Senhor de Highgarden (Jardim de Cima) e da Campina.
Rhaenys Targaryen por Amok
A conquista de Vilavelha (Oldtown)
Aegon marchou após a batalha do Campo de Fogo para Vilavelha, a maior cidade de Westeros naquela época.
Seguindo o conselho do Alto Septão , o Senhor Hightower abriu os portões e Aegon foi reconhecido como o legítimo Rei Westeros. O início do reinado de Aegon data de sua entrada em Oldtown. Com a unção de Aegon a Fé dos sete foi reconhecido como rei de Westeros, assim a oposição restante entre o povo Westerosi diminuiu.

Visenya e Rhaenys por ~guad
A Batalha com Dorne
Aegon liderou uma invasão a Dorne em uma tentativa de assegurar também as terras do sul. No entanto, o povo de Dorne se recusou a lutar em uma batalha aberta com medo dos dragões de Aegon, em vez disso atacaram as linhas de suprimento e adotaram a prática de guerrilha nas montanhas. Seus ataques surpresas a noite causaram tantos danos ao exército de Aegon, que ele concluiu que a captura e detenção Dorne seria custosa demais, e optou por se retirar e deixar Dorne como uma nação independente.
A conquista do Norte
Uma tropa de homens do Norte sob a liderança do Rei do Norte , Torrhen Stark , marchou para o sul em direção às Terras Fluviais (Riverlands). Aegon reuniu suas tropas e dragões para encontrá-lo nas margens do Ramo Vermelho do Tridente (Red Fork), a leste de Correrio (Riverrun).
O objetivo de Torrhen era lutar contra Aegon, mas vendo o vasto exército de Aegon e seus dragões fez Torrhen perceber a loucura da sua idéia e ao invés disso ele dobrou os joelhos e se submeteu a Aegon.
Aegon então o nomeou Senhor do Norte e de Winterfell . Nos anos posteriores, uma pousada foi construída no local do evento, conhecida como a Pousada do Homem que se ajoelhou.
A Conquista do Vale
Casa Arryn , Reis do Vale , também reconheceu Aegon e a supremacia do rei, mas os detalhes de como isso foi feito não foram apresentados.

Assim Aegon I Targaryen, agora conhecido como Aegon, o Conquistador, assumiu o controle de Seis dos sete Kingdons. Dorne permaneceu invicto e foi reconhecido como um estado soberano sob o comando dos Martells de Lançasolar (Sunspear). Aegon dedicou o resto de seu reino para a consolidação e construção de uma nova capital em King’s Landing (Porto Real).
Aegon juntou as espadas dos seus inimigos as derreteu e reforjou-as no símbolo de seu poder, o Trono de Ferro.

Fonte: AWOIAF

Compartilhe:

Ao comentar no site você aceita as regras previamente estabelecidas.

Posts Relacionados

  • O lance não é ter dragões, o requisito é ser imune a fogo. Caso contrário, o próprio montador morreria assado.